Blog do Eliomar

Últimos posts

Confiança da indústria registra queda de 1,9 ponto na prévia de março

O Índice de Confiança da Indústria teve uma queda de 1,9 ponto na prévia de março deste ano, na comparação com o resultado consolidado de fevereiro. Segundo dados divulgados hoje (25) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), o indicador caiu para 97,1 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

O recuo foi observado tanto na confiança dos empresários da indústria em relação ao momento presente quanto em relação ao futuro. O Índice da Situação Atual caiu 1,3 ponto, para 97,5 pontos. Já o Índice de Expectativas recuou 2,4 pontos, para 96,8 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (NUCI) avançou 0,2 ponto, para 74,9%. Para a prévia de março, foram consultadas 780 empresas entre os dias 1º e 21 deste mês.

O resultado final da pesquisa será divulgado na próxima sexta-feira (29).

(Agência Brasil)

Morre professor Adegildo Ferrer, um dos torcedores saudáveis do Fortaleza

773 15

Morreu, nesta segunda-feira, o professor Adegildo Férrer, aposentado da Universidade Estadual do Ceará e que era conhecido não apenas por ser bispo da Igreja Católica Ortodoxa em Fortaleza, mas, também pelo paixão pelo time do Fortaleza.

A informação foi dada agora há pouco pelo programa Toque Esportivo, da Rádio O POVO/CBN.

Familiares não deram mais detalhes sobre velório e enterro.

(Foto – Arquivo)

O que une no momento Ciro Gomes ao Capitão Wagner?

Capitão Wagner e Ciro Gomes.

Dois rivais políticos estão mais do que unidos no discurso contra a proposta da Nova Previdência de Jair Bolsonaro: o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e Capitão Wagner, deputado federal e presidente estadual do Pros.

São opostos que se atraem, como rege Lei da Física. Mas só nesse quesito.

Por enquanto?

(Foto – ALCE e Reprodução da Internet)

Acrísio Sena ouve reivindicações dos pescadores artesanais da Praia da Redonda, em Icapuí

O deputado estadual Acrísio Sena (PT) , em clima de feriadão, aproveitou para se reunir, na Praia da Redonda, no município de Icapuí (Litoral Leste), com representantes do Sindicato e Associação da Pesca Artesanal e com os militantes políticos da região. Ele ouviu as reivindicações da comunidade.

Na pauta, a recuperação do barco pesqueiro Monsenhor Diomedes face ao período de defeso da lagosta; luta pela água potável para esa banda do Estado, articulação com a Secretaria dos Recursos Hídricos do Estado e Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) em busca de projetos de dessalinização e, também, articulação de uma audiência pública, na Assembleia Legislativa, para debater o período do defeso e a pesca artesanal no Ceará.

(Foto – Divulgação)

Sítio será reformado para acomodar Lula em caso de prisão domiciliar

205 1

A Prefeitura de São Bernardo do Campo (SP) autorizou o início de reforma em sítio da família do ex-presidente Lula.

A informação é do O Estado de S.Paulo desta segunda-feira, adiantando que isso seria feito como uma alternativa para acomodar o ex-presidente, no caso de o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizar sua prisão domiciliar.

O prefeito Orlando Morando (PSDB) assinou a autorização da obra. Segundo o Estadão, o terreno tem cerca de 20 mil metros quadrados, área de lazer e campo de futebol. A propriedade fica às margens da represa Billings.

Lula cumpre pena na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba (PR).

DETALHE – O local não tem relação com outro sítio, em Atibaia (SP), cuja reforma por empreiteira levou à segunda condenação de Lula. O petista nega ser o dono da propriedade.

(Foto – Reprodução do Youtube)

Lei que libera venda de bebidas nos estádios cearenses divide base governista

Da Coluna Política do O POVO desta segunda-feira, assinada pelo jornalista Carlos Mazza, confira o tópico “Bebidas racha base”:

Aprovado na CCJ da Assembleia na última semana, projeto que libera a venda de bebidas alcoólicas em estádios do Ceará tem provocado forte reação na Casa nos últimos dias. A surpresa é que as manifestações contrárias não vêm da oposição, mas de dentro da própria base aliada. Só nas últimas sessões, parlamentares do PCdoB, MDB e até do próprio PDT subiram na tribuna para criticar a ação.

