Blog do Eliomar

Últimos posts

Três jovens morrem em colisão de motos na BR-020 neste domingo

Um colisão frontal entre duas motocicletas resultou na morte de três jovens e em ferimentos em uma outra jovem, na madrugada deste domingo (23), na BR-020, no município de Tauá, no Sertão de Inhamuns, a 337 quilômetros de Fortaleza. Segundo os primeiros levantamentos da Polícia, o acidente teria ocorrido durante uma tentativa de ultrapassagem, quando uma delas invadiu a pista da outra.

De acordo ainda com a Polícia, os dois condutores morreram no local do acidente, enquanto as duas garupeiras foram socorridas, mas Bruna Norberto Lima, 18, não resistiu aos ferimentos e morreu quando estava a caminho do IJF em Fortaleza. Bruna estava na moto conduzida por Ricardo Cavalcante, o Pardal. Os dois eram bastante conhecidos em Tauá. O rapaz era irmão de um proprietário de restaurante, enquanto a jovem era filha da dona de um tradicional bar na cidade. O outro motociclista também residia em Tauá e foi identificado como Alex Sales.

Comissão aprova divulgação de fotos e dados de maiores de 14 anos autores de crimes graves

128 1

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática aprovou proposta que autoriza a divulgação de imagens, fotografias e informação de maiores de 14 anos e que tenham cometido crimes com penas privativas de liberdade igual ou superior a dois anos (PL 7553/14). Essa divulgação hoje é crime, punido com multa de três a 20 salários, além da apreensão da publicação em que tenha sido divulgada imagem.

A proposta original, do deputado Marcos Rogério (DEM-RO), revoga todo o dispositivo do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA – Lei 8.069/90) que considera crime a divulgação de nome, imagens e informações de processos de crianças ou adolescentes a quem se atribua ato infracional por qualquer meio de comunicação.

O relator, deputado Cláudio Cajado (DEM-BA), apresentou nova versão do texto que permite a divulgação dos dados de adolescentes em conflito em a lei apenas acima de 14 anos e em caso de crimes graves.

“Note-se que a pena privativa de liberdade igual ou superior a dois anos engloba crimes como o de lesão corporal de natureza grave, sequestro e cárcere privado qualificado, furto qualificado e roubo, quando há violência ou grave ameaça à pessoa. A nosso ver é razoável, portanto, o estabelecimento de uma tal gradação de modo a proteger menores com menos de 14 anos ou que tenham cometidos crimes menos graves”, justificou o parlamentar ao defender a aprovação da proposta.

(Agência Câmara Notícias)

Eunício adesiva veículos e acredita em “virada” de Capitão Wagner

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-pr-eunicio

O senador Eunício Oliveira, presidente do PMDB no Ceará, adesivou veículos na noite desse sábado (22), no Lago Jacarey, no bairro Cidade dos Funcionários, e disse acreditar em uma virada do candidato do PR à Prefeitura de Fortaleza, Capitão Wagner.

Ao lado do deputado estadual Danniel Oliveira (PMDB), o senador cearense se mostrou otimista com a recuperação de Capitão Wagner na pesquisa O POVO/Datafolha de intenção de votos.

(Foto: Divulgação)

Seca assume contornos no Nordeste; Ceará tem a pior situação

Os cenários de seca extrema e seca excepcional cresceram no Nordeste, abrangendo partes de todos os nove estados. É o que mostra o mapa de setembro do Monitor de Secas do Nordeste do Brasil. O Ceará é um dos que apresentam maior avanço da estiagem. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), 75% do território do estado apresenta seca extrema ou seca excepcional.

Em relação ao mesmo período do ano passado, o quadro se agravou de forma significativa na região. Em setembro de 2015, o Maranhão, por exemplo, possuía áreas de seca grave, moderada e fraca. O mapa de setembro deste ano mostra grande parte do território do estado com seca extrema.

“O avanço da intensidade de seca mais severa tem atingido até regiões litorâneas que, geralmente, são mais beneficiadas com chuvas. Por exemplo, o litoral do leste do Nordeste, desde o Rio Grande do Norte até parte da Bahia”, cita o meteorologista da Funceme, Raul Fritz.

