Blog do Eliomar

Últimos posts

Polícia do Equador faz busca e apreensão em escritório da Odebrecht

A Procuradoria do Equador e a Polícia Nacional do país fizeram uma operação de busca e apreensão nesta sexta-feira (23) no escritório da Odebrecht em Guayaquil. A medida foi realizada após a confirmação de autoridades norte-americanas de que a empreiteira brasileira pagou mais de US$ 1 bilhão, cerca de R$ 3,3 bilhões, em propina a funcionários de governos em 12 países, entre eles o Equador.

De acordo com informações repassadas pelo procurador-geral Galo Chiriboga Zambrano, foram apreendidos documentos e arquivos de computadores que poderiam estar relacionados com os supostos pagamentos indevidos. Zambrano também disse que o país fará pedidos de cooperação internacional com o Brasil, Estados Unidos e Suíça em busca de provas para auxiliar as investigações das autoridades equatorianas.

Nessa quinta-feira (22), o governo do Equador anunciou que pediu ao Ministério Público que investigue supostos pagamentos de propina pela Odebrecht no país. Uma das principais obras feitas pela empreiteira foi a construção do metrô da capital, Quito.

(Agência Brasil)

BNDEs devolve R$ 100 bi ao Tesouro Nacional e reduz dívida bruta do governo

Um mês depois de o Tribunal de Contas da União (TCU) autorizar a operação, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) devolveu R$ 100 bilhões ao Tesouro Nacional. A quantia faz parte dos R$ 532 bilhões que o banco deve à União referente aos empréstimos que recebeu de 2008 a 2014.

Em nota, o Ministério da Fazenda informou que a antecipação reduzirá a Dívida Bruta do Governo Geral em 1,6 ponto percentual do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país). Em outubro, segundo os dados mais recentes do Banco Central, o indicador estava em 70,3% do PIB.

A devolução também permitirá ao Tesouro economizar R$ 37,3 bilhões em subsídios que deixarão de ser pagos ao BNDES nos próximos anos para cobrir a diferença entre a taxa Selic (juros básicos da economia) e os juros inferiores às taxas de mercado cobrados nos financiamentos concedidos pelo BNDES. Apenas em 2017, a economia deverá ficar em torno de R$ 7 bilhões.

Dos R$ 100 bilhões, o banco pagou R$ 40 bilhões em títulos públicos e R$ 60 bilhões em dinheiro. Os títulos foram imediatamente cancelados, e os recursos financeiros serão utilizados exclusivamente para o pagamento de dívida pública em mercado.

“A operação é importante componente do programa de ajuste fiscal do Governo Federal e resulta em melhora substancial e imediata no nível de endividamento”, informou o Ministério da Fazenda em nota.

Dívida bruta

De 2008 a 2014, o Tesouro Nacional aportou cerca de R$ 500 bilhões em títulos públicos ao BNDES para ampliar a capacidade do banco de emprestar recursos para sustentar o investimento e estimular a economia. O Tesouro emitiu títulos públicos ao banco, que vendia os papéis no mercado para ampliar o capital e poder emprestar mais recursos.

Os aportes do Tesouro ao BNDES não tiveram impacto sobre a dívida líquida do governo (diferença entre o que o governo deve e o que tem a receber), isso porque o que o BNDES devia ao Tesouro era anulado pelo que o Tesouro tinha direito a receber. As transações, no entanto, ampliaram a dívida bruta nos últimos anos.

Em maio, o BNDES tinha anunciado a intenção de devolver ao Tesouro R$ 100 bilhões que ainda não tinham sido usados pela instituição. A antecipação do pagamento precisou de aval do Tribunal de Contas da União (TCU), que só liberou a operação no fim de novembro.

Petrobras

No mesmo dia em que pagou R$ 100 bilhões ao Tesouro, o BNDES recebeu R$ 16,7 bilhões da Petrobras, que liquidou dívidas com o banco. Desse total, R$ 16,7 bilhões referem-se a três financiamentos do BNDES à própria Petrobras e à Transportadora Associada de Gás (TAG), subsidiária da petroleira. Em 28 de novembro, a Petrobras havia antecipado o pagamento de R$ 3,3 bilhões de outro financiamento firmado com a TAG. Os dois pagamentos equivalem a R$ 20 bilhões.

