Blog do Eliomar

Últimos posts

Venda de veículos novos cresceu 23,14% em janeiro, diz Fenabrave

Em todo o país, as vendas de veículos novos cresceram 23,14% em janeiro deste ano na comparação com o mesmo mês de 2017. Segundo balanço da Federação Nacional da Distribuição dos Veículos Automotores (Fenabrave), divulgado hoje em São Paulo, foram emplacadas 181,2 mil unidades no primeiro mês de 2018, contra 147,2 mil no ano passado. Em relação ao último mês de dezembro, no entanto, foi verificada uma queda de 14,75%.

O setor de caminhões registrou expansão de 56,26% em janeiro de 2018, com a comercialização de 4,6 mil unidades. As vendas de ônibus tiveram alta de 57,71% no período, com 1,1 mil unidades emplacadas.

Os automóveis e veículos comerciais leves (como picapes e furgões) acusaram crescimento de 22,29% nas vendas. Em janeiro último, foram comercializados 175 mil veículos dessas categorias, enquanto no primeiro mês de 2017 os emplacamentos totalizaram 143,5 mil.

A alta nas vendas reflete, segundo o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção, a melhora do cenário econômico em relação ao começo de 2017. “As expectativas renovadas em função da melhora dos índices econômicos refletem, diretamente, na confiança do consumidor e favorecem o mercado de veículos”, disse.

Para 2018, a perspectiva da entidade é que aconteça uma melhora gradual, com o setor retomando o ritmo de crescimento do período anterior antes da crise econômica.

(Agência Brasil)

O empresariado e a Reforma da Previdência

 

O diretor do Grupo J. Macedo, Amarílio Macedo, defende a reforma da Previdência. Ele afirma que é uma “questão de necessidade” para equilibrar as contas do País.

Aliás, nesta segunda-feira, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) iniciou reunião que se estenderá até quarta-feira, em Brasília.

O objetivo é fechar a sua Agenda Legislativa 2018, na qual fará uma triagem de 800 projetos em tramitação no Congresso para priorizar trabalho de pressão em 120 iniciativas do interesse do setor industrial, informou o chefe de gabinete da Fiec, Sérgio Lopes.

(Foto – Natinho Rodrigues)

 

Imperatriz Leopoldinense leva Museu Nacional para seu desfile no Carnaval do Rio

O desfile do grupo especial do carnaval carioca deste ano, na segunda-feira (12), terá a escola Imperatriz Leopoldinense, do bairro de Ramos, na zona da Leopoldina, no norte da capital fluminense, contando os 200 anos do Museu Nacional. Para chegar até lá, a escola conta com o esforço de uma grande equipe.

À frente do trabalho da escola está Regina Cairo, de 72 anos e há 44 envolvida com a Imperatriz. De lá para cá, chegou a se afastar da escola por um período, mas há 30 anos é funcionária da agremiação, onde o trabalho não para durante o ano todo.

Dona Regininha, funcionária da escola de samba carioca Imperatriz Leopoldinense

A Imperatriz Leopoldinense vai este ano para a avenida com 2600 componentes no chão e 110 nas alegorias. Como não tem ala comercial, a escola paga todas as fantasias, que são distribuídas para pessoas que frequentam a agremiação e para comunidades da zona da Leopoldina, próximas à quadra.

Wagner Araújo destacou que, durante anos, as alas das escolas vendiam as fantasias por preços elevados e apenas baianas, os ritmistas da bateria, a velha guarda, as alas infantis e os passistas ganhavam o figurino. A mudança, segundo ele, foi para melhor. Os componentes entram na avenida mais identificados às escolas e cantam o samba com mais força, um bom caminho para conseguir notas mais altas no quesito evolução.

