Blog do Eliomar

Últimos posts

Mutirão Pai Presente vai às escolas de Fortaleza neste sábado

O projeto Pai Presente será levado para fora das estruturas do Poder Judiciário, com a realização de mutirão nas escolas públicas de Fortaleza. A primeira visita acontecerá neste sábado, das 9 às 13 horas, na Escola Professor Francisco Jaborandi, no bairro do Jangurussu. Seis escolas com os maiores índices de crianças sem o nome do pai no registro receberão o projeto. A força-tarefa será realizada sempre aos sábados.

A solicitação da paternidade pode ser reivindicada por mães com filhos menores de idade, ou pelo próprio filho, caso seja maior de 18 anos. Se o pai quiser, pode reconhecer o filho de forma espontânea. Para isso, precisam comparecer durante o mutirão munidos de documentos necessários como RG, CPF e Certidão de Nascimento do filho.

Caso o pai tenha alguma dúvida em relação à paternidade, o Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen) estará na escola realizando os exames de DNA. Todo o procedimento é gratuito.

Pai Presente

O projeto Pai Presente nas escolas públicas da Capital é coordenado pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), por meio da Corregedoria Geral da Justiça, com apoio da Secretaria de Educação do Município de Fortaleza e da Faculdade Devry Fanor.

Implantado nacionalmente em 2010, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a força-tarefa já realizou mais de 6 mil reconhecimentos voluntários de paternidade no Estado.

Eleições 2016 – Heitor já tem equipe de campanha

heitoorrr

Pré-candidato a prefeito de Fortaleza pelo PSB, o deputado estadual Heitor Férrer terá a dupla Paulo de Tarso e Harley Dias respondendo por seu marketing de campanha.

O acordo foi fechado nesta manhã de sexta-feira, na sede do partido, sob a chancela do presidente estadual, o deputado federal Danilo Forte.

Paulo de Tarso e Harley comandam a Novvah 7 Comunicação e Marketing. Harley é estrategista político e Paulo de Tarso é master coach político. Ambos entregaram um portfólio ao PSB com 16 campanhas vitoriosas.

UFC abre debate sobre proibição da maconha

89 1

arton1098

Com o intuito de discutir sobre os aspectos históricos, políticos e sociais da proibição das drogas, o Coletivo Plantando Informação, o Ilaese, o Movimento Hip Hop – Nós por Nós e o Laboratório de Estudos da Violência – LEV da UFC, trazem para uma palestra, dia 27, em Fortaleza, o professor Henrique Carneiro (USP), que é militante histórico do Movimento Antiproibicionista.

A palestra ocorrerá dia 27, às 19 horas, no Auditório Luiz Gonzaga, do Departamento de Ciências Sociais da UFC (Campus do Benfica). Nesse mesmo período, ocorrerá a Marcha da Maconha em Fortaleza, mais precisamente no dia 29, à partir das 14 horas, saindo da Estátua de Iracema.

Henrique Carneiro é doutor em História Social pela Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, professor de História Moderna da Universidade de São Paulo e tem experiência na área de História, onde leciona e desenvolve pesquisas em História da Alimentação, das Bebidas e das Drogas.

Apocalipse do jornalismo e o golpe

92 1

Com o título “Como a imprensa apoia um golpe?”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Confira e tire suas conclusões.

No dia 18 de maio, um artigo publicado na Folha de São Paulo, de autoria de Mário Vitor Santos, ex-ombudsman do veículo, pôs a nu a lamentável contribuição da mídia tradicional para o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff. Ele foi muito claro: “jornalismo deve informar os fatos de pontos de vista diferentes e contrários, encarnar ideias em disputa, canalizar o entrechoque de versões, sublimar antagonismos”.

Porém, o que se viu foi o predomínio de uma visão hegemônica de classe, amplificada em múltiplos canais, que tratou o governo como único culpado de todos, ou pelo menos a maioria, dos casos de corrupção. Mais do que isso: o debate desequilibrado fortaleceu teses da oposição, a ponto de a presidenta afastada – por um motivo banal – ser responsabilizada pela crise econômica, sem que se enxergasse a má vontade do Congresso, principal promotor da inércia que se abateu sobre o país, ao se negar, peremptoriamente, a votar quaisquer que fossem as medidas necessárias para que os processos voltassem a andar normalmente.

