Blog do Eliomar

Últimos posts

Eunício conversará com bancada estadual sobre cenários 2016

eleições 2014 2t pmdb eunício opovo

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, convocou a bancada estadual do PMDB para uma reunião com ele, em Brasília, nesta segunda-feira. O deputado Leonardo Araújo embarcou pela manhã dando a informação.

Na pauta, avaliação do cenário político do País, onde a perspectiva é de que Michel Temer assuma em breve o poder.

Eunício Oliveira quer também conversar sobre processo sucessório nos municípios cearenses e a política de alianças.

Tudo por Dinheiro – Dupla Sena terá três sorteios por semana

“Os sorteios da Dupla Sena serão realizados nas terças, quintas e sábados, a partir desta semana. Anteriormente, eram feitos às terças e sextas-feiras.

A Dupla Sena permite a aposta com um bilhete em dois sorteios por concurso e ganha acertando 4, 5 ou 6 números no primeiro e no segundo sorteios. É preciso escolher de 6 a 15 números dentre os 50 disponíveis. Também é possível deixar o sistema escolher os números (Surpresinha) e concorrer com a mesma aposta por 2, 4 ou 8 concursos consecutivos (Teimosinha).

Segundo a Caixa Econômica Federal, o concurso especial Lotomania da Páscoa deixa de existir e, em seu lugar, será lançada em 2017 a Dupla Sena da Páscoa. “A substituição do concurso especial se deu em razão de que a Dupla Sena tem melhores condições para apostas em grande volume, já que podem ser feitas com mais números do que apenas a aposta simples. Além disso, na Dupla Sena é possível apostar com o Bolão Caixa, o que favorece a organização dos apostadores em grupos, assim como já acontece na Mega-Sena, Lotofácil e Quina, por exemplo”, informou a Caixa Econômica.

A Lotomania ganhou mais uma faixa de premiação, com 15 acertos. Então, ganha na Lotomania quem fizer 20, 19, 18, 17, 16, 15 ou nenhum acerto. A mudança será válida a partir da próxima sexta-feira (29). Os dias de sorteio passam a ser às terças e sextas-feiras. Anteriormente, eram às quartas-feiras e aos sábados.

“Os valores que já haviam sido acumulados para o sorteio da Lotomania da Páscoa 2017, que deixou de existir em razão da sua substituição pela Dupla Sena da Páscoa, estão programados para serem somados à previsão do prêmio principal do concurso 1655 da modalidade, cujo sorteio será em 6 de maio 2016”, informou a Caixa.

O que muda na Quina

A partir do sorteio do dia 16 de maio deste ano, também haverá alteração na Quina, com a introdução de mais uma faixa de premiação: dois acertos. Então, quem fizer 5, 4, 3 ou 2 acertos ganha. A Caixa também informou que houve a introdução de apostas múltiplas combinadas: “o apostador pagará efetivamente pela quantidade de apostas efetuadas e obterá o direito de receber as premiações de forma proporcional à quantidade de apostas efetivadas”.

Na Quina, houve ainda aumento da quantidade de números que podem ser apostados para até 15 números (hoje são apenas 7 números, no máximo) e de até 50 cotas do Bolão Caixa (hoje são 25, no máximo).

Segundo a Caixa, não há alteração de preço: cada aposta simples (5 números) continua custando R$ 1,50. Os valores das apostas com mais de cinco números estarão disponíveis no site das Loterias Caixa, a partir da entrada em vigor das alterações, no dia 16 de maio.

“As alterações fazem parte da estratégia da Caixa de modernizar as Loterias Federais, dando mais oportunidades aos apostadores para concorrerem às diversas faixas de premiação”, acrescentou a Caixa.

As alterações nas loterias foram feitas por meio de portaria da Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, publicada na última sexta-feira (22), no Diário Oficial da União.”

(Agência Brasil)

Brasil – Uma colônia de banqueiros e uma República de políticos inescrupulosos

135 2

Com o título “A Mobilização e a Reforma Política”, eis artigo de Dimas Macedo, professor de Direito Constitucional. Ele apregoa essa reforma como fundamental para um País que virou colônia de banqueiros e uma República de políticos inescrupulosos. Confira: 

O Brasil, dominado pela insensibilidade e pelo jogo sujo dos seus governantes e da sua elite dirigente, clama por Reforma Política e pela Defesa da Constituição. Há uma insatisfação, inquieta e generalizada, no oceano da Cidadania, e o que se aspira, em toda a Nação, é a destituição do seu estrato político.

