Blog do Eliomar

Últimos posts

Conselho Estadual de Direitos Humanos cobra mudanças na estratégia de segurança do Governo

O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos (CEDDH) divulgou nota pública sobre os episódios de violências registrados no Ceará. O organismo critica a política de segurança do Governo do Estado e apresenta algumas sugestões. Confira:

NOTA PÚBLICA

O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos do Estado do Ceará – CEDDH vem a
público se solidarizar com as famílias das vítimas dos últimos episódios de violência e
manifestar sua indignação com a chacina ocorrida no último dia 27 de janeiro no bairro
Cajazeiras, em Fortaleza e as execuções ocorridas menos de 72 horas depois na Cadeia Pública de
Itapajé. Nos solidarizamos também, com os moradores e moradoras das comunidades que tem
suas vidas inviabilizadas: prejudicados(as) em seu direito de ir e vir, de realizar suas
atividades cotidianas e acessarem os serviços públicos, numa condição em que as próprias
servidoras e servidores que atuam nos territórios das violências estão sob riscos à sua
integridade.

Em 2017, ocorreram 5.134 homicídios no Ceará. 981 deles vitimaram adolescentes de 10 a 19
anos. O ano de 2017 também registrou recorde de mortes por intervenção policial atingindo
161 vítimas. Em 2017, o Ceará também registrou o 4º maior número de assassinatos de
pessoas trans. O último período foi igualmente marcado por brutais casos de estupros de
mulheres e vulneráveis, enquanto os feminicídios chegaram à triste marca de 154 em 2017.

Também nos preocupamos com os riscos aos militantes comunitários, e nos consternamos
com o assassinato, no último dia 31 de Janeiro, de Simone Silva Vasconcelos, no bairro
Sabiaguaba, mulher atuante na luta pelo direito comunitário à moradia e ao território.
Resta evidente que as políticas de segurança pública, em especial a política sobre drogas e
tráfico de armas, focadas no armamento e repressão tem sido ineficazes para garantir o direito
de todos e todas à uma vida pacífica. Além dos inúmeros casos que chegam a este Conselho,
que denotam o nível de violência institucional que vivenciamos no Estado, é explícito que o
hiper encarceramento só tem alimentado o escalonamento da violência no Ceará.

Constatamos que essas políticas, além de não resolverem, agravam a situação e se tornam
parte do genocídio da população negra de todas as idades, em especial, adolescentes e jovens,
e explicitam o racismo estrutural, o qual o Estado, em seu dever de segurança pública, não
pode mais se furtar a compreender e atuar de forma contundente. Neste sentido, este Conselho
entende que as chacinas não podem ser consideradas ocorrências episódicas e isoladas. Vários
foram os eventos comunicados e tratados por esta instância: chacinas, dentro e fora das
penitenciárias, como a trágica chacina de Messejana ou o massacre nas penitenciárias em
maio de 2016. Estes dois fatos por si anunciam que não vivemos uma excepcionalidade
conjuntural em razão da violência.

Entendemos que as políticas de segurança pública requerem estratégias capazes de enfrentar a
gravidade da situação atual e agir em curto, médio e longo prazo. Defendemos ainda que estas
estratégias sejam adotadas tendo em vista modificar o paradigma de violência no qual se
apoiam as ações de segurança pública até aqui adotadas e que findam por colocar as pessoas,
especialmente as populações pobres e discriminadas, sob constante risco e vulnerabilidade.

Nessa perspectiva, reivindicamos do Governo do Estado:

1. A abertura de um diálogo direto entre o Governador do Estado do Ceará e a sociedade
civil, incluindo os movimentos e coletivos comunitários, notadamente as juventudes e
mulheres, para construir coletivamente políticas que dialoguem mais com a realidade
da insegurança pública em sua complexidade em Fortaleza e municípios vizinhos.
Uma das referências para essas políticas são as recomendações do Comitê Cearense
pela Prevenção de Homicídios de Adolescentes;

2. O fomento à atuação integrada dos Programas de Proteção: Programa de Proteção às
Vítimas e Testemunhas (Provita); Programa de Proteção à Criança e Adolescentes
Ameaçados de Morte (PPCAM), e Programa de Proteção aos Defensores e Defensoras
de Direitos Humanos (PPDDH), com vistas a fortalecer medidas urgentes e também
continuadas, para integridade das famílias das vítimas e garantias emergenciais de
atenção à saúde mental e outras necessidades materiais, assim como a instalação do
Mecanismo Estadual de Prevenção e Combate à tortura no Estado do Ceará;

