Blog do Eliomar

Últimos posts

PSOL não apoiará Roberto Cláudio nem Capitão Wagner

joaol

O PSOL não vai apoiar nenhum dos candidatos neste segundo turno de Fortaleza. Nada de respaldar a reeleição do prefeito Roberto Cláudio (PDT) nem pedir votos para o Capitão Wagner (PR).

“Nenhum dos dois nos representa!”, disse para o Blog, nesta madrugada de terça-feira, o vereador João Alfredo, candidato derrotado a prefeito pelo PSOL.

“Nós não somos donos do voto de ninguém, até porque o eleitor é livre para votar. Agora, orientamos no sentido de nos mantermos neutro”, adiantou o vereador, antes de embarcar para o Rio de Janeiro, onde participará de um seminário na área do Direito Ambiental.

João Alfredo avaliou que o PSOL, nessa campanha eleitoral, teve alguns ganhos como estar no segundo turno no Rio e em Belém.

O PSOL ainda deve fazer uma reunião de avaliação do pleito, com data a ser acertada.

Deputados e senadores votarão a LDO e créditos para o Fies

“Deputados e senadores se reúnem nesta terça-feira (4) em sessão conjunta para a votação de vetos presidenciais, conclusão da apreciação da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2016 e ainda do projeto que libera créditos suplementares para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

No Senado, os líderes do PT e do PSDB afirmam que suas bancadas vão garantir quórum na sessão, marcada para as 19h. Segundo o líder petista, Humberto Costa (PE), caberá ao governo, que tem maioria no Congresso Nacional, garantir também a presença dos outros partidos.

“Nós, da oposição, vamos estar lá”, disse o líder à Agência Brasil. Segundo ele, os oposicionistas também devem colaborar para a aprovação das matérias pela relevância delas. “Em princípio, se houver quórum, nós não vamos colocar empecilhos, mas a obrigação de garantir quórum é do governo”, ressaltou.

No mesmo sentido, o líder tucano, Paulo Bauer (SC), também acredita que, entre os senadores, não será difícil garantir quórum na sessão. Há preocupação, no entanto, com relação ao número de deputados que estarão presentes, em função da continuidade das campanhas eleitorais.

“Os senadores não têm, como os deputados, um envolvimento tão grande com o processo eleitoral nos municípios. Então, por isso, não sei se teremos o quórum na Câmara”, disse Bauer.

A previsão, no entanto, é que o número mínimo de 257 deputados seja alcançado. Até as 20h de ontem (3), cerca de 200 deputados já tinham passado pela Câmara. Vários deles chegaram para jantar na casa do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) na noite dessa segunda-feira. Além disso, um café da manhã dos deputados com o ministro da Fazenda, Henrique Meireles, previsto para hoje de manhã, deve ajudar a trazer os parlamentares a Brasília.”

(Agência Brasil)

Exames de retina podem ser feitos com uso de smartphones

Um aparelho que permite a realização de exames oculares de maneira prática, barata e com o uso de smartphones. Esse é o projeto desenvolvido por três ex-alunos da USP, em São Carlos, que venceu o Falling Walls Lab São Paulo, etapa classificatória da competição global que incentiva a criação de soluções de alto impacto na sociedade.

José Augusto Stuchi, um dos autores do projeto, irá representar o Brasil na final da competição, que será realizada em novembro, na Alemanha. Ele é graduado em Engenharia de Computação, curso oferecido em conjunto pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) e pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC).

O equipamento desenvolvido é o SRC – Smart Retinal Camera, versão portátil do retinógrafo, que é utilizado em exames de retinografia para observar e registrar fotos da retina. “Nós redesenhamos todo o projeto óptico e eletrônico e transformamos o retinógrafo em uma miniatura, podendo, assim, ser acoplado a um smartphone”, explica José Augusto.

Ele conta que, apesar do sistema óptico ser reduzido, as imagens obtidas pelo aparelho têm qualidade tão boa quanto a dos aparelhos tradicionais, sem contar que o custo para sua produção é bem menor. O SRC é o primeiro protótipo de retinógrafo portátil do Brasil a utilizar smartphones para a realização de exames.

