Blog do Eliomar

Últimos posts

PDT do Crato filia novos integrantes com a presença de Cid, Lupi e André Figueiredo

foto cid e andré 160903 lideranças

O PDT do Crato recebeu nesse sábado (3) novas filiações. A cerimônia contou com a presença do ex-governador Cid Gomes, do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e do presidente estadual do partido, André Figueiredo. Eles abonaram as fichas de filiação, que na maior parte foi formada por jovens e mulheres.

Para Cid Gomes, “o surgimento de novas lideranças é fundamental para resgatar o verdadeiro espírito de fazer política no país”.

Projeto cria política nacional para a população em situação de rua

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 5740/16, do deputado Nilto Tatto (PT-SP), que institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua.

Pelo texto, à população em situação de rua será assegurado, por lei ou por outros meios: o usufruto e a permanência na cidade; todas as formas de preservação de sua saúde física e mental, a fim de lhes facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de liberdade e de dignidade. A proposta veda a discriminação da população em situação de rua em qualquer atendimento público ou privado.

O texto também garante, à população em situação de rua, a posse e a propriedade sobre os bens e pertences pessoais necessários à sua sobrevivência, a exemplo de cobertores, roupas, alimentos, medicamentos e documentos de identificação. O Poder Público não poderá fazer o recolhimento forçado desses bens e pertences.

“Ainda não temos, no Brasil, uma lei nacional estabelecendo direitos que atendam às especificidades da população em situação de rua e as obrigações do Poder Público nas políticas públicas direcionadas a essa população”, lamenta Nilto Tatto.

A proposta considera população em situação de rua o grupo populacional que tem em comum a pobreza extrema, os vínculos familiares interrompidos ou fragilizados e a inexistência de moradia convencional regular e que utiliza áreas públicas e degradadas como espaço de moradia e de sustento, de forma temporária ou permanente, bem como as unidades de acolhimento para pernoite temporário ou como moradia provisória.

(Agência Câmara Notícias)

Madre Teresa de Calcutá é canonizada pelo papa Francisco em missa no Vaticano

foto madre tereza canonização

Em missa de canonização celebrada neste domingo (4), na Praça São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco declarou santa Madre Teresa de Calcutá. A cerimônia contou com a presença de cerca de 120 mil fiéis de diversas partes do mundo.

A missão de Madre Teresa, segundo Francisco, permanece nos dias de hoje como um testemunho eloquente da proximidade de Deus junto aos mais pobres. O papa também se referiu à religiosa, de origem albanesa, como modelo de santidade para todos os agentes de misericórdia.

“Madre Teresa, ao longo de toda a sua existência, foi uma dispensadora generosa da misericórdia divina, fazendo-se disponível a todos, por meio do acolhimento e da defesa da vida humana, dos nascituros e daqueles abandonados e descartados.”

O processo de canonização de madre Teresa teve início com um milagre envolvendo o brasileiro Marcílio Haddad Andrino, morador da cidade de Santos (SP). Ele foi diagnosticado com hidrocefalia e uma infecção rara no cérebro, mas foi curado após sua esposa rezar pedindo a intercessão de Madre Teresa de Calcutá.

A religiosa, cujo nome verdadeiro é Agnes Gonxha Bojaxhiu, nasceu em uma comunidade albanesa no sul da antiga Iugoslávia. Ordenou-se freira na Índia, onde tomou o nome de Teresa. Em 1946, decidiu abandonar o convento e viver para os pobres. Sua atuação como missionária lhe rendeu o Prêmio Nobel da Paz em 1979. Madre Teresa de Calcutá morreu em setembro de 1997, seis anos antes de ser beatificada pelo papa João Paulo II.

(Agência Brasil)

Eleições 2016 – Caminhada da Juventude leva multidão às ruas de Lavras da Mangabeira

eleições 2016 lavras 0803 pmdb

Cerca de oito mil pessoas – segundo os organizadores da campanha – participaram na noite desse sábado (3), em Lavras da Mangabeira, no Centro-Sul do Ceará, a 434 quilômetros de Fortaleza, da Caminhada da Juventude com Ildsser, candidato a prefeito pelo PMDB.

