Blog do Eliomar

Últimos posts

No Dia do Trabalhador Doméstico, Blog homenageia Karla Karenina, a Dita, na novela “A Força do Querer”

Pouca gente lembra, mas a cearense Karla Karenina já fez o papel de doméstica, antes do atual sucesso de sua personagem Dita, também doméstica na novela “A Força do Querer”, na Globo. Foi em 1999, na novela “Andando nas Nuvens”, também na Globo, quando Karenina, no papel de Iracema, contracenava com Susana Vieira, que fazia o papel de Gonçala San Marino.

O sucesso de Dita, no entanto, está na amizade com a patroa Silvana, papel da atriz Lilia Cabral.

É a nossa homenagem ao Dia do Trabalhador Doméstico, neste sábado (22).

(Foto – Divulgação)

Urca divulga nota informando que resultado final do seu vestibular sofrerá atraso

A Universidade Regional do Cariri (Urca) divulgou, neste sábado, para a imprensa a seguinte nota:

Nota de Esclarecimento

A Comissão Executiva do Vestibular (CEV) e a Administração Superior da Universidade Regional do Cariri (URCA) comunicam aos interessados e à comunidade em geral que devido aos problemas técnicos de ruptura da fibra ótica da empresa que fornece os serviços de internet e redes, o RESULTADO FINAL do Processo Seletivo Unificado 2017.2 URCA será divulgado nas próximas 48hs através do endereço eletrônico www.cev.urca.br/vestibular Crato, CE, 22 de julho de 2017.

Comissão Executiva do Vestibular (CEV)

Gabinete da Reitoria da URCA

Parque do Cocó – Concurso Nacional de Ideias prossegue com inscrições

As inscrições para o Concurso de Ideias para o Parque do Cocó continuam abertas até o dia 11 de setembro. Arquitetos e urbanistas de todo o Brasil podem participar. Os detalhes do cocurso podem ser verificados no site da Secretaria do Meio Ambiente (www.sema.gov.ce.br) ou www.concursoparquedococo.com.br.

A Secretaria do Meio Ambiente (Sema), com a consultoria técnica do Departamento do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-CE), instituiu o Concurso Público Nacional de Ideias de Urbanismo, Paisagismo e Arquitetura para o Parque Estadual do Cocó, em Fortaleza, Ceará, obedecidas às leis e decretos municipais para elaboração das ideias, bem como à Lei nº 12.378/2010, que regulamenta a profissão de arquiteto e urbanista e demais legislações pertinentes.

As propostas apresentadas no certame deverão contribuir para promoção da inclusão social, da educação ambiental, da acessibilidade, da mobilidade urbana e da democratização do espaço público, oferecendo espaços de circulação, convivência, contemplação, lazer, educação, de práticas esportivas e serviços para a população.

Cronograma

*Inscrições

Até 11 de setembro de 2017

*Consultas

05 de julho de 2017 a 11 de setembro de 2017

*Respostas às consultas

12 de julho de 2017 a 18 de setembro de 2017

*Envio dos projetos

18 de julho de 2017 a 18 de setembro de 2017

*Julgamento

21 de setembro de 2017 a 23 de setembro de 2017

*Divulgação do resultado oficial

02 de outubro de 2017

*Prazo para recursos e impugnações

03 de outubro de 2017 a 09 de outubro de 2017

*Homologação

10 de outubro de 2017

*Evento de premiação

25 de outubro de 2017

*Exposição dos trabalhos

25 de outubro de 2017 a 22 de dezembro de 2017.

Exposição de bonecos é boa pedida para a criançada e também para os grandinhos

Repórter do Blog, Ângela, minha Massozinha e Augusto.

A exposição “Circula Boneco Nordeste” segue no Shopping Benfica, até o dia 31 de agosto, no térreo, ao lado da Loja Comfort. Com curadoria de Ângela Escudeiro, a exposição reúne criações do humorista e comediante Augusto Bonequeiro, incluindo o “Seu Encrenca”.