No Ceará, o mapa do Monitor mostra a expansão da seca extrema em direção ao norte e o aumento da área com seca excepcional no Centro Sul. Os contornos de seca extrema em municípios da Região Metropolitana de Fortaleza também ficam evidentes em setembro. Até agosto, a área apresentava seca grave.

“Essa situação já era esperada porque, de agosto para setembro, a ocorrência de chuvas é insignificante e o segundo semestre é considerado seco. Geralmente, tem um chuvisco ao longo do litoral. Sem chuva, a condição de seca tende a se agravar. As condições já vinham secas e pioraram ainda mais”, explica Fritz.

(Agência Brasil)

Após detenção de Cunha, sistema pretende coroar a Lava Jato com a prisão de Lula

99 4

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (23):

A prisão do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, vem causando alvoroço na situação. No dia em que ele foi detido, o Congresso suspendeu as atividades, Michel Temer cancelou a programação que realizava no Japão e voltou às pressas ao Brasil, e um silêncio sepulcral se abateu sobre os membros da situação e do establishment como um todo. Isso revela o quanto o sistema está podre.

A detenção só ocorreu depois de um longo espaço de tempo, apesar do volume espantoso de denúncias reunidas contra ele pelas instâncias investigatórias. A impressão é a de que, primeiro, esperaram que Cunha fizesse o “trabalho sujo” de armar o golpe do impeachment. Nas manchetes internacionais, esse aspecto é destacado. Basta ver o The Guardian: “Eduardo Cunha, o político brasileiro que orquestrou o impeachment de primeira mulher presidente do país, Dilma Rousseff, foi preso por acusações de corrupção.”

Após o golpe do impeachment, os conspiradores tiveram de descartar a peça-chave da conspiração (Eduardo Cunha), mas, ele continuou a dar as cartas no governo e no Congresso.

Supostamente, só foi preso, agora, porque o sistema pretende coroar a Lava Jato com a prisão e condenação de Lula. Seria a forma de retirá-lo da disputa presidencial de 2018. Contudo, ficaria exposta a falta de isenção, se Lula fosse preso antes de Cunha.

Dias antes, o ex-ministro Ciro Gomes havia desafiado Sérgio Moro a prender Cunha e acusou o juiz de “omissão fascista”. Já o povo parece entender que só o ex-presidente operário é confiável e capaz de retirar o País da crise e de devolver os empregos engolidos pela recessão.

Pesquisa do Vox Populi aponta Lula em primeiro lugar, na corrida presidencial, com 34% das intenções de voto para 2018, mais que o dobro de Aécio Neves, com 15%. Quanto mais o acossam, mais Lula cresce nas enquetes de opinião. O mesmo, aliás, se passa no Paraguai, onde o ex-presidente Fernando Lugo, que havia sido deposto pelos golpistas de lá, também lidera as pesquisas presidenciais.

EUA pedem que Rússia e Irã pressionem Síria sobre uso de armas químicas

Os Estados Unidos cobraram da Rússia e do Irã responsabilidade das autoridades sírias pelo uso de bombas de cloro em combates. A declaração nesse sábado (22) é do representante do Conselho Nacional de Segurança da Casa Branca, Ned Price. Segundo ele, o mais recente relatório da Organização das Nações Unidas e da Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) comprova o uso de cloro industrial como arma química por parte das autoridades sírias.

“Um novo relatório lança luz sobre o terceiro incidente de utilização de cloro, e fornece os detalhes sobre exatamente quais representantes do regime são responsáveis por todos os três casos conhecidos de uso de cloro”, disse Price. “Os EUA continuam a trabalhar com nossos parceiros internacionais para assegurar o princípio de responsabilidade por meio de mecanismos diplomáticos apropriados, incluindo o Conselho de Segurança da ONU e a Opaq”, acrescentou.

As Nações Unidas e a Opaq concluíram que o governo sírio usou um gás tóxico na província de Idlib. De acordo com o texto do relatório, o ataque foi feito na parte norte da província em 16 de março de 2015. O relatório também afirma que os helicópteros da Força Aérea da Síria foram usados para lançar bombas que liberam o cloro e um gás venenoso.

