Blog do Eliomar

Últimos posts

Aposentados começam a receber a primeira parcela do 13 nesta segunda-feira

388 1

Aposentados e pensionistas começam a receber a antecipação da primeira parte do abono anual, conhecido como 13º salário, a partir desta segunda-feira, 27. A informação é da Veja Online.

De acordo com informações da Secretaria de Previdência, o depósito será realizado na folha de pagamento mensal do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), de 27 de agosto a 10 de setembro.

Em todo o país, 29,7 milhões de benefícios receberão a primeira parcela do 13º, totalizando 20,7 bilhões de reais, referentes aos benefícios previdenciários que dão direito ao abono.

Aliado de Alckmin no papel, Solidariedade promove Ciro Gomes entre sindicalistas

Apesar de o deputado federal Paulinho da Força (SP) ter colocado o seu partido, o Solidariedade, na coligação do tucano Geraldo Alckmin (PSDB), grande parte dos sindicalistas da Força Sindical, entidade que ele comanda, está alinhada ao candidato Ciro Gomes (PDT).

Dirigentes, segundo informa a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta segunda-feira, estão organizando encontros para Ciro em portas de fábricas e redutos do sindicalismo.

Ciro, inclusive, é esperado no Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba, dia 1º de setembro.

(Foto- Reprodução de TV)

Ibope mostra as fraquezas dos candidatos a presidente da República

Jair Bolsonaro (PSL) enfrenta forte resistência no eleitorado feminino. Marina Silva (Rede) patina entre os homens. Ciro Gomes (PDT) não convence os evangélicos. Geraldo Alckmin (PSDB) não atrai os mais jovens. Fernando Haddad (PT), provável substituto de Luiz Inácio Lula da Silva, tem desempenho pífio no interior.

Além de mostrar quem lidera a corrida eleitoral, a pesquisa Ibope/Estado/TV Globo expôs os segmentos do eleitorado em que os candidatos à Presidência têm desempenho mais fraco do que a média.

É provável que esse quadro se mantenha, em um primeiro momento, pois as equipes de campanha dos principais concorrentes não planejam fazer agora esforços para conquistar eleitores mais resistentes. Pelo contrário, a estratégia é reforçar os laços com eleitores de perfil mais afeito ao discurso de cada um.

Apenas um terço do eleitorado de Bolsonaro é formado por mulheres sendo que as eleitoras são 53% do eleitorado nacional. O deputado, que costuma obter alto engajamento de seguidores nas redes sociais, também enfrenta resistências no eleitorado mais velho e menos conectado à internet.

Eliane Souza, que vive em Teresina (PI), é contundente ao explicar os motivos que a levam a não cogitar o candidato do PSL nas eleições. “Ele entra em polêmicas sobre racismo, mulheres, homofobia… Não acho que ele tenha condições de governar o nosso país”, afirmou.

Moradora da periferia de Salvador, a aposentada Maria José dos Santos, de 76 anos, não possui celular. “Não sei quem é esse cara, nunca ouvi falar”, disse ela, ao ser questionada sobre a candidatura de Bolsonaro.

Se dois terços do eleitorado de Bolsonaro é masculino, com o contingente que apoia Marina ocorre o contrário. Segundo o Ibope, somente 37% dos eleitores da candidata da Rede ao Planalto são homens. Ela também tem desempenho abaixo da média nacional entre os eleitores mais velhos, brancos, de renda alta e do interior.

“Ah, não dá, Marina tem um sério problema de confiabilidade governamental”, disse Rinaldo Gomes da Silva, de Pitangueiras, cidade na região de Ribeirão Preto, em São Paulo.

Mulher, branca, evangélica e moradora da região Centro-Oeste, a radialista Yara Galvão, de Aparecida de Goiânia (GO), é representante de vários segmentos nos quais Ciro tem desempenho ruim. Para ela, o “histórico político” do representante do PDT “desabona o candidato”.

Lucas Morais, de 26 anos, morador de Fortaleza, considera Alckmin um candidato dos “empresários sulistas”, o que afasta qualquer possibilidade de votar no ex-governador. Morais encarna, ao mesmo tempo, dois segmentos em que o tucano tem desempenho inferior à média: nordestinos e jovens.

