Blog do Eliomar

Últimos posts

Prefeito vai à Câmara expor Projeto Fortaleza Competitiva. Nas galerias, grupo de servidores protesta

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) encontra-se na Câmara Municipal, nesta manhã de terça-feira. Sob a presidência de Samito Filho (PDT), ele participa da sessão de abertura dos trabalhos da Casa neste segundo semestre.

Ao chegar ali, RC ouviu alguns protestos de um grupo de servidores da Usina de Asfalto que diz estar há três meses sem qualquer serviço. O grupo, que ocupa as galerias, teme extinção do órgão e chegou a conversar com o secretário do Planejamento, Orçamento e Gestão, Philipe Nottingham, que ouviu queixas.

Roberto Cláudio faz um balanço das ações do primeiro semestre e expõe o projeto Fortaleza Competitiva, que deverá ser apresentado até o fim deste mês, que objetiva gerar mais oportunidades de emprego e renda por meio da atração de investimentos. Isso via incentivos tributárias e com desburocratização de licenças.

(Fotos – Jaqueline Lima)

INSS convoca segurados por incapacidade para reavaliação do benefício

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) convoca para perícia, pela segunda vez, milhares de segurados que recebem o benefício por incapacidade. De acordo com o Diário Oficial da União  de hoje (1º)  a nova chamada ocorre após uma tentativa do órgão de notificar os beneficiados pelo correio. As correspondências não teriam chegado porque os dados dos endereços indicados no cadastro do Sistema Único de Benefícios estariam incompletos ou desatualizados.

Os segurados listados têm cinco dias corridos, a contar de hoje, para informar sobre a data marcada para a perícia. O contato deve ser feito pela central de teleatendimento do INSS, pelo número 135. O benefício pode ser suspenso até que o convocado passe pela reavaliação.

Para evitar o cancelamento, os segurados poderão consultar a pagina do DOU, para conferir se seu nome consta na lista. No campo de busca do site, deverão digitar seu nome entre aspas, selecionando apenas a seção 3 e a data de hoje.

(Agência Brasil)

Sindicato denuncia ao Ministério Público sobrecarga de trabalho de motoristas e acúmulo de funções

Diretores do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros Intermunicipal eInterestadual do Estado do Ceará (Sinteti) participaram nessa segunda-feira (31), no Ministério Público do Trabalho (MPT), da audiência requerida pela entidade representativa da categoria para tratar da falta de fiscalização por parte do Detran/CE.

A denúncia inicial traz a informação que cerca de 30% das linhas intermunicipais estão operando sem cobradores. A mudança veio após autorização do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE). Entretanto, o sindicato questiona o fato da omissão na divulgação quanto às linhas que estão inseridas no processo. Os representantes do Detran faltaram, mas o MPT encaminhará o pedido de justificativa ao órgão fiscalizador.

O Sinteti criticou a mudança, levando em consideração o prejuízo à sociedade, bem como ao profissional que acumulará funções. Ainda sobre o tema, os sindicalistas também lembraram que o profissional ficará mais vulnerável, pois no transporte coletivo convencional, automaticamente o motorista para mais vezes que o condutor que dirige um ônibus executivo, ficando mais tempo parado no aguardo do ingresso dos passageiros.

Outras denúncias foram expostas, tais como o fato dos profissionais que fazem a linha Fortaleza – Viçosa do Ceará, por exemplo, estarem numa escala cansativa e desumana. O veículo sai às 6:30, com parada para o lanche às 9h, ficando o horário de almoço estabelecido somente para o fim da viagem, 5 horas após a última refeição. A assessoria jurídica ressaltou que antes existia uma pausa para o almoço em Sobral, mas passaram a proibir os motoristas de pararem seus veículos.

(Foto: Divulgação)

Caravana da Aprece conhece projetos exitosos em Santa Catarina

Ilário Marques (PT) administra Quixadá.

Um grupo formado pro 10 prefeitos cearenses vai conhecer, até quinta-feira, projetos desenvolvidos por cidades de Santa Catarina nas áreas do consórcio de resíduos sólidos e reciclagem e sistemas de abastecimento d’água. A viagem tem o apoio da Associação dos Prefeitos e Prefeituras do Ceará (Aprece).

Nesse roteiro, estão Itajaí, Blumenau, Timbó e Florianópolis.

