Blog do Eliomar

Últimos posts

VII FestCine Maracanaú já está com inscrições abertas

Vem aí o VII FestCine Maracanaú – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias. O evento, que coloca a Região Metropolitana de Fortaleza no mapa dos circuito dos festivais de cinema, já está com inscrições abertas para as mostras competitivas de longas e curtas-metragens e serão recebidas até o dia 15 de novembro próximo.

O festival acontecerá de 21 a 25 de novembro, no Cineteatro Dorian Sampaio, e, além das mostras competitivas, também promoverá palestras e seminários.

Inscrições

Podem ser inscritos filmes e vídeos de estados, de cidades do estado do Ceará, municípios brasileiros e também qualquer país, produzidos a partir de 2014, finalizados no formato digital. Para a Mostra Rodolfo Teófilo, podem ser inscritos filmes e vídeos de realizadores da Região Metropolitana de Fortaleza, com duração de até 20 minutos. A ficha de inscrição, regulamento e envio de material no site www.festmaracanau.com.br. ´

O FestCine Maracanaú – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias é realizado pela Alfa 2 Comunicação e Entretenimento. Produção: Abraham Filmes e Estúdio Digital. Parceria: Prefeitura Municipal de Maracanaú e Fundação Cultural de Maracanaú.

(Foto – Divulgação)

O sentido da política e a política sem sentido

Com o título “O sentido da política e a política sem sentido”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Uma boa reflexão sobre o momento atual do País. Confira:

Há vários problemas que vêm se repetindo historicamente no Brasil e que se tornaram mais evidentes desde as manifestações de 2013, passando pelo impeachment da presidenta Dilma, mediante o golpe parlamentar, as investigações da Lava-Jato e a tentativa de deposição do atual presidente Michel Temer. Embora o conflito seja inerente à luta política, o sentido maior desta atividade humana deveria ser a busca de consensos em nome do bem comum.

Porém, o que se observa hoje no país é que não estamos suficientemente amadurecidos para crescer a partir da divergência. Pelo contrário, o que se pratica é o aprofundamento das discordâncias, do ódio de classe, da briga insana entre esquerda e direita, da execração pública de personagens, das rugas que desfazem até mesmo relações pessoais, como se estas facetas tivessem um fim em si mesmas. Pelo contrário: são, no máximo, um ponto de partida, a explicitação de uma situação sobre a qual é preciso reflexão e debate.

O ponto de chegada, este sim, necessita de negociação entre as partes.

O fim da política é o acordo. O seu propósito é a melhor coexistência coletiva possível. O seu sentido é a liberdade. O seu método mais adequado – mesmo com vários problemas – é a democracia. Insisto em citar Hannah Arendt: a política se dá no entre-homens, ou seja, sua vocação é relacional.

Portanto, não se trata a priori de convencer ao outro sobre o meu ponto de vista. Claro que tal ação é legítima e possível, mas a essência da política é a convivência – amistosa ou, pelo menos, respeitosa – com opiniões e práticas diferentes. Isso dito, não há cabimento pessoas romperem relacionamentos – virtuais ou não – por conta da diversidade de pensamento.

Abre-se exceção, evidentemente, quando determinada concepção discrimina, agride, fere, cerceia direitos, mata outras pessoas. Mas aí, que fique claro, o sentido original da política é distorcido: não há democracia, nem diálogo, nem consenso.

Em meio ao caos vivido no país, a imprensa e os analistas políticos – notoriamente os ligados ao meios de comunicação de massa –, vêm prestando um imenso desserviço aos brasileiros. A política e os políticos e diversas instituições são colocados numa vala comum de corrupção e baixo nível de debate. As notícias, as práticas, as diferenças e as contradições são mostradas somente pelo lado negativo. E a população fica com a sensação de é melhor tocar fogo em tudo. Não é.

A sociedade precisa ser responsabilizada. Os políticos foram colocados lá por nós. As decisões foram tomadas com o aval de todos através do voto. E enquanto se pensar que os políticos “são todos iguais” é patente o risco das más escolhas se repetirem na próxima eleição. Afinal, se “são todos iguais” pode-se votar “em qualquer um”, pois “nada vai mudar”.