O peemedebista aproveitou o encontro da juventude para afirmar que já estaria trabalhando politicamente para a instalação do Campus da Universidade Federal do Cariri.

“Precisamos dar oportunidades aos filhos de pobres, para que eles possam estudar, se formar e ter uma profissão. Vou lutar muito para que esse sonho se realize”, disse Doutor Ildsser.

Temer afirma que protestos contra impeachment são “pequenos e depredadores”

O presidente Michel Temer classificou de “pequenos e depredadores” os protestos que ocorreram nos últimos dias contra o impeachment da então presidente Dilma Rousseff em algumas cidades brasileiras. De acordo com ele, as manifestações são reações naturais diante do momento “politicamente complicado”, mas não comprometem o início do governo porque são promovidas por “40 pessoas que quebram carro”. Temer se encontra na China, onde participa neste domingo (4) da Cúpula de Líderes do G-20 (grupo das 20 maiores economias do planeta).

“É natural que alguns grupos se reúnam para protestar. Agora, foram grupos pequenos e depredadores. Não foi uma manifestação democrática. Uma manifestação democrática é aquela que eventualmente pode sair às ruas e pregar uma ideia”, disse.

Ao ser perguntado se considera que os protestos podem comprometer o início do seu governo, ele respondeu: “As 40 pessoas que quebram carro? Tem que perguntar para os 204 milhões de brasileiros e para os membros do Congresso Nacional”.

Na avaliação do presidente, depredações não estão previstas na “ordem normativa”. Ele disse ser natural a ocorrência de manifestações. “Até me surpreenderia se houvesse unanimidade, e a unanimidade não é inteligente. Eu gostaria que você me fizesse essa pergunta [sobre a popularidade] daqui a dois anos. Muitas vezes há também um desconhecimento”, disse.

(Agência Brasil)

A anatomia do método

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (4):

O que foi derrotado com o impeachment de Dilma Rousseff foi um método que compõe o DNA e o imaginário da esquerda. No caso, o partido, e não as instituições, como a instância máxima da sociedade. Sendo assim, os outros partidos políticos, o Congresso, o Judiciário e, por fim, a imprensa são as estruturas próprias da democracia que precisam se tornar subalternas a esse comando do partido príncipe. Foi exatamente essa caminhada que levou à derrocada hoje verificada.

Esquemas como o “mensalão” e o “petrolão” são mecanismos que nasceram para dar conta dos objetivos do método. Tais escândalos não são apenas comportamentos deletérios com motivações corruptas. São frutos do profundo desprezo pelo Poder Legislativo. Mais ou menos assim: vamos dar o que a turba (partidos e políticos rastaqueras) quer. Dinheiro. O resto desmoraliza-se por si só. De quebra, é claro, umas riquezas rápidas aqui e acolá.

A coisa toda ia muito bem. Nos doze anos dos três primeiros mandatos, a oposição congressual foi quase dizimada. O DEM caminhava célere para o nanismo. O PSDB, um partido que não sabe e nem consegue fazer oposição, murchava a olhos nus. A multiplicação de partidos era outra face desse método. Chegou-se assim a um ponto nunca visto onde a oposição não conseguia nem 15% dos votos na Câmara dos Deputados.

O problema se deu quando o método caminhou para engolir o PMDB. As velhas raposas eram velhas e raposas demais para se deixarem digerir por um método que, no fundo, pretendia a sua extinção. A reação veio primeiro com a veemente recusa do PMDB em aprovar mecanismos que levassem ao controle da imprensa. Depois, com a manobra para impedir que o método nomeasse mais ministros do Supremo.

Paralelo a tudo, deu-se a ascensão de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) como presidente da Câmara dos Deputados. Um sujeito de poucos escrúpulos, com sede de poder, com aversão à esquerda e que conhecia o método por dentro. Até por que era um sócio capitalista das empreitadas na Petrobras e outros patrimônios públicos.

A partir disso, das escabrosas descobertas da Lava Jato, do desastre na economia com a maior recessão de nossa história e da destruição das contas públicas, tudo começou a desandar em impressionante velocidade. Deu no que deu. Diante de tudo, o que mais se espera é uma boa e saudável autocrítica e que a gloriosa e necessária esquerda se reposicione no mercado político como avalista das instituições democráticas, da Constituição e não de si mesma com um meio e um fim.