Diz mais o autor, no artigo intitulado “Apocalipse do jornalismo”: “virou pó o empenho de ao menos uma geração de profissionais para que o jornalismo, depois do infame apoio majoritário ao golpe de 1964, viesse a seguir melhores padrões”. De fato, a democracia deixou de ser um valor inatacável para os profissionais da notícia que – em sua maioria – trataram de reproduzir a linha editorial e ideológica das empresas, sem preservar a ética da notícia. O que é pior: no afã de destruir a reputação alheia, a imprensa pôs em xeque sua própria credibilidade.

Como bem lembra Mário Vitor Santos, “normas e técnicas jornalísticas não são meros enfeites. (…) São peças essenciais para a sobrevivência da democracia. Na Lava Jato, o que deveria motivar uma custosa operação de checagem independente e edição autônoma derivou numa repetição inglória dos piores momentos do jornalismo do passado”. Não se apurou adequadamente. Não se investigou de forma autônoma. Não se ouviu os dois – ou mais – lados. Não se desconfiou das fontes. Objetividade virou artigo de luxo. A mídia simplesmente serviu de linha de transmissão do que era seletivamente “vazado” por “investigadores” que nada tinham de imparciais.

A visão política rebaixada destes profissionais – que provavelmente não tinham consciência do ataque à democracia proporcionado por eles mesmos – abusou da especulação desenfreada, dos furos sem propriedade e de homéricos erros, com fatos passando ao largo de qualquer checagem. Interessante notar como vários profissionais se deixaram levar pelo senso comum, pelos ódios de classe, numa esquizofrenia coletiva intolerável.

Pessoas sem preparo podem até se deixar levar por este conto do vigário. Mas quem trabalha com informação não tem este direito. À exceção dos vendidos e ideologicamente comprometidos com a visão conservadora do mundo, não se dá ao jornalista o direito à ignorância. Sua função é sempre saber mais e melhor. Afinal, não se recorre ao jornalismo para saber de fofocas. Para isso, existem bons bares em várias esquinas.

*Demétrio Andrade,

Jornalista e sociólogo.

Procon Fortaleza divulga pesquisa com preços de medicamentos

Paracetamol-200-comp.-750mg
O Procon Fortaleza divulgou, nesta sexta-feira (20), mais uma pesquisa. Dessa vez sobre preços de medicamentos populares e ainda itens de primeiros socorros. De acordo com a pesquisa, a maior diferença do mesmo medicamento foi encontrada no preço do genérico paracetamol, que pode chegar a 276% entre os locais pesquisados. Quando comparados os preços dos medicamentos de referência com os genéricos essa diferença sobe para 324%.
O consumidor pode adquirir até quatro caixas do mesmo medicamento, se optar pelo genérico, que é aquele remédio contendo o mesmo princípio ativo e forma farmacêutica do medicamento de referência.
O medicamento Tylenol (750mg – 20 comprimidos) pode ser comprado de R$ 28,93 se a preferência for pelo remédio referência. O mesmo princípio ativo do Tylenol, que é o genérico paracetamol, cai para R$ 6,82. Ou seja, uma diferença de 324,19%.
A Regional IV, em bairros como Benfica e Serrinha, concentra o maior número de preços dos medicamentos pesquisados acima da média (47 preços), enquanto que a Regional V, nos bairros Conjunto Ceará e Maraponga, reúne o maior número de preços abaixo da média (46 preços).
DETALHE – A pesquisa foi realizada nos dias 16 e 17 de maio, em 14 farmácias e drogarias de todas as regionais da Capital, comparando os preços de 42 itens.
SERVIÇO
*Clique aqui e confira todos os preços.

Minha Casa, Minha Vida – Governo temer suspende novas contratações

gedel

Durante entrevista à Rádio CBN, nesta sexta-feira, o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) anunciou que estão suspensas novas contratações do programa Minha Casa Minha Vida. Segundo disse, até que seja feita uma “análise” do programa e que se “inaugurem obras que estão paradas”.

