Blog do Eliomar

Últimos posts

Heitor visita a Feira de Messejana em clima de…

foto heitor 151115 psb

O deputado estadual Heitor Férrer surpreendeu feirantes em Messejana, na manhã deste domingo (15), ao aparecer no local em clima de pré-campanha eleitoral.

Pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza, pelo PSB, Heitor aproveitou para distribuir material informativo do partido, ao lado de assessores.

VAMOS NÓS – Dizem que Heitor estaria na feira na condição de político, pois sequer comprou uma batata. E a pimenta, não conta não?!

Parada LGBT critica Estatuto da Família no Rio

Milhares de pessoas participam neste domingo (15), na Praia de Copacabana, da 20ª edição da Parada do Orgulho LGBT do Rio de Janeiro, organizada há 20 anos pela organização não governamental (ONG) Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT.

Segundo o presidente da ONG, Almir França, nesse período, houve avanços, como a criação de programas estaduais e municipais para defender a comunidade LGBT em todo o país. Mas também houve retrocessos.

“Um dos retrocessos foi a aprovação do Estatuto da Família. Também houve avanço do fundamentalismo [religioso] e de ideias heterossexistas higienizadas. Isso é um retrocesso intelectual. Por um lado, a academia avançou nesse conteúdo, mas por outro na sociedade civil, não. Ainda é um grande tabu na educação”, disse.

O coordenador especial de Diversidade Sexual da prefeitura do Rio de Janeiro, Carlos Tufvesson, destacou que a violência contra a população LGBT é preocupante. “A cada 23 horas, um cidadão é assassinado no Brasil em um crime de ódio. Esse é um problema de toda a população. Não apenas de quem é gay, quem é lésbica, quem é bissexual ou transexual. Tem causado muito sofrimento às famílias, principalmente”, disse.

A ala de abertura da parada é formada pelas Mães pela Diversidade, formada por mães de LGBTs. Elas protestam contra o Estatuto da Família (Projeto de Lei 6.583/2013), aprovado pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados criada para avaliar o projeto. O texto define família apenas como a união de homem e mulher e seus filhos, excluindo, portanto, casais homossexuais.

(Agência Brasil)

CAIXA Cultural Fortaleza abre inscrições gratuitas para oficina de contação de histórias

A partir da terça-feira (17) até o sábado (21), a CAIXA Cultural Fortaleza estará recebendo inscrições para oficina de contação de histórias. As 25 vagas são gratuitas e podem ser solicitadas por meio do endereço eletrônico do grupo carioca “Os Tapetes Contadores de Histórias” (oficina.tapetes@hotmail.com​). O curso será ministrado pelo ator, contador de histórias e diretor teatral Cadu Cinelli, de 24 a 27 deste mês.

A oficina é parte da programação da exposição “Viagem pelo mundo através das histórias”, que será apresentada na CAIXA Cultural Fortaleza a partir de terça-feira.

Dois terroristas eram franceses e moravam em Bruxelas

A Procuradoria Federal da Bélgica confirmou neste domingo (15) que dois dos autores dos atentados de Paris eram cidadãos franceses que residiam em Bruxelas e que dois automóveis utilizados nos ataques foram alugados na Bélgica. A Procuradoria informou ainda que os dois homens morreram no local dos ataques.

Segundo o comunicado, “dois automóveis com matrícula belga”, encontrados pela polícia francesa em Paris, foram alugados “no início da semana na região de Bruxelas”.

De acordo com a Procuradoria, a operação policial iniciada no sábado, no bairro de Molenbeek, em Bruxelas, levou à detenção de sete pessoas, cujo envolvimento nos ataques de Paris está sendo investigado.

Os atentados da sexta-feira (13) em Paris, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico, deixaram 129 mortos e 352 feridos.

Os ataques foram executados por, pelo menos, sete terroristas, encontrados mortos nos locais, e tinham como alvo um estádio de futebol, uma sala de concertos e quatro cafés e restaurantes do centro de Paris.