Os bonecos têm divertido a criançada e também os grandinhos.

A reportagem do Blog visitou a exposição neste sábado.

Sucesso sempre para Augusto Bonequeiro e a querida Ângela Escudeiro.

Neymar acerta com o PSG

Neymar vai mesmo se transferir para o Paris Saint-Germain (PSG). O atacante, que atualmente está no Barcelona, já acertou contrato com clube parisiense e receberá cerca de € 30 milhões anuais (aproximadamente R$ 110 milhões por ano). Ele até já avisou para alguns amigos de clube que deixará os catalães nesta temporada. A informação é do portal de notícias Espn Brasil.
Para que a negociação seja concluída, Neymar e PSG precisam passar por algumas etapas complicadas. Por conta do valor estratosférico da transferência – cerca de 220 milhões de euros, a maior da história- o clube precisa ter cautela para não esbarrar na nova política de contratações da FIFA e sofrer com sanções.
Segundo a lei, um clube só poderá gastar € 5 milhões além do que arrecada em um ano e € 30 milhões em três. A medida foi tomada para que os times não façam gastos maiores do que podem pagar.
Portanto, para que o PSG não corra riscos de ser punido, deve vender atletas. O problema é que o clube contratou os laterais Daniel Alves e Yuri Berchiche, o que poderia fazer com que a aquisição de Neymar fosse questionada.

CE-282 – No meio do caminho há um poste…

https://www.youtube.com/watch?v=-R2XTAEEhVk

Motoristas que trafegam pela CE-282, no distrito no Icozinho, em Icó, no Centro-Sul do Estado, a 375 quilômetros de Fortaleza, se assustam com um poste no meio da estrada.

Segundo o Departamento Estadual de Rodovias (DER), o trecho somente foi liberado por causa da necessidade do tráfego.

Já a Companhia de Energia Elétrica (Enel) havia previsto o deslocamento do poste na última quarta-feira (19), mas, de acordo com moradores da região, isso não ocorreu ainda.

E a situação surreal prossegue.

Lula passa por check-up em São Paulo

O ex-presidente Lula fez check-up neste sábado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Internou-se bem cedo para ser submetido à bateria de exames anual. A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Marcado para fevereiro, o check-up foi remarcado diversas vezes. Lula, que teve um câncer em 2011, está ok de saúde. Se depender dos exames, Lula disputa a Presidência da República no ano que vem.

Agora, falta combinar com o TRF-4, a quem cabe confirmar a sentença de Sérgio Moro.

Ex-marido de Luiza Brunet dispara contra Lei Maria da Penha: “Leizinha vagabunda!”

314 1

Condenado pelo crime de lesão corporal contra Luiza Brunet, o empresário Lírio Parisotto, ex-marido da modelo e atriz, criticou a Lei Maria da Penha, durante um encontro com dois deputados federais em um restaurante de São Paulo. “Leizinha vagabunda é essa tal da Maria da Penha. Vocês tinham de revogá-la”, disse o empresário, depois de elogiar a reforma trabalhista e garantir que apoia as duras medidas propostas pelo governo. A informação é da Revista Veja.

A declaração de Parisotto vem pouco menos de dois meses depois de ele ser condenado pela Justiça de São Paulo a cumprir prisão em regime aberto por dois anos e um ano de prestação de serviço à comunidade pelo crime de lesão corporal conta a ex-mulher. A decisão é da juíza Elaine Cristina Monteiro Cavalcanti, com base no artigo 129 do Código Penal. Parisotto foi acusado de agredir a atriz em 21 de maio do ano passado, em Nova York (EUA), após uma discussão. Brunet tornou o caso público em julho do mesmo ano.