Geddel Vieira disse ainda que, por conta de má aplicação de recursos públicos, é necessário aprimorar a gestão, “de maneira que o dinheiro público seja melhor aplicado”. Quando perguntado sobre uma possível revisão do número de casas a serem entregues esse ano, Geddel é categórico: “sem sombra de dúvidas”.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, também afirmou que o governo Temer abandonou a meta traçada pela presidente afastada Dilma Rousseff de contratar 2 milhões de moradias até o fim de 2018.

Segundo ele, a nova meta para o Minha Casa Minha Vida vai depender da análise das contas públicas pela nova equipe econômica do governo, chefiada pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o prazo para essa avaliação deve ficar em torno de 40 dias.

 

Petrobras comunica escolha de Pedro Parente à CVM

“A Petrobras encaminhou à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) fato relevante sobre a troca de comando na empresa.
Publicidade

O comunicado diz que a indicação de Pedro Parente para presidir a empresa será analisada na reunião do Conselho de Administração marcada para segunda-feira.

A estatal faz questão de dizer que vai informar quaisquer outras informações relevantes sobre mudanças na empresa. Tanto zelo é uma tentativa de manter o mercado calmo e evitar questionamentos da CVM, como o que houve na troca de comando de Graça Foster para Aldemir Bendine.”

(Coluna Radar – Veja Online)

Diversidade sexual – Lei quer nome social valendo nos serviços municipais

guilhermess

O vereador Guilherme Sampaio (PT) deu entrada, na Câmara Municipal, em projeto de lei ordinária que garante o direito à adoção de nome social, por parte da população LGBT, nos serviços públicos municipais.

De acordo com a proposição, para os atendimentos prestados no SUS, programas de Assistência Social e Habitacional, escolas municipais e no transporte urbano, o nome social constará, a pedido da pessoa interessada, em cadastros, fichas, prontuários, cartões de bilhetes de passagens em transporte urbanos, carteiras estudantis e demais documentos expedidos no serviço público prestado na Capital.

“O nome social dá reconhecimento à identidade e personalidade de gênero do cidadão interessado. O respeito à diversidade de gênero e orientação sexual favorece a compreensão de direitos fundamentais e oferecem embasamento para que pessoas recusem e se protejam do preconceito e da discriminação”, explica o parlamentar. “Nosso intuito é vedar qualquer situação constrangedora ou pedido vexatório de comprovações de identidade”, explica.

Novo presidente da EBC é ligado a Aécio e Cunha

rimoo

O ex-coordenador de comunicação da campanha do senador Aécio Neves na disputa presidencial de 2014, jornalista Laerte Rimoli, foi nomeado diretor-presidente da EBC (Empresa Brasil de Comunicação). O decreto foi assinado pelo presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), e publicado na edição desta sexta-feira (20) do Diário Oficial da União.

Rimoli também trabalhou como diretor de Comunicação da Câmara dos Deputados durante a gestão do presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A nomeação ocorre após a polêmica saída de Ricardo Pereira de Melo, que ficou apenas duas semanas no cargo. Escolhido pela presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), Melo foi exonerado na última terça-feira (17), e sua demissão foi o estopim de uma disputa política que começou antes da tramitação do processo de impeachment.

Na quarta-feira (18), o ex-diretor-presidente da EBC entrou com um mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) na tentativa de anular o decreto de exoneração.

(Com Agências)

PF investiga contratos da Odebrecht com empresa da construção civil

“A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (20) a Operação Janus. Todas as medidas judiciais estão sendo cumpridas em Santos (SP) , no total são quatro mandados de busca e apreensão, duas conduções coercitivas e cinco intimações.

Segundo a Polícia Federal, o objetivo da investigação é verificar se contratos da Odebrecht com uma empresa do ramo de construção civil em nome de parentes de um ex-agente público foram utilizados para o pagamento de vantagens indevidas.

A investigação começou com o envio para a PF de um Procedimento de Investigação Criminal do Ministério Público Federal que pretendia investigar se a construtora Odebrecht teria, entre os anos de 2011 e 2014, pago propina em troca de facilidades na obtenção de empréstimos de interesse da multinacional junto ao BNDES.

