Blog do Eliomar

Últimos posts

Copom inicia nesta terça-feira reunião que definirá taxa básica de juros

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia hoje (19), em Brasília, reunião para definir a taxa básica de juros, a Selic. Amanhã (20), às 18 horas, após a segunda parte da reunião, o comitê anunciará a decisão. Para instituições financeiras consultadas pelo BC, a Selic deve ser mantida no atual patamar – 6,5% ao ano até o final de 2018. Em maio, após um ciclo de 12 quedas consecutivas, o Copom decidiu manter a Selic no atual patamar, o menor nível histórico. Para 2019, as intuições financeiras esperam por aumento da Selic, encerrando o período em 8% ao ano.

A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reduzir os juros básicos, a tendência é diminuir os custos do crédito e incentivar a produção e o consumo. Entretanto, as taxas de juros do crédito não caem na mesma proporção da Selic. Segundo o BC,, isso acontece porque a Selic é apenas uma parte do custo do crédito.

Para cortar a Selic, a autoridade monetária precisa estar segura de que os preços estão sob controle e não correm risco de ficar acima da meta de inflação. A manutenção da Selic, como prevê o mercado financeiro, indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação, objetivo que deve ser perseguido pelo BC.

Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Ao definir a taxa Selic, o BC considera a meta de inflação, que é de 4,5% neste ano, com limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2019, a meta é 4,25% com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%

Para o mercado financeiro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) vai fechar o ano abaixo do centro da meta, em 3,88%. Para 2019, a estimativa é 4,10%.

(Agência Brasil)

Em clima ato de pré-campanha, Camilo Santana é cidadão de Fortaleza

“Quero agradecer a Câmara Municipal de Fortaleza, em especial o presidente Salmito Filho e os vereadores Cláudia Gomes e Adail Júnior (autores dos requerimentos). Isso só aumenta a minha responsabilidade. Quero agradecer a equipe do governo do Estado, meus familiares, minha esposa Onélia e meus filhos Pedro e Luísa, que têm compreendido minhas ausências. Meus pais Eudoro e Ermengarda, meus exemplos; meus irmãos; amigos e ao querido povo de Fortaleza e do Ceará. Vocês representam essa fortaleza que está dentro de mim, que me faz ter mais vontade de trabalhar. Sei dos desafios que temos para transformar a cidade, mas não são superiores a nossa força e vontade de superação. Seguiremos firmes em busca de mais vitórias”.

O discurso emocionado foi feito pelo governador Camilo Santana (PT), nessa noite de segunda-feira (18), ao ser homenageado, na Câmara Municipal, com o título de Cidadão de Fortaleza e também com a Medalha Boticário Ferreira. O plenário ficou pequeno para os convidados, que ainda lotaram o auditório e a área externa da Casa, onde um telão transmitia o ato.

Camilo, em sua fala, destacou conquistas de seu governo nas áreas da educação e economia. “Em três anos e meio, tenho tido várias emoções, por conquistas como na Educação Pública, que tem obtido os melhores resultados do Pais. Alcançamos índices históricos e hoje nossa Educação é modelo para vários estados do Pais. (…) Em 2017, o Ceará alcançou a meta prevista para 2024. (…) Na Economia, o Ceará tem sido exemplo de solidez fiscal e por isso o Ceará teve o maior investimento do país, o que tem proporcionado mais emprego e melhoria de vida a população”.

A sessão, presidida pelo presidente do Legislativo de Fortaleza, Salmito Filho, contou com as presenças, na mesa, de Isolda Cela, vice-governadora do Ceará; deputado Zezinho Albuquerque, presidente da Assembleia Legislativa; deputado federal Leônidas Cristino; prefeito Roberto Cláudio; desembargador Durval Aires Filho, representando o presidente do Tribunal de Justiça, Francisco Gladyson Pontes; desembargadora Nailde Pinheiro, presidente do TRE-CE; vereador Adail Junior, primeiro vice-presidente da Câmara; e vereadora Cláudia Gomes, terceira secretária da Câmara.

