Blog do Eliomar

Últimos posts

Rede Master promove debate sobre Poder Global

magvnolli

Demétrio Magnoli, jornalista, sociólogo e especialista em política internacional, fará palestra sobre o tema “Reconfigurações do Poder Global – Vivemos uma nova guerra fria?” A realização é da Rede Master de Ensino.

A palestra ocorrerá nesta quinta-feira, a partir das 19 horas, na sede do Colégio Master (Bezerra de Menezes) e faz parte de um ciclo que o estabelecimento realiza ao longo do ano.

Perfil do palestrante

Demétrio Magnoli, Doutor em Geografia Humana pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP) , é integrante do Grupo de Análises de Conjuntura Internacional (GACINT) do Instituto de Relações Internacionais (IRI-USP) da referida universidade. Autor e coautor de diversas obras, também é colunista dos periódicos O Estado de S. Paulo e O Globo, é comentarista de política internacional do “Jornal das Dez” da Globo News. Foi colunista da revista “Época” e da Folha de S. Paulo (até setembro de 2006 ). Também foi colunista da Rádio BandNews FM e comentarista do Jornal da TV Cultura. Desde 1993, é diretor editorial do boletim “Mundo: Geografia e Política Internacional”.

SERVIÇO

*Colégio Master Bezerra – Avenida Bezerra de Menezes, 1802 – Bairro São Gerardo

*Entrada franca (com vagas limitadas)

*Mais Informações – 40111212.

 

 

Capitão Wagner é candidato de discurso monotemático, diz Alexandre Pereira

155 3

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=jhqJJj0m-hc[/embedyt]

O presidente regional do,PPS, Alexandre Pereira, afirmou, nesta terça-feira, que a tendência, pelas pesquisas eleitorais, é o prefeito Roberto Cláudio (PD) ir para o segundo turno com o capitão Wagner, postulante do PR.

Pereira disse que, baseado por essa perspectiva, o prefeito tem amplas chances de sair vitorioso porque, no segundo turno, o eleitor age mais pela razão do que pela emoção.

Alexandre Pereira não dispensou uma crítica ao Capitão Wagner: continua fazendo um discurso monotemático, ou seja, só abordando segurança pública.

DETALHE – Alexandre Pereira é também o coordenador das Parcerias Público-Privadas da Prefeitura de Fortaleza.

Capitão Wagner reforçou presença na periferia

capitt

O candidato a prefeito de Fortaleza pelo PR, Capitão Wagner, fez caminhada, nessa noite de segunda-feira, em três bairros: Planalto Ayrton Senna, Bom Jardim e Conjunto Ceará.

“Quero ser o melhor prefeito que Fortaleza já viu. A prioridade será cuidar de todas as pessoas, sem beneficiar classe social”, prometeu, em conversa com moradores, o candidato.

Capitão Wagner estará nesta terça-feira no Siqueira, Serrinha e fará minicarreata nos bairros Henrique Jorge, Bonsucesso e João XXIII.

(Foto – Divulgação)

Capitão Wagern vai ganhar no 1º turno, afirma o deputado federal Cabo Sabino

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=VyyPP95cn38[/embedyt]

O deputado federal Cabo Sabino (PR) afirmou, nesta terça-feira, não ter dúvidas: quando as urnas do próximo domingo forem abertas, quem vai ganhar no primeiro turno é o Capitão Wagner (PR).

Cabo Sabino garante que as pesquisas que estão sendo divulgadas, distorcem a realidade.

“Estão fazendo com o Capitão o que fizeram com o então candidato Heitor Férrer, na última eleição”, afirma o parlamentar. Ele diz estranhar que não houve divulgação de pesquisa relacionada a um segundo turno.

Na eleição municipal de 2012, Heitor aparecia, pelas pesquisas, em quarto lugar. Após a apuração, ele ocupava o terceiro lugar.