3. O esforço interinstitucional dos poderes públicos executivos, legislativos e judiciário
para enfrentar de forma eficaz o hiperencarceramento nas unidades prisionais e
sistema socioeducativo masculinos e femininos;

4. Medidas de enfrentamento ao tráfico de armas e a corrupção estrutural das polícias;

5. Aumento dos investimentos na Inteligência policial e busca de apoio da Inteligência da
policia federal;

6. Tomada de medidas de proteção e garantia de condições de segurança para servidoras
e servidores públicos que atuam nos territórios de violência;

7. O fortalecimento de políticas de prevenção adequadas à realidade e atenta aos direitos
humanos;

8. O esforço governamental para mobilizar os poderes públicos para enfrentar a cultura
de ódio e legitimação da crueldade contra as comunidades pobres, promovida pela
grande mídia e nas redes sociais com participação direta de agentes da segurança
pública;

9. Ações emergenciais de educação para dialogar com a população sobre seus direitos
com vistas a construir uma cultura de direitos humanos.

CEDDH

*Fortaleza – CE, 31 de janeiro de 2018.

Guaraciaba do Norte promove Pré-Carnaval

O município de Guaraciaba do Norte (Região da Ibiapaba) vai promover Pré-Carnaval. O evento, intitulado “Guarafolia”, é uma promoção da Prefeitura, por meio da Secretaria do Turismo.

De acordo com Demetrius Jorge Vieira, titular da pasta do Turismo, haverá folia nesta sexta-feira, com bloco das crianças e com o Paredão Posto Pessoa, a partir das 16h30min.

No sábado, a agitação fiará por conta da banda Forró Real e a cantora Janaína Alves. “Queremos resgatar essa folia e, principalmente, fomentar o comércio e turismo de nossa cidade”, explica Demetrius Vieira.

Enem pode ser reformulado até 2020

O Brasil poderá ter um novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em dois anos. A intenção é que, acompanhando o novo ensino médio, o Enem seja reformulado até 2020, disse a ministra interina da Educação, Maria Helena Guimarães. “Isso vai precisar ser muito discutido. Parte da avaliação abordará aquilo que compõe a base comum do ensino médio, e parte do exame, a parte flexível, abordando tanto itinerário técnico quanto o itinerário formativo”, afirmou a ministra.

Pelo novo ensino médio, sancionado no ano passado, parte do currículo da etapa de ensino, o equivalente a 1,8 mil horas deverá ser destinado ao conteúdo da Base Nacional Comum Curricular [BNCC], ainda em discussão. Segundo Maria Helena, uma nova versão da BNCC será encaminhada para análise do Conselho Nacional de Educação (CNE) em março. O restante do tempo, que varia de acordo com a rede de ensino, será destinado à formação específica. Os estudantes poderão escolher entre o aprofundamento em linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas ou ensino técnico.

De acordo com a ministra, a intenção é que a formação dos estudantes seja mais fluida e as disciplinas, cada vez mais integradas. O desafio do Ministério da Educação (MEC) será avaliar esse estudante. “É possível ter itinerário formativo que aborde conhecimento de história, arte e matemática. Por que não?”.

O novo Enem deverá ser discutido em um seminário que o MEC realizará neste mês com entidades privadas e o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). Além do Enem, o seminário debaterá a proposta de base nacional para o ensino médio.

A ministra interina da Educação adianta que a formação geral do aluno na área de linguagens, de matemática, de ciências da natureza e humanas “será muito importante no novo Enem”. O exame é usado atualmente como uma das principais formas de acesso ao ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas e financiamento no ensino privado pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Brasília - O diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Rafael Lucchesi, durante debate sobre os desafios de implantação da reforma do ensino médio no país (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Rafael Lucchesi, diretor-geral do Senai.

Maria Helena participou hoje (1º) de bate-papo ao vivo pelo Facebook do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). A conversa, mediada pela Agência Brasil, contou também com participação do diretor-geral do Senai e diretor-superintendente do Serviço Social da Indústria (Sesi), Rafael Lucchesi.

