Blog do Eliomar

Últimos posts

Pagamento de boleto em atraso em qualquer banco é adiado para julho

02a89dd9b53951780ebdd75d4db0385a

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou, em nota, que a implantação da nova plataforma de cobrança dos boletos bancários, que estava prevista para valer a partir de março, foi prorrogada e terá início em julho. “As instituições optaram por postergar a primeira onda de validações de boletos a fim de garantir que o sistema já esteja integrado e sendo alimentado pelas plataformas de todos os bancos”, diz a entidade.

Pelo novo modelo, boletos bancários que tenham passado da data de vencimento poderão ser pagos em qualquer banco. A medida será implantada de forma escalonada e começará com os boletos de valor igual ou acima de R$ 50 mil, a partir do dia 10 de julho. Em dezembro de 2017, a mudança será estendida para boletos de qualquer valor, seguindo o cronograma divulgado pela Febraban.

A ação será possível devido a um novo sistema de liquidação e compensação para os boletos bancários criado pela federação em parceria com a rede bancária. O novo mecanismo deve reduzir as inconsistências de dados, evitar pagamento em duplicidade e permitir a identificação do CPF do pagador, facilitando o rastreamento de pagamentos e coibindo fraudes.

(Agência Brasil)

Prefeito Roberto Cláudio vai reunir o secretariado para definir calendário de obras

rcccs

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) vai reunir o seu secretariado no próximo sábado, a partir das 9 horas, no Paço Municipal (Centro). O objetivo, segundo disse, é definir o calendário de obras e ações da Prefeitura para este exercício.

“Temos metas claras de avanços em projetos que estão em andamento, em ações que precisam ser aprimoradas e a incorporação de novos projetos que devem inovar nossos atos de governo”, disse o prefeito, que foi entrevistado pelo jornalista Nonato Albuquerque, nesta manhã de quinta-feira, na Rádio Tribuna Band News.

Roberto Cláudio também destacou o encontro de prefeitos das Capitais, nesta semana, com a presidente do STF, ministra Carmem Lucia.  “Um fato inédito na história do Judiciário, que permitiu abordar temas que hoje são muitos caros aos municípios brasileiros”, acentuou. Entre os temas, a judicialização da saúde.

O prefeito, o amigo e a reaproximação oficial

rcsergio

Roberto Cláudio – O canal da reaproximação de Sérgio Aguiar  junto a Camilo.

O deputado estadual Sérgio Aguiar (PDT) errou de casa ontem ou queria algo a mais. Enquanto a Assembleia Legislativa abria atividades e empossa a nova mesa diretora, ele estava abraçando, na Câmara Municipal, o prefeito Roberto Cláudio (PDT), que ali fazia balanço da gestão 2016.

A presença de Sérgio Aguiar foi avaliada por vários aspectos. Ele é muito amigo de Roberto Cláudio, mas, também, dá sinais de que não quer briga com o governo, depois que perdeu a eleição para presidente da Assembleia para o reeleito Zezinho Albuquerque (PDT).

Sérgio Aguiar buscará, claro, reeleição do mandato em 2018 e sabe também que sua mulher, Mônica Aguiar, prefeita de Camocim, precisará do apoio do governador Camilo Santana (PT) para tocar sua gestão.

Na política, há brigas, mas tempo também de recuo estratégico para se ganhar mais adiante.

 

Dona Marisa Letícia tem morte cerebral. Lula autoriza doação dos órgãos

marisa-leticia-2515

A ex-primeira dama do pais, Marisa Letícia, teve morte cerebral confirmada. Lula, em seu Facebook, autorizou a doação de órgãos:

A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos.

Ela estava internada em estado grave no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde 24 de janeiro, mas o quadro acabou se agravando na tarde desta quarta (1º), com a redução da atividade cerebral.

Dona Marisa foi internada em razão de complicações causadas por um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico.

Servidores do SINE cruzam braços em protesto contra cortes orçamentários

137 1

sinne

Os servidores do Sine/IDT estão de braços cruzados nesta manhã de quinta-feira. A categoria faz uma paralisação em protesto a cortes de verbas registrados no sistema. Há também a ameaça de corte da pesquisa mensal sobre emprego e desemprego na Região Metropolitana de Fortaleza.

