Blog do Eliomar

Últimos posts

Agência de viagens já prepara seu São João Solidário

Iprede será um dos beneficiados com o São João da Casablanca.

A Casablanca Turismo vai promover, no próximo dia 29, no Pirata Bar, o seu 19º São João Solidário. O objetivo é arrecadar leite em pó integral e produtos de higiene para instituições de caridade, além de bolsas de sangue para o Hemoce.

De acordo com a diretoria dessa agência de vaigem, serão contemplados neste ano a ONG Banho Digno e o Iprede.

Haverá ainda uma rifa, que oferece duas passagens nacionais. Os locais de doação: Megastore e unidades do Iguatemi e Aeroporto.

Copom inicia reuniões sobre taxa básica de juros; mercado espera percentual de 6,5% ao ano

59 2

O Comitê de Política Monetária (Copom) realizará, nesta terça-feira (18) e quarta-feira (19), reunião para definir sobre a taxa básica de juros, a Selic. O mercado financeiro está na expectativa de que os juros fiquem no atual patamar de 6,5% ao ano. Entretanto, a partir de setembro, há expectativa do início de um ciclo de cortes.

Por essas expectativas, a Selic também será mantida em 6,5% ao ano, em agosto, cai para 6,25% ao ano, em setembro, para 6%, em outubro e para 5,75% ao ano, em dezembro. Essas projeções são da pesquisa Focus, publicada todas as semanas pelo Banco Central (BC) com estimativas para os principais indicadores econômicos.

A Selic é usada pelo BC como principal instrumento para controlar a inflação. Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

(Com Agência Brasil)

Cantor Falcão é garoto-propaganda de nova campanha da CDL Fortaleza

O cantor Falcão é o garoto-propaganda da campanha Centro Premiado, que será lançada no próximo dia 26, no auditório da Câmara de Diriwnges Lojistas.

A informação é do presidente da entidade, Assis Cavalcante, adiantando que a estratégia ocorrerá de 3 a 13 de julho próximo, período das férias e com objetivo de aquecer vendas no comércio.

A campanha envolverá só os lojistas do Centro da capital cearense, que prometem muitas promoções.

No ato de lançamento, Falcão fará show acompanhado da banda “Tô nem Vendo”, formada só por músicos cegos.

(Foto – Divulgação)

Morre cacique da tribo Anacé, de Caucaia

O Ceará perdeu hoje um de seus líderes indígenas mais importantes.

O cacique Antônio Ferreira da Silva (70), o “Antonio de Anacé”, morreu, nesta madrugada de segunda-feira, no Hospital Municipal de Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza). Ele foi vítima de um AVC.

O velório acontece na rua 7, bairro do Horto, em Maracanaú, próximo ao Colégio Carneiro de Mendonça, em Maracanaú. Às 16 horas, o corpo será levado para a comunidade, onde haverá o enterro em Japuara.

O governo estadual e a Prefeitura de Caucaia divulgaram nota de pesar.

(Foto – Divulgação)

UFC abre nesta segunda-feira o III Seminário de Assessoria de Comunicação

Adailma Mendes, editora-executiva de Cidades do O POVO, entre conferencistas.

O curso de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará vai promover, a partir das 18 horas desta segunda-feira, o III Seminário de Assessoria de Comunicação. O evento ocorrerá no auditório da Pós-Graduação em História (Campus do Benfica) até quarta-feira.

O tema central será Tendências e Desafios do Meio Digital, com mesas de debates abordando questões como “Marketing de Conteúdo e Branded Content”, com a participação de Adailma Mendes, editora-executiva de Cidades do O POVO, Eugênia Cabral, mestre em Comunicação Estratégica, e Falkner Moreira, analista de mídias sociais.

Também haverá mesa sobre Gerenciamento de Crises na Internet com a jornalista Camilla Viegas, e, também, outra mesa sobre Gestão de Mídias Sociais com as jornalistas Hayanne Neves (especialista em Marketing), Natércia Melo (Mídias Sociais) e Vanessa Lins (Especialista em Marketing Digital).

SERVIÇO

*Inscrições agora presenciais

*Aberto ao público.

Semace disponibiliza aplicativo para receber denúncias sobre crime ambiental

A Semace vai recebe denúncias de crime ambiental também por meio do aplicativo para telefones celulares e outros dispositivos móveis. A informação é da assessoria de imprensa do órgão, adiantando que a nova funcionalidade foi disponibilizada, nesta segunda-feira, como parte da programação do mês dedicado ao Meio Ambiente.