(Agência Brasil)

Eunício aponta contradição entre mobilidade urbana e aumento na passagem do ônibus

foto eunício 151114 pmdb

O presidente do PMDB no Ceará, Eunício Oliveira, criticou nesse sábado (14), na Praia de Iracema, durante reunião com pré-candidatos a vereador de Fortaleza e novos filiados do partido, o segundo aumento no ano da passagem de ônibus. Para o dirigente, os reajustes na tarifa contradizem a política de mobilidade urbana do prefeito Roberto Cláudio, diante da exclusão de passageiros mais carentes.

Em janeiro, a passagem passou de R$ 2,20 para R$ 2,40 e agora para R$ 2,75, em um acumulado de 25%, bem acima dos 8,49% do acumulado deste ano do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e dos 9,46% de inflação prevista para 2015.

“Fica difícil conciliar mobilidade urbana e aumento da passagem nos ônibus em Fortaleza”, observou Eunício Oliveira.

O dirigente cobrou ainda as promessas de campanha de Roberto Cláudio. O encontro contou com as presenças do vice-prefeito Gaudêncio Lucena, dos deputados estaduais Danniel Oliveira, Carlomano Marques, Leonardo Araújo e Agenor Neto, além da ex-deputada Eliane Novais e da suplente Luiza Lins, mãe da ex-prefeita Luizianne Lins.

(Foto: Divulgação)

Dilma pede união do Brics para redução dos riscos da economia global

A presidente Dilma Rousseff defendeu neste domingo (16) o compromisso do grupo do Brics, que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, a trabalhar pela redução dos riscos “que a economia global continua a enfrentar”. O encontro dos líderes do bloco antecedeu o início da décima Cúpula do G20, que reúne as 20 principais economias avançadas e emergentes do mundo e vai até esta segunda-feira (16).

A presidente ressaltou que, no âmbito do G20, o Brics deve trabalhar para que os países priorizem os investimentos em infraestrutura, a redução da volatilidade dos mercados globais, a necessidade de reforma das instituições financeiras e o combate à pobreza e às desigualdades como temas importante para os países em desenvolvimento.

Dilma destacou que o grupo do Brics teve resultados “muito expressivos” em 2015 com a concretização do Novo Banco de Desenvolvimento e do Arranjo Contingente de Reservas, que, segundo ela, deve impulsionar a ampliação da agenda de cooperação e a consolidação da parceria econômica do bloco.

A presidente ressaltou ainda que o Brics “continuará a ser uma força positiva para a retomada do crescimento global nos próximos anos” e reiterou o empenho de tornar realidade os compromissos da reforma do Fundo Monetário Internacional (FMI), assumidos em 2010, “em prol de uma governança econômico-financeira global mais equilibrada e representativa, com maior participação dos países emergentes e em desenvolvimento”.

(Agência Brasil)

A elucidação obrigatória

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (15):

Na madrugada de quinta-feira, onze assassinatos e sete feridos. 18 vítimas em um curto espaço de tempo. No total, 210 minutos. Na média, a cada onze minutos, um morto ou um ferido a bala. Todos na mesma área geográfica chamada de Grande Messejana. A quantidade de vítimas é desproporcional ao histórico daquela região ou de qualquer outra de Fortaleza. O raciocínio lógico indica: uma chacina premeditada.

Na tarde de sexta-feira, o comando da Secretaria de Segurança Pública concluiu o seguinte: nenhum dos 11 homens mortos tinha passagem pela Polícia por crimes violentos, homicídios ou envolvimento com tráfico de drogas. Na ficha de três deles, o envolvimento com ações de potencial leve: um com acidente de trânsito, outro com pensão alimentícia e um por ameaça. A inocência das vítimas torna tudo ainda mais doloroso.

Ou seja, é muito provável que tenham sido vítimas escolhidas de forma aleatória. As primeiras apurações indicam que os assassinos eram homens encapuzados e vestidos de colete. Alguns depoimentos colhidos pela reportagem do O POVO relatam que as vítimas foram obrigadas a ficar de joelhos para serem executadas.

Qualquer semelhança entre o ocorrido em Fortaleza e a recente chacina de 19 pessoas registrada em São Paulo pode não ser mera coincidência. No dia 13 de agosto passado, 18 pessoas foram mortas e sete ficaram feridas (uma morreu no hospital) em ataques realizados por indivíduos armados em dez lugares próximos entre si, em regiões vizinhas das cidades de Osasco e Barueri.

