Blog do Eliomar

Últimos posts

Era Dilma – Indicadores mostram tendência de crescimento no Brasil de 2011 a 2014

Levantamento divulgado hoje (22) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) – o Radar IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal)- mostra que, no período entre 2011 e 2014, os principais indicadores socioeconômicos de desenvolvimento humano no Brasil registraram tendência de crescimento, apesar dos primeiros sinais de desaceleração e estagnação da economia a partir de 2010.

No entanto, o Radar, elaborado a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), revela que enquanto o indicador de renda dos brasileiros cresceu a taxas anuais superiores ao último período intercensitário (2000 a 2010), os dados de longevidade e educação apresentaram taxas de crescimento inferiores.

Segundo o levantamento, de 2011 a 2014, o IDHM do Brasil teve crescimento contínuo a uma taxa média anual de 1%, inferior à observada entre 2000 e 2010, que foi de 1,7%. Todas as três dimensões que compõem o IDHM – educação, renda e longevidade – apresentaram crescimento contínuo no período 2011-2014.

O subíndice referente à dimensão educação cresceu a uma taxa anual de 1,5%, superior à do IDHM, do mesmo modo que o subíndice de renda, com crescimento anual de 1,1%. Já o subíndice de longevidade evoluiu a uma taxa de 0,6% por ano.

“Tanto no caso do IDHM, quanto dos subíndices de educação e longevidade, a taxa média de crescimento anual no período 2011-2014 foi inferior à observada no período 2000-2010. Apenas no caso do subíndice de renda ocorreu o inverso e a taxa média de crescimento anual foi maior no período 2011-2014”.

De acordo com o levantamento, elaborado pelo Pnud em parceria com a Fundação João Pinheiro e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o crescimento do IDHM do país, apesar do cenário econômico adverso no pós 2010, é reflexo da “robustez” da rede de proteção social existente no país.

“O leve avanço do IDHM no início da década de 2010 pode estar relacionado com a natureza dos dados considerados, que propositadamente têm sensibilidade diferente ao desempenho da economia, e com a rede de proteção social existente no país. Dessa forma, a população brasileira não sofreu grandes impactos no período devido à robustez dos programas sociais, que ofereceram apoio em dimensões básicas da vida humana, como saúde, educação e renda”, afirma o levantamento.

Educação

Em relação à educação, os dados da Pnad analisados pelo Radar IDHM mostram uma taxa média de crescimento anual dos indicadores relativos à frequência escolar e de frequência nas séries finais do ensino fundamental e no ensino médio inferior à observada entre os censos de 2000 e 2010.

“Esse crescimento pouco expressivo dessas taxas alerta para a necessidade de as políticas públicas buscarem reforçar o aumento da frequência escolar, com menor defasagem idade-série, dos jovens e adolescentes de 15 a 17 anos (anos finais do ensino fundamental) e de 18 a 20 anos (ensino médio)”, diz trecho da pesquisa.

Um dos pontos destacados pelo levantamento no indicador de educação é a estagnação no percentual de pessoas com 18 anos ou mais e ensino fundamental completo, que registrou taxa de crescimento de 0,5% ao ano (de 2011 a 2014), significativamente inferior ao último período intercensitário, quando a taxa foi de 3,3% ao ano.

“Em números absolutos, essas pessoas somavam 60,1% em 2011 e 61,8% em 2014. Também chama a atenção a taxa de crescimento lenta do percentual de pessoas com 18 a 20 anos com ensino médio completo, de 2,4% de 2011 a 2014 (contra 5,1% de 2000 a 2010). Em números absolutos, esse percentual passou, em 2011, de 48,4% para 52%, em 2014. Na faixa etária de 15 a 17 anos apenas 61% tinham ensino fundamental completo em 2011. Em 2014, esse número alcançou 65,5%, ainda muito longe do ideal”, diz o Radar IDHM.

Regiões metropolitanas

Na avaliação de 60 indicadores para o Distrito Federal e nove regiões metropolitanas, o Radar IDHM mostra que todas apresentaram tendência de aumento do IDH, com destaque para Curitiba (0,035), Recife (0,025) e Rio de Janeiro (0,025). Entre as que apresentaram os menores avanços estão as regiões metropolitanas de Belém (0,006), Fortaleza (0,013), Belo Horizonte (0,018) e São Paulo (0,018).