“Se aprovar esse projeto, a Assembleia será incoerente com sua campanha Ceará sem Drogas (…) será um retrocesso”, diz Marcos Sobreira (PDT). A proposta em si não é iniciativa do governo Camilo Santana (PT), mas foi proposta pelo ex-líder governista Evandro Leitão (PDT), que atua alinhado com o governador na Casa e também foi presidente do time do Ceará.

Na legislatura passada, a pauta da bebida em estádios acabou travada pelo então presidente do Legislativo e hoje secretário das Cidades, Zezinho Albuquerque (PDT), opositor da medida.

(Foto – ALCE)

Colégio Santo Inácio participa em Cuiabá do Encontro Nacional das Escolas Católicas

Albanisa Gomes e Padre Eugênio Pacelli.

A diretora do Colégio Santo Inácio, Albanisa Gomes, participa, em Cuiabá (MT), do V Congresso Nacional de Educação da Associação Nacional das Escolas Católicas (ANEC).

O encontro terá início nesta segunda-feira e vai se estender até quarta, com o tema “Inovação, sustentabilidade e humanismo solidário”.

Neste ano, o Colégio Santo Inácio planeja as ações em comemoração aos 60 anos de Educação Jesuíta no Ceará, que acontecerá  em 2020. Haverá uma intensa agenda para celebrar a data, considerando o seu crescimento e destaque entre as escolas jesuítas no Brasil.

Ao todo, são 18 estabelecimentos e, no Ceará, o Padre Eugênio Pacelli é o responsável jesuíta.

(Foto – Divulgação)

Tragédia em Brumadinho completa dois meses – Vale tem R$ 13,65 bilhões bloqueados

Exatos dois meses após o rompimento da barragem do Córrego do Feijão em Brumadinho (MG), a mineradora Vale tem R$13,65 bilhões bloqueados pela Justiça. O montante visa a assegurar recursos para reparar não apenas os danos causados na tragédia ocorrida em 25 de janeiro, mas também os prejuízos provocados pelas evacuações ocorridas em cidades onde outras estruturas teriam risco de se romper.

A Defesa Civil de Minas Gerais já confirmou a morte de 212 pessoas, outras 93 estão desparecidas. Além disso, quase mil pessoas que moram próximas a barragens da Vale estão fora de suas casas, não apenas em Brumadinho, mas também nos municípios mineiros de Barão de Cocais, Nova Lima, Ouro Preto e Rio Preto.

O primeiro bloqueio de recursos da Vale ocorreu já na noite de 25 de janeiro, na mesma sexta-feira do rompimento. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) bloqueou R$1 bilhão no âmbito de um processo aberto pelo governo de Minas Gerais para cobrar a reparação dos danos. Posteriormente, a mineradora foi autorizada a assegurar R$ 500 milhões desse total bloqueado na forma de garantias com liquidez corrente, fiança bancária ou seguros. Os outros R$ 500 milhões permanecem sendo recursos financeiros que a empresa não pode movimentar de suas contas.

Nos dois dias subsequentes à tragédia, a mineradora foi impedida de movimentar mais R$ 10 bilhões, dessa vez, atendendo pedidos formulados em ação civil pública movida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). Em 26 de janeiro, foram travados nas contas da Vale R$ 5 bilhões com o objetivo de assegurar recursos para recuperar o meio ambiente e, no domingo, em 27 de janeiro, outros R$ 5 bilhões com intuito de garantir a reparação dos danos causados aos atingidos.

A Justiça trabalhista bloqueou mais R$ 1,6 bilhão ainda em janeiro, atendendo a pedido do Ministério Público do Trabalho (MPT). Esses recursos se destinam a garantir indenizações trabalhistas, tendo em vista que grande parte das vítimas afetadas em Brumadinho é formada por empregados da Vale e de empresas terceirizadas que prestam serviço à mineradora. De acordo com a decisão do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG), R$ 800 milhões do total de R$1,6 bilhão bloqueados são exclusivamente para garantir a indenização por danos morais coletivos.