Na divisão das intenções de voto por gênero e por religião, porém, a distribuição dos simpatizantes de Alckmin espelha exatamente a composição do eleitorado do País.

Haddad ainda nem se apresenta como possível candidato, apesar de o PT apostar nele como “plano B” para quando Lula for declarado inelegível por problemas legais o ex-presidente foi condenado em segunda instância na Lava Jato e está preso desde o dia 7 de abril.

Pouco conhecido no País, Haddad é ainda mais ignorado fora das capitais. “É um cara que não se destaca”, disse Gilmar Baioto, 51 anos, comerciante de Porto Belo (SC). “Não conheço o trabalho dele”, afirmou em discurso parecido ao de Rosângela Souza, de Florianópolis.

(Agência Estado)

Missão do Ceará embarca para a China em busca de recursos para requalificar o entorno do Acquario

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

Na próxima sexta-feira, 31, uma missão do Ceará vai tomar a rota da China. No grupo, o secretário do Desenvolvimento Econômico do Estado, César Ribeiro, o secretário de Assuntos Internacionais do Governo, Hélio Parente, o secretário de Governo da Prefeitura de Fortaleza, Samuel Dias, e um representante do Grupo M Dias Branco. A missão buscará parcerias com fundos de investimento desse País, durante encontros de trabalho a serem mantidos em Pequim, a capital, Xangai e Guindaw.

O objetivo prioritário é acertar parcerias pró-urbanização do entorno do projeto Acquario do Ceará, informa Hélio Parente. “Queremos apoio para a urbanização de todo o Poço da Draga. Nada com relação à gestão do projeto, mas urbanização”, explica logo.

Pelo visto, a China virou mesmo a tábua de salvação para muitos empreendimentos cearenses que não saíram do papel ou que estagnaram. Caso, por exemplo, da refinaria de petróleo.

(Foto – Divulgação)

STF abre nesta segunda-feira debate sobre tabelamento do preço do frete

O Supremo Tribunal Federal (STF) realiza nesta segunda-feira (27) audiência pública para discutir a política de preços mínimos do transporte rodoviário de cargas. A reunião foi convocada pelo ministro Luiz Fux, relator de três ações diretas de inconstitucionalidade (ADIs) que questionam o tabelamento do frete. Ele só deve tomar uma decisão sobre as ações após ouvir os interessados.

Os preços mínimos foram definidos pela Medida Provisória 832/2018 (convertida na Lei 13.703/2018) e pela Resolução 5820/2018, da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), que regulamentou a medida.

As ADIs foram ajuizadas pela Associação do Transporte Rodoviário do Brasil (ATR Brasil), que representa empresas transportadoras, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

As entidades alegam que a tabela fere os princípios constitucionais da livre concorrência e da livre iniciativa, sendo uma interferência indevida do governo na atividade econômica.

A audiência está marcada para 14h, na Sala de Sessões da Primeira Turma do STF. Serão ouvidos dois oradores indicados por órgãos governamentais e por entidades de classe.

A tabela de preços mínimos foi uma das medidas estabelecidas pelo governo federal, em benefício dos caminhoneiros, para encerrar a paralisação do setor, ocorrida em maio.

Algumas entidades da classe, entre elas a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), defendem melhorias na medida estabelecida pela ANTT, como a adoção de uma tabela mínima de frete regionalizada.

Alguns setores produtivos, em especial do agronegócio, já avaliam alternativas para transporte de suas cargas, como o aluguel e a aquisição de frota própria. A justificativa é o aumento dos custos após o tabelamento do frete.

O grupo JBS, por exemplo, já fez a aquisição de 360 caminhões para reforçar sua frota própria de veículos. A Cargill também sinalizou que deve fazer o mesmo, assim como os próprios produtores de grãos.

A Associação Nacional dos Usuários do Transporte de Carga (Anut), mesmo contra o tabelamento do frete, defende que, caso seja feito, respeite as diferenças regionais. Além disso, deve ser mais atraente ao mercado, já que existem cadeias produtivas em que os produtos têm baixo valor agregado.

Entre os meses de julho e agosto, a ANTT realizou uma tomada de propostas para colher sugestões para o aprimoramento da metodologia e parâmetros para a elaboração da tabela de frete.

