Blog do Eliomar

Últimos posts

Fies abre inscrições nesta terça-feira

Começam nesta terça-feira (26) as inscrições para o processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do primeiro semestre deste ano. As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet, no site do Fies, até a sexta-feira (29).

O Fies financia cursos superiores não gratuitos com avaliação positiva. O Ministério da Educação (MEC) ainda não divulgou o número de financiamentos disponíveis para esta edição.

Pode se inscrever no processo seletivo do Fies o estudante que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, e obtido pelo menos 450 pontos na média das provas. O candidato não pode ter tirado 0 na redação do Enem. Além disso, precisa ter renda familiar mensal bruta per capita de até 2,5 salários mínimos (R$ 2.200).

O interessado em obter o financiamento poderá se inscrever em um único curso e turno entre aqueles com vagas ofertadas. Durante o período de inscrição, ele poderá alterar sua opção de vaga, bem como fazer o cancelamento. Os estudantes serão classificados de acordo com as notas no Enem na edição em que tiver obtido a maior média.

(Agência Brasil)

Prefeitura apresenta calendário deste ano dos sorteios do programa Minha Casa, Minha Vida

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional (Habitafor), realiza nesta segunda-feira (25), a partir das 14 horas, coletiva de imprensa sobre o programa “Minha Casa, Minha Vida”, para tratar de investimentos na construção de moradias no município de Fortaleza.

Entre os assuntos a serem abordados está a convocação dos sorteados no dia 4 de dezembro, em evento na Câmara Municipal, e que ainda não compareceram à sede da Habitafor, além dos sorteios que ocorrerão em 2016. A Prefeitura deve sortear mais de cinco mil unidades habitacionais ainda este ano.

(Prefeitura de Fortaleza)

Ata do Copom sai quinta-feira e deve explicar manutenção da Selic em 14,25%

A ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que será divulgada na próxima quinta-feira (28), será uma das mais aguardadas pelo mercado, depois da polêmica com a decisão do colegiado de manutenção da taxa básica de juros, a Selic, em 14,25% ao ano.

O documento trará as explicações do presidente, Alexandre Tombini, e de diretores do Banco Central (BC) para a decisão, tomada na última quarta-feira (20).

A polêmica surgiu às vésperas do anúncio da decisão do Copom, quando Tombini divulgou comentário sobre a revisão de projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI) para a economia brasileira. Na terça-feira (19), primeiro dia de reunião do Copom, Tombini disse, em nota, que as revisões foram significativas e seriam consideradas na decisão do Copom.

O FMI aumentou a projeção de queda da economia brasileira neste ano de 1% para 3,5%. Para 2017, a expectativa é de estabilidade, com a estimativa de crescimento zero do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país), contra a expectativa de crescimento de 2,3%, divulgada em outubro do ano passado.

(Agência Brasil)

Fortaleza/Lisboa poderá ganhar um segundo voo

Da Coluna Fábio campos, no O POVO deste domingo (24):

O governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio se reuniram na tarde da última sexta-feira com o empresário Humberto Pedrosa, o português que compôs a aliança com a Azul para comprar o controle da companhia de aviação TAP.

Oficialmente, foi uma visita de cortesia do controlador da empresa de aviação portuguesa. Porém, o maior interesse do Ceará é na possível motivação da TAP em montar um “hub” em Fortaleza.

Segundo uma fonte, Pedrosa foi “sentir o perfil” do governador e do prefeito diante de possíveis futuros interesses em investir no Ceará. “Hub”, nem tanto, mas Pedrosa assegurou que a TAP avança nos estudos para lançar um segundo voo entre Fortaleza e Lisboa. É coisa para 2017.

Trabalhadores devem se preparar para a aposentadoria, defendem especialistas

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostraram que 23,5 milhões de brasileiros são idosos, pessoas com mais de 60 anos. O número representa mais do que o dobro do registrado em 1991, quando esse universo somava 10,7 milhões de pessoas. Na comparação com 2009, os números levantados em 2011 revelou um aumento de 7,6% de brasileiros nessa faixa etária, ou seja, mais 1,8 milhão de pessoas.