(Agência Brasil)

Câmara Municipal de Fortaleza terá escritório jurídico de apoio a famílias carentes

omaloisio

A Câmara Municipal de Fortaleza conta agora com o Escritório de Direitos Humanos e Assessoria Popular Dom Aloísio Lorscheider.

A iniciativa, é do vereador João Alfredo (Psol), e atenderá a famílias carentes em questões jurídicas.

Ficará, portanto, esse legado de João Alfredo para a cidade. Ele, aliás, disputou a Prefeitura de Fortaleza.

Sergio Moro tem aprovação de 66% dos brasileiros

SÈrgio Fernando Moro

O juiz federal Sergio Moro atingiu a maior aprovação de sua história. Pelo menos é o que indica uma pesquisa do Instituto Ipsos.

O magistrado é aprovado por 66% dos brasileiros, contra 22% que são contrários às atitude do juiz.

Em setembro de 2015, quando a pesquisa começou a circular, Moro era desconhecido por 56% das pessoas e tinha só 10% de aprovação.

(Veja Online)

Procon Fortaleza divulga última pesquisa sobre produtos de Natal e Ano Novo

84 1

NEGOCIOS

O Procon Fortaleza divulgou, nesta sexta-feira (23/12), a última pesquisa do ano com preços de alimentos e produtos nos supermercados da capital. O levantamento traz ainda um “box” com itens da ceia de natal e das festas de fim de ano como pernil, bacalhau, vinhos e espumantes. Ao todo, foram pesquisados 63 produtos entre os dias 21 e 23 de dezembro. A maior diferença foi encontrada no preço do quilo da uva, que pode chegar a 330% de variação. Já o quilo do pernil desossado pode variar até 160%.

Entre os produtos da pesquisa mensal em supermercados, o Procon encontrou variação acima de cem por cento em cinco alimentos. A batata, por exemplo, pode ser encontrada de R$ 1,69 a R$ 6,39, ou seja, uma variação de 278,11%. Outros itens como alho, cenoura, tomate e cebolo também estão entre os produtos que mais variaram no preço. Verificou-se ainda que dos 47 itens mensais pesquisados, 28 apresentaram aumento no preço médio e em 19 houve redução.

Segundo a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, essa é a hora de buscar preços menores e evitar endividamento. “O consumidor precisa ficar atento e não comprometer o orçamento com despesas de fim de ano, tendo em vista que outras despesas de início de ano já se aproximam”, alertou.

Ceia e festas

Para quem deixou as compras da ceia de natal e ano novo para a última hora, o Procon Fortaleza preparou um box com 16 produtos mais comuns para o período. Confira as variações:

Uva R$ 3,59 R$ 15,44 330,08%
Pernil R$ 9,98 R$ 25,98 160,32%
Vinho 1 R$ 31,99 R$ 50,59 58,14%
Azeite R$ 17,99 R$ 27,90 55,09%
Espumante 1 R$ 30,90 R$ 45,90 48,54%
Figo Enlatado R$ 7,69 R$ 10,99 42,91%
Ave Chester R$ 12,18 R$ 16,38 34,48%
Azeitonas R$ 5,79 R$ 7,69 32,82%
Espumante 2 R$ 54,90 R$ 71,90 30,97%
Queijo Coalho R$ 29,99 R$ 39,19 30,68%
Tipo Bacalhau R$ 32,98 R$ 42,99 30,35%
Farofa Pronta R$ 4,85 R$ 5,84 20,41%
Vinho 2 R$ 12,90 R$ 14,15 9,69%
Peru R$ 13,35 R$ 14,28 6,97%
Chocotone R$ 12,72 R$ 12,99 2,12%
Panetone R$ 12,98 R$ 12,99 0,08%

Dicas

– Faça uma lista do que realmente precisa comprar;
– Avalia e faça as contas com as despesas de início de ano como matrículas escolares, impostos de veículos, viagens e taxas tributárias;
– Pesquise os preços em encartes distribuídos em jornais, bancas, locais de circulação de pessoas ou no próprio estabelecimento;
– Compare preços e marcas, lendo rótulos dos alimentos e verificando a data de validade;
– Evite ir às compras com fome e acompanhado de crianças;
– Opte por preços de marcas mais em conta;
– Alimentos congelados devem ser colocados por último no carrinho.

Petrobras adia licitação milionária

petrobraszelada

A Petrobras adiou mesmo o edital para a contração de serviços de publicidade. A licitação gira na casa dos R$ 550 milhões.