TSE – Eleitor só pode ser preso em flagrante

“A partir de hoje (27), eleitores não podem ser presos ou detidos, salvo em flagrante ou para cumprimento de sentença criminal. A regra está prevista no Código Eleitoral, que entrou em vigor em 1965 e serve para garantir a liberdade do voto. No próximo domingo (2), mais de 144 milhões de eleitores vão às urnas para eleger vereadores e prefeitos. A regra vale até 48 horas após o encerramento do pleito.

Na prática, mandados de prisão não devem ser cumpridos pela Polícia Federal, principalmente na Operação Lava Jato, até a semana que vem, para evitar nulidades nos processos criminais. A regra foi inserida na legislação eleitoral em 1932, com o objetivo de anular a influência dos coronéis da época, que tentavam intimidar o eleitorado. Atualmente, juristas questionam a impossibilidade das prisões, mas a questão nunca foi levada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A proibição está no Artigo 236, do Código Eleitoral, e o texto diz: “Nenhuma autoridade poderá, desde 5 (cinco) dias antes e até 48 (quarenta e oito) horas depois do encerramento da eleição, prender ou deter qualquer eleitor, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto.”

(Agência Brasil)

Dia Nacional da Doação de Órgãos é lembrado no Ceará

Esta terça-feira (27) marca o Dia Nacional da Doação de Órgãos. Por conta disso, o Governo do Ceará mandou iluminar em verde a fachada do Palácio da Abolição. A cor verde também ilumina o Hospital Geral de Fortaleza (HGF).

Anualmente, no mês de setembro, acontece a Campanha Nacional de Doação de Órgãos, em apoio à Lei Nº 15.463, de 18 de junho de 2014, que instituiu o mês da doação de órgãos, denominado Setembro Verde.

Curso

Como parte das atividades do Setembro Verde, a Central de Transplantes da Secretaria da Saúde do Estado realizará, nesta quarta-feira, o IV Curso de Coordenadores Educacionais de Transplantes, das 8 às 17 horas, no Hotel Plaza Praia Suítes (Praia de Iracema).

O objetivo é sensibilizar lideranças da sociedade civil e estudantes com conhecimentos básicos para atuação como multiplicadores do tema da doação de órgãos e tecidos para fins de transplantes. O curso terá a participação de 70 representantes de associações de pacientes e de transplantados, como também de estudantes universitários do Grupo de Pesquisa em Transplante da Universidade Estadual do Ceará (UECE), da Liga Acadêmica de Enfermagem em Transplante da Universidade Federal do Ceará (LAET/UFC) e do Programa Bolsa de Incentivo à Educação na Rede SESA (Proensino SESA).

Na Região do Cariri, a Universidade Regional do Cariri (Urca), por meio do curso de Enfermagem, em parceria com a Organização de Procura de Órgãos-Cariri (OPO), realizará nesta terça-feira, a mesa-redonda “Assistência, Ensino e Pesquisa na Captação e Transplante de Órgãos e Tecidos”, no auditório do Geopark Araripe, às 18 horas.

Plano Collor – Professores da UFC vão receber R$ 95 milhões

UFC(1)

Cerca de 750 professores da Universidade Federal do Ceará (UFC) vão receber R$ 95 milhões referentes ao reajuste de 84,32% do chamado Plano Collor. A ordem pagamento do precatório foi assinada pelo vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, desembargador Jefferson Quesado Júnior, nessa segunda-feira (26), e põe fim a uma disputa trabalhista que durou 26 anos.

O acordo de procedimento foi intermediado pelo Núcleo de Conciliação do TRT/CE no último dia da Semana Nacional da Execução Trabalhista, sexta-feira (23), junto a representantes da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Ceará.

“Esse processo já foi testado e retestado. Agora é um grande momento para os servidores da Universidade, que deram sua contribuição à cultura e à educação do Ceará e que a muito tempo esperavam esses valores”, disse Inocêncio Uchôa, um dos advogados que atuaram no processo. O profissional também registrou seu agradecimento à administração do TRT/CE e, em especial, ao Setor de Precatórios pelo trabalho desenvolvido para a solução do caso.

A ação trabalhista teve início em 1990, quando os professores da UFC pediam a correção de 84,32% sobre seus vencimentos, referentes à reposição do Plano Collor. O percentual foi implantado nos salários dos servidores em 1996 e desde de então a União vinha interpondo diversos recursos para cancelar o pagamento.