O aplicativo é o mesmo onde estão as informações do boletim semanal de balneabilidade. Na funcionalidade Denúncias Ambientais, o internauta comunica a suspeita de crime ambiental. A denúncia é analisada por fiscais da Semace, que confirmam ou não o ilícito, deslocam uma equipe para fazer a autuação e, sendo o caso, embargam a prática criminosa.

Ao preencher o formulário de denúncia, o interessado informa o nome, que é mantido em sigilo. Também é obrigatório incluir alguma foto que facilite a análise do caso pelos fiscais. Um dispositivo de localização espacial por satélite pode ser utilizado para identificar as coordenadas geográficas exatas do caso.

SERVIÇO

*O aplicativo para plataformas Android está disponível para baixar gratuitamente nas lojas de aplicativo da internet (https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.ce.semace.androidsemace&hl=pt_BR ) ou por meio do QR Code que pode ser acessado pelo site da Semace (http://mobile.semace.ce.gov.br/denunciaWeb).

*Os serviços de denúncia pelo Disque Natureza (0800.275 2233) e pelo serviço de ouvidoria (85.3101.5520) seguem funcionando normalmente.

(Foto – Arquivo)

Associação dos Funcionários do BNDES fará ato de protesto contra “desmonte” do banco

A Associação de Funcionários do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social fará um ato, na próxima quarta-feira, 19, contra o que classifica como “desmonte” do BNDES. A manifestação já havia sido convocada em protesto contra a proposta do relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB), de acabar com repasses do PIS e do Pasep para o banco, informa a Veja Onlie.

A entidade avalia com preocupação a sucessão de Levy no comando do banco. Ele pediu demissão nesse domingo, após críticas públicas do presidente Jair Bolsonaro ao seu comportamento à frente da instituição. Para o economista Arthur Koblitz, vice-presidente da AFBNDES, a queda ocorreu porque Levy não validou a “caça às bruxas” que o governo quer que seja feita no banco.

O ato contará com a participação de cinco ex-presidentes do BNDES: Dyogo de Oliveira (2018-2019), Paulo Rabello de Castro (2017-2018), Luciano Coutinho (2007-2016), Luiz Carlos Mendonça de Barros (1995-1998) e André Franco Montoro Filho (1985-1986). “Acho que o ato agora ganha ainda mais relevância em meio à saída de um nome que foi responsável com a administração do banco, mesmo com todos os pontos dos quais discordamos dele”, completou Koblitz

Antes do pedido de demissão de Levy vir a público, a associação já havia se manifestado contra as críticas de Bolsonaro ao então presidente do banco. Apesar de divergências sob alguns pontos da atual gestão, como o afastamento da chefe de departamento do Fundo Amazônia e declarações infelizes sobre operações de comércio exterior, a AFBNDES reconhece que Levy “nunca apoiou ou defendeu fantasias e calúnias que o presidente da República, sempre saudoso da campanha eleitoral, insiste em declarar sobre o BNDES”, diz uma nota publicada pela entidade.

Recuperação econômica cada vez mais longe, prevê Lauro Chaves

60 1

Com o título “Recuperação econômica cada vez mais longe”, eis artigo de Lauro Chaves, consultor de empresas, professor da Uece e conselho do Conselho Federal de Economia. Ele manda artigo para o Blog fazendo uma análise nada otimista para o mercado. Confira:

As previsões de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) para 2019 de 2 a 2,5%, feitas no final de 2018 por grande parte dos economistas, são a cada mês revisadas para baixo. Analistas projetam crescimento de apenas 1% para o presente ano, segundo o Boletim Focus de 10 de junho, após 15 semanas de quedas consecutivas chega-se à menor previsão já feita até agora.

Em 2018, a renda por habitante estava 8,1% abaixo do nível de 2014, com uma projeção de crescimento de 1% em 2019 serão três anos consecutivos de renda per capita estável, o que faria dessa a mais lenta das retomadas econômicas no Brasil.

Se o PIB crescer 2% ao ano a partir de 2020, a renda per capita voltaria ao pico de antes da recessão em 2026 (13 anos depois). Sandroni define a depressão como “a fase do ciclo econômico em que a produção entra em declínio, com perdas nos lucros e no poder aquisitivo da população”, já Pastore ressalta “a estagnação da renda per capita”. Por ambos os conceitos o Brasil oscila entre a recessão e, mais grave, a depressão.

Medidas de estímulo ao consumo possuem apenas um efeito de curto prazo; não se vislumbra uma variação nos investimentos privados dada a capacidade ociosa da economia; na indústria, em particular, de forma mais profunda. A alternativa poderia ser através de investimentos em infraestrutura, a ser realizada por concessão devido a Política de Ajuste Fiscal. Outra possibilidade seria um novo ciclo de reduções das taxas de juros, hoje condicionado, no discurso oficial, à aprovação das reformas tributária e da Previdência.