Luizianne em clima de retiro sabático

154 2

Entrevista com Luizianne Lins, Prefeita de Fortaleza Na foto: Luizianne Lins de cabeça baixa Foto: Fábio Lima, 27/01/2012

A candidata derrotada à Prefeitura de Fortaleza pelo PT, deputada federal Luizianne Lins, promete, segundo assessores, falar sobre o quadro do segundo turno na Capital, ainda nesta semana.

O que se sabe é que Luizianne, que obteve 15,06% dos votos válidos na disputa que levou o prefeito Roberto Cláudio (PDT) a enfrentar o Capitão Wagner (PR), recolheu-se ontem mesmo, logo após votar e circular em algumas seções.

Entre alguns petistas, há a avaliação de que Luizianne cometeu erro estratégico ao passar a campanha batendo na gestão de Roberto Cláudio, deixando correr livre o Capitão. Ela até chegou a endurecer o discurso contra a patente no fim da campanha, mas o terreno já estava minado.

 

Petrobras bate recorde em agosto na produção de petróleo e gás natural

“A produção de petróleo e gás natural no Brasil registrou recordes e/ou aumento de produção nas várias bases de comparação no mês de agosto deste ano, segundo dados divulgados hoje (4) pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Em junho, julho e agosto houve recorde na produção.

No caso da produção de petróleo e gás natural nos campos nacionais, em agosto, o volume extraído totalizou 3,293 milhões de barris de óleo por dia (petróleo e gás natural), volume superior ao recorde anterior de julho de 2016, quando foram produzidos 3,21 milhões de barris de óleo equivalente.

Isoladamente, a produção de petróleo foi de aproximadamente 2,609 milhões de barris por dia, um aumento de 1,1% na comparação com os 2,581 milhões produzidos em agosto, o terceiro recorde consecutivo na extração de óleo; foi também 2,4% superior ao mês de agosto do ano passado.

Já produção de gás natural somou 108,8 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d), superando o recorde anterior de 107,2 milhões de metros cúbicos obtido também em julho deste ano, que já havia sido 1,5% maior do que a de junho. Quando comparada a agosto do ano passado, a produção em agosto de 2016 chegou a crescer 9,6%.

A produção de petróleo e gás natural nos 65 poços dos campos do pré-sal fechou agosto acima de 1 milhão de barris por dia de óleo equivalente, tendo atingido aproximadamente 1,365 milhão, neste caso um aumento de 3,6% em relação a julho, que também já havia sido recorde e atingido 1,317 milhões de óleo equivalente.

Deste total, 1,099 milhão de barris refere-se à produção diária de petróleo, volume superior a 1,066 milhão produzido em julho; e 42,2 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d) à produção de gás natural, superando também os 40,8 milhões de metros cúbicos por dia de julho último.”

(Agência Brasil)

Depois da Uece, agora é a vez do IFCE

161 1
foto ifce 150807 greve
Como se já não bastasse a paralisação, que supera quatro meses, na Universidade Estadual do Ceará e na Universidade Vale do Acaraú, eis que surge mais uma Instituição ameaçando também cruzar os braços.
Na última sexta-feira, os servidores do IFCE decretaram estado de greve.
A categoria diz estar contra uma série de “ataques à educação” e que a ordem é, também, adotar postura contra a Reforma Trabalhista.

Juízes federais apelarão a Carmen Lúcia em defesa de prisões em segunda instância

“O V Fórum Nacional Criminal dos Juízes Federais, que acontece a partir desta segunda em São Paulo e que contará com a presença de Sergio Moro, está servindo para que o presidente da Ajufe, Roberto Veloso, colete assinaturas dos colegas.

Os juízes estão preparando uma carta em defesa das prisões em segunda instância. O documento será enviado para a presidente do STF, Cármen Lúcia.

A Corte retomará, nesta semana, o julgamento que vai definir se as prisões devem ocorrer após decisões em segunda instância ou somente ao final da análise de todo os possíveis – e quase infinitos – recursos.”

(Veja Online)

TJA terá show “Beatles para Crianças”

151 1

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=1a6Ed5un95c[/embedyt]

Nesta terça-feira, às 19h30min, o Teatro José de Alencar, vai se transformar num verdadeiro parque de diversos para a criançada. No programa, a apresentação da Orquestra Filarmônica do Ceará, com a banda Rubber Soul, com o espetáculo “Beatles para Crianças”.