Analisando os dados da Pnad, o Radar IDHM concluiu que São Paulo junta-se ao Distrito Federal na faixa do muito alto desenvolvimento humano, reforçando a centralidade desses espaços na rede urbana brasileira, resultado da concentração de infraestrutura social e urbana.

Na conclusão do levantamento, o Pnud diz esperar que os resultados do Radar IDHM “estimulem o desenho e a implementação de políticas públicas que contribuam para gerar avanços na realidade social e econômica do país, com redução das desigualdades socioespaciais e ampliação das oportunidades de inclusão social, visando ao bem estar da população brasileira”.

(Agência Brasil)

Polícia Federal combate a pornografia infantil em 16 Estados. Na lista, o Ceará

foto pfederal

A Polícia Federal está cumprindo hoje (22) 70 mandados de busca e de prisão contra pessoas suspeitas de distribuição pornografia infantil. As ações ocorrem nos estados de Alagoas, Pernambuco, do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, de Minas Gerais, da Bahia, Paraíba, do Pará, Amazonas, Maranhão, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, de Santa Catarina, São Paulo e do Paraná.

Durante as investigações, os policiais anteciparam a execução de sete ordens judiciais para evitar a possibilidade de abuso sexual de crianças. Elas ocorreram no Paraná, Distrito Federal e Rio de Janeiro. Os investigados são suspeitos de distribuição de fotos e vídeos com conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. As ações desta terça-feira dão continuidade à Operação Darknet, realizada em 2014.

Segundo a PF, a operação tem como objetivo combater uma rede de distribuição de pornografia infantil na chamada Deep Web, conhecida com a ingternet segura para divulgação de conteúdo de forma  anônima. “A arquitetura desse ambiente impossibilita a identificação do ponto de acesso (computador), ocultando o real usuário que acessa a rede. Poucas polícias no mundo obtiveram êxito em investigações na Dark Web, como o FBI, a Scotland Yard e a Polícia Federal Australiana”.

(Agência Brasil)

Ministério dos Transportes autoriza recuperação da BR-230

foto-eunicio-senado
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) vai priorizar a recuperação da BR-230, no trecho que liga os municípios de Várzea Alegre e Farias Brito, estes na Região do Cariri.
A informação é do ministro dos Transportes, Maurício Quintella. Ele informou que atende a uma reivindicação do senador Eunício Oliveira (PMDB).
Num comunicação envido ao líder da bancada do PMDB, Quintella adianta que a empresa Ápia, responsável pelas obras, foi orientada a realizar os serviços de conservação continuada. Os trabalhos começarão ainda nesta semana.
(Foto – Agência Senado)

Policiais do Ceará querem delegacia especializada para investigar homicídios contra a categoria

greve PM artigo

Eis um tópico da Coluna Política desta terça-feira assinada pelo jornalista Plínio Bortolotti:

Policiais reivindicam a criação de uma delegacia especializada para investigar homicídios contra a categoria. Eles consideram injusto existir uma delegacia para apurar crimes cometidos por policiais e a ausência de outra, nos mesmos moldes, para averiguar ações contra eles.

A reivindicação é fator de tensionamento com a Secretaria da Segurança.

Prefeituras resistem ao prontuário eletrônico

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, tem reclamado da resistência ao prontuário eletrônico. Até dezembro, os municípios deverão inserir as fichas médicas de pacientes do SUS no cadastro digital do Governo Federal.

Um dos motivos foi apontado por Barros durante o Congresso Nacional de Hospitais Privados, em São Paulo: é a cultura de furar fila.

Com o novo cadastro, o governo diz que será mais difícil burlar a ordem em marcações de consultas.

