Blog do Eliomar

Últimos posts

Inter cai pela primeira vez para a Série B

foto-inter-rebaixado

Time grande cai. A Série B do Brasileirão, pela primeira vez em mais de cem anos de história, será a realidade do Internacional. Em 2017, o clube colorado e sua torcida pagarão pelos inúmeros erros cometidos ao longo das 38 rodadas da Série A, sejam eles de jogadores e diretoria. O empate por 1 a 1 diante do Fluminense, neste domingo (11), pela última rodada, no Estádio Giulite Coutinho, no Rio de Janeiro, foi a amarga cereja do bolo na terrível campanha do Inter.

O time gaúcho terminou a competição com 43 pontos, na 17ª posição, tendo apenas 11 vitórias e 17 derrotas. Foram 12 das 28 rodadas na zona de rebaixamento. Infelizmente para a torcida do Inter, não dá para dizer que não foi merecido, por tudo o que o Inter não fez no ano e pelo investimento realizado.

(O POVO Online)

Acusação de interferência russa é ridícula, diz Trump

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, negou neste domingo (11) as acusações de que a Rússia o teria ajudado a vencer as eleições e disse que esta hipótese é “ridícula”.

“Não acredito nisso, é ridículo”, afirmou o magnata republicano ao ser entrevistado pela emissora FOX. Nesse sábado (10), a CIA anunciou ter chegado à conclusão de que o governo russo, que nunca escondeu sua preferência pela eleição de Trump, ajudou-o a derrotar a democrata Hillary Clinton nas eleições de 8 de novembro.

De acordo com a agência de inteligência e segurança dos Estados Unidos, hackers russos teriam invadido e vazado propositalmente e-mails e documentos de campanha de Hillary, além de fornecê-los ao site WikiLeaks.

Trump, por sua vez, acusou os democratas de mentirem sobre essas conclusões da CIA e usarem esse discurso de interferência russa apenas para justificarem a derrota de Hillary, que era a favorita durante as campanhas eleitorais, segundo a Agência Ansa.

O magnata também disse que “não se opõe” à decisão do atual presidente, Barack Obama, de investigar os ataques cibernéticos, mas que “não deveria investigar somente a Rússia, e sim, outros países e indivíduos”.

(Agência Brasil)

Dinheiro ou cartão? – Comissão de Finanças proíbe venda de produto com preço diferente

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou projeto de lei que considera prática abusiva do comércio oferecer produtos e serviços com preços diferenciados em função da forma de pagamento (em dinheiro, cheque ou cartão) escolhida pelo consumidor.

Atualmente, o entendimento da Justiça é que os lojistas não são obrigados a receber outra forma de pagamento além de dinheiro. Mas se receberem, não podem praticar preços diferentes para cada opção.

O colegiado aprovou um substitutivo apresentado pela deputada Tia Eron (PRB-BA) ao PL 6301/05, do deputado Celso Russomanno (PRB-SP). O projeto tramita apensado aos PLs 7318/06, 1580/07 e 5597/09. O texto aprovado altera o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90).

O PL 6301 trata da ampliação dos prazos de reclamação de produtos e de questões relacionadas a cláusulas contratuais. A deputada Tia Eron optou por uma nova redação, que incorpora emendas aprovadas na Comissão de Defesa do Consumidor e partes dos três projetos que tramitam com o texto de Russomano.

De acordo com a versão aprovada na Comissão de Finanças, o Código do Consumidor também se aplica à comercialização de produtos usados, e não apenas aos novos.

(Agência Câmara Notícias)

Temer convoca ministros para reunião de emergência no Jaburu nesta noite

O presidente Michel Temer convocou uma reunião de emergência, neste domingo (11), com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e outros ministros do seu governo para uma avaliação das delações dos ex-executivos da Odebrecht para a força-tarefa da Lava Jato.

No encontro, que acontecerá à noite no Palácio do Jaburu, Temer também será discutida medidas para a retomada da economia ainda este ano. Essa reunião não estava prevista na agenda do presidente. Na noite da sexta-feira (9), depois do vazamento da delação do ex-diretor de Relações Institucionais Cláudio Melo Filho, na qual foi citado, Temer foi para São Paulo. Ele retornou à Brasília por volta da hora do almoço deste domingo.