Com a paralisação, que se estenderá até as 11 horas, as filas dobram nos postos de atendimento do Sine. Os servidores informam que o protesto acontece nos 34 postos do sistema.

A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado ainda não se manifestou sobre o fato.

Outro lado

A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado mandou a seguinte nota para o Blog:

“Comunicamos que as atividades nas unidades do Sine-CE já retornaram à normalidade e que a implantação do Plano de Trabalho de 2017 está sendo discutida com a diretoria do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), em conformidade com as resoluções do Comitê de Gestão por Resultados e Gestão Fiscal (Cogerf) e considerando o atual momento econômico porque passam o Estado e o País.

(Foto – Divulgação)

Camilo vai à Assembleia fazer balanço e apresentar prioridades. Será que anuncia reajuste do servidor?

foto-camilo-com-zezinho

Zezinho Albuquerque, o presidente da AL, e Camilo Santana.

O governador Camilo Santana (PT) estará na Assembleia Legislativa a partir das 10 horas desta quinta-feira, prestigiando a sessão de instalação da 29ª Legislatura da Casa. Na ocasião, ele fará a leitura da mensagem governamental, quando vai fazer balanço do último ano e apresentar prioridades para este exercício.

Camilo, que esteve nessa quarta-feira conferindo a posse da nova mesa diretora da Assembleia para o biênio 2017/2018, chegou a adiantar algumas das prioridades deste ano.

Entre elas, mais investimentos nas áreas da saúde, educação, segurança, além de desafios na economia que, na prática, significam tocar o pacote de concessões dos ativos do Estado. Nas galerias, haverá servidores do Estado cobrando o reajuste do salário. No fim do ano passado, Camilo disse que viria um percentual, mas que não passaria de dois dígitos.

Será que o governador anuncia nesta quinta-feira esse percentual? Ontem, ele se reuniu com seu núcleo econômico.

Chuvas são registradas em 46 municípios do Ceará

Choveu, até as 9 horas desta quinta-feira, segundo boletim da Funceme, em 46 municípios cearenses. Confira as 10 maiores:

Pentecoste (Posto: Comunidade Lemos) : 36.0 mm

Granja (Posto: Pessoa Anta) : 33.0 mm

Graça (Posto: Graca) : 32.0 mm

Barroquinha (Posto: Barroquinha) : 26.2 mm

Reriutaba (Posto: Amanaiara) : 25.0 mm

Icó (Posto: Ico) : 23.3 mm

Missão Velha (Posto: Gameleiro De S. Sebastiao) : 21.4 mm

Reriutaba (Posto: Reriutaba) : 19.0 mm

Uruoca (Posto: Campanario) : 18.0 mm

Chaval (Posto: Chaval) : 17.0 mm

Tucano Maia Júnior assume a Seplag tendo na equipe um ex-secretário de Luizianne Lins

cialdini

Alexandre Cialdini integra a equipe do tucano Maia Júnior.

O secretário do Planejamento e Gestão Pública do Estado, o tucano Maia Júnior, assumiu a pasta, nesta quinta-feira, como gosta: trabalhando. Nada de pompa ou evento com discursos. Quis dar o exemplo de que o quadro exige austeridade até nos pequenos gestos.

Maia Júnior assume com a equipe montada. Com ele, Célio Fenandes, Sérgio Cavalcante e uma novidade: Alexandre Cialdini, ex-aliado da deputada federal Luizianne Lins. Ele foi secretário de Finanças nas duas gestões da petista.

Pelo menos, a gestão de Maia dá sinais de que, acima de ideologias ou cores partidárias, tem a prioridade de buscar uma marca para a administração do petista Camilo Santana: ser ousada no que diz respeito ao pacote de concessões, aquele que venderá ativos do Estado para, principalmente, tentar equilibrar a previdência.

 

O estranho fato de um citado na Lava Jato nomear um ministro do STF

75 1

Com o título “Citado vai nomear o novo ministro do STF”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser conferido no O POVO desta quinta-feira. Ele comenta o caso da nomeação do sucessor de Teori Zavascki e seus impactos políticos. Confira:

Para alguns desavisados, o presidente Michel Temer (PMDB) agiu como “grande jurista” ao informar que iria nomear o novo ministro para o Supremo Tribunal Federal (STF), na vaga deixada por Teori Zavascki, somente depois de ter sido escolhido o novo relator do processo da Lava Jato.