Segundo os prefeitos Ilário Marques, de Quixadá, e Nilson Diniz, do Cedro, hora de conhecer experiências nesse setores e coletar informações. a Aprece quer oferecer aos gestores subsídios e apoiar projetos que possam melhorar a vida da população a um custo menos oneroso para a máquina pública.

(Foto – Paulo MOska)

Parecer sobre denúncia contra Temer será lido nesta terça-feira no plenário da Câmara

Com as atenções voltadas para a votação sobre a admissibilidade do processo contra o presidente Michel Temer, senadores e deputados voltam ao trabalho nesta terça-feira (1º), após duas semanas de recesso.

Pelo calendário estabelecido pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, hoje, no primeiro dia de trabalho, o parecer da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), contrário ao prosseguimento da denúncia, será lido em plenário às 14h. Amanhã (2) o parecer deverá ser votado pelos 513 deputados.

Acusação

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, acusa Temer de corrupção passiva com base em gravações e na delação dos donos do grupo J&F, que controla o frigorífico JBS. O empresário Joesley Batista gravou uma conversa com o presidente, em março, no Palácio do Jaburu, que gerou a denúncia. O presidente nega ter cometido ilegalidades e sua defesa deve repetir os argumentos apresentados à CCJ de que não há provas e que a denúncia se baseia em ilações dos procuradores.

Votação

Nesta quarta-feira (2), a votação só será aberta quando pelo menos 342 dos 513 deputados registrarem presença em plenário. Rodrigo Maia decidiu adotar esse critério para evitar questionamentos futuros na Justiça. A exemplo do que aconteceu no impeachment da presidente Dilma Rousseff, a votação será nominal e aberta (no microfone). Para que a acusação da PGR siga adiante, são necessários 342 votos contrários ao parecer da CCJ que livra Temer da denúncia.

(Agência Brasil)

Camilo administra abacaxis de Cid Gomes

Da Coluna Política, do O POVO desta terça-feira, assinada pelo jornalista Érico Firmo, extraímos o tópico “Camilo administra abacaxis de Cid”. Confira:

O governador Camilo Santana (PT) foi a Brasília, na semana passada, discutir o financiamento para a Linha Leste do metrô com o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro. O governo cearense apresentou proposta de simplificar e baratear o projeto. Vai na direção de contemplar o interesse público. É uma tentativa de destravar mais uma obra problemática herdada do governo Cid Gomes (PDT), aliado do atual governador. Camilo recebeu muitos projetos, um Estado bem equilibrado, mas também muitos problemas.

A Linha Leste terá dinheiro do Governo Federal, mais financiamento do Estado e uma contrapartida estadual. Por causa do ajuste, o Governo Federal não libera sua parte e, assim, o BNDES também não autoriza o financiamento. Ocorre que o Ceará já gastou parte considerável do que lhe cabia. E fez isso há tempos.

EDIMAR SOARES EM 5/12/2013
EDIMAR SOARES EM 5/12/2013

Ainda em 2013, foram gastos R$ 138 milhões na compra das máquinas para perfurar os túneis — os chamados tatuzões. Como a obra nunca começou de verdade, estão há quase quatro anos sem uso. Coisa de estado rico, com dinheiro sobrando. Houve canteiro de obra instalado, avenida bloqueada e liberada meses e meses depois, sem que rigorosamente nada tenha sido feito.

A Linha Leste não é o único caso. Um ano depois das Olimpíadas, o Centro de Formação Olímpica deve ficar pronto. Mas, ainda não há modelo de gestão definido. Constrói-se equipamento — bastante caro, diga-se — e depois se vai resolver o que fazer dele. Tipo da coisa que só ocorre com dinheiro público. Fosse com dinheiro dos gestores que tomam essa decisão, jamais agiriam dessa forma.

Camilo também teve de resolver a situação do Hospital Regional do Sertão Central. “Inaugurado” por Cid nos últimos dias de mandato, demorou dois anos para começar a ensaiar algo parecido com funcionamento. Mas, ainda engatinha. Outro caso de obra cara finalizada sem se saber como será mantida.