Por conta deste tipo de associação rebaixada, chegamos onde chegamos. O próprio estado democrático de direito está em xeque. Chega de política sem sentido. É hora de reencontrarmos o real sentido da política.

*Demétrio Andrade

Jornalista e sociólogo.

UFC é destaque no quesito transparência e acesso à informação

Henry Campos é o reitor da UFC

A Universidade Federal do Ceará é destaque nacional nos indicadores da Lei de Acesso à Informação de 2016. A UFC respondeu a 100% dos pedidos de informação feitos via Sistema de Informação aos Cidadãos (SIC) em 2016, realizou os atendimentos em 7,3 dias em média (o prazo estipulado em lei é de 20 dias) e solicitou prorrogação de prazo em apenas 5,84% dos casos. Anuncia a assessoria de imprensa da Instituição.

As informações fazem parte de um levantamento feito pelo jornalista Cristiano Alvarenga, com o desempenho de todas as universidades federais no SIC, com base em dados coletados no Portal da Transparência.

A partir desses indicadores, Alvarenga criou o Ranking da Transparência, colocando a UFC em terceiro lugar nacional de 63 universidades pesquisadas. Dessas, 37 responderam a todas as solicitações dentro do prazo legal. Na liderança do ranking, está a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e a Universidade Federal do Tocantins (UFT).

“Isso representa uma mudança de cultura dentro da Universidade, que passou a enxergar como muito importante informar suas atividades ao cidadão”, diz Fernando Henrique Carvalho, coordenador do e-SIC na UFC. O coordenador destaca ainda o papel da administração da Universidade, que priorizou esses atendimentos, e a dedicação da equipe que gerencia o e-SIC e realiza o acompanhamento dos prazos de resposta.

Ministério da Agricultura vai contratar 300 veterinários em regime temporário

Foi publicado hoje (11) no Diário Oficial da União o edital para a contratação temporária de 300 veterinários para trabalhar na inspeção de antes e depois do abate dos frigoríficos. As inscrições serão abertas no dia 14 de agosto. A prova será no dia 17 de setembro e o resultado será divulgado no dia 6 de novembro.

As contratações foram solicitadas pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, ao ministro do Planejamento, Dyogo de Oliveira, no fim de junho, com o objetivo de superar problema criado pela necessidade de contratar auditores fiscais até que seja realizado concurso público para aumentar o quadro desses profissionais.

Maggi ressaltou na ocasião que a falta de pessoal impede, por exemplo, a abertura de plantas frigoríficas, o que atrasa o aumento da produção nacional.

Os profissionais serão contratados por um ano, com a possibilidade de prorrogação por mais um ano. O salário será de R$ 6.710,58. A Escola de Administração Fazendária (Esaf) é a organizadora responsável pela seleção. Do total de vagas, 20% serão reservadas para pessoas negras.

Os candidatos devem ter diploma de curso de nível superior em medicina veterinária e registro ativo nos conselhos regionais ou federal de medicina veterinária. A jornada de trabalho será de 40 horas semanais.

A prova objetiva, composta de 40 questões, será aplicada no dia 17 de setembro. Também serão avaliados a experiência dos candidatos e seus títulos. As questões objetivas serão aplicadas em Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Manaus, Palmas, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Salvador, São Luís, São Paulo e Teresina.

SERVIÇO

*As inscrições podem ser feitas no site  de 14 a 20 de agosto. A taxa é R$ 100,00.

(Agência Brasil)

Fux assume inquérito da Odebrecht contra Collor

Um dos inquéritos que tem o senador Fernando Collor (PTC-AL) como alvo no Supremo Tribunal Federal (STF) passa a ser de responsabilidade do ministro Luiz Fux, após a presidente da Corte, ministra Cármen Lucia, ter determinado a redistribuição do caso.

No inquérito, Collor é suspeito de ter recebido R$ 800 mil de forma ilegal, em 2009, para favorecer a implantação de um projeto de saneamento básico da empresa Odebrecht Ambiental em Alagoas, incluindo a possível privatização da companhia de saneamento estadual.

O caso, que foi relatado na delação premiada do ex-presidente da Odebrecht Ambiental, Fernando Reis, estava sob responsabilidade de Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo. Entretanto, o ministro declinou da competência sobre o inquérito por entender que não há relação com os desvios na Petrobras, alvo principal da operação.