(Agência Brasil)

 

Guerra às facções – Camilo quer mobilizar governadores do NE para encontro com Temer

654 1

O governador Camilo Santana (PT) está mobilizando demais governadores da região Nordeste para uma audiência a ser pedida ao presidente Michel Temer, ainda para esta semana. A pauta é uma só: o enfrentamento às facções criminosas por parte desses Estados.

Segundo Camilo, essa reunião, em Brasília, deve contar também com a participação dos presidentes do Senado, Eunício Oliveira (MDB), e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). No Congresso, tramitam projetos na área da segurança pública que poderiam contribuir na luta contra o crime organizado.

Camilo tem dito que o enfrentamento às facções exigirá endurecimento também da legislação e um esforço conjunto e concentrado dos Estados.

O Ceará tem sido local de disputa entre facções por territórios. O último episódio envolvendo esses grupos ocorreu em Cajazeiras, periferia de Fortaleza, no último dia 27, quando 14 pessoas foram assassinadas na casa de show Forró do Gago.

Fortaleza registra pancadas de chuva nesta segunda-feira

Chove em Fortaleza nesta manhã de segunda-feira.

No Estado, a Funceme já registrou chuvas em 16 municípios, mas a tendência é que ocorram precipitações em mais localidades.

A previsão do órgão é de nebulosidade variável com chuvas isoladas em todas as regiões no decorrer do dia. Confira as maiores chuvas até as 8 horas desta segunda-feira:

Choró (Posto: Choro) : 51.0 mm

Granja (Posto: Granja) : 36.0 mm

Itaitinga (Posto: Itaitinga) : 34.0 mm

Granja (Posto: Pessoa Anta) : 30.0 mm

São Luís Do Curu (Posto: Sao Luis Do Curu) : 25.0 mm

Maranguape (Posto: Itapebussu) : 20.0 mm

Morrinhos (Posto: Morrinhos) : 19.0 mm

Aquiraz (Posto: Sitio Sapucaia Fagundes) : 18.0 mm

Horizonte (Posto: Horizonte) : 14.4 mm

Alcântaras (Posto: Alcantaras) : 14.0 mm

Mercado financeiro estima queda da taxa Selic para 6,75%

O mercado financeiro mantém a estimativa de 6,75% para a taxa básica de juros da economia, a Selic. A reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que define a taxa, será amanhã (6) e quarta-feira (7), em Brasília. No ano passado, a Selic atingiu a mínima histórica de 7% (valor atual) e houve sinalização de redução para este ano. A projeção consta do boletim Focus, publicação divulgada nesta segunda-feira (5) no site do Banco Central (BC) com estimativa para os principais indicadores econômicos.

O mercado melhorou as estimativas para este ano. A projeção do crescimento do Produto Interno Bruto – a soma de todas as riquezas produzidas pelo país – passou de 2,66% para 2,70%. Na sexta-feira (2), o Ministério do Planejamento atualizou a projeção do governo de 2,5% para 3%.

Já a projeção para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), teve uma leve queda de 3,95% para 3,94% este ano, em relação à estimativa da semana passada.

Para 2019, as projeções foram mantidas: crescimento do PIB em 3% e o IPCA em 4,25%.

O boletim Focus é divulgado todo início de semana e traz a média das expectativas de bancos, instituições financeiras, consultorias e empresas sobre os principais indicadores relacionados à economia brasileira, como os diversos índices de inflação, PIB, taxa de câmbio e taxa básica de juros da economia, a Selic.

(Agencia Brasil)

Alô, Moroni! É preciso ir bem mais além do que torres de vigilância

143 1

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

O Teatro do Cuca Jangurussu, obra herdada pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), continua lembrando script inacabado. Falta muito ali para atender às necessidades culturais e a comunidade afirma que poderia ter sido incluído no mesmo pacote da construção da torre de vigilância de Moroni Bing Torgan.

A avaliação ali é de que o vice-prefeito ainda pensa com a visão limitada de que segurança só se resolve com a cultura policial. Claro que é importante o braço repressivo contra a criminalidade extremada em Fortaleza e no restante do Ceará. Os números nessa área são de arrepiar.

