Blog do Eliomar

Últimos posts

Vitória com gosto amargo

foto-julio-cesar-maracanau

Três vezes prefeito de Maracanaú, duas vezes deputado estadual, elegeu a esposa uma vez deputada estadual e o filho cumpre o segundo mandato também na Assembleia Legislativa.

A trajetória política no final dos anos 1990 e na primeira década nos anos 2000 levou Júlio César Costa Lima a ser apontado como a maior liderança na Região Metropolitana de Fortaleza. Não havia aliado que não o idealizasse em uma vice-governadoria ou em uma disputa pela gestão da Capital.

Mas as investigações de improbidade administrativa e a incerteza da lealdade política afastaram Júlio César da Prefeitura já por 12 anos, com vexatórias derrotas. A última ocorreu nesse domingo (2), quando o filho e deputado estadual Julinho (PDT) viu o adversário Firmo Camurça (PR) ser reeleito com 72,1% dos votos válidos. E assim vão mais quatro anos longe da Prefeitura.

Mas, nem tudo foi vexame, talvez. Júlio César foi eleito vereador de Maracanaú, nesse domingo. A ideia era transformar a sua liderança na maior bancada que a Câmara Municipal já viu. Mas foi Júlio César quem precisou dos votos da coligação PEN/PHS/PDT para uma tímida 18ª posição entre os 21 vereadores eleitos, com apenas 1.556 votos.

Não fosse o coeficiente eleitoral, Júlio César teria sido superado pelos suplentes Gerson Cecchini (2.269 votos), Tia Rita (2.080 votos), Pastor Neto (1.696 votos), Daniel Baima (1.666 votos) e João Bodó (1.562 votos). E sequer seria eleito.

Eleições 2016: PSDB e PMDB disputam espaço nas capitais; PT cai

A principal mudança que se observa no primeiro turno das eleições municipais de 2016 em comparação a 2012 foi o desempenho do PT, que desta vez não conseguiu polarizar com o PSDB nas capitais do país. Este ano, entre os candidatos petistas, apenas Marcus Alexandre conseguiu se reeleger em primeiro turno em Rio Branco (AC). O PT também conseguiu enviar João Paulo para o segundo turno no Recife (PE).

Os tucanos, no entanto, não só conseguiram manter o mesmo número de candidatos disputando o segundo turno, oito nas capitais, como aumentou a quantidade de prefeitos eleitos em primeiro turno. Este ano, além de conquistar a maior capital do país, elegendo João Dória em São Paulo, o PSDB também reelegeu Firmino Filho em Teresina (PI).

O PMDB teve queda no desempenho no primeiro turno este ano em relação a 2012 nas capitais. Há quatro anos, o maior partido do país tinha conquistado, em primeiro turno, o segundo maior colégio eleitoral – o Rio de Janeiro, com a reeleição de Eduardo Paes – e eleito Teresa Surita prefeita de Boa Vista (RR). Desta vez, conseguiu apenas reeleger Teresa em primeiro turno. No entanto, seis candidatos do partido vão disputar o segundo turno este ano. Em 2012 foram apenas três peemedebistas no segundo turno das eleições municipais.

Ao todo, oito capitais tiveram as eleições definidas em primeiro turno. Além de PT, PSDB e PMDB, também elegeram candidatos hoje PDT, com Carlos Eduardo em Natal (RN); PSB, com Carlos Amastha em Palmas (TO); DEM, com ACM Neto em Salvador (BA); e PSD, com Luciano Cartaxo em João Pessoa (PB).

O segundo turno vai ser disputado em 18 capitais com candidatos de 16 partidos. Estarão em campanha este mês os candidatos de PT, PMDB, PSDB, PR, PDT, PSB, REDE, PSD, PP, PTB, PCdoB, PMN, PSOL, PHS, PPS, e SD. No segundo turno das eleições, os partidos que mais vão se enfrentar são PMDB e PSDB. Eles disputam em Porto Alegre (RS), Maceió (AL) e Cuiabá (MT).