Segundo a ministra , mesmo sem ter ainda uma base nacional aprovada para o ensino médio, algumas redes de ensino já começaram a implementar as mudanças. Uma das ênfases é na formação técnica.

Para Lucchesi, esse é um dos pontos centrais da reforma, que vai qualificar a formação dos estudantes. “Hoje 82% dos jovens não vão para universidade. Seguramente, uma educação mais flexível vai ser melhor para o jovem e para o país. Isso melhora a produtividade e impacta na possibilidade de gerar emprego”, afirmou.

Lucchesi ressaltou que, enquanto em países desenvolvidos cerca de 50% dos jovens têm formação técnica no ensino médio regular, esse percentual é inferior a 10% no Brasil.

Ensino médio noturno

A formação técnica deverá ser fortalecida no ensino médio noturno, destacou Maria Helena. “Não faz mais sentido a pessoa já com mais idade, que gostaria de concluir o ensino médio com formação técnica, seguir o [ensino] regular quando já tem experiência de vida.” A intenção é que o noturno tenha um currículo mais enxuto, mas que leve os estudantes “a desenvolver as mesmas competências mais gerais.”

Segundo a ministra interina, cerca de 20% dos 6,7 milhões de matrículas no ensino médio em escolas públicas são noturnas. Parte desses estudantes poderia cursar o ensino médio regular diurno. De acordo com Maria Helena, a intenção é que o noturno seja voltado aos estudantes que trabalham e não têm condições de cursar a etapa regularmente.

(Agência Brasil)

TJ do Ceará aprova projeto que cria a Vara de Direitos de Organizações Criminosas

O Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará aprovou, na tarde desta quinta-feira (1º/02), projeto de lei que instituirá, no âmbito da organização judiciária estadual, a Vara de Delitos de Organizações Criminosas, sediada em Fortaleza e jurisdição em todo o Estado. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE.

A sessão foi presidida pelo desembargador Gladyson Pontes, que destacou se tratar de uma iniciativa que o tribunal já vinha estudando, em razão de demanda dos órgãos de segurança, e que foi acelerada diante do momento crítico que o Estado tem enfrentado com as ações de facções criminosas. A iniciativa visa a dotar o Judiciário de meios mais adequados para empreender agilidade ao julgamento de processos dessa natureza.

Com um juízo especializado, além da celeridade, a expectativa é de que haja maior integração entre órgãos que atuam na área, como: a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), criada no Ceará em 2016, e o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público Estadual.

A criação de varas especializadas no combate ao crime organizado foi recomendada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e, no âmbito da Justiça Estadual, já foi adotada em Mato Grosso, Alagoas, Pará, Bahia, Roraima, Santa Catarina e Maranhão, tendo sido julgada constitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em 2012.

Desde 2014, mesmo sem a criação de unidade especializada, o TJCE já vem adotando o regime de julgamento colegiado em ações que envolvem organizações criminosas, previsto na Lei Federal nº 12.694/2012. De acordo com o projeto de lei que será enviado à Assembleia, a Vara de Delitos de Organizações Criminosas terá titularidade coletiva, sendo composta por três juízes de Entrância Final, que “decidirão e assinarão, em conjunto, todos os atos judiciais de competência da unidade”.

Prefeito anuncia R$ 40 milhões para recuperação da malha viária

200 2

O prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio (PDT), anunciou, nesta quinta-feira, 1º, em entrevista coletiva durante a reabertura dos trabalhos na Câmara Municipal, que vai investir cerca de R$ 40 milhões num novo plano de pavimentação da cidade, que terá inicio neste mês.

De acordo com o prefeito, apesar das chuvas, a ação não pode esperar. Ele afirma que é normal que se faça um plano progressivo, uma vez que a chuva impossibilita a construção dos asfaltos e traz prejuízos à cidade, “mas têm ações que não podem esperar”, acentuou. Serão ações que vão envolver tapa buracos, pequenas drenagens e pavimentação, bem como fresa e pavimentação preventiva em vias que estão necessitando.

As ações terão início neste mês em pequena escala e vão ganhando intensidade a partir de maio, quando as chuvas tendem a diminuir em Fortaleza. Em junho, julho, agosto e setembro as atividades serão mais intensas, conforme o prefeito.