(Veja Online)

Governo negocia uma fábrica de tratores para a ZPE

balhmann

Da Coluna O POVO Economia, de Neila Fontenele, nesta terça-feira no O POVO:

Ceará conseguiu ontem mais um contato importante para a instalação de novos investimentos. O secretário de Assuntos Internacionais, Antônio Balhmann, que está na Bielorrússia, visitou a fábrica de tratores Belarus MTW. A unidade produz veículos leves e pesados sob pneus, e exporta para alguns países da América Latina através de uma montadora na Venezuela, mas não comercializa nada com o Brasil.

A fábrica venezuelana está sendo desativada e poderá ser levada para a ZPE do Ceará. A empresa analisa a possibilidade de se instalar no estado e atender a Costa Oeste da África e América Latina, além do Brasil.

A direção da Belarus MTW já passou pelo Ceará, conheceu as instalações da ZPE e agora deve voltar, em breve, novamente ao estado, desta vez com acompanhamento da Embaixada do Brasil. O embaixador Paulo Antonio Pereira Pinto acompanhou a comitiva cearense e a agenda de negociação.

O sol nasce para tudo e para todos

aerorporor

O esqueleto do que foi feito, até hoje, de ampliação do terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Pinto Martins amanheceu, nesta terça-feira, mais visível do que nunca.

Os tapumes que a Infraero havia colocado, há alguns meses, para esconder o grau de incompetência de gestores do passado, foram arrancados pelo ventos fortes dos últimos dias, segundo alguns funcionários da Infraero.

Como o sol nasce para tudo e para todos, há torcida para que o pacote das concessões no qual está incluída a obra do Pinto Martins – que deveria ter ficado pronta para a Copa de 2014, decole o quanto mais rápido.

(Foto – Paulo MOska)

Camilo Santana cumpre agenda em Brasília. Busca dinheiro e retomada da obra da transposição

FORTALEZA, CE, BRASIL, 26-07-2016 : Camilo Santana, governador do estado do Ceará, divulga ações para enfrentar a seca no estado. (Foto: Fabio Lima/O POVO)

 

O Fórum dos Governadores do Norte, Nordeste e Centro-Oeste terá reunião nesta terça-feira, em Brasília, com o presidente Michel Temer. Camilo Santana (PT) participará do encontro.

Há expectativas de que o presidente anuncie a disposição de repartir com Estados e municípios mais dinheiro arrecadado com a cobrança de impostos e multas na regularização do patrimônio de brasileiros no exterior e não declarado ao Fisco.

Camilo ainda reforçará pressão política junto ao ministro da Integração Nacional, Helder barbalho, pela retomada das obras da Transposição do São Francisco no trecho Norte, que beneficiará o Ceará.

O trecho parou porque a Construtora Mendes Júnior, responsável pelo segmento, saiu do projeto ao ser envolvida na Operação Lava Jato.

(Foto – Divulgação)

 

Atentado terrorista mata pelo menos 28 pessoas em Cabul

Pelo menos 28 pessoas morreram e 45 ficaram feridas em um atentado suicida contra uma mesquita xiita de Cabul, capital do Afeganistão.

O ataque foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico (EI), que é de orientação sunita, segundo o TerrorMonitor, grupo que monitora atividades terroristas na internet. Entre as vítimas estão mulheres e crianças.

Essa é a terceira vez em poucos meses que xiitas são atingidos por atentados no Afeganistão, sempre reivindicados pelo Estado Islâmico.

(Agência ANSA)

Funceme promoverá seminário internacional antes de anunciar prognóstico sobre inverno 2017

castanhao

Açude Castanhão acumula cerca de 5% de sua capacidade.

Da Coluna Vertical, do O POVO desta terça-feira:

A Funceme só divulgará em janeiro o seu primeiro diagnóstico sobre a quadra chuvosa no Ceará para 2017, mas, antes disso, haverá um um seminário, de caráter internacional, que fará avaliações preliminares sobre as perspectivas de chuva e os últimos cinco anos de seca registrados no Estado.

Segundo o presidente do órgão, Eduardo Sávio, o evento ocorrerá de 30 deste mês a 2 de dezembro, no auditório do BNB-Passaré. A ordem é não só avaliar cenários, mas também projetar ações futuras de convivência com a seca. A Agência Nacional das Águas (ANA) e o Ministério do Meio Ambiente apoiam o encontro, que terá a coordenação também do Centro de Gestão e Estudos do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Sobre seca, Eduardo Sávio nada quis adiantar. Informou estar cedo para projeções. Ele, no entanto, é a favor de algum tipo de racionamento porque as reservas hídricas cearenses estão na ordem de 7%, o que preocupa.