Ciro diz que em “tempos difíceis”, o eleitor terá que fortalecer os bons políticos

eleições 2016 fortaleza pdt 0803 salmito

Para o ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes (PDT), pré-candidato em 2018 ao Palácio do Planalto, o Brasil vive “tempos difíceis” na política, diante de golpes, corrupção e descrédito do eleitor para com os políticos. Para não afundar ainda mais a crise política que o país vivencia, Ciro disse que o eleitorado deve apostar nos bons políticos, “aqueles já testados na honestidade e na competência”.

A declaração foi feita na noite desse sábado (3), no Centro, durante a inauguração do comitê de campanha de Salmito Filho (PDT), candidato à Câmara Municipal de Fortaleza. Além de apontar Salmito como “um dos políticos sérios que Fortaleza tem”, Ciro Gomes também apontou o prefeito Roberto Cláudio (PDT), candidato à reeleição ao Palácio do Bispo e presente ao evento, como “o maior prefeito de Fortaleza nas últimas décadas”.

Ciro destacou feitos do ex-prefeito Juraci Magalhães por Fortaleza, mas afirmou que, em três anos e meio, Roberto Cláudio bateu todos os recordes de uma administração competente. “Isso, em época de crise econômica”, observou. “Em oito anos de Luizianne Lins e nos quatro últimos anos de Juraci, Fortaleza construiu somente dois postos de saúde. Somente Roberto Cláudio já construiu 18 postos”, comparou Ciro, ao listar obras de mobilidade urbana, construção de praças, areninhas, escolas em tempo integral e a implantação do bilhete único.

Salmito Filho destacou a gestão Roberto Cláudio, que, em época de crise econômica e política, se sobressai em relação às demais prefeituras pelo país pelo planejamento e vontade de melhorar a vida da população.

Já Roberto Cláudio relatou feitos de sua administração e também elogiou Salmito, por ser um político voltado para o novo modelo de administração pública, em que a população é prioridade. Roberto Cláudio lembrou de projetos de Salmito na Câmara Municipal, além de voltar o Legislativo para servir à população, por meio da criação da sala do empreendedor e do Pacto por Fortaleza, programa que debate e busca soluções para os principais problemas da cidade.

TV O POVO promove neste domingo o debate com candidatos à Prefeitura de Fortaleza

Roberto Cláudio (PDT), Capitão Wagner (PR), Luizianne Lins (PT), Heitor Férrer (PDT), Ronaldo Martins (PRB) e Tin Gomes (PHS) debatem neste domingo (4), a partir das 18 horas, na TV O POVO, as propostas para a Prefeitura de Fortaleza. A transmissão também será feita também pela rádio O POVO-CBN e pelo O POVO Online.

Após o debate, jornalistas do O POVO irão avaliar o desempenho de cada candidato no debate.

“Avassaladora pobreza” – Economistas querem retomada do crescimento com inclusão social

Economistas divulgaram nesse sábado (3) carta defendendo uma retomada do crescimento econômico que preserve a inclusão social dos últimos anos e avance na distribuição de renda. “O Brasil precisa retomar o quanto antes o crescimento econômico, mas não a qualquer preço”, afirma o comunicado do Sistema Cofecon/Corecon, que reúne os conselhos federal e regionais de economia.

Os representantes dos conselhos estiveram reunidos em Natal e debateram os desdobramentos econômicos e sociais da mudança de governo. No último dia 31, o Senado Federal aprovou, por 61 votos a 20, o afastamento definitivo da então presidente Dilma Rousseff. Com a decisão, Michel Temer, vice na chapa de Dilma, passou de presidente em exercício a efetivo.

Segundo a carta dos economistas, o motivo da “avassaladora pobreza” no Brasil é “a enorme concentração de renda”. Como mecanismo que possibilita a concentração, o documento cita o modelo tributário.