Segundo o maestro Gladson Carvalho, na programação os maiores sucessos da banda inglesa voltada para a criançada, dentro de um projeto com o Iprede.

SERVIÇO

*Ingresso – R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 a meia e mais 1 kg de alimento não perecível.

*Mais Informações – 99618 5840, 98899 0644 e 3214 5780.

TSE – 17,58% do eleitorado não foi às urnas

O Tribunal Superior Eleitoral registrou 25,2 milhões de abstenções nas eleições municipais deste ano. Isso significa que 17,58% dos eleitores não compareceram às urnas neste domingo (2/10).

Segundo o presidente do TSE, a cifra é um aumento em relação às últimas eleições locais, quando 16% dos eleitores deixaram de votar. Mas é menor que o apurado nas eleições gerais de 2014, quando o índice de abstenções chegou a 20%.

Os votos brancos e nulos ainda não foram computados pelo sistema do TSE porque ainda faltam urnas a ser apuradas. O ministro Gilmar Mendes, no entanto, considera essa cifra “irrelevante”. “O voto em branco decorre mais de uma desinformação que de um protesto”, analisou, em entrevista coletiva neste domingo.

(Site do TSE)

Um radialista fatura vaga na Câmara Municipal

SONY DSC

Entre os novatos eleitos para a Câmara Municipal de Fortaleza, entrou gente da mídia.

No caso, o radialista Evaldo Costa, que tem programa em FM e, vez em quando, substituía o deputado federal Vitor Valim na apresentação do programa policial “Cidade 190”, da TV Cidade.

Evaldo havia tentado para deputado estadual no último pleito, mas não obteve êxito. Boa sorte agora como vereador.

E que faça pela cidadania.

PT vai apoiar Roberto Cláudio?

Com o título “Uma análise dos resultados eleitorais”, eis artigo do professor Altemar Muniz, doutor em História. Para ele, a tendência em Fortaleza é o PT apoiar a reeleição do prefeito Roberto Cláudio. Confira:

As mudanças da lei eleitoral, com o fim do financiamento empresarial e a diminuição do tempo de campanha, bem como o cenário pós-impeachment, não produziram resultados eleitorais distintos do previsto antes das modificações. O resultado das eleições em Fortaleza reforça essa análise diante do quadro político estadual e nacional, tanto para o presente como para as eleições de 2018.

No plano estadual reforçou-se o poder da família Ferreira Gomes com a vitória parcial em Fortaleza, Sobral e vários prefeitos apoiados pelo governador Camilo Santana, muito mais representante da citada família do que do PT. Isso prenuncia, caso nenhuma “tragédia” ocorra daqui a dois anos, que o grupo sobralense ainda terá muita força política para o pleito estadual e mesmo para a eleição presidencial.

Entretanto, esta hegemonia está ameaçada pelo bom desempenho eleitoral do grupo liderado por Tasso e Eunício, aliança que se mantém desde 2010, quando Eunício articulou com Tasso, em algumas regiões do Estado, uma dobradinha para limar a eleição de Pimentel para a segunda vaga no Senado. A ida do Capitão Wagner para o segundo turno de Fortaleza, a boa votação em Sobral e em importantes municípios como Juazeiro do Norte, Iguatu etc, evidencia uma considerável musculatura política.

O futuro do peso político desta aliança PMDB-PSDB, no entanto, é muito incerta devido ao apoio destes ao governo Temer, que não parece em condições de reverter tal situação de impopularidade até 2018, devido ao crescimento das manifestações “fora Temer”, como pela política recessiva e privatista que promete promover.

Outra percepção é que o PT, apesar da perda de algumas prefeituras e a diminuição do número de vereadores, ainda é a força determinante para a vitória dos dois principais blocos em disputa, seja para a eleição de prefeito de Fortaleza em 2016, seja para o Governo do Estado em 2018, principalmente se for efetivada a candidatura de Lula para presidente, em que ele tem a preferência de expressiva percentual dos eleitores cearenses.

O desejo dos arautos do impeachment de aniquilar o PT ou isolá-lo enquanto força política não se efetivou. A tendência é o PT apoiar o prefeito Roberto Cláudio, embora Capitão Wagner tenha apoiado Elmano no segundo turno quatro anos atrás. Mas a presença de Tasso e Eunício, principais articuladores da derrubada de Dilma em seu palanque, inviabilizam qualquer possibilidade de aliança.

