Blog do Eliomar

Últimos posts

Parque das Crianças ganhará base da Guarda Municipal

173 2

Nesta quarta-feira, às 8h30min, o Parque das Crianças (Centro) vai ganhar uma base para a Guarda Municipal de Fortaleza. Segundo o secretário municipal de Direitos Humanos, Desenvolvimento Social e Combate à Fome (SDHDS), Azevedo Vieira, a ação faz parte do projeto de revitalização do equipamento.

A solenidade contará com a presença do titular da SDHDS, Elpídio Nogueira, e do secretário municipal da Segurança Cidadã, além de vereadores e lideranças de movimentos populares.

A segurança na área será reforçada com o grupamento da Inspetoria de Proteção Urbana (Iprotu) da Guarda Municipal. Formada por mais de 130 servidores, a Iprotu atua em toda a cidade com viaturas e com equipes fixas no Centro, principalmente nas praças do Ferreira, dos Leões e Lagoinha.

Caixa reduz juros do rotativo do cartão de crédito

A Caixa Econômica Federal anunciou hoje (11) a redução das taxas de juros do rotativo dos cartões de crédito que, agora, variam de 8% a 11% ao mês, conforme o tipo de cartão do cliente. Antes, os juros dessa modalidade iam de 11,15% a 17,12% ao mês. O rotativo é o crédito tomado junto à instituição financeira quando o consumidor paga menos que o valor integral da fatura do cartão.

Segundo o banco, a redução na taxa mensal do rotativo foi de 7,7 pontos percentuais. “A medida contribuirá para a redução da inadimplência e incentivo ao consumo”, informou a Caixa, em nota.

Pelas novas regras para o crédito rotativo, anunciadas pelo governo no fim do ano passado e em vigor desde o dia 3 de abril, sempre que o consumidor entrar no crédito rotativo e não conseguir quitar a dívida nos primeiros 30 dias, o banco terá de oferecer um crédito parcelado do saldo devedor, com taxas menores. Na prática, isso evita que a dívida do cartão de crédito, que tem as taxas de juros mais altas do mercado, vire uma bola de neve.

Segundo a Caixa, a partir das faturas com vencimento em 3 de maio de 2017, os clientes que estiverem com saldo rotativo terão três opções: quitar a fatura total; pagar o mínimo; ou aderir à linha de crédito parcelada.

“O cliente da Caixa que optar pelo parcelamento do saldo devedor, a partir de maio, poderá escolher os seguintes prazos de pagamento: 4, 8, 12, 16, 20 ou 24 meses, com taxas entre 3,3% e 9,9% ao mês [inferiores às do rotativo]. Para formalizar a adesão, o cliente deve pagar o valor exato da primeira parcela de uma das propostas de parcelamento, que estará disponível na fatura, até a data do vencimento”, informou.

O banco oferece, ainda, a opção do parcelamento automático do valor da fatura, que ocorrerá quando o cliente pagar qualquer valor abaixo do pagamento mínimo e diferente das seis opções de parcelamento citadas.

(Agência Brasil)

Procon Fortaleza divulga nova pesquisa sobre produtos da Semana Santa. O pão de coco dispara