(Agência Brasil)

Major da PM abandona casa após pichação com ameaça

Um major da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) abandonou a residência neste domingo, 26, nas proximidades de uma comunidade no Grande Bom Jardim, em Fortaleza, depois que o muro do condomínio onde morava foi pichado com o desenho de um palhaço que para Polícia e facções criminosas simboliza o matador de policiais. A iniciativa foi entendida como uma ameaça.

O oficial cujo nome é preservado por questão de segurança optou por retirar a família do condomínio enquanto procura outra moradia. A intenção de se mudar seria antiga, por morar em área considerada de risco. No entanto, a pichação teria feito com que ele apressasse a ação.

A imagem divulgada nas redes sociais mostra o desenho feito no muro do condomínio. Um pintor teria sido contratado para apagar a pichação, no entanto se negou a executar o serviço por medo dos criminosos que fizeram o registro.

O POVO solicitou informações à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e à Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) sobre investigação relacionada ao caso, no entanto até o fechamento desta página não houve resposta.

No dia 11 deste mês, um policial civil precisou se mudar sob escolta depois que reagiu a uma tentativa de assalto no bairro Canindezinho, na Capital. A ação aconteceu nas proximidades da casa do policial e foi identificado que criminosos estariam registrando imagens da frente da residência dele, o que motivou a mudança.

Esses agentes de segurança fazem parte de uma estatística da Defensoria Pública do Ceará que aponta mais de 500 pessoas expulsas de suas casas, entre novembro de 2017 e julho de 2018, em função de ameaças.

O POVO noticiou no início do mês a situação de recém-casados que foram expulsos 15 dias após serem beneficiados com a casa própria no residencial Cidade Jardim. Eles pediram reforço policial para escoltar a mudança, pois criminosos não aceitavam a retirada dos móveis e eletrodomésticos. Também em agosto, na Comunidade dos Cocos, na Praia do Futuro, familiares de integrantes de facção foram retirados de casas que ocupavam ilegalmente.

No começo do ano, pichações ameaçadoras expulsaram pelo menos 20 famílias no Barroso 2. Isso desencadeou ação da SSPDS e de outros órgãos, ocupando a área com base móvel da PM e atividades sociais.

(O POVO)

Esses Moços – Lupicínio Rodrigues, que nesta segunda-feira deixa 44 anos de saudade

O gaúcho Lupicínio Rodrigues buscou em sua própria vida a inspiração para suas canções, onde a traição e o amor andavam sempre juntos. Boêmio, foi proprietário de diversos bares, churrascarias e restaurantes com música, que seguidamente ia abrindo e fechando, tudo apenas para ter, antes do lucro, um local para encontro com os amigos. Também é autor do hino do Grêmio, time do coração.

Experiência própria – General diz que Camilo está equivocado em não aceitar força federal

Autor do planejamento da força federal no Rio de Janeiro, o General Theophilo lamentou neste domingo (26) a decisão do governador Camilo Santana em não acatar o pedido da Justiça Eleitoral para a convocação de força federal para as eleições deste ano no Ceará.

“É uma avaliação totalmente descabida. Eu trabalho nisso há mais de 45 anos. Existem dois tipos de operações em que o Exército Brasileiro é especialista: Garantia da Lei de Ordem (GDO) e Garantia da Votação e Apuração (GVA). Todo o Nordeste e Norte sempre pediram porque as facções criminosas estão colocando a
população sob o temor do crime organizado”, afirmou o General.

“É um reforço na segurança pública com a Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, inteligência, fiscalização e tecnologia. Com isso, o eleitor poderá ir tranquilo às seções eleitorais, às urnas, sem ter medo de que seja ameaçado por uma facção criminosa”, completou.

General Theophilo esteve hoje no Mercado São Sebastião, no Centro, onde apresentou aos permissionários e frequentadores do local suas propostas para o Governo do Ceará. Ao encabeçar a chapa da coligação Tá na Hora de Mudar (PSDB/PROS), o General disse, caso eleito governador do Estado, que saberá como conter a violência e também a ação de criminosos no interior dos presídios.