(Agência Brasil)

Roberto Cláudio e Capitão Wagner comemoram índices da pesquisa O POVO/Datafolha

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-1022-datafolha

Os dois candidatos à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT) e Capitão Wagner (PR), comemoraram neste sábado (22) a divulgação da pesquisa O POVO/Datafolha. Em suas páginas no Facebook, os dois candidatos receberam com otimismo os números da pesquisa.

Roberto Cláudio, que se valeu dos votos válidos, recebeu a pesquisa com “gratidão e humildade”. “Demonstra que juntos vamos continuar no caminho certo para nossa amada Fortaleza!”, comentou.

Para Capitão Wagner, que destacou os números com a inclusão dos indecisos, brancos e nulos, a pesquisa sinaliza um sentimento de virada.

Justiça Eleitoral determina instauração de procedimento policial contra Capitão Wagner por não cumprimento de decisão judicial

215 4

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-justica-eleitoral

A juíza eleitoral Jane Ruth Maia de Queiroga determinou abertura pela Polícia Federal de procedimento policial contra o candidato Wagner Sousa. A juíza explica que proibiu a veiculação de propaganda que tenta criar uma falsa polêmica sobre a central de medicamentos da Prefeitura de Fortaleza e, embora a coligação de Wagner tenha sido notificada da decisão no dia 16 de outubro, a coligação não só não retirou a propaganda do ar como “sequer se manifestou, deixando decorrer os prazos para a defesa”.

Dessa forma, a juíza decide que “atendendo ao pedido da diligente promotora eleitoral, Ângela Tereza Gondim, determino que seja oficiado ao Departamento de Polícia Federal, nos termos de fls. 53, bem assim, que instaure o procedimento policial por crime previsto no artigo 347 do Código Eleitoral”.

Comissão proíbe cobrança de água e esgoto em locais sem acesso a saneamento

A Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 4007/15, que proíbe a cobrança, em uma mesma conta, das tarifas de água e de esgoto em locais ainda sem acesso à rede de esgoto.

Segundo o autor, deputado Rômulo Gouveia (PSD-PB), “a possibilidade de auferir receita, mesmo de usuários não servidos por rede coletora de esgotos, além de ser injusta, desestimula investimentos na infraestrutura”.

Relator da proposta, o deputado Alberto Filho (PMDB-MA), reiterou que essa cobrança é considerada ilegal pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que já determinou a devolução de taxas pelo serviço de esgoto cobradas de forma indevida.

Pelo texto, o consumidor que for cobrado pelas duas tarifas terá direito a ser ressarcido, em dobro, conforme já prevê o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8078/90).

(Agência Câmara Notícias)

O POVO/DATAFOLHA – Roberto Cláudio tem 45%; Capitão Wagner 36%

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-rc-e-wagner

A uma semana da eleição, nova rodada da pesquisa O POVO/Datafolha para o 2º turno mostra Roberto Cláudio (PDT) com vantagem de nove pontos sobre Capitão Wagner (PR) na disputa. No atual cenário, o prefeito tem 45% das intenções de voto, contra 36% do deputado estadual. Indecisos são 8%, enquanto 12% disseram que pretendem votar em branco ou anular o voto.

Em comparação com a última pesquisa do instituto, dos dias 6 e 7 de outubro, a vantagem do prefeito diminuiu de 14 para nove pontos. Ao todo, Roberto Cláudio oscilou três pontos percentuais para baixo, enquanto Wagner cresceu dois.

Na divulgação por votos válidos, onde são excluídos da conta indecisos e eleitores que declararam votos brancos ou nulos, a diferença entre os candidatos reduziu de 18 para 12 pontos. Neste balanço, que segue a forma como a Justiça Eleitoral contabiliza o resultado das eleições, o candidato à reeleição foi de 59% para 56%. Já o parlamentar de 41% para 44%.