Ela estava prevista para acontecer no próximo dia 5, mas, conforme divulgado pelo Radar, a multinacional foi questionada por programar o concurso tão próximo às festividades de fim de ano. O resultado, agora, só no dia 23 de janeiro.

(Veja Online)

O que funciona neste Natal?

O comércio deve funcionar normalmente na véspera dos feriados do Natal e do Ano Novo. Supermercados e bancos fecham nos dias 25 de de dezembro e 1º de novembro. As Upas e os hospitais funcionam 24 horas, em regime de plantão. Confira:

Hospitais e Upas

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), hospitais e Upas funcionarão em sistema de plantão 24 horas.

Postos de Saúde

Todos os postos estarão fechados, mas a sala de imunização (vacinas) da unidade Paulo Marcelo, localizada na rua Vinte e Cinco de Março, 607, no Centro, estará aberta de 8 às 17 horas no de Natal e no sábado do Ano Novo.

No dia de Natal, 25, a sala de imunização vai funcionar de 8h às 12h, mas o local será fechado no dia 1º.

TJCE

O recesso forense, iniciado no dia 21, vai até o próximo dia 6 de janeiro, mas haverá atendimento para casos urgentes de 12 às 18 horas, por meio de plantões, na sede do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e no Fórum Clóvis Beviláqua.

O TJCE informa que as atividades administrativas nas unidades do Poder Judiciário serão retomadas na segunda-feira, 9 de janeiro. As atividades judiciárias serão retomadas a partir de 23 de janeiro, primeiro dia útil após a suspensão do expediente forense, conforme determina o art. 220 do atual Código de Processo Civil (CPC).

As unidades judiciárias integrantes dos Núcleos Regionais que abrangem as comarcas do Interior também terão atendimento, por meio de rodízio. O atendimento na sede dos fóruns das unidades plantonistas será das 8 às 14 horas, e o funcionamento será normalizado a partir do dia 9 de janeiro de 2017.

Detran

Em função do Decreto do Governador, neste sábado, 23, não haverá atendimento no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) RioMar Shopping, que atende aos sábado para a renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Supermercados

Os supermercados de Fortaleza, de acordo com a Associação Cearense de Supermercados (Acesu), estarão fechados no Dia do Natal, 25, e no Ano Novo, dia 1ª. Nos sábado anteriores aos feriados, os supermercadores devem fechar entre 18 e 20 horas.

Postos de Gasolina

O Sindipostos do Ceará informa que os postos de combustíveis estarão funcionando normalmente nos feriados de fim de ano, nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro.

Bancos

As agências bancárias abrem normalmente para atendimento ao público nesta sexta-feira, dia 23, sendo que o último dia útil do ano para o setor bancário será quinta-feira, 29 de dezembro.

A Federação dos Bancos (Febraban) informa que as instituições financeiras fecham para atendimento ao público no dia 30 dezembro, e o atendimento será retomado na segunda-feira, 2 de janeiro.

O Sindicato dos Bancários destaca que as contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo), bem como os carnês que estiverem com vencimento nas datas em que as agências estiverem fechadas, poderão ser pagos no primeiro dia útil seguinte aos feriados (26 de dezembro e 2 de janeiro), sem a incidência de multa por atraso.

Enel

A Enel Distribuição Ceará informa que manterá equipes de plantão em pontos estratégicos em todo o Estado, nos dias 24 e 25 de dezembro. Ao todo, serão deslocadas 267 viaturas e 623 profissionais – operadores de sistemas e subestações, eletricistas, técnicos e engenheiros. O atendimento ao cliente funcionará normalmente, 24 horas. As lojas de atendimento em Fortaleza retomam o funcionamento na segunda, 26.

O mesmo esquema especial será montado para o feriado do Réveillon, nos dias 31 de dezembro e 1º de janeirto. Para comunicar ocorrências, solicitar serviços ou informações, os clientes da Enel Distribuição Ceará podem entrar em contato pelo aplicativo ”Enel Ceará”, site da companhia (www.eneldistribuicao.com.br), e redes sociais – Facebook (facebook.com/enelclientesbrasil) e Twitter (@enelclientesbr) ou ainda pela Central de Atendimento (0800 285 0196).

Cagece

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informa que funcionará em regime de plantão durante os dias 25 de dezembro e 1º de janeiro, com atendimento de manutenção das redes de água e esgoto, bem como das estações de tratamento e estações elevatórias, na capital, Região Metropolitana de Fortaleza e interior do estado.