Lá, as investigações levaram à prisão de um punhado de policiais e guardas metropolitanos que teriam promovido as mortes como uma reação ao assassinato de um policial e um guarda civil. Aqui, a relação entre a chacina e a morte de um policial militar é a linha de investigação mais sugestiva e mais problemática para a política de segurança pública do Ceará.

Não será difícil descobrir o que de fato aconteceu. Esse tipo de ação costuma envolver muitas pessoas. Sempre há muitas testemunhas. Experientes, os investigadores não terão grande dificuldade para concluir se as mortes foram praticadas por criminosos comuns, usuais homicidas ou por servidores policiais.

O fato é que a chacina precisa ser elucidada. Tudo o que foi construído ao longo de um ano pelo governador Camilo Santana e pelo comando da Secretaria da Segurança pode se esfarelar se o caso não for completamente desvendado.

Obama promete “esforços redobrados” para eliminar o Estado Islâmico

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu neste domingo (15), na abertura da reunião de cúpula do G20, na Turquia, “esforços redobrados” para eliminar o grupo Estado Islâmico que reivindicou os atentados da sexta-feira (13) em Paris.

“Vamos redobrar esforços para assegurar uma transição pacífica na Síria e para eliminar o Estado Islâmico”, afirmou Obama em conferência de imprensa após uma reunião com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, na 10ª edição da Reunião anual de cúpula do G20, principais economias avançadas e emergentes do mundo.

Antália, na Turquia, é hoje o centro das decisões no combate ao terrorismo, na sequência dos atentados ocorridos na sexta-feira em Paris, que provocaram 129 mortes e deixaram 352 feridos, 99 em estado grave.

Na agenda, fixada ainda antes dos atentados de sexta-feira à noite na capital francesa, figura a guerra na Síria, a luta contra os jihadistas extremistas do autodenominado Estado Islâmico (EI) e as alterações climáticas.

Em Paris, os ataques ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde ocorria uma partida de futebol entre as seleções da França e da Alemanha.

(Agência Brasil)

Roseno alerta para a possibilidade da redução no atendimento do Hospital São José

rosennio

O deputado Renato Roseno (PSOL) disse que recebeu a informação de que o Hospital São José, especializado em atender pessoas com doenças crônicas, vai fechar o atendimento que é feito durante o dia. “Isso é uma vergonha para as pessoas que precisam de atendimento no hospital”, afirmou indignado.

O parlamentar revelou ainda que já denunciou a situação emergencial do Hospital São José ao governador Camilo Santana e também para o secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi, porque a unidade de saúde é de fundamental importância para o tratamento dessas pessoas.

Renato Roseno informou que o número de pessoas com HIV/Aids no Brasil só tem aumentado nos últimos anos e que a incidência dos casos tem sido mais entre os jovens. Por isso, pediu o não fechamento do atendimento durante o dia e cobrou a ampliação do atendimento e o fornecimento dos medicamentos necessários para a sobrevivência dos pacientes que buscam a unidade.

“Saúde é um direito fundamental e deve ser tratado com prioridade”, afirmou.

(Agência de Notícias da Assembleia Legislativa)

Reunião do G20 começa neste domingo com o combate ao terrorismo no centro das decisões

Antália, na Turquia, é neste domingo (15) o centro das decisões no combate ao terrorismo, na sequência dos atentados ocorridos na última sexta-feira, em Paris, que deixaram 129 mortos e 352 feridos.

O combate ao terrorismo já estava na pauta do encontro entre as 20 principais nações industrializadas e em desenvolvimento (G20), mas agora deve ganhar ainda mais força.

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, disse na sexta-feira que a União Europeia vai pedir que os líderes mundiais “respondam à ameaça terrorista extremista”.

O presidente francês, François Hollande, anunciou poucas horas depois dos atentados que não participaria da reunião de cúpula na Turquia.

Os membros do G20 são: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Estados Unidos, França, Itália, Índia, Indonésia, Japão, México, República da Coreia (Coreia do Sul), Reino Unido, Rússia, Turquia e União Europeia.