Apesar desse cenário, que tem invertido a pirâmide social brasileira, Wadson Gama, psicólogo social e presidente do Conselho Regional de Psicologia de Goiás, disse que ainda há preconceito e resistência das pessoas em envelhecer e se aposentar. “Velhice em um sistema capitalista faz com que as pessoas se sintam excluídas. Você vive 24 horas vivenciando o trabalho mesmo quando está fora do trabalho e quando sai da vida ativa, se o indivíduo não se preparar para isso, vai se sentir preso nessas palavras e pode chegar à depressão, alcoolismo e suicídio. A vida fica sem sentido para ele”, disse.

O psicólogo, que também é entusiasta de programas de preparação promovidos pelas empresas, orienta as pessoas a descobrir, o mais cedo possível, desejos, talentos e capacidades dentro de projetos viáveis para a nova fase. “É preciso identificar o que realmente é o desejo e o que está na sua governabilidade. Às vezes o indivíduo que tem vivência na fazenda e aposenta e quer ter essa vivência do passado já não consegue mais fazer as mesmas coisas. Tem que observar o que pode realmente fazer e reinventar uma outra história para ter qualidade de vida e um envelhecimento saudável”, alertou.

Psicóloga, Eliene Curado, que hoje trabalha como analista de recursos humanos na Câmara dos Deputados, em Brasília, explica que, em muitos casos, as pessoas ficam perdidas nessa fase.

“Temos ainda pessoas que todas as relações que mantêm são fruto das relações de trabalho, todos os seus interesses estão relacionados ao trabalho e quando este trabalho não existe mais, ela tem dificuldade de se inserir”, disse.

(Agência Brasil)

Farmacêuticos homenageiam José Arnon pela defesa da categoria

foto josé arnon homenagem

O Conselho Regional de Farmácia, secção Ceará, homenageou o deputado federal José Arnon (PTB), com o mérito Personalidade 2015, pela luta do parlamentar em defesa da Lei 13.021, que transformou a farmácia em estabelecimento de saúde e obriga a presença de um farmacêutico em todo o horário de funcionamento.

No ano passado, a Medida Provisória 653 tentou no Congresso Nacional a inviabilização a aplicação da lei.

Apesar de suspensão de novos concursos, candidatos têm opções de vagas este ano

Com a suspensão de autorizações para concursos em 2016, medida integrante do ajuste fiscal do governo federal, os interessados em uma vaga no serviço público ficaram com menos opções para conquistar o sonho da estabilidade profissional. Mas ainda há oportunidades de tentar obter a aprovação. Os processos seletivos federais que já haviam sido autorizados em 2015 são uma delas. No momento, há dois com inscrições abertas e um com edital previsto para o primeiro semestre.

Juntas, as três seleções federais totalizam 1.970 vagas. Até 28 de janeiro, estão abertas as inscrições para 600 vagas de nível médio e superior no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com prazo mais folgado, até 22 de fevereiro, outra oportunidade são as 950 vagas também de nível médio e superior do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Por fim, a Fundação Nacional do Índio (Funai) foi autorizada a realizar processo seletivo a fim de preencher 220 vagas.

Ainda como alternativa estão as seleções de órgãos e entidades que não dependem da autorização do governo federal. O Ministério do Planejamento informou que autoriza concursos para ministérios, autarquias e fundações. As seleções do Judiciário, estados, municípios e empresas públicas, por exemplo, não são reguladas pela pasta. Segundo Alexandre Crispi, diretor-presidente do grupo de preparação para concursos e vestibulares Alub, há boas chances entre essas opções em 2016.