Mas, é preciso também olhar em outra direção e para os bairros da periferia da Capital cearense com a perspectiva de que a arte pode ser também uma importante janela para a transformação das comunidades.

No Iplanfor, da gestão municipal, há quem apregoa a economia criativa. De qualquer forma, uma certeza: só as areninhas, algo elogiável, não estão bastando.

(Foto – Fernanda Siebra)

Prefeito divulga a programação do Carnaval de Fortaleza; Elba Ramalho é a grande atração

O prefeito Roberto Cláudio vai divulgar, a partir da 9 horas desta segunda-feira, toda a programação do Carnaval de Rua de Fortaleza. Mas já adiantamos que a cantora Elba Ramalho será uma das grandes atrações desse reinado de momino da Capital. Também está confirmado o cantor Johnny Hooker.

Já o edital garantindo o custeio das agremiações carnavalescas ficou estimado em R$ 250 mil, enquanto só a folia na avenida Domingos Olímpio foi estimada em R$ 916 mil.

Neste ano, serão 10 polos de Carnaval, dois a mais do que em 2017.

Congresso inicia trabalhos dividido sobre reforma da Previdência

O ano legislativo de 2018 no Congresso Nacional tem início hoje. Durante o recesso, porém, a batalha em torno da reforma da Previdência manteve as agendas parlamentares movimentadas. Após fazer os cálculos, o Governo Federal lança hoje a campanha “Nova Reforma da Previdência: Se não votar, o Brasil quebra”.

O objetivo é convencer as bases eleitorais dos deputados de que a medida é necessária, criando um ambiente favorável para a votação e aprovação das alterações nas regras de aposentadoria. Enquanto isso, a oposição promete uma radicalização no discurso contra a reforma e a realização de paralisações pelo País, afastando a possibilidade de que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016 avance para o Senado.

O cenário é impulsionado por uma guerra de números e estatísticas que variam conforme o interesse dos interlocutores. O mínimo de votos favoráveis necessários para aprovação é de 308 parlamentares. Em entrevista ao O POVO, o vice-líder do governo, deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), calcula que estejam faltando cerca de 60 votos para que a proposta seja votada e aprovada. “Temos 260 votos, um pouco menos, um pouco mais. Precisamos enfrentar com 320, para botar em votação, votar com segurança. Teremos 15 dias pela frente muito intensos”, prevê.

Perondi garante que a nova campanha lançada “valendo” hoje, abrangendo TV, rádio, jornais, outdoors e redes sociais, terá o feito que os governistas esperam. “A nova campanha é melhor que a última, lançada em dezembro, e que já reverteu a rejeição. Segundo a pesquisa do Ibope, contratada pelo Governo, 56% dos brasileiros são favoráveis à reforma. Em dezembro, a rejeição caiu 30%. Se a sociedade começar a perceber isso, quando chegar na base, o deputado vai dizer ‘opa, se for assim, dá pra votar”, detalha.

Já o líder da oposição, deputado José Guimarães (PT-CE), prometeu uma “radicalização” no enfrentamento à proposta de reforma, sobretudo nos três primeiros dias de sessão no Congresso. Ele acusa o governo de mentir sobre a contabilidade de votos.

“Eles não têm os 270 ou 260 votos que dizem. Não têm nem 250. Estão blefando. E eu duvido que deputado vá votar nessa que é a principal marca negativa desse governo e que atinge toda a base. Vamos radicalizar o enfrentamento lá dentro e evitar a aprovação dessa PEC”, declarou Guimarães.

O deputado afirma que já estão agendadas reuniões com as bancadas do PT na Câmara Federal e no Senado, além de encontros com os partidos da oposição e líderes de centrais sindicais. Eles articulam uma paralisação no próximo dia 19 de fevereiro, data prevista para a reforma ser levada à votação na Câmara.