Camilo, momentos antes do ato, foi indagado se aquele ato já se constituía como uma pré-campanha Disse que sua preocupação era com a gestão, tocar e entregar obras e que não estava pensando em eleições. “Isso a gente só vai pensar depois da convenção”, afirmou. No ato, a maioria dos aliados. Faltaram, no entanto, o presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira, que se ausentou do País coma viagem de Temer, pois disputará reeleição; Ciro Gomes e Cid Gomes, que estavam com agenda em São Paulo, e os novos aliados governistas, o deputado federal Genecias Noronha, presidente do Solidariedade, e Domingos Filho, conselheiro à disposição, que tem o filho, deputado federal Domingos Neto, presidindo o PSD no Estado.

Domingos Neto, no entanto, nesta madrugada de terça-feira, reiterou apoio à reeleição do governador Camilo Santana e adiantou que seu pai, Domingos Filho, pode disputar cadeira de deputado estadual.

(Foto – Divulgação)

STF julga hoje ação penal contra Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julga hoje (19), a partir das 14h, ação penal proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e seu marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo.

No processo, os cinco ministros do colegiado vão decidir se condenam ou absolvem os acusados dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, na Operação Lava Jato.

De acordo com a denúncia, Gleisi teria recebido R$ 1 milhão para sua campanha ao Senado em 2010. O valor teria sido negociado por intermédio de Paulo Bernardo e do empresário Ernesto Kluger Rodrigues, que também é réu.

No entendimento da PGR, o valor da suposta propina paga a Gleisi é oriundo de recursos desviados de contratos da Petrobras, conforme citações feitas pelo doleiro Alberto Youssef, um dos delatores das investigações. A Segunda Turma é composta pelos ministros Edson Fachin, relator da ação, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli

Em documento encaminhado ao Supremo durante a fase de defesa, os advogados do casal afirmaram que as acusações são “meras conjecturas feitas às pressas”, em função de acordos de delação premiada.

“A requerida [senadora] jamais praticou qualquer ato que pudesse ser caracterizado como ilícito, especialmente no bojo do pleito eleitoral ao Senado no ano de 2010, na medida em que todas as suas contas de campanha foram declaradas e integralmente aprovadas pela Justiça Eleitoral”, afirmou a defesa, na ocasião.

Após tomar ciência da liberação do processo para julgamento, a defesa da senadora disse que recebeu a notícia com naturalidade e confia que será absolvida.

(Agência Brasil)

Parecer sobre Código Comercial pode ser votado nesta terça-feira

A Comissão Especial que analisa a proposta de Novo Código Comercial (PL 1572/11) reúne-se, nesta terça-feira (19), para tentar votar o parecer do relator-geral, deputado Paes Landim (PTB-PI). A discussão e votação do texto já foi cancelada várias vezes. A informação é da Agência Câmara.

Entre outras mudanças no texto original, Landim retira a possibilidade de uso do Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90) ou da legislação trabalhista nas relações de micro e pequenas empresas com companhias de grande porte.

Segundo o relator, não há relação desigual entre empresas, e a aplicação desses outros marcos legais pode prejudicar o desenvolvimento econômico como um todo e gerar insegurança jurídica.

O substitutivo também propõe uma regulação específica para o comércio eletrônico, com o estabelecimento de obrigações mínimas aos contratantes. A reunião está prevista para as 15 horas, no plenário 8.

Decolar.com é multada em R$ 7,5 milhões

A Decolar.com, agência de turismo que tem na internet seu principal canal de vendas, foi multada em R$ 7,5 milhões pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) por ter praticado diferenciação de preço de acomodações e negativa de oferta de vagas, quando existentes.

De acordo com o DPDC, tal prática é abusiva e discriminatória, além de representar violação ao Código de Defesa do Consumidor. O despacho informando a multa foi publicado no Diário Oficial da União de hoje (18). De acordo com o DPDC, a negativa de oferta de vagas existentes era feita após a empresa identificar a localização geográfica do consumidor.

Caso a empresa descumpra a determinação estará sujeita a ter seu site retirado do ar. Ainda segundo o DPDC, os valores cobrados por produtos como quartos de hotéis variava em função da localidade onde a compra estaria sendo feita.