Na verdade, o presidente não prestou reverência ao bom direito, fez cálculo político, como é próprio dos políticos. Se demonstrasse afoiteza para indicar o novo ministro, ver-se-ia pressionado a fazer nomeação “técnica” e, mesmo assim, poderia arranjar encrenca com a presidente do STF, Cármen Lúcia, o que ele quer evitar.

A esperança do presidente é que, depois de nomeado o novo relator, a temperatura baixe alguns graus e ele possa indicar um ministro um pouco mais sensível às dificuldades que fatalmente terá de encarar (com seus principais auxiliares) quando vier a público a delação dos 77 executivos da construtora Odebrecht.

Em apenas uma delação, que “vazou”, foram “citados”, além de Temer, três de seus ministros, fora outros aliados.

O fato de a ministra Cármen Lúcia ter decretado sigilo nas delações forneceu um pouco de oxigênio ao governo Temer. Também se beneficiaram outros dois citados nas delações, o candidato à Presidência da Câmara (Rodrigo Maia, DEM/RJ) e Eunício Oliveira (PMDB/CE), eleito ontem para Presidência no Senado.

De qualquer modo, assistiremos ao estranho fato de um “citado”, o presidente, ter a prerrogativa de indicar um juiz que poderá julgá-lo, assim como outros (senadores) – na mesma situação – detêm a responsabilidade de confirmá-lo no cargo.

Quanto ao sigilo, reconheça-se, por vezes, é necessário em algum processo, mas até agora os vazamentos driblaram essas proibições e nunca houve investigação para identificar de onde partia tal sangria. E, entre vazamento seletivo e sigilo, o melhor é dar transparência a tudo.

Em relação ao Senado e à Câmara, com Eunício já eleito e Maia com grande possibilidade de eleição, ter-se-á outra situação inusitada. Caso se transformem réus no STF (o que é possível), ambos ficarão fora da linha sucessória – e a Presidência da República cairá no colo da ministra Cármen Lúcia, em caso de ausência ou impedimento de Temer.

*Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br
Jornalista do O POVO

X Bienal da UNE encerra protestando contra Temer

bienn

A X Bienal de Arte e Cultura da UNE encerrou, nessa noite de quarta-feira, em clima de protestos contra o governo do presidente Michel Temer. Universitários realizaram uma marcha que saiu do Centro Dragão do Mar e se encerrou na estátua da Praia de Iracema.

Além do “Fora Temer”, prevaleceram palavras de ordem contra as reformas do Ensino Médio, Trabalhista e Previdenciária.

A Bienal teve início no último domingo e congregou mais de cinco mil estudantes de todo o País, que ouviram palestras e debateram com o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), a ex-deputada federal Luciana Genro (PSOL) e a  senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM).

(Foto – Leitor do Blog)

Lava Jato – Oito presidentes da Câmara são citados em delações

montagem-camara-1485953414650_615x300

Favorito à reeleição para a presidência da Câmara dos Deputados, cuja votação acontece nesta quinta (2), Rodrigo Maia (DEM-RJ) figura entre os oito ocupantes e ex-ocupantes do cargo que são citados em depoimentos de delatores da Operação Lava Jato.

Entre os ex-presidentes da Casa mencionados estão o atual presidente da República, Michel Temer (PMDB); Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está preso e teve o mandato cassado; e o hoje senador Aécio Neves (PSDB-MG), também presidente do PSDB.

Completam a lista o ainda deputado federal Marco Maia (PT-RS); Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ministro do Turismo nos governos Dilma e Temer; Aldo Rebelo (PCdoB-AM), ministro nos governos Lula e Dilma; e Luís Eduardo Magalhães, falecido em 1998 (PFL-BA, atual DEM).

(Portal Uol)

Clube Paris Saint-Germain terá escolinha no Ceará

unnamed-17

Representantes do Paris Saint-Germain (PSG), tradicional clube do futebol francês, assinaram na tarde desta quarta-feira (1º), no Palácio da Abolição, um convênio para a utilização do Centro de Formação Olímpica do Nordeste, que vai abrigar a escolinha do time para crianças e adolescentes. A informação está no site do Governo do Ceará.