Após tramitar por todas as instâncias da Justiça do Trabalho e chegar ao Supremo Tribunal Federal, o processo chega a seu final, encerrando uma polêmica que durou aproximadamente 26 anos. “É uma vitória também da Justiça do Trabalho que conseguiu desempenhar muito bem o seu papel, entregando o que é devido a esses trabalhadores”, afirma o desembargador Jefferson Quesado Júnior.

Ciro é condenado a pagar R$ 30 mil a Temer

ciro-e-mechel-550x300

O ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato a presidente da República pelo pDT em 2018, foi condenado a pagar R$ 30 mil ao Presidente Michel Temer por danos morais. A sentença saiu nessa segunda-feira, informa a Coluna Radar, da Veja Online.

Em julho deste ano, seu irmão Cid Gomes (PDT) também foi condenado a pagar R$ 50 mil por danos morais ao presidente.

Nos dois casos, o Presidente foi defendido pelo advogado Gustavo Rocha, hoje chefe da Subsecretaria de Assuntos Jurídicos da Casa Civil.

Ciro chamou Temer de “chefe de quadrilha do PMDB” em uma série de entrevistas que deu em seu giro político pelo País durante este ano.

Candidatos à presidência dos EUA discutem questões raciais em debate

foto-debate-eua-160926

O debate entre o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, e a democrata, Hillary Clinton, na noite dessa segunda-feira (26), teve como um de seus temas a questão racial. Ela defendeu controle de armas e um trabalho conjunto com a polícia. Já o bilionário afirmou que os negros e latinos no país vivem “no inferno”.

“Precisamos trazer a lei e a ordem de volta”, afirmou Trump, destacando que imigrantes ilegais formaram gangues violentas em várias cidades como Chicago. “Eles têm armas e atiram em nós”, disse ele. Já Hillary acusou o republicano de trabalhar para o lobby da indústria de armas.

Trump elogiou ainda a política de tolerância zero do prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, destacando que ocorreu redução de crimes na cidade. Hillary mencionou que Trump foi processado há alguns anos por racismo em suas empresas. Trump afirmou que o caso foi resolvido judicialmente sem precisar admitir culpa.

(Agência Estado)

BNDES diz que financiamentos investigados na Lava Jato estão sendo revistos

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou uma nota, na noite dessa segunda-feira (26), informando que os financiamentos contratados pelo BNDES com Angola, e que estão sob investigação na Operação Lava Jato, estão em fase final de revisão e que o banco estuda a definição de novos critérios e procedimentos para futuras operações.  A instituição também disse que está colaborando com o Tribunal de Contas da União (TCU).

Segundo a nota, as operações feitas com Angola “derivam de diversos protocolos que os dois países têm celebrado desde a década de 1990”. Os protocolos envolvem o apoio às exportações para projetos em diversos setores, como a construção de rodovias, obras de saneamento, abastecimento de água, geração e distribuição de energia elétrica e habitação, além de exportação de equipamentos para corpo de bombeiros.

A nota é uma resposta à citação do banco nas investigações divulgadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal (MPF). Segundo o MPF e a PF, o ex-ministro da Fazenda no governo Luiz Inácio Lula da Silva, Antonio Palocci, e a Odebrecht teriam negociado ampliação de linha de crédito junto ao BNDES para Angola, país com o qual a empresa mantinha relações comerciais.

O banco informou que os financiamentos contratados pelo BNDES para exportações de bens e serviços de engenharia e construção feitas pela Odebrecht para a África atingiram US$ 3,3 bilhões entre 2007 e 2016. O banco esclarece que o total das operações contratadas pela instituição para projetos de infraestrutura na África alcançou US$ 4,7 bilhões.  Os US$ 4,7 bilhões estão incluídos nos financiamentos a exportações de bens e serviços de engenharia e construção concedidos pelo banco no período de 2007 e 2016, que totalizam US$ 13,9 bilhões. Os desembolsos para os financiamentos de exportação somaram U$ 9,3 bilhões. Segundo a nota, todas as operações de financiamentos contratados pelo BNDES estão disponíveis no site do banco.