A Decolar.com tem prazo de 30 dias para fazer o depósito de R$ 7,5 milhões, por meio de Guia de Recolhimento à União (GRU) em favor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos.

Até o fechamento da matéria, a Decolar.com não retornou o contato feito pela Agência Brasil, no qual foi pedido posicionamento da empresa sobre o caso.

(Agência Brasil)

Festival Vida & Arte terá espaço para cultura Nerd

O Festival Vida&Arte, como evento multicultural, se propõe a trazer inúmeras temáticas para o público apaixonado pelas mais variadas linguagens artísticas. Com essa ideia em mente, uma área foi dedicada exclusivamente aos nerds. Mais do que uma lista de debates e painéis reservada para os apaixonados por cultura pop discutirem aquilo que mais gostam, o evento oferecerá ainda um espaço amplo onde os geeks poderão comprar quadrinhos, interagir com estátuas gigantes e também jogar RPG (Roleplaying Game).

“Teremos um espaço especial reservado aos nerds. Então haverá de tudo, inclusive uma área para eles comprarem alguns produtos e consumirem experiências que, dificilmente, outro evento explora tão bem”, afirma o produtor Maurício Aragão, um dos organizadores da programação voltada para esse segmento. Entre as lojas que estarão no evento com seus estoques de quadrinhos, action figures (peças colecionáveis) e games de RPG, estão a Reboot Comic Store e a Pandora Jogos.

O papel da crítica na era do cinema de super-heróis, encontro de blogueiros, as séries que mudaram o jogo no mercado, diversidade no mundo nerd e sessão de autógrafos com os autores Eduardo Spohr e Leonel Caldela, de A Batalha do Apocalipse e Trilogia da Tormenta, respectivamente, integram a programação painéis e debates voltados para esse nicho .

“Essa lista de painéis, de produtos e espaço disponível para os nerds é um respeito que eu pouco vi em qualquer Festival. É um lugar demarcado para viver cultura, abastecer a alma. Está sendo uma área que movimenta o coração dos envolvidos apaixonados por cultura pop”, conta o produtor. Ele comenta ainda que o esforço para levar o melhor do setor nerd é equivalente a de todas as outras linguagens que estarão no Festival.

Sobre o RPG, Aragão enfatiza que o evento irá proporcionar um grande encontro promovido pelo grupo Vila do RPG para os fãs do jogo. “Vamos ter jogos de tabuleiro, literatura de fantasia, jogos de miniaturas e cultura geek em geral. Além disso, vamos ter os mais variados jogos de tabuleiro e sistemas de RPG, com oficinas, palestras, mesas redondas e exposições”, diz. A programação da curadoria nerd acontece entre os dias 22 a 24 e ocupará parte do Foyer Estrigas.

Diretor desde o início do projeto FoRPG, em 2010, o fundador da Vila do RPG e professor Dmitri Gadelha conta que a sua expectativa está alta justamente pelo reconhecimento que o Festival garantiu ao RPG. “O nerd, de modo geral, ficou bastante popular. Dentro dessa linguagem existem inúmeras outras. E é incrível que o RPG está dividindo o mesmo espaço que quadrinhos, cinema, videogame. Não é algo mais como nicho”, comenta.

Pensando nisso, o diretor pontua que o FoRPG irá oferecer 20 mesas para os jogadores e outras três devem ser abertas.

“Das 20 mesas, 10 serão de RPG e as outras de jogos de tabuleiro. Além disso, vamos aumentar o número de jogadores para seis vagas. O ideal seria três jogadores, mas para contemplar o máximo de jogadores, por que não aumentar? Já os narradores dos jogos serão os funcionários da Pandora Jogos, que vão nos ajudar como esses monitores. Obviamente, quem quiser ser essa narrador, é só falar”, diz. Dmitri ainda sugere que os interessados cheguem cedo. O funcionamento do espaço será de 14h às 20horas e cada mesa vai durar cerca de três horas. “Não tem ficha de inscrição, só chegar e jogar”, convida.