As medidas cumpridas hoje têm como meta esclarecer quais razões para a Odebrecht ter celebrado contratos, entre 2012 e 2015, com uma empresa de construção civil de pequeno porte com sede em Santos para a realização de obras complexas em Angola. De acordo com a investigação, apenas por seus serviços nas obras de reforma do complexo hidrelétrico de Cambambe, a empresa recebeu R$ 3,5 milhões, diz a PF.

A obra recebeu do BNDES financiamento que totalizava US$ 464 milhões.

A Polícia Federal investiga agora a prática dos crimes de Tráfico de Influência e Lavagem de Dinheiro, previstos, respectivamente, no art. 332 do Código Penal e no art. 1º da Lei 9613/98.

Janus

O nome da operação é uma referência ao Deus romano Janus (ou Jano). A menção à divindade latina de duas faces, que olha ao mesmo tempo para o passado e para o futuro, quer mostrar como deve ser realizado o trabalho policial.”

(Agência Brasil)

Eunício faz contatos políticos de olho nas eleições

92 1

euinicic

Eunício e Raimundo Gomes de Matos (PSDB)

O senador Eunício Oliveira (PMDB) está em Fortaleza para contatos políticos em torno da sucessão municipal. Ele recebe em seu escritório lideranças de vários pontos do Estado, mas não deixa de lado o processo sucessório de Fortaleza.

Nessa quinta-feira, Eunício prestigiou, na Assembleia Legislativa, a sessão solene em homenagem aos 60 anos de vida pública do deputado federal Mauro Benevides (PMDB.

Com o peemedebista, estava o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB). Ambos, aliás, são defensores ferrenhos do Governo Michel Temer.

(Foto – Paulo MOsKa)

Crise no sistema socioeducativo do Ceará gera peleja política

cabosabino

O deputado federal Cabo Sabino (PR) conseguiu aprovar uma audiência pública da Câmara para discutir, em Fortaleza, a crise no sistema socioeducativo do Estado.

Ele diz que o quadro é grave e que é preciso uma solução para evitar tantas fugas e, ao mesmo tempo, levar o Estado a cumprir sua missão de ressocialização.

Mas a audiência pública, aprovada nessa quinta-feira, sofreu ações e articulações para não ser marcada. Veio por meio do deputado federal e ex-ministro das Comunicações, André Figueiredo (PDT).

andre-figueiredo-pdt-ce-dep-federal

André é o padrinho político do titular da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado (STDS, Josbertini Clementino.

 

Janot quer investigar Jucá e Renan – Suposta propina em Belo Monte

jcaaa

Jucá é o ministro do Planejamento de Temer.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) a abertura de inquérito contra integrantes da cúpula do PMDB para apurar o suposto pagamento de propina na construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, são alvos da Procuradoria: o ministro Romero Jucá (Planejamento), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e os senadores Valdir Raupp (PMDB-RO) e Jader Barbalho (PMDB-PA).

Janot solicitou que eles passem a figurar como investigados em inquérito no Supremo que já apura a suposta participação do senador Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia, com o esquema na usina.

A linha de investigação tem como base delações premiadas, como a do ex-senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) e de Luiz Carlos Martins, ligado a construtora Camargo Corrêa.

Aos investigadores, Delcídio afirmou que ex-ministros operaram um esquema de desvio de dinheiro das obras da usina de Belo Monte. Os recursos teriam ido para campanhas do PT e do PMDB.

Delcídio afirmou que os ex-ministros Erenice Guerra e Silas Rondeau, do governo Lula, e Antônio Palocci, dos governos Lula e Dilma, movimentaram cerca de R$ 25 bilhões e desviaram pelo menos R$ 45 milhões dos cofres públicos diretamente para as campanhas do PT e do PMDB em 2010 e 2014.

O ex-senador disse que o “time” formado pelos senadores Renan Calheiros, Edison Lobão, Jader Barbalho, Romero Jucá e Valdir Raupp, exerceu um arco de influência amplo no governo, como no Ministério de Minas e Energia, Eletrosul, Eletronorte, diretorias de abastecimento e internacional da Petrobras, além das usinas de Jirau e Belo Monte.

