Blog do Eliomar

Últimos posts

Operação Lava Jato – Zé Dirceu virou réu

josé-dirceu2

O juiz federal Sérgio Moro aceitou hoje (15) denúncia contra o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Além de Dirceu, passaram à condição de réus da 17ª fase da Operação Lava Jato o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e mais 13 investigados.

A acusação contra o ex-ministro se baseou nas afirmações do empresário Milton Pascovicht, em depoimento de delação premiada. “Do que os depoimentos prestados pelos criminosos colaboradores, há, em cognição sumária, prova documental do fluxo financeiro, inclusive de pagamentos sub-reptícios efetuados por Milton Pascowitch em favor de José Dirceu e de Fernando Moura [empresário ligado a Dirceu]”, disse Moro.

Na decisão, o juiz não aceitou denúncia contra Camila Ramos de Oliveira e Silva, filha de Dirceu, e Daniela Leopoldo e Silva, arquiteta responsável pela reforma da casa particular do ex-ministro. O juiz entendeu que as duas denunciadas não tinham conhecimento de que o dinheiro que receberam tinham origem em recursos desviados da Petrobras. Segundo o Ministério Público, a filha de Dirceu vendeu para Pascowitch um imóvel com valor acima do marcado.

Dirceu foi preso no mês passado e está no Complexo Médico-Penal, localizado na região metropolita de Curitiba. O advogado Roberto Podval, que representa Dirceu, considerou acertada a parte da decisão na qual Moro que rejeitou a denúncia contra a filha do ex-ministro e informou que vai se pronunciar sobre as acusações do delator apenas no processo. A defesa do ex-tesoureiro do PT reafirmou que Vaccari somente arrecadou doações lícitas, por meio de depósitos bancários e com emissão de recibos.”

(Agência Brasil)

Presidente do BNDES diz que pacote apontará uma saída para a crise econômica

Debate na Comissão de Direitos Humanos do Senado, sobre a violaçãodos direitos das APAEs e da Escola Bilíngue para Deficientes Auditivos.

“O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, disse hoje (15), no Rio, que as medidas de ajuste fiscal, anunciadas pelo governo, além de apontar uma saída para crise econômica enfrentada pelo país, ajudam a sociedade brasileira a considerar “suas responsabilidades” na busca de soluções.

Segundo Coutinho, a discussão das medidas, no Congresso, reforçará a percepção de que a sociedade tem uma “missão relevante e ativa para a solução dos problemas”. Coutinho participou hoje, no Rio, de fórum destinado a discutir a adoção de medidas para que o Brasil supere a crise econômica. O evento é promovido pelo Instituto Nacional de Altos Estudos (Inae).

Coutinho acrescentou que as medidas ajudam a sociedade brasileira a considerar, como necessária, a implantação de reformas de médio e longo prazo para que o país possa buscar o desenvolvimento sustentado.

Segundo o presidente do BNDES, a alíquota de 0,2% para o retorno da Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF), proposta pelo governo, é moderada e minimiza um pouco os efeitos da contribuição. “Ao mesmo tempo assegura uma receita importante”, completou.

Sobre os aportes do Tesouro Nacional ao BNDES para este ano, Coutinho assegurou que a instituição conseguirá concluir a programação de 2015, com base em recursos recebidos de outras fontes e reduções de obrigações de contratos futuros, entre outras medidas. “Somando tudo, esperamos ultrapassar o ano de 2015 apertados, porém, honrando todos os nossos contratos sem aportes”, revelou.

Coutinho acrescentou que, desde o início do ano, o BNDES anunciou que não seria um fator de pressão sobre o Tesouro Nacional e não demandaria novos aportes. “Estamos ultrapassando o ano com racionalidade mantendo as prioridades em infraestrutura e honrando os contratos que foram objeto de concessão e de leilão público em energia e em logística”, disse.”

(Agência Brasil)

TRE do Ceará promoverá o I Encontro de Direito Eleitoral e Ciência Política

foto nailde e abelardo desembargadores

Abelardo Benevides e Naílde Pinheiro Nogueira.

