Blog do Eliomar

Últimos posts

Luizianne Lins vai expor plano de governo no Teatro da Praia

foto luizianne e elmano eleições 2016

Luizianne e seu vice, Elmano de Freitas.

A candidata à Prefeitura de Fortaleza pelo PT, deputada federal Luizianne Lins (PT), fará uma apresentação pública do seu Programa de Governo nesta terça-feira, às 20 horas, no Teatro da Praia.

O Programa de Governo, que, segundo a postulante, foi construído de maneira participativa em plenárias, reuniões e debates com diversos setores da sociedade de Fortaleza, conta com mais de 400 propostas, distribuídas nas áreas de saúde, educação, segurança, habitação, mobilidade, meio-ambiente, juventude, mulheres, direitos humanos, cultura, turismo, dentre outras.

Durante o evento desta terça haverá, também, o lançamento de um manifesto da sociedade civil em apoio à candidatura de Luizianne para a Prefeitura de Fortaleza.

SERVIÇO

*O documento na íntegra pode ser acessado no site da candidata: www.luizianneprefeita13.com.br.

*Teatro da Praia  – Rua José Avelino, 662 – Praia de Iracema.

(Foto – Divulgação)

BC projeta inflação de 7,3% neste ano e estima recuo para 4,4% em 2017

O Banco Central (BC) aumentou a projeção para a inflação este ano. Na estimativa, a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve ficar em 7,3% em 2016, ante 6,9% previstos em junho. O cálculo está no Relatório Trimestral de Inflação, divulgado hoje (27) em Brasília. A projeção estoura o teto da meta de inflação de 6,5% e fica longe do centro da meta (4,5%), que deve ser perseguida pelo BC.

Em 2017, a inflação deve recuar e encerrar o período em 4,4%, ante 4,7% previstos anteriormente. O limite superior da meta no próximo ano é 6%, com centro em 4,5%. Para 2018, a projeção é 3,8%.

Essas projeções são do cenário de referência, em que o BC levou em consideração informações disponíveis até o último dia 22 para fazer as estimativas. Nesse cenário, foram considerados o dólar a R$ 3,30 e a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 14,25% ao ano.

O Banco Central também divulga os dados do cenário de mercado que faz estimativas para a taxa de câmbio e a Selic. No cenário de mercado, a previsão para a inflação neste ano também deve ficar em 7,3%, ante a estimativa de 7% divulgada em junho. Em 2017, a projeção é 4,9%, ante 5,5% previstos anteriormente. Em 2018, a estimativa ficou em 4,6%.

Novos cenários

Neste relatório, o BC também apresentou dois cenários adicionais. Em um deles, para fazer as projeções para a inflação supõe-se que a taxa de câmbio permanecerá constante em R$ 3,30 durante todo o horizonte e que a taxa Selic evoluirá conforme trajetória apurada pela pesquisa Focus, feita pelo BC junto a instituições financeiras. Nesse cenário, a inflação ficará em 7,3%, este ano, 4,8%, em 2017, e 4,5%, em 2018.

O segundo cenário supõe que a taxa Selic será mantida inalterada em 14,25% e que a taxa de câmbio evoluirá conforme projeções apuradas pela pesquisa Focus. Neste caso, a inflação também deve ficar em 7,3% em 2016, caindo para 4,5% no próximo ano e para 4%, em 2018.

Meta de inflação

É função do BC fazer com que a inflação fique dentro da meta. Um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação, é a taxa básica de juros, a Selic.

Sempre que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, mas a medida alivia o controle sobre a inflação.”

(Agência Brasil)

Candidatos fazem considerações finais

Luizianne Lins alerta para propostas enganosas e mirabolantes.

Capitão Wagner denuncia que tentarão comprar votos no dia da eleição.

Heitor Férrer diz que possui 30 anos de vida pública e que não possui cacique político.

Ronaldo Martins diz que prioridade do gestor tem que ser a população.

Roberto Cláudio ressalta que é gestor em meio a maior crise econômica do país e, mesmo assim, construiu equipamentos públicos e outras obras.

Tin Gomes diz que é experiente e que irá trabalhar para a saúde.

Luizianne Lins e Roberto Cláudio falam sobre o IPM

eleicoes-2016-debate-janga-luizianne

Luizianne Lins diz que IPM está sendo esvaziado, diante da dificuldade no atendimento.

Roberto Cláudio nega esvaziamento e diz que parentes em primeiro grau ganharam o direito ao atendimento.

Luizianne Lins pede que Roberto Cláudio converse com servidores para se inteirar da realidade.

Roberto Cláudio destaca sede nova e também afirma que há desinformação por parte de Luizianne.

Roberto Cláudio e Capitão Wagner debatem planejamento

Roberto Cláudio ressalta planejamento urbano de Fortaleza.

Capitão Wagner lamenta a falta de continuidade dos programas sociais. Capitão lamenta que atual gestão não tenha resolvido problema da saúde.

Roberto Cláudio diz que saúde é complexa e destaca investimentos feitos.

Capitão Wagner cobra solução para falta de medicamento.

Roberto Cláudio lamenta as críticas fáceis e diz que o difícil é trabalhar pela solução.