“Não há como atender às crescentes demandas sociais sem mexer no nosso arcaico modelo tributário, na qual 72% da arrecadação de tributos se dão sobre o consumo (56%) e sobre a renda do trabalho (16%), ficando a tributação sobre a renda do capital e a riqueza com apenas 28%, na contramão do restante do mundo”, afirma o documento.

(Agência Brasil)

Bélgica quer proibir Pokémons em aeroportos

O ministro de Transporte e Mobilidade belga, Francois Bellot, pediu para a Niantic, empresa responsável pelo desenvolvimento do jogo Pokémon Go, excluir todos os Pokémons dos aeroportos do país para não prejudicar a segurança dos terminais aéreos. As informações são da agência Ansa.

Em uma carta à empresa, o ministro pediu para proibir os Pokémons e os Pokégym, locais que são realizadas as batalhas entre os monstrinhos, nas áreas públicas dos aeroportos de Bruxelas, Lieja, Antuérpia e Ostende, segundo o site DH.

De acordo com o pedido, Bellot afirmou que o problema da segurança aconteceu após receber diversas denúncias e reclamações de casos em que passageiros entraram em áreas reservadas dos aeroportos, especialmente em Bruxelas, para caçar Pokémons.

“Entendam que um comportamento desse tipo não é aceitável em um aeroporto internacional e que as ações de prevenção são necessárias para evitar incidentes no transporte aéreo”, disse o ministro.

Em 22 de março, um atentado no aeroporto de Bruxelas causou a morte de 35 pessoas, incluindo os três terroristas responsáveis pelo ataque.

(Agência Brasil)

R$ 100 milhões – Perde validade MP que destina recursos para Olimpíadas e Paralimpíadas

Venceu no último dia 25 o prazo para tramitação no Congresso Nacional da Medida Provisória 722/2016. Essa MP ainda pode ser reeditada pelo governo federal, mas somente a partir do início de fevereiro de 2017, na próxima sessão legislativa do Congresso.

O texto original destinava R$ 100 milhões para divulgação de medidas de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue, zika e febre chicungunha, durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio de Janeiro. Os recursos, porém, foram bloqueados por liminar. A outra parte do crédito extraordinário, de R$ 80 milhões, destinou-se ao Ministério do Esporte para a implantação de infraestrutura dos eventos esportivos.

A MP estabelecia que os recursos de R$ 100 milhões seriam compensados por meio do cancelamento de uma dotação para o Ministério de Minas e Energia. Já os R$ 80 milhões foram remanejados dentro do próprio Ministério do Esporte.

A medida já havia sido aprovada na Comissão Mista de Planos e Orçamentos Públicos (CMO) e no Plenário da Câmara dos Deputados. Faltava a votação no Plenário do Senado.

De acordo com o artigo 62 da Constituição Federal, quando uma medida provisória tem o prazo de tramitação vencido, ela pode ser reeditada, mas não na mesma sessão legislativa. Portanto, essa MP só poderá ser reeditada a partir do início de fevereiro de 2017, na próxima sessão legislativa do Congresso Nacional.

Ademais, com o prazo de tramitação vencido, agora a Comissão Mista encarregada de analisar a MP terá que elaborar projeto de decreto legislativo que discipline as relações jurídicas já ocorridas durante a vigência da MP.  De acordo com o Artigo 11 da Resolução 1/2002 do Congresso, caso o decreto legislativo não seja editado em até 60 dias contados a partir do vencimento, as mudanças trazidas pela MP durante a vigência serão mantidas.

(Agência Senado)

Luizianne adesiva veículos como nos velhos tempos

eleições 2016 fortaleza pt 0903 luizianne

Jovens estudantes voluntários, a própria Luizianne adesivando veículos e, claro, a Avenida da Universidade. Não, o ano não é 2004. Também ninguém estava comprando camisetas ou boinas vermelhas. Mas o velho romantismo do PT em fazer campanha por ideologia está de volta.

Foi o que ocorreu na tarde deste sábado (3), em frente ao comitê de Luizianne Lins, candidata à Prefeitura de Fortaleza, quando ela mesma passou a adesivar veículos.

Segundo a candidata, a prática irá ocorrer durante toda a campanha.

