Blog do Eliomar

Últimos posts

Qual o futuro da Uece?

92 1

Com o título “O presente das universidades”, eis artigo do médico João Brainer Clares de Andrade, egresso da Universidade Estadual do Ceará (Uece). Ele analisa a greve dos professores da Instituição, que se arrasta desde abril. Confira:

O cabo de força entre professores e alunos das universidades estaduais contra o Governo do Estado do Ceará parecer continuar, a despeito do fim da era Cid e sua incapacidade de diálogo. Até poucos anos, Brasília era visitada para se passar a tutela de nossas universidades estaduais ao ente federal. Porém, a “quebra de braço” restou ao erário estadual. Mesmo vencido, Cid parece não ter passado a lição a seu sucessor.

É sabido que uma universidade funciona como força motriz de um estado: há um presente nobre de inovação, formação profissional, qualificação das instituições públicas correlatas e de oportunidades de extensão que levam material de alto nível a comunidades que mais demandam atenção. Por outro lado, há um preço alto que se paga, reacendendo a dúvida de onde obter recursos. No Ceará, o desafio é grande.

No entanto, incentivar a parceria privada, flexibilizar leis que facilitem captar recursos, estabelecer piso de repasse direto de impostos e – por que não? – cobrar, mesmo que simbolicamente, dos alunos que apresentam condições de arcar com ensino superior privado são uma necessidade. Para popularizar as universidades, não é justo que o melhor que se tem em ensino superior seja em sua quase maioria destinado a egressos de escolas particulares. No papel, o incremento mensal, com mensalidade simbólica, mudaria o presente das nossas universidades.

Do outro lado, as universidades podem abrir seus campi; um modelo de integração a escolas, instituições públicas, órgãos de gestão e, principalmente, a rede de saúde. Na Uece, se o governador tiver interesse, há solo para o nunca executado Hospital Metropolitano e, em menor escala, mas não em menor importância, um complexo de ambulatórios de especialidades médicas usando a oportunidade de professores de excelente formação técnica. Investimento e respeito às universidades estaduais presenteariam milhares de pessoas.

O jogo atual se torna inoportuno: o governador se esconde dos compromissos assumidos, degola o sonho da profissão de quase 30 mil estudantes, interrompe pesquisas de ponta, estaciona projetos de extensão que levam saúde e educação a centenas de comunidades na Capital e no Interior. Camilo não negocia, não ouve, não respeita… E a cada dia, perde a oportunidade de viver o presente das universidades estaduais do Ceará.

*João Brainer Clares de Andrade

joaobrainer@gmail.com
Médico egresso da Universidade Estadual do Ceará (Uece)

Pescadores de todo o País farão encontro na Praia do Batoque

Mais de 1.000 pescadores e pescadoras de todo o Brasil estão sendo esperados na comunidade do Batoque, em Aquiraz (CE), a partir desta terça-feira. Eles participarão da 2ª Assembleia Nacional do Movimento dos Pescadores e Pescadoras da Pesca Artesanal (MPP) que se estenderá até quinta-feira. A assembleia vai discutir os rumos do movimento e a atual situação dos pescadores e pescadoras artesanais do Brasil, cujo exercício da atividade pesqueira está ameaçado.

O evento ganha contornos políticos ainda mais fortes, devido às perdas de direitos recentes que a categoria sofreu. Mudanças arbitrárias na definição da identidade dos pescadores e no acesso aos benefícios previdenciários, realizadas pelo governo brasileiro no último ano, juntamente com os anúncios recentes de mudanças na previdência, feitas pelo governo interino de Michel Temer, devem fazer parte das discussões dos pescadores e pescadoras.

“Nós vamos discutir o conceito do que é pescador e do que é pesca artesanal, porque a partir dos decretos e dos diálogos com o governo, percebemos que eles estão mexendo na nossa identidade”, relata a pescadora e uma das coordenadoras nacionais do MPP, Martilene Rodrigues.