O Palácio do Planalto reagiu aos vazamentos com “preocupação” e sem “ingenuidade”. A ordem do presidente Michel Temer é evitar muitos comentários, reforçar que as delações precisam se comprovar e que o governo tem que “continuar trabalhando” pelo País. Interlocutores do presidente, entretanto, admitem que “os efeitos disso precisam ser observados” e que a Lava Jato sempre foi e continua sendo um fato “imponderável”.

Cláudio Melo Filho afirmou em delação que Temer pediu R$ 10 milhões ao empreiteiro Marcelo Odebrecht em 2014. Oficialmente, o Planalto negou ontem à noite a informação e afirmou que não há mais comentários a serem feitos e que a nota divulgada “diz tudo”. No texto para responder as acusações, o presidente repudia “com veemência as falsas acusações do senhor Cláudio Melo Filho”. “As doações feitas pela Construtora Odebrecht ao PMDB foram todas por transferência bancária e declaradas ao TSE. Não houve caixa 2, nem entrega em dinheiro a pedido do presidente”, completa a nota.

Nesta semana, está prevista a última votação da PEC do Teto dos Gastos, marcada para terça-feira (13), e da LDO. O governo não quer que a tramitação dessas medidas, e da reforma da Previdência, sejam prejudicadas com o teor das delações dos ex-executivos da Odebrecht.

(Agência Estado)

Temer é reprovado por mais da metade da população, diz Datafolha

foto-michel-temer-presidente

Em um período de cinco meses, o governo Michel Temer despencou na popularidade, quando a reprovação subiu de 31% para 51%, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (11) pelo jornal Folha de S.Paulo. O instituto ouviu 2.828 pessoas, na quarta-feira (7) e na quinta-feira (8), em 174 municípios brasileiros. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

De acordo com a pesquisa, a economia não deverá melhorar com o novo governo, quando 66% dos entrevistados apontam que a inflação deverá crescer nos próximos meses. Para 40% dos entrevistados, Temer é pior que Dilma Rousseff, enquanto 34% não veem diferença e 21% apontam melhora.

Segundo ainda a pesquisa, 63% dos entrevistados desejam a renúncia de Temer. 27% preferem a continuidade do governo, enquanto 10% se mostraram indiferentes ou não responderam.

(com informações da Folha de S.Paulo)

Vagas na indústria criativa crescem no país, mas salários caem; Na exceção, remuneração no Ceará sobe 40%

Os empregos na indústria criativa cresceram 0,1% em 2015 na comparação com 2013, totalizando 851,2 mil trabalhadores, conforme Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil, divulgado na última semana pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).

“No período em que o Brasil perdeu, nesses dois anos de análise, 900 mil postos de trabalho, qualquer saldo positivo é comemorado. E a indústria criativa foi positiva”, disse o gerente do Programa da Indústria Criativa do Sistema Firjan, Gabriel Pinto.

Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro concentram a metade dos empregos criativos no país, com 328 mil e 99 mil trabalhadores, respectivamente. Em São Paulo, a maior parte dos profissionais (69 mil) estão na área de publicidade; e no Rio, em tecnologia.

Em termos de remuneração, o mapeamento mostra que os profissionais, em todos os estados, ganham acima da média nacional de R$ 2.451, porém os salários caíram em 23 unidades federativas entre 2013 e 2015.

No Rio de Janeiro, os salários chegam a R$ 9.826, com aumento de 300%. No Ceará, a remuneração subiu 40%.

(Agência Brasil)

Comissão assegura a aposentado isenção de tributos em medicamentos

A Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa aprovou o Projeto de Lei 5178/16, de autoria do deputado Francisco Floriano (DEM-RJ), que assegura ao idoso aposentado pelo Regime Geral de Previdência Social o direito de não pagar os tributos federais incidentes nos medicamentos vendidos sob prescrição médica.

Para fazer jus ao benefício – que será concedido por meio de desconto no momento da compra dos produtos nas farmácias -, o idoso deverá comprovar sua idade, mediante documento pessoal, e apresentar a prescrição médica feita por profissional do Sistema Único de Saúde (SUS). O projeto acrescenta dispositivos ao Estatuto do Idoso (Lei 10.741/03).