(Com o repórter Rômulo Costa)

Censo Escolar Superior 2017 inicia coleta de dados

O Censo de Educação Superior (CenSup) 2017 iniciou nesta quinta-feira (1º) o período de coleta de informações em todas as instituições que oferecem cursos, tanto públicas como privadas. Tais instituições devem lançar seus dados em um formulário online do Instituto de Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) até o dia 24 de abril. A sondagem integra, junto com o Censo Escolar, referente à educação básica, as estatísticas necessárias à orientação de políticas condizentes com o Plano Nacional de Educação, que estabelece metas de qualidade a serem atingidas de 2014 a 2024.

O levantamento se propõe a relacionar, no âmbito de graduações presenciais, cursos ministrados a distância e na modalidade sequencial, as vagas oferecidas, inscrições, matrículas, número de alunos ingressantes e concluintes e, ainda, informações sobre docentes. Quando consolidados, os dados serão divulgados nos sites Sinopse Estatísticas e Microdados. O censo permitirá também que se conheça a condição de recursos tecnológicos proporcionados a pessoas com deficiência.

O CenSup deve ser adequadamente elaborado por ser também um pré-requisito para a expedição de atos regulatórios e a participação da instituição em programas do Ministério da Educação, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), o Programa Universidade Para Todos (ProUni) e concessão de bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superio (Capes). Ele também serve de base para a avaliação e o cálculo do Conceito Preliminar de Curso (CPC) e do Índice Geral de Cursos (IGC).

 

(Agência Brasil)

Chacina de Cajazeiras – Dono da casa de show presta depoimento no 13º DP

O homem cobriu a cabeça com camisa para evitar a imprensa.
O dono do estabelecimento conhecido por “Forró do Gago“, casa de show onde ocorreu a maior chacina  da história do Ceará, no último sábado, 27, se apresentou à Polícia Civil na tarde desta quinta-feira, 1º. Foi no 13º Distrito Policial, que fica no bairro Cidade dos Funcionários. Ele prestou depoimento ao delegado responsável pelo 13º DP, Hélio Marques, informou um inspetor no plantão.

Grupo armado invadiu a cada de show localizada na rua Madre Teresa de Calcutá durante festa e matou 14 pessoas, sendo oito mulheres e seis homens. Os corpos ficaram espalhados no clube e nas calçadas.

No último dia 30, o delegado Hélio Marques afirmou que o estabelecimento pode ser interditado por ultrapassar o volume de decibéis permitidos para uma área residencial. Os equipamentos de som apreendidos no local têm potência que passa de 150 dB. O máximo permitido é 65 dB.
(O POVO Online)

Chacina de Cajazeiras – Ato artístico apelará por paz em performance na Praia de Iracema

O Movimento Renasce, que congrega membros da sociedade civil de Fortaleza e que se diz sem cor partidária, promoverá, a partir das 17 horas desta quinta-feira, no aterro da Praia de Iracema, uma performance artística.

O objetivo é chamar a atenção da população para a gravidade que foi a Chacina de Cajazeiras, onde foram assassinadas 14 pessoas, na casa Forró do Gago, em consequência de brigas entre facções criminosas. A informação é e Mariana Possas, da organização.

(Foto – Evilázio Bezerra)

CCJ vai votar “Lei das Falências” para pessoas físicas

Boa notícia para os endividados. Na volta do recesso parlamentar, a CCJ da Câmara vai colocar em votação o PL 7590/17 que prevê melhores condições de pagamento da dívida do brasileiro. A informação é da Veja Online.

No fim de dezembro, o relator Juscelino Filho (DEM-MA) deu parecer favorável à proposta do deputado Alexandre Valle (PR-RJ). O PL é como uma Lei das Falências para a pessoa física endividada, estabelecendo a figura de um juiz para auxiliar na negociação e fixação de valores dentro do orçamento da família.

Michel Temer, então, pediu para acelerar os trâmites no Legislativo para, quem sabe, associar seu nome a uma boa notícia. Por isso, o PL é terminativo na CCJ, ou seja, sendo aprovado, vai ao Senado e depois à sanção presidencial.

Dirigente da UP, novo partido de esquerda, visita Fortaleza

Vem aí o Partido Unidade Popular pelo Socialismo – a UP. O presidente da Comissão Provisória Nacional da nova legenda, Leonardo Péricles, visita Fortaleza.