A guerra não é apenas contra o governo de plantão, mas contra a degradação dos nossos valores e a corrupção plantada na máquina do Estado, que desafia a Polícia Federal e o Poder Judiciário, que preocupa o Ministério Público e compromete o futuro econômico do Brasil.

Assim como aconteceu em outros momentos da história, o povo começa a sair da inércia e de sua zona de conforto para lutar por um Brasil melhor. Mas a luta que se trava, no plano das instituições, é aquela que confronta o Legislativo com o Executivo e que expõe a extensão da crise na qual nos encontramos.

Crise política e econômica, institucional, moral e financeira, crise de inapetência para o exercício do poder ou de abuso do seu exercício, crise de não saber olhar para o futuro nem para o presente.

O governo, até aqui, tem sido irresponsável com o Orçamento. Quer o aumento de impostos e volta-se especialmente contra os pobres e os setores produtivos, como se estivéssemos diante de uma Nação de idiotas desprovidos de qualquer consciência.

A corrupção, no Brasil, atropelou a Reforma Política; e os valores da economia neoliberal, foram tornando as instituições impotentes. Os partidos se esfacelaram e a promiscuidade daqueles que governam – não apenas no Poder Executivo – colocou os seus interesses acima da vontade geral, e de forma que o interesse privado solapou o interesse público, fazendo dos órgãos de imprensa a tribuna das suas intenções.

A História nos mostra que muitos governantes caíram e até perderam suas cabeças exatamente por isto. Mas não estou advogando que a cabeça de ninguém seja cortada. O que estou defendendo é que a Constituição seja respeitada e que o Impeachment seja processado em harmonia com o nosso aparato jurídico, pois essa é a única receita garantida pelo Estado de Direito, a qual também se aplica aos integrantes do Poder Legislativo e ao Judiciário.

Mas o que urge e o que clama na consciência da Nação, é a necessidade de um grandioso processo de Impeachment que possa atingir, também, a cúpula do Poder Legislativo e a leniência e falta de isenção e de Justiça que governam a mente de muitos dos nossos magistrados, especialmente daqueles que são chamados de Ministros.

A Reforma Política do Brasil, implica a completa reformulação da sua estrutura eleitoral e político-partidária, mas a necessidade de implementar cortes da máquina do Estado e na sua excessiva burocratização seria um ponto de inflexão indispensável.

A redução dos privilégios e dos cargos de natureza política e funcional, a começar pelos Ministérios e pelo excessivo número de parlamentares, com a profissionalização de um corpo de funcionários, como nos países sólidos economicamente, seria uma boa medida, mas isso apenas ajudaria a deter o caos que se instalou no aparelho do Estado.

A base de uma reforma institucional, passa pela requalificação da educação e a edição de um projeto plurianual de grande investimento nessa seara, onde se concentra a maior dívida social e política do Brasil, cujos governantes, até agora, tiveram por característica principal: a irresponsabilidade, a empáfia, a arrogância e o personalismo a coroar o exercício das suas decisões.

No Brasil, os artigos da Constituição e as instituições e assessorias vinculadas ao governo federal parece que não dizem nada à vontade dos que fazem o exercício do poder, os quais parecem surdos ou insensíveis às maiores turbulências, como se a ineficiência ou o vazio das suas decisões fossem o anteparo da Cidadania.

O caráter do nosso pensamento político, sempre dual e desprovido de compromisso para com o Brasil, envergonha-nos diante das comunidades a que pertencemos. Somos uma colônia de banqueiros e uma República de políticos inescrupulosos, que teimam em desafiar a Constituição e a Cidadania.

Os nossos governantes parece que não querem (como nunca quiseram) fazer as reformas de que o Brasil necessita, e se as coisas estão colocadas nesse ponto, faz-se indispensável a mobilização. As ruas ocupadas não resolvem tudo, mas a mobilização é a prova de que estamos vivos e que sonhamos com algum resultado positivo.

A crise política do Brasil precisa mesmo do Impeachment, mas a crise da nossa representação partidária, no Executivo e no Legislativo, é ainda muito mais profunda. Está conectada com a Legitimidade e com a promiscuidade do nosso sistema partidário.