As lojas de atendimento estarão fechadas, e a orientação é para os clientes entrarem em contato com a companhia pela Central de Atendimento (0800.275.0195), o aplicativo Cagece Mobile (disponível para Android e iOS) ou por meio do chat online, no portal da Cagece (www.cagece.com.br).

Lojas
O Sindicado do Comércio Varejista e Lojista de Fortaleza (Sindilojas) informa que as lojas de rua funcionam normalmente nos dias 24 e 31 de dezembro. Nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro, o comércio fecha.

SHOPPINGS:

RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy
O RioMar Fortaleza e o RioMar Kennedy abrirão das 10 às 18 horas neste sábado, 24, véspera do feriado de Natal. No domingo, 25, as lojas estarão fechadas e as operações de alimentação serão facultativas. O cinema e as atrações de entretenimento, Game Station RioMar Fortaleza e Planeta Park RioMar Kennedy abrirão.

O Papai Noel dos dois shoppings fica apenas até o dia 24 de dezembro recebendo visita do público até as 18 horas nas praças centrais de decoração natalina.

Grand Shopping Messejana
Nos dias 24 e 31 de dezembro, o funcionamento de lojas, quiosques e praça de alimentação será de 10 às 18 horas. Nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro, as lojas estarão fechadas, mas a praça de alimentação funciona das 11 horas às 20h30min. Os cinemas fecham nos sábados e abrem nos domingos a partir das 14 horas.

Shopping Iguatemi
Na véspera dos feriados de Natal e Ano Novo, todos os espaços do shopping abrem das 10 às 18 horas, com exceção das Lojas Americanas e do Extra, que funcionam até as 19 horas. Nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro, os comércios fecham, mas a praça de alimentação funcionará das 10h30 às 22 horas. Os cinemas abrem todos os dias, de 12h30 às 22 horas.

Shopping Parangaba
Na véspera do Natal e do Ano Novo, nos dias 24 e 31 de dezembro, lojas, quiosques, lazer e praça de alimentação funcionam das 10 às 18 horas. Nos domingos, 25 de dezembro e 1° de janeiro, lojas e quiosques estarão fechados, mas o lazer e alimentação terão ponto facultativo. Os cinemas abrem normalmente em todos os dias.

Shopping Aldeota
Na véspera do Natal e do Ano Novo , dias 24 e 31 de dezembro, lojas e praça de alimentação funcionam das 10 às 18 hors. O supermercado no interior do shopping abre às 7 horas e fecha às 18 horas %u037E o boliche, das 12 às 18 horas%u037E e o cinema funciona de 13 às 15 horas. O shopping fecha nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro.

Shopping Benfica
Nos dias 24 e 31 de dezembro, o funcionamento será normal das 10 às 18 horas. Nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro, funcionam apenas as áreas de alimentação, lazer e cinemas, das 11h30 às 22 horas.

Via Sul Shopping
Na véspera do Natal, as lojas e quiosques do estabelecimento abrem das 10 às 18 horas, mas o cinema estará fechado. No dia 25 de dezembro, abrem a praça de alimentação e a área de lazer, das 11 horas às 20h30min. Já o cinema funciona a partir das 14 horas.

North Shopping Fortaleza
Na véspera do Natal, o shopping funciona das 10 às 18 horas, mas o cinema que estará fechado. O supermercado interno abre das 7 às 18 horas%u037E e as Lojas Americanas funcionam das 11 às 18 horas. No dia 25 de dezembro, lojas e quiosques fecham, mas praça de alimentação e cinema funcionam das 11 às 22 horas.

North Shopping Jóquei

Na véspera de Natal, o shopping funciona das 10 às 18 horas, mas academia interna abre às 8 horas e fecha às 14 horas. No dia 25 de dezembro, lojas e quiosques fecham, praça de alimentação e área de lazer abrem das 11 horas às 20h30, e cinemas funcionam de acordo com os horários das sessões.

(O POVO Online)

Juros do rotativo do cartão de crédito batem nos 482,1% ao ano

149 milhões em todo o País

149 milhões em todo o País

A taxa de juros do rotativo do cartão de crédito chegou ao recorde de 482,1% ao ano, em novembro, informou hoje (23) o Banco Central (BC). A taxa subiu 6,3 pontos percentuais em relação a outubro e foi a maior da série histórica iniciada em março de 2011.