O projeto recebeu parecer favorável da relatora, deputada Leandre (PV-PR). “Ao buscar a redução dos preços finais dos medicamentos, a proposta pretende ampliar o acesso das pessoas idosas a produtos essenciais na proteção, recuperação e promoção da saúde humana”, disse.

A parlamentar ressaltou que, nessa faixa etária, o consumo de medicamentos é mais elevado quando comparado com os demais grupamentos sociais. “Grande parcela da renda dos aposentados fica completamente comprometida, mensalmente, com a aquisição de remédios, em especial, para o tratamento de doenças crônicas que persistirão por toda a vida”, acrescentou Leandre.

(Agência Câmara Notícias)

Delação da Odebrecht abrange praticamente todo o leque político do Brasil

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (11):

Acompanhar o desenrolar político e econômico do Brasil é como assistir pela TV uma pelada de futebol narrada pelo jornalista e locutor esportivo Milton Leite. No gramado, caneladas e lances grotescos se misturam com simulações para enganar o árbitro. Na arquibancada, a torcida impaciente com tamanha mediocridade. Mas o locutor sabe resumir bem. Diante da jogada medíocre, solta o irônico “que beleza!”. “Meu Deus” para o passe desastrado. O clássico “que fase” para o conjunto da obra.

Como já se esperava, a delação da Odebrecht e seus executivos vai abranger praticamente todo o leque político do Brasil. Não escapa a turma que hoje está no poder. Não escapam os tucanos. Não escapam líderes regionais. Muito menos escapam os petistas que comandaram a botija do País entre 2003 e 2016. Os R$ 10 milhões apontados por um ex-diretor da Odebrecht a favor de Michel Temer, em 2014, quando era o presidente do PMDB e vice na chapa de Dilma Rousseff (PT), mostram bem a dimensão do que virá.

Receber dinheiro da Odebrecht e outras empreiteiras era uma prática usual. Rotineira, até. O mundo político se relacionava com isso como parte do jogo. Já havia promiscuidade na relação público/privado antes de Lula. Tornou-se um método com ele. Afinal, o PT chegara ao poder como a palmatória da humanidade se propondo a mudar a cultura política do Brasil. Ao se entregar de corpo e alma ao prostíbulo, sinalizou para todo o resto como o jogo deveria ser jogado. O preço a se pagar, inclusive para o País, está sendo altíssimo.

Em combate acirrado, cearense Viviane Sucuri vence na estreia no UFC e segue invicta na carreira

foto-luta-viviane-sucuri-ce-ufc

Foi difícil, foi suado, foi na superação. Mas Viviane Sucuri iniciou sua trajetória no UFC de forma triunfal. Em sua estreia na maior organização de MMA do mundo, a lutadora cearense venceu a canadense Valerie Letourneau, em duelo do card preliminar do UFC 206, disputado na noite desse sábado (10), em Toronto, no Canadá.

Após três rounds bem equilibrados, a luta foi para a decisão dos juízes, que deram vitória por decisão dividida para a atleta da equipe Dragon Kombat, de Fortaleza. Ao ouvir o resultado, Sucuri vibrou bastante, gritou e não conteve as lágrimas. Com o resultado, Sucuri ampliou sua série de invencibilidade na carreira profissional, que conta agora com 13 lutas e 13 vitórias.

Como venceu a 9ª colocada do ranking da categoria peso-palha (até 52 kg) feminino, Sucuri deve ganhar um lugar no TOP 15 da categoria, na atualização que o Ultimate divulgará nesta semana.

(O POVO Online)

Brasileiros estão abandonando hábito de usar mais de um chip no celular

Para pagar mais barato nas ligações de celular, muitos brasileiros costumam ter mais de um chip no mesmo aparelho, ou usar vários aparelhos. Assim, é possível ligar para o número de uma mesma operadora pagando menos e, às vezes até de graça. Mas esse hábito está mudando no país, porque o preço das ligações entre operadoras diferentes vem sendo reduzido nos últimos anos.

Entre outubro de 2015 e outubro deste ano, foram desligadas 26,3 milhões de linhas de celulares no país, uma queda de 9,62%. Só entre setembro e outubro de 2016, a queda foi de 3,5 milhões de linhas. Atualmente, o país tem 247,4 milhões de linhas de celulares ativas.