Martilene se refere aos decretos 8424 e 8425, lançados em março de 2015, pela Presidência da República e que criaram a categoria de “trabalhador de apoio à pesca” para profissionais que não estão ligados diretamente à captura do peixe. Essa modificação fez com que trabalhadores que são responsáveis pela confecção de apetrechos de pesca ou que trabalham no beneficiamento do pescado, passassem a ter a sua identidade profissional de pescador questionada. Mais que isso, os decretos causaram prejuízos concretos nos acessos aos direitos previdenciários e a benefícios como o seguro-defeso, remuneração que os pescadores e pescadoras recebem quando os peixes estão no período de reprodução.

Após pressões das pescadoras e pescadores, o Decreto 8499, lançado em agosto de 2015, voltou a garantir o acesso à previdência, mas a mudança não corrigiu o acesso ao seguro-defeso, prejudicando, principalmente, às mulheres, que lidam no beneficiamento do pescado e que também ficam impossibilitadas de trabalhar devido à pausa na pescaria, que acontece durante o período de reprodução dos peixes.

Seguro-defeso

O não acesso ao seguro-defeso tem aumentado não apenas por conta das mudanças na definição da identidade dos pescadores, mas também pelas dificuldades que o governo tem criado na renovação e na concessão do Registro Geral da Pesca (RGP), documento que todo pescador profissional tem que ter para o exercício da profissão. A Portaria 192, de outubro de 2015, suspendeu o pagamento do seguro-defeso por 120 dias, a fim de recadastrar os pescadores artesanais nos ministérios da Agricultura e no INSS. O argumento do governo é que o processo de registro tem fraudes.

Receita anuncia fiscalização rigorosa de contribuintes que deixaram o País

“A Receita Federal em São Paulo anunciou que intensificou a fiscalização de contribuintes que saíram do Brasil apenas como forma de sonegar tributos. Dentre os contribuintes que deixaram o país de 2015 a 2016, já foram abertas 91 fiscalizações, que resultaram em autuações superiores a R$ 112 milhões.

Apenas nos sete primeiros meses de 2016, mais de 6 mil pessoas apresentaram, no estado de São Paulo, declaração de saída definitiva do país. Esse quantitativo vem aumentando de forma crescente, já que, durante todo o ano de 2015, foram 4.594 declarações, pelos dados da Receita. Em 2014, 3.569 contribuintes paulistas apresentaram a declaração de saída definitiva. Em 2013, foram 3.141 e, em 2012, 2.759.

De acordo com o órgão, a maioria dessas pessoas é formada por empregados de empresas do setor privado, seguida por dirigentes, presidentes ou diretores de empresas industriais, comerciais ou de prestação de serviços e por proprietários de empresas ou firmas individuais. Os números mostram ainda que 25% dos declarantes sequer informaram a ocupação principal.

Ainda que grande parte dos pedidos refira-se, efetivamente, a pessoas que decidiram deixar o país, a Receita Federal verificou que existe, neste universo, um pequeno número de contribuintes que usam essa declaração apenas como forma de sonegar tributo, pois não deixam de fato o Brasil.

Para a Receita, a presentação da declaração definitiva é apenas uma estratégia desses contribuintes para sair do foco da fiscalização. Em outros casos, a pessoa residiu durante algum tempo no exterior, mas passou a maior parte do tempo no Brasil, tendo sua principal residência, família e interesses no Brasil.”

(Agência Brasil)

Siderúrgica entra oficialmente em operações no Pecém

açoo

O presidente da Fiec, Beto Studart, saúda o empreendimento.

O governador Camilo Santana (PT) e as lideranças empresariais cearenses participaram, nesta manhã de segunda-feira, no Complexo Industrial do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (RMF), a inauguração da correia transportadora e do descarregador de minério de ferro.

No ato, houve o primeiro embarque de placas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém.

Na prática, a siderúrgica virou realidade no Estado.

(Foto – Divulgação)

Neymar posta a foto mais curtida na Rio 2016

neymma

“Os Jogos Rio 2016 mobilizaram um contingente inédito de postagens no Instagram. Cerca de 131 milhões de pessoas utilizaram a rede social para postar imagens relacionadas às competições, o que resultou em 916 milhões de interações em apenas 21 dias. As interações incluem posts, curtidas e comentários.

E Neymar quebrou o recorde com a foto mais curtida da temporada. Seu agradecimento pelo ouro olímpico recebeu a aprovação de 2 milhões de fãs.