Conforme o cearense, a atuação também terá como objetivo barrar a privatização da Eletrobrás. “Só no governo Temer alguém pode dizer que energia, gás e petróleo não são setores estratégicos da economia”, criticou. O projeto de lei que propõe um corte de R$ 18,2 bilhões no orçamento público para este ano também é alvo de críticas. Segundo ele, setores fundamentais serão afetados.

(O POVO -Repórter Thiago Paiva)

Meirelles: Brasil está longe de cortar benefícios previdenciários

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse, nessa noite de domingo, que o Brasil ainda está longe de ser obrigado a reduzir valores ou cortar benefícios previdenciários, como aposentadorias e pensões, mas que mudanças na legislação são necessárias para evitar que a Previdência quebre, como já ocorreu em outros países.

“Como sabemos, existem países que já tiveram dificuldades para pagar os benefícios e tiveram que sair cortando o valor das aposentadorias. Estamos longe disso e vamos tomar as medidas necessárias [para evitar que isso seja necessário]”, disse o ministro ao deixar o Palácio do Jaburu, em Brasília, onde se reuniu com o presidente Michel Temer e com o relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA).

De acordo com Meirelles, a reunião, às vésperas da volta dos deputados federais e senadores do recesso parlamentar, foi mais um dos tantos encontros da equipe de governo para planejar uma estratégia para conseguir aprovar, no Congresso Nacional, no menor espaço de tempo possível, as mudanças nas normas de aposentadoria. A previsão é que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera as atuais regras previdenciárias comece a ser apreciada em plenário no próximo dia 19.

“A ideia é aprovar o projeto como está hoje. Este é o ideal. Agora, estamos entrando na semana onde se começa a decidir de forma mais objetiva sobre os pontos de resistência. Vamos ver o que é possível fazer para termos uma reforma da Previdência que, de um lado, preserve uma maior equidade entre todos os brasileiros e, por outro, preserve a capacidade do Estado de garantir as aposentadorias no futuro”, declarou Meirelles.

PGJ reúne “força-tarefa” para tratar sobre facções criminosas

O procurador-geral da Justiça, Plácido Rios, vai presidir, a partir das 8 horas desta segunda-feira, na sede da PGJ, reunião da força-tarefa criada pelo organismo com o objetivo de tratar sobre as facões criminosas.

No encontro, participarão os promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap) e Núcleo de Investigação Criminal (NUINC).

Segundo Plácido, a ordem é reforçar a investigação em todos os sentidos, numa parceria com demais organismos do Estado envolvidos na luta contra facções. Nessa ação, estão o Tribunal de Justiça e a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado.

Golpes no WhatsApp atingiram milhares de brasileiros no mês de janeiro

O WhatsApp começou 2018 com uma novidade importante: o lançamento de sua aguardada versão empresarial, o WhatsApp Business. O uso do aplicativo de mensagens por negócios de pequeno e médio porte já é comum, mas o novo serviço traz uma série de funções especiais para o contato com os consumidores.

Questões de segurança também estiveram em evidência em janeiro. Foi divulgada uma brecha que permite a entrada de estranhos em grupos de chat.

Além disso, foram anunciados testes com um recurso para evitar a propagação de boatos, golpes e spam em geral. Somente uma campanha maliciosa, envolvendo uma famosa marca de chocolates, alcançou 1 milhão de brasileiros.

(Com Agências)

Camilo abre ano letivo do Estado entregando escola em Fortaleza

O governador Camilo Santana (PT) vai abrir, nesta manhã de segunda-feira, o ano letivo entregando mais uma escola. Será no Conjunto Ceará, em Fortaleza.

A Escola de Ensino Médio Dr Gentil Barreira é a de número 720, segundo assessores do Palácio da Abolição. Outras 82 estão em construção, sendo 17 na Capital.