A queda maior foi na modalidade pré-paga. Em outubro do ano passado, 73,5% do total de clientes de celulares tinham linhas pré-pagas e, em outubro deste ano o percentual passou para 68,75%. A Anatel também aponta a desaceleração da economia como um dos motivos do encolhimento da base de acessos móveis.

Outro fator apontado para a queda no número de celulares no país é a mudança na forma de comunicação dos brasileiros, que estão deixando de usar o telefone para falar e usando mais aplicativos de troca de mensagens. “As pessoas estão escrevendo mais do que falando. Preferem aplicações como WhatsApp e Telegram, pois são práticas e permitem uma comunicação mais fluida”, diz o pesquisador em telecomunicações do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Rafael Zanatta.

(Agência Brasil)

Meu filho… por que isso com a mãe? Desabafa a funkeira Tati Quebra Barraco, após morte de Yuri em operação policial

foto-tati-quebra-barraco-e-filho-yuri

“Meu filho, tá sendo difícil de acreditar viu? Como deve ser pra você receber uma mensagem, ligação em meio ao show dizendo que seu filho está morto? Não queira passar nunca pelo o que estou passando. Não queira sentir nunca o que estou sentindo.

Eu não pude parar o que dei início. Tinha fãs, públicos, o fotógrafo da casa, tinha um contrato assinado. Então tive que terminar o show da boate Eleganza com um sorriso no rosto, sem que ninguém percebesse.

Mas não fui forte o tempo todo, desabei! DESABEI!

Mas, meu filho… por que isso com a mãe? Em que eu errei? Em que não fui rude? O que eu deixei faltar?

Você e suas irmãs sabem o que eu fiz e venho fazendo pra dar o melhor pra vocês.

Então foi esse o motivo de você ir à festa de confraternização, sem que percebêssemos, da sua bisavó? Família toda reunida. Estava se despedindo????? Meu Deus! Meu Deus!

Sei que só o senhor é capaz de preencher esse vazio que vou levar por muito tempo, talvez, para sempre.

Sem palavras Yuri, mãe vai te amar para sempre. Agora temos a Pérola para educar, melhorar o que não fui capaz de fazer por você. Me desculpa se fui uma péssima mãe ou se ensinei da maneira errada, eu só queria o seu melhor”.

A dor é da funkeira Tatiana dos Santos Lourenço, a MC Tati Quebra Barraco, 36, nas redes sociais, diante da morte do filho Yuri Lourenço da Silva, 19, na madrugada deste domingo (11), na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, em meio a uma operação da Polícia contra o tráfico de drogas.

Yuri era o único filho homem da funkeira, que possui ainda as filhas Carol Lourenço, 22, e Mila Cristine, 12. No ano passado, o jovem chegou a cumprir oito meses de prisão, por furto qualificado, quando ficou no presídio João Carlos da Silva, na Baixada Fluminense, unidade que abriga presos condenados por tráfico na Cidade de Deus.

Janot vai pedir investigação de vazamento de delação de ex-diretor da Odebrecht

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, solicitará abertura de investigação para apurar o vazamento para a imprensa de documento sigiloso que seria relativo à delação premiada de um dos executivos da Odebrecht.

“O vazamento do documento que constituiria objeto de colaboração, além de ilegal, não auxilia os trabalhos sérios que são desenvolvidos e é causa de grave preocupação para o Ministério Público Federal, que segue com a determinação de apurar todos os fatos com responsabilidade e profissionalismo”, diz nota do Ministério Público Federal (MPF), divulgada na noite desse sábado (10).

Na nota, o MPF voltou a expressar que todo documento de colaboração, para que possa ser usado como prova e para que tenha cláusulas produzindo efeitos jurídicos para o colaborador, somente possui validade jurídica após homologação pelo Supremo Tribunal Federal.

Desde a sexta-feira (9), foram publicadas diversas reportagens com informações atribuídas ao depoimento do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho, que firmou acordo de delação premiada. Melo seria o responsável pelo relacionamento da empresa com o Congresso Nacional. De acordo com as reportagens, ele teria citado nomes de 51 políticos de 11 partidos que teriam recebido propina da empresa, entre eles o presidente Michel Temer.

Em nota, na sexta-feira, o Palácio Planalto repudiou as acusações de que o presidente Michel Temer teria solicitado valores ilícitos da empreiteira Odebrecht em meio à campanha à Presidência de 2014.