O rotativo é o crédito tomado pelo consumidor quando paga menos que o valor integral da fatura do cartão. Ontem, o governo anunciou a limitação da permanência do cliente no rotativo do cartão de crédito por 30 dias. Essa medida ainda será implementada e poderá reduzir pela metade da taxa de juros do cartão de crédito, a partir do fim do primeiro trimestre do ano que vem, segundo previsão do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, disse que é preciso aguardar uma melhor definição das medidas para avaliar o feito na redução dos juros. “A expectativa é que as medidas tragam maior racionalização do uso do cartão de crédito e com isso redução de custos”, disse.

Acrescentou que, mesmo sem as medidas, atualmente é possível fugir dos juros caros do rotativo, optando, por exemplo, pelo parcelamento do saldo da fatura do cartão. Em novembro, os juros do crédito parcelado ficaram em 155% ao ano. “O crédito rotativo é emergencial, por prazo curto, em algumas situações que precisam de crédito imediato”, especificou.

Outra taxa de juros alta na pesquisa mensal do BC é a do cheque especial, que chegou ao novo recorde de 330,7% ao ano. Essa é a maior taxa da série histórica iniciada em julho de 1994. A taxa média de juros para as famílias ficou estável em 73,6% ao ano, em novembro, comparada a outubro.

Inadimplência do crédito

A inadimplência do crédito, considerados atrasos acima de 90 dias, para pessoas físicas caiu 0,1 ponto percentual para 6,1%. A taxa de inadimplência das empresas caiu 0,2 ponto percentual para 5,4%. A taxa média de juros cobrada das pessoas jurídicas caiu 0,5 ponto percentual para 29,9% ao ano.

Esses dados são do crédito livre em que os bancos têm autonomia para aplicar o dinheiro captado no mercado e definir as taxas de juros.

(Agência Brasil)

Entre “coxinhas” e “petralhas”

82 2

Com o título “Ideológicos são eles”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele aborda a separação entre “coxinhas” e “petralhas”, no cenário atual dos debates no País, o que, em sua avaliação, desqualifica qualquer peleja. Confira:

Tem coisas interessantes no gato e rato atual entre esquerda e direita no Brasil. Uma delas é o debate francamente ideológico. Obviamente, não há como se fazer discussões políticas sem fazer uso de nossas convicções e visões de mundo. Porém, quando o mote é puramente subjetivo, deixa-se de lado a realidade. O racional perde espaço para a fé. Claro, acreditar em algo ou em si mesmo é da natureza humana. Mas sem o crivo da objetividade a tendência é não sair da superficialidade, transformando um conflito que poderia ser produtivo em algo abstrato ou pessoal. Não à toa várias amizades foram desfeitas, notadamente nas redes sociais.

A separação entre “coxinhas” e “petralhas” desqualifica a peleja. O que mais chama a atenção é que a maior parte dos argumentos ideológicos vieram – pasmem – da direta para a esquerda, e não o contrário. Geralmente, quando se quer destratar as esquerdas, é comum usar a palavra ideologia como se fora um atraso da existência. Porém, a direita se superou: de “comunista” a “vai pra Cuba”, com uso de símbolos nacionais para se contrapor ao “vermelho”, viu-se de tudo.

Com o desastre instaurado após a saída de Dilma, outro debate toma corpo: se a culpa da crise é exclusivamente da “Era PT” ou de Temer. Ora, ambos tem sua dose de responsabilidade. O erro do PT foi não usar a popularidade e o bom momento econômico para desenhar uma reforma fiscal que taxasse o lucro rentista, as grande fortunas, que cobrasse a dívida ativa a contento (R$ 1,4 trilhão), apertasse a sonegação (cerca de R$ 450 bilhões) e reformulasse a injusta tabela do IRPF, que penaliza a classe média. Mas o “remédio” administrado pelo atual governo extrapolou o razoável. As medidas econômicas não querem somente debelar a crise: aproveitam o momento para promover uma política de terra arrasada, penalizando trabalhadores em nome de outros interesses.

A ideologia permeia as justificativas. O “governo” atual diz que o PT gastou demais e quebrou o Estado. Ora, não se administra um Estado – principalmente com o tamanho do Brasil – como se fora uma empresa ou uma residência. Há um déficit social enorme, de centenas de anos. O governo precisa se endividar, sim. Os investimentos foram necessários e colocaram o país dentro de uma nova realidade. O Estado interferiu como indutor do desenvolvimento gerando emprego, renda e fazendo o dinheiro circular. E é mentira que a presidenta Dilma não quis fazer ajustes. Havia o plano do ex-ministro Joaquim Levy. E era, embora ruim, bem menos pior do que este. O Congresso inviabilizou a votação inúmeras vezes, apostando, com sucesso, no desgaste político do governo.