SERVIÇO

*Quanto: R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia) – válido para toda a programação do dia no evento (o acesso às atrações está sujeito à lotação dos espaços)

*Centro de Eventos do Ceará (Avenida Washington Soares, 999)

*Ingressos antecipados à venda no site: festivalvidaearte.com.br, na portaria do Jornal O POVO (Av. Aguanambi, 282 – José Bonifácio) e nas lojas JEF dos shoppings RioMar e Iguatemi

*Programação completa: www.festivalvidaearte.com.br

(Repórter Gabriel Amora)

Prouni – Universidade pública poderá cobrar mensalidade

A Comissão de Educação aprovou Projeto de Lei 7382/17, que autoriza o Programa Universidade para Todos (Prouni) a conceder bolsas de estudo para estudantes de instituições de ensino superior públicas que são autorizadas por lei a cobrar mensalidades.

A medida beneficia alunos de universidades e faculdades instituídas por leis estaduais ou municipais que eram mantidas com recursos privados (total ou parcialmente) na data da promulgação da Constituição (1988). Estes centros universitários são mais comuns em cidades do interior do País e estão autorizados a cobrar mensalidade dos alunos.

A proposta é do ex-deputado Adérmis Marini (SP) e recebeu parecer favorável do relator na comissão, o deputado Lobbe Neto (PSDB-SP). Ele apresentou um substitutivo para adequar a redação do projeto à lei do Prouni (Lei 11.096/05) à mudança.

O programa do governo concede bolsas de estudo (integrais, de 50% ou 25%) aos estudantes de cursos de graduação de instituições de ensino superior privadas. Em troca, as instituições recebem incentivos fiscais do governo.

Para Lobbe Neto, a mudança proposta por Marini “tem mérito educacional inegável”. Segundo ele, as universidades públicas que podem cobrar mensalidade “funcionam de maneira similar às instituições de ensino superior privadas”.

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado agora pelas comissões de Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

(Agência Câmara Notícias)

Dodge diz que sistema prisional precisa entrar na agenda política

A procuradora-geral da República e presidente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Raquel Dodge, apontou hoje (18) algumas das principais dificuldades pela qual passa o sistema prisional brasileiro. Em primeiro lugar, segundo Raquel Dodge, está o fato de o assunto não entrar na agenda política do país, seguido da falta de coordenação e integração entre autoridades; a falta de diagnósticos e uma seletividade que prende autores de crimes de menor potencial e deixa soltos autores de crimes mais violentos, bem como de crimes de colarinho branco.

Segundo a procuradora-geral, o problema precisa ser enfrentado de forma coordenada e integrada por todos titulares da Ação Penal Pública, do sistema de Justiça, do Judiciário e Executivo. “Há muitas dificuldades [no âmbito do sistema prisional brasileiro]. A primeira das dificuldades é que esse é um tema que raramente frequenta a agenda política do país. Isso acontece apenas em ano eleitoral. No Judiciário e no Ministério Público, o tema é abordado timidamente”, disse Dodge durante a abertura do Seminário Internacional de Execução Penal, em Brasília.

Além disso, acrescentou a procuradora, há uma tendência de apenas pequenos traficantes e crimes não violentos resultarem em prisão no país. “Autores dos crimes de colarinho branco ainda não estão sendo encarcerados, bem como os que praticam crimes violentos de grande potencial ofensivo. Apenas os agentes de crimes violento de menor potencial ofensivo [estão sendo presos]. Pequenos traficantes e autores de crimes não violentos são a massa do sistema prisional”, disse.

Raquel Dodge alertou que os jovens encarcerados são arregimentados por facções criminosas no interior dos presídios, o que piora ainda mais a situação. “Essas facções dominam o crime dentro e fora dos presídios. Ela controla inúmeros negócios lícitos, lava dinheiro e até financia campanhas eleitorais. Tudo isso é grave. Deve ser examinado adequadamente, para debelar o crime organizado na prisão”.

Ela disse que, para lidar com essa situação, é preciso entender como são tratados os infratores, a prevenção ao crime e o tratamento dado após a sentença. A questão prisional, segundo ela, padece há anos de diagnóstico, com o Executivo definindo políticas públicas a partir de dados sempre defasados.