(Agência Brasil)

PEC do Teto de Gastos pode ser promulgada na quinta-feira, avalia líder do governo

O líder do governo no Congresso Nacional, senador Romero Jucá (PMDB-RR), disse que, sem as mudanças, a aposentadoria de toda a população ficará comprometida num futuro próximo, a exemplo do que ocorreu em outros países. O senador confirmou ainda a votação nesta semana da PEC do Teto de Gastos e do Orçamento da União de 2017 é considerada essencial pelo Palácio do Planalto.

“O governo cumpriu o que combinou com a oposição, a oposição concordou, um calendário especial, que levaria para a votação, no segundo turno, no dia 13 (terça-feira) a PEC dos Gastos. Portanto, concluindo a votação, podendo haver a promulgação no dia 15 (quinta-feira). Nós fizemos esse acordo, demos todo espaço à oposição, mas a gente respeita, mesmo essa repetição enfadonha faz parte do processo democrático. Então, nós estamos discutindo e, na terça-feira, votaremos a matéria que foi acordada, combinada, pactuada e feita com calendário especial”, comentou.

(com a Rádio Senado)

Roberto Cláudio precisa construir uma relação político-administrativa com Michel Temer

161 1

Em uma análise política, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa comenta da relação do Ceará com o presidente Michel Temer. Confira:

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) deverá construir uma ponte de interlocução, com o presidente Michel Temer (PMDB), para trazer os recursos públicos federais, em áreas estratégicas da cidade de Fortaleza: Educação, Saúde e Segurança Pública.  Roberto Cláudio deverá criar um intermediário político-institucional entre ele e o chefe do Executivo do Governo Federal.

O governador Camilo Santana (PT) não possui uma interlocução direta com o presidente Michel Temer (PMDB), por isso a necessidade da figura política do intermediário ou interlocutor, que nesse caso é o deputado federal Danilo Forte (PSB), que construiu um bom canal de negociação entre Brasília e Ceará. O prefeito Roberto Cláudio (PDT) manteve certa distância estratégica do atual chefe do Executivo do Planalto, mas não poderá mais manter esse posicionamento político-administrativo de oposicionista.

O presidente Michel Temer sabe do tamanho de sua base governista em terras alencarinas. Michel Temer é aliado histórico do senador Eunício de Oliveira (PMDB), como também mantém um bom relacionamento político com o senador Tasso Jereissati (PSDB). O Planalto tem noção da aproximação dos diretórios estaduais do DEM (Moroni Torgan) e do PPS (Alexandre Pereira) com o prefeito Roberto Cláudio (PDT), pois ambos são aliados desde o inicio do primeiro mandato do atual chefe do Executivo da Prefeitura de Fortaleza.

O presidente estadual do Partido Popular Socialista, o empresário Alexandre Pereira, sempre procurou manter uma aproximação político-institucional com o presidente Michel Temer, diante da sua atuação nas associações empresariais na capital federal. Alexandre Pereira tem canal direto com o ministro da Cultura e será um articulador político do Palácio do Planalto, por isso deverá dar uma contribuição enorme na interlocução entre o prefeito Roberto Cláudio e o presidente Michel Temer.

Garrafas pet decoram o Natal do Shopping Benfica

foto-shopping-benfica-natal-161200

Cerca de 30 mil garrafas pet fazem a decoração de natal do Shopping Benfica, incluindo a árvore de 10 metros de altura, na entrada pela avenida Carapinima. O painel que se estende nas entradas pela avenida Treze de Maio também foi feito com garrafas pet e trabalhado pelos próprios funcionários do shopping. No interior, bolas natalinas e pétalas também de garrafas pet.

Durante o ano, o Shopping Benfica arrecadou garrafas pet em uma campanha de consciência à preservação do meio ambiente. Também há oficinas de artesanato com garrafas pet, com aulas que acontecem de segunda a sexta, das 14h às 19h. Aos sábados (exceto o segundo sábado), das 14h às 17h, no piso térreo. Para participar é necessário doar um quilo de alimento não perecível.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria do PET (Abipet), apenas 57% do material é reciclado, como forma de evitar a poluição da natureza. Uma garrafa pet demora, em média, 100 anos para se decompor.