Objetivamente, o Brasil cresceu com o PT, econômica e socialmente. Os dados são públicos. 38 milhões de pessoas ascenderam à classe C e 42 milhões saíram da miséria. De 2002 para 2013, o PIB brasileiro saltou de R$ 1,48 trilhões para R$ 4,84 trilhões. O PIB per capita pulou de R$ 7,6 mil para R$ 24,1 mil e a dívida líquida do setor público caiu de 60% para 34% do PIB. O Investimento Estrangeiro Direto pulou de US$ 16,6 bilhões para US$ 64 bilhões e as reservas internacionais foram de US$ 37 bilhões para 375,8 bilhões. O salário mínimo, que era R$ 200 (US$ 86,21) em 2014 já valia R$ 724 (US$ 305). O Brasil libertou-se do FMI, e a dívida externa em relação às reservas, que correspondia a 557% (2002) caiu para 81% (2014).

Vou tomar emprestado um post do Facebook do professor e arquiteto Romeu Duarte que explica o dilema atual: “Tomei um táxi hoje. O motorista indignado: ‘Tudo o que estamos passando é culpa do Lula e da Dilma’. Perguntei-lhe se o carro era dele. ‘Sim, comprei à vista, aliás, este é o terceiro’. Perguntei pelos filhos dele. ‘Os dois mais velhos formados na UFC. A menina estuda na UNIFOR com o FIES’. Perguntei pela casa dele. ‘Terminei uma reforma no barraco. Deu pra juntar uma graninha nos últimos anos, eu e a patroa”. O pobre reproduz o discurso do rico. Tem mais: uma enorme leva de empresários nunca ganhou tanto dinheiro e, mesmo assim, não reconhece os avanços e repetem o velho discurso neoliberal tucano de redução do tamanho do Estado.

Em suma, é provável que a Constituição seja aviltada no que tange à garantia dos direitos fundamentais. Quem quiser educação, saúde, previdência, moradia que pague por isso. Tudo bancado pela mesma casta que está no poder há 500 anos. Ou seja, ideológicos são eles.

*Demétrio Andrade,

Jornalista e sociólogo.

Um prefeito que convive com as diferenças

 

lucioc

Ex-governador e ex-prefeito Lúcio Alcântara.

No lançamento do Plano Fortaleza 2040, nesta semana, no Theatro José de Alencar, três ex-prefeitos de Fortaleza abraçaram o atual, Roberto Cláudio (PDT).

Foram eles: Antônio Cambraia, que preside a Cegás; Luiz Marques, provedor da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza; e Lúcio Alcântara, que preside o PR do Capitão Wagner, este um adversário ferrenho do Paço Municipal.

Mas é tudo pelo bem da cidade, não é mesmo?

 

PGM anuncia concurso público

A Procuradoria-Geral do Município de Fortaleza divulgou edital de concurso público para procurador do município, com a oferta de cinco vagas e salário inicial de R$ 24.115 para carga horária de 30 horas semanais. As etapas do concurso serão realizadas em Fortaleza.

O cargo exige dos candidatos diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, além de registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). É preciso, ainda, ter um ano de prática forense pelo exercício efetivo de advocacia, inclusive voluntária, ou o exercício privativo de bacharel em cargos, empregos ou funções, inclusive de magistério superior.

O concurso terá três etapas, além da perícia médica dos candidatos que se declararem com deficiência. A prova objetiva, primeira fase, está prevista para 9 de abril de 2017. Haverá, ainda, prova discursiva e avaliação de títulos para todos os candidatos.

Inscrições

*As inscrições iniciam no próximo dia 29 e vão até 18 de janeiro de 2017, somente pelo endereço eletrônico da PGM. A taxa de participação no certame é R$ 140,00.

Hospital Albert Sabin ganha “Cidade da Criança”

O Hospital Infantil Albert Sabin (Hias) inaugurou, nesta manhã de sexta-feira, o novo espaço dedicado ao Projeto de Humanização Cidade da Criança. Equipado como uma cidade em miniatura, a Cidade Criança tem a Casinha de Brinquedos Renato Aragão que funcionará como uma brinquedoteca, o Teatro Dora Andrade, para que possam ensaiar e apresentar suas próprias peças, a Escola e Biblioteca Raquel de Queiroz, onde serão professores e alunos, e um salão de beleza cujos serviços serão oferecidos por voluntários, com o auxílio das crianças.