A Democracia, no Brasil, não pode continuar sendo uma falácia ou um simulacro. A trapaça política reproduz, no centro do poder, a trapaça eleitoral e a compra vergonhosa de um mandato político. O jogo sujo para a conquista da máquina do poder, no Brasil, um dia levará a Lavanderia Política para o ralo, e o teatro vergonhoso da fraude talvez termine enterrando o Brasil em uma travessia.

No Brasil, aqueles que conduzem a Política Institucional ou a Política Partidária estão cegos e caminham pelo centro do poder com os olhos vendados: uns, espancando os fantasmas com os quais conviveram no passado; outros, recusando-se a olhar o futuro ou com o receio de vender o pouco que lhes resta da sua consciência.

O Partido do Poder não promulgou a Constituição e não se sente atingido pelos seus artigos; os partidos que aprisionam o poder, sonham com a máquina do Estado; todos eles odeiam o Poder Judiciário ou querem interpretar a Constituição a seu modo.

Somos ou não um Estado Liberal, que adora a globalização e que faz a inclusão social pelo consumo? Onde andam os recursos para a Educação e em qual dicionário, no Brasil, podemos encontrar o significado da virtude?

A imprevisão, se ela for mesmo um atributo da Política, nos conduzirá a Karl Marx, mas o Brasil, talvez, não reconheça essa imprevisão; e se os fins realmente justificam os meios, Maquiavel será, novamente, o nosso Presidente, em cujo peito constará uma divisa: existe, por acaso, um pensamento político brasileiro?

* Dimas Macedo,

Escritor e professor de Direito Constitucional.

Pesquisa Ibope – Mais de 60% dos brasileiros querem eleições gerais

dilma_e_temer

Um pesquisa do Ibope mostra que apenas 8% dos brasileiros consideram que o simples impeachment da presidente Dilma Rousseff e sua substituição pelo vice Michel Temer seria “a melhor forma de superar a crise política”. Segundo o levantamento, para 62% dos brasileiros, o melhor seria “Dilma e Temer saírem do governo e ocorrerem novas eleições”. Na faixa etária de 16 a 24 anos, o percentual atinge 70%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 18 de abril, em 142 municípios de todos os estados do país.

Os resultados tornaram-se públicos na coluna do jornalista Lauro Jardim, do O Globo.

Professores da rede estadual fazem mobilização nas escolas para divulgar a greve

83 1

aniziomelo

Anizio Melo preside o Sindicato Apeoc.

“A  greve dos professores estaduais, aprovada na semana passada, começa nesta segunda-feira, 25, no Ceará. O Sindicato dos Professores e Servidores de Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (Apeoc-Sindicato) fará mobilização nas escolas e, às 16 horas, uma plenária na sede da CUT (Central Única dos Trabalhadores).

A categoria pede reajuste de 12,67%, além da convocação dos professores reclassificados no concurso de 2013, efetivação dos direitos de estabilidade, implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) e ampliação definitiva da carga horária.

Após a aprovação da greve, a Secretaria da Educação (Seduc) informou estar em permanente diálogo com os representantes dos professores.

”Dando sequência aos diversos encontros para tratar da valorização dos professores, a Comissão de Negociação composta por representantes do Governo do Estado, por meio das Secretarias de Governo, da Educação (Seduc) e Planejamento e Gestão (Seplag) esteve reunida, no dia 19, com o Sindicato Apeoc. Durante o encontro, o Sindicato apresentou a pauta de reivindicações da categoria que considerou como questão central o reajuste diferenciado para os profissionais do magistério”, explicou a secretaria, em nota.

A rede estadual possui 705 escolas do Ensino Médio, com 445 mil alunos e 13.863 professores efetivos nas unidades escolares.”

(O POVO Online)

Dívida Pública Federal cresceu 2,38% em março na comparação com fevereiro

“A Dívida Pública Federal (DPF) apresentou aumento de 2,38% em março na comparação com fevereiro. De um mês para o outro, subiu de R$ 2,819 trilhões para R$ 2,886 trilhões. Os dados foram divulgados hoje (25), em Brasília, pelo Tesouro Nacional.