Evacuações
Os bloqueios de R$ 1 bilhão e de R$ 10 bilhões determinados pelo TJMG respectivamente nas ações movidas pelo governo de Minas Gerais e pelo MPMG e de R$1,6 bilhão definidos no âmbito da Justiça Trabalhista totalizam R$12,6 bilhões para assegurar reparação dos prejuízos causados na tragédia de Brumadinho. Além desse montante, mais R$ 1,05 bilhão foi travado das contas da Vale em decorrência de evacuações em outras cidades de Minas Gerais.

Para assegurar o reparação dos prejuízos causados aos moradores que foram retirados de suas casas em Barão de Cocais (MG), o TJMG concordou no início do mês com o bloqueio de R$0,05 bilhão. Posteriormente, há cerca de duas semanas, uma nova decisão impediu a mineradora de movimentar mais R$ 1 bilhão com o objetivo de garantir recursos voltados à reparação dos danos sofridos pela população afetada na evacuação em Macacos, distrito de Nova Lima (MG). Essas duas decisões atenderam a pedidos formulados pelo MPMG e pela Defensoria Pública de Minas Gerais.

Tramitam ainda outras ações em que o MPMG requer bloqueio de recursos, nas quais ainda não houve decisão da Justiça. No documento movido no dia 13 de março, por exemplo, pede-se que a mineradora fique impossibilitada de movimentar R$ 50 bilhões com o intuito de garantir o custeio das ações de reparação ambiental na região atingida pela lama.

O total de R$ 13,65 bilhões bloqueados é mais que o dobro do que foi gasto até hoje com a reparação dos danos causados pela tragédia de Mariana (MG), ocorrido em novembro de 2015, quando se rompeu uma barragem da Samarco, que tem a Vale como um de suas acionistas juntamente com a anglo-australiana BHP Billiton. Cerca de R$ 5,26 bilhões foram empregados até o fim do ano passado, segundo dados da Fundação Renova, que é mantida com recursos das três mineradoras e tem a responsabilidade de gerir as ações necessárias. Para o ano de 2019, o orçamento divulgado pela entidade prevê a destinação à reparação de mais R$ 2,94 bilhões, dos quais 36% exclusivamente para indenizações e auxílios mensais aos atingidos.

(Agência Brasil)

Massacre em aldeia no Mali deixa mais de 130 mortos

Mais de 130 pessoas foram mortas em um ataque a uma vila no centro de Mali em meio a uma onda crescente de violência étnica e islâmica no país do Oeste da África. O massacre foi na tribo Dogon em que a aldeia, pertencente a muçulmanos Fulanis, foi queimada.

O ataque ocorreu há dois dias, e as tensões aumentaram desde que o governo começou a combater extremistas em seus territórios desérticos. Além dos mais de 130 mortos, dezenas de pessoas ficaram feridas.

O prefeito da cidade vizinha de Bankass, Moulaye Guindo, responsabilizou pelo ataque um grupo de caçadores de Dogon que convive com os Fulani em clima de permanente tensão.

O ataque ocorreu quando uma delegação do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) visitava a região do Sahel, na África Ocidental, para avaliar a ameaça jihadista.

Apesar de os jihadistas terem sido expulsos por uma operação militar liderada pela França em janeiro de 2013, os atuais esforços das forças de paz da ONU e a criação de uma força militar de cinco nações, a violência extremista na região permanece.

O Mali está localizado na África Ocidental, tem cerca de 17,9 milhões de habitantes e uma população basicamente muçulmana (90%), apenas 5% são cristãos e o restante, de diversas religiões. O idioma oficial é francês, mas há outras línguas faladas no país.

(Agência Brasil com D.W da Alenanha)

Deputado quer cônjuges em Brasília para “evitar traições”

1192 6

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) quer “promover reuniões com os cônjuges” dos parlamentares para “evitar traições”. É o que dispõe um dos itens de suas propostas na disputa para se tornar o líder da Frente Parlamentar Evangélica na Câmara. Ao todo, são 16 propostas.