Sucessão na Assembleia – Ciro volta a sinalizar que torce pela reeleição de Zezinho Albuquerque

cirogh

A política vive de sinais, dizem sempre os especialistas. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) antes de participar no Plenário 13 de Maio, da sessão especial que debateu, na tarde dessa segunda-feira, o fortalecimento do Banco Central do Brasil, fez escala no gabinete do presidência da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (PDT).

Disse que estava visitando o amigo e aliado histórico. Quem acompanhou o ex-ministro até o gabinete foi o líder do Governo na Assembleia, o pedetista Evandro Leitão.

Zezinho quer presidir de novo a Casa e tem como adversário o colega de partido, Sérgio Aguiar, o primeiro-secretário do legislativo estadual.

(Foto – Divulgação)

Parlamentares, empresários e prefeitos do Ceará pressionarão ministro pela retomada da obra da Transposição

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=0huQb6AP_KI[/embedyt]

A Comissão Externa de Acompanhamento da Transposição do São Francisco, presidida pelo deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), vai ouvir, em audiência pública a partir das 14 horas desta terça-feira, em Brasília, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho.

Segundo o deputado federal Raimundo Gomes, a ordem é cobrar do ministro um cronograma para as obras, e principalmente, uma solução para a conclusão do Eixo Norte, da transposição, que beneficiará estados como o Ceará. O trecho parou porque a Construtora Mendes Júnior saiu do projeto, após seu envolvimento na Operação Lava Jato.

Raimundo Gomes de Matos diz que há uma solução para retomar obra fundamental para o Ceará, hoje m crise hídrica: convocar o Exército.

Além de parlamentares federais, vão estar nessa audiência pública pressionando o ministro Helder Barbalho, grupos de deputados estaduais e de empresários, bem como prefeitos da região do açude Castanhão como Francini Guedes, de Jaguaribara. Francini disse, nesta terça-feira, para o Blog, que a piscicultura na área quebrou.

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=i1HG8Zw7LVk[/embedyt]

Antes dessa audiência dos parlamentares cearenses, empresários e prefeitos, haverá um encontro no gabinete do senador tucano Tasso Jereissati.

Incêndio atinge loja no Centro de Fortaleza

fumaa

A área ficou coberta pela fumaça.

Uma loja de artesanato foi atingida por incêndio por volta das 2 horas da madrugada desta terça-feira (22), na Rua Pedro I, no Centro de Fortaleza. Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio foi controlado nas primeiras horas desta manhã por equipes que usaram duas viaturas da corporação.

Os bombeiros ainda estão no local. Havia preocupação de que o fogo se alastrasse por outros prédios próximos. O dono do estabelecimento, Reginaldo Carneiro, não soube precisar os prejuízos.

(Foto – Cláudio Barata)

Ibama multa Cearaportos em R$ 1,5 milhão

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) embargou a atividade de carga e descarga nos berços 7, 8 e 9 do Porto do Pecém, em São Gonçalo do Amarante, e multou a Companhia de Integração Portuária do Ceará (Cearáportos) em R$ 1.500.500. A empresa, administradora do Porto, utilizou berços os 7 e 8 sem ter licença de operação. Os píers atendem majoritariamente à Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Especialista afirma que embargo aumentará congestionamento de navios no Porto.

A proibição dura até a obtenção a licença de operação. Em nota enviada ao O POVO, a Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra) informou estar a par do embargo e “buscando entendimento com o órgão para reverter a questão o mais breve possível”.

Resolver o embargo é essencial para não causar prejuízo a empresas que atracam no Porto e para a manutenção do estoque de carvão mineral da CSP, explica Heitor Studart, presidente da Câmara Temática de Logística do Ceará e do Conselho de Infraestrutura da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).