A segunda foto mais popular também é sua. Trata-se da homenagem ao corredor jamaicano Usain Bolt, com 1,4 milhão de curtidas.

O recorde de novos seguidores foi para a ginasta americana Simone Biles. Sua conta ganhou um total de 1,9 milhões de pessoas ao longo da Olimpíada. Em segundo vem o nadador Michael Phelps, com 1,7 milhão.
Em terceiro aparece o ginasta brasileiro Arthur Nory, medalha de bronze na categoria solo masculino. Sua conta, que começou os Jogos com 300 mil fãs, e hoje ostenta nada menos que 1,6 milhão de pessoas.

(Veja Online)

Rodrigo Maia reúne líderes de partidos para definir projetos prioritários

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), receberá em sua residência oficial, dentro de instantes, líderes da base do governo para um almoço. No menu, as prioridades da semana para o plenário da casa.

Entre os assuntos, quatro destaques do PLP 257/16, que tratam da renegociação da dívida dos Estados e as oito Medidas Provisórias que trancam a pauta do plenário e impossibilitam a votação do Projeto de Lei 4.567/16 que faculta à Petrobras o direito de preferência para atuar como operador nos consórcios formados para exploração do Pré-sal, prioridade para o governo.

Ma o principal objetivo é votar o PLN 2/16 que trata da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Tauá deve receber novas ambulâncias

foto audic mota deputado

O deputado estadual Audic Mota (PMDB) informa ter conseguido a liberação, junto à Casa Civil do Governo do Estado, de recursos do Programa de Cooperação Federativa (PCF) para o município de Tauá (Região dos Inhamuns).

A verba, no valor de R$ 350 mil, será empregada na aquisição de ambulância para cada um dos sete distritos do município, adianta o parlamentar.

Segundo Audic Mota, os sete distritos de Tauá que receberão ambulâncias são: Barra Nova, Carrapateiras, Inhamuns, Marrecas, Marruás, Santa Tereza e Trici. Ele não informou a data.

Rio 2016 – Após a festa, hora de tirar as máscaras

Com o título “Fuga da realidade”, eis artigo do promotor de Justiça Walter Filho, que pode ser conferido no O POVO desta segunda-feira. Ele faz uma análise sobre a Rio 2016. Carrega nas críticas. Confira:

A noite de abertura dos Jogos Olímpicos foi celebrada como uma redenção, e os que não se entusiasmaram é porque falta-lhes a visão de que somos uma nação feliz, mesmo diante da crudelíssima realidade enfrentada pela maioria – sou um deles. A questão ambiental foi um dos itens destacados. Do lado está a podre Baía da Guanabara, onde é possível encontrar lixo generalizado. Mas, para grande parte da sociedade, o que importa é a festa e festa é aqui mesmo.

A propaganda é de que temos um país exuberante e uma cidade maravilhosa – e eu gosto muito do Rio. A natureza nos deu um lugar belíssimo, mas infelizmente degradado pela safadeza de muitos governantes. O Rio de Janeiro é hoje um território dominado por milícias – zonas são restritas para entrada das forças de segurança. Menores assaltam à luz do dia e pessoas perdem a vida diante da ousadia de bandidos intocáveis. A maravilha propagada na televisão é um escarro no rosto de todos nós, brasileiros.

São estes embustes, em matéria política, que encobrem a ruína dos estados, pois tudo aquilo que foge da gravidade sedimenta o braço da ignorância – há um gritante desprezo pela verdade. Não sei o que leva uma pessoa a tanto delírio, a gritar que somos exemplo para mundo – como enfatizou o ufanista apresentador Galvão Bueno.

Nada contra os Jogos e seus incentivos, pois sou amante do esporte e parabenizo nossos atletas pelas suadas conquistas, maiormente os que tiveram treinamento da escola militar, exemplos de dedicação e respeito.

Terminada a festividade desportiva, muitos brasileiros desfazem-se resignados de suas máscaras de ingenuidade. Vão-se os competidores, os turistas e ainda a frívola momentânea felicidade coletiva. Passado o teatro montado para o mundo, em que a urbe fluminense foi cercada de tropas do Exército e outras forças, voltamos à dura realidade cotidiana, tendo como protagonistas os delinquentes urbanos que aterrorizam vidas na tragédia da violência – é o triunfo dos vícios do mal. Uma pena!