A décima proposta, que gerou algumas dúvidas, foi explicada por Sóstenes Cavalcante à revista Veja. De acordo com o parlamentar, trata-se de uma “prevenção” que “visa evitar que os deputados ou deputadas, longe dos seus respectivos cônjuges, que ficam nos estados de origem do parlamentar, se envolvam em relações extraconjugais”.

Com o intuito de bancar as viagens dos cônjuges, Cavalcante prevê a criação de uma espécie de fundo. O deputado também é autor de um projeto de lei para submeter professores e alunos de universidades públicas a exames toxicológicos para “prevenir o uso de drogas ilícitas”.

Outras propostas de Cavalcante são “organizar um curso online para políticos e agentes públicos evangélicos”, “ter um planejamento antecipado e mensal dos cultos” e “defender a transferência da embaixada do Brasil em Israel para Jerusalém”.

(Com Veja e Metrópoles/Foto – Agência Câmara)

Superintendente da Receita Federal terá encontro com lojista de Fortaleza

O superintendente estadual da Receita Federal – 3ª Região Fiscal, João Batista Barros, falará sobre o tema “Novos Modelos de Gestão e Atendimento da Receita do Brasil” para os lojistas.

Será nesta terça-feira, a partir das 12 horas, em clima de almoço na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas, informa Assis Cavalcante, presidente da entidade.

Por falar em entrega da declaração do Imposto de Renda, o titular da Receita adianta para o Blog que esse número já supera 90 mil.

(Foto – Tapis Rouge)

Nova Previdência – CCJ da Câmara ouvirá Paulo Guedes

234 1

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados começa a analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência (PEC 6/19) nesta terça-feira (26), ao ouvir o ministro da Economia, Paulo Guedes. Na quinta-feira (28), os deputados do colegiado vão debater o texto com juristas.

Entre os convidados estão o secretário especial adjunto de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco Leal, a procuradora Elida Graziane Pinto, do Ministério Público de Contas de São Paulo, e o advogado Cezar Britto, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Também é esperado o anúncio do nome do relator da reforma da Previdência dos trabalhadores civis pelo presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR).

A indicação do relator estava prevista para quinta-feira, mas foi adiada a pedido de líderes partidários que querem esclarecimentos do governo sobre a reforma previdenciária dos militares e a reestruturação da carreira das Forças Armadas.

Acordo

O projeto de lei dos militares foi apresentado pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional na quarta-feira (20). Na ocasião, Bolsonaro pediu aos parlamentares celeridade na tramitação das reformas da Previdência dos militares e do sistema geral.

“Depois de uma reunião com líderes partidários, ficou acordado que não haverá a indicação do relator até que o governo, através do Ministério da Economia, apresente um esclarecimento sobre a reforma e a reestruturação dos militares”, disse, em nota, a liderança do PSL, partido de Bolsonaro.

O líder do PSL na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir (GO), disse que o projeto dos militares não traz “a igualdade esperada” entre os militares e as demais carreiras.

“A previsão era economizar quase R$ 100 bilhões com os militares e economizou R$ 10 bilhões, 10% do que o governo federal pretendia”, afirmou o deputado. “A gente quer saber o que o governo quer na reforma da Previdência.”

Bolsonaro reiterou, na semana passada, que a reforma da Previdência é fundamentalpara o país. De acordo com o presidente, se a reforma não for aprovada, em 2021 ou 2022, “o Brasil vai parar”.

Tramitação

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), neste fim de semana, reafirmou o compromisso de articular a votação da reforma proposta pelo governo. Segundo Maia, é necessário manter o diálogo entre o Executivo e o Legislativo para facilitar a aprovação da reforma da Previdência no Congresso.

Para Maia, a participação de Bolsonaro na articulação dos aliados é fundamental para o avanço da tramitação dos textos na Casa. “O presidente é peça-chave. Ele é que comanda. A base é do governo, não é do presidente da Câmara”, afirmou Maia.

A expectativa inicial do presidente da CCJ era votar o parecer pela admissibilidade PEC da reforma da Previdência no início de abril. A etapa inicial de tramitação da PEC se dá na CCJ.