(Agência Brasil)

Justiça manda DF fornecer remédio derivado da maconha a paciente

“A Justiça determinou que o governo do Distrito Federal forneça um medicamento feito de canabidiol, substância derivada da maconha, a um cidadão que sofre de epilepsia e atraso do desenvolvimento psicomotor. O remédio não tem registro no Brasil e foi receitado ao paciente por seu médico. Sem condições para comprá-lo, o cidadão recorreu ao Judiciário para garantir o tratamento, estimado em R$ 10,4 mil.

Extraído da Cannabis sativa, o canabidiol, conhecido como CBD, vem sendo usado no tratamento de convulsões provocadas por diversas enfermidades, entre elas a epilepsia.

Na decisão, o juiz Jansen Fialho de Almeida, da 3ª Vara da Fazenda Pública, entendeu que cabe ao Estado dar condições para que o direito constitucional à saúde seja respeitado. Segundo o juiz, os laudos apresentados pelo cidadão mostram que ele deve receber o medicamento para garantir o tratamento contra a doença.

“O direito à saúde encontra-se classificado dentre o rol dos direitos fundamentais do cidadão, inerentes à própria existência humana, cuja relevância levou o constituinte a alçá-lo em sede constitucional, como forma de prestação positiva do Estado”, justificou o juiz.

No processo, o governo do Distrito Federal alegou que não poderia fornecer o canabidiol porque o medicamento não é registrado no Brasil e não há fundamento jurídico para sua distribuição. Além disso, a defesa do GDF sustentou que segue protocolos e normas técnicas sobre o fornecimento de remédios para a população.

Anvisa

No começo deste ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reclassificou o canabidiol como medicamento de uso controlado e não mais como substância proibida. A agência também regulamentou a prescrição médica e a importação, por pessoa física, de medicamentos e produtos com canabidiol e tetrahidrocannabinol (THC) em sua formulação, desde que exclusivamente para uso próprio e para tratamento de saúde.

Em 2014, o Conselho Federal de Medicina (CFM) também aprovou a prescrição da substância para tratamento de epilepsias de crianças e de adolescentes, no caso de insuficiência de tratamentos convencionais.”

(Agência Brasil)

Juiz mantém prisão preventiva de acusado de provocar três mortes após bater carro roubado

“O juiz Fernando Antonio Pacheco Carvalho Filho, em respondência pela 2ª Vara do Júri de Fortaleza, manteve a prisão preventiva de Abelardo de Freitas Guedes Neto. Entre outros crimes, ele é acusado do homicídio de três mulheres, provocados por uma colisão envolvendo o carro que tinha acabado de roubar.

“O pedido de liberdade provisória é indeferido porque não foi produzida nenhuma prova nova que alterasse a situação jurídica ou fática do réu. Quanto às condições de ordem pessoal suscitadas, não se sobrepõem à garantia da ordem pública e, em se tratando de prisão preventiva, de ordem cautelar, não há que se falar em ofensa ao princípio da presunção de inocência”, explicou o magistrado.

Segundo os autos (nº 0042649-76.2016.8.06.0001 e 0133937-08.2016.8.06.0001), os crimes ocorreram em 8 de maio deste ano, por volta das 21h30 no bairro Parque Dois Irmãos, na Capital. Na ocasião, Abelardo e um comparsa, com uma arma de fogo, roubaram uma camionete (enquanto a vítima guardava o carro em casa), um celular e dinheiro.

Em seguida, os dois homens fugiram no automóvel. Depois, o comparsa saltou do carro e o réu seguiu, passando a ser perseguido por viaturas policiais. Ao entrar na BR 116, ele desrespeitou a sinalização e colidiu com um carro, que foi arremessado contra outro automóvel enquanto a camionete capotou e parou sob um quarto veículo. Nos carros estavam Maria de Fátima Pereira, Laís de Sousa Vieira e sua filha, Raphaella Vieira Nobre, que faleceram instantaneamente, além de dois homens que ficaram lesionados levemente.