O endividamento do Tesouro pode ocorrer por meio da oferta de títulos públicos em leilões, pela internet (Tesouro Direto) ou pela emissão direta. Outro fator de elevação pode se dar pela assinatura de contratos de empréstimo. As emissões da DPF corresponderam a R$ 52,22 bilhões, enquanto os resgates alcançaram R$ 2,61 bilhões, resultando em emissão líquida de R$ 49,61 bilhões.

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) teve o estoque elevado em 2,81% ao passar de R$ 2,678 trilhões para R$ 2,753. A DPMFi é a dívida pública federal interna em circulação no mercado nacional. O motivo da elevação no mês passado foi a emissão líquida de títulos, no valor de R$ 45,03 bilhões, realizada pelo governo, além da apropriação de juros, no valor de R$ 30,25 bilhões.

Com relação ao estoque da Dívida Pública Federal Externa (DPFe), houve redução de 5,70% em comparação ao resultado do mês anterior, chegando a R$ 133,19 bilhões, equivalentes a US$ 37,43 bilhões, dos quais R$ 121,01 bilhões (US$ 34 bilhões) referem-se à dívida mobiliária (títulos) e R$ 12,18 bilhões (US$ 3,42 bilhões) à dívida contratual.

A DPFe é a dívida pública federal existente no mercado internacional paga em outras moedas. De acordo com o Tesouro Nacional, “a variação [da DPFe] deveu-se principalmente à valorização do real frente a moedas que compõem o estoque da dívida externa”. De acordo com o Plano Anual de Financiamento (PAF), o governo estima a Dívida Pública Federal, em 2016, entre R$ 3,1 trilhões e R$ 3,3 trilhões.”

(Agência Brasil)

OAB/CE quer esclarecimento de operadoras sobre limite do uso da banda larga

90 1

Marcelo-Mota

A Ordem dos Advogados do Brasil, regional do Ceará, realizará, a partir das 14 horas desta segunda-feira, em sua sede, uma audiência pública para colher informações das operadoras de telefonia sobre qual será, de fato, a posição de cada uma delas em relação à possível limitação do uso da banda larga.

Além das operadoras, a OAB aguarda representantes da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e do Procon de Fortaleza e do Decon.

A entidade, segundo seu presidente, Marcelo Mota, quer saber da Anatel qual a justificativa para o fato de ela ter estabelecido condições que visam implantar esse novo modelo de prestação de serviços, conforme consta no Diário Oficial da União.

“Ficando configurada a ocorrência da alteração dos contratos ou do modo de operação, iremos ajuizar ação civil pública para impedir essa mudança”, avisa o presidente Marcelo Mota.

Líder do Solidariedade na Câmara: Senado endossará afastamento de Dilma

geneciasnoro

O Senado elegerá, às 14 horas desta segunda-feira, os 21 membros titulares e 21 suplentes da comissão especial que analisará as acusações contra a presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment já aprovado pela Câmara. Para que Dilma seja afastada por até 180, bastará o voto da maioria simples do Senado (41 dos 81 Senadores).

O líder do Solidariedade na Câmara, Genecias Noronha, está confiante no andamento do processo no Senado e no imediato afastamento da presidente.

“O país não aguenta mais a Dilma. Foram tantos erros juntos que não há uma área no Brasil que não esteja em crise. Podem me cobrar, quando Dilma for afastada o Brasil dará imediatamente sinais que melhoras. Os investidores voltarão para o país e, consequentemente, os empregos irão voltar para o Brasileiro.”, diz o parlamentar.

Prefeito Roberto Cláudio ganhará prêmios do Sebrae do Ceará

roberto-claudio-prefeito

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) receberá, às 14h30min desta segunda-feira, o prêmio “Prefeito Empreendedor”, do Sebrae do Ceará. Isso ocorrerá durante a IX Edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, no auditório do órgão.

Roberto Cláudio foi destacado com o primeiro lugar na categoria “Compras Governamentais”, com o projeto “Uso do poder de compras do município de Fortaleza junto aos pequenos negócios para indução do desenvolvimento local”.

O Programa de Empreendedorismo Sustentável, uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), em parceria com as Secretarias Regionais, Sebrae e Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará (CRC-Ce), também foi premiado. Esse programa busca promover ações de apoio aos pequenos empreendedores, oferecendo capacitação gerencial.