“Eu fiz uma inspeção em Manaus, dentro do Complexo Penitenciário Anisío Jobim, que possui toda a liderança da Família do Norte, do PCC e do Comando Vermelho. Prendemos, inclusive, um líder da facção morando dentro de uma espécie de suíte presidencial. Aqui (no Ceará), nunca foi feito e nunca foi pedido isso”, disse o General.

“Eu trabalhei em países em guerra, como a Nicarágua, Haiti, Angola e Moçambique. E o que eu vi da guerra lá é que não se mata tanto como se matou nesse final de semana (no Ceará)”, lamentou.

(Foto: Divulgação)

Candidato visita 30 unidades prisionais na Região Norte

389 2

O agente penitenciário e candidato a deputado estadual Valdemiro Barbosa, o Barbosinha, iniciou neste fim de semana uma caravana na Região Norte do Estado, onde visita 30 cadeias públicas e grandes unidades prisionais.

Presidente licenciado do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE), ele aponta que a aproximação com a categoria sempre existiu e, por isso, caso eleito, assegura que o mandato será dos agentes penitenciários, que atualmente lutam pelo Plano de Cargos e Carreiras e Salários (PCCs) e pela aprovação da Polícia Penal, em Brasília.

(Foto: Divulgação)

Ciro ganha adesivaço na Praia do Futuro neste domingo

O prefeito Roberto Cláudio mobilizou neste domingo (26) a militância do PDT para promover um adesivaço na Praia do Futuro em prol da candidatura Ciro Gomes à Presidência da República. O ex-governador Cid Gomes, candidato ao Senado, e o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho, candidato a deputado estadual, participaram da ação. Outros candidatos a deputado também estiveram presentes.

“Temos confiança nas propostas de nossos candidatos Ciro para presidente, Cid para o Senado e Camilo para governador, porque o projeto que hoje promove o Ceará tem trazido ganhos efetivos para a qualidade de vida da nossa população, em todos os aspectos”, afirmou Roberto Cláudio.

Pelas redes sociais, Salmito se disse feliz por ter conseguido adesivar 50 veículos com “Ciro 12”.

(Fotos: Divulgação)

Entenda a influência do IPCA em nosso cotidiano

239 2

Em artigo sobre a importância dos indicadores econômicos, o Mestre em Administração com ênfase em Finanças, consultor financeiro e professor universitário Fabiano Mapurunga explica o que é o Índice de Preços para o Consumidor Amplo. Confira:

Cada vez mais se faz importante que nos familiarizemos com os indicadores, que se propõem a expressar o comportamento da nossa economia. Vamos falar um pouco hoje sobre um dos principais, que é o IPCA.

O IPCA (Índice de Preços para o Consumidor Amplo), trata-se de um índice calculado mensalmente pelo IBGE e que reflete o custo de vida para famílias com renda entre 1 e 4 salários mínimos, observando a variação de preços praticados nos segmentos que contemplam setores do comércio, prestadores de serviços, domicílios (verificando preços de aluguéis) e concessionárias de serviços públicos, tendo como base os preços obtidos através de pagamentos à vista referentes às seguintes categorias com suas respectivas representatividades:

A coleta de dados para o cálculo do IPCA, se dá entre o dia 1º e o último dia do mês (30 ou 31), e para tanto o IBGE utiliza como espaço amostral as seguintes regiões do país, considerando pesos diferentes para cada uma:

O comportamento do IPCA, serve de base oficial para a mensuração da inflação no país, e por tanto, seu acompanhamento se torna primordial para qualquer investidor. Conforme o relatório Focus do Banco Central do Brasil, no ano de 2017 o IPCA acumulado ficou em 2,95%. Já para 2018 a meta deste é 4,5%. No acumulado até jul/18 está em 2,94% e o acumulado dos últimos 12 meses ficou em 4,48%.

Para se calcular o IPCA acumulado, basta se mensurar a média ponderada dos meses que se quer observar, pois ele se trata de uma taxa de juros. Através da plataforma do Banco Central do Brasil, há uma forma mais rápida e eficiente de se fazer esse cálculo, que é através da ferramenta Calculadora do Cidadão. Na mesma plataforma podemos ter acesso a todas as séries históricas do IPCA.