Segundo Delcídio, houve o pagamento, à época, de ao menos R$ 30 milhões a título de propina pela construção de Belo Monte ao PT e ao PMDB, sendo que Palocci coordenou esses pagamentos no âmbito do PT, destinando-os à campanha eleitoral da presidente afastada Dilma Rousseff e ao próprio partido, para redistribuição em beneficio de diversas outras campanhas eleitorais.

Ele afirmou ainda que, pelo PMDB, Rondeau destinou propina para o grupo do ex-senador José Sarney (AP), do qual fazem parte Lobão, Renan, Romero Jucá, Raupp e Jader.

(Site Zero Hora)

Atchimm! – Vacinação termina nesta sexta-feira

“Crianças com idade entre 6 meses e menores de 5 anos, gestantes, idosos, mulheres com até 45 dias após o parto, pessoas com doenças crônicas e profissionais de saúde têm até hoje (20) para receber a vacina contra a gripe. Povos indígenas, pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional também devem ser imunizados. A meta é vacinar pelo menos 80% do público-alvo, formado por 49,8 milhões de pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações provocadas pela gripe.

De acordo com balanço do Ministério da Saude, o Paraná (85,2%), São Paulo (85%), o Amapá (81,7%), Espírito Santo (81,2%) e o Distrito Federal (80,9%) já atingiram a meta de vacinação para este ano.

Até agora, a Região Sul apresentou o melhor desempenho (80,1%), seguida pelo Sudeste (76,2%), o Centro-Oeste (67%); Norte (63,8%) e Nordeste (58,4%). Entre os grupos prioritários, os profissionais de saúde registram a maior cobertura – 3,5 milhões de doses aplicadas, o que representa 86,5% dos profissionais a serem vacinados. Em seguida, estão as puérperas – que acabaram de dar à luz (79,4%); os idosos (72,9%); as crianças de 6 meses a menores de 5 anos (66,5%) e as gestantes (56,6%).

Os dados do ministério mostram ainda que, até o dia 9 de maio, foram registrados 2.808 casos de gripe de todos os tipos no Brasil. Desse total, 2.375 são pelo vírus H1N1, sendo que 470 pacientes morreram em decorrência da doença.”

(Agência Brasil)

Castanhão chega ao menor volume – 9,42%

castanhao

“O açude Castanhão, o maior reservatório do País, chegou ontem ao nível mais baixo desde que encheu, em 2004. Os 631,37 hm³ que perfazem 9,42% da capacidade do Castanhão devem diminuir ainda mais. O nível é atingido antes do fim da quadra chuvosa, no fim deste mês, e com longos sete meses pela frente até o início do próximo período de precipitações.

“Ainda deve piorar muito até que melhore”, adverte o presidente da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), João Lúcio Farias. Ele não detalha a previsão do quanto o Castanhão deve baixar de nível, mas adianta que o açude Orós, com 35,03% da capacidade e até então poupado, deve ser acionado. “Pensamos em um sistema que, juntando a água dos dois açudes, tenhamos condições de perenizar o Vale Jaguaribe e abastecer a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF)”, projetou em entrevista durante reunião do Fórum Cearense de Comitês de Bacias Hidrográficas (FCCBH).

Acionar o Orós é uma possibilidade que tem gerado discussões e será debatida em reunião dos comitês no dia 2 de junho, em Quixadá. Para Daniel Linhares, presidente do Comitê da Bacia do Médio Jaguaribe (onde está o Castanhão), isso seria um alívio para a região que tem tido, segundo ele, agricultura, pecuária e piscicultura afetadas pela priorização do consumo humano da RMF.

Já Alcides Dutra, coordenador geral do FCCBH e secretário-geral da Bacia do Alto Jaguaribe, onde está o Orós, defende que é preciso cautela. “O Orós é um reservatório estratégico para atender toda aquela região. Abrir indiscriminadamente pode acarretar algo semelhante ao que aconteceu com o Banabuiú, que foi utilizado para atender o Castanhão e está seco”. Para ele, é preciso pensar uma proposta que não feche a utilização, mas em que seja usado com cautela e responsabilidade.