Das 720 escolas entregues, 228 estão adotando o tempo integral, o que se constituiu numa das principais bandeiras de Camilo em sua gestão, adiantam assessores.

Embaixada da China promove concurso de redação para brasileiros

A Embaixada da China no Brasil recebe até o dia 31 de julho inscrições para o concurso de ensaios “Eu e a China”. Realizada em parceria com o China International Publishing Group, a premiação marca o 40º aniversário da política de reforma e abertura do país asiático.

De acordo com a embaixada, o concurso tem o objetivo de aprofundar a amizade entre Brasil e China e “fomentar o intercâmbio humanístico”.

Os autores das duas melhores redações serão premiados com uma viagem à China. Os demais 12 ensaios destacados serão agraciados com produtos eletrônicos.

Os participantes devem elaborar um texto em português, de até 8 mil palavras, descrevendo a relação individual e familiar com a China após a aplicação da política de reforma e abertura e o seu crescimento pessoal e em paralelo com o progresso do país.

Serão aceitas apenas obras individuais, e cada participante só poderá inscrever um ensaio. A obra deve ser original e inédita. O anúncio dos vencedores está previsto para setembro.

(Agência Brasil)

Queremos Deus lota o “PV”

Foto do padre Marcelo Rossi

Com o tema “Sal da terra e luz do mundo”, a 29ª edição do Queremos Deus levou 18 mil pessoas ao estádio Presidente Vargas, neste domingo, 4. O evento contou, pela primeira vez, com participação do padre Marcelo Rossi. A missa foi presidida pelo arcebispo dom José Antônio Aparecido Tosi.

O coordenador do Queremos Deus, o ex-vereador Paulo Mindêllo se disse feliz com a multidão que compareceu ao evento. “Nós achamos que é um público bom e receptivo porque o povo de Fortaleza é de muita fé”, afirma.

PV ficou lotado

O governador Camilo Santana (PT) e a primeira-dama Onélia Leite compareceram ao evento.

Camilo e Onélia saúdam público

(O POVO Online- Fotos – Mauri Melo)

Ceará quebra tabu e ganha do Fortaleza – 2 X 0

O ano do centenário do Clássico-Rei começou com fim de tabu e festa alvinegra. Depois de sete jogos de jejum, o Ceará venceu o Fortaleza no primeiro duelo entre os rivais em 2018. Valdo e Elton marcaram para o Alvinegro no triunfo por 2 a 0, na noite deste domingo, 4, no Castelão, em jogo marcado por muita intensidade e tensão.

Com o resultado, o Ceará permaneceu na 5ª posição, mas chegou aos 10 pontos e diminuiu a distância para os líderes. Já o Fortaleza permanece na 1ª colocação, com 12 pontos, só dois à frente do rival.

O Alvinegro volta a campo na quarta-feira, 7, para jogar pela Copa do Brasil. O Vovô enfrentará o Brusque-SC, às 20h45min (horário de Fortaleza), no Estádio Augusto Baer.

Já o Tricolor voltará a campo só no sábado de carnaval, 10, para enfrentar o Guarani de Juazeiro, às 16 horas, no estádio Romeirão.

O Jogo

Como era de se esperar, o clássico começou com muita intensidade, com o Fortaleza tendo maior volume de jogo e investindo pelo lado esquerdo de ataque, mostrando também boa postura defensiva para impedir as progressões do Ceará.

Mas não demorou para o Alvinegro equilibrar a partida. Muito aplicado taticamente, o Vovô teve grande entrega coletiva, organização defensiva e eficácia.

O primeiro gol veio aos 31 minutos. Ricardinho cobrou escanteio na 1ª trave e Valdo se antecipou aos marcadores para cabecear e abrir o placar.