(Agência Brasil)

Greve dos caminhoneiros queria paralisar a economia, mas Dilma reage firme

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (15):

O fiasco momentâneo da estratégia traçada para o impeachment de Dilma (depois que Eduardo Cunha “negou fogo”) provocou desespero em certos segmentos, levando-os a tentar derrubar o governo com uma greve de caminhoneiros.

A reação firme do Planalto provocou a debandada do movimento que, aliás, já estava isolado pela própria categoria. Greves de caminhoneiros e bloqueios de estradas para causar desabastecimento e paralisar a economia foram recursos historicamente usados pela Central de Inteligência Americana (CIA) para derrubar governos insubmissos a Washington (como o de Salvador Allende, em 1971).

Mesmo desmascarada, a tática está de volta em toda América Latina, na nova ofensiva do Pentágono contra governos progressistas.

Embaixador da França convida brasileiros para vigílias neste domingo

O embaixador da França no Brasil, Laurent Bili, convidou os brasileiros a se juntarem às vigílias que serão promovidas em Brasilia, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife, neste domingo (15), a partir das 17h (horário de Brasília).

As vigílias serão organizadas pela embaixada e os consulados-gerais da França no Brasil para homenagear as vítimas dos atentados terroristas da sexta (13) em Paris e prestar solidariedade aos franceses, além de fazer com que as pessoas se sintam fortalecidas na união contra os terroristas.

“Após os ataques terroristas de 13 de novembro que deixaram a França em luto, eu gostaria de agradecer profundamente a todos aqueles no Brasil que têm nos enviado mensagens de condolências e de solidariedade, em primeiro lugar a mensagem da presidente Dilma Rousseff e do governo brasileiro”, disse Laurent Bili.

(Agência Brasil)

Ceará perde e volta à zona do rebaixamento

47 2

foto série b 2015 vitória 1x0 ceará

O Ceará voltou à zona de rebaixamento da Série B, nesse sábado (14), após ser derrotado pelo Vitória, em Salvador, por 1 a 0, na antepenúltima rodada da competição. A equipe cearense foi superada na tabela de classificação pelo Macaé, que surpreendeu o Atlético Goianiense, fora de casa, na vitória por 4 a 3.

Com os resultados, o Vozão voltou a depender de maus resultados do Macaé, do Atlético Goianiense e do Oeste para escapar da Série C do próximo ano. O Ceará volta a campo no próximo sábado (21), diante do América Mineiro, que poderá em casa garantir o acesso à Série A de 2016, em caso de vitória sobre o time cearense. Na sexta-feira (20), o Macaé recebe o Boa Esporte e poderá se livrar do rebaixamento. Já Atlético Goianiense e Oeste se enfrentam em Goiânia. O vencedor se livra do fantasma da Série C.

Hezbollah, Hamas e Jihad Islâmica condenam ataques do Estado Islâmico em Paris

O grupo xiita libanês Hezbollah e os movimentos palestinos Hamas, no poder na Faixa de Gaza, e Jihad Islâmica condenaram nesse sábado (14) os atentados da sexta-feira (13) em Paris. Os ataques foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

O líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, condenou “os ataques feitos pelos terroristas criminosos do Daesh em Paris”, e expressou solidariedade para com o povo francês.  Nasrallah disse que o Médio Oriente também está a sofrer “o terremoto” dos grupos jihadistas, referindo-se aos ataques suicidas registrados há dois dias em Beirute que mataram 40 pessoas.

Bassem Naim, chefe do conselho para as relações internacionais do Hamas, também condenou os “atos de agressão e barbárie” e manifestou a expectativa da França poder regressar “à paz e à estabilidade”.

Nafez Azzam, membro da Comissão Política da Jihad Islâmica, condenou o que chamou de “crime contra inocentes” e “mensagem de ódio”, lembrando que “o Islã recusa matanças indiscriminadas”. A Jihad Islâmica tem como objetivo a criação de um Estado palestino e a destruição de Israel e é baseada na capital da Síria, Damasco.

Tanto o Hamas como a Jihad Islâmica são considerados organizações terroristas por Israel, União Europeia e Estados Unidos e têm sido frequentemente comparados pelo primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, ao Estado Islâmico.