As causas de tamanho pessimismo já eram conhecidas desde o ano passado como, por exemplo, a crise fiscal, a queda do ritmo da economia mundial, a crise argentina e a incerteza política que nos acompanha desde as eleições de 2014. Para a economia brasileira sair do marasmo, é preciso alimentar as expectativas da sociedade, motivar empreendedores, investidores e consumidores, ou seja, fazer a roda girar.

*Lauro Chaves Neto

 

Governador do Maranhão debate reforma da Previdência em Fortaleza

60 1

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) participa, nesta segunda-feira, em Fortaleza, de um debate sobre a proposta de reforma da Previdência e a atual conjuntura brasileira. Dentro do seminário “Políticas de Austeridade e Reforma da Previdência – O impacto na vida das pessoas”, uma promoção do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (DS/CE), com apoio da Frente Cearense em Defesa da Seguridade Social.

No encontro, que ocorre no auditório do Ministério da Economia (Bairro Aldeota), Flávio Dino aborda o tema “Como construir um Brasil justo”. O professor de Economia da Universidade Federal do Ceará (UFC), Fábio Sobral, também está entre os convidados.

(Foto – Divulgação)

Mercado estima crescimento da economia para menos de 1%

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia este ano caiu para abaixo de 1%, após 16 reduções consecutivas. É o que mostra o boletim Focus, resultado de pesquisa do Banco Central (BC) a instituições financeiras, divulgado hoje (17), em Brasília.

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – desta vez foi reduzida de 1% para 0,93%.

A expectativa das instituições financeiras é que a economia tenha crescimento maior em 2020. Entretanto, a previsão para o próximo ano foi reduzida de 2,23% para 2,20%, no segundo recuo consecutivo. A previsão para 2021 e 2022 permanece em 2,50%.

Inflação

A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,89% para 3,84% este ano, na terceira diminuição seguida. A previsão foi mantida em 4% para 2020 e em 3,75% para 2021 e 2022.

A meta de inflação de 2019, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é de 4,25%, com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

A estimativa para 2020 está no centro da meta: 4%. Essa meta tem intervalo de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2021, o centro da meta é 3,75%, também com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual. O CMN ainda não definiu a meta de inflação para 2022.

Taxa básica de juros

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano.

O mercado financeiro reduziu a projeção para a Selic ao final de 2019 de 6,5% ao ano para 5,75% ao ano.

Para o fim de 2020, a expectativa para a taxa básica caiu de 7% ao ano para 6,5% ao ano.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

(Agência Brasil)

Estatuto Estadual da Pessoa com Deficiência será debatido em Sobral

Nesta segunda-feira, a partir das 14 horas, a criação do Estatuto Estadual da Pessoa com Deficiência estará em debate no auditório central da Universidade do Vale do Acaraú (UVA), em Sobral (Zona Norte).

A iniciativa é do deputado estadual Acrísio Sena (PT), autor da lei de mesmo teor em Fortaleza. Ele quer estender o benefício para todo o Estado.

“A ideia é consolidar todas as leis relativas a esta população num único documento, garantindo os direitos de mais de 2,3 milhões de pessoas com deficiência no Ceará”, explica o petista.

(Foto – ALCE)

Vaticano admite que homens casados possam se tornar padres na Amazônia

Papa Francisco.

Nesta segunda-feira, o Vaticano emitiu um documento que recomenda à Igreja Católica que considere ordenar homens mais velhos, casados e que tenham famílias constituídas, como padres em regiões remotas da Amazônia. A medida se aplicaria àqueles que tiverem, de preferência, ascendência indígena. A informação é do Portal G1.

O documento também pede que seja identificado algum tipo de ministério oficial que possa ser conferido às mulheres.

“Afirmando que o celibato é uma dádiva para a Igreja, pede-se que, para as áreas mais remotas da região, se estude a possibilidade da ordenação sacerdotal de pessoas idosas, de preferência indígenas, respeitadas e reconhecidas por sua comunidade, mesmo que já tenham uma família constituída e estável, com a finalidade de assegurar os Sacramentos que acompanhem e sustentem a vida cristã”, diz o documento.

Segundo agências internacionais, o documento é a menção mais direta em um documento do Vaticano à possibilidade de que homens casados possam ser padres. Hoje, eles podem exercer a função de diáconos — o diaconato é um dos ministérios da Igreja.

