Blog do Eliomar

Últimos posts

Caso Giselle Távora completa um ano nesta quarta-feira

513 2

Completando um ano, nesta quarta-feira, 12 de junho,o caso que envolveu Giselle Távora Araújo (42).

Ela morreu, após ser baleada durante uma abordagem policial na Avenida Oliveira Paiva – bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza, quando trafegava com a filha dela, de 19 anos, em um veículo HB20. Fora confundida com assaltante.

Na época, policiais receberam a denúncia de um carro que foi roubado e avistaram um veículo, o da vítima, semelhante: um HB 20 de cor branca. Os agentes de segurança entraram em uma perseguição contra o carro da mulher. Ela foi baleada nas costas e levada ao Instituto Dr. José Frota (IJF), onde acabou morrendo.

Giselle fora sinalizada pelos policiais, mas acabou empreendendo fuga. Ela estava com a filha dentro do veículo. De acordo com o Boletim de Ocorrência, teria andado na contramão e ultrapassado um sinal vermelho, fatos que deram a entender que ela era foragida.

Durante a perseguição, um dos policiais disparou tiro de arma de fogo no intuito de furar o pneu e parar o carro, mas a bala acabou entrando nas costas da mulher. Momentos depois, os agentes já prestaram socorro no local. Um ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) passava perto e levou a vítima ao IJF, foi a informação da época.

Giselle era estudante de Administração no período noturno na Universidade de Fortaleza (Unifor).

DETALHE – A família manda celebrar nesta quarta-feira, às 18h30min, na Igreja da Glória, missa de um ano de saudade de Giselle.

CCJ do Senado pode votar nesta quarta-feira parecer que suspende decreto das armas

Deve entrar na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, nesta quarta-feira (12), um parecer favorável à suspensão do decreto do presidente Jair Bolsonaro que alterou as regras de uso de armas e de munições, facilitando o porte. A informação é do Portal G1.

Alguns senadores da base de Bolsonaro dizem que o cenário na CCJ é “negativo” e, por isso, avaliam que o governo pode ser derrotado. Se a comissão aprovar o parecer pela derrubada, o texto ainda terá de ser analisado pelo plenário do Senado. O direito ao porte é a autorização para transportar a arma fora de casa. É diferente da posse, que só permite manter a arma dentro de casa.

O decreto foi assinado por Bolsonaro em 7 de maio. Desde então, tem gerado questionamentos na Justiça e no Congresso Nacional. A Rede, por exemplo, pediu ao Supremo Tribunal Federal para anular o decreto. O Ministério Público pediu à Justiça Federal para suspender o ato de Bolsonaro. Ainda não houve decisão.

Autor de um dos relatórios contrários ao decreto, Fabiano Contarato (Rede-ES) classifica a medida como um “retrocesso”. “É a banalização da vida”, enfatiza.

(Foto – Agência Senado)

Camilo lamenta a morte de Padre Ágio: O transformador da vida de crianças e jovens por meio da música

Em sua página no Facebook, o governador Camilo Santana (PT) lamentou a morte do Padre Ágio, religioso que fundou a Lira Sociedade Lírica de Belmonte e que era o mais antigo clérigo da Diocese do Crato. Ele morreu nesta madrugada de quarta-feira, em casa, aos 101 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos.

O velório ocorrerá na Vila da Música, enquanto o enterro está marcado para as 16 horas desta quinta-feira, na Capela Nossa Senhora das Graças, no Belmonte, informa a Secretaria da Cultura do Estado.

Confira a mensagem de Camilo Santana:

Lamento profundamente a morte do monsenhor Ágio Augusto Moreira, meu querido amigo e fundador do projeto Sociedade Lírica de Belmonte (Solibel), o Vila da Música, no Crato. Foram 101 anos de muito amor e dedicação aos que mais precisam.

Padre Ágio, como era carinhosamente chamado, realizou um trabalho muito bonito e transformou a vida de jovens e crianças da região do Cariri por meio da música.