O acusado foi preso em flagrante. No último dia 25 de maio, em uma audiência de custódia, a prisão em flagrante foi convertida em preventiva para a preservação da ordem pública. O réu foi denunciado por três homicídios qualificados (para assegurar a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime) e um roubo duplamente qualificado (uso de arma e concurso de pessoas), além de lesão corporal contra duas vítimas.”

(Site do TJ/CE)

IFCE vai inaugurar ampliação do Campus de Fortaleza

virgilioararipe-e1455475295718

O Instituto Federal do Ceará (IFCE) vai inaugurar, às 10 horas da próxima sexta-feira, a ampliação do Campus de Fortaleza. O novo espaço, investimento de R$ 15,5 milhões, que compreende cerca de 10 mil m², proporcionará um ambiente mais adequado ao desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão, segundo o reitor Virgílio Araripe.

O novo bloco didático conta com salas de aulas, laboratórios, sala para professores e coordenadoria de cursos, banheiros e elevador para pessoas com dificuldade de locomoção, além de um estacionamento com capacidade para 94 carros e 25 motos, duas das quais destinadas a portadores de deficiência.

As instalações serão utilizadas para o desenvolvimento de atividades de diversos cursos, dentre eles, o de Licenciatura em Artes Visuais, que atualmente funciona no anexo Aldeota, e passará para a sede do Benfica e o Bacharelado em Engenharia Civil.

TV Jangadeiro fará debate com candidatos a prefeito de Fortaleza

Nesta terça-feira, a partir das 11 horas, a TV Jangadeiro levará ao ar debate com os candidatos a prefeito de Fortaleza.

Nos estúdios da emissora, vão estar seis postulantes, menso João Alfredo (PSOL) e Gonzaga (PSTU) de partidos que não contam com representação mínima na Câmara dos Deputados.

O jornalista Kennedy Alencar será o mediador do debate.

Bancários e empresários voltam a negociar nesta terça-feira

banco-greve-750x445

Nesta terça-feira, a partir das 14 horas, em São Paulo, bancários vão sentar novamente à mesa da negociação com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A categoria vive seu 21º dia de greve e garante que não recua, apesar da pressão dos empresários. Os banqueiros ofereceram 7%, enquanto bancários lutam por 5% mais inflação.

“Se os bancos estão apostando no cansaço da categoria, nós estamos mostrando que a não fugimos à luta. Chegamos aos 21 dias de greve com muita disposição. Esperamos uma proposta digna, pois, do contrário, vamos fortalecer ainda mais nosso movimento”, afirma o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra.

Um total de 430 agências das 562 existentes no Estado permaneceu fechada. O número, segundo o sindicato, é o maior registrado desde o início do movimento, dia 6 de setembro, e representa 76,5% de adesão. Em Fortaleza, das 259 unidades existentes, 208 fecharam. Já no Interior, das 303 agências, 222 ficaram sem funcionar.

A partir das 16 horas desta terça-feira, em frente a Caixa Econômica Federal da Praça do Ferreira, os bancários vão se concentrar para avaliar o movimento e sair em caminhada rumo à sede do sindicato.

Morre a cantora Carmen Silva, a “Pérola Negra”

naom_57e9945ee677f

A cantora Carmen Silva, conhecida como “Pérola Negra”, morreu, na manhã desta segunda-feira (26), em São Paulo. Aos 71 anos, ela estava internada no Hospital Presidente desde o dia 14 deste mês. Ela morreu após uma parada cardíaca provocada por tromboembolia. As informações são do portal Ego, da Globo.

Nascida na cidade de Veríssimo (MG), ela se tornou conhecida no fim da década de 1960, após vencer o concurso ‘Um Cantor por um Milhão, um Milhão por uma Canção’, da TV Record, e gravar o hit ‘Adeus, solidão’.