Em seguida, a proposta é analisada em uma comissão especial criada para debater o tema. O colegiado tem 40 sessões para discutir o mérito da proposta. Por ser tratar de PEC, o texto precisa ser aprovado em dois turnos por 308 deputados antes de seguir para o Senado.

Senado

As comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Direitos Humanos (CDH) do Senado reúnem-se, nesta quarta-feira, de forma conjunta, para ouvir o ministro da Economia. Além da reforma da Previdência, o endividamento dos estados brasileiros e os repasses da Lei Kandir também estarão no foco dos senadores.

Segundo o requerimento da senadora Eliziane Gama (PPS-MA), a legislação de 1996 isenta do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), as exportações de produtos primários e semielaborados ou serviços. O ICMS é cobrado pelos estados e pelo Distrito Federal.

A mesma norma também determina compensação aos estados e municípios prejudicados pela perda de arrecadação.

Como a compensação não foi regulamentada, os repasses previstos na Lei Kandir são anualmente negociados com o Executivo antes da votação do Orçamento da União. Os repasses, porém, são considerados insuficientes pelos governadores e demais representantes de estados exportadores.

A Lei Kandir garantiu aos estados o repasse de valores a título de compensação pelas perdas decorrentes da isenção de ICMS, mas a Lei Complementar 115, de 2002 – uma das que alteraram essa legislação –, embora mantendo o direito de repasse, deixou de fixar o valor.

(Agência Brasil)

Avenida de Fortaleza mantém-se entre as principais rampas de lixo da cidade

153 1

A Avenida dos Expedicionários, que passa ao longo de corporações militares, amanheceu, nesta segunda-feira, cheia de lixo em seus canteiros, com galhos de árvores de podas reforçando péssimo cenário para a cidade.

Toda semana, esse quadro se repete e não se vê, de forma concreta, alguma ação prática, por parte da Prefeitura de Fortaleza, no sentido de, pelo menos, amenizar tal situação.

Até quando? Eis uma resposta, até agora, difícil de ser respondida.

(Fotos -Paulo MOska)

Bolsonaro assina nesta segunda-feira contratos com o setor elétrico

O presidente Jair Bolsonaro comanda, na tarde de hoje (25), a cerimônia de assinatura de contratos de transmissão de energia que vão gerar investimentos de cerca de R$ 13,2 bilhões e 28 mil empregos diretos. O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, participará do evento.

Diretores da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e representantes das empresas vencedoras do leilão de transmissão ocorrido em dezembro do ano passado assinam, no Palácio do Planalto, os contratos de concessão para a construção de linhas de transmissão. Serão 55, no total, com 7.152 quilômetros de extensão, e 25 subestações com capacidade de transformação de 14.819 megawatts de potência.

Os empreendimentos estão localizados no Amazonas, Amapá, Espírito Santo, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, na Bahia, em Minas Gerais, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e no Tocantins.

As instalações de transmissão deverão entrar em operação comercial no prazo de 48 a 60 meses, a partir da assinatura dos respectivos contratos de concessão, com duração de 25 anos.

O leilão teve deságio médio de 46,08%, assim a receita das empresas que explorar os serviços ficará menor do que o previsto no edital. Isso acabou gerando uma economia de R$ 986 milhões por ano ao consumidor final, segundo a Aneel.

(Agência Brasil)

Política dos pets precisa de casas de apoio

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira, 25.

Uma maravilha que o Governo do Ceará mande para Assembleia Legislativa, em breve, mensagem criando a Lei Proteção e Bem Estar Animal, até porque há muito bicho maltratado, principalmente, no espaço público. Começa pelo abandono que já é crime e não carece mais um lei se não for cumpridas as que já existem. U

rgente, mesmo, é o Estado e a Prefeitura de Fortaleza se juntarem para criar casas de apoio e adoção de animais abandonados em praças, cemitérios, universidades, parques e outros equipamentos. A questão é de saúde pública para animais e homens.

Mais uma legislação, mais uma coordenadoria de proteção animal como divulgamos aqui… nada adiantará se casas de apoio não forem criadas.

Quer um exemplo? A Delegacia de Proteção Animal é quase inoperante. Não resolve nada porque, criada sem estrutura de apoio e encaminhamento de animais maltratados, ficou no marketing, com uma causa que rende votos.