Em outro inquérito que se encontra no gabinete de Fachin, Collor já foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) acusado de fraudar em R$ 29 milhões um contrato da BR Distribuidora, uma subsidiária da Petrobras, com a empresa UTC Engenharia. O recebimento da denúncia, que pode tornar o senador réu na Lava Jato, deve ser julgado ainda neste semestre.

(Agência Brasil)

Rodovia que liga Crato a Nova Olinda será interditada a partir de quinta-feira

O Departamento Estadual de Rodovias (DER) vai interditar, a partir da próxima quinta-feira (17), 14 quilômetros da CE-292. O objetivo é dar continuidade às obras de restauração da estrada, informa o diretor de engenharia do órgão, Quirino Ponte. Ele informa que a paralisação total do tráfego é necessária para que seja possível avançar nos trabalhos. Nessa etapa, serão realizadas a melhoria nos alargamentos e a construção do pavimento rígido (em concreto). O trecho deverá ficar interditado por cerca de oito meses.

Para quem vai de Nova Olinda para o Crato ou vice-versa, o desvio será feito por uma estrada carroçável, entre a comunidade de Manoel Coco e o Colégio Agrícola. Já para quem trafega de Exu (PE), para Crato ou vice-versa, outro desvio, margeando a CE-292, será disponibilizado. Além da sinalização, panfletos explicativos serão distribuídos na região e agentes da PRE deverão orientar os motoristas.

Obras

Atualmente a restauração do trecho Crato – Nova Olinda está com 64% dos serviços executados. Com 58 quilômetros de extensão, o trecho faz parte do Ceará de Ponta a Ponta, Programa de Logística e Estradas do Ceará e está orçado em R$ 75.436.162,95, com recursos do Tesouro Estadual e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A estrada recebe serviços de pavimentação, revestimento asfáltico e rígido (concreto), drenagem, obras d’arte correntes, sinalizações horizontal e vertical, além de proteção ambiental.

(Ilustração – DER)

TRT-5 lança pregão para contratar empresa com experiência em aulas de corrida e caminhada

Saiu no Diário da Justiça aviso de licitação, via pregão eletrônico, do interesse do Tribunal Regional do Trabalho – 5ª Região destinado a contratação de empresa com qualificação profissional e com experiência para assessorar magistrados e servidores em aulas de corrida e caminhada.

O pregão eletrônico está marcado para o próximo dia 22, às 13 horas, em Salvador (BA).

VAMOS NÓS – Daqui ficamos torcendo para que isso ajude a Justiça baiana a ficar bem mais, digamos, rápida.

Casa do Estudante comemora 83 anos e é visitada por ex-alunos

Entre ex-alunos, o secretário estadual Antonio Balhmann e Gaudêncio Lucena.

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (PMDB), prestigiou, nesta manhã de sexta-feira, a festa dos 83 anos da Casa do Estudante. Durante o evento, houve ato em homenagem também ao Dia do Estudante.

Eunício Oliveira, que foi morador da instituição, anunciou que trabalhará em Brasília com vistas a destinar recursos federais para uma ampla reforma do estabelecimento.

“Quero dizer a essas meninas e a esses meninos que sei as dificuldades de sair do interior, deixar a casa dos pais, e vir lutar por melhores oportunidades. Vim aqui para, emocionado, dar um testemunho de como esta casa é acolhedora. Estudem, caminhem e lutem, pois somente a educação é capaz de transformar a realidade do nosso país”, disse o senador.

Entre ex-alunos que também prestigiaram a festa estavam o ex-vice-prefeito de Fortaleza, empresário Gaudêncio Lucena, e o secretário de Assuntos Internacionais do Governo, Antonio Balhamnn. Parlamentares como Danniel Oliveira (PMDB) e o coordenador de Políticas de Juventude da Prefeitura de Fortaleza, Júlio Brizzi, também prestigiaram a festa.

(Foto – Divulgação)

Cabo Sabino anuncia apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro

415 6

O deputado federal Cabo Sabino (PR) vai apoiar o nome do deputado federal Jair Bolsonaro (PTB-RJ) para presidente da República em 2018. Foi o que ele revelou durante entrevista nesta sexta-feira para o Blog.