*Walter Filho

walterfilhop@gmail.com

Promotor de justiça.

Eleições em Tauá – Prefeita reforça campanha na zona rural

paticiaaa

A prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar (PMB), em sua campanha poró-reeleição, concentrou ações nas localidades rurais durante o fim de semana.

Ao lado do seu filho, o deputado federal Domingos Neto (PSD), do candidato a vice Edmilson e dos vereadores da coligação, Patrícia expôs suas propostas para moradores de Boa Vista, Nazaré, Dormideira, Manoel Fonseca e Açude dos Maias.

Em Tauá, a prefeita enfrenta Carlos Windsor, candidato a prefeito pelo PR, tendo na vice o empresário Fred Regro (PSDB).

(Foto – Divulgação)

Tite traz novidades na primeira convocação da Canarinho

tite

O técnico Tite divulgou a sua primeira convocação da seleção brasileira nesta segunda-feira com novidades. Fagner, Taison e Rafael Carioca foram as principais surpresas da lista para os dois próximos jogos do Brasil nas Eliminatórias da América do Sul. Ele ainda incluiu sete jogadores que foram campeões olímpicos sob comando do Rogério Micale na Rio-2016. São eles o goleiro Weverton, os zagueiros Rodrigo Caio e Marquinhos, o meio-campista Renato Augusto e os atacantes Gabriel Jesus, Gabigol e Neymar.

Tite estreará à frente da seleção brasileira no dia 1º de setembro no duelo contra o Equador, em Quito. A primeira partida do treinador em casa será no dia 6 de setembro, diante da Colômbia, em Manaus. Nesta sua primeira lista, Tite também convocou oito jogadores que atuam no Brasil.

Confira a lista completa:

Goleiros:

Alisson (Roma-ITA)
Marcelo Grohe (Grêmio)
Weverton (Atlético-PR)

Zagueiros:

Miranda (Internazionale-ITA)
Gil (Shandong Luneng-CHI)
Marquinhos (PSG-FRA)
Rodrigo Caio (São Paulo)

Laterais:

Fagner (Corinthians)
Daniel Alves (Juventus-ITA)
Marcelo (Real Madrid-ESP)
Filipe Luis (Atlético de Madri-ESP)

Meio-campistas:

Casemiro (Real Madrid-ESP)
Rafael Carioca (Atlético-MG)
Paulinho (Guangzhou Evergrande-CHI)
Renato Augusto (Beijing Guoan-CHI)
Giuliano (Zenit-RUS)
Willian (Chelsea-ING)
Philippe Coutinho (Liverpool-ING)
Lucas Lima (Santos)

Atacantes:
Neymar (Barcelona-ESP)
Gabigol (Santos)
Gabriel Jesus (Palmeiras)
Taison (Shakhtar Donetsk-UCR)

Procurador lança livro sobre estatuto dos servidores municipais

procuradorr

O procurador municipal Mário Sales Cavalcante acaba de lançar a segunda edição do livro “Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Fortaleza Anotado”, pela editora Premius. A primeira edição, lançada em 2012, contou com ampla aceitação do público leitor, esgotando-se em curto período.

A segunda edição, ampliada e atualizada, segue a mesma estrutura e finalidade da anterior, trazendo a Lei Municipal nº 6.794/90 (Estatuto dos Servidores), acrescida de notas remissivas e de jurisprudência selecionada do STF, STJ e TJCE, além da legislação correlata, inclusive da PGM Fortaleza. A novidade fica por conta do acréscimo de comentários aos artigos da Lei nº 6.794/90.

Segundo o autor, trata-se de “valioso recurso de consulta” à legislação do Município de Fortaleza, tanto pelos profissionais da área jurídica, como servidores, estudantes e interessados em prestar concursos públicos.

Mercado diz que economia crescerá 1,2% em 2017

“Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) informaram que a projeção de crescimento da economia brasileira em 2017 passou de 1,1% para 1,2%. Para 2016, elas mantêm a estimativa de encolhimento da economia. A projeção de queda do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, permanece em 3,20% para 2016. As estimativas fazem parte de pesquisa feita todas as semanas pelo BC sobre os principais indicadores da economia. O levantamento é divulgado às segundas-feiras no boletim Focus.