O Tribunal Regional Eleitoral, através da Escola Judiciária Eleitoral (EJE), promoverá nesta sexta-feira, a partir das 8 horas, no Hotel Oásis Atlântico Imperial, o I Encontro de Direito Eleitoral e Ciência Política. O presidente do TRE, desembargador Abelardo Benevides, abrirá o encontro, ao lado da diretora da EJE, juíza Joriza Magalhães Pinheiro. O ministro Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral, fará a conferência de abertura.

Durante todo o dia, serão debatidos temas do sistema eleitoral como financiamento de campanha, propaganda política e questões em torno da crise da democracia e da representatividade.

Entre os palestrantes, o promotor de Justiça de MG, Edson de Rezende Castro, o juiz eleitoral no RJ, Luiz Márcio Victor Alves Pereira, o professor doutor do Departamento de Ciências Sociais da UFC, Francisco Uribam Xavier de Holanda, e o ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, que fará a última conferência do encontro, a ser encerrado pela vice-presidente do TRE-CE e corregedora regional eleitoral, desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira.

José Guimarães garante que base aliada apoiará o pacote

80 3

José-Guimarães

“O líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE) disse hoje (15) que há unanimidade entre partidos da base aliada que, mesmo com divergências pontuais em relação ao pacote econômico anunciado pelo governo, vê a necessidade das medidas, diante do atual cenário do país.

“No fundamental todos se dispuseram a dialogar nas suas bancadas, convidar os ministros e dialogar com governadores. Houve um posicionamento unânime sobre a necessidade das medidas. Qual o tamanho e impacto delas? Vamos iniciar o dialogo quando os projetos de lei e medidas provisórias entrarem em tramitação aqui na Casa”, afirmou.

José Guimarães conversou com jornalistas depois de encontro entre líderes governistas e a presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto. Dilma convidou os parlamentares para explicar detalhes da estratégia do governo para retomar o crescimento da economia.

Segundo o líder do governo, ficou claro que o ambiente é do diálogo. “É claro que as medidas precisam e serão aprovadas com muito diálogo. Se o país tiver uma compreensão melhor, elas poderiam ser aprovadas por unanimidade, porque são medidas justas que não retiram um direito. Nós estamos preservando até o reajuste dos servidores”, afirmou.

Ele reagiu ao discurso da oposição que criticou a possibilidade da recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF). PSDB e DEM atacaram a volta da cobrança, dizendo que a sociedade não aceita mais aumento da carga tributária. Os líderes dos partidos chegaram a afirmar que a arrecadação com a contribuição representa o maior volume do pacote anunciado pela equipe econômica.

“Foi dito que 70% é imposto. É meio a meio. O governo cortou em demasia na própria carne”, afirmou o petista. Guimarães garantiu que o tributo é necessário e provisório. “Não queremos para a eternidade. É provisório para necessidade de caixa do governo e vinculando à Previdência”, completou.”

(Agência Brasil)

Fortaleza será sede de assembleia geral dos Secretários de Finanças das Capitais

Fortaleza será sede, nesta quinta e sexta-feira, da III Assembleia Geral da Associação Brasileira das Secretarias de Finanças das Capitais (ABRASF). O evento ocorrera no Gran Marquise Hotel e reunirá os secretários de Finanças, Receita, Fazenda e Tributação das capitais.

Na pauta,  discussões sobre o cenário econômico e financeiro das principais cidades do País e, em especial, os efeitos do pacote fiscal do Governo Dilma Rousseff.

Também serão debatidos os trabalhos da câmara técnica permanente da Associação e os casos em trâmite no STF e no Congresso Nacional relacionados às finanças dos municípios.

Presidente do BC afirma que taxa básica de juros é “de passagem”

tombini

“O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, disse hoje (15) em audiência pública no Senado, que a taxa básica de juros, a Selic, em 14,25% ao ano, é “de passagem” e será reduzida quando as expectativas de inflação cederem. Para tentar trazer a inflação para a meta, o BC elevou a Selic por sete vezes seguidas. Depois do ciclo de alta, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), no ínicio do mês, a Selic foi mantida em 14,25% ao ano.