O projeto, iniciado em 1998, estimula as crianças internadas no Albert Sabin sorrirem e exercerem a própria cidadania.  Equipado como uma cidade em miniatura, a Cidade Criança terá a Casinha de Brinquedos Renato Aragão que funcionará como uma brinquedoteca; o Teatro Dora Andrade, para que possam ensaiar a presentar suas próprias peças; a Escola e Biblioteca Raquel de Queiroz, onde serão professores e alunos; e um salão de beleza cujos serviços serão oferecidos por voluntários, com o auxílio das crianças.

“O objetivo dessas casinhas é que eles possam brincar e que se apoderem dessas brincadeiras, que aprendam um pouco sobre cidadania tomando sempre iniciativa. Isso também é uma forma de terapia, brincar é muito importante para a formação de uma criança”, diz a coordenadora do projeto, Izabel Cristina  Batista Chagas.

DETALHE – A construção da nova Cidade da Criança foi realiza por meio de uma parceria público-privada com o Grupo M.Dias Branco,

Confiança do empresário da construção civil fecha 2016 em queda

antonio_cruz_casa_popular

O Índice de Confiança da Construção, medido pela Fundação Getulio Vargas, recuou 0,8 ponto e chegou a 71,6 pontos em dezembro deste ano, em uma escala de zero a 200 pontos. O indicador está em queda há três meses e este é o menor patamar desde julho deste 2016 (70,7 pontos).

De acordo com a FGV, a queda da confiança do empresário da construção civil foi motivada pelo maior pessimismo em relação aos próximos meses. O Índice de Expectativas caiu 1,5 ponto e alcançou 80 pontos, devido principalmente à queda de 2,4 pontos das perspectivas de demanda para os próximos três meses.

A confiança em relação ao momento presente recuou apenas 0,1 ponto, chegando a 63,7 pontos. O principal componente que justifica a leve queda foi o desempenho negativo da avaliação sobre a situação atual da carteira de contratos, que caiu 0,2 ponto.

(Agência Brasil)

Secretariado do prefeito com 67% de renovação. Ferruccio Feitosa entra Prisco Bezerra sai

825 12

ferruciofeitrosa

Ferruccio Feitosa sai do Governo para a Prefeitura de Fortaleza.

O coordenador de imprensa da Prefeitura de Fortaleza, jornalista Moacir Maia, anuncia o novo secretariado do prefeito Roberto Cláudio (PDT). A equipe chega com 67% de renovação. De acordo com Moacir, isso significa que virá “um novo governo e não o continuísmo”. Foram levados em conta os critérios “técnico e perfil político”, mas também aproveitando gente experiente da atual gestão.

Secretariado

Queiroz Maia – Chefe de Gabinete (mantido)

Samuel Dias – Secretário de Governo, deixa a Seinf

Philipe Nottingham – Secretária do Planejamento (mantido)

Jurandir Gurgel – Secretaria de Finanças (mantido)

João Pupo – Secretaria de Conservação e Serviços (Mantido)

Águeda Muniz – Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (mantida)

José Leite Jucá – Procurador-geral do município (mantido)

Vereador Evaldo Lima – Cultura

Manuela Nogueira – Secretaria Municipal de Infraestrutura

Vereador Elpídio Nogueira – Secretaria de Desenvolvimento Social

Alcimor Rocha – Secretaria de Controladoria, Ouvidoria e Transparência.

Romel Araújo – Secretaria Municipal da Saúde

Dalila de Freitas – Secretaria Municipal da Educação

Sérgio Rocha – Secretaria Municipal da Habitação

Mosiah Torgan – Desenvolvimento Econômico e Trabalho

Alexandre Pereira – Secretaria Municipal de Turismo

Antonio Azevedo – Secretaria Municipal de Segurança

Ricardo Souza – Secretaria Municipal dos Esportes

Eudoro Santana – Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor) (mantido)

Coordenador Especial e Articulação Política – Lúcio Bruno

SER 1 – Gilberto Bastos

SER 2 – Ferruccio Feitosa, deixa a Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado (Adece)

SER 3 – Vereador Antonio Henrique

SER 4 – Francisco Sales

SER 5 – Ronaldo Nogueira

SER 6 – Antonio Albuquerque

SER Centro – Adail Fontenele

Coordenador das Regionais – Renato Lima.

priscooo

DETALHEPrisco Bezerra, irmão do prefeito Roberto Cláudio (PDT), deixou a equipe, embora estivesse com carta branca para permanecer. Vai se dedicar a projeto particular.