“Temos previstos concursos dos Correios, do Banco do Brasil e da Caixa Econômica [enquadram-se na categoria empresas públicas, não afetadas pela suspensão]”, destaca. De acordo com ele, anualmente são ofertadas no país cerca de 120 mil vagas em concursos, entre seleções federais, estaduais e municipais. Este ano, com a suspensão das seleções federais, Crispi estima que o número caia para 90 mil vagas. Ele admite que a redução espantou alguns alunos, causando queda de 15% a 20% no número de matrículas. No entanto, segundo ele, a debandada foi de estudantes com menos conhecimento e hábito em relação à dinâmica dos concursos públicos.

(Agência Brasil)

Chamem o prático

Em artigo no O POVO deste domingo (24), o médico Cleto Pontes aponta para uma tragédia sócio-política no Brasil, diante da paixão mórbida dos petistas pelo capital. Confira:

“Nas peles da cebola”, livro autobiográfico do prêmio Nobel de Literatura Günter Grass, o escritor alemão faz relatos intrigantes em torno da Segunda Grande Guerra. Nazista quando jovem, tornou-se social-democrata e não marxista, naturalmente. Pois é, na vida cometemos erros, sobretudo na juventude. Votei no Lula na primeira eleição, embora me considere social-democrata no sentido alemão da palavra. Estava até satisfeito com o FHC, mas eu ainda queria mudanças para melhor.

Lula, perdoem-me os adeptos, é um maquiavélico nato político do sertão. Hitler, que mal comparemos, foi um homem monstro que fez grandes mudanças no seu país, como a modernização do parque industrial, mas derrapou feio na alienação pelo poder, escolha do povo judeu como bode expiatório e culto à “raça” ariana. Brasileiro somos todos, precisamos de mais tolerância e diálogo. Hegel dizia que a história se repete e os fatos infelizmente confirmam que de forma piorada.

Os petistas odeiam os capitalistas, mas têm demonstrado paixão mórbida pelo capital. Na televisão, Lula declarou em campanha que, ao sair da sua terra natal, de Pernambuco para São Paulo, ele parecia um sabiá com pernas finas e bucho grande cheio de verme. Usou da sua condição de nordestino para ganhar a simpatia da população mais carente. Cantou como um sabiá para comover o povo e conseguiu. Tantos planos e enganação, queremos voltar a um lugar para ouvir cantar a sabiá da canção de Chico e que não seja em vão a expiação pela qual o brasileiro de uma forma geral passa.

A almejada e propalada diminuição da desigualdade socioeconômica dos discursos políticos não é utopia. Requer lealdade, educação e cultura. A escola do vizinho Maduro não poderá ser a nossa, sem escrúpulos e que usa e abusa da ignorância do povo para fazer demagogia e se manter no poder. Ele se diz exemplo ao ponto de fazer do palácio um galinheiro com 50 galinhas, ovo à vontade e frango para o abate e assim estimular a auto sustentabilidade do povo. Que Dilma negue a doutrina, iniciada no governo Lula, pois estamos na casa do sem número de crises. O País está desgovernado, esquizofrênico com toques de psicopatia, doente.

Pestes abundam no poder. Corrupção é a maior de todas. Zika tem sido uma tragédia. Belo e saudável, Leonardo da Vinci já no seu tempo sabia se proteger das pestes e epidemias, mosquitos e tal. Adoeceu pela primeira vez aos 61 anos quando foi literalmente dar jeito no esgoto do Vaticano. Lá contraiu a malária e, desde então, perdeu a saúde. A multiplicidade de crises, a sistematizada na saúde, faz corrermos o mesmo risco do pintor, apesar do avanço da ciência e do desenvolvimento tecnológico. No esgoto, vamos adoecer todos. Hoje além de dengue, a zika atinge drasticamente a saúde das crianças nordestinas acometidas da microcefalia. Tragédia.

O País vive um pesadelo tal, de que nem Chico Buarque escapou, haja vista a agressão de jovens desrespeitosos contra o ícone da MPB nas ruas de Sampa. As referências, precisamos de referências sãs, menos polarização e amadurecimento para colocarmos a nau no prumo de um cais previsível e mais seguro.