(Agência Brasil)

Roberto Cláudio fala em humildade para vencer a eleição

eleicoes-2016-votacao-fortaleza-pdt-rc

Após agradecer os votos que recebeu neste domingo (2), o prefeito Roberto Cláudio (PDT) disse que a sua ida ao segundo turno é um reconhecimento da população de Fortaleza pelo trabalho que vem sendo desenvolvido na cidade, nas áreas da educação, da saúde, da mobilidade urbana, no lazer, na cultura, no esporte e no transporte público.

Apesar de destacar os feitos da administração, Roberto Cláudio ressaltou que a humildade deve ser mantida para a conquista da reeleição.

Davi Benevides é eleito prefeito de Redenção

foto-davi-benevides-e-mauro-filho

O engenheiro Davi Benevides foi eleito prefeito de Redenção, neste domingo (2), com 9.506 votos. O atual prefeito César Fernandes (PT) somou apenas 1.880 votos, enquanto o tucano Acélio Freitas não teve os votos divulgados, diante pendência jurídica. Mesmo que consiga o direito aos votos, o candidato tucano não tem como alcançar Davi Benevides, filho do secretário Mauro Filho (Sefaz) e neto do ex-senador Mauro Benevides.

Vitória de Xerez em Maranguape poupa trabalho da Justiça Eleitoral

Com 33.634 votos válidos, o vereador João Paulo Xerez (PHS) foi eleito neste domingo (2) prefeito de Maranguape. Com mais de 10 mil abstenções e outros mil votos em branco, coube aos adversários Átila Câmara (PSD) e Marcelo Silva (PV) pouco mais de 31 mil votos, que foram considerados nulos, diante de suas situações junto à Justiça Eleitoral.

Xerez, que recebeu o apoio do ex-prefeito e deputado estadual George Valentim, possui apenas 22 anos de idade.

Massapê – Irmão de Zezinho Albuquerque derrota o sobrinho Antonio José

eleicoes-2016-votacao-massape-pmdb-jacques-albuquerque

O ex-prefeito Jacques Albuquerque (PMDB) foi eleito neste domingo (2) para a Prefeitura de Massapê (2017 – 2020), após superar nas urnas o atual prefeito Antônio José (PP), seu sobrinho e filho do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Zezinho Albuquerque (PDT).

Há quatro anos, Jacques havia apoiado a eleição do sobrinho, mas acabou rompendo politicamente com o irmão Zezinho, após o afastamento do senador Eunício Oliveira com o então governador Cid Gomes.

Eleição em Cariús é decidida no critério da idade do candidato mais velho

Com 5.811 votos, os candidatos Antonio Valdenizo da Costa, o motorista Nizo (PMB), e José Fernandes Ferreira, o comerciante Iran (PSDB), empataram em primeiro lugar na eleição à Prefeitura de Cariús. Pela regra eleitoral, o eleito é Iran, por ser mais velho que o adversário. Enquanto Iran possui 46 anos, Nizo é cinco anos mais novo.

Capitão Wagner conta com a “oposição” para ganhar a eleição

148 1

Para o candidato do PR à Prefeitura de Fortaleza, Capitão Wagner, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) terminou o primeiro turno com quase 60% de oposição à sua administração.

A lógica de Capitão Wagner tem como base a sua votação, além de todos os votos das demais candidaturas, incluindo o PT e o PSB, que disputaram com Luizianne Lins e Heitor Férrer, respectivamente.

Juntos, Luizianne e Heitor somaram 22,1% dos votos válidos, 10% a menos de toda a votação de Capitão Wagner.

O desafio do PR será reverter as críticas que Luizianne e Heitor fizeram ao próprio Capitão Wagner, mais intensas que as críticas feitas por Roberto Cláudio.

Mudança na Câmara Municipal de Fortaleza foi de 60,4%

Dos 43 vereadores da atual legislatura da Câmara Municipal de Fortaleza, somente 17 vereadores retornarão à Casa no próximo ano. A mudança é a maior desde 1988, com 74,2% do quadro, quando o fortalezense “embalou” o projeto mudancista de 1986, contra a política dos coronéis.