“Os dados apresentados este ano foram colhidos há um ou dois anos. Nada era atualizado, da forma como merece a segurança pública”, disse. “É preciso ter a utopia de resolver no curto prazo. Médio e longo prazo já passou. Curto prazo a começar”, acrescentou..

Presente no evento de abertura, o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, que é também conselheiro do CNMP, disse que a tendência é a de se criar um caminho que fomente diálogos institucionais. “A questão prisional no Brasil precisa mudar. Isso somente ocorrerá por meio de um trabalho conjunto, de dialogo entre Ministério Público e Judiciário”, disse em meio a críticas ao sistema prisional brasileiro.

A discussão, segundo ele, é muito difícil e com saídas complexas. “Há dificuldade nos estados em gerir recursos, na medida que o Funpen [Fundo Penitenciário Nacional] tem recursos sobrando. Os estados não utilizam esses recursos para investir no sistema prisional”, disse ao informar que as dificuldades para o uso desses recursos persiste mesmo após a modificação das regras.

“Percebe-se pouco interesse dos gestores estaduais no aprimoramento dessa questão, ainda mais no período atual, de intervenção [na área de segurança] no Rio de Janeiro”, completou.

(Agência Brasil)

Cantor Rogério Soares comemora 30 anos de carreira com show no Cineteatro São Luiz

Rogério Soares, cantor e compositor de destaque na cena cearense desde a Massafeira Livre – movimento musical de 1979, fará show para comemorar seus 30 anos de carreira. Ele promete canções inéditas, ao se apresentar a partir das 19h30min de sextas-feira, no palco do Cineteatro São Luiz. apresentação tem entrada franca e contará com participação especial da cantora Kátia Freitas

“Assisti a muitos filmes no São Luiz. Ele fez parte da minha formação artística e segue sendo muito importante, neste novo momento em que, além dos filmes, vem recebendo grandes shows. É um prazer poder dar esse presente à cidade, convidando todos para lotarmos o São Luiz, em um show que tem entrada franca e está sendo preparado a muitas mãos, com muito cuidado”, destaca Rogério, irmão do também cantor e compositor Ednardo.

“Foi também no São Luiz que recebemos o prêmio de melhor direção de arte, no Cine Ceará, pelo clipe de ‘Jeca Tatu’, com direção de Chico Terrah”, rememora, referindo-se à oitava edição do festival cearense, realizada há 20 anos.

(Foto – Divulgação)

Um país é maior do que uma crise, sempre

Editorial do O POVO desta segunda-feira (18) aponta o desânimo do brasileiro com a atual realidade do País. Confira:

Acumulam-se as informações colhidas nas pesquisas realizadas por institutos acreditados que confirmam um momento de desalento do brasileiro como poucas vezes há registrado na história do País. Um quadro preocupante, alarmante em alguns aspectos, e que exige uma estratégia de reversão que parecerá ineficaz se entendermos, como sociedade, ser uma tarefa unicamente de governo ou de políticos. É a alma do brasileiro que está ferida, significando que lidamos com um problema maior do que os efeitos de uma crise conjuntural que, como todas as outras, um dia será superada.

O instituto Datafolha, que foi às ruas das cidades brasileiras entre os dias 9 e 15 de maio último, colheu números assustadores. Um deles, para exemplificar o desafio que está posto: cerca de 43% da população adulta do País manifestou desejo de morar no exterior.

Quase a metade, demonstrando-se ainda mais absurdo que o índice suba a 62% quando o público consultado tem o limite de 24 anos de idade, ou seja, entre os jovens.

Há uma parte do sentimento captado que se pode atribuir ao efeito direto de um momento que acumula crises simultâneas e graves em quase todas as áreas importantes à vida do cidadão. A economia anda mal, a política experimenta fase de grande fragilização, as instituições de segurança não conseguem se impor sobre as instâncias marginais e, o que afeta de maneira definitiva a esperança no amanhã, o Judiciário nunca esteve tão exposto e questionado na sua credibilidade. Um conjunto de fatores que dificultam qualquer olhar otimista acerca do momento que o País vive e quanto às suas perspectivas quando se olha em direção ao futuro.