O parlamentar diz que fez tal opção por constatar que Bolsonaro, ao longo de sua trajetória política de 28 anos, apresenta uma “conduta ilibada”.

Sobre as eleições no Ceará, garantiu que, embora tenha respeito pelo governador Camilo Santana (PT), não poderá apoiá-lo e continua atuando no campo da oposição.

Cabo Sabino explica que não dá para apoiar um nome que conta com o respaldo dos Ferreira Gomes.

PSDB busca seu caminho

Com o título “PSDB busca seu caminho”, o jornalista Merval Pereira, em sua coluna desta sexta-feira, no O Globo, divulga conversa que manteve com o senador Tasso Jereissati, presidente interino do PSDB nacional. Diz que os tucanos querem sim voto distrital misto e nada de distritão como sistema permanente. Confira:

O PSDB não condiciona o seu apoio ao distritão à adoção do parlamentarismo, mas quer que, na mesma proposta de emenda constitucional que muda o sistema eleitoral para 2018 e 2020, seja aprovada a adoção do voto distrital misto a partir de 2022.

O presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati, diz que o partido não é adepto do distritão, e o aceita apenas como uma transição para o distrital misto. Se houver a intenção de transformar o distritão em sistema permanente, o PSDB não apoiará a mudança, nem mesmo para as próximas eleições.

A tentativa de retirar da emenda constitucional o compromisso de adotar o distrital misto em 2022 terá a resistência dos tucanos. O senador Tasso Jereissati sabe que essa reforma que será aprovada até setembro pode ser alterada na próxima legislatura, mas reforça a ideia de que reunir 308 deputados duas vezes para mudar o que está aprovado na Constituição será sempre mais difícil.

A adoção do parlamentar ismo, segundo Tasso Jereissati, seria uma consequência lógica do distrital misto, mas não necessariamente de concretização imediata, nem vinculada às decisões que estão sendo tomadas agora na Comissão de Reforma Política. Como um ponto programático dos tucanos, o parlamentarismo seguirá sendo defendido pelo partido mesmo que não tenha o apoio da maioria do Congresso.

Será um trabalho de convencimento permanente, diz Tasso Jereissati, pois o PSDB está certo de que este é o melhor sistema eleitoral para o país, que vem passando por traumas sucessivos no presidencialismo, com crises institucionais que já levaram dois presidentes a serem impedidos, e colocam o atual governo, assim como todos os anteriores, como refém dos congressistas, muitas vezes por razões nada republicanas.

No parlamentarismo, essas crises seriam resolvidas com a substituição dos governos, como acontece de maneira rotineira nos sistemas parlamentares pelo mundo. E os congressistas também teriam limitados seus poderes de pressão, pois o Executivo pode também convocar eleições para definir melhor sua base partidária.

Mesmo sem o parlamentar ismo, o PSDB se bate pela transição para o sistema de voto distrital misto, que considera o mais moderno em utilização nas democracias ocidentais, por baratear as eleições e aproximar os candidatos dos eleitores. A necessidade de pedir votos no estado todo faz, segundo a visão dos tucanos, com que os deputados federais necessitem de altos recursos financeiros, e o financiamento das campanhas se torna uma porta de entrada para a corrupção eleitoral.

Com os distritos, as campanhas ficarão restritas geograficamente, tornando- se mais baratas. Os deputados eleitos pelos distritos também serão observados de perto pelo eleitor e terão que prestar contas a ele permanentemente, e não apenas de quatro em quatro anos.

A defesa institucional do parlamentarismo não tem nada a ver com vontade de voltar ao poder sem a disputa direta do voto na eleição presidencial, garante Tasso Jereissati. Trata-se do retorno dos tucanos à defesa de teses e ideias, numa tentativa da nova direção de colocar o partido nos trilhos novamente e recuperar os eleitores que se decepcionaram nos últimos tempos.

A campanha de autocrítica que já está no ar, chamando para o programa do partido, não será, porém, direcionada a pessoas ou fatos acontecidos recentemente. A campanha será uma tentativa de resgatar a identidade do partido, que ficou desgastada nos últimos anos de crise política, e de reaproximar-se de seus eleitores tradicionais.