Após a decisão, Luiza Brunet escreveu um post em que se disse realizada pelo funcionamento da justiça. “Difícil dizer o que sinto. Mas é um dia que me deixa realizada, com o coração pacificado e uma sensação de ter ido no caminho certo. Não foi fácil me expor e conviver com as marcas dessa violência. Mas há algo maior. Este dia dia não é só meu – que atravessei esse doloroso caminho pessoal até aqui e precisei romper tantos medos. É um momento muito maior pelo que significa para tantas mulheres na mesma condição. Não existe aqui a Luiza. Existem mulheres. Existe a minha imensa felicidade pelo funcionamento da justiça. Dessa incrível Lei Maria da Penha. Não se calem mulheres. Vamos mudar essa situação. Não acaba aqui. Vocês me inspiraram sempre com seu apoio e sua força. E o que tenho a dizer se resume a uma palavra: gratidão. #CoragemPraMudar #NãoSeCale #UnidasSempre #Gratidão”, escreveu a modelo.

Alô, Prefeito! Por que não instala a iluminação do tipo LED na Praça do Ferreira?

342 2

Com o título “Nova iluminação da Praça do Ferreira”, eis artigo de Antonio Vasques, pós-doutor em Educação e diretor da Faculdade Joaquim Nabuco Fortaleza. Ele apresenta uma medida simples que poderia amenizar o quadro de abandono da Praça do Ferreira. Confira: 

A revitalização do Centro de Fortaleza passa, necessária e prioritariamente, pela nova iluminação do tipo LED da Praça do Ferreira. À noite, a partir das 19 horas, moradores de rua ocupam a praça  e as calçadas dos trechos circunvizinhos. A sensação de insegurança cresce na proporção do aumento dessa população desassistida.

Com a nova Iluminação tipo LED a sensação de segurança estará de volta, já que desestimula a ocupação noturna. Contribui para este sentimento o policiamento permanente da PM na cabine fixa, recentemente deslocada para a esquina com a rua Guilherme Rocha, melhorando a percepção dos frequentadores à saída da sessão noturna do Cineteatro São Luiz e dos alunos da Faculdade Joaquim Nabuco.

A faculdade chegou ao Centro da cidade ocupando o majestoso prédio de 13 andares do antigo Hotel Savannah.

É fundamental a união de esforços das diversas entidades (CDL, Sindlojas e Associação dos Empresários do Centro) para urgente ação coordenada junto ao jovem e competente prefeito Roberto Cláudio (PDT) para que a iluminação do tipo LED seja rapidamente implementada. Melhoria que, complementada por ações de remoção, amparo e proteção à população desassistida e da limpeza e conservação já realizada pela tradicional “Casa Pio”, será um marco importante no início do processo de revitalização deste espaço público na vida noturna da cidade.

A presença noturna da Faculdade Joaquim Nabuco, com seus alunos demandando serviços,  torna ainda mais factível a implementação desta importantíssima e fundamental medida. A nova iluminação será motivo de atração de novos empreendimentos, além de possibilitar a extensão do horário de funcionamento do comércio do centro da cidade .

*Antônio Vasques

Ex-secretário da Ciência e Tecnologia do Ceará e diretor da Faculdade Joaquim Nabuco de Fortaleza.

Projeto cria Carteira de Trabalho digital e obriga anotação de dados em meio eletrônico

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 6850/17, do deputado Julio Lopes (PP-RJ), que determina a emissão de carteiras de Trabalho e Previdência social apenas em meio eletrônico, com a inscrição de dados por empregadores em meio digital. O documento iria substituir a Carteira de Trabalho existente hoje.

A proposta altera a Consolidação das Leis do Trabalho (Decreto-lei 5.452/43) e determina que a Carteira de Trabalho e Previdência Social será única para cada cidadão que a requerer e terá apenas uma numeração, que constará em um banco de dados eletrônico que dará acesso a empregados e empregadores.

É nesse banco de dados, com a identificação do empregado, que o empregador fará as anotações sobre as relações de trabalho, que também poderão ser acessadas pelo trabalhador. O Ministério do Trabalho será o responsável por determinar as instruções sobre os dados a serem inseridos bem como sobre a migração de dados das carteiras atuais para o meio eletrônico.