(Fotos – Arquivo)

Doleiro Funaro pede que Justiça de SP proíba venda de empresas de Joesley e Wesley Batista

Da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta terça-feira:

No momento em que o grupo J&F está se desfazendo de parte significativa de seus negócios, representantes do corretor Lúcio Funaro pediram que a Justiça de São Paulo proíba a venda de empresas e bloqueie todos os bens de firmas vinculadas ao conglomerado dos irmãos Joesley e Wesley Batista. Funaro diz ter atuado em favor da Eldorado Celulose, da J&F, na obtenção de um empréstimo de R$ 940 milhões junto à Caixa, em 2012. Na ação, cobra R$ 44 milhões pelos serviços prestados.

No centro da disputa está o empréstimo que, segundo delatores, teria servido de base para pagamento de propinas ao corretor e ao ex-deputado Eduardo Cunha. Funaro alega que prestou serviços lícitos à companhia.

No processo, os advogados da firma de Funaro citam a recente política de venda de ativos da J&F e alegam que o bloqueio dos bens é necessário para garantir que haja dinheiro para pagar o valor que o corretor reivindica.

Esta não é a primeira vez que a J&F é alvo de uma tentativa de travar na Justiça a negociação de suas empresas. Todas as iniciativas anteriores foram revertidas pelo grupo, que concluiu nesta segunda (31) a venda de unidades na América Latina.

Funaro, preso pela Lava Jato, está finalizando as negociações para fechar delação premiada.

Quatro PMs são presos por extorsão em operação do MPCE e CGD

376 16

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), organismo do Ministério Público do Ceará, com o apoio de equipes da Controladoria Geral de Disciplina (CGD) dos Órgãos de Segurança Pública, deflagrou, na manhã desta terça-feira, uma operação que investiga extorsões praticadas por policiais militares no exercício das funções. A informação é da assessoria de imprensa do MPCE.

Em meio à investigação sobre organizações criminosas, o GAECO e o órgão de inteligência da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) acabaram por descobrir um grupo de PMs que, reiteradamente, extorquia traficantes e outros delinquentes na área do 17º Batalhão. Em ação monitorada pelos investigadores, os sargentos Auricélio da Silva Araripe, Glaydson Eduardo Saraiva, Jeovane Moreira Araújo, e Rilmar Marques dos Santos, com a participação de um terceiro não policial, foram flagrados abordando em uma viatura o veículo de um traficante na avenida Osório de Paiva, em Fortaleza, sequestrando-o com o fim de obter vantagem como condição do resgate.

O traficante, que na ocasião portava entorpecentes, somente foi libertado após pagar a quantia exigida pelos militares. Nesta fase da operação, foram cumpridos mandados de prisão preventiva e busca e apreensão emitidos pela Justiça Militar. Os militares presos passaram por exames no Instituto Médico Legal (IML) e depois foram encaminhados ao Comando da Polícia Militar. Foi apreendida uma quantia em dinheiro, cuja origem não restou especificada pelos investigados. Além do processo criminal, os policiais envolvidos nos crimes responderão a procedimento disciplinar na CGD, com penas que podem chegar à demissão.

Prefeitura fará concurso para psiquiatra e convocará guardas municipais do cadastro de reserva

172 1

Da Coluna Vertical, do O POVO desta terça-feira:

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) anuncia que, ao contrário do governo federal que oferecerá um Plano de Demissão Voluntária (PDV) para servidores federais, deverá convocar novos aprovados em concurso público.

Nesse pacote, informa que, até dezembro, convocará entre 50 e 100 aprovados no último concurso da Guarda Municipal, mais precisamente do cadastro de reservas.

“Vamos fazer essa convocação porque queremos dar início às Células de Segurança Pública que serão implantadas em alguns pontos de Fortaleza pelo vice-prefeito Moroni Torgan”, explica o prefeito.

Todos os estudos nesse sentido já foram iniciados e ele adianta outro dado: ainda neste semestre, lançará o primeiro edital de concurso público deste ano.

STF dará prioridade neste semestre a pautas sociais

Cármen Lúcia preside o STF.

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) retoma hoje (1º) os trabalhos do segundo semestre com a pauta de julgamentos marcada por temas sociais de grande impacto, como a legalidade da venda de cigarros aromatizados, as demarcações de terras indígenas, além de inquéritos que podem tornar réus o senador Fernando Collor (PTC-AL) e políticos ligados ao PP na Operação Lava Jato. A sessão de abertura dos trabalhos está prevista para as 9 horas.