Ao reajustar a taxa para cima, o BC contém o excesso de demanda que pressiona os preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Ao manter a Selic, o BC indica que ajustes anteriores foram suficientes para produzir os efeitos esperados na economia. O BC diz que os efeitos de elevação da Selic se acumulam e levam tempo para aparecer.

A meta de inflação é 4,5%, com limite superior em 6,5%. O Banco Central já admitiu que a inflação vai estourar a meta este ano, ficando em torno de 9%, e promete atingir a meta (4,5%) em 2016. Para Tombini, a inflação em 12 meses inciará o próximo ano em forte queda. De acordo com Tombini, o objetivo do BC é evitar uma segunda rodada de aumento de preços, atingindo 2016. Segundo ele, se o ponto de convergência da inflação fosse este ano, a política de elevação da Selic seria “extremamente agressiva”.

Sobre o câmbio, Tombini disse que a atuação do BC é para assegurar a estabilidade financeira e reduzir as fortes oscilações no mercado. “Não temos qualquer objetivo em relação à taxa em si”, acrescentou. O BC tem feito leilões de swap cambial, operação equivalente à venda de dólares no mercado futuro e, recentemente com a forte alta da moeda americana, vendeu dólares com compromisso de recompra.

Durante a audiência, cerca de 20 servidores do BC fizeram uma manifestação, levantando cartazes. Eles querem a contratação de concursados aprovados, alinhamento dos salários de procuradores (carreira jurídica) com de analistas (nível superior) e que os técnicos voltem a receber 50% do salário de analistas.

Tombini disse que é fundamental a harmonia entre as carreiras na instituição. Ele também disse que o banco é “uma instituição enxuta”. “Está sempre na minha preocupação termos funcionários à disposição do banco”. Ele acrescentou que está trabalhando para o suprimento de pessoal.”

(Agência Brasil)

TCU vai investigar gastos com “Tatuzões” do Metrofor

vitorvalim

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados determinou ao Tribunal de Contas da União (TCU) que investigue se houve desperdício de recursos públicos, por parte do governo do Ceará, na compra de quatro escavadeiras – os “tatuzões” – utilizadas na abertura de túneis para o Metrofor.

“Essas máquinas caríssimas ficam paradas a céu aberto, sujeitas ao desgaste natural e a maresia provocando ação oxidante e ferrugem nos equipamentos e altos custos de manutenção”, diz o deputado federal Vitor Valim (PMDB), autor do requerimento que pediu a investigação.

As quatro escavadeiras foram compradas entre 2012 e 2013 e custaram R$ 128,2 milhões, segundo Vitor Valim, e deveriam ter sido usadas em obras do Metrofor. Os equipamentos, porém, estariam parados porque não existem linhas de transmissão para alimentá-los. O deputado explicou que esse tipo de escavadeira exige grandes quantidades de energia elétrica.

(Com  Agência Câmara)

 

Camilo prestigiará ato de filiação de Ciro Gomes ao PDT

ciro-camilo

Ciro suava a camisa na campanha do petista.

O governador Camilo Santana (PT) vai prestar, nesta quarta-feira, às 14 horas, em Brasília, a cerimônia de filiação do ex-ministro Ciro Gomes ao PDT. O ato ocorrerá na sede da legenda e contará com a presença de nomes nacionais do pedetismo.

O ex-governador Cid Gomes e o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque, o prefeito Roberto Cláudio e o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho, estão na lista dos convidados do evento.

Ciro Gomes assinará  ficha de filiação ao PDT já investido na condição de pré-candidato da legenda à Presidência da República em 2018. Ele deixou claro que o sonho de disputar a presidência continua em seus planos.

Há expectativas em torno do discurso que Ciro fará na cerimônia. Ele vem criticando a política econômica do governo federal mas, como haverá petista como Camilo Santana presente, não deve pesar na dose contra Dilma Rousseff.

Bom lembrar que Camilo Santana foi eleito governador do Ceará tendo o ex-ministro Ciro Gomes engajado em sua coordenação de campanha.