A pesquisa foi realizada entre a última quinta-feira, 20, e a sexta-feira, 21, e ouviu 864 eleitores de Fortaleza. O levantamento capta, portanto, acirramento da campanha registrado na última semana, com ataques e troca de acusações entre candidatos. Ela também registra entrada de lideranças como Cid Gomes (PDT) e Tasso Jereissati (PSDB) na campanha.

A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos, e a taxa de confiança é de 95%. Isto significa que, se fossem feitos cem levantamentos nesta metodologia, os resultados seriam os mesmos em 95 deles. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) com número CE-08669/2016.

Derrotados e segmentos

Nova pesquisa também apontou para onde vão no 2º turno os votos de Luizianne Lins (PT) e Heitor Férrer (PSB), 3º e 4º lugares, respectivamente, na primeira etapa.Entre eleitores da petista, votos se dividem quase igualmente, com 29% dizendo votar em RC e 28% em Wagner. Outros 25% dos eleitores da ex-prefeita dizem votar nulo ou em branco, e 17% estão indecisos.

Já vantagem de Wagner é maior entre eleitores de Férrer, com 43% afirmando votar no militar contra 33% no prefeito. Prometem votar branco ou nulo 20% dos eleitores do deputado, com 5% de indecisos. Após o resultado do 1º turno, tanto Luizianne quanto Heitor declararam neutralidade na disputa.

Antes liderando em todos os segmentos por sexo, idade, renda e escolaridade, o prefeito divide agora com o militar a preferência de eleitores de 16 a 24 anos (40% a 40%). RC e Wagner também empatam, dentro da margem de erro de três pontos, entre eleitores de 25 a 34 anos (39% a 40%) e com ensino superior (36% a 34%).

Tem disputa

Roberto Cláudio (PDT) se mantém franco favorito para a eleição em Fortaleza, mas o resultado do Datafolha dá fôlego ao Capitão Wagner (PR). Mostra que ainda tem disputa, que a eleição não está ganha. Pesquisas de 2º turno costumam ser enganosas. Como são dois candidatos, o voto que se tira de um vai quase integralmente para o outro. Assim, uma diferença de 20 pontos percentuais pode ser, na verdade, de 10. Diferença de 10 pode ser de cinco.

A oscilação ocorrida no Datafolha não chega a ser das maiores. Roberto Cláudio perde três pontos percentuais. Wagner ganha dois. Tudo na margem de erro. Porém, os efeitos combinados são de uma diferença que cai de 14 para nove pontos.

A diferença de cinco pontos foi tirada no intervalo de 14 dias. Da realização dessa última pesquisa até a eleição, o intervalo é de nove dias.

Wagner precisa tirar, assim, um ponto percentual por dia. Não é impossível. Porém, terá de intensificar o ritmo. Entre a pesquisa anterior e esta, a diferença reduziu ao ritmo praticamente de um ponto a cada três dias.

A favor de Wagner, o fato de essa reta final ser o momento em que o voto se define para valer. As conversas sobre política tomam as rodas. O corpo a corpo se intensifica. Outro aspecto que pode viabilizar mudanças mais bruscas é a série de debates, que começa neste domingo, na TV O POVO. A favor de Roberto Cláudio, a vantagem que ele ainda pode administrar. Mas, a folga diminuiu.

(O POVO Online)

Caixa defende maior percentual da arrecadação com loterias para apostadores

A destinação de uma parte maior da arrecadação com loterias esportivas para os prêmios foi um dos pontos sugeridos pelos especialistas que participaram de audiência pública nesta sexta-feira (21). O debate foi promovido pela comissão de juristas que trabalha para elaborar um anteprojeto da Lei Geral do Desporto Brasileiro.

O representante da caixa Econômica Federal na audiência, Gilson Cesar Pereira, explicou que as loterias existem para fazer uma redistribuição de renda, em que os apostadores pagam uma espécie de “imposto voluntário”. O dinheiro que não vai para os prêmios é aplicado em projetos sociais.

Para ele, destinando uma parte maior desse total ao prêmio (atualmente é de 46% da arrecadação), seria possível aumentar o número de apostas, e isso geraria mais arrecadação e mais repasse para as entidades do esporte. Como exemplo, citou a Mega Sena, que, no final do ano tem as apostas multiplicadas por oferecer um prêmio maior, a Mega da Virada.