Saiu nesta terça-feira mais uma pesquisa feita pelo Procon Fortaleza. Desta vez com preços de 57 produtos típicos da Semana Santa, entre peixes, vinhos e pães de coco. O levantamento foi realizado nos dias 3, 4 e 11 deste mês em supermercados e mercados públicos de Fortaleza, contemplando todas as regionais e o Centro. Na lista, estão peixes comuns para o período como o bacalhau, serra e sirigado e ainda vários tipos de camarão.
A maior variação foi encontrada no preço do quilo pão de coco, que pode sair até 198,07% mais caro. Em seguida, os vinhos aparecem com as maiores diferenças entre os locais pesquisados. Entre os peixes, o filé de pescada amarelo foi encontrado por até 86,42% de diferença entre o estabelecimento mais caro e o mais barato.
A maior diferença foi encontrada no preço do quilo do pão de coco, indo de R$ 5,70 a R$ 16,99, o que confere 198,07% de variação. O vinho (750ml), muito comum neste período de Semana Santa, pode sair  por até 150,40% de diferença entre os locais pesquisados, sendo encontrado de R$ 9,98 a R$ 24,99. No caso do vinho, o consumidor compraria quase três garrafas, se optar pela compra no supermercado mais barato.
A pesquisa do Procon Fortaleza leva em consideração as mesmas marcas e a quantidade exata no peso do produto, o que proporciona a análise confiável e precisa da tabela de preços.
Entre os peixes, as maiores variações ocorreram nos preços do quilo do filé de pescada amarelo, que pode ser encontrado de R$ 29,98 a R$ 55,89, ou seja, 86,42% de diferença; e ainda no quilo do filé de panga, que pode custar de R$ 13,90 a R$ 24,50, uma variação de 76,26%.
Para a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, a pesquisa possibilita ao consumidor uma forma de economizar na hora de fazer as compras de produtos da Semana Santa. A diretora alerta para alguns cuidados e direitos. “O consumidor deve pesquisar e exigir o cumprimento da oferta anunciada em encartes publicitários. Caso encontre divergência no preço do produto ofertado com o valor apresentado no caixa, é direito do consumidor pagar sempre o menor preço”, orientou.
Ovos de Páscoa
O Procon Fortaleza divulgou, no dia 29 de março, a pesquisa com preços dos ovos de chocolate nos supermercados da Capital. A diferença no preço no ovo de chocolate da mesma marca e com o mesmo peso chegou a 107,44% entre o estabelecimento mais caro e o mais barato.
SERVIÇO
*Consulte todos os preços aqui: https://goo.gl/w6UKu1
*Confira a pesquisa dos ovos de páscoa: https://goo.gl/DFc5Bl

Reforma da Previdência – Relator diz que não haverá idade mínima para transição

O relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA), disse hoje (11) que seu parecer sobre a proposta não terá idade mínima para transição para as novas regras da aposentadoria. Na proposta original do governo, homens com pelo menos 50 anos e mulheres com pelo menos 45 anos teriam um pedágio de 50% sobre o tempo que falta para a aposentadoria pelas atuais regras para obter o benefício após a reforma. O relatório vai manter a idade mínima de 65 anos e pelo menos 25 anos de contribuição para ter direito à aposentadoria.

No parecer, Maia vai sugerir que todos possam aderir à transição, independentemente da idade atual. “Não teremos mais limite para a pessoa entrar na regra de transição, mas continuará havendo um pedágio a ser cobrado para que se consiga o benefício”, disse o relator hoje (11) após reunião com o presidente Michel Temer, ministros e deputados da base aliada que integram a Comissão Especial da Reforma da Previdência na Câmara.

Segundo Maia, no entanto, ainda não ficou definido qual será o novo percentual desse pedágio. “Haverá pedágio, mas ele será menor do que 50%”, disse o relator. “Todos podem aderir, mas certamente não valerá à pena, por exemplo, para pessoas com 30 anos ou menos. Você vai aplicando esse pedágio para trás, até chegar a um ponto em que valha à pena entrar na regra de transição”, acrescentou.

Votação

Maia disse que na reunião de hoje dois pontos já ficaram praticamente acertados. O primeiro é que haverá idade mínima para todos que queiram se aposentar. O segundo é que o pedágio se estenderá para homens e para mulheres. Em tom otimista, o presidente da comissão especial, Carlos Marun (PMDB-MS), deixou a reunião prevendo aprovação com folga do relatório de Maia no colegiado. Depois da comissão, a reforma tem que passar pelo plenário da Câmara, onde são necessários 308 votos para aprovação. “Aprovaremos com um número robusto de parlamentares. Falavam em 330 votos. Eu confio de que será um número acima de 350 votos”, disse.

“Não há dúvida de que as alterações feitas nos colocam em posição para dizer quer o texto desenhado, apesar de não consolidado, já aponta para uma posição de convencimento dos líderes da base do governo. Isso é motivo de comemoração e alegria porque estamos construindo um pensamento que representa a linha média da maioria dos deputados”, acrescentou Arthur Maia.

Segundo o relator, haverá diferenciação na idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres no começo da vigência das novas regras, mas com uma equalização gradual. “Haverá diferenciação no começo. Mas isso vai evoluir com o tempo. Começa com uma diferença e, com o tempo, vai se igualando até ficar 65 anos para os dois.”