Expectativas

De acordo com Farias, mesmo com expectativas preocupantes, o racionamento de água ainda não foi cogitado. A Cogerh está trabalhando em seu planejamento com a economia de 10% do consumo, determinada pela tarifa de contingência desde o último dezembro pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). “No segundo semestre teremos uma maior restrição de água para irrigação e focaremos ainda mais no consumo humano. Nossa meta é chegar a 2017 com as reservas desses dois açudes acima dos volumes mortos”, acredita.

O presidente se vale do prognóstico da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), de desaquecimento do Oceano Pacífico e de um 2017 com mais chuvas, para acreditar na posterior melhora. “Com uma quadra chuvosa boa, podemos ter uma recuperação de 20%, 30% da capacidade”, projeta. Além disso, o nível do açude deve ser recuperado também pela água da transposição do rio São Francisco que deve chegar em outubro ao Ceará e, no início de 2017, ao Castanhão, conforme Farias.

O gestor adianta que o Riacho dos Porcos, que ligará os reservatórios Jati e Atalho ao rio Salgado — afluente do rio Jaguaribe e caminho para o Castanhão —, está com problemas de assoreamento e poderá passar por obras de retificação da calha.

(O POVO)

Enem 2016 – Inscrições terminam nesta sexta-feira

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem ) 2016 serão encerradas às 23h59min desta sexta-feira (20).

A taxa de inscrição custa R$ 68 – R$ 5 a mais que na edição do exame no ano passado. Dessa vez, ela poderá ser paga em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência de Correios (antes, só era possível quitar a guia no Banco do Brasil).

Para se inscrever, os candidatos precisam ter em mãos o RG e o CPF – menores de idade que ainda não tiverem os documentos precisarão providenciá-los. Também será obrigatório informar um endereço de e-mail e um celular, o município onde farão a prova e a língua estrangeira do teste de Linguagens (inglês ou espanhol).
Provas

Provas

Neste ano, as provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia, sábado, o candidato terá 4 horas e 30 minutos para responder questões de ciências humanas e de ciências da natureza. No domingo, ele terá 5 horas e 30 minutos para as perguntas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e redação.

Os portões serão abertos às 12 horas e fechados às 13 horas, no horário de Brasília. As provas começarão, nos dois dias, às 13h30min. Os gabaritos oficiais das questões objetivas serão divulgados pelo Inep até o dia 9 de novembro. Já os resultados ainda não têm data marcada para serem apresentados.

O Enem deste ano tem uma estimativa de 8 milhões de inscrições. Destas, 2,2 milhões são de estudantes que estão no último ano do ensino médio.

Isenção

Aqueles que irão concluir o ensino médio em 2016 e estiverem matriculados na rede pública de ensino terão direito à isenção automática da taxa de inscrição.

Já os que pertencerem a famílias de baixa renda, mas que não sejam concluintes de escola pública, poderão declarar carência para conseguir a isenção. Durante o período de inscrição, o sistema avisará se o pedido foi aceito.

Lembrando que, a partir deste ano, os estudantes que conseguiram a isenção da taxa em 2015 e não compareceram à prova, sem justificar a ausência, vão perder o direito de não pagar a inscrição em 2016.

SERVIÇO

A inscrição no Enem 2016 é na seguinte página http://enem.inep.gov.br/participante/#/inicial .

(Com Agências)

Piso dos professores da Uece – Uma novela sem fim

foto camilo governador ceará

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:

O governador Camilo Santana (PT) precisa ser melhor inteirado do prejuízo mensal causado ao Estado pela não reimplantação do piso salarial dos professores das universidades estaduais, em processo transitado em julgado, que já dura os 30 anos.

A juíza da 4ª Vara da Justiça do Trabalho, Kaline Lewinter, manda mensalmente bloquear R$ 4,1 milhões do erário estadual. Até o mês de fevereiro, foram bloqueados R$ 90,4 milhões.

A questão: a reimplantação do piso, conforme dados oficiais da Seplag referentes a dezembro de 2015, custaria apenas R$ 1,77 milhão/mês, proporcionando economia mensal de R$ 2,34 milhões, já que os valores bloqueados pela juíza incluem 353 professores que já percebem R$ 16,7 mil (salário do governador), equivalente ao teto do Executivo.

Essa ordem judicial vem sendo desobedecida, governo após governo, e essa bola de neve nunca chega a um denominador comum.