(Foto – Arquivo)

Data Magna do Ceará – Saiba o que funciona nesta segunda-feira

O comércio opera facultativamente nesta segunda-feira, em Fortaleza.

Nesta segunda-feira, dia 25 de março, é celebrada a Data Magna do Ceará. O dia marca o fim da escravidão na antiga província, que foi a primeira a libertar os escravos, em 25 de Março de 1884 – quatro anos antes da data nacional, 1888.

Confira o funcionamento de alguns serviços e estabelecimentos no Estado durante o feriado:

Centro – O comércio do Centro funcionará em regime facultativo, de acordo com Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Fortaleza (Sindilojas).

Supermercados – Funcionam normalmente, de acordo com a Associação Cearense de Supermercados (Acesu).

Postos de combustíveis – Em todo o Estado, o setor funcionará normalmente no feriado, segundo o Sindipostos Ceará. O horário de funcionamento será das 6 às 20 horas, de acordo com a resolução ANP 41/2013.

SHOPPINGS CENTERS

Shopping Aldeota – Funcionará normalmente, no horário das 9 às 21 horas

Lojas e praça de alimentação: das 9 às 21 horas

Pão de Açúcar: das 7 às 21 horas

Cinema: das 13 às 20 horas

Shopping Iguatemi – Funcionamento normal

Shoppings Rio Mar Kennedy e Fortaleza (no Papicu) – Lojas funcionarão em horário normal, exceto estandes de órgãos públicos. O shopping abre às 10 e fecha às 22 horas.

Via Sul Shopping, North Shopping Fortaleza e North Shopping Jóquei – Lojas e quiosques: funcionamento normal

Alimentação e lazer: 11h às 22h

Cinema: funcionamento de acordo com a programação

Lojas Americanas: 11h às 22h

Smart Fit: 9h às 15h

Clínica SIM North Shopping Fortaleza e Via Sul Shopping: fechada

Super Lagoa North Shopping Fortaleza: 7h às 22h

Shopping Del Paseo – Funcionamento normal. Lojas e quiosques vão das 10 às 22 horas, cinema abre a partir das 13 horas e o Mercadinho São Luiz começa a funcionar a partir das 7 horas.

Shopping Benfica – Funcionamento normal, das 10 às 22 horas.

Shopping Parangaba – Funcionamento normal, das 10 às 22 horas.

Off Outlet Fashion Fortaleza (em Caucaia) – Funcionamento normal, das 9 às 21 horas

Avenida Monsenhor Tabosa – As lojas da avenida Monsenhor Tabosa estarão abertas das 9 às 17 horas

Enel – As lojas de atendimento estarão fechadas.A companhia manterá equipes de plantão em pontos estratégicos em toda a Cidade, a fim de agilizar o atendimento de emergência.Central de Relacionamento – 0800 285 0196.

Cagece-Todas as lojas de atendimento da companhia estarão fechadas durante o feriado. O atendimento será feito em regime de plantão através dos canais de atendimento. (Central de Atendimento (0800.275.0195), aplicativo Cagece App (disponível para IOs e Android), e a Gesse, atendente virtual da companhia, através do endereço www.cagece.com.br.)

Linhas de metrôs e VLTs – Funcionarão normalmente nos seguintes horários:

Linha Sul -5h30min às 23 horas

Linha Oeste -5h30min às 20h40min

VLT Parangaba-Mucuripe -6 às 13 horas e 16h40min às 20 horas

VLT de Sobral – 5 às 23 horas

VLTdo Cariri – 6 às 19 horas

Unidades de saúde de Fortaleza – As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e os hospitais de urgência e emergência funcionam de forma ininterrupta.

A SMS disponibiliza também o serviço de vacinação, das 8h30 às 16h30min, no posto de saúde Paulo Marcelo (Rua 25 de março, 607 – Centro) e no posto de saúde Messejana (Rua Guilherme Alencar, s/n – Messejana).

(O POVO Online)

Prefeito tem reunião com dirigente global da Fraport. gestora do Aeroporto Pinto Martins

CEO da Fraport e RC.