Outros pontos que ainda estão sob estudo, segundo o relator, são os limites para o acúmulo de pensões e aposentadorias e a questão da aposentadoria rural. “A ideia é preservar a idade mínima atual [para a aposentadoria rural: 60 anos para homens e 55 anos para mulheres]. O governo atua para que esse pleito seja atendido.”

O relator disse que fará um “comunicado oficial” à base do governo na segunda-feira (17), um dia antes da apresentação oficial do relatório na comissão.

(Agência Brasil)

Portaria altera regras para ingresso de crianças e adolescentes em cinemas e teatros

653 1

O juiz coordenador das Varas da Infância e Juventude de Fortaleza, Manuel Clístenes de Façanha e Gonçalves, alterou as regras para entrada e permanência de crianças e adolescentes em cinemas, teatros, circos, estúdios de rádio e TV e estabelecimentos similares. As novas normas constam na Portaria nº 7/2017, publicada no Diário da Justiça dessa segunda-feira (10/04).

De acordo com o documento, crianças de até 11 anos de idade poderão entrar e permanecer em eventos de classificação indicativa livre, desde que acompanhadas de adulto, independente da comprovação de parentesco. Nesse caso, só deverá ser exigida a apresentação de documento de identificação do adulto.

Já no caso de adolescentes (entre 12 e 18 anos), caso estejam dentro da classificação etária indicada pelo evento, fica dispensada a exigência de acompanhantes adultos. Porém, para que possam entrar em filmes e outros eventos com classificação indicativa acima de sua idade, precisarão estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais, ou apresentar autorização destes.

Conforme o magistrado, as modificações visam garantir a proteção à criança e ao adolescente, sem, porém, causar inconvenientes às famílias nem prejudicar a participação em atividades culturais e lúdicas. No último dia 9 de março, o juiz se reuniu com representantes de salas de cinema da cidade, situação em que foram relatadas várias dificuldades que vinham sendo enfrentadas, relativas principalmente à exigência de apresentação de documentos de identificação das crianças. Essa medida era determinada pela Portaria nº 1º/2014, que agora foi revogada.

Ao determinar as mudanças, o juiz considera o princípio da proteção integral à infância, determinado pela Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente, mas leva em conta também que os pais têm “responsabilidade pela criação, educação, segurança e bem-estar dos seus filhos, ficando para o Estado e a sociedade a atuação de forma subsidiária e complementar”.

Tota comemora 30 anos de Arte Viva

O artista plástico Tota vai comemorar, nesta quarta-feira, às 20 horas, seus 30 anos de arte. Na mesma ocasião, ele festejará os 28 anos de sua Galeria Paleta, que fica na Praia de Iracema.

Os brindes será na própria Paleta que, por sinal, virou o point de quem busca trabalhos de qualidade inspirados neste Ceará de tantas cores e belezas.

(Foto – Divulgação)

Eleições 2018 – Lula tem preferência do eleitor mineiro

Um levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta: Lula (PT) é o candidato preferido dos mineiros à Presidência da República. Se as eleições fossem hoje, ele teria 23,2% dos votos. O tucano Aécio Neves seria o segundo, com 18,4%, e Jair Bolsonaro, do PSC, o terceiro, com 16%.

No cenário com João Doria (PSDB), Lula sobe para 24%. O prefeito de São Paulo ficaria com 10% dos votos. Se o candidato tucano fosse Geraldo Alckmin, o PSDB ficaria com apenas 9%.

Embora o PT com seu nome mais importante tenha um apoio significativo no estado, é interessante notar que a junção dos eleitorados de Aécio e Bolsonaro, 34,4%, ficariam bem acima do contingente petista.

(Veja Online)

Simples Nacional – Comissão do Senado aprova plano de José Pimentel para análise do programa

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou, nesta terça-feira (11), plano de trabalho apresentado pelo senador José Pimentel (PT) para a avaliação dos impactos do Simples Nacional sobre a economia brasileira. Pimentel, que é vice-presidente da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa, afirma que o objetivo da análise é apontar o impacto desse regime especial de tributação sobre a geração de empregos, a redução da informalidade e o aumento da arrecadação de tributos federais e estaduais. O Simples Nacional foi instituído pela Lei 123/2006.