Ele está marcado na história do Ceará como exemplo de homem com grande coração, sensibilidade, amor e fraternidade, valores dos quais mais precisamos hoje em dia.

Minha eterna gratidão ao Padre Ágio e meu abraço fraterno a todos que tiveram a felicidade de conviver com este grande homem.

Que Deus o receba e console a família e os amigos.

Michele Bolsonaro lança programa pró-idoso no Ceará

225 2

Bolsonaro com Michelle.

A primeira-dama do País, Michelle Bolsonaro, fará sua primeira visita oficial ao Ceará. A data já está marcada: dia 24 de junho. Na agenda, o lançamento, com a ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), do Programa Viver por Envelhecimento Ativo e Saudável.

O ato ocorrerá no Centro de Idosos do Vila do Mar, em Fortaleza. Além disso, também entregará um laboratório de inclusão digital para idosos. Ontem, em Brasília, a programação foi fechada pela Prefeitura, por meio do coronel Sérgio Gomes, coordenador especial de política de idosos da gestão. “Fortaleza foi escolhida por ter ações concretas na área”, adiantou Gomes.

Na agenda de Michelle deve entrar sessão em que ela receberá o título de cidadã Fortaleza. Já Damares, se a AL aprovar, ganhará cidadania do Ceará ou, quem sabe, como ela busca, um namorado cearense.

(Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira/Foto – Presidência)

Secretário da Saúde quer reestruturar modelo de gestão dos hospitais geridos por prefeituras

O secretário estadial da Saúde, Dr. Cabeto, já reuniu os 21 prefeitos que presidem os consócios de saúde e discutiu com eles o novo perfil de atendimento no Estado e o modelo gerencial que está em implantação desde abril último.

Paralelo a essa reestruturação, Cabeto também reformula o modelo de gestão dos hospitais regionais, administrados pelas prefeituras – quase que totalidade com problemas de gestão.

Em Iguatu, nessa terça-feira, ele fez reunião com prefeitos da região em busca de solução para a gestão do hospital que atende todo o Centro-Sul.

(Foto – O POVO)

 

SiSU 2019 – Alunos selecionados já podem fazer a matricula

Os estudantes selecionados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) podem, a partir de hoje (12), fazer matrícula nas instituições de ensino para as quais foram selecionados. O prazo vai até o dia 17. Cabe aos candidatos verificar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em edital próprio.

O resultado da chamada única do Sisu foi divulgado segunda-feira (10) e está disponível no site do programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear auxílio para pagar transporte, moradia e outras despesas nas próprias instituições de ensino superior, de acordo com determinados critérios, como renda familiar. Os programas de assistência estudantil são implementados diretamente pelas instituições.

Lista de espera

As vagas que não forem preenchidas serão ofertadas para os estudantes em lista de espera. Quem não foi selecionado em nenhuma das duas opções de curso feitas na hora da inscrição na chamada única e quiser integrar a lista tem até o dia 17 para fazer a adesão, no site do Sisu.

O candidato deve acessar o sistema e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu. O estudante poderá manifestar interesse para a primeira ou segunda opção de curso. Ao finalizar a manifestação, o sistema emitirá uma mensagem de confirmação.

Esses estudantes serão convocados a partir do dia 19. A convocação para a matrícula será feita pelas próprias instituições de ensino. Nessa etapa caberá aos próprios candidatos acompanhar a convocação na instituição na qual estiverem pleiteando uma vaga.

Sisu 2019

Nesta edição, o Sisu oferece 59.028 vagas em 76 instituições públicas de ensino em todo o país. A seleção é feita com base no desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018. Para participar é preciso ter obtido nota acima de zero na redação do exame. Ao todo, 640.205 estudantes se inscreveram no programa, de acordo com balanço divulgado pelo MEC.