Aqui, ele vem reforçar o trabalho de coleta de assinaturas para legalizar o partido que, no entanto, não deve obter condições legais para disputar as próximas eleições.

No Ceará, quem comanda a comissão provisória da sigla é Paula Virgínia.

Leonardo Péricles e Paula conversaram com a reportagem do Blog e deram detalhes sobre a legenda que garante ser de esquerda comprometida em não receber ajuda financeira de grupo econômico.

Benfolia 2018 – Festival de Marchinhas do Shopping Benfica comemora 10 anos

Marcirlene Pinheiro, superintendente do shopping, com EvaldoLima, titular da Secultfor, e os bicampeões do Festival Benfolia, José Airton e Horlandinho Duarte.

O Shopping Benfica realiza programação especial para comemorar os 10 anos do Festival Benfolia, de músicas carnavalescas que, inclusive, abriu nessa quarta-feira. O projeto de responsabilidade cultural desse polo de compras ganhou homenagem da Secretaria de Cultura de Fortaleza: uma uma comenda em reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo resgate das tradicionais músicas carnavalescas e o incentivo aos compositores e intérpretes locais.

A final do Benfolia ocorrerá na próxima quarta-feira (7). O evento acontece em frente à Casa do Cidadão e é aberto ao público.

SERVIÇO

*Mais informações – 3243-1000.

(Foto – Divulgação)

PGM disponibiliza consulta a processos de forma eletrônica

A Procuradoria Geral do Município de Fortaleza disponibilizou o primeiro processo administrativo para consulta a órgãos e entidades da Prefeitura de Fortaleza de forma totalmente eletrônica através de seu Portal (http://porttal.pgm.fortaleza.ce.gov.br).

Antes todos os autos do processo precisavam ser impressos e anexados ao processo físico, gerando custos operacionais de impressão. Após isso o processo era encaminhado de forma física para a instituição. Com o novo modelo, passa a ser gerada uma senha para o processo e a mesma é anexada como um documento ao processo físico e este encaminhado para o órgão/entidade. Após receber o processo, o órgão acessa o Portal PGM, informa o número do processo e a senha e tem acesso as informações do processo de forma eletrônica, não sendo mais necessária a impressão de documentos para visualização do órgão/entidade que iria receber o processo.

A expectativa é que em um futuro breve, os processos não sejam mais encaminhados de forma física, e que todo o trâmite na PGM ocorra de forma eletrônica e que os processos também sejam disponibilizados de forma virtual, não sendo mais necessária a impressão de documentos e reduzindo também os custos com logística, onde não seria mais necessário a entrega física do processo.

O primeiro processo eletrônico a passar por este procedimento foi administrativo da PROURMA, que já possui este fluxo automatizado no sistema e-PGM. O procurador-geral de Fortaleza, José Leite Jucá Filho, despachou de forma eletrônica o processo, já que o gabinete também possui seu fluxo automatizado na plataforma e-PGM. A meta é fazer com que o fluxo de processos da PGM seja 100% eletrônica.

Temer reafirma que País retomou o crescimento após ações do seu governo

O presidente Michel Temer reafirmou hoje (1) que o Brasil retomou o rumo do desenvolvimento em seu governo, em um evento da Caixa Econômica Federal (Caixa), em Brasília. Temer destacou o papel social do banco e voltou a defender as principais ações de seu governo, como a definição de um teto para os gastos públicos, a reforma do ensino médio e a retomada da abertura de vagas de trabalho.

“Este governo, de um ano e oito meses, fez o que o Brasil precisava e, nesse particular, a Caixa teve sempre um papel extraordinário. Todos sabemos que a vocação da Caixa transcende e supera muito a de um banco comercial. Lembro da alegria quando liberamos o Fundo de Garantia [por Tempo de Serviço], aqueles R$ 44 bilhões que injetamos na economia brasileira”, disse Temer. “E agora ainda estamos lançando o pagamento das contas do PIS/Pasep, que pode colocar R$ 1,6 bilhão em circulação. Nesses casos todos, a Caixa foi fundamental para levar adiante operações de enorme complexidade”, completou o presidente.