Durante sua carreira, ela lançou outras músicas que se tornaram sucessos, entre elas ‘Espinho na Cama’, ‘Meu Velho Pai’ e ‘Fofurinha’. Na década de 90, ela se tornou evangélica e passou a investir na carreira de cantora gospel. Ela lançou três CDs e, em 2004, não renovou o contrato com a gravadora Graça Music. Desde então, se manteve longe dos palcos.”

PT diz que prisão de Palocci foi seletiva; aliados do governo afirmam que ato já era esperado

palocci

“Mesmo com o Congresso Nacional esvaziado por causa das eleições municipais, a prisão do ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil, Antônio Palocci, repercutiu hoje (26) entre lideranças na Câmara dos Deputados. Para aliados do governo do presidente Michel Temer, a prisão já era esperada. Integrantes do PT criticaram a medida e consideram a detenção seletiva e de caráter eleitoral.

Em nota, a bancada do PT na Câmara repudiou a decisão do juiz federal Sérgio Moro, responsável das ações da Operação Lava Jato na primeira instância, e autor do pedido de prisão preventiva de Palocci. Segundo a bancada, a prisão “comprova que integrantes da Lava Jato ignoram evidências robustas e não prosseguem investigações que levam a membros do governo Temer, buscando criminalizar sem provas o PT.”

Os deputados petistas classificaram as ações da Lava Jato de seletivas e de caráter eleitoral e também criticaram declarações do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que, ontem (25), em discurso eleitoral em Ribeirão Preto, terra de Palocci, disse que ocorreriam novas ações da Lava Jato nesta semana. “A operação de hoje contra Palocci foi antecipada em discurso eleitoral pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que é filiado ao PSDB (…) Configurando claramente o uso eleitoral da Polícia Federal”, acusou o PT.

Em nota, Moraes disse que, desde que assumiu o cargo, a Polícia Federal vem tendo total apoio em suas operações. “Em quase todas as semanas, houve operação e que, certamente, continuariam nessa semana, na próxima e enquanto houver necessidade”, disse o ministro no comunicado.

Na semana passada, o também ex-ministro da Fazenda de governos do PT Guido Mantega foi preso da força-tarefa da Lava Jato. No entanto, Moro revogou a prisão temporária no mesmo dia, já que Mantega foi detido enquanto acompanhava sua mulher em um procedimento cirúrgico. “A Lava Jato consolida-se como instrumento do golpe e contra a democracia, o PT e os movimentos sociais”, diz a nota divulgada pelo partido.

Prisão esperada

Já aliados do governo minimizaram as críticas à operação de hoje. Para o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR), a prisão de Palocci já era esperada. “A prisão dele era aguardada há muito tempo. Palocci é um dos principais homens de confiança de Lula [ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva], era quem fazia a interlocução entre o empresariado, o governo e o PT. Sabe muito. Podemos dizer que é um dos caixas-pretas do PT.”

O líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino (AM), disse que a prisão de Palocci mostra que o PT priorizou seus próprios interesses enquanto esteve no poder. “O Ministério da Fazenda e Casa Civil foram abrigos para amigos e empresas relacionadas ao PT”, comparou.

Na avaliação de Pauderney, o PT deixou “um rastro de corrupção” como legado para o país após 13 anos na Presidência da República. “Ao governar para poucos, PT destruiu o país. O saldo é desemprego, recessão e inflação, males que assombram a população”, acusou.

Operação Omertá

A prisão do ex-ministro ocorreu na manhã de hoje, durante a 35ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Operação Omertá. Palocci foi preso em casa, na região dos Jardins, zona oeste da capital, e chegou às 9h à Superintendência da Polícia Federal em SP. Também foram cumpridas buscas em seu escritório.

A suspeita é de que Palocci teria ligação com o comando da empreiteira Odebrecht, uma das principais do país. A operação investiga se o ex-ministro e outros envolvidos receberam dinheiro para beneficiar a construtora em contratos com o governo.

Segundo a PF, as negociações envolviam a Medida Provisória 460/2009, que tratava de crédito-prêmio do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI); aumento da linha de crédito da Odebrecht no Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para um país africano, além de interferência em licitação da Petrobras para a aquisição de 21 navios-sonda para exploração do pré-sal.”

(Agência Brasil)