Nessa noite de domingo, o prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio (PDT), reuniu-se com Stefan Schulte, o CEO global da Fraport, que, nesta segunda-feira, visitará as obras de ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Na pauta do encontro, a discussão em torno de ações futuras para o aeroporto de Fortaleza que, no ano passado, registrou movimentação recorde de passageiros, com crescimento de 11,5% em relação a 2017, e batendo o recorde de 2014, quando a Capital recebeu jogos da Copa do Mundo. No total, foram 6,6 milhões de passageiros que passaram pelo aeroporto de Fortaleza.

De acordo com Roberto Cláudio, “a atuação da Fraport tem sido uma das razões para a consolidação do turismo ao longo do último ano em Fortaleza”.

(Foto – Divulgação)

O todo-poderoso chefe da Casa Civil de Camilo Santana

226 2

Na festa pelo Dia da Indústria, quinta-feira última, no La Maison, o governador Camilo Santana (PT) confessou: Élcio Batista, titular da Casa Civil, homenageado da ocasião, no primeiro dia de trabalho, chegou ao Palácio da Abolição de camisa amassada.

Camilo pediu ao assessor uma nova postura.

No dia seguinte, lá estava Élcio adotando o estilo “Ricardo Almeida”. Com sapato sem meia.

Élcio, por sinal, falou na festa e arrancou muitos aplausos. Na plateia, um bom grupo de amigos, no que alguns chegaram a comentar: “Ele pensa em mandatos?”

Em sua fala, Élcio destacou Eudoro Santana, a quem respeitava como um pai.

(Foto – Divulgação)

Tuberculose mata 4,5 mil pessoas todos os dias no mundo

No Dia Mundial de Combate à Tuberculose, lembrado hoje (24), a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que a doença mata, diariamente, quase 4.500 pessoas em todo o planeta e permanece com o status de doença infecciosa mais mortal do mundo. Os números mostram ainda que 30 mil pessoas são acometidas pela tuberculose todos os dias.

De acordo com a OMS, esforços globais para combater a doença salvaram 54 milhões de vidas desde o ano 2000 e reduziram a mortalidade em 42%.

A campanha, este ano, reforça a urgência de colocar em práticas compromissos assumidos por líderes globais, como ampliar o acesso à prevenção e ao tratamento; garantir financiamento sustentável, inclusive para pesquisas; e promover o fim do estigma e da discriminação.

“Neste Dia Mundial de Combate à Tuberculose, a OMS pede a governos, comunidades afetadas, organizações da sociedade civil, prestadores de serviços de saúde e parceiros nacionais e internacionais que unam forças”, informou a Organização Mundial da Saúde, destacando a importância de se garantir que “ninguém seja deixado para trás”.

Números da doença no Brasil

Em 2017, o Brasil registrou 34,8 casos de tuberculose por 100 mil habitantes. Foram anotados ainda 4.534 óbitos pela doença, resultando em um coeficiente de mortalidade de 2,2 mortes por 100 mil habitantes.

O país, de acordo com o Ministério da Saúde, atingiu os chamados Objetivos do Milênio de combate à tuberculose, que previam reduzir, até 2015, o coeficiente de incidência e de mortalidade da doença em 50% quando comparado aos resultados de 1990. Em 2018, entretanto, houve 72,8 mil casos novos no país.

“Apesar de ter avançado, o brasileiro deve ficar sempre alerta”, destacou o ministério, ao reforçar a importância de se começar o tratamento o quanto antes. A terapia de combate à tuberculose está disponível gratuitamente em unidades públicas de saúde e mantê-la até o final é essencial para atingir a cura da doença.

O que é a tuberculose

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que afeta principalmente os pulmões, mas também pode acometer órgãos como ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro).

Embora seja uma doença passível de ser prevenida, tratada e curada, ela ainda mata cerca de 4,7 mil pessoas todos os anos no Brasil.

Os sinais e sintomas mais frequentes incluem tosse seca ou com secreção por mais de três semanas, podendo evoluir para tosse com pus ou sangue; cansaço excessivo e prostração; febre baixa geralmente no período da tarde; suor noturno; falta de apetite; emagrecimento acentuado; e rouquidão.

(Agência Brasil)