“A previsão é que eles possam capacitar cerca de 400 jovens. Desses, por volta de 40 serão pessoas escolhidas de comunidades próximas ao CFO, levando em conta o aspecto social. Também é uma maneira de divulgar o nosso Centro de Formação Olímpica no mundo inteiro. Ao mesmo tempo, o próprio PSG vai pagar uma mensalidade para manter o CFO.

Ricardo Martins, CEO do Paris Saint-Germain Academy, destacou que o potencial turístico e geográfico do Ceará também foi fundamental para a escolha do clube. “Era um projeto inicialmente para ir para o Rio Grande do Sul. Eu estive em Porto Alegre, visitei vários locais. O clube queria que fosse no Sul ou Sudeste do país, onde tivesse clubes da Série A. Como sou cearense, filho da terra, procurei trazer o projeto para Fortaleza. Por ser uma cidade estratégica, turística, próxima à Europa e aos Estados Unidos, o clube achou bem interessante e nos apoiou”, disse.

DETALHE 

*A primeira seletiva já aconteceu no dia 3 de dezembro, com a participação de mais de 1.500 jovens, na Arena Castelão.

 

Eunício Oliveira – Hora da sobriedade e equilíbrio neste momento delicado do País

Com o título “O Papel histórico de Eunício Oliveira”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira. Confira:

Em quase 200 anos de História, o Senado brasileiro terá pela segunda vez um cearense em seu comando. Em seu primeiro mandato na Casa, no sexto ano como senador, Eunício Oliveira (PMDB), natural de Lavras da Mangabeira, foi eleito ontem, com grande folga de votos, para a presidência do Senado e, por conseguinte, das sessões do Congresso Nacional.

Antes de Eunício, o único político nascido no Ceará que chegou à presidência do Senado foi o também peemedebista Mauro Benevides. Um dos mais veteranos políticos brasileiros em atividade, Mauro comandou a Casa entre 1991 e 1993, período bastante delicado da história republicana brasileira. Foi sob seu comando que o Senado acolheu a proposta de impeachment de Fernando Collor de Melo, que, ironicamente, hoje é senador.

Aos 64 anos, Eunício Oliveira assume a presidência do Senado em momento político também muito delicado. O País continua envolto na sua mais grave crise econômica. Em paralelo, a política se mantém como um terreno movediço diante dos resultados das investigações relacionadas à Operação Lava Jato. São circunstâncias que exigem seriedade, maturidade e equilíbrio da Mesa do Senado.

É pela Casa que vão passar importantes projetos e emendas constitucionais fundamentais para que o Brasil volte a trilhar o caminho do crescimento econômico. O Senado é, na maioria das vezes, a “casa revisora” dos projetos que tramitam no Legislativo. Historicamente, sua composição é majoritariamente formada por políticos mais experientes. Portanto, o que se espera é a sobriedade e a racionalidade em suas decisões.

Eunício chega ao comando do Senado após três mandatos de deputado federal e após ter ocupado o cargo de ministro das Comunicações. Disputou com vigor a última eleição para o Governo do Ceará e, muito provavelmente, disputará o cargo novamente em 2018. Logo no início de sua fala que antecedeu a votação, o senador tocou em um ponto fundamental ao afirmar que “ser moderno é respeitar o estado democrático de direito”.

Sim, no Brasil é sempre necessário reafirmar o apego às leis e às liberdades democráticas. O Grupo de Comunicação O POVO deseja boa sorte ao senador e espera que seu mandato como presidente do Senado seja profícuo no caminho a ser trilhado para a saída da crise.

*Leia mais sobre Eunício Oliveira aqui  aqui e aqui.

Jair Bolsonaro registra candidatura a presidente da Câmara

jair-bolsonaro

Sem alarde, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) registrou sua candidatura à presidência da Câmara dos Deputados. Como revelou o Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, o deputado já havia sinalizado a aliados que poderia entrar na disputa. Ao total serão seis candidatos concorrendo ao cargo que vale, na prática, à vice-presidência da República.