A projeção das instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi mantida em 7,31% este ano, e caiu de 5,14% para 5,12%, em 2017. As estimativas estão distantes do centro da meta de inflação de 4,5%. Para 2016, a projeção ultrapassa também o limite superior da meta que é 6,5%. O teto da meta em 2017 é 6%.”

(Agência Brasil)

Fies inscreve para vagas remanecentes

“Começam hoje (22) as inscrições para as vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no segundo semestre de 2016. O prazo para os estudantes não graduados que tenham sido pré-selecionados no processo regular vai até o dia 28. No dia 26, começam as inscrições para os estudantes graduados pré-selecionados.

A inscrição é gratuita e feita exclusivamente pela internet, na página do FiesSeleção. Em seguida, o estudante deve acessar o Sistema Informatizado do Fies e concluir sua inscrição em dois dias úteis subsequentes.

Pode se inscrever às vagas remanescentes o estudante que tenha renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos, tenha participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a 0.

O Fies é o programa do Ministério da Educação que financia cursos superiores em instituições privadas com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Nesta edição, foram ofertadas 75 mil vagas.

O programa oferece financiamento a uma taxa efetiva de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.”

(Agência Brasil)

ZPE do Pecém – Estado busca parceria financeira para atrair empresas

balhmann

O governo estadual e o Banco do Brasil vão firmar um protocolo de intenções pró-financiamento de indústrias do ramo de granito que queiram se instalar na Zona de Processamento de Exportações (ZPE) do Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

A previsão é de que isso possa ocorrer em breve.

As conversações estão sendo travadas pelo secretário de Assuntos Internacionais do Governo, Antônio Balhmann.

Planejamento diz ter arrecadado R$ 26 milhões com venda de imóveis da União

“O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão arrecadou, até o momento, R$ 26 milhões com a venda de imóveis da União. O valor foi ganho com a negociação de 16 unidades. O processo de alienação dos imóveis começou em janeiro. O governo anunciou a política de vendas em 2015, para obter recursos e custear reformas em prédios públicos e, assim, economizar no aluguel e manutenção.

No início deste ano, a Caixa Econômica Federal assumiu o papel de intermediadora das operações, após as licitações feitas no ano passado pelo governo não atraírem compradores. Para o governo, o banco seria bem-sucedido na empreitada devido a facilidades como estratégias de divulgação, contatos com investidores e linhas de crédito.

Na ocasião, o Planejamento informou a expectativa de arrecadar ao todo R$ 1,5 bilhão com a venda de imóveis. Segundo a pasta, o valor obtido até agora é baixo devido ao fato de o processo estar no início e as etapas para concretizar as operações serem demoradas.

Para disponibilizar os imóveis, primeiro é necessário a publicação de portaria pelo Ministério do Planejamento autorizando a venda. Depois, a Caixa deve fazer a avaliação e a regularização das unidades. A etapa seguinte é o lançamento dos editais de licitação pelo banco, nas modalidades concorrência ou leilão, e a execução do processo respeitando prazos e regras. Passada a licitação, os imóveis nos quais não houve interessados podem ser liberados para venda direta.

Qualquer pessoa física ou jurídica pode adquirir as unidades, que ficam em diversas unidades da Federação e têm valores a partir de R$ 460 mil. Os imóveis são de tipos diversos: casas, apartamentos, lojas e terrenos. É possível acompanhar quais estão disponíveis no site da Caixa.”

(Agência Brasil)

PMDB ocupa diretorias do BNB

eunicio-apoia-temer-de-olho-no-senado_578835

Michel Temer e Eunício.

Da Coluna de Sônia Pinheiro, no O POVO desta segunda-feira:

A nova diretoria do Banco do Nordeste vai estrear, nesta semana, na reunião do Conselho Administrativo da Instituição.

Da atual cúpula, ficará apenas o diretor Financeiro e de Crédito, Romildo Rolim, uma indicação do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira.

Outro afilhado do senador peemedebista é o diretor de Desenvolvimento, Perpétuo Cajazeiras.

Já o PMDB da Paraíba fará de Nicola Miccione o diretor de Ativos de Terceiros, enquanto o líder do Solidariedade na Câmara, o cearense Genecias Noronha, emplacará o diretor Administrativo e de Tecnologia.