“Hoje, no Brasil, o nosso payout, a parte do prêmio, é muito baixo e isso nos prende um pouco na parte de arrecadação porque o apostador joga pensando no prêmio e naquilo que ele pode ganhar”, explicou.

O representante da Caixa Econômica também defendeu uma simplificação nas leis que tratam das loterias. Para ele, são muitas leis que remetem a outras e dificultam a transparência. Ele disse considerar que a elaboração do anteprojeto é a oportunidade de fazer uma lei mais direta e simples sobre o tema.

(Agência Senado)

Rombo nos estados é maior que o informado, revela Tesouro

A deterioração fiscal nos estados decorrente do aumento de gastos com pessoal e do aumento de créditos nos últimos anos é pior que a informada pelos governos locais. Segundo relatório inédito divulgado esta semana pelo Tesouro Nacional, existem diferenças entre os dados enviados pelos estados em relação ao endividamento, ao gasto com pessoal e ao déficit da previdência dos servidores locais.

Divulgado pela primeira vez pelo Ministério da Fazenda, o Boletim das Finanças Públicas dos Entes Subnacionais baseia-se nos Programas de Reestruturação e de Ajuste Fiscal (PAF), usados pela União para monitorar as contas públicas estaduais e autorizar operações de crédito com os governos locais. Os critérios do Tesouro desconsideram manobras usadas por governadores para diminuírem despesas com pessoal e se enquadrarem nos limites definidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Em relação às despesas com o funcionalismo público, a Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece que os estados e o Distrito Federal não podem comprometer mais do que 60% da receita corrente líquida (RCL) com o pagamento aos servidores locais ativos e inativos nos Três Poderes. Pelos dados informados pelos governos locais, somente dois estados estavam acima desse limite no fim do ano passado: Paraíba (61,86%) e Tocantins (63,04%).

No entanto, ao usar os critérios do Tesouro, nove unidades da Federação estouravam o teto no fim de 2015: Distrito Federal (64,74%), Goiás (63,84%), Minas Gerais (78%), Mato Grosso do Sul (73,49%), Paraná (61,83%), Rio de Janeiro (62,84%) e Rio Grande do Sul (70,62%). Pelos parâmetros do PAF, a relação fica em 61,13% no Tocantins e em 64,44% na Paraíba.

(Agência Brasil)

Sérgio Machado chega ao TRE para ser interrogado

foto sérgio machado

O ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, começou a ser interrogado, no fim da manhã deste sábado (22), no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O interrogatório é parte da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), nº 194358. Machado e os advogados da ex-presidente Dilma Roussef e do PSDB chegaram ao local no fim da manhã. Machado chegou de carro e entrou direto na garagem do prédio. Os advogados prometeram falar com a imprensa após o interrogatório.

Machado será ouvido por Herman Benjamin, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e corregedor-geral da Justiça Eleitoral. Benjamin, relator do processo que apura um suposto abuso do poder econômico da chapa Dilma/Temer nas eleições de 2014, quer saber se o esquema de propina delatado por Sérgio Machado na Operação Lava Jato também teria financiado parte da campanha da chapa à Presidência da República.

Nas proximidades do TRE, na rua Jaime Benévolo, há um ônibus do Batalhão de Choque, com vários policiais na frente do prédio do tribunal. PM e agentes da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) também controlam o acesso ao tribunal.

(O POVO Online)

É preciso garantir o direito dos alunos

81 1

Editorial do O POVO neste sábado (22) ressalta que as greves na Uece ocorrem com frequência inaceitável, pois, nos últimos 10 anos, as paralisações somam cerca de um ano e cinco meses. Confira:

Assembleia de professores da Universidade Estadual do Ceará (Uece) votou pelo fim da greve, que completou seis meses de duração. O que possibilitou o término do movimento foi a assinatura de um “termo de compromisso” entre o governo do Estado e o Sindicato dos Docentes da Uece (Sinduece): o resultado do acordo pode ser conferido na reportagem que este jornal publica hoje sobre o assunto.