Já registraram candidatura o atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Luiza Erundina (PSOL-SP), Júlio Delgado (PSB-MG), André Figueiredo (PDT-CE) e Jovair Arantes (PTB-GO). Rogério Rosso (PSD-DF) desistiu após o ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, rejeitar os pedidos de impugnação da candidatura de Maia.

(Estadão)

Senai do Ceará vai implantar o Programa Nacional de Educação Profissional de Moçambique

 

pauloandre

O Senai do Ceará vai implantar, a partir de março próximo, o Programa Nacional de Educação Profissional do Governo de Moçambique. A escolha, com aval da Confederação Nacional da Indústria, foi acertada pelo MEC, que havia recebido um pleito do governo moçambiquenho em meados de 2016.

Todas as seccionais do Senai do País foram avaliadas e a unidade cearense acabou selecionada por mostrar eficiência nos cursos que oferece há décadas.

O trabalho do Senai em Moçambique, segundo o diretor regional Paulo André Holanda, será financiado pela agência japonesa Jica e está orçado em US$ 4 milhões.

O projeto, com duração de quatro anos, começa com a capacitação de pessoal para oferecer 70 cursos em cinco ramos do setor industrial.

E a CNI ainda chora crise.

Secretário André Costa: “A Polícia é a maior defensora dos direitos humanos”

330 1

Fortaleza, 28 de janeiro de 2017. Coletiva de apresentaçã dos acusados da morte do cabo da policia militar Francisco Arlindo da Silva Viena Filho. na foto: Andre Costa, secretário de segurança

Durante a cerimônia de troca de comando da Polícia Militar, nessa quarta-feira, o titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), André Costa, afirmou que o momento agora é de “pouca fala e muita ação”. Sobre as repercussões de fala no último sábado, 28, em que disse que o bandido teria as opções de se render, no caso de armado, e ser encaminhado à Justiça, e a de tentar contra a vida dos agentes e ir para o cemitério, o gestor considerou natural que haja interpretações diferentes.

“É natural. As pessoas trazem a interpretação que querem. Não preciso explicar o que eu falei, está muito claro. As ações de segurança têm que ser pautadas na legalidade. Tem gente que interpreta de maneira diversa e a gente tem que respeitar, mas tem muita gente com ideias equivocadas”, apontou o titular da SSPDS que, após a solenidade, acompanhou a operação Passageiro Seguro. Na ação, houve abordagens a ônibus, topiques e táxis com base nas estatísticas da SSPDS e dos sindicatos de ônibus, topiques e táxis.

Ainda comentando a repercussão da fala, André Costa ressaltou que a Polícia é “a maior defensora dos direitos humanos”. “É a Polícia quem defende a vida, quem defende a liberdade e o patrimônio das pessoas”, disse.

Comentando as estatísticas de homicídios de janeiro, ele adiantou que o número foi elevado devido à troca de comandos. “Na última troca (janeiro de 2016) também houve um acréscimo. Este mês conseguimos reduzir bastante os crimes de roubo e aumentar a apreensão de armas de fogo”, citou. Não foi informado quando serão divulgadas as estatísticas do mês.

Trocas de comandos

Houve trocas nos comandos da PM e também na gestão da Polícia Civil. No Batalhão de Choque (BPChoque) assume o tenente-coronel Cícero Henrique Bezerra Lopes. No Comando Tático Rural (Cotar), o major Cleber Ferreira de Mesquita e o Comando de Policiamento com Cães, o tenente-coronel Marcos Franklin. No Comando de Policiamento Especializado (CPE) assume o coronel

Aginaldo Oliveira e o tenente-coronel Keydna Carneiro, como subcomandante.

Já o Comando de Policiamento da Capital (CPC), antes na gestão do tenente-coronel Francisco Souto, agora é coordenado pelo coronel Willamar Lobo Galvão. O coronel Souto assume o Comando de Policiamento do Interior Sul. O tenente-coronel Teófilo Lobo deve deixar comando da 1ª Companhia do 5º BPM.

O coronel Ricardo Moura, que estava no 11º Batalhão de Itapipoca, assume a área da Messejana, em Fortaleza, no 16º BPM.