Conforme o plano de trabalho, as atividades serão realizadas até o mês de outubro, quando será apresentado o relatório da avaliação. O documento deverá ser votado até o encerramento do ano legislativo, em dezembro. Três audiências públicas ocorrerão na CAE, nos dias 25 de abril, dois e nove de maio. Nesses encontros, serão convidados representantes de órgãos do governo federal; de instituições de pesquisa como a Fundação Getúlio Vargas, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e o Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos (DIEESE); de entidades empresariais, especialmente aquelas ligadas às micro e pequenas empresas; e de entidades municipalistas.

Fortaleza

Também estão previstas outras cinco audiências públicas, com objetivo de captar dados de todos os estados para a avaliação do Simples. Para esses debates, serão convidados representantes de órgãos dos governos estaduais, além de entidades de micro e pequenas empresas regionais. O plano de trabalho prevê que essas audiências ocorrerão nas cidades de Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT), Belém (PA) e Curitiba (PR), sempre às sextas-feiras, no período de 19 de maio a 23 de junho.

O plano aprovado também inclui os tópicos principais que a avaliação do Simples deverá conter: diagnóstico; perfil das empresas participantes; funcionamento do sistema tributário; impactos sociais e econômicos, além das recomendações e propostas de aperfeiçoamento da legislação vigente sobre a matéria.

Adiada votação do relatório sobre MP que cria Ministério dos Direitos Humanos

A comissão mista que analisa a medida provisória que cria o Ministério dos Direitos Humanos e a Secretaria-Geral da Presidência da República (MP 768/2017) cancelou a reunião desta terça-feira (11) para votar o relatório do deputado Cleber Verde (PRB-MA). O colegiado ainda não marcou nova data para análise do texto.

O ocupante da Secretaria-Geral da Presidência da República terá status ministerial. A medida também amplia competências do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, que deverá realizar o acompanhamento de assuntos pertinentes ao terrorismo e às ações voltadas para a sua prevenção.

O texto altera diversos pontos da Lei 10.683/2003, que dispõe sobre a organização da Presidência da República e dos ministérios.

(Agência Senado)

Inadimplência tem a maior queda em 7 anos, mas 52 milhões têm dívidas

O volume de dívidas em atraso de pessoas físicas caiu 4,42% em março sobre o mesmo período de 2016, na menor variação da série histórica da pesquisa iniciada em 2010 pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). O maior recuo ocorreu no setor de comunicação (-18,10%), seguido do comércio (-6,11%), serviços de água e luz (-1,53%) e bancos (-0,05%).

No entanto, a grande concentração de inadimplência está no segmento onde a retração foi mais inexpressiva: os bancos. Quase a metade das dívidas (48,9%) é de pendências com as instituições bancárias. No comércio estão 20,5% dos débitos não quitados e na área de comunicação, (13,9%).

Apesar de ter caído o volume de dívidas, o total de inadimplentes cresceu no primeiro trimestre, somando 59,2 milhões ante 58,7 milhões em igual período de 2016. Esse universo equivale a 39,36% da população adulta, entre 18 e 95 anos. A maior parte, mais da metade (50,12%), tem entre 30 e 39 anos.

O maior número de consumidores negativados (25,1 milhões) é da região Sudeste, seguido pelo Nordeste com 15,57 milhões; Sul (8,34 milhões); Norte (5,31 milhões) e o Centro-Oeste (4,84 milhões).

O presidente da CNDL, Honório Pinheiro, observou, porém, que diminuiu a intensidade do crescimento da inadimplência. “Essa desaceleração ocorre desde o segundo trimestre de 2016 e reflete tanto a recessão econômica, que reduziu a capacidade de pagamento das famílias, quanto a redução da tomada de crédito por parte dos consumidores e sua propensão a consumir. O consumidor tem tido maior cautela com compras, além de maior dificuldade para conseguir crédito. Assim, ele se endivida menos e, com isso, torna-se mais difícil ficar inadimplente”, disse.

(Agência Brasil)

O futuro do equilíbrio de forças do PT

Da Coluna Política, no O POVO desta terça-feira (11), pelo jornalista Érico Firmo:

Muita coisa está em jogo no resultado da eleição do PT em Fortaleza, ainda a ser oficializado. Há reflexos importantes dentro e fora do partido. A possível derrota do grupo da ex-prefeita Luizianne Lins criaria novo equilíbrio de forças dentro da legenda. A se confirmar a vitória de Acrísio Sena, muda a lógica de funcionamento do PT estabelecida desde o fim da década de 1990.