Luizianne Lins é conferencista do I Congresso Estadual dos Jornalistas

A deputada federal Luizianne Lins (PT), também professora licenciada do curso de Jornalismo da UFC, participará, neste sábado, do painel “Trabalho decente para os jornalistas no contexto das contrarreformas”, dentro do I Congresso Estadual Extraordinário de Jornalistas. O papo começa às 11 horas, no Centro Cultural Belchior.

Com ela, nesse painel, estarão Maria José Braga, presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), e Carlos Chagas, advogado trabalhista e sindical.

A mediação ficará por conta de Samira de Castro, presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará.

(Foto – Agência Câmara)

História do Ceará nos séculos XVIII e XIX é retratada em livro

Nesta sexta-feira, às 19 horas, no auditório do prédio-anexo da Assembleia Legislativa, Pedro Luiz Cândido de Oliveira, pesquisador de história regional, lançará o livro “Sesmarias do Tempo – de Portugal ao Sertão do Brasil, notícias aventurosas de quatro homens entre os séculos XVIII e XIX”.

O livro é uma investigação genealógica, sociológica e histórica que conta a saga de quatro gerações de homens, desde Portugal, passando por Pernambuco até chegar ao sertão do Centro-Sul do Ceará, tendo como pano de fundo as grandes transformações do Brasil e do Ceará naqueles séculos. Do apogeu ao declínio dos ciclos do açúcar, da pecuária, do algodão, as mudanças e conflitos políticos.

A publicação traz novas informações históricas e elucida mistérios genealógicos de séculos. É ricamente documentado, sendo resultado de vários anos de pesquisa em fontes primárias (civis e eclesiásticas), fontes da tradição oral, na historiografia existente e também de viagens de pesquisa a Pernambuco e Portugal.

Nas vidas e peripécias desses quatro homens antigos, podem ser vislumbradas as camadas da história do Ceará e do Nordeste. O trabalho de investigação e o esforço imaginativo para recapturar aquele mundo deslembrado, suas cores próprias, sua dinâmica peculiar, as misteriosas inter-relações existentes e, olhando ainda mais de cima, o momento histórico em que viveram, buscando ver o que viam e pensar o que pensavam.

DETALHE – O livro está sendo elogiado por críticos renomados, que o leram em primeira mão.

(Foto – Ilustrativo)

PMDB pede ao TSE suspensão de seis deputados por desobediência partidária. Na lista, Vitor Valim

O presidente do PMDB nacional, senador Romero Jucá (RR), enviou ofício ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, pedindo a suspensão da atividade partidária em todos os níveis, e também de eventuais funções de direção partidária, por 60 dias, dos deputados federais Vitor Valim, Veneziano Vital do Rego (PB), Celso Pansera (RJ), Laura Carneiro (RJ), Sérgio Zveiter (RJ) e Jarbas Vasconcelos (PE).

No ofício, Jucá esclarece que a Comissão da Executiva Nacional do PMDB decidiu, por unanimidade, em reunião no dia 12 de julho passado, aprovar proposta da bancada do partido na Câmara dos Deputados pelo fechamento de questão contra a denúncia por crime do Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente da República, Michel Temer, e contra o parecer do deputado Sérgio Zveiter na questão, por falta de “fundamentação hábil e proporcionalidade”.

Romero Jucá explicou que o PMDB tem, como princípios básicos, a admissão de divergências entre seus membros e a existência de correntes de opinião, “desde que não ponham em risco a sua unidade, estrutura e sobrevivência”. Jucá ainda afirma que existe, no país, um sistema político pluripartidário, “não havendo qualquer obrigação para que determinado filiado permaneça nos quadros dos respectivos partidos políticos”.

(Foto – Agência Câmara)

Comediante Nando Viana fará show em Fortaleza

Nando Viana, apresentador, roteirista e um dos destaques do humor brasileiro, fará show, pela primeira vez em Fortaleza com o seu novo espetáculo de stand-up comedy “A Vida Não Tá Nem Aí Pro Teu Planejamento”. Será neste sábado, às 21 horas, em apresentação única no Teatro do Humor & Cultura Cearense.