“O maior prejuízo é o funcionamento normal da CSP. Além disso, vai aumentar e muito o congestionamento no Porto. Até meses atrás (outubro) tinham 20 navios à deriva, porque o Porto estava congestionado”, diz. Studart calcula que, em média, um navio paga US$ 15 mil por dia para ficar parado no Porto e os prejuízos de engarrafamentos podem passar dos US$ 100 mil por empresa.

Segundo ele, os terminais atuais já não atendem mais à demanda do Porto. “A situação tem que ser resolvida para que os berços possam ser utilizados. A tendência é que o Porto se torne um dos maiores hubs (centro de distribuição de contêineres)”.

Expansão

As obras da segunda expansão do Porto estão com cerca de 81% de execução, conforme a Seinfra. As obras incluem pavimentação e ampliação do quebra-mar, previsto para o primeiro semestre de 2017. No projeto está construção de três berços de atracação. Estes serão voltados para operação com carga geral e produtos da CSP. Os berços 7 e 8 estão prontos e o 9 está previsto para junho de 2017.

A expansão inclui ponte de acesso ao quebra-mar e transportadores de correia para operação nos futuros terminais de granéis sólidos. Esta fase apresenta 28% e está prevista para o segundo semestre de 2017. O investimento total da ampliação será em torno de R$ 640 milhões (tesouro Estadual e BNDES).

Procurada, a CSP informou que responderá demanda do O POVO hoje.

(O POVO – Repórter Beatriz Cavalcante)

Audiência discute alterações em regras do programa Minha Casa, Minha Vida

A Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados realiza nesta quarta-feira (23) audiência pública para debater novas exigências para a concessão de operações de crédito do programa Minha Casa, Minha Vida com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O deputado Mauro Mariani (PMDB-SC), que sugeriu a audiência, quer discutir as regras divulgadas nos últimos meses em portarias do Ministério das Cidades e em instruções normativas da Caixa Econômica Federal.

Foram convidados para a audiência a secretária nacional de Habitação do Ministério das Cidades, Maria Henriqueta Arantes; o secretário da Associação Comercial de Joinville – Núcleo de Construção Civil, Julcimar Taylor Sevegnani; o presidente da Associação dos Construtores do Estado de Goiás, Delermond Dias Marques; além de representantes da Caixa Econômica Federal, do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Paraná (Sinduscon-PR) e da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic).

(Agência Câmara Notícias)

Juiz Sérgio Moro e advogados de Lula discutem durante depoimento de Delcídio

O juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e promotores do Ministério Público Federal foram personagens de uma audiência acalorada nessa segunda-feira (21). A sessão do dia tratava do interrogatório de testemunhas de acusação na ação penal em que Lula é réu no âmbito da Operação Lava Jato.

As discussões aconteceram durante o depoimento do ex-senador Delcídio do Amaral, a primeira testemunha a ser ouvida. Os advogados do petista contestaram por diversas vezes a relevância de perguntas que eram formuladas pelos promotores que, segundo eles, fugiam do escopo do processo. A defesa também alegou que o depoente estava respondendo com base em suposições e não em fatos objetivos.

“A defesa, pelo jeito, vai ficar levantando questão de ordem a cada dois minutos? É inapropriado”, disse Moro à defesa de Lula. Um dos advogados respondeu: “Pode ser inapropriado, mas é perfeitamente jurídico e legal. O juiz não é o dono do processo”.

Mesmo com os protestos, o magistrado indeferiu novamente o pedido da defesa, afirmando que as perguntas dos promotores buscavam contextualizar os fatos. Os advogados insistiram na discussão e Moro interrompeu a gravação da audiência para que a divergência fosse controlada.

Questionado pelo MPF, Delcídio do Amaral disse que Lula sabia do esquema de corrupção na Petrobras. “A classe política e a torcida do Flamengo inteira sabia disso daí. Portanto, é uma coisa até surreal esse tipo de afirmação [de que o ex-presidente não sabia]”, disse. O ex-senador alegou, no entanto, que jamais conversou sobre o assunto com o petista. “Eu não tinha essa relação próxima com o presidente pra ter esse tipo de diálogo com ele”.

(Agência Brasil)