O partido opera em todo esse tempo sob uma hegemonia estadual estabelecida há 30 anos e sintonizada com o comando nacional. Nos últimos 20 anos, estabeleceu-se em Fortaleza o grupo de Luizianne. Tradicionalmente, costumava-se dizer um campo mais “à esquerda” dentro do partido. Gradualmente, tornou-se contraponto em relação às posições do então chamado “campo majoritário” estadual e nacional. Era uma força que, se não tinha espaço equivalente ao do grupo hegemônico cearense, conseguia espaço considerável de contraponto e tensão interna. Os aliados de Luizianne sempre foram elemento desestabilizador dos possíveis consensos entre os petistas.

Foi nessa dinâmica interna que ela conseguiu se impor como candidata a prefeita em 2004, a contragosto dos acordos firmados pela direção nacional. Com a Prefeitura, passou a ter ainda mais peso nas questões internas. Não tinha maioria no âmbito estadual, mas as principais questões precisavam passar por ela. Por exemplo, a definição do apoio a Cid Gomes para governador em 2006.

Se o grupo de Luizianne deixa o comando municipal do PT, ele perde esse peso. Não se torna irrelevante, longe disso. Segue força relevante dentro da legenda. Mas, no caso de Acrísio assumir a direção da legenda em Fortaleza, a tendência da ex-prefeita perde uma estrutura poderosa e influente na organização petista. Com isso, há considerável mudança na dinâmica interna. E não apenas isso. Talvez a principal transformação seja fora do partido, em relação à Prefeitura de Fortaleza e o grupo Ferreira Gomes.

Atualmente, na Câmara, a oposição é comandada por PR e PSDB, partidos que nacionalmente são adversários do PT e aliados do governo Michel Temer (PMDB). Essa conjuntura nacional favorece a tese de Acrísio e empurra os petistas para mais perto de RC. O principal motivo para o PT ser oposição está ainda nas feridas não cicatrizadas de 2012, cinco anos atrás. Porém, hoje os pedetistas, cearenses em particular, são nacionalmente os parceiros mais relevantes da sigla no enfrentamento federal.

Isso explica, inclusive, a tranquilidade com que Luiz Inácio Lula da Silva, na entrevista à rádio O POVO/CBN, na última sexta-feira, tratou o possível apoio do petista Camilo Santana a Ciro Gomes (PDT) em 2018. A considerar os principais objetivos estratégicos do PT, faz muito mais sentido estar aliado que na oposição ao PDT.

É assim hoje, mas pode não ser amanhã. Porque, ninguém se iluda, Lula não iria polemizar com Camilo Santana via imprensa e em cenário ainda tão incerto. Ninguém sabe se o ex-presidente poderá ser candidato, se Ciro irá mesmo para a disputa. Não faria sentido criar confusão agora. Porém, no cenário de Lula de fato candidato, é descabido pensar em um governador petista apoiando outro candidato. De modo que passa a ser muito capaz Camilo deixar o PT, pois também não é fácil pensar no gestor cearense em algum palanque que não o de Ciro. Aí, os fatores que hoje aproximam petistas de Roberto Cláudio e dos Ferreira Gomes podem empurrá-los para bem longe.

Relator apresenta novo substitutivo a projeto sobre dívida dos estados

O Plenário segue analisando o projeto de lei complementar que cria um plano especial de recuperação para estados em situação de calamidade fiscal (PLP 343/17). Foi rejeitado há pouco o requerimento do deputado Dagoberto Nogueira (PDT-MS) que pedia a retirada de pauta da proposta.

Neste momento, o deputado Pedro Paulo (PMDB-RJ) – relator do projeto – apresenta um novo substitutivo, com alterações no último relatório proposto por ele.

O substitutivo em análise tem o apoio de parlamentares da base do governo, mas enfrenta resistência de partidos de oposição.

A principal divergência são as contrapartidas impostas pelo governo federal aos estados em troca da suspensão temporária da cobrança da dívida.

De acordo com o substitutivo, estados em grave situação fiscal poderão ficar até três anos sem pagar o que devem ao governo federal e mais três anos com parcelas reduzidas. No entanto, em troca, esses estados precisam cumprir exigências, como: vender empresas públicas, aumentar a contribuição previdenciária de servidores (ativos e aposentados), além de não poder reajustar salários.