Neste mês, a Segunda Turma do STF pode julgar denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) envolvendo sete parlamentares e ex-parlamentares do PP investigados na Lava Jato, pelo suposto recebimento de vantagens indevidas no esquema de corrupção da Petrobras. O colegiado é formado pelos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski, além de Edson Fachin, relator do inquérito.

Foram denunciados pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa os deputados Luiz Fernando Ramos Faria (MG), Roberto Britto (BA), Mario Negromonte Júnior (BA), Arthur Lira (AL) e José Otávio Germano (RS). Os ex-deputados Mario Negromonte (BA) e João Pizzolatti (SC) também foram denunciados.

No caso do senador Fernando Collor (PTC-AL), a PGR acusa o parlamentar de receber R$ 29 milhões em propina pela suposta influência na BR Distribuidora. Segundo os procuradores, além de Collor, estão envolvidos no suposto esquema a mulher do senador, Caroline Collor, e outros acusados, que atuavam como “operadores particulares” e “testas de ferro” no recebimento dos valores.

De acordo com a denúncia, o senador comprou carros de luxo com o dinheiro da suposta propina. Entre os veículos estão um Lamborghini, avaliado em R$ 3,2 milhões; uma Ferrari (R$ 1,4 milhão), um Bentley e duas Land Rover. Em julho de 2015, os carros de luxo foram apreendidos na residência particular do senador em Brasília, conhecida como Casa da Dinda.

(Agência Brasil)

Facções criminosas avançam rumo ao Interior

Apontadas como responsáveis pelo crescimento da criminalidade visto principalmente em Fortaleza, facções criminosas avançam também em grandes municípios do Interior. Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e a pasta da Justiça e Cidadania (Sejus) se movimentam para tentar frear a expansão.

Tiroteio ocorrido no último domingo em Aracati, a 152 quilômetros de Fortaleza, ocorreu em meio a operação de combate a homicídios cometidos pelo crime organizado, segundo informou o subcomandante da 2ª Companhia do 1° Batalhão da Polícia Militar, Maxwel Cândido. Na ação, cinco pessoas morreram e duas ficaram feridas.
Segundo Cândido, há cerca de um mês e meio a Polícia passou a registrar ocorrências de maior gravidade em três bairros cuja situação se tornou mais crítica, o que deixou os moradores aterrorizados. As investigações, ele explica, apontaram para disputa de facções na região.

No Crato, a 504 quilômetros de Fortaleza, facções criminosas teriam assumido o controle do comércio de drogas. Apenas quem é vinculado a alguma organização teria permissão dos líderes do crime para vender entorpecentes, segundo disse o delegado Luiz Eduardo da Costa, em entrevista veiculada pelo site Cariri Ceará, na semana passada. Em muros da cidade caririense, há várias pichações com referências a esses grupos.

Em Sobral, a 234 quilômetros da Capital, as organizações já se fazem sentir há algum tempo. Em junho de 2016, mais de 70 pessoas foram presas durante marcha que comemorava “acordo de paz” entre as organizações. Ações

O presidente do Conselho Penitenciário, Cláudio Justa, explica que as organizações passaram a tentar se legitimar e ganhar visibilidade após a quebra do acordo de paz. “Quando estava com o pacto de paz, eles não se autonomeavam muito. Quando houve a declaração de guerra, começaram a se enfrentar e houve a exigência de autodeclaração. Ficou visível a situação das facções nas cadeias públicas do Interior”, descreve.

Para Justa, a precariedade da estrutura penitenciária no Interior contribui para os grupos se estabelecerem. “Nas cadeias públicas é maior a facilidade de comunicação com as ruas”. Ele acredita que a alternativa seria criar unidades regionalizadas. Regionalização

O Ceará possui 132 cadeias públicas, que podem dar lugar a 14 unidades regionais, conforme explica o coordenador especial do Sistema Penitenciário da Sejus, Edmar Santos. As 14 unidades ficariam assim distribuídas: Cariri, Centro-Sul, Grande Fortaleza, Litoral Leste, Litoral Norte, Litoral Oeste e Vale do Curu, Maciço de Baturité, Serra da Ibiapaba, Sertão Central, Canindé, Sobral, Crateús, Sertão dos Inhamuns e Vale do Jaguaribe.