Julio Lopes afirma que a Carteira de Trabalho atual, em formato de caderneta, não acompanhou a evolução da informação no mundo moderno. O armazenamento de dados por meio eletrônico, segundo ele, facilita o resgate de informações e o acompanhamento por parte dos empregados e empregadores.

“As vantagens são inúmeras: será possível realizar, de forma online, consultas a respeito da vida profissional do trabalhador, como saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS); contagem de tempo de serviço; pagamento de abono salarial; pagamento de seguro-desemprego”, afirmou.

(Agência Câmara Notícias)

Moroni Torgan deixa a presidência do DEM do Ceará neste mês

O prefeito interino de Fortaleza, Moroni Torgan, vai deixar a presidência estadual do DEM no fim deste mês.
Com isso, ele abrirá vez para o seu vice, o empresário Chiquinho Feitosa, por sinal, primeiro suplente do senado tucano Tasso Jereissati.
O DEM, de acordo com Chiquinho Feitosa, trabalha agora para conquistar novos filiados, inclusive de peso, deixa claro. Entre os cotados está o deputado federal Danilo Forte, hoje no PSB.
Em termos de bancada estadual, há trabalho também para a conquistar de deputado. Chiquinho não quis adiantar com quem vem conversando.
(Foto – Fernanda Siebra)

Furto ao Banco Central – Justiça suspende execução de pena a ré pelo crime de organização criminosa

O Supremo Tribunal Federal, quando julgou a Ação Penal 470, o processo do mensalão, estabeleceu que o conceito de “organização criminosa” foi criado pelas leis 12.683/2012 e 12.850/2013, que não podem retroagir para prejudicar réus. Foi esse o entendimento usado pela juíza Maria Izabel Gomes Sant’Anna, da 12ª Vara Federal do Ceará, para suspender a execução provisória da pena de uma condenada por crime de lavagem de dinheiro, com crime antecedente de organização criminosa, por ausência de tipificação na época dos fatos.

Ela foi acusada de participar, em 2005, do furto ao Banco Central em Fortaleza. “A suspensão evita o cumprimento antecipado de pena por fato considerado atípico, situação esta odiosa e que deve ser evitada a qualquer custo diante do enorme prejuízo que causaria a parte atingida”, disse a juíza.

A ré foi condenada em primeira instância a 13 anos e quatro meses de prisão. O juiz autor da sentença disse que, embora ainda não houvesse lei que criminalizasse a organização criminosa, crime considerado por ele antecedente ao da lavagem, a Convenção de Palermo, da ONU, ratificada pelo Brasil, supriria essa lacuna.

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região manteve a condenação ao analisar a apelação, mas reduziu a pena. Inadmitidos recursos especial e extraordinário, a defesa protocolou agravo no Superior Tribunal de Justiça que ainda está pendente de julgamento. Nesse meio tempo foi expedido mandado de prisão citando decisão do STF que permitiu a execução antecipada da pena de prisão depois da decisão de segunda instância. Ela chegou a passar oito dias na prisão, mas teve a liberdade restituída pela juíza até que o recurso seja julgado em definitivo pelo STJ.

O advogado Rogério Feitosa Mota defendeu a condenada. Ele lembrou que corréus no caso foram beneficiados por trancamento de ação penal pelo TRF-5 por atipicidade da conduta. Citando esse fato, defendeu que sua cliente poderia ser prejudicada caso continuasse presa e que era preciso esperar o STJ se posicionar sobre o caso.