(Agência Câmara Notícias)

Trump diz que pode resolver problema com Coreia do Norte sem ajuda da China

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira (11) que está pronto para lidar com a Coreia do Norte, mesmo sem a ajuda da China. Em mensagem no Twitter, Trump disse que “a Coreia do Norte busca problemas. Se a China decidir ajudar, isso será genial. Se não, resolveremos o problema sem eles!”, escreveu.

Na semana passada, Trump teve um encontro de dois dias na Flórida com o presidente chinês, Xi Jinping. Um dos principais assuntos da reunião foi o programa de armamento nuclear da Coreia do Norte.

Os Estados Unidos querem que a China pressione a Coreia para abrir mão de seu plano armamentista, já que os chineses são os maiores parceiros dos norte-coreanos e um dos financiadores do país. A China não se comprometeu a pressionar a Coreia.

O governo norte-coreano criticou os Estados Unidos pelo envio de um navio porta-aviões para a península coreana. Em comunicado, o país liderado por Kim Jong-Un disse que os “movimento insensatos dos Estados Unidos para invadir a República Democrática Popular da Coreia atingiram uma fase grave”.

Além disso, o governo do país informou estar preparado para responder qualquer “agressão” vinda dos Estados Unidos.

A tensão entre os países aumentou após o ataque à Síria. A Rússia também fez considerações sobre o envio do envio do porta-aviões norte-americano ao mar sul-coreano. Moscou disse estar “preocupada” com a postura adotada por Washington e teme que os Estados Unidos adotem medidas unilaterais contra a Coreia do Norte.

O secretário de estado norte-americano, Rex Tillerson, está em Moscou para uma reunião com o Ministério das Relações Exteriores da Rùssia, dias depois do ataque dos Estados Unidos à Síria e no momento mais delicado das relações entre os dois países desde que Donald Trump assumiu o poder.

(Agência Brasil)

Semana Santa – Confira programação da Catedral

A Catedral Metropolitana de Fortaleza divulga a programação desta Semana Santa, aberta no último domingo com a Procissão de Ramos. Confira:

DIA 13 DE ABRIL – QUINTA-FEIRA SANTA
Às 8h, Missa da Unidade (Santos Óleos) presidida por Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, Arcebispo de Fortaleza e concelebrada por todo o clero.
Às 18h30min, Missa da Ceia do Senhor (Lava-pés), presidida por Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, Arcebispo de Fortaleza.

DIA 14 DE ABRIL – SEXTA-FEIRA SANTA
Às 9h, Celebração das Horas com Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, Arcebispo de Fortaleza.
Às 15h, Celebração da Paixão e Morte do Senhor, seguida de procissão do Senhor Morto com Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza.

DIA 15 DE ABRIL – SÁBADO SANTO
Às 9h, Celebração das Horas com Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, Arcebispo de Fortaleza.
Às 20h, Solene Vigília Pascal.

Dia de 16 DE ABRIL – DOMINGO DA RESSURREIÇÃO
Às 10h e 12h – Missas.
Às 18h30min, Missa Solene da Ressurreição, presidida por Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, Arcebispo de Fortaleza, seguida da Procissão Do Senhor Ressuscitado.

O impeachment veio e a economia continua patinando

Com o título “A lenta e difícil retomada da economia”, eis artigo do professor-doutor Lauro Chaves.  Diz ele: “Serão imprescindíveis ações que possibilitem uma queda mais rápida na taxa de juros e que acelerem o programa de concessões em infraestrutura, que, até o momento, está limitada ao leilão de quatro aeroportos.” Confira:

A economia é movida pelas expectativas das famílias e dos empresários; depende, portanto, da confiança de investidores e consumidores. No nosso caso específico, muitos acreditavam que, após o impeachment, o Brasil voltasse a crescer; o que se viu, no entanto, foi que essa confiança não se traduziu de imediato em mais investimento ou consumo.

A retomada, projetada para 2017, não vai além de um crescimento no PIB de 0,5%, insuficiente diante da maior recessão da história, com retração de 3,6% em 2016 e 3,8% em 2015. Essa sequência, de dois anos seguidos de baixa, só havia acontecido, no Brasil, nos anos de 1930 e 1931, com recuos de 2,1% e 3,3%. O índice de atividade do Banco Central recuou 0,26% nesse início de ano, o varejo caiu 0,7%; os serviços, 2,2% e o desemprego atingiu, em fevereiro, catastróficos 13,5 milhões de brasileiros.