Fusão

A Setra vai se fundir com a Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos surgindo a Secretaria de Direitos Humanos, Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

A Secretaria do Desenvolvimento Econômico absorverá a área de trabalho que era da Setra.

Reunião

No dia 2 próximo, o prefeito RC empossará a a equipe, às 9 horas, no Paço Municipal, e, em seguida, comandará a primeira reunião com o secretariado.

Seminário

De 26 a 28 de janeiro próximo, haverá um seminário com todos os secretários para debater ações do segundo mandato. Com especialistas do Brasil e do Exterior. O local não foi divulgado.

Confiança do consumidor brasileiro fecha 2016 em queda

O Índice de Confiança do Consumidor, medido pela Fundação Getulio Vargas, caiu 5,8 pontos em dezembro e atingiu 73,3 pontos, em uma escala de zero a 200. Este é o menor patamar do indicador desde junho deste ano.

A satisfação dos consumidores com a situação presente, medida pelo Índice da Situação Atual, recuou 3,8 pontos e atingiu 64,1 pontos, o menor já registrado pela FGV. Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança em relação ao futuro, recuou 6,9 pontos e chegou a 80,8 pontos.

O componente que mais contribuiu para a queda do Índice de Confiança do Consumidor em dezembro deste ano é o que mede o otimismo em relação à situação financeira das famílias no futuro, com queda de 7,7 pontos.

(Agência Brasil)

Assembleia Legislativa aprova a criação da Região Metropolitana de Sobral

394 1

ivo-gomes-corte

A Assembleia Legislativa aprovou, nessa noite de quinta-feira, a lei de criação da Região Metropolitana de Sobral (Zona Norte). O autor é o deputado estadual Ivo Gomes, também prefeito eleito pelo PDT desse município. A lei tem o objetivo de “contribuir para o desenvolvimento econômico, social e cultural da Região Norte do Ceará”, segundo justificativa do parlamentar.

A Região Metropolitana de Sobral será composta pelos seguintes municípios:

Alcântaras, Cariré, Coreaú, Forquilha, Frecheirinha, Graça, Groaíras, Massapê, Meruoca, Moraújo, Mucambo, Pacujá, Pires Ferreira, Reriutaba, Santana do Acaraú, Senador Sá, Sobral e Varjota.

DETALHE – Ivo Gomes destacou que a ideia foi inicialmente encampada pelo deputado estadual falecido Professor Teodoro.

Índice de confiança do empresário do comércio encerra 2016 em alta

A confiança do empresário do comércio, medida pelo Índice de Confiança do Comércio da Fundação Getulio Vargas (FGV), encerrou o ano de 2016 em alta, ao subir 0,7 ponto em dezembro. O indicador atingiu 79 pontos em uma escala de zero a 200.

O desempenho positivo do indicador concentrou-se em cinco dos 13 segmentos do comércio. Os empresários estão mais confiantes no futuro, comportamento mostrado pela melhora de 1,2 ponto do Índice de Expectativas, que atingiu 90,6 pontos. O otimismo com as vendas nos três meses seguintes subiu 3,1 pontos.

Já o Índice de Situação Atual subiu 0,2 ponto e atingiu 68,3 pontos, ainda em patamar próximo do mínimo histórico. Houve um aumento de 1,5 ponto com a melhora da satisfação das empresas com a situação atual dos negócios.

(Agência Brasil)

O “Xerifão” de Roberto Cláudio no controle da gestão

108 1

felipenothingham

Ele é discreto, pouco aparece, tem cara de turrão, mas tem competência e permanecerá à frente da Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão. É Philipe Nottingham, que, com trabalho de equipe, mantém as contas da Prefeitura equilibradas.

O ano de 2016 para a pasta foi, inclusive, reconhecido por Brasília. A Prefeitura ganhou Prêmio Mérito Brasil de Governança e Gestão Públicas, do Tribunal de Contas da União (TCU).

Fortaleza foi uma das cinco cidades brasileiras mais eficientes na gestão de recursos públicos.