Na Polícia Civil, o titular do 7º Distrito Policial (DP), no Pirambu, delegado José Jesuíta Barbosa, foi transferido para o 10º DP, no Antônio Bezerra. O delegado Pedro Viana assume como o novo diretor do Departamento Técnico Operacional da Polícia Civil.

“Da mesma forma que o governador me garantiu liberdade para escolher os nomes, de forma coerente passei essa liberdade para o comandante da PM e o delegado-geral. A única coisa que peço é que escolham pessoas que valorizem aqueles que se dedicam à atividade operacional”, ressaltou o titular da SSPDS.

(O POVO – Repórter Jéssika Sisnando)

Meirelles diz que país deve sair da recessão no primeiro trimestre

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nessa quarta-feira (1º) que a economia brasileira deverá sair da recessão ainda no primeiro trimestre de 2017 e que deve registrar crescimento de aproximadamente 2% no quarto trimestre deste ano em relação aos últimos três meses de 2016.

“A nossa expectativa é que, sim, sai da recessão, significando que [a economia do país] crescerá a uma taxa moderada no primeiro trimestre, mas já entra em uma trajetória de crescimento durante o ano e, consolidando isso, nós teremos um crescimento”, disse.

Segundo Meirelles, a expectativa do governo é que a recuperação da economia ocorra sem o  “padrão voo de galinha”, de altos e baixos acentuados. “[A expectativa é] o Brasil, durante o correr do ano, entrar em uma rota de crescimento sustentado e sustentável, que significa o seguinte: é importante que nós possamos de fato nos livrar de uma vez por todas desse padrão voo de galinha, o Brasil crescer alguns anos e depois cai o crescimento e entra em uma recessão”, disse.

Para o ministro da Fazenda, o ajuste fiscal e as reformas que estão sendo implementadas pelo governo farão com que o país consiga evitar ciclos acentuados de melhora e queda do desempenho da economia. “Temos que entrar em uma rota de crescimento estável. Tem ciclos econômicos, é normal, é inevitável, mas sair desse padrão de ciclos acentuados de crescimento e queda. E isso vem como resultado da evolução na solução dos problemas fundamentais, do ajuste fiscal”, destacou.

(Agência Brasil)

Após decisão do STF, Maia registra candidatura à Presidência da Câmara Federal

Depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello liberou sua candidatura à reeleição, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) oficializou na noite dessa quarta-feira (1º) o registro para concorrer nesta quinta-feira (2) a um novo mandato na presidência da Câmara dos Deputados.

Apesar de o caso ainda não ter sido julgado em definitivo pela Corte, Maia comemorou a decisão. “A gente sempre teve a clareza da possibilidade da candidatura e sempre entendemos que esta era uma questão interna da Câmara e que esse debate deveria prevalecer, o debate entre deputados e deputadas”, disse Maia.

Os pedidos de impugnação argumentavam que a Constituição e o Regimento Interno da Câmara impedem que membros da Mesa Diretora sejam reconduzidos ao cargo na mesma legislatura. Rodrigo Maia foi eleito presidente da Câmara em julho do ano passado, para um “mandato-tampão” para substituir Eduardo Cunha, após a cassação de Cunha.

Em defesa apresentada ao Supremo, Maia argumentou que a recondução é matéria interna corporis, ou seja, assunto interno da Casa, em que não caberia interferência do Judiciário. “Mesmo sendo uma decisão positiva, não foi, do meu ponto de vista, o melhor caminho para a Câmara dos Deputados que ficou discutindo a Justiça e não discutindo o país”, disse. “A decisão do ministro garante a independência entre os Poderes de forma harmônica”.

Celso de Mello rejeitou o pedido de liminar em três ações que questionavam a candidatura de Maia e decidiu não aceitar o recebimento de uma quarta ação, também sobre o processo eleitoral na Câmara. Na decisão, o ministro deu prazo de cinco dias para que Maia se manifeste a respeito das ações.

Além de Maia, até o momento, cinco deputados oficializaram as candidaturas para a presidência da Casa: André Figueiredo (PDT-CE), Jovair Arantes (PTB-GO), , Luiza Erundina (PSOL-SP), Júlio Delgado (PSB-MG). O último a registrar a candidatura foi o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ). O deputado Rogério Rosso (PSD-DF), que havia manifestado interesse em se candidatar, desistiu.

(Agência Brasil)