Depois dos grandes sucessos “Da Turma do Fundão desde 1981”, solo que está disponível na Netflix e que deu origem ao seu primeiro DVD e “A Culpa é do Cabral”, programa exibido atualmente pelo canal a cabo Comedy Central, Nando chega com o seu novo projeto, resultado de suas melhores piadas, com histórias da sua vida de maneira cômica e utilizando-se do mais fino humor para analisar o comportamento humano.

Giro pelo Brasil

O espetáculo “A Vida Não Tá Nem Aí Pro Teu Planejamento” já passou por cidades como Curitiba, Florianópolis, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília e depois de uma temporada de muito sucesso em Porto Alegre, com seis sessões lotadas, estreia no Nordeste. “É a hora de quem me assistiu pelo Netflix ou quem assiste os episódios no Comedy Central, me conhecer e ver meu novo show”, convida Nando Viana.

SERVIÇO

*Teatro do Humor & Cultura Cearense (Rua Oswaldo Cruz, 01/Loja 09 – Meireles)
*Ingresso: Inteira R$ 50,00 / Meia R$ 25,00 – Podem ser adquiridos: bit.ly/2vGnxxy e bit.ly/2ui572n ou pela bilheteria do teatro.
Classificação indicativa: 14 anos.

(Foto – Divulgação)

 

Marrocos quer ser sede da Copa 2026

O Marrocos apresentou oficialmente nesta sexta-feira (11) sua candidatura para sediar a Copa do Mundo de 2026, anunciou a Federação Real Marroquina de Futebol (FRMF) em comunicado. A informação é da Agência EFE.

“A Federação apresentou sua candidatura às comissões competentes da Federação Internacional de Futebol [Fifa]”, explicou a Federação marroquina no texto.

Hoje é o último dia para que as federações de Futebol apresentem suas candidaturas para organizar a Copa do Mundo de 2026. Até agora, os únicos que se candidataram foram as federações dos Estados Unidos, do México e Canadá, que oficializaram uma candidatura conjunta.

O Marrocos já tinha apresentado anteriormente quatro tentativas fracassadas (1994, 1998, 2006, 2010). A sede da Copa do Mundo de 2026 será decidida durante o 68° Congresso da Fifa, que será realizado na Rússia em 13 de junho de 2018.

Se até lá não houver uma candidatura que cumpra os requisitos, o processo será aberto também à Ásia e à Europa e a decisão final sobre a sede será tomada no Congresso de 2020.

(Agência Brasil/Foto – Divugação)

Heitor diz que política não pode adentrar aos tribunais de contas

184 2

Para o deputado estadual Heitor Férrer (PSB), o Tribunal de Contas dos Municípios possui um viés “exclusivamente político”, quando quatro dos sete conselheiros já exerceram cargos eletivos, além de outros dois que serviram a ex-governadores.

A declaração foi feira durante entrevista ao programa Hora da Notícia, na Rádio Assunção, aos jornalistas André Capiberibe, Luciano Cléver e Renato Abreu.

Heitor cita o caso dos conselheiros Domingos Filho e Chico Aguiar, que possuem filhos deputados e parentes à frente de prefeituras. “Quando a política adentra aos tribunais de contas, a justiça sai pela primeira porta”, criticou.

Ele também confirmou a saída do PSB, diante da ligação política do deputado federal Odorico Monteiro, atual presidente da legenda no Ceará com o grupo dos Ferreira Gomes. Heitor avisou que vai aguardar o desfecho da Reforma Política para definir desligamento do PSB.

Servidores de carreira do BC são indicados para cargos de diretoria

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, indicou dois servidores de carreira da instituição para ocupar cargos de diretor. Em nota, o BC diz que Goldfajn apresentou ao presidente da República, Michel Temer, os nomes de Maurício Costa de Moura e de Paulo Sérgio Neves de Souza para ocupar os cargos de diretor de Administração e de diretor de Fiscalização, respectivamente.

O servidor Maurício Moura ocupa desde 2015 o cargo de chefe do Gabinete do Presidente. Paulo Sérgio de Souza ocupa desde agosto de 2015 a chefia do Departamento de Supervisão Bancária . Os servidores ainda precisam ser sabatinados e aprovados pelo Senado Federal para ocupar os cargos.