O Fortaleza tentou reagir após o gol, mas esbarrava na marcação alvinegra. Aos 40 minutos, os tricolores reclamaram de pênalti em Alípio após dividida com Valdo na área, mas o árbitro César Magalhães nada marcou. Na sequência, aos 42 minutos, o Ceará marcou o segundo em transição ofensiva de muita rapidez

Em lance muito inteligente e com ampla visão de jogo, Pio fez, do campo de defesa, ótimo lançamento para Felipe Azevedo, que partiu em velocidade pela direita e cruzou na medida para Elton, livre na área, ampliar antes do intervalo.

Pro 2º tempo, Rogério Ceni colocou Alan Mineiro e Felipe nos lugares de Alípio e João Henrique para buscar o empate, mas ele não contava que logo aos 5 minutos um lance mudaria os rumos da partida.

Gustavo fez falta dura em Pedro Ken, pisando no tornozelo do adversário, e foi expulso. Com jogador a menos, a situação do Tricolor ficou ainda mais complicada.

A partir de então, o Ceará, que já era melhor no jogo, dominou totalmente a peleja. Foram ao menos mais três chances de ampliar o placar, com Elton, Arthur e Wescley, mas os alvinegros pecaram na finalização.

O Fortaleza, sem sua principal referência ofensiva, não teve forças para buscar a reação e viu o rival valorizar a posse de bola e gastar o tempo até o apito final.

(O POVO – Repórter André Almeida/Foto – Mateus Dantas)

Copom pode reduzir juros básicos pela 11ª vez seguida nesta semana

Pouco mais de um mês depois de reduzir os juros básicos para o menor nível da história, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) faz a primeira reunião de 2018 esta semana para definir os rumos da Taxa Selic. A expectativa de instituições financeiras é que os juros caiam de 7% para 6,75% ao ano.

Se a expectativa se confirmar, será o 11º corte seguido na taxa básica. Em dezembro, o Copom reduziu, por unanimidade, a Selic em 0,5 ponto percentual, de 7,5% para 7% ao ano, o menor nível da história.

Anteriormente, o recorde inferior da taxa Selic havia sido registrado de outubro de 2012 a abril de 2013, quando a taxa ficou em 7,25% ao ano. Em seguida, a taxa foi reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015, patamar mantido nos meses seguintes. Somente em outubro de 2016, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia.

Apesar da expectativa do mercado financeiro de nova redução dos juros, o ex-diretor do Banco Central (BC) Carlos Eduardo Freitas diz que o ideal seria a autoridade monetária manter os juros básicos em 7% ao ano e esperar a próxima reunião, no fim de março, para decidir se baixará os juros. Segundo ele, a taxa real – diferença entre a Selic e a inflação – está baixa, e uma nova redução traria o risco de a inflação ter uma leve alta.

A expectativa do mercado financeiro é que a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), termine este ano em 3,95%, abaixo do centro da meta de, 4,5%.

(Agência Brasil)

Facções interferem no expediente de funcionários de shoppings e supermercados

Habituado a deixar o trabalho por volta das 22h30min, após a conferência do seu caixa, em um supermercado no bairro Edson Queiroz, o funcionário João Marcos (nome fictício, pois pediu para não ser identificado) passou a sair mais cedo do emprego, diante do “toque de recolher” da facção que se instalou no Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, onde João Marcos reside com a família, desde que nasceu.

De acordo com o funcionário, o supermercado avalia a mudança de horário para o turno da manhã, mas, até a decisão ser concretizada, ele está com as horas descontadas em seu salário.

João Marcos conta, ainda, que encontra vizinhos na topique para Aquiraz, que trabalham em shoppings e outros supermercados, com o mesmo problema de chegar em casa antes do “toque de recolher”, estabelecido pela facção no limite das 23 horas.

Outro problema, segundo o funcionário, é que não se pode usar a cor preta ou vermelha em algumas áreas do município, pois representariam as facções GDE e Comando Vermelho, respectivamente.

O Sindicato dos Comerciários ainda não se posicionou sobre o problema que passou a atingir a categoria.

(Foto: O POVO)