Praça da Aldeota recebe leitura dramática de Miguel de Cervantes neste domingo

Neste domingo (4), a partir das 10h30min, será realizado na Praça Doutor Carlos Alberto Studart Gomes, a popular Praça das Flores, o projeto de extensão “Leituras na Praça”.

Nesta edição, participa o ator e professor francês Jean-Paul Giusti, que na ocasião fará leitura dramática de uma novela do espanhol Miguel de Cervantes (1547-1616), em homenagem aos 400 anos de sua morte.

O projeto de extensão tem a proposta de ser itinerante e percorrerá algumas praças da cidade. De acordo com a professora Maria Inês Cardoso, do Departamento de Letras Estrangeiras e coordenadora da iniciativa, a intenção não é somente levar a leitura às praças, mas ajudar a fomentar atividades culturais nesses espaços.

“A valorização do espaço público não é apenas uma questão de política urbano-administrativa. É muito importante que essa empreitada seja encampada também pelos diversos órgãos ligados à educação e cultura da cidade. As universidades têm relevante papel nesse processo, em especial, no tocante à manutenção dessa realidade”, explica a idealizadora do projeto.

As leituras literárias a céu aberto são destinadas ao público em geral, frequentadores de diversas praças da cidade e alunos.

SERVIÇO

Praça Doutor Carlos Alberto Studart Gomes

Av. Desembargador Moreira esquina com Av. Padre Antônio Tomás – Aldeota

(UFC)

Prefeitura libera o segundo viaduto da Avenida Raul Barbosa na segunda-feira

foto trânsito viaduto raul barbosa

A Prefeitura de Fortaleza libera na segunda feira (5) o viaduto da avenida Raul Barbosa com a avenida Murilo Borges. A partir desta data, a via terá tráfego liberado, em ambos os sentidos, permitindo o acesso mais rápido naquele cruzamento.

Em agosto deste ano, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) entregou o primeiro viaduto, permitindo o acesso no sentido Aeroporto/Aldeota. Com os dois equipamentos em operação, a avenida volta a operar no seu sentido original.

Com cerca de 312 metros de extensão, os viadutos, que possuem duas faixas para veículos cada, farão a ligação entre os bairros Parangaba e Papicu. A nova ponte, construída sobre o canal do Lagamar e conectada aos viadutos, terá a liberação de duas, das quatro faixas previstas, duplicando a passagem da avenida Raul Barbosa.

Com investimento de R$ 31 milhões, financiados pela Caixa Econômica Federal, o local recebeu ainda os serviços de drenagem, terraplenagem, nova pavimentação e sinalização.

As obras de construção da rotatória, no cruzamento das avenidas Raul Barbosa com Murilo Borges, bem como suas alças de conexão sob os dois viadutos, têm previsão de entrega para outubro deste ano. A rotatória permitirá a eliminação do semáforo existente naquele cruzamento e o acesso de veículos à avenida Murilo Borges e rua Capitão Aragão, de forma mais rápida e sem interrupções. O local contará ainda com travessias seguras para pedestres e projeto paisagístico, com o plantio de 726 árvores, além de palmeiras, arbustos e sistema de irrigação.

As demais faixas da nova ponte sobre o canal do Lagamar serão entregues no mesmo período. Quando finalizadas as intervenções, esse novo trecho possibilitará a ampliação do espaço de circulação de veículos e pedestres, passando de 30 metros para 50 metros de largura. A região passa a contar ainda com uma ciclofaixa e pontos de passeio compartilhado, onde pedestres e ciclistas dividirão espaços na calçada com delimitação feita por meio de sinalização especial.

(Prefeitura de Fortaleza)

Temer diz que buscará restabelecer a confiança para atrair investimentos

O presidente Michel Temer disse neste sábado (3), na China, que a primeira coisa que fará à frente da nação será restabelecer a confiança para atrair investimentos. Temer participa da Cúpula do G20, grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo. O encontro começa amanhã (4) e termina na segunda-feira (5).

“A primeira coisa que eu farei é restabelecer a confiança. Em primeiro lugar, a estabilidade política e a segurança jurídica. Não há nada mais importante para aqueles que queiram investir no país”, afirmou Temer, que também voltou a defender a necessidade de pacificação do Brasil.