Secretário Dedé Teixeira manda nota de esclarecimento para o Blog

O secretário do Desenvolvimento Rural do Estado, Dedé Teixeira, manda nota para o Blog acerca de blitz, realizada no último dia 17 e que ganhou publicização nesse domingo, nas redes sociais. Confira:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Neste último dia 23 de abril, alguns veículos de comunicação divulgaram amplamente matéria acompanhada de vídeo em que eu, Dedé Teixeira, apareço sendo abordado em blitz por policiais militares do Batalhão de Divisas da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) do Ceará.

Quero esclarecer que neste referido domingo (17 de abril) em que aconteceu a blitz, na CE-216, no município de Icapuí, eu não cumpria nenhuma agenda na condição de secretário de Desenvolvimento Agrário do Estado, ao contrário do que alguns portais de notícias informaram.

Importante salientar que estava acompanhado de um amigo na condição de passageiro e não dirigia o veículo.

Em nenhum momento foi minha intenção desrespeitar ou constranger os policiais no cumprimento dos seus deveres. Peço desculpas pelo ocorrido e lamento, se em algum momento, entendeu-se que havia intenção de coagir as autoridades rodoviárias para o não-cumprimento do Código Brasileiro de Trânsito (CTB) e a não zelarem pela segurança de pedestres e motoristas nas rodoviárias cearenses.

Dedé Teixeira

Faculdade CDL recebe unidade móvel do Hemoce

A Faculdade CDL está recebendo, nesta segunda-feira, a unidade móvel do Hemoce. No local, será realizada coleta de sangue de alunos da instituição, funcionários, colaboradores da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL), além de demais interessados que passarão pelo local de coleta e tenham vontade de ser um doador de sangue.

Desde 2009 a Faculdade CDL recebe o Hemoce para realização de campanhas de doação de sangue por entender que é uma ação de responsabilidade social e de cidadania. O Hemoce faz parceria com instituições que tenham uma infraestrutura adequada para receber a equipe de coleta. A coleta de sangue vai se estender até as 20 horas.

Fecomércio debate Novo Código Comercial Brasileiro

paeslandimzpephb-1

A  Federação do Comércio do Ceará (Fecomércio) promoverá, a partir das 9 desta segunda-feira, em sua sede, um debate sobre o Novo Código Comercial.

O projeto, em fase final do texto, será exposto pelo relator, o deputado federal Paes Landim (PTB-PI).

Segundo o presidente da Fecomércio, Luiz Gastão, o objetivo é difundir entre o empresariado local detalhes sobre o novo código, que terá influência direta na área comercial do País.

Um binário que virou problemão

131 1

ericomotaa

Eis a rua Érico Mota em pleno domingo.

Quando foi implantado, o binário do bairro São Gerardo – que cobre as ruas Gustavo Sampaio e Azevedo Bolão prometia desafogar o fluxo para a avenida Bezerra de Menezes. Até aí tudo bem até o dia em que a AMC resolveu fechar a rua Armando de Oliveira, que desembocava nessa avenida.

O resultado disso é que o problema de engarrafamento dessa rua foi transferido para a rua Erico Mota. Além do engarrafamento a toda hora, veículos dessa via atrapalham acabam fechando as ruas do binário. Outro agravante é que o semáforo da rua Érico Mota para a avenida Bezerra de Menezes continua superior a 2min30seg.

Se isso não for resolvido, o binário dessa área, tão decantado, em verso e prosa, como solução, acabará ordinário.

Contabilistas comemoram data em homenagem à categoria na bronca com o Governo do Estado

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (25):

Hoje é o Dia do Profissional de Contabilidade. O Conselho Regional da categoria, com 13 mil filiados na ativa, comemora a data na bronca com o Governo do Estado. A Junta Comercial do Ceará está sem presidente e sem vogais, há quatro meses. As decisões do organismo ficam impedidas ou adiadas, prejudicando contadores e clientes.

O CRC reclama também da Lei das Taxas, que exige o pagamento para recursos administrativos, e da falta de diálogo com a Secretaria da Fazenda, antes de emitir novas normas que afetam a atividade contábil.

A autarquia vem crescendo nos quesitos visibilidade e peso político, ao trabalhar em parceria com outras entidades como o Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (Sescap), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE) que, nessa história de taxas, também estão por conta com a Sefaz.

A propósito, a Junta Comercial do Ceará homologou, há quase um ano, concurso público. O problema é que o tempo passou e, até hoje, nada de convocar aprovados. E haja terceirizado ocupando funções.