(Agência Brasil)

Morre Padre Ágio, o religioso que amava a música

Vítima de falência múltipla dos órgãos, morreu em casa, na madrugada desta quarta-feira, 12, o monsenhor Ágio Augusto Moreira. Ele tinha 101 anos e era o mais antigo clérigo da Diocese do Crato. O velório ocorrerá na Vila da Música, enquanto o enterro está marcado para as 16 horas desta quinta-feira, na Capela Nossa Senhora das Graças, no Belmonte, informa a Secretaria da Cultura do Estado.

Padre Ágio, como era conhecido, fundou a Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel), dentre outros projetos envolvendo a música. No último dia 18 de dezembro, ele havia completado 75 anos de vida sacerdotal.

Sacerdote simples e piedoso, exímio escritor e músico, foi professor de canto gregoriano, italiano, grego e francês no Seminário São José, em Crato. Também foi vigário cooperador nas cidades de Jardim, Icó, Farias Brito e Iguatu. O título de “monsenhor” veio em 2003, por indicação do então bispo diocesano, Dom Fernando Panico. Aos 100 anos, lançou o livro “Padre Cícero Romão Batista: O maior líder espiritual do Nordeste Brasileiro”.

Homem da música

A música foi seu instrumento de evangelização. Natural de Assaré, inspirou-se ouvindo o canto dos apanhadores de algodão. Ele foi precursor da Escola de Educação Artística Heitor Villa Lobos e da Orquestra Sinfônica Padre Davi Moreira, ambas voltadas à formação em música.

“Através da música e da arte, ele se tornou canção muito bonita para as pessoas, marcando suas vidas com notas de alegria, de entusiasmo, de elevação da alma e do desenvolvimento da dignidade dos seus irmãos. Essa vida toda doada, para nós é um grande sinal de renovação e de incentivo”, testemunhou o padre Paulo Costa, na celebração de 75 anos de ordenação de padre Ágio.

(Também com O POVO Online)

Anvisa fará consultas públicas sobre regulamentar a Cannabis medicinal

225 1

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nessa terça-feira (11) a realização de duas consultas públicas relacionadas à regulamentação do cultivo controlado de Cannabis sativa para uso medicinal e científico e o registro de medicamentos produzidos com princípios ativos da planta.

Uma das consultas vai tratar dos requisitos técnicos e administrativos para o cultivo da planta por empresas farmacêuticas, única e exclusivamente para fins medicinais e científicos. A outra abordará os procedimentos para o registro e monitoramento de medicamentos produzidos à base de Cannabis, seus derivados e análogos sintéticos.

As consultas serão abertas a contribuições de empresas, universidades, órgãos de governo e de defesa do consumidor, além de profissionais de saúde e da população em geral.

De acordo com a Anvisa, o objetivo da iniciativa é abrir espaço para que toda a sociedade opine sobre as normas brasileiras, para que a futura regulação “seja clara, transparente e feita com ampla participação social”, diz em nota.

Novas regras

O atual processo regulatório para estabelecer os requisitos técnicos para o plantio controlado e monitorado de Cannabis teve início em 2017, quando foi criado um grupo técnico para discutir o assunto. O tema, segundo a Anvisa, é uma das prioridades da agência.

As regras preveem o monitoramento e a rastreabilidade dos medicamentos, desde o produtor, passando pelo transportador e drogarias, até o paciente. “A regulação será rigorosa quanto à cadeia de produção, distribuição e consumo dos medicamentos produzidos”, diz a Anvisa.

As normas serão aplicáveis apenas a medicamentos cuja indicação terapêutica seja restrita a pacientes com doenças debilitantes graves ou que ameacem a vida e sem alternativa terapêutica.

Histórico

A importação de medicamentos à base de canabidiol e outros canabinóides para uso pessoal é permitida pela Anvisa desde 2015. A regulação vigente define os critérios e os procedimentos para a importação, em caráter de excepcionalidade, de produtos à base de canabidiol em associação com outros canabinóides, por pessoa física, para uso próprio, mediante prescrição de profissional legalmente habilitado, para tratamento de saúde.