Instituto Lula diz que promotor compromete prestígio do Ministério Público

Em nota à imprensa, nesse sábado (23), o Instituto Lula diz que o promotor Cássio Conserino compromete o prestígio e a dignidade da instituição Ministério Público de São Paulo. O promotor assegura que reuniu provas para denunciar o ex-presidente Lula e sua esposa Marisa Letícia por ocultação de patrimônio na investigação sobre o apartamento triplex que o casal manteve no edifício Solaris, no Guarujá, no litoral paulista.

“O promotor violou a lei e até o bom senso ao anunciar, pela imprensa, que apresentará denúncia contra o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, antes mesmo de ouvi-los. E já antecipou que irá chamá-los a depor apenas para cumprir uma formalidade”, afirmou a nota.

Segundo o promotor, que investiga a transferência de prédios inacabados da Bancoop, a família Lula era dona do triplex, mas o imóvel estava em nome da construtora OAS.

“Ao contrário do que acusa o promotor – sem apresentar provas e sem ouvir o contraditório – o ex-presidente Lula e sua esposa jamais ocultaram que esta possui cota de um empreendimento em Guarujá, adquirida da extinta Bancoop e que foi declarada à Receita Federal”, rebateu o Instituto.

(com agências)

Hora de Plantar – Governo beneficia 130 mil agricultores com 3 toneladas de sementes

foto camilo 160123 hora de plantar

Cerca de 130 mil agricultores serão beneficiados com o programa Hora de Plantar, do Governo do Ceará, com a entrega de três mil toneladas de sementes. Em evento nesse sábado (23), na Ceasa de Barbalha, no Cariri, o governador Camilo Santana entregou as primeiras sacas de milho híbrido, milho variedade, sorgo forrageiro, mamona, feijão caupi e feijão phaseolus. Também serão entregues 400 mil mudas de cajueiro anão precoce, 234 mil mudas de essências florestais nativas e exóticas e ainda 8 milhões de raquetes de palma forrageira.

“Eu tenho muito orgulho de dar continuidade a esse programa, que foi criado pelo meu pai Eudoro Santana, em 1987, na época em que ele foi secretário da Agricultura. E para ajudar ainda mais na produção, eu já solicitei ao secretário Dedé (Teixeira, do Desenvolvimento Agrário) que a gente restabeleça um programa, que existiu na época em que eu era secretário, que distribui maquinário e implementos agrícolas para as associações de trabalhadores rurais. Eu já reservei cerca de R$24 milhões para que esse ano a gente já comece a fazer essa entrega para homens e mulheres do campo, não só do Cariri, mas de todo o interior do Ceará”, afirmou o governador Camilo Santana.

Portugueses escolhem novo presidente neste domingo

Mais de 9,7 milhões de eleitores portugueses devem comparecer neste domingo (24) às urnas para eleger o presidente que irá substituir Cavaco Silva. Dez candidatos concorrem ao cargo, um recorde na história das eleições do país.

Se um dos candidatos obtiver mais de 50% dos votos será eleito em primeiro turno. Caso contrário, os eleitores voltam às urnas para o segundo turno entre os dois candidatos mais votados no dia 14 de fevereiro.

Os dez candidatos aparecem na cédula de votação na seguinte ordem: Henrique Neto, António Sampaio da Nóvoa, Cândido Ferreira, Edgar Silva, Jorge Sequeira, Vitorino Silva (Tino de Rans), Marisa Matias, Maria de Belém, Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo Morais.

Em 2011, Cavaco Silva foi reconduzido ao cargo de chefe de Estado no primeiro turno, com 53,14% dos votos.

(Agência Brasil)

Antes da tempestade, a calmaria

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (24):

Foi-se mais uma semana sem que houvesse uma só notícia positiva na economia brasileira. As negativas borbulharam. Já a crise política parece se acostumar com as notícias ruins que vêm da economia e com o noticiário fervilhante oriundo da Operação Lava Jato. A crise política permanece, mas se transforma em algo banal. Arrefece, mas não acaba. E assim prosseguimos.