 

Secretário comemora redução do número de roubo de cargas no Ceará

O Ceará registrou uma redução de 61% nos roubos de carga, no período de janeiro a maio de 2019. No ano passado, foram 121 crimes, contra 47, neste ano. O balanço alcançado até aqui pelas forças de segurança é uma continuidade do que a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS-CE) já havia registrado em 2018, quando o ano fechou com uma diminuição de 21,3%, se comparado a 2017. Neste mês, o Estado chega ao 24° mês seguido de queda nos roubos em geral.

O secretário André Costa comemora e diz que o avanço nos números se deve ao empenho da Segurança Pública cearense, apoiado pelas estratégias e tecnologias aplicadas no combate aos crimes de mobilidade.

“Os números são reflexos do trabalho das Polícias Civil e Militar, e Polícia Rodoviária Federal, em todo o Estado, seguidos das estratégias montadas com o emprego do sistema de videomonitoramento e do Spia (Sistema Policial Indicativo de Abordagem). Nós investimos forte no combate ao roubo de carga, e isso tem um impacto na vida das pessoas, no preço final de diversas mercadorias, além da redução no custo do transporte e dos seguros. Continuaremos com esse foco, visando contribuir cada vez mais com a melhoria das vidas dos cearenses.”, destaca.

De mês a mês, maio reduziu em 60% os roubos de carga, passando de 30 casos, no quinto mês de 2018, para 12, no mesmo período de 2019. Em abril, o índice criminal foi de 20, em 2018, para 11, o que corresponde à redução de 45%. De todos os meses deste ano, março foi o período com a maior queda, indo de 26 casos para cinco, que equivale a uma redução de 81%. Já fevereiro registrou -52% nos crimes, indo de 21 a 10 casos. Por último, janeiro registrou nove crimes. No mesmo mês, ano passado, foram 24 roubos. Com isso, a diminuição foi de 63%.

(Foto – Evilázio Bezerra)

Bolsonaro tem aprovação de metade do eleitorado de Vitória

84 2

Um levantamento feito pela Paraná Pesquisas mostra: o presidente Jair Bolsonaro é aprovado por metade dos eleitores de Vitória (ES): 52,1% aprovam a gestão do capitão, contra 42,6% que desaprovam.

A informação é da Coluna Radar, da Veja Online, adiantando, no entanto, que apenas 38,7% consideram seu governo ótimo e bom; e 34,6% ruim e péssimo.

Na mesma pesquisa, o governador capixaba Renato Casagrande (PSB) é melhor avaliado que Jair Bolsonaro. Ele tem a aprovação de 66,% dos eleitores da capital. Apenas 28,11% o rejeitam.

A pesquisa foi realizada entre os dias 9 a 13 deste mês de junho e ouviu 802 eleitores da capital do Espírito Santo.

Receita Federal inicia nesta segunda-feira pagamento das restituições do 1º lote do Imposto de Renda

A Receita Federal começa a pagar hoje (17) as restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2019. Serão depositados R$ 5,1 bilhões nas contas de 2.573.186 contribuintes. Neste lote, receberão a restituição os 245.552 contribuintes idosos acima de 80 anos, 2.174.038 contribuintes entre 60 e 79 anos e 153.596 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Ao todo, serão desembolsados R$ 4,99 bilhões, do lote deste ano, a 2.551.099 contribuintes. A Receita também pagará R$ 109,6 milhões a 20.087 mil contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2018, mas estavam na malha fina.

As restituições terão correção de 1,54%, para o lote de 2019, a 109,82% para o lote de 2008. Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a data de entrega da declaração até este mês.

O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento.

A restituição ficará disponível durante um ano. Se o resgate não for feito no prazo, a solicitação deverá ser feita por meio do formulário eletrônico – pedido de pagamento de restituição, ou diretamente no e-CAC , no serviço extrato de processamento, na página da Receita na internet. Para quem não sabe usar os serviços no e-CAC, a Receita produziu um vídeo com instruções.

(Agência Brasil)

Governo acaba com obrigatoriedade de simulador para tirar a Carteira de Habilitação

125 3

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse, no fim de semana, que o governo decidiu retirar a obrigatoriedade do uso de simuladores para a expedição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A medida foi aprovada durante a primeira reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), na quinta-feira.

Além de acabar com a obrigatoriedade do uso de simulador, o Contran também diminuiu de 25 para 20 horas o número de aulas práticas para os aspirantes a habilitação da categoria B.

O prazo para a implementação da nova regra é de 90 dias.