O presidente lembrou ainda da participação do banco para a execução do programa Minha Casa, Minha Vida, que deve contratar este ano cerca de 700 mil novas unidades, e em projetos de modernização da infraestrutura do país e de atração de investimentos no âmbito do programa Agora, é Avançar.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, também exaltou a melhoria na governança e parceria do banco para consolidar ações pelo crescimento econômico do país. “A Caixa trabalha na mesma direção com que estamos trabalhando no país, com programas de ganho de eficiência, dimensionamento da rede, com automação e melhoria nos processos”, disse. “A Caixa financia o consumo e o investimento, seja residencial, comercial, seja das empresas, e portanto esta inserida dentro da economia diretamente”.

(Agência Brasil)

Cachina de Cajazeiras – Missa de Sétimo Dia pelas vítimas será na Catedral

A Catedral Metropolitana de Fortaleza será o local da Missa de Sétimo Dia pelas vítimas da “Chacina das Cajazeiras”. O ato ocorrerá às 19 horas desta sexta-feira e será presidida pelo padre Clairton Alexandrino.

Familiares das vítimas e autoridades civis e religiosas participarão da celebração. Vários padres de outras paróquias também estão confirmando presença.

Há pedido para que as pessoas compareçam à missa vestino o branco da paz.

CNI: Indústria fecha 2017 com queda de 0,2%

O faturamento real da indústria brasileira fechou o ano com queda de 0,2%, apesar do crescimento observado no segundo semestre do ano. Os dados fazem parte do Indicadores Industriais de dezembro de 2017 divulgados hoje (1º), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A CNI sustenta que a pesquisa Indicadores Industriais de dezembro “mostra que a recuperação da atividade industrial segue em curso e se consolidou na segunda metade do ano passado, o que levou o setor a fechar o semestre com variações positivas em todos os índices de atividade industrial: faturamento, emprego, horas trabalhadas e Utilização da Capacidade Instalada (UCI)”.

No mês de dezembro, o faturamento real da indústria brasileira registrou crescimento de 0,2% em relação a novembro, na série dessazonalizada. O resultado do último mês de 2017 foi 3,2% maior do que o observado em dezembro do ano anterior.

A CNI revisou o resultado de novembro, que passou de uma queda 0,6% para crescimento de 2% do faturamento real. Com isso, o índice passou a registrar quatro meses consecutivos de alta, acumulando 2,2% de crescimento nesse período (((no quadrimestre???))).

A avaliação da CNI é de que “a recuperação da atividade industrial segue em curso, com variações positivas dos índices no último mês do ano, mas a consolidação desse processo de recuperação só se concretizou na segunda metade do ano passado”. Apesar do crescimento no segundo semestre, a indústria fechou 2017 com queda na maioria das variáveis na comparação com 2016.

Além do faturamento real, as horas trabalhadas também tiveram queda no ano, de 2,2% frente a 2016, e o emprego industrial, de 2,7%. Já a Utilização da Capacidade Instalada média (UCI) de 2017 ficou 0,4 ponto percentual acima da média de 2016.

O rendimento médio real e massa salarial tiveram movimento contrário, com o segundo semestre mais negativo que o primeiro. O rendimento real ainda terminou o ano positivo, com crescimento de 0,8% ante 2016, mas a massa salarial consolidou queda de 1,9% no ano.

Crescem emprego e horas trabalhadas

Se por um lado o emprego e as horas trabalhadas cresceram em dezembro em relação ao mês anterior, por outro lado a massa salarial e o rendimento real pago ao trabalhador fecharam em queda. Os dados da CNI indicam que o emprego industrial aumentou 0,3% em dezembro, desconsiderando as influências sazonais, o terceiro aumento mensal consecutivo. Durante o segundo semestre, o índice teve queda somente em agosto.

A entidade ressalta, porém, que os resultados para o ano “ainda são contaminados pelo primeiro semestre, quando o emprego seguia em queda”. Com isso, o índice de dezembro de 2017 é 0,4% inferior ao registrado no mesmo mês de 2016 e também 2,7% menor no acumulado do ano em relação a 2016.

Já as horas trabalhadas na produção cresceram 0,8% em dezembro, na série dessazonalizada. Apesar disso, o ano também fecha com resultados negativos neste indicador: as horas trabalhadas recuaram 1,1% na comparação entre dezembro de 2017 e o mesmo mês de 2016 e o acumulado do ano teve queda de 2,2% em relação a 2016.