“Como nós passamos um brevíssimo período de conflitos políticos, em razão do impedimento da senhora presidente da República [a ex-presidente Dilma Rousseff, afastada definitivamente pelo Senado no último dia 31], eu tenho pregado muito a pacificação entre os brasileiros”, afirmou o presidente a jornalistas.

Temer citou ainda o desemprego que, segundo ele, só será revertido com a retomada da confiança. “Temos um grupo muito grande de desempregados e o emprego você só retoma se incentivar a industrialização, os serviços, o agronegócio. Tudo isso será incentivado pela retomada da confiança”, concluiu.

(Agência Brasil)

Prêmio FIEC por Desempenho Ambiental será entregue na quinta-feira

foto fiec 160903 prêmio ambiental

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) entrega na próxima quinta-feira (8) o Prêmio FIEC por Desempenho Ambiental. A solenidade será realizada na unidade do SESI na Barra do Ceará (Av. Francisco Sá, 6623), às 8h30. Concorrem à premiação 14 projetos de nove indústrias filiadas aos sindicatos associados ao Sistema FIEC.

O prêmio, em sua 12ª edição, tem por objetivo reconhecer as iniciativas e a atuação das empresas em prol da preservação do meio ambiente. É dividido em quatro modalidades: produção mais limpa, reuso de água, educação ambiental e integração com a sociedade.

Neste ano, as empresas que concorrem ao prêmio são Solar Br – Coca Cola, Companhia Siderúrgica do Pecém – CSP, Ecomax, Paraipaba Agroindustrial LTDA, Companhia Energética do Ceará (Coelce), Ceagra – Grupo Tavares, Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos e Industriais do Estado do Ceará (Sindiverde), Ypióca – Unidade Paraipaba (Usina) e Sanebrás.

Segundo o gerente do Núcleo de Meio Ambiente (Numa), Renato Aragão, os projetos inscritos são avaliados por uma comissão composta por técnicos de excelente formação e destaque no cenário ambiental, técnico e político do Ceará. Entre os candidatos, o primeiro lugar em cada modalidade recebe uma placa alusiva ao prêmio, acompanhada de um diploma. Os demais recebem certificados pela participação.

Neste ano, nove empresas concorrem ao Prêmio Fiec por Desempenho Ambiental. São elas: Solar Br – Coca Cola, Companhia Siderúrgica do Pecém – CSP, Ecomax, Paraipaba Agroindustrial LTDA, Companhia Energética do Ceará, Ceagra – Grupo Tavares, Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos e Industriais do Estado do Ceará, Ypióca – Unidade Paraipaba (Usina) e Sanebrás.

FBI divulga relatório sobre e-mails de Hillary Clinton

O FBI (a Polícia Federal dos Estados Unidos) divulgou nessa sexta-feira (2) um relatório detalhado de sua investigação sobre o uso de servidores de e-mail privados por Hillary Clinton quando ela foi secretária de Estado norte-americana (de 2009 a 2013). As informações são da Agência Ansa.

O documento, de 58 páginas, inclui uma síntese do interrogatório com a candidata democrata à Casa Branca sobre o caso, mas algumas páginas estão marcadas como confidenciais. Em junho passado, o FBI decidiu não incriminar Hillary, após ter concluído que não havia provas de que a ex-secretária e sua equipe queriam violar a lei, embora tenham sido “extremamente negligentes”.

Das mais de 30 mil mensagens analisadas, 110 continham “informações confidenciais”. Segundo o FBI, é possível que “atores hostis” tenham tido contato com esses e-mails.

Enquanto foi secretária de Estado, Hillary usou um servidor privado para enviar mensagens oficiais, impedindo as autoridades norte-americanas de terem acesso aos registros de suas comunicações profissionais, como é praxe para quem ocupa cargos públicos.

A lei federal dos Estados Unidos estabelece que cartas e e-mails enviados e recebidos por funcionários do governo no exercício de suas funções são considerados documentos oficiais e, por isso, devem ser conservados, arquivados e ficar à disposição do Congresso, de historiadores e da imprensa.

A legislação exclui apenas as mensagens que guardam segredos de Estado ou estão ligadas à segurança nacional.

(Agência Brasil)