Os estudantes poderão agora retornar às aulas, tentando recuperar o tempo que a greve lhes tomou. Prejuízo que sentem, principalmente, os alunos que precisam concluir a graduação para ingressarem em empregos que exigem o término do curso; aqueles que se preparam para concursos e exames; ou para quem pretende continuar seus estudos em pós-graduação. Em resumo, todos têm algum tipo de prejuízo decorrente da greve.

E as greves na Uece ocorrem com frequência inaceitável. No período de dez anos, foram cinco movimentos paredistas, média de uma greve a cada dois anos. Paralisações ocorreram em 2005, 2007, 2013, 2014 e neste ano, somando mais de 500 dias parados. Somente para regularizar o calendário letivo, devido à greve terminada ontem, serão necessários três anos. Quanto aos outros estragos, fica difícil mensurar a sua magnitude.

Em se tratando de educação, deve-se também cobrar a responsabilidade do governo do Estado, que deveria manter negociação permanente com os professores. Mas também, por dever de justiça, reconheça-se que os professores da Uece recebem salário equivalente ao de docentes de outras universidades estaduais nordestinas (à exceção de uma, em Alagoas) e também da Universidade Federal do Ceará (UFC). A diferença, em termos salariais, fica apenas para os professores substitutos, temporários e visitantes, problema que foi contemplado no acordo assinado.

Também não se quer negar aos professores o direito democrático de defender seus interesses e de lutar por melhores condições de ensino. Mas é preciso questionar, com vigor, se apenas a greve deve ser o instrumento dessas reivindicações. Não teriam os professores outra forma de de apresentar suas propostas, sem apelar com tamanha frequência para greves? Não teriam os estudantes de ser preservados de tantos prejuízos, sendo eles a razão que justifica a profissão de educador e fundamenta a existência da própria universidade?

BNDES diz que reformas econômicas são essenciais ao país

A presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Silvia Bastos, defendeu nessa sexta-feira (21) as reformas que o governo quer implementar no país, incluindo a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241 e a reforma da Previdência.

“Essas reformas são essenciais. A população brasileira precisa entender que a gente nunca vai ter o país que a gente quer se não fizer essas reformas de uma forma urgente. Porque não há recursos para sustentar o que a gente tem hoje em dia e, principalmente, há uma desigualdade na distribuição desses recursos. Precisamos trabalhar para essas reformas, a trabalhista, a tributária e a da Previdência, assim que a gente tiver a aprovação da PEC dos Gastos [241]”, disse Maria Silvia.

Maria Silvia também comentou a redução no desembolso do banco, o menor desde 2008, creditando o menor volume à recessão econômica.

“A 7% de recessão acumulada, este número está sendo construído desde o ano passado e teve uma redução forte dos desembolsos. Isto não é surpresa nenhuma, todos estão acompanhando o que está acontecendo na economia brasileira. Para termos novos investimentos, precisamos da retomada do crescimento. A boa notícia é que a taxa de queda começa a diminuir. Há uma reversão desse processo iniciada. Estava havendo, nos últimos meses, uma queda muito acelerada nessa taxa de desembolso e agora começamos a ver uma reversão dessa queda, o que significa dizer que veremos, em breve, o início de uma retomada”, disse.

(Agência Brasil)

O dia mais importante desta campanha

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (22), pelo jornalista Érico Firmo:

Este domingo será o dia mais importante da campanha em Fortaleza até aqui. O POVO traz em sua edição dominical a penúltima pesquisa Datafolha desta eleição na Capital. Será a primeira medição dos números depois que Capitão Wagner (PR) adotou estratégia mais agressiva. E forçou Roberto Cláudio (PDT) a responder.

Qual efeito terá tido a postura de cada um? Os caminhos adotados serão mantidos na última semana, ganharão mais ênfase ou serão alterados?

Além disso, na noite de domingo, às 18 horas, ocorre o primeiro debate neste 2º turno. Abre série de encontros entre os candidatos que deverão ocorrer ao longo da última semana de campanha. Os embates diretos darão a tônica desse último momento da eleição. E a pesquisa deverá ditar os humores e as estratégias dos candidatos frente a frente.