DETALHE – O atual presidente do BNB, Marcos Holanda, é uma indicação de Eunício Oliveira.

Rio 2016 – Imprensa americana elogia o evento

“A imprensa americana se rendeu ao sucesso dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Após a cerimônia de encerramento ontem (21) à noite, jornais, rádios, canais de televisão e sites dos Estados Unidos destacaram a organização dos jogos, o calor e a amizade do povo brasileiro, os resultados e recordes alcançados, em uma demonstração de que a mídia do país mudou sua percepção em relação ao evento. Antes dos jogos, o noticiário era dominado por previsões pessimistas, indicando que a competição poderia se transformar em um grande fiasco.

A rede de televisão CBS publicou em sua página na internet 58 slides rotativos destacando a cantora Roberta Sá evocando Carmen Miranda, figurantes formando a imagem do Cristo Redentor, os fogos de artifício e até curiosidades como, por exemplo, atletas britânicos usando tênis que emitiam intenso brilho durante a cerimônia de encerramento.

Em matéria assinada pelos correspondentes Silvio Romero e Andrew Jacobs, o jornal The New York Times destacou que, apesar dos receios generalizados de que a cidade estaria despreparada, ou que a criminalidade e a desorganização poderiam transformar os Jogos Olímpicos em um constrangimento nacional, muitos brasileiros passaram a ver os jogos como “um triunfo e uma distração necessários” para fugir dos problemas econômicas e da agitação política. O mesmo artigo assinala que, nos dias após a cerimônia de abertura, as críticas de que os jogos significaram o uso inadequado de dinheiro público, em um momento de crise financeira do país, ficaram relegadas a segundo plano em decorrência de um sentimento comum de que o Brasil conseguiu superar os desafios logísticos, proporcionando ao maior evento esportivo do mundo a presença de meio milhão de visitantes, que acorreram ao Rio para assistir aos primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul.

Em outra matéria, o jornal The New York Times menciona críticas aos Jogos Olímpicos Rio 2016, como os gastos excessivos para o tamanho do orçamento da cidade. No entanto, o jornal diz que os jogos alteraram profundamente a paisagem do Rio, dando oportunidade ao surgimento de um porto revitalizado, uma nova linha de metrô e de uma onda de projetos municipais que estavam há muito parados na mesa dos administradores.

O jornal Los Angeles Times colocou no alto de sua página na internet, em letras grandes, o seguinte título: “Os Jogos do Rio provaram ser um desafio, mas, no final, as coisas não foram tão ruins”. O jornal lembra o comportamento da torcida que, em alguns casos, aplaudiu os maiores atletas do mundo, mas às vezes também vaiou, o que “mostra a característica exuberante do comportamento das multidões no Brasil”. O mesmo artigo lembra que, durante os jogos, houve relatos de crimes nas ruas, de gafes logísticas e falhas nas sedes das competições, fatos que sugerem que o Brasil não estava completamente pronto para o evento. No entanto, o jornalista David Tharton, autor do artigo, relativiza esses problemas, afirmando que são adversidades que estão no contexto de um grande evento, realizado na América do Sul pela primeira vez. O que vale, de acordo com o autor, é que os sambistas e os demais participantes que protagonizaram a festa de encerramento, em meio à chuva, e os fogos de artifício, que iluminaram o céu sombrio, mostraram que o Rio estava determinado a ser “a cidade do acolhimento”.

O jornal The Washington Post destacou, com uma foto ampliada da cerimônia de encerramento, que os Jogos Rio 2016 exibiram resultados brilhantes conquistados pelos atletas e também uma infinidade de contratempos, mas, ao final, a cidade anfitriã mostrou que está marchando em um “um caminho para uma vida feliz”. Segundo o jornal, os atletas que desfilaram envoltos em ponchos de plásticos, por causa da chuva, distribuíam sorrisos, mostrando que a cerimônia de encerramento foi um final adequado para uma Olimpíada que antes, em razão das dificuldades, “parecia ser uma subida íngreme”.