Seminário debate esta semana regras para aposentadoria e assédio moral

Com palestras nas áreas da educação, saúde e economia, a Associação dos Servidores da Secretaria da Educação (Asseec) debate na sexta-feira (29) e no sábado (30), no Condomínio Espiritual Uirapuru – CEU, o IX Seminário Valorizar as Conquistas: Caminho para Vencer os Novos Desafios. O evento discutirá o assédio moral no trabalho, regras para a aposentadoria, além de outros temas do interesse do trabalhador.

“A formação do servidor deve contribuir para a qualidade no ambiente de trabalho, levando-se em consideração as transformações, após contato com especialistas das diversas áreas em um momento como este”, ressaltou Rita de Cássia Gomes, Presidente da Asseec.

Unidades de Saúde recebem visitas de promotores de Justiça e sindicalistas nesta segunda-feira

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço de Saúde de Fortaleza (Sintsaf), o Ministério Público e representantes da Comissão de Saúde da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Ceará (OAB/CE), visitam a partir da manhã desta segunda-feira (25) unidades de saúde de Fortaleza para avaliar carências no atendimento à população. A iniciativa foi motivada pelo Dossiê Saúde 2016, elaborado pelo Sintsaf, que aponta supostas falhas nas Unidades de Saúde da Capital.

As inspeções iniciam a partir das 7h30min, com saída da OAB/CE (Rua Lívio Barreto, 668 Bairro Joaquim Távora). “As visitações serão realizadas em hospitais públicos que possuem obras inacabadas e abandonadas. Também serão visitados o Hospital da Mulher, que funciona com apenas 50% da sua capacidade”, informou o presidente do Sintsaf, Plácido Filho.

O hospital a ser visitado será sorteado de véspera e a visita será surpresa. Ao final das visitações, será realizado o III Fórum Estadual da Saúde, durante audiência pública promovida pela OAB/CE e Promotoria de Defesa Saúde Pública, no dia 20 de junho, das 8h às 18h, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça.

As visitações serão encerradas no dia 23 de maio e ocorrerão nos seguintes dias: 25 de abril, 2, 9, 13, 26, 20 e 23 de maio.

Impeachment domina discursos das Conferências de Direitos Humanos

A presença exclusiva de integrantes do governo e de representantes da sociedade civil contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff fez com que o processo contra a petista, em tramitação no Congresso Nacional, ditasse o rumo dos discursos de abertura das Conferências Conjuntas de Direitos Humanos, que ocorreu na noite desse domingo (24), em Brasília. A ministra Tereza Campello (Desenvolvimento Social e Combate à Fome), uma das últimas a discursar, alertou que os quase sete mil participantes do evento precisam ter um olho no futuro e outro no risco do retrocesso em garantias conquistadas até hoje.

“Imagino a perplexidade de muitos que participaram das últimas conferências. Cada vez que a gente participa de uma conferência imagina que vai chegar à próxima querendo mais. Chegar hoje, discutindo como não ter retrocesso é um absurdo para o país. Não vamos aceitar, vamos discutir como avançar. Temos obrigação de continuarmos sonhando e construindo uma agenda de direitos”, disse. Quase todas as falas políticas foram seguidas por um coro da plateia que palavras de ordem como “Não vai ter golpe” e “Fora Cunha”.

Ficou com a ministra Nilma Lino Gomes (Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos) o encerramento do evento. Em tom mais ameno, ela pediu maturidade e capacidade de avaliação diante do atual contexto político do país, mas lembrou que as conferências – de Direitos Humanos, Direitos da Criança e do Adolescente, da Pessoa Idosa, da Pessoa com Deficiência e de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT) -, tem que ser vista como um marco histórico. “Nenhum direito a menos. Todos os direitos conquistados até aqui afirmaram e reafirmam a dignidade do povo brasileiro”, destacou.

Como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minoria da Câmara, o deputado Paulo Pimenta (PT-SP) deu o tom mais forte. O parlamentar exaltou resultados do governo Lula e do atual governo. Citou como exemplos de avanço a criação do ministério comandado por Tereza Campello. “Só existe porque tivemos a coragem de eleger um operário retirante nordestino e, depois de 500 anos, eleger uma mulher presidente da República pela primeira vez”, disse.

(Agência Brasil)