Em 2017, a Anvisa também concedeu o registro ao medicamento específico Mevatyl, primeiro registrado no país à base de Cannabis sativa.

(Agência Brasil)

Irmão de Whindersson Nunes é esfaqueado durante assalto em Teresina

Hidelvan Nunes, um dos irmãos de Whindersson Nunes, sofreu um assalto e, mesmo entregando o aparelho celular, foi esfaqueado. A informação foi divulgadas pelo humorista na noite da última terça-feira em seu Twitter.

Whindersson não deu maiores detalhes, mas disse para seus fãs que não se preocupassem, pois Hidelvan está bem.

“Acabaram de esfaquear meu irmão, por causa de uma merda de um celular que ele ENTREGOU e mesmo assim fizeram isso, ninguém tem um dia de paz nessa desgraça”, revelou, na ocasião, o humorista, sem dizer qual irmão foi atacado.

“”Eu fico indignado que ele disse que pedia ajuda e ninguém fazia nada, olha sei lá eu não sei eu nem vou falar nada Deus me perdoe pelos meus pensamento. Diabo esses assaltante num lava nem os instrumento de trabalho a faca veia puro macarrão”, ainda postou ele.

Com o irmão já fora de perigo, Whindersson fez outro post já tirando sarro da situação. “Se não corre risco e não tem mais perigo eu já vou montar meu repertório de piada com faca pro grupo da família”, postou ele, com um GIF de Gretchen amolando uma faca.

(Com Agências/Foto – Instagram)

Prefeito deve anunciar mudanças na polêmica Lei dos Alvarás

Nesta quarta-feira, às 13 horas, no Paço Municipal, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), deverá reunir a base aliada na Câmara Municipal em clima de almoço. Na ocasião, conforme O POVO apurou, ele deverá anunciar aos parlamentares uma nova proposta para a lei dos alvarás.

Para que o encontro ocorra, espera-se, inclusive, que a sessão na Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) seja mais enxuta que o habitual.

Desde a aprovação da lei, setores do empresariado têm apresentado críticas à matéria. O texto impõe a obrigatoriedade da renovação anual da taxa. Essas insatisfações teriam chegado, até mesmo, em parte da base do pedetista.

Assim, Roberto Cláudio deverá anunciar proposta que possa atender a essas reivindicações. O exato teor da ideia, contudo, ainda será anunciado pelo prefeito.

(Com Carlos Holanda, Carlos Mazza e Érico Firmo/Foto – Arquivo)

Segunda Turma do STF torna réus políticos do PP em investigação da Lava-Jato

Por 3 votos a 2, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu pela abertura de ação penal contra parlamentares da cúpula do Partido Progressista.

Os ministros aceitaram a denúncia de organização criminosa, feita no âmbito da Operação Lava-Jato contra o líder da maioria na Câmara, deputado Agnaldo Ribeiro (PP-PB), os deputados Arthur Lira (PP-AL) e Eduardo da Fonte (PP-PE) e o senador Ciro Nogueira (PP-PI), presidente nacional do partido.

Com isso, os quatro políticos se tornam réus e responderão a uma ação penal, sendo que ainda não foram condenados.

Ainda haverá a fase de instrução do processo, depoimentos das testemunhas e colheita de provas. Só após estas etapas ocorre o julgamento.

(Com Agências)

Bolsonaro defende na Fiesp que o governo não atrapalhe os empresários

O presidente da República Jair Bolsonaro recebeu, na noite dessa terça-feira, a homenagem Ordem do Mérito Industrial São Paulo, em encontro com lideranças empresariais na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista. Cinquenta e seis autoridades já receberam a condecoração, entre reis, príncipes, presidentes e ministros, incluindo os últimos presidentes do Brasil – Michel Temer, Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva.