Homens encapuzados fazem emboscada para militar do Exército

137 2

Moradores do Parque Dois Irmãos, em Fortaleza, presenciaram na noite desse sábado (10) uma cena vista em filmes da máfia. Quatro homens encapuzados, no interior de um veículo Gol, cor vermelha, interceptaram um veículo Corolla, conduzido por um militar do Exército, na rua José Pedra.

Segundo relatos de testemunhas à Polícia, os homens encapuzados desceram do veículo e efetuaram vários disparos contra o militar e duas outras pessoas que estavam no Corolla, incluindo uma mulher.

O militar e as outras duas vítimas foram socorridos pelos próprios moradores do Parque Dois Irmãos. A Polícia não informou o estado de saúde das vítimas. Até a manhã deste domingo (11), nenhum dos suspeitos havia sido preso ou identificado.

Caso STF/Renan expõe bagunça institucional no país

129 1

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (11):

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter Renan Calheiros à frente do Senado, enquanto o retira da linha sucessória da presidência da República, expôs de vez a bagunça institucional a que está entregue o País, desde que a presidente legítima foi deposta por um golpe parlamentar-jurídico-midiático e a Constituição violentada, dando ensejo a um espetáculo farsante. Os personagens do drama e as próprias instituições do Estado vêm sendo conduzidos por fios invisíveis firmemente enfeixados nas mãos de quem detém o real poder de determinar o enredo: o capital financeiro.

Renan não “peitaria” o STF, se não tivesse a cobertura do mercado financeiro (o poder real). Ele permaneceu no cargo em troca de garantir a aprovação da PEC 51 (condenada como retrocesso pela ONU) e todo o programa de arrocho contra o povo e de entrega do patrimônio nacional. Esse episódio revelou bem quem, de fato, manda no País: o capital financeiro. Diante dele, tudo se curva, e se arranjam as interpretações mais esdrúxulas para garantir as aparências formais, ainda que seja preciso fazer contorcionismos mirabolantes.

Mas, isso não é exclusividade do Brasil, prevalece em todo orbe capitalista. Basta ver o que faz a Suprema Corte dos EUA, validando excrescências como o limbo legal a que foram atirados os presos em Guantánamo (sem acesso a qualquer assistência jurídica e submetidos a sevícias e torturas), em detrimento do Estado de Direito. Isso, sem falar na validação de fraudes escancaradas, como a da tomada da eleição de Al Gore por George W. Bush, avalizada pela Corte.

Memorial da Resistência expõe em São Paulo cartas de presos da ditadura

foto-ditadura-memorial-cartas

O Memorial da Resistência coloca em exposição cerca de 70 correspondências trocadas entre presos políticos da ditadura, seus parentes e amigos entre os anos de 1969 a 1974. Carta Aberta – Correspondências na Prisão traz mensagens que foram mantidas guardadas pelos próprios ex-presos e familiares por mais de quatro décadas. A exposição ocorre em São Paulo até 20 de março de 2017.

“Você percebe que essas correspondências eram uma forma de eles permanecerem conectados com o lado de fora [da prisão], e também de saber notícias do que estavam acontecendo”, ressalta a curadora e coordenadora do Memorial da Resistência, Kátia Filipini.

O conteúdo das correspondências mostra que os presos buscavam, nas primeiras mensagens, não deixar os parentes preocupados, apesar da situação que encontravam no cárcere. Segundo a curadora, é possível depreender das mensagens que eles e familiares, na tentativa de diminuir o risco de a correspondência ser bloqueada pela censura, evitavam alguns assuntos nas cartas, como a tortura.

“O que você vai perceber é que, em nenhum momento, no início da prisão, eles falam da questão da tortura. Se estavam presos na Oban [Operação Bandeirante] eram torturados, mas eles não falam para os familiares. Já em cartas posteriores, diziam que os primeiros momentos foram terríveis, mas em nenhum momento eles entram em detalhes”, disse Filipini.

A curadora ressalta que apesar de as cartas tratarem predominantemente da ansiedade pela liberdade e da angústia da prisão, os presos políticos mostravam, nas mensagens, convicção de sua ação. “Em nenhum momento eles se arrependem. Eles acreditavam que estavam tentando mudar o regime”.

(Agência Brasil)