(Consultor Jurídico)

A saída de sempre: aumento de impostos

732 2

Editorial do O POVO deste sábado (22) critica a elevação tributária, medida à qual os governos sempre recorrem ao primeiro aperto. Confira:

É difícil apresentar uma proposta mais antipática do que o aumento de impostos. Mas é justamente isso que o governo de Michel Temer, que não prima pela popularidade, vai fazer, como anunciou o seu ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. O aumento se dará nos tributos que incidem sobre os combustíveis, o que provocará reflexo em todos os segmentos da economia. A medida tem o objetivo de garantir o cumprimento da meta fiscal.

O Palácio do Planalto tinha à frente duas opções: revisar a meta ou aumentar impostos. Como o governo temia que a revisão da meta pudesse sugerir fraqueza frente a crise política, resolveu pelo aumento de impostos, depois de fracassar as tentativas de criar um novos Refis (programa de regularização tributária) e de reonerar da folha de pagamento. Com o Refis, o governo abriria mão de uma parte das receitas para garantir a entrada de dinheiro; a reoneração teria o mesmo efeito, fazendo impostos, de alguns segmentos da economia, retornarem a seus patamares originais.

Se temia parecer fraco se revisasse a meta fiscal, será ainda precisoavaliar quais consequências políticas a elevação de impostos trará para o governo entre o empresariado. Todos os setores empresariais que estiveram a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff – Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) à frente -,rejeitavam o aumento de impostos e criticavam com veemência qualquer iniciativa nesse sentido. Quanto aos consumidores, o Planalto avalia que o impacto nos bolsos será pequeno, talvez dez centavos, o que não provocaria reações negativas. No entanto, a média dos aumentos está passando dos 40 centavos por litro de gasolina. E é preciso recordar que os protestos de 2013 começaram pelo aumento de 20 centavos nas passagens de ônibus.

É necessário lembrar ainda que o presidente Michel Temer sempre manifestou-se contra o aumento de impostos, mas deu o aval para a elevação tributária. A realidade dos fatos é que aumentar impostos é a medida à qual os governos sempre recorrem ao primeiro aperto, pois é a saída mais fácil – mesmo sendo a menos criativa – com o agravante de os prejudicados serem a economia e a população, que não tem como se defender.

Cresce percentual de brasileiros que reconhecem que pagam impostos

Pesquisa nacional da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e do Instituto Ipsos divulgada nessa sexta-feira (21) na capital fluminense revela que 79% dos brasileiros consultados reconhecem pagar impostos. Esse é o maior nível registrado na série histórica da sondagem, iniciada em 2007, quando o número atingiu 45%. De acordo com a pesquisa, oito em cada dez pessoas atualmente reconhecem pagar impostos.

A sondagem foi feita entre os dias 1º e 13 de maio, com amostra de 1.200 entrevistados no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Salvador, Recife, Porto Alegre, Belo Horizonte, Florianópolis e em mais 64 municípios brasileiros.

O gerente de economia da Fecomércio-RJ, Christian Travassos, disse que a percepção é crescente no país quanto ao pagamento de impostos. “São dez anos de pesquisa e, a cada ano, a gente percebe uma consciência maior”. Ele destacou que dois fatores contribuem para isso. O primeiro é a informação. “O brasileiro passou a discutir temas como esses nas redes sociais. Hoje as pessoas estão mais bem informadas sobre o que impacta no seu dia a dia”.

O segundo fator é o maior acesso da população a bens, como veículos e imóveis. “Tem mais brasileiros hoje que pagam impostos como o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e Imposto de Renda”, disse o economista.

(Agência Brasil)

Halleluya 2017 – Quando a fé supera a chuva

O Halleluya se encerrará neste domingo, no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), no bairro Castelão. A festa que nunca termina, promoção da Comunidade Católica Shalom, vem atraindo milhares de jovens e suas famílias desde a última quarta-feira.

Nesse período, muitas conversões, louvores e exemplos de fé como este dado pelo coordenador-geral do Shalom, Moisés Azevedo. Mesmo sob forte chuva, ele não deixou de orar e transmitir a palavra de Jesus Cristo. Foi um momento que emocionou a todos em clima de CEU.