Ao se dirigir aos empresários, o presidente afirmou que cabe ao governo não atrapalhar a classe empresarial do país. “Os senhores podem até sobreviver sem governo, mas o governo sucumbirá sem os senhores. Para parafrasear Margaret Tatcher, quem deve conduzir o destino da nação são os senhores, o povo, vocês que têm que dar um norte para nós. O que temos obrigação de fazer? Não atrapalhá-los, coisa muito comum há pouco tempo”, disse.

Estavam presentes no evento os ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, além do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, que agradeceu a presença de Bolsonaro e disse que a política do governo demonstra respeito às classes produtoras do país.

“Nós estamos alinhados com a sua agenda, com a agenda do governo. Estamos alinhados com a prioridade dada pelo ministro Paulo Guedes, sob sua orientação, para aprovar a reforma da Previdência”, disse Skaf. Para ele, a nova Previdência abrirá a porta para outras reformas, como a tributária.

Meio Ambiente

Ainda em relação a medidas que afetam os empresários no país, Bolsonaro elogiou o desempenho do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ao destacar que o primeiro bimestre deste ano registrou o menor número de multas no campo. “Os produtores rurais cada vez tem menos medo do Ibama”, disse o presidente.

“O agronegócio, em grande parte, é a locomotiva da nossa economia. Não podemos ter uma política ambiental, como tínhamos há pouco tempo, da indústria da demarcação de terras indígenas, da indústria de quilombolas, da indústria de estações ecológicas”, avaliou Bolsonaro.

Previdência

Ao defender a reforma da Previdência, o presidente foi aplaudido pelos empresários. “Quero ter a satisfação, no final de 2022, de dever cumprido. De ter realmente feito pelo nosso Brasil. E isso passa agora pelas próximas semanas na questão da nova Previdência. Não temos outra alternativa. É essa a alternativa”, disse, acrescentando que após a aprovação, o ministro Paulo Guedes vai dar prosseguimento a pautas de desburocratização e diminuição de impostos.

“Tudo virá após essa nossa reforma. É um sinal, para dentro e para fora do Brasil, de que estamos fazendo o dever de casa. Ninguém vai investir em cima de algo que realmente não está dando certo. O nosso Brasil, após essa reforma, vai dar sinais mais do que suficientes de que estamos realmente dando certo”, disse.

Bolsonaro fez ainda comparações no âmbito internacional: “Vamos cada vez mais buscar fazer o Brasil próximo do que são os Estados Unidos”. Ele afirmou que esteve na Argentina há pouco tempo e que é preciso se preocupar com a situação naquele país: “O que cada um puder fazer pela Argentina faça, se não teremos uma Venezuela aqui no Cone Sul”, disse.

(Agência Brasil)

Fortaleza registra chuva desde o começo dessa noite de terça-feira

381 2

Chove em Fortaleza desde as 20 horas dessa terça-feira. Há vários pontos de alagamentos, o que exige cuidados e cautela da parte de quem circula pela cidade. Em avenidas como Rogaciano Leite e Murilo Borges e pontos do Centro da Capital os mesmos alagamentos voltam a se registrar.

O túnel da avenida Borges de Melo está alagado. Motoristas devem ter cautela no trânsito.

Um enorme buraco abriu nas obras de drenagem na Avenida da Abolição, esquina com a rua Tibúrcio Cavalcante, o que acabou pegando de surpresa alguns motoristas.

Eis a Avenida José Bastos, nesta madrugada de terça-feira: com vários pontos de alagamento. A Defesa Civil está em alerta na periferia. Na área do viaduto do Makro, em obras, há registro de alagamento.

No Interior, segundo a Funceme, a previsão é de tempo nublado, com eventos de chuva no centro-norte. No sul, nebulosidade variável.

(Foto e Vídeo – Paulo MOska)

Presidente da Funai é exonerado

O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), general Franklimberg Ribeiro de Freitas, foi exonerado do cargo. A informação foi confirmada pela assessoria do órgão na noite desta terça-feira (11).