Segundo o BC, o diretor Anthero de Moraes Meirelles deixará o cargo, a pedido, após 10 anos na Diretoria Colegiada, onde ocupou as diretorias de Administração (2007 a 2011), de Regulação (fevereiro a abril de 2015) e de Fiscalização (2011 a 2017).

Também a pedido, o diretor Luiz Edson Feltrim deixará o cargo após cinco anos na Diretoria Colegiada, onde ocupou as diretorias de Relacionamento Institucional e Cidadania (2012 a 2016) e de Administração (desde 2015), e após 43 anos de carreira no BC.

“Em nome do Banco Central, o Presidente Ilan Goldfajn agradece aos Diretores Anthero Meirelles e Luiz Edson Feltrim pelos relevantes serviços prestados ao Banco Central e, especialmente, à Diretoria Colegiada”, encerra a nota do BC.

(Agência Brasil)

Jean Wyllys diz que País corre risco até de não ter eleições em 2018

633 9

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) disse, nesta sexta-feira, para o Blog que o Brasil corre, entre várias possibilidades, até mesmo o risco de não se ter eleição em 2018. Ele cita as articulações em favor do Parlamentarismo. Jean explica que o País vive sob um golpe e que isso não dá a certeza de que possa vir o pleito.

Jean Wyllys afirma que há risco de se aprovar o Parlamentarismo, hoje tese defendida principalmente por tucanos como o presidente interino da legenda, o senador Tasso Jereissati, sobretudo se o ex-presidente Lula vier a ter condições de disputar.

Sobre a Operação Lava Jato, o parlamentar assim se manifestou:

“A Lava Jato é partidária, não é operação republicana. Se fosse republicana ,o Aécio já estaria preso.  É uma operação que se concentrou num partido no esforço de tirar esse partido – no caso o PT, do condomínio do Poder.

Nesta manhã de sexta-feira, o deputado Jean Wyllys ainda esteve nos estúdios da Rádio O POVO/CBN, onde deu entrevista ao jornalista Luis Viana, âncora do programa “O POVO no Rádio”.

(Foto – Paulo MOska)

Temer e DEM articulam para tirar João Doria do PSDB

O presidente Michel Temer (PMDB) e o DEM cresceram os olhos para cima do prefeito de São Paulo, João Doria, e passaram a articular nos bastidores para tirá-lo do PSDB. Ambos tentam seduzir o tucano com a oferta de lançá-lo candidato à Presidência da República nas eleições de 2018. Segundo o jornal Estado de S.Paulo, Temer disse ao prefeito que “as portas do PMDB estão abertas” para que ele dispute o Planalto. A informação é da Veja.

Temer fez o convite durante um encontro com o tucano na Prefeitura de São Paulo, na segunda-feira. A ideia dos partidos é aproveitar as cisões internas do PSDB para garantir uma candidatura estável a Doria. No momento, o único político da sigla que admite publicamente a intenção de concorrer à Presidência é o governador paulista, Geraldo Alckmin — padrinho político de Doria. Para evitar constrangimentos, o prefeito nega que tenha o interesse de disputar a indicação do partido com Alckmin, seu criador.

Para o DEM, a alternativa seria lançar a candidatura de Doria em uma chapa composta por políticos nordestinos. Os nomes cogitados são o do prefeito de Salvador, ACM Neto, e o do ministro da Educação, Mendonça Filho. A moeda de troca seria o apoio do paulistano às candidaturas do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao governo do Rio de Janeiro e do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) ao governo de Goiás.

A assessoria de Temer negou que o presidente tenha feito o convite a Doria. O presidente do DEM, senador José Agripino (RN), também rechaçou qualquer articulação para trazer o prefeito ao partido. Por ora, as tratativas são tratadas em sigilo para evitar represálias de Alckmin. Segundo o Estado, a mudança de sigla só será cogitada por Doria se a cúpula vetar sua candidatura ao Planalto. O presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (CE), e outros quadros históricos, como o o ex-governador Alberto Goldman e José Aníbal, são nomes que desaprovam a escolha do prefeito.