Um quadro grave? Sim. Preocupante? Claro. Porém, mesmo que a proporção fuja a uma certa lógica média nos momentos de depressão coletiva de um País, à medida em que as dificuldades econômicas, políticas e da vida pública em geral sejam superadas, e elas o serão, tais índices cairão e se poderá discutir com maior serenidade as necessidades de uma arrumação que nos permita ter de volta a alma autêntica do brasileiro, povo que tem sabido trabalhar limites e adversidades acreditando sempre no amanhã melhor.

O pessimismo não é de todo ruim, especialmente quando calcado numa realidade inegavelmente dura, mas uma sociedade precisa dosá-lo de maneira que não mate sonhos e nem inviabilize futuros. O Brasil é muito maior do que qualquer crise.

Camilo será cidadão de Fortaleza e ganhará também a Medalha Boticário Ferreira

365 1

O governador Camilo Santana (PT) será o mais novo cidadão fortalezense e, de quebra, ainda receberá a mais alta comenda do Legislativo Municipal de Fortaleza: a Medalha Boticário Ferreira.

Nesta segunda-feira, às 19 horas, ele ganhará essa dupla homenagem durante sessão solene da Casa que, com certeza, será pequena para tantos convidados. Bom ninguém se esquecer de que esse filho do Crato (Região do Cariri) contará com o apoio de políticos e filiados a 24 partidos que endossarão sua reeleição.

Camilo aproveitará para prestar contas do que tem feito pela capital cearense ao longo dos três anos e meio de gestão.

(Foto – Divulgação)

Anvisa suspende venda de lotes de fraldas da marca Huggies Turma da Mônica

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje (18), em resolução publicada no Diário Oficial da União, a suspensão da venda de parte dos lotes de fraldas descartáveis do modelo Tripla Proteção, da marca Huggies Turma da Mônica, recomendando que os consumidores que já tenham comprado unidades consideradas irregulares evitem utilizá-las.

A medida, que determina o recolhimento dos estoques disponíveis no mercado, está sendo tomada porque a fabricante, a multinacional Kimberly-Clark, não seguiu adequadamente os procedimentos que garantiriam que o material do produto é atóxico e seguro para bebês, de acordo com a Agência.

Segundo a Anvisa, a empresa deixou pendentes os exames de irritações cutâneas primárias e cumulativas e de sensibilização, capazes de detectar se o produto pode causar alergias. Atualmente, a legislação brasileira prevê que fabricantes de fraldas e absorventes higiênicos repitam esses testes, chamados de pré-clínicos, toda vez que alterem algo em sua cadeia de produção. As marcas também são obrigadas a elaborar um estudo de estabilidade dos produtos, registrando, além dos resultados dos testes, metodologias analíticas, condições de conservação da amostra, periodicidade de análise e data de vencimento.

Venda suspensa
Em nota enviada à Agência Brasil, a Kimberly-Clark informou que já suspendeu a comercialização dos lotes afetados, mas que irá recorrer da decisão, por discordar de seu teor. De acordo com a empresa, as fraldas dos lotes interditados pela Anvisa podem apresentar escurecimento, em decorrência da oxidação do polímero (gel superabsorvente).

Caso o consumidor tenha adquirido um item desses lotes e queira buscar esclarecimentos, a orientação da fabricante é de que entre em contato com seu Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), pelo telefone 0800 709 5599.

Assegurando que nenhum outro produto da linha Huggies Turma da Mônica foi afetado, a Kimberly-Clark reiterou em seu comunicado que o produto não causa dano à saúde dos consumidores e que sua qualidade tem sido comprovada por exames toxicológicos e dermatológicos, realizados em laboratórios externos, idôneos e independentes.