A crise política vai permanecer enquanto durar a Operação Lava Jato. A julgar pelo que dizem os procuradores federais membros da força tarefa de Curitiba, vem muito mais por aí. E não é só Lava Jato. A Operação Zelotes, que investiga compra de medidas provisórias, avança célere sobre a trajetória do ex-presidente Lula. É mais crise política.

Porém, o fato mais relevante da semana foi a decisão do Banco Central de manter a taxa de juros (Selic) em 14,5%. A relevância está na mudança de rota do BC, que antes havia sugerido ao mercado que iria aumentar os juros como medida para conter a inflação.

Entre uma coisa e outra, o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, manteve uma reunião fora da agenda com a presidente Dilma. Imediatamente, o mercado fez a leitura de que o presidente da autoridade monetária brasileira cedeu aos, digamos, apelos políticos da presidente.

Pragmático, o mercado viu o seguinte: uma presidente da República de baixíssima credibilidade e apontada como a maior responsável por ter metido o Brasil nessa crise econômica, passou a exercer influência direta sobre as decisões do Banco Central. Uma conjunção que só piora as coisas.

Sexta-feira passada, em entrevista ao portal UOL, a presidente mandou outro sinal do que vem por aí. Ao tratar do possível uso das reservas cambiais, Dilma proferiu o seguinte raciocínio: “Se eu sou contra, eu sou contra conceitualmente, profundamente. Eu não acho adequado fazer isso agora. Não é sagrado isso. Tem momentos em que isso possa vir a ser colocado como uma hipótese. Nós não temos fuga de capital. Nós não temos fuga financeira”.

Trocando em miúdos, o Palácio do Planalto está se preparando para lançar mão das reservas cambiais arduamente acumuladas durante anos a fio pelo País. Fará isso aumentando o gasto público. Tais reservas são âncoras da estabilidade da economia e da moeda. Servem, inclusive, para proteger o País de ataques especulativos.

Caso isso ocorra, pode-se afirmar com bom grau de certeza de que os fundamentos do Plano Real, instituído no Brasil em 1994, estão se esfarelando um a um. Já temos um processo inflacionário bem acima da meta e já temos um Banco Central com autoridade fragilizada. O uso das reservas seria o ato final e fatal.

Para a população, a fatura chegou. Os preços sobem e o emprego rareia. A inadimplência virou um problema social, além do econômico. A insatisfação é generalizada. A falta de respostas do Governo é a tônica. Não há sinais visíveis de que esse itinerário possa ser revertido. A calmaria na política pode ser a mensageira da tempestade.

ProUni divulga nesta segunda-feira a lista de pré-selecionados na primeira chamada

Os candidatos a bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) poderão conferir nesta segunda-feira (25) a lista dos pré-selecionados na primeira chamada. O resultado estará na página do programa na internet. De amanhã até o dia 1° de fevereiro os pré-selecionados deverão comparecer às instituições de ensino e comprovar as informações prestadas no momento da inscrição. Nesta primeira edição de 2016, o programa ofertou 203.602 bolsas para 30.931 cursos.

É responsabilidade do estudante verificar nas unidades de educação superior os horários e o local onde deve comparecer para a comprovação de informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações resultarão na reprovação do candidato. Entre as informações exigidas estão documento de identificação, comprovantes de residência, de rendimento dos estudantes e de integrantes do grupo familiar e comprovantes de ensino médio.

O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 12 de fevereiro. Quem não for pré-selecionado em nenhuma das duas chamadas poderá entrar na lista de espera do dia 26 fevereiro ao dia 29 do mesmo mês.

Por meio do ProUni, estudantes concorrem a bolsas de estudos parciais e integrais em instituições particulares de educação superior, com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições para o ProUni encerraram na sexta-feira (22). O último balanço divulgado pelo Ministério da Educação registrou 1.425.575 candidatos inscritos concorrendo às 203.602 bolsas oferecidas.

(Agência Brasil)