Também conforme a assessoria, em seu lugar deverá ser nomeado, de forma interina, o general Fernando Melo. Ele ocupa o cargo de assessor da Presidência, com funções semelhantes a de um secretário-executivo. A assessoria não informou se já houve decisão de quem será o substituto definitivo.

O general Franklimberg foi nomeado em janeiro pelo presidente Jair Bolsonaro. Ele havia dirigido o órgão entre 2017 e 2018.

Antes de presidir a Fundação, Ribeiro de Freitas coordenou, em Roraima, uma ação que visava a retirada de garimpeiros da Terra Indígena Yanomami, em 2010 e 2012, e uma operação que permitiu a demarcação da Terra Indígena Kayabi, localizada no norte do Mato Grosso e sudoeste do Pará.

O general esteve à frente, entre 2012 e 2013, do Centro de Operações do Comando Militar da Amazônia (CMA), ao qual esteve ligado também como Assessor Parlamentar e de Relações Institucionais do CMA.

(Agência Brasil)

Camilo reúne bancada federal e pede apoio para projetos como Cinturão das Águas

 –

O governador reuniu a bancada federal nesta noite de terça-feira, em Brasília.  Compareceram dois senadores – Cid Gomes (PDT) e Eduardo Girão (Pode), além de 17 deputados federais.

Na pauta, questão sobre a reforma da previdência e obras de infraestrutura do Estado como Cinturão das Águas, securitização cessão onerosa e aumento do FPE e Fundo Social. O projeto do Cinturão mereceu apelo do governador, pois está quase parando por falta de repasses federais. É por ele que deve chegar a água da transposição do rio São Francisco.

Na lista dos que compareceram: Capitão Wagner, Júnior Mano, Moses Rodrigues, Genecias Noronha, Vaidon Oliveira, Domingos Neto, Leônidas Cristino, Denis Bezerra, Idilvan Alencar, Roberto Pessoa, José Guimarães, Eduardo Bismarck, Pedro Bezerra, Célio Studart, Aníbal Gomes, AJ Albuquerque e André Figueiredo.

(Foto – Divulgação)

STF marca para dia 25 julgamento sobre suspeição de Moro a pedido da defesa de Lula

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), informou hoje (11) que a Segunda Turma da Corte deve julgar no dia 25 deste mês um habeas corpus (HC) em que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pede que seja declarada a suspeição do então juiz Sergio Moro no julgamento do caso do triplex no Guarujá (SP).

O argumento central da defesa é o fato de Moro ter aceitado, em novembro, o convite para o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Jair Bolsonaro.

O HC foi impetrado no ano passado, e não traz em seus argumentos o que teria sido uma troca de mensagens entre o então juiz e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, no Paraná, divulgada no domingo (9) pelo site The Intercept Brasil.

O processo começou a ser julgado na Segunda Turma em dezembro de 2018, quando o relator ministro Edson Fachin e a ministra Cármen Lúcia votaram contra o pedido de suspeição. O julgamento foi suspenso por um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes, que agora devolveu o HC para ser pautado. Compõem o colegiado ainda os ministros Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.

Gilmar Mendes evitou comentar as mensagens divulgadas pelo site The Intercept, alegando ser melhor “aguardar os desdobramentos para a gente ter uma ideia segura do que dizer”. O ministro não descartou, porém, a hipótese de que os diálogos possam ser eventualmente utilizados em juízo, mesmo que tenham sido obtidos de modo ilegal pelo site.

“Se amanhã alguém tiver sido alvo de uma condenação por assassinato e aí se descobrir por uma prova ilegal que ele não é o autor do crime, se diz que, em geral, essa prova é válida”, argumentou Gilmar Mendes.

Nesta terça-feira (11), consta da pauta da tarde da Segunda Turma um outro HC, também impetrado pela defesa de Lula, mas contra uma decisão do relator da Lava Jato no Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Felix Ficher, que havia negado um recurso contra a condenação. Esse processo pode ser julgado hoje (11) pelos ministros.