Lotes
Os lotes mencionados pela Anvisa na resolução são os seguintes:

SZ LOTE NA FAB: 01/06/2015 a SZ LOTE NC FAB: 30/06/2015

SZ LOTE OB FAB: 01/06/2015 a SZ LOTE OC FAB: 30/06/2015

SZ LOTE PA FAB: 15/06/2015 a SZ LOTE PC FAB: 30/06/2015

SZ LOTE QA FAB: 21/06/2015 a SZ LOTE QC FAB: 30/06/2015

SZ LOTE RA FAB: 09/06/2015 a SZ LOTE RC FAB: 30/06/2015

SZ LOTE SA FAB: 08/06/2015 a SZ LOTE SC FAB: 30/06/2015

SZ LOTE NA FAB: 01/07/2015 a SZ LOTE NC FAB: 31/07/2015

SZ LOTE OA FAB: 01/07/2015 a SZ LOTE OC FAB: 31/07/2015

SZ LOTE PA FAB: 01/07/2015 a SZ LOTE PC FAB: 11/07/2015

SZ LOTE PA FAB: 27/07/2015 a SZ LOTE PC FAB: 31/07/2015

SZ LOTE QA FAB: 01/07/2015 a SZ LOTE QC FAB: 07/07/2015

SZ LOTE QA FAB: 13/07/2015 a SZ LOTE QC FAB: 24/07/2015

SZ LOTE QA FAB: 27/07/2015 a SZ LOTE QC FAB: 27/07/2015

SZ LOTE RA FAB: 01/07/2015 a SZ LOTE RC FAB: 09/07/2015

SZ LOTE RA FAB: 12/07/2015 a SZ LOTE RC FAB: 23/07/2015

SZ LOTE RA FAB: 29/07/2015 a SZ LOTE RC FAB: 31/07/2015

SZ LOTE SA FAB: 01/07/2015 a SZ LOTE SC FAB: 06/07/2015

SZ LOTE SA FAB: 08/07/2015 a SZ LOTE SC FAB: 13/07/2015

SZ LOTE SA FAB: 25/07/2015 a SZ LOTE SC FAB: 31/07/2015

SZ LOTE NA FAB: 01/08/2015 a SZ LOTE NC FAB: 18/08/2015

SZ LOTE NA FAB: 25/08/2015

SZ LOTE OC FAB: 03/08/2015 a SZ LOTE OA FAB: 25/08/2015

SZ LOTE PA FAB: 01/08/2015 a SZ LOTE PC FAB: 05/08/2015

SZ LOTE PA FAB: 22/08/2015 a SZ LOTE PC FAB: 22/08/2015

SZ LOTE QA FAB: 07/08/2015 a SZ LOTE QC FAB: 10/08/2015

SZ LOTE QA FAB: 18/08/2015 a SZ LOTE QC FAB: 18/08/2015

SZ LOTE RA FAB: 01/08/2015 a SZ LOTE RC FAB: 06/08/2015

SZ LOTE RA FAB: 20/08/2015 a SZ LOTE RC FAB: 20/08/2015

SZ LOTE SA FAB: 01/08/2015 a SZ LOTE SC FAB: 04/08/2015

SZ LOTE SA FAB: 10/08/2015 a SZ LOTE SC FAB: 10/08/2015

SZ LOTE SA FAB: 17/08/2015 a SZ LOTE SC FAB: 24/08/2015

SZ LOTE SA FAB: 26/08/2015 a SZ LOTE SC FAB: 26/08/2015

SZ LOTE QA FAB: 03/09/2015 a SZ LOTE QC FAB: 03/09/2015

SZ LOTE RA FAB: 25/02/2016 a SZ LOTE RC FAB: 25/02/2016

CA LOTE AA 06:00 FAB 24/05/2014 EXP: 23/05/2017 a CA LOTE AC 22:00 FAB 02/09/2015 EXP: 01/09/2018

CA LOTE AA 06:00 FAB 08/10/2013 EXP: 07/10/2016 a CA LOTE AC 22:00 FAB 31/08/2015 EXP: 30/08/2018

CA LOTE AA 06:00 FAB 21/05/2014 EXP: 20/05/2017 a CA LOTE AC 22:00 FAB 26/08/2015 EXP: 25/08/2018

CA LOTE AA 06:00 FAB 08/10/2013 EXP: 07/10/2016 a CA LOTE AC 22:00 FAB 31/08/2015 EXP: 30/08/2018

CA LOTE AA 06:00 FAB 21/05/2014 EXP: 20/05/2017 a CA LOTE AC 22:00 FAB 26/08/2015 EXP: 25/08/2018

CA LOTE AA 06:00 FAB 24/05/2014 EXP: 23/05/2017 a CA LOTE AC 22:00 FAB 02/09/2015 EXP: 01/09/2018

(Agência Brasil)

Fortaleza será sede do XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica

Fortaleza será sede, de 20 a 23 de novembro deste ano, no Centro de Eventos, do XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI 2018), uma  promoção da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee). O evento, um dos maiores do segmento, terá a coordenação da Enel Distribuição Ceará.