(Foto – Fernando Maia)

O Brasil foi repartido por grupos econômicos que manipulam a classe política?

190 2

Em artigo no O POVO deste sábado (22), o médico, antropólogo e professor universitário Antonio Mourão Cavalcante mostra “sentimento de profunda frustração, sem remendo possível”, diante da atual situação do País. Confira:

Desde criança aprendi a amar meu país. Cantava de peito aberto o Hino Nacional, acreditando que éramos um gigante adormecido. Na adolescência, fui entusiasmado com Juscelino. Criou Brasília, o novo símbolo dessa pátria, orgulho mundial. Os candangos foram homens e famílias que deixaram suas terras para construir essa esperança. E deu certo. No coração do Brasil. A pátria do futuro.

Mas agora ando meio sufocado. Uma revolta profunda com tudo o que acontece. Fomos traídos. A Constituição Cidadã, tão sonhada por Ulisses e outros grandes democratas, foi transformada numa colcha de retalhos. Aliás, o Brasil foi repartido por grupos econômicos que manipulam a classe política. Estes fazem tudo que aqueles determinam.

É um sistema de pilhagem sofisticado, que vai sugando, gota a gota, o que ainda temos de riqueza.

Há um sentimento de profunda frustração, sem remendo possível.

Perdemos o rumo. Ninguém se importa em criar veredas de oportunidades. Virou um salve-se quem puder. O exercício de um mandato não traduz a vontade do eleitor. Resulta mais em um arranjo entre amigos, valendo o leilão do “quem dá mais?”.

As manchetes anunciam – todos os dias – a descoberta de novas falcatruas. O Brasil sangra. Até quando vamos suportar? E não é mais figura de retórica. É real, no real.

Qual a saída? Só uma: povo na rua, mostrando indignação e revolta.

Pelos canais institucionais há um esvaziamento, um desmantelamento das perspectivas. A nossa indignação tem que assumir o tom que o momento exige. Uma pena que instituições pilares da sociedade brasileira estejam caladas. Refiro-me à CNBB, às universidades públicas, às escolas, à UNE, à OAB… No momento atual, esse silêncio é criminoso. E não adianta sair com notas oficiais, análises conjunturais, que induzem a uma passividade cavilosa. Isto é, não mudam. Tão nem aí.

Para finalizar: o aumento de impostos determinado nesta semana pela dupla Meirelles/Temer é um imenso escárnio ao povo brasileiro. Não há ânimo para mexer nos privilégios. Estamos condenados a pagar a fatura da farra. Vamos esperar até quando? Vamos reagir antes que acabem com o resto.

Cresce número de brasileiros que dizem pagar impostos

Pesquisa nacional da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e do Instituto Ipsos divulgada na capital fluminense revela que 79% dos brasileiros consultados reconhecem pagar impostos. Esse é o maior nível registrado na série histórica da sondagem, iniciada em 2007, quando o número atingiu 45%. De acordo com a pesquisa, oito em cada dez pessoas atualmente reconhecem pagar impostos.

A sondagem foi feita entre os dias 1º e 13 de maio, com amostra de 1.200 entrevistados no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Salvador, Recife, Porto Alegre, Belo Horizonte, Florianópolis e em mais 64 municípios brasileiros.

O gerente de economia da Fecomércio-RJ, Christian Travassos, disse à Agência Brasil que a percepção é crescente no país quanto ao pagamento de impostos. “São dez anos de pesquisa e, a cada ano, a gente percebe uma consciência maior”. Ele destacou que dois fatores contribuem para isso. O primeiro é a informação. “O brasileiro passou a discutir temas como esses nas redes sociais. Hoje as pessoas estão mais bem informadas sobre o que impacta no seu dia a dia”.

O segundo fator é o maior acesso da população a bens, como veículos e imóveis. “Tem mais brasileiros hoje que pagam impostos como o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e Imposto de Renda”, disse o economista.

(Agência Brasil)