(Agência Brasil)

Aplicativo facilita consultas sobre operadoras de planos de saúde

O cidadão brasileiro, beneficiário ou não de planos de saúde, tem à disposição um novo aplicativo desenvolvido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para celulares smartphones e tablets, que permitirá fazer consultas sobre o setor. A saúde suplementar engloba 50,3 milhões de beneficiários de assistência médica, além de 21,9 milhões de contratos de planos exclusivamente odontológicos.

Segundo a diretora adjunta de Normas e Habilitação de Produtos da ANS, Flávia Tanaka, a iniciativa segue a tendência dos dispositivos móveis, “para conferir, de forma ágil, mais informação para consumidores de planos de saúde e demais interessados.”

Nessa primeira versão, o aplicativo oferece três serviços. O primeiro é sobre os dados das operadoras, como o número do registro na ANS ou do nome comercial da operadora, para o consumidor saber se esse registro está ativo ou não na agência reguladora. A segunda consulta se refere ao reajuste de planos individuais e familiares, quando a consulta permite que o usuário acesse os valores máximos anualmente autorizados pela ANS. E o terceiro serviço é da consulta sobre a cobertura obrigatória, de acordo com o plano de saúde contratado.

O aplicativo tem um ícone de telefone que, uma vez acionado, é direcionado imediatamente para o número gratuito da ANS. Caso continuem as dúvidas, há também acesso à Central de Relacionamento na página da agência. Os três serviços disponibilizados agora podem ser acessados no site da ANS.

(Agência Brasil)

Ciclofaixa de Lazer ligará Washington Soares à Praça Luíza Távora

Neste domingo (15), a 58ª Edição da Ciclofaixa de Lazer terá uma pequena alteração na Rota, ligando a Ciclovia da Av. Washington Soares (Regional II) à Praça Luíza Távora na Aldeota. Com aproximadamente 8,7 Km de extensão, sendo realizada, de 07h às 13h, passando pelo Anfiteatro do Parque do Cocó seguirá pelas vias R. Valdetário Mota, Av. Santos Dumont, Av. dos Jangadeiros, Av. Júlio Abreu, Av. Dom Luís, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Abolição, Av. Desembargador Moreira, Av. Beira Mar, Av. Rui Barbosa e retorna para Av. Santos Dumont.

Os Pontos de Apoio desta Edição da Ciclofaixa de Lazer ficarão localizados no Anfiteatro do Parque do Cocó, onde será disponibilizado o serviço de aluguel de bicicletas e de cadastro do Bilhete Único por colaboradores do Sindiônibus, bastando apresentar CPF, RG e Comprovante de Endereço atualizado. Na Praça Luíza Távora, também haverá aluguel de bicicletas e distribuição de mudas de plantas nativas e ornamentais, como Ipê, Mungubeira e Pau Branco.

Ao longo do trajeto, agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e da Guarda Municipal, darão suporte, atuando em parceria com o DETRAN-CE, PRE-CE, ETUFOR e VIA LIVRE. Equipes do SAMU e da Guarda Municipal também prestarão assistência concentrada nos Pontos de Apoio do Parque do Cocó e da Praça Luíza Távora, bem como no trajeto da Ciclofaixa de Lazer.

A Ciclofaixa de Lazer é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), que tem se notabilizado como opção de lazer seguro para todas as idades e deslocamento cicloviário aos domingos, com a participação de cerca de 4 mil ciclistas a cada edição.

(Prefeitura de Fortaleza)

Alemanha pede para não misturar ataques com crise migratória

O ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maizière, apelou neste sábado (14) para que não seja feita uma ligação entre os atentados de sexta-feira em Paris e a crise migratória que a Europa enfrenta.

“Quero fazer este apelo urgente para que se evite estabelecer ligações rápidas com a situação relativa aos refugiados”, disse o ministro, frisando que já houve “um nível chocante de ataques contra candidatos a asilo e centros de acolhimento de refugiados”.

O ministro falou após uma reunião do gabinete de crise do governo alemão, na qual foi decidido aumentar a presença policial e reforçar o controle das fronteiras, assim como monitorar de perto os grupos de extrema-direita no país.

A Alemanha é uma dos países que mais refugiados deverá acolher este ano – perto de um milhão – e o significativo aumento da chegada de migrantes ao país intensificou os ataques contra os mesmos perpetrados por grupos xenófobos.

(Agência Brasil)