*Altemar da Costa Muniz

altemarmuniz@gmail.com
Doutor em História e professor do curso de História da Universidade Estadual do Ceará (Uece)

Mercado estima inflação deste ano em 7,23%

“Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) reduziram, pela terceira vez seguida, a projeção de inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano, de 7,25% para 7,23%. Para 2017, a projeção foi mantida em 5,07%. Essas estimativas são da pesquisa Focus, elaborada pelo BC com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores da economia.

Mesmo com as reduções, a estimativa para a inflação em 2016 estoura o teto da meta, que é 6,5%. Para 2017, a projeção não supera o teto da meta (6%), mas ultrapassa o centro, que é 4,5%.

O principal instrumento usado pelo BC para controlar a inflação é a taxa básica de juros, usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Por outro lado, quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, mas a medida alivia o controle sobre a inflação. Quando mantém a taxa, o Copom considera que ajustes anteriores foram suficientes para alcançar o objetivo de controlar a inflação.”

(Agência Brasil)

PSOL e uma luta que continua

Eis nota do PSOL sobre a derrota do seu candidato a prefeito de Fortaleza, o vereador João Alfredo:

A desigualdade que marca a sociedade também está nas eleições. Enfrentamos essa disputa lutando contra a invisibilização imposta pela legislação e pelas emissoras de TV, o desencanto com a política e as máquinas das campanhas milionárias. Temos orgulho da nossa caminhada!

Apresentamos à cidade o melhor programa de governo e uma chapa formada por João Alfredo, que tem 40 anos de uma bela história em defesa de direitos, e Raquel Lima, uma mulher, negra, da periferia e de luta. Contamos com o apoio de diversas organizações políticas. Lançamos um conjunto de candidatos/as à Câmara Municipal formado por sujeitos que atuam em diferentes lutas.

Ailton Lopes foi o quinto vereador mais votado da cidade. Infelizmente, não atingimos o quociente eleitoral por muito pouco, mas estamos felizes por saber que há muita gente que aposta e constrói a esquerda em Fortaleza. Sua campanha, assim como de toda a chapa do PSOL e do PCB, foi belíssima.

Seguiremos nas ruas e nas lutas, de onde nunca saímos.

Obrigado!

Viva ‘A Fortaleza que Resiste’!

PSDB e PSD crescem em nº de prefeituras no País

Com quase a totalidade dos votos apurados neste domingo (2), o PMDB continua o partido que mais elegeu prefeitos neste ano. O PSDB e o PSD cresceram e o PT encolheu no primeiro turno das eleições municipais de 2016 – perdeu mais da metade das prefeituras em quatro anos, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nas capitais, o PSDB foi o que mais elegeu prefeitos no primeiro turno –João Doria, em São Paulo, e Firmino Filho, em Teresina– e é o que vai disputar mais prefeituras no segundo turno: oito ao todo. O PMDB é o segundo com mais disputas no segundo turno: 6.

Desgastado pela Operação Lava Jato e após o impeachment de Dilma Rousseff, o PT elegeu apenas um prefeito em capital: Marcus Alexandre, em Rio Branco. Em 2012, foram quatro. O partido só vai disputar uma prefeitura em capitais no segundo turno.

Esse panorama dificilmente deve mudar no país no segundo turno, que ocorrerá em 55 cidades neste ano. O PSDB está em 19 disputas à prefeitura. Em seguida aparecem o PMDB, com 14, PSB, com 9, PDT, com 8 e PPS, PSD e PT, com sete cada.

Se consideradas apenas as maiores cidades com país, com mais de 200 mil habitantes, o PSDB lidera com 14 prefeitos eleitos, contra 7 do PMDB e 3 do DEM. PP, PSD e PPS somaram dois cada. O PT, que elegeu apenas um prefeito em cidades grandes, havia eleito nove em 2012.

desempenho-dos-partidos-nas-prefeituras1

graficico

Em municípios do interior, o PMDB também lidera, seguido pelo PSDB, PSD e PSB. O PSDB avançou em comparação com 2012 nessas cidades, passando de 685 para 791 prefeitos eleitos. O PT, que tinha eleito 629 prefeitos naquele ano, passou a 255.

(Com Portal G1)