A revista Time observa que, em um evento que reúne mais de 11 mil atletas de 206 países, como os Jogos Rio 2016, é normal esperar grandes coisas. A revista afirma, porém, que os Jogos Rio 2016 apresentaram recordes esportivos, estreias inacreditáveis e momentos surpreendentes, mesmo para um evento dessa dimensão. No que se refere ao Brasil, a revista cita como relevantes, entre outras conquistas,  as medalhas do futebol e do vôlei de praia. Porém, destaca a vitória a vitória de Rafaela Silva, do judô, fato que obrigou o país a perceber a existência de cidadãos “por vezes esquecidos”.

Rafaela Silva é, conforme a revista, produto dos bairros de favelas onde a vida é dura, no Rio de Janeiro. “Ela trouxe ao Brasil sua primeira medalha de ouro dos Jogos, e, com isso, demonstrou que a perseverança e o desempenho não são uma questão de dinheiro ou privilégio, mas de espírito”.

A versão americana do jornal britânico The Guardian destacou que, neste fim de semana, “choveram” medalhas de ouro para os brasileiros em voleibol de praia, voleibol e futebol masculino. Com isso, segundo o jornal, parece que, no final, o Brasil finalmente capturou na imaginação a existência dos Jogos Rio 2016. O jornal lembrou que, na noite do encerramento, os aplausos mais calorosos dos que estavam no Maracanã foram destinados aos voluntários e que esse comportamento “parece apropriado”, uma vez que eles (os voluntários) e também os atletas tiveram gestos e façanhas que parecem ter ajudado a “capturar a imaginação da cidade”.

O site da agência de notícias Reuters afirmou que os brasileiros compareceram à cerimônia de encerramento dos jogos com um sentimento de “alívio” por terem conseguido realizar com competência a primeira Olimpíada da América do Sul. Segundo a agência, depois de 17 exaustivos dias, o Rio de Janeiro colocou de lado as dificuldades iniciais relacionadas à falta de público nos locais de jogos, a falhas de segurança e ao surgimento de uma misteriosa coloração verde nas piscinas de competições “para fazer uma grande festa carnavalesca”.

(Agência Brasil)

Papa nomeia arcebispo para missa de canonização de Madre Tereza

madreteresa

“O Papa Francisco nomeou o arcebispo de Sarajevo (Bósnia-Herzegovina), o cardeal Vinko Pulic, como enviado especial à missa que irá celebrar a canonização da beata Madre Teresa de Calcutá em Skopje, sua cidade natal na Macedônia. A missa será no próximo dia 11 de setembro, sendo que a canonização está prevista para o dia 4, na Praça São Pedro, no Vaticano.

Este é um dos eventos mais importantes do Jubileu Extraordinário da Misericórdia. A informação foi divulgada pela Santa Sé. Nascida em 1910, em Skopje, Madre Teresa, ou Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, morreu em 1997, em Calcutá, na Índia, onde passou boa parte de sua vida. Sua atuação como missionária rendeu o Prêmio Nobel da Paz em 1979, mas também a antipatia do regime de Enver Hoxha na Albânia, país ao qual pertencia Skopje na época de seu nascimento.

Ela deixara a nação quando tinha apenas 18 anos e só conseguiu retornar em 1989, quando o comunismo começava a desmoronar. Seus parentes já tinham morrido, mas Madre Teresa rezou sobre seus túmulos — e também sobre o do ditador que a separara de sua família. A futura santa morreu em setembro de 1997, seis anos antes de ser beatificada pelo papa João Paulo II.”

(Agência Lusa)

Seca no Ceará – 126 açudes estão com nível 30% abaixo de sua capacidade

O Ceará está com 126 açudes, de seus 153 mananciais, com níveis de água abaixo de 30% da capacidade máxima. O Estado possui, atualmente, 10,8% do seu volume total. A informação é da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Os dados foram atualizados nessa noite de domingo.

O Castanhão, açude responsável pelo abastecimento da Grande Fortaleza, registra volume de 7,27%. O nível máximo do afluente é de 6,7 bilhões de m³. Cada m³ equivale a mil litros de água.

A quadra chuvosa de 2016 entrou na lista das dez piores precipitações do Ceará, desde 1951. O Estado fechou o período entre fevereiro e maio com 329,3 mm de precipitação e desvio negativo de 45,2%.

( POVO)