(Foto – Arquivo)

Cagece promete esgoto na Região do Cariri até 2022

78 1

Neuri Freitas comanda a estatal.

Dentro do seu Plano de Investimentos 2019/2022, a Cagece incluiu a universalização da oferta de esgoto para as cidades das regiões metropolitanas de Fortaleza e do Cariri. É o que informa o presidente da companhia, Neuri Freitas, acrescentando que isso será feito a partir de uma Parceria Público-Privada (PPP).

Os estudos, nesse sentido, já começaram e apontam para um investimento da ordem de R$ 6 bilhões. “Estamos na fase da validação dos estudos apoiados pelo BNDES. Após essa fase, que inclui aspectos técnicos, jurídicos e financeiros, vamos lançar a PPP até o primeiro semestre de 2020”, afirma Freitas.

De recursos próprios e empréstimos, ele informa que, ainda no plano de investimentos, consta R$ 1,2 bilhão para modernizar a rede de abastecimento. Talvez, por ser empresa sólida e com caixa em alta, a Cagece, ao lado de outras do ramo no País, seja a menina dos olhos do mercado. A MP do Saneamento, recentemente aprovada, abre para parcerias privadas.

(Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira/Foto – Arquivo)

Rodrigo Maia se diz “perplexo” com demissão de Joaquim Levy

81 1

A participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, no processo de “fritura” de Joaquim Levy antes do pedido de demissão da presidência do BNDES deixou o Congresso com a impressão de que a equipe econômica continua participando da “usina de crises”. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ao Estado que ficou “perplexo” pela forma como o ministro tratou o subordinado. Para ele, o ex-ministro era um quadro de qualidade que tinha a acrescentar para garantir as reformas que o País precisa neste momento.

O presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), também criticou a demissão. “O presidente Bolsonaro não entendeu que alguns quadros são suprapartidários. Eles não contribuem com um ou outro governo. Contribuem com o País”, disse. “É uma pena. No fim das contas, quem perde é o Brasil.”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia; para ele, Levy era um quadro importante do governo Foto: Gabriela Biló/Estadão
Já o líder do Podemos, José Nelto (GO), levantou dúvidas sobre o real motivo da demissão. “Estou preparando para que ele seja convocado na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, ele terá de ir lá explicar o motivo da demissão dele. Se foi por um motivo político ou se foi porque ele não quis abrir a caixa-preta do BNDES. Porque ele não mostrou os empréstimos internacionais, para países da América e da África, para a JBS também”, disse.

A Câmara criou em março uma CPI para examinar operações do banco de 2003 a 2015, com foco no financiamento à internacionalização de empresas. Em abril, o banco chegou a criar um Grupo de Trabalho para atender com informações e documentos solicitados pelos deputados.

Um pedido para Levy se explicar no Congresso já tinha sido aprovado em abril. O presidente da CPI, o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), disse ao Estado que vai decidir hoje com os colegas da comissão a data da ida de Levy ao colegiado.

Até agora, Guedes era um dos poucos ministros do presidente Jair Bolsonaro que não tinha batido de frente com o Legislativo. Em um momento delicado para a tramitação da Previdência, a nova onda de crises incitou algumas lideranças a buscarem ainda mais o protagonismo das reformas econômicas.

Uma possível consequência aos ataques de Guedes, segundo uma fonte, seria o Congresso assumir totalmente o protagonismo da próxima grande reforma que é a tributária, deixando o Executivo de fora. A proposta do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) prevê a unificação de cinco tributos – IPI, PIS, Cofins, ICMS e ISS – num único Imposto sobre Operações com Bens e Serviços.

(Estadão)

Programa Mais Médicos – Ceará é o segundo estado com vagas ociosas

Camilo Santana.

Concluídas as etapas formais para a criação do Consórcio do Nordeste, figura jurídica que une os governos da região, começaram os debates sobre os primeiros planos de ação.

Segundo informa a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta segunda-feira, uma das frentes em estudo é firmar contrato com a Opas, a organização pan-americana responsável pela exportação de profissionais de saúde O objetivo é reinstalar atendimento similar ao do programa Mais Médicos. Segundo Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, já foi feita consulta à entidade.

A ideia, diz ele, é retomar um contrato regional com a organização. A Opas rescindiu o acordo com o Brasil e anunciou a retirada de médicos do programa, a maioria cubanos, logo após a vitória de Jair Bolsonaro.

A incapacidade do governo federal de repor as vagas antes ocupadas por cubanos deixou 28 milhões sem atendimento, estimou o New York Times.

O Ceará é o segundo estado com o maior número em postos ociosos.

(Foto – Fábio Lima)