“A gente acredita que a facção se expande quando o estado se ausenta. Quando propomos essa ideia acreditamos que as organizações não tenham caminho para se expandir. Esse controle de expansão é circunstância de segurança pública e reflete no sistema prisional”, ressalta Edmar Santos.

(O POVO – Repórter Jéssika Sisnando)

Quiterianópolis, Parambu e Trairi são beneficiados com obras do “Ceará de Ponta a Ponta”

Os municípios de Quiterianópolis, Parambu e Trairi foram beneficiados com investimentos de R$ 62,5 milhões para obras viárias da nova etapa do “Ceará de Ponta a Ponta: O Programa de Logística e Estradas do Ceará”, diante da assinatura da ordem de serviço, nessa segunda-feira (31), pelo governador Camilo Santana, no Palácio da Abolição, que contou ainda a participação do deputado Audic Mota (PMDB), que sugeriu a proposta ao Governo do Estado.

Para a obra de asfaltamento da estrada Quiterianópolis-Parambu, a rodovia CE-351, serão destinados R$ 40 milhões. Já em Trairi, o serviço de restauração da CE-163, no trecho entre a Sede e o Entroncamento da CE-085, localidade de Barrento, custará R$ 22,5 milhões.

A solenidade de assinatura das liberações de recursos contou ainda com as presenças de secretários estaduais, parlamentares, prefeitos, vereadores e lideranças políticas no Ceará.

“O governador Camilo e os 27 municípios beneficiados pelo ‘Ceará de Ponta a Ponta’ estão de parabéns, pois as obras vão impactar na vida de 3,7 milhões de pessoas”, ressaltou Audic.

(Foto: Divulgação)

Sai edital de concurso para o Tribunal Superior do Trabalho

Saiu publicado no Diário Oficial da União o edital do primeiro concurso público nacional unificado do Tribunal Superior do Trabalho (TST). A seleção é destinada ao provimento de 132 postos de juiz do trabalho substituto, sendo sete reservados a pessoas com deficiência e 26 para os negros.

As ofertas estão distribuídas entre os tribunais dos Estados de São Paulo (100 vagas), Minas Gerais (8), Pará e Amapá (4), Amazonas e Roraima (12), Acre e Rondônia (5), Mato Grosso (2) e Mato Grosso do Sul (1). Haverá, ainda, formação de cadastro reserva para os tribunais dos Estados de Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Bahia, Pernambuco, Ceará, Paraná, Distrito Federal, Tocantins, Santa Catarina, Paraíba, São Paulo (Campinas), Maranhão, Espírito Santo, Goiás, Alagoas, Sergipe, Rio Grande do Norte e Piauí.

Para ingressar na carreira é necessário possuir formação em curso de nível superior em direito e experiência de, no mínimo, três anos de atividade jurídica exercida após a obtenção do grau de bacharel. A remuneração inicial é de R$ 27.500,17.

Câmara Municipal retorna sessões nesta terça e Lei de Uso e Ocupação de Solo está na pauta do semestre

Ser considerada a Câmara Municipal mais transparente entre as capitais brasileiras foi um dos principais destaques dos primeiros seis meses deste ano da atual legislatura em Fortaleza, segundo o presidente Salmito Filho (PDT).

O estudo elaborado por meio de uma dissertação de mestrado, na Fundação Getúlio Vargas, coloca a CMFor como a Casa que tem o índice de transparência em 60%. Entre as cinco primeiras Câmaras do País, é a única da região Nordeste.

“Isso muito nos honrou para nós continuarmos avançando em todos os outros critérios do estudo. Queremos avançar cada vez mais”, disse o presidente.

Com renovação de 63% na nova legislatura, a Câmara apresentou 254 projetos de lei, 2.106 requerimentos, nove projetos de emenda à Lei Orgânica do Município, além de 18 decretos, 23 projetos de lei complementar, 17 projetos de resolução, entre outros.

Entre as principais pautas discutidas entre janeiro e junho, estão a polêmica Lei de Uso e Ocupação de Solo (Luos), as mudanças na Lei do Silêncio e o debate para a atualização da Lei Orgânica de Fortaleza.

De acordo com o presidente Salmito, a Luos, que tramita na CMF desde maio de 2016, deve ser votada na segunda semana de agosto. Os trabalhos legislativos serão retomados hoje.