Imagina-se que, com a aprovação das reformas previdenciária e trabalhista, haja um crescimento superior a 2% em 2018. Mesmo essa retomada lenta não se concretizará sem medidas complementares à Política Econômica, sem falar que complicações no ambiente político ou no cenário externo podem reverter essa expectativa.

Serão imprescindíveis ações que possibilitem uma queda mais rápida na taxa de juros e que acelerem o programa de concessões em infraestrutura, que, até o momento, está limitada ao leilão de quatro aeroportos.

A redução mais rápida dos juros parece estar mais próxima graças à queda da inflação além da expectativa; talvez, neste mês, a redução já seja de 1% frente ao 0,75% de meses anteriores. A questão será em qual velocidade essa redução se refletirá em crédito mais barato.

Quanto às concessões, não se percebe esforço para acelerar os projetos em rodovias, ferrovias, energia e saneamento, entre outros. No momento atual, essas privatizações são essenciais para reativar os investimentos em infraestrutura, reduzidos tanto pelo caos das Finanças Públicas quanto pelo impacto da Lava Jato nas grandes empreiteiras.

A melhora da confiança sem um conjunto de estímulos à economia real já redundou no referido fracasso após o impeachment e, se as ações do governo se limitarem às mudanças constitucionais em andamento no Congresso, poderemos ter outro insucesso na retomada.

*Lauro Chaves Neto

lchavesneto@uol.com.br

Presidente do Conselho Regional de Economia, consultor, professor da Uece e Doutor em Desenvolvimento Regional.

A Educação Made in Sobral

Em evento promovido pela Universidade de Harvard e o MIT (EUA), o ex-prefeito Veveu Arruda, de Sobral (Zona Norte), expôs o modelo educacional e as melhorias implantados pelo município.

Foi durante a Brazil Conference 2017, em Cambridge. Veveu ali esteve levado pela Fundação Lemann, ONG que apoia a política educacional de Sobral, hoje reconhecida pelo Ministério da Educação.

(Foto – Divulgação)

Setores do governo reclamam dos juros bancários

Gente do altíssimo escalão da equipe econômica do presidente Michel Temer está insatisfeitíssima com o itinerário dos juros bancários no país.

Esses personagens vêm se queixando de que o panorama econômico exige uma queda bem mais acentuada do que a registrada até agora.

A propósito, no Banco do Brasil é dado como certo o anúncio de novas reduções logo após a reunião do Copom, marcada para esta terça-feira.

Lula vem ao Ceará no próximo mês

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vem ao Ceará no final de maio. a informação é do deputado federal José Guimarães, que esteve com Lula em São Paulo, nessa segunda-feira à noite, num encontro que avaliou cenários da política nacional.

De acordo com Guimarães, o encontro serviu também para uma avaliação do Processo de Eleição Direta (PED) do PT no País e no Ceará. O parlamentar informou a Lula que obteve, com seu grupo, cerca de 70% do comando dos diretórios municipais e comemorou a vitória em Fortaleza, com o vereador Acrísio Sena ungido presidente. O pleito da Capital está sob questionamento.

Lula deve vir no fim de maio, período em que deverá reforçar pregação pró-reeleição do sindicalista Francisco de Assis Diniz para presidente estadual do PT. A agenda completa do ex-presidente no Ceará ainda deve ser elaborada, de acordo com Guimarães.

(Foto – Instituto Lula)

Agentes de saúde fazem protesto em frente ao Palácio da Abolição

Cerca de 400 agentes de saúde de várias regiões do Interior cearense fazem protesto, nesta manhã de chuva de terça-feira, em frente ao Palácio da Abolição. O grupo cobra do Governo do Estado o pagamento do adicional de insalubridade da categoria.

Outro grupo de servidores estaduais da Saúde reforça o protesto reivindicando do governo o retorno de gratificações por desempenho e adicional noturno.

Às 11 horas, eles dizem que vão fazer a queima do Judas Temeroso, com leitura de testamento em cordel. Os agentes de saúde dizem que farão, à tarde, uma assembleia geral para decidir se entram ou não em greve.

(Foto – SindSaúde)