Para entendemos as oscilações nos preços e no IPCA, precisamos saber que os produtos e serviços são precificados pela Lei da Oferta e da Demanda, ou seja, se um produto tem muita oferta e pouca procura, seu preço tende a cair, do contrário ele subirá. Como este índice é calculado com base em um mix de 350 itens, tais variações são causadas por fatores como: resultados de safras, cotação do dólar, clima, custos de produção e de mão de obra. Logo este indicador representa uma média de quanto seu dinheiro valorizou ou desvalorizou em um determinado período.

Um outro fator de grande peso para a oscilação do IPCA, é a quantidade de dinheiro em circulação. Uma economia que vai bem, com alto consumo e renda, tenderá a ter mais moeda em circulação. Caso essa quantidade de moeda não seja controlada, pode haver uma desvalorização e o dinheiro irá perdendo seu poder de compra. É aí que o Banco Central entra em ação, estipulando a meta para a inflação, pois através desta ele se utiliza de mecanismos para conter o avanço desta desvalorização. Além de tudo isso, temos também o cenário político também contribuindo fortemente para as oscilações do IPCA.

Em termos bem práticos, quando o IPCA sobe, a tendência é que os itens de consumo do nosso cotidiano tendem a ter uma elevação de preços, o que acaba gerando uma inflação naquele período. Se caso o IPCA ficasse negativo, teríamos uma deflação, ou seja, uma diminuição nos preços.

Importante também sabermos a relação do IPCA com outros indicadores. Vejamos:

– A partir do IPCA, o COPOM (Comitê de Política Monetária) checa se o Governo Federal atingiu ou não as metas inflacionárias determinadas pelo CMN (Conselho Monetário Nacional);

– A taxa Selic é o principal mecanismos de controle do IPCA no país;

– O IGPM (Índice Geral de Preços de Mercado) tem uma relação direta com o IPCA, uma vez que o mesmo é a taxa principal para reajuste dos aluguéis;

Vale ressaltar que o IBGE calcula um outro índice com compostos similares aos do IPCA que é o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), a diferença entre eles é que este último considera renda até 5 salários mínimos. O INPC é utilizado como base para reajustes salariais.

Acredito que, com essas informações, teremos mais condições de conseguir interpretar melhor, como o IPCA afeta nosso cotidiano econômico, e assim exercermos melhor o nosso poder de criticidade.

Fabiano Mapurunga

Diretor Executivo da Go Partners Consultoria em Finanças e Negócios. Mestre em
Administração com ênfase em Finanças. MBA em Gestão de Negócios. MBA em Gestão
Financeira e Controladoria. Professor Universitário.

Camilo, Cid e Roberto Cláudio apontam Salmito como liderança consolidada no Estado

“Acredito que, no futuro, Salmito possa exercer o papel do Roberto Cláudio (prefeito de Fortaleza) e do Camilo (governador). Quero estar ao seu lado nos seus projetos políticos”.

A declaração é do ex-governador Cid Gomes, candidato ao Senado pelo PDT, na noite desse sábado (25), na Aldeota, durante inauguração do comitê de Salmito a deputado estadual.

Ao lado de Cid, também estavam no palanque o governador Camilo Santana, o prefeito Roberto Cláudio, além de vereadores, lideranças políticas e o vice-prefeito Moroni Torgan.

“Aqui temos um talento na política. Salmito vai ajudar muito o nosso próximo governo”, afirmou Camilo. “Eu tenho muita convicção que Salmito dará orgulho ao nosso grupo político na Assembleia Legislativa”, completou Roberto Cláudio.

Já Salmito disse que vê a disputa à Assembleia Legislativa como um desafio em sua trajetória política em defesa da cidadania e da melhoria da qualidade de vida das pessoas.

(Fotos: Paulo MOska e divulgação)

Documentarista brasileira é presa durante protesto na Nicarágua

Pelo menos 16 universitários e três documentaristas, entre eles uma brasileira, foram detidos de “forma arbitrária” nesse sábado (25) pela polícia da Nicarágua. Ele foram presos quando se dirigiam à cidade colonial de Granada para participar de uma passeata contra o governo.