O SENDI 2018 tem por objetivo fomentar a troca de experiências entre as empresas distribuidoras de energia elétrica, fomentando ideias para a manutenção e o desenvolvimento da qualidade dos serviços prestados. Além disso, é uma oportunidade para discutir tendências da área, como: digitalização, e-mobility, relação com os clientes e modelo regulatório.

SERVIÇO

*As inscrições abertas para participante individual e equipes interessadas no Rodeio Nacional de Eletricistas, parte da programação do seminário, através do site www.sendi.org.br. No site também podem ser obtidas mais informações sobre os lotes de vendas.

Ex-secretária do Planejamento do Estado lança livro sobre Inclusão e Economia

A economista Silvana Parente vai lançar, às 18 horas da próxima sexta-feira, o livro “Convergência para Inclusão – Economia Solidária, Desenvolvimento Territorial e Microfinanças”. O ato ocorrerá no Centro Cultural Belchior, na Praia de Iracema.

Silvana é aposentada do Banco do Nordeste e foi secretária do Planejamento do Estado na gestão de Cid Gomes. Também integrou a equipe do Ministério da Integração Nacional quando Ciro Gomes era o titular da pasta.

Na publicação, Silvana expõe, entre alguns temas, os avanços do País no plano, principalmente, das microfinanças, onde o Banco do Nordeste, com o CrediAmigo, teve papel significativo.

É possível que em 2030 a obra da transposição tenha se transformado em ferro velho?

Com o título “O que esperar da gestão das águas em 2030?”, eis artigo do professor Jerson Kelman, da COPPE/UFRJ. Ele fala sobre novas energias que virão e coloca em xeque o futuro até da transposição das águas do rio São Francisco. Confira:

Hoje adotamos tecnologia de saneamento parecida com a empregada no início do século XX. Para afastar um pequeno volume de excrementos, utilizamos uma enorme quantidade de água, liberada pela descarga dos vasos sanitários. A carga poluidora, inicialmente concentrada, se dilui num volume muitas vezes maior e se transforma em esgoto. Gasta-se uma enorme quantidade de energia com as bombas que impulsionam o esgoto até uma estação de tratamento. Lá, mais energia é utilizada para concentrar novamente a carga poluidora num pequeno volume, na forma de lodo.

Há muita pesquisa sendo feita para descobrir uma maneira aceitável de neutralizar in situ a carga poluidora dos excrementos, o que resultaria em grande economia de água e energia. Porém, não há como prever se e quando ocorrerá a grande descoberta que mudará tudo.

Talvez a mudança mais significativa no setor de águas decorra da redução do custo de dessalinização da água do mar, por efeito da contínua diminuição do custo de produção de energia por fonte eólica e solar. Possivelmente em 2030 muitas cidades do litoral nordestino, inclusive Fortaleza, seguirão o exemplo de Israel, que atualmente abastece a maior parte de sua população com água captada no mar.

Isso não significa que se jogou dinheiro fora construindo a “transposição do São Francisco”. É verdade que a obra poderia ter sido menor se, antes de qualquer coisa, se dimensionasse a demanda de água com base em compromissos firmes de compartilhamento do custo de operação e manutenção.

Agora não adianta reclamar e sim achar um arranjo comercial e institucional que evite que a obra, que custou ao povo brasileiro cerca de 10 bilhões de reais, tenha vida efêmera por falta de correta operação e manutenção.

A história de nossa administração pública mostra que se a entidade responsável pela infraestrutura não tiver suficiente fonte própria de recursos financeiros e depender de repasses do Governo Federal, como é o caso da Codevasf, é possível que em 2030 a obra da transposição esteja inoperante, transformada em ferro velho.

*Jerson Kelman

jerson@kelman.com.br

Professor da COPPE-UFRJ