Argumentos

O pedido de suspeição de Sergio Moro no HC que deve ser julgado no dia 25 foi reforçado em novembro após o então juiz ter aceitado o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública, a convite do presidente eleito Jair Bolsonaro.

No HC, a defesa de Lula retoma diversos argumentos que já havia utilizado para alegar a suspeição de Moro, todos reforçados após o ex-magistrado ter aceitado o cargo de ministro da Justiça.

Os advogados de Lula querem que seja reconhecida a suspeição de Moro para julgar processos contra o ex-presidente e que sejam considerados nulos todos os atos processuais que resultaram na condenação no caso do triplex do Guarujá (SP).

O pedido ainda requer que sejam suspensas outras ações penais contra Lula que estavam sob a responsabilidade de Moro, como as que tratam de suposto favorecimento por meio da reforma de um sítio em Atibaia (SP) e de supostas propinas da empresa Odebrecht.

Lula está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ter sua condenação confirmada pelo Tribunal Regional Federal 4ª Região (TRF4), que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Sergio Moro nega qualquer irregularidade em sua conduta e diz que a decisão de participar do futuro governo ocorreu depois de medidas tomadas por ele contra o ex-presidente Lula.

(Agência Brasil)

BNB promove encontro de empreendedores digitais nordestinos

O Banco do Nordeste vai reunir, em sua sede, em Fortaleza, das 14 às 16h30min do próximo dia 19, dez startups nordestinas que apresentarão suas soluções para transformação digital voltada para empresas. O encontro é organizado em parceria com o Hub Inovação Nordeste (Hubine), iniciativa do BNB para fomento à inovação na Região.

Nesse evento, o superintendente estadual do BNB no Ceará, Rodrigo Bourbon, apresentará as oportunidades de crédito inteligente e conectado para empresas com propostas inovadoras, especialmente as de micro e pequeno porte. A linha FNE Inovação utiliza recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste e tem os juros ainda mais baixos e prazos maiores do que o crédito tradicional.

Entre as startups quer marcarão presença no encontro está a sergipana Pagcerto, destaque no cenário nacional no mercado de pagamentos. O sócio fundador, Arthur Barbosa, fará palestra no painel denominado Open Innovation. O evento tem como tema central “Transformações digitais & meios de pagamento” e pretende conectar empreendimentos a soluções inovadoras.

O Open Innovation é aberto ao público e será realizado no auditório Celso Furtado, na sede do Banco do Nordeste, que fica na Avenida Doutor Silas Munguba, 5.700, no bairro Passaré.

DETALHE – Por meio do FNE Inovação, o BNB financia pesquisa, desenvolvimento e inovação, suporte para criação de novos produtos, serviços ou sistemas que melhorem a produtividade das empresas. Também custeia registros de patentes, compra de softwares e equipamentos ou prestação de serviços que auxiliem projetos inovadores.

(Foto – Arquivo)

Arce lança Anuário do Transporte Intermunicipal

A Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) vai apresentar, às 9h30min desta quinta-feira, o Anuário do Transporte Intermunicipal de Passageiros do Estado do Ceará – 2018. O documento, que será exposto no auditório da agência (Cambeba), contém, segundo a assessoria de imprensa do órgão, informações e indicadores relativos à estrutura operacional, institucional e tarifária do setor.

O presidente da Arce, Fernando Franco, abrirá os trabalhos e também divulgará folder com infográfico indicando as principais informações que vão desde o número de passageiros ao número de viagens, receita, linhas, frota etc.

O documento traz uma descrição completa da estrutura de transportes do Estado, esclarecendo o que é e como funciona, além de mostrar dados referentes às áreas dos serviços interurbano e intermunicipal metropolitano, mais especificante relacionados à demanda, à oferta e aos custos. Tudo isso, com base nos dados coletados com as empresas que operam nesse segmento, as quais transportaram, somente em 2018, quase 17 milhões de passageiros pelo sistema interurbano, e, no metropolitano, quase 40 milhões.

(Foto – Divulgação)