As 19 pessoas foram detidas na estrada de San Marcos, no departamento de Carazo, quando viajavam para Granada, onde está sendo realizada uma marcha antigovernamental, informou a Coordenadoria Universitária pela Democracia e a Justiça (CUDJ), que faz parte da opositora Aliança Cívica pela Justiça e a Democracia, a contraparte do governo no diálogo para solucionar a crise nacional.

A fonte indicou que, entre os detidos, se encontra a documentarista de origem brasileira Emilia Mello e seus colegas nicaraguenses Arielka Juárez e Ronny Cajina.

A Polícia Nacional da Nicarágua ainda não se manifestou em relação a essa denúncia. A CUDJ publicou em sua página do Facebook o momento em que foram retidos e tiveram seus pertences revistados por agentes policiais enquanto solicitam ajuda.

“Condenamos a detenção ilegal e exigimos sua libertação imediata”, afirmaram representantes do grupo.

Desde o último mês de abril, milhares de nicaraguenses saem às ruas para protestar contra o presidente Daniel Ortega, no marco de uma crise que deixou entre 322 e 448 mortos, conforme organismos humanitários internacionais e locais, enquanto o governo reconhece 198 falecidos e denuncia uma tentativa de golpe de Estado.

As manifestações contra Ortega e sua mulher, a vice-presidente Rosario Murillo, começaram devido a fracassadas reformas da seguridade social e se transformaram em um movimento que exige a renúncia do presidente, depois de 11 anos no poder, em meio a acusações de abuso e corrupção.

(Agência Brasil com a EFE)

Vitória do líder São Paulo sobre o vice-lanterna Ceará é o que importa à imprensa sulista

A derrota do Ceará para o São Paulo, na manhã deste domingo (26), no Morumbi, por 1 a 0, pela 21ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, pode ser contada de várias formas. No entanto, na visão do líder São Paulo, foi a vitória do favorito diante do vice-lanterna e… segue o líder!

Mas, em uma das versões do lado do Ceará, o Vozão merecia melhor sorte. Após segurar o São Paulo até os 32 minutos do segundo tempo (gol de Bruno Peres), diante de mais de 57 mil torcedores são-paulinos, o Vozão ainda teve Leandro Carvalho expulso, dois minutos depois, por reclamação da arbitragem. A postura do árbitro mato-grossense Wagner Reway foi semelhante à ocorrida em 2015, diante do próprio Ceará, quando expulsou Bernardo após o gol do América Mineiro.

Catorze minutos antes do gol são-paulino, o Ceará desperdiçou a melhor oportunidade do jogo, quando Leandro Carvalho entrou livre de marcação na grande área e chutou em cima do goleiro Sidão. O próprio atacante não aproveitou a rebatida e Sidão “catou” a bola.

O Ceará volta a campo na quarta-feira, no estádio Presidente Vargas, diante do Bahia. Na manhã do domingo (2), o Vozão enfrenta o Flamengo, fora de casa.

(Foto: Reprodução)

A política de acolhimento

Editorial do O POVO deste domingo (26) aponta que a situação dos migrantes do Brasil fica cada vez mais difícil de controlar. Confira:

O drama dos venezuelanos, que fogem da violenta crise econômica que atinge o País – e para a qual não se vê solução a curto prazo – agrava-se cada vez mais. Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU) 2,3 milhões de pessoas deixaram a Venezuela em dois anos. É um número significativo, ainda mais quando comparado a 1,8 milhão de migrantes que entraram em toda a União Europeia em quatro anos.

O Brasil recebeu, em 18 meses, 128 mil migrantes, a maioria deles em Roraima. A situação fica cada vez mais difícil de controlar, tanto pelos ataques violentos que os brasileiros vêm promovendo contra os venezuelanos – como aconteceu em Pacaraima -, quanto pelo desacordo entre os governos federal e o estadual de Roraima.

Em visita à cidade, onde ocorreram os conflitos, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que não disponibilizaria mais recursos para Roraima, porque a governadora Suely Campos – que reivindica ressarcimento de R$ 184 milhões de gastos extraordinários que teriam sido feitos pelo Estado – ainda teria um saldo de R$ 70 milhões de repasses do governo federal.Como a maior parte dos venezuelanos permanece em Roraima, uma das propostas do governo é a “interiorização” dos migrantes, isto é, a transferência de uma parte deles para outros estados.