Comportamento contrário mostram a massa salarial e o rendimento médio real pagos pela indústria ao trabalhador. A massa salarial recuou 0,6% em dezembro, após os ajustes sazonais, registrando a segunda queda consecutiva do índice. “Diferentemente dos índices relacionados à atividade industrial, a massa salarial teve um desempenho mais negativo na segunda metade de 2017, quando foram registradas quatro quedas mensais no segundo semestre, ante duas no semestre anterior”, avalia a CNI. O índice de dezembro foi 0,4% inferior ao registrado no mesmo de mês de 2016. No ano, a massa salarial recuou 1,9%.

Já o rendimento médio real caiu 0,4% em dezembro na série dessazonalizada, a segunda queda consecutiva do índice. Como no caso da massa salarial, o rendimento médio registrou desempenho mais negativo no segundo semestre de 2017 do que no primeiro. Ainda assim, terminou o ano de 2017 termina com aumento de 0,8%. O resultado de dezembro de 2017 é apenas 0,1% maior do que o de dezembro de 2016.

No que diz respeito à Utilização da Capacidade Instalada (UCI), o indicador encerrou dezembro com 78%, registrando um pequeno aumento de 0,1 ponto percentual na comparação com o resultado de novembro, que foi foi revisado de 78,3% para 77,9%.

A Utilização da Capacidade Instalada da Indústria encerrou o ano 1,3 ponto percentual acima do registrado em dezembro de 2016. Já a média de da Capacidade Instalada de 2017 foi 0,4 ponto percentual superior à registrada em 2016.

(Agência Brasil)

Sai resultado final do concurso dos Correios

Foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (1) o resultado final do concurso público para provimento de vagas e formação de cadastro reserva em cargos das áreas de medicina e segurança do trabalho.

A previsão é de que, em março, os candidatos aprovados em todas as fases da seleção sejam convocados para assinar contrato individual de trabalho com os Correios, de acordo com a classificação obtida, a localidade selecionada e as necessidades da empresa.

SERVIÇO

*Mais informações poderão ser obtidas no site dos Correios aqui.

PT fará passeata pelas ruas do Pirambu sob o mote de que “eleição sem Lula é fraude”

1290 1

O PT vai realizar, a partir das 16 horas desta quinta-feira, uma grande passeata pelas ruas do Pirambu, saindo da Igreja de Nossa Senhora das Graças. O evento contará com o deputado federal José Nobre Guimarães, com parlamentares estaduais e vereadores dos partidos de esquerda apoiadores do ex-presidente Lula.

Segundo informou o vereador Acrísio Sena, o objetivo é continuar a luta para que Lula seja candidato a presidente, o que exigirá esclarecimentos junto à população.

O mote da passeata os vereadores Guilherme Sampaio (PT), Eliana Gomes (PCdoB) e o próprio Acrísio já divulgaram durante a abertura dos trabalhos da Câmara Municipal: “Eleição sem Lula é fraude!”

(Foto -Cláudio Barata)

Indústria fecha 2017 com crescimento de 2,5% após três anos

Após três anos de quedas consecutivas, a produção industrial brasileira fechou o ano passado com crescimento acumulado de de 2,5%, na comparação com 2016, puxada pelo setor automotivo. Este é o primeiro resultado anual positivo desde 2013, quando a indústria fechou com expansão de 2,1%, e o maior desde 2010, ano em que a indústria teve o recorde de 10,2% de crescimento.

Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física Brasil (PIM-PF) divulgada hoje (1º), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que apresentou também o resultado mensal do último mês de 2017: o parque fabril do país fechou dezembro com crescimento de 2,8% em relação a novembro, na série livre de influências sazonais.

Esta foi a maior alta mensal na série ajustada sazonalmente desde os 3,5% de junho de 2013. A indústria fechou os quatro últimos meses do ano passado com crescimentos mensais consecutivos, período em que acumulou expansão de 4,2%.

Em relação a dezembro de 2016, a indústria teve alta de 4,3%, a oitava taxa positiva consecutiva na comparação com o mesmo mês do ano anterior, mas inferior às taxas de outubro (5,5%) e novembro (4,7%). No quarto trimestre, indústria cresceu 4,9% em relação ao mesmo período de 2016. Já o crescimento acumulado do segundo semestre do ano foi de 4%.

(Agência Brasil)