A principal crítica do Ministério Público do Ceará (MPCE) é a não previsão de novas Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis) na proposta já enviada pelo Executivo. O presidente, que é aliado do prefeito Roberto Cláudio (PDT), afirmou que a gestão municipal está preparando um projeto para a regulamentação.

“Nós temos aproximadamente um ano e quatro meses que a Câmara está discutindo e debatendo. É uma lei muito importante porque ela é que define todo uso e ocupação do solo de Fortaleza”, disse.

Além da retomada da discussão da Luos e da Lei Orgânica, a Câmara vai debater a outra polêmica, a Lei do Silêncio, que já tramita na Comissão Vida e Arte.

Pelo menos três pontos podem ser modificados por questionamentos dos donos de bares e restaurantes. Uma audiência pública foi realizada em março.

Segundo Salmito, uma nova proposta de regimento interno da CMF também vai ser discutida na segunda metade do ano de 2017.

(O POVO)

Colisão frontal entre dois caminhões deixa três mortos em Irauçuba

456 1

Uma colisão frontal envolvendo dois caminhões registrada por volta das 4 horas da madrugada desta terça-feira, na BR-222, no km 165, altura do município de Irauçuba, provocou a morte de três pessoas. A informação é da Polícia Rodoviária Federal que se encontra no local.

Também se deslocaram para o local do acidente uma viatura do Corpo de Bombeiros, pois há corpos presos às ferragens, e uma unidade da Pefoce de Sobral se deslocou para a região.

A PRF não informou ainda os nomes das vítimas.

(Fotos – PRF)

Procon Fortaleza – Pesquisa aponta estabilidade nos preços de produtos nos supermercados

Uma nova pesquisa do Procon Fortaleza, divulgada nessa segunda-feira, aponta estabilidade nos preços de produtos nos supermercados. Os dados foram coletados nos dias 26 e 27 de julho e, em comparação com a pesquisa de junho, quando os 47 itens somaram R$ 276,47, houve redução de 0,43% no preço médio, tendo em vista que, neste novo levantamento, o preço total dos itens caiu para R$ 275,27.

No entanto, a variação do preço individual de alguns alimentos e produtos dentre os 10 supermercados pesquisados, de acordo com a pesquisa, pode chegar a 256,61%, como foi o caso do quilo do pimentão, encontrado de R$ 1,89 a R$ 6,74.

A pesquisa do Procon Fortaleza leva em consideração preços de produtos da mesma marca e mesmo peso, mantendo uma padronização das análises. Os itens são divididos por alimentação, higiene pessoal, limpeza doméstica e cuidados infantis. Os preços foram coletados presencialmente, observando as gôndolas dos estabelecimentos.

SERVIÇO

*Confira todos os preços aqui.

Govenistas dizem ter votos contra denúncia da PGR; oposição busca estratégia

Deputados da base aliada e da oposição devem definir nesta terça-feira (1º) suas estratégias de atuação para a sessão de votação da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer, no plenário da Câmara, que ocorre nesta quarta-feira (2).

Enquanto os governistas trabalham para convencer os aliados a estarem no plenário para rejeitar a denúncia, os oposicionistas divergem sobre o processo de votação e se reunirão nesta terça-feira para tentar fechar uma estratégia única que leve à autorização para o prosseguimento da denúncia.

Para que Câmara autorize o Supremo Tribunal Federal (STF) a investigar o presidente Temer, serão necessários 342 votos contrários ao parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que recomenda a rejeição da denúncia. Líderes da base aliada afirmam ter votos suficientes para impedir o prosseguimento das investigações. Para derrubar a denúncia, serão necessários, pelo menos, 172 votos, número que os governistas dizem ter.

Confiantes no resultado favorável a Temer, os líderes governistas querem que a votação ocorra nesta quarta-feira. O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, disse que só iniciará a votação quando 342 deputados marcarem presença no plenário. Com isso, a base aliada teme que a oposição não registre presença, obstruindo a votação.

No entanto, o líder do PT, deputado Carlos Zarattini (SP), negou que a oposição queira obstruir a análise da denúncia para manter desgaste de Temer. Para o petista, os partidos oposicionistas devem fechar uma posição única de atuação na votação.

(Agência Brasil)