Mas o ministro Jungmann diz não ser uma solução simples, pois não pode obrigar os governadores a aceitarem os refugiados.O drama se torna ainda mais intenso pois vem mudando o perfil do migrante. Se antes chegavam pessoas com nível superior e com um pouco dinheiro, que tinham menos dificuldade em arranjar emprego e integrar-se à comunidade.

Agora, os migrantes se mostram em situação cada vez mais precária, sem dinheiro e com baixa qualificação.O fato é que, mesmo com os contratempos, todos os esforços têm de ser feitos para ajudar esses irmãos latino-americanos.

Não se pode abandoná-los à própria sorte, como se o destino deles não importasse. E, até agora, o governo brasileiro – mesmo com dificuldade – vem demonstrando que está comprometido com essa política de acolhimento.

Eunício manda elaborar adesivos como “O senador do Lula”

832 1

Indiferente à candidatura do correligionário Henrique Meirelles, ao Palácio do Planalto, o presidente do Congresso Nacional e senador Eunício Oliveira, candidato à reeleição pelo Ceará, mandou elaborar adesivos com a mensagem “O senador do Lula”.

Antes mesmo do período da pré-campanha, Eunício sempre revelou ser eleitor de Lula. O MDB nacional ainda não se manifestou sobre a preferência de um dos maiores nomes da sigla no País.

(Foto: Arquivo)

Mega-Sena e Quina voltam a acumular

Ninguém acertou os seis números da Mega-Sena e os cinco números da Quina, sorteados na noite desse sábado (25), em Itabela/BA. O prêmio da Mega-Sena, na quarta-feira (29), segundo estimativa da Caixa Econômica Federal, será de R$ 40 milhões.

Os números da Mega-Sena, sorteados nesse sábado foram: 1012132022 e 54.

Já a Quina, com prêmio acumulado em R$ 6,6 milhões, de acordo ainda com a Caixa, tem sorteio nesta segunda-feira (27). Os números sorteados nesse sábado foram: 06 – 14 – 29 – 48 e 80.

Dez jogos – Árbitro de São Paulo x Ceará nunca viu time cearense vencer em Campeonato Brasileiro

Nos dez jogos que conduziu partidas de times cearenses, nas Séries A e B do Campeonato Brasileiro, o mato-grossense Wagner Reway (Fifa) nunca viu uma vitória de Ceará ou Fortaleza. Foram oito derrotas e dois empates. Na manhã deste sábado (26), a partir das 11 horas, no Morumbi, ele apita São Paulo x Ceará, pela 21ª rodada da Série A.

Reway apitou dius jogos do Fortaleza. O primeiro foi na final da Série C do ano passado, diante do CSA, no Castelão. A equipe alagoana levou a melhor, por 2 a 1. Depois o árbitro da Fifa conferiu a quebra da invencibilidade do Leão na atual temporada da Série B, na derrota para o São Bento, por 2 a 1.

Com o Ceará, outra quebra de invencibilidade. O Vozão nunca havia perdido para o Grêmio, no Castelão. Mas, pela 7ª rodada do Brasileirão deste ano, vitória gaúcha por 1 a 0.

Ainda como aspirante à Fia, o mato-grossense apitou mais jogos do Vozão, com os seguintes resultados: Ceará 1×1 Paraná; América Mineiro 1×1 Ceará; Ceará 0x2 América Mineiro; Bragantino 3×0 Ceará e ABC 1×0 Ceará. Quando o Vozão disputou a Série A, nos anos de 2010 e 2011, mais duas derrotas: Fluminense 4×0 Ceará e Flamengo 1×0 Ceará.

Se depender das apostas online, dificilmente o Ceará conseguirá quebrar o tabu, diante do apito de Reway. O Vozão possui apenas 8,9% da preferência dos apostadores, diante 28,5% de empate e 62,5% de vitória para o São Paulo.

Mas, nem tudo é ruim para o Ceará, diante do apito de Reway. Foi ele o árbitro da final do Campeonato Estadual deste ano, quando o Vozão venceu o Fortaleza, por 2 a 1. Em 2016, pela Copa do Brasil, nova vitória do Ceará, diante do Joinville, por 1 a 0, no interior catarinense.

(Foto: Reprodução)