Confira os vereadores eleitos

Coligação PDT/PP/PTB/Pros – Adail Jr. (PDT) e Salmito (PDT), Antonio Henrique (PDT), Iraguassú Filho (PDT), Renan Colares (PDT), Dr. Elpídio (PDT), Didi Mangueira (PDT), John Monteiro (PDT), Mairton Felix (PDT), Dr. Luciram Girão (PDT) e Zier Ferrer (PDT);

Coligação PR/SD – Célio Studart (SD), Odécio Carneiro (SD), Soldado Noélio (PR), Julierme Sena (PR), Idalmir Feitosa (PR) e Marcio Martins (PR);

PRTB – Paulo Martins, Priscila Costa, Portinho e Raimundo Filho;

Coligação PSD/DEM/PCdoB/PMB – Benigno Junior (PSD), Professor Evaldo Lima (PCdoB) e Marcio Cruz (PSD);

PPL – Esio Feitosa, Gardel Rolim e Larissa Gaspar;

PT – Guilherme Sampaio e Acrisio Sena;

PEN – Marta Gonçalves e José Freire;

PPS – Michel Lins e Dummar Ribeiro;

PRP – Emanuel Acrizio e Marilia do Posto;

PTC – Bá e Claudia Gomes;

PSDC – Jorge Pinheiro;

PSDB – Plácido;

PMDB – Casimiro Neto;

PRB – Evaldo Costa;

PSL – Marcelo Lemos;

PTN – Frota Cavalcante.

Com quase 90% das urnas apuradas, nova composição da Câmara Municipal de Fortaleza ganha forma

A Câmara Municipal de Fortaleza deverá ter uma mudança de 62% de seus atuais parlamentares, com base na apuração de quase 90% das urnas apuradas.

Entre os atuais vereadores praticamente reeleitos estão Salmito Filho, Adail Júnior, Antonio Henrique, Didi Mangueira e Elpídio Nogueira, todos do PDT, além de Benigno Júnior e Marcio Cruz, do PSD, Guolherme Sampaio e Acrísio Sena, do PT, Bá e Cláudia Gomes, do PTC, e Evaldo Lima, do PCdoB.

Já os vereadores Eron Moreira (PP) e Plácido Filho (PSDB) devem retornar à Casa.

Célio Studart (SD) deverá ser o candidato com maior número de votos, enquanto Ailton Lopes (Psol) está praticamente eleito.

Ceará já tem prefeitos eleitos

150 1

Em Aracati, Bismarck Maia (PTB) vai confirmando a vitória com 57,8% dos votos, 88,6% de urnas apuradas.

Em Baturité, o advogado Assis Arruda (PDT) é o novo prefeito, com 51% dos votos válidos.

Dr. Vilmar (PSDB) é confirmado prefeito de Acopiara, mas votos de Antônio Almeida (PMDB) ainda estão sub judice.

Em Alto Santo, Iris Gadelha, do PSB, é a nova prefeita, com 50,2% dos votos apurados.

Em Antonina do Norte, o empresário Evandro Arraes, do Solidariedade, venceu a eleição com 59,2% dos votos.

Em Aquiraz, o ex-prefeito Edson Sá (PMDB) retorna ao cargo ao vencer o atual prefeito Fernando Guimarães, com 60,7% dos votos.

Com pouco mais de 25% das urnas apuradas, RC mantém vantagem sobre demais candidatos

Com 1/4 das urnas apuradas, o prefeito Roberto Cláudio se mantém na liderança no primeiro turno à Prefeitura de Fortaleza, com 40,4% dos votos. Capitão Wagner se isola na segunda colocação com 31,3%.

Luizianne Lins aparece com 14,8%, seguida por Heitor Férrer aparece com 7,5%; Ronaldo Martins, com 3,6%; João Alfredo, com 1,6%; Tin Gomes, 0,3%; e Francisco Gonzaga, com 0,1%.

Com 5,8% das urnas apuradas, RC segue na liderança com 40,4% dos votos

Com 263 seções já apuradas, das 4.492 existentes em Fortaleza, Roberto Cláudio segue na liderança com 40,4% dos votos, seguido por Capitão Wagner, com 30,5%, e Luizianne Lins, com 15,2%.

Heitor Férrer aparece com 8,1%; Ronaldo Martins, com 3,2%; João Alfredo, com 1,94%; Tin Gomes, 0,3%; e Francisco Gonzaga, com 0,1%.