Governo garante que não vai extinguir o ISSEC

Em resposta à postagem de carta aberta enviada ao Blog pela diretoria do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (FUASPEC), a Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado garante que não ocorrerá a extinção do Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (ISSEC). Confira:

Caro Eliomar de Lima,

A Secretaria do Planejamento e Gestão informa que o Estado, ao contrário do publicado neste Blog pelo FUASPEC, não vai extinguir o Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (ISSEC). A proposta do Governo, como realizada em outros estados, é uma reestruturação do ISSEC, com contrapartida dos servidores, de modo a garantir melhor e mais ágil atendimento para os servidores e manter a sustentabilidade do Instituto.

A Seplag enfatiza ainda que esse processo está sendo acompanhado com transparência e diálogo pela Secretaria de Relações Institucionais (SRI) e Coordenadoria Especial de Acolhimento aos Movimentos Sociais. Nesse diálogo, o Governo apresentou uma minuta para debate, e todos os segmentos foram ouvidos: Apeoc, Mova-se, Sindsaúde, Militares e Fórum Unificado dos Servidores (Fuaspec). A mesa de negociação está aberta e todos os movimentos têm legitimidade para apresentar contrapropostas.

Durante o ano de 2014, o Estado aportou R$ 109 milhões para manter o ISSEC. Diferente do que foi publicado, a contribuição de 11% dos servidores é destinada à Previdência Social, e nenhum valor é repassado para o ISSEC, custeado integralmente pelo Governo do Estado.

Sem mais,

Seplag/CE.

Ciro Gomes vai se filiar ao PDT em clima de pacotão

Entrevista com ciro Gomes

O ex-ministro Ciro Gomes (Pros) se filiará nesta quarta-feira, em Brasília, ao PDT. O ato promete movimentar a Capital Federal politicamente, pois ele terá a chance de avaliar, dentro do seu estilo, o pacote baixado pela presidente Dilma Rousseff. Deve vir chumbo grosso da boca de quem também já pensa nas eleições de 2018.

Já na sexta-feira, na condição de diretor da CSN que cuida da Ferrovia Transnordestina, Ciro, posando de neobrizolista, dará palestra encerrando a 72ª Semana Oficial de Engenharia, no Centro de Eventos. Esse encontro, aliás, começa às 20 horas desta terça-feira.

CSP manda nota para Blog sobre morte de trabalhador

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) manda nota para o Blog:

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) lamenta profundamente o falecimento do empregado Lucio Mauro de Souza, 41 anos, contratado da Santos CMI, subcontratada da Posco Engenharia e Construção (PEC), responsável pela construção da siderúrgica.

O fato ocorreu nesta segunda‐feira, 14 de setembro, por volta das 18h30min. As causas do acidente estão sendo apuradas. O primeiro atendimento foi feito no local e, em seguida, o funcionário foi levado para o Hospital Instituto Dr. José Frota, onde, infelizmente, veio a falecer por volta das 21h30min.

Natural do estado do Pará, Lucio Mauro tinha residência temporária em São Gonçalo do Amarante, no distrito Vila das Almas. Ele era casado e deixa três filhos. O corpo deve ser sepultado no Pará.

A CSP se solidariza com os familiares e colegas de Lucio Mauro e reforça que está acompanhando as providências que estão sendo tomadas pela PEC e a Santos CMI, assegurando todo o suporte necessário à família. Foi decretado pela PEC luto oficial nesta terça‐feira (15) em respeito a esta perda e, por este motivo, todos os trabalhadores foram dispensados das atividades.

*CSP

Unicef lança carta de 18 crianças afetadas pela violência no mundo

A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou hoje (15) uma carta de 18 crianças afetadas pela violência em todo o mundo, para pedir aos líderes mundiais “um mundo mais seguro”.

As 18 crianças – que retratam as situações de diferentes países – lembram que “a cada cinco minutos, em algum lugar do mundo, uma criança morre em consequência da violência”. Elas pedem às lideranças no mundo que acabem com essa prática e construam um mundo mais seguro para as crianças, diz o texto, divulgado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

De acordo com os últimos dados do Unicef, uma em cada dez, dos 120 milhões de jovens com menos de 20 anos, já foi vítima de relações sexuais forçadas. Cerca de um quarto das jovens entre 15 e 19 anos (quase 70 milhões) afirmam ter sido vítimas de algum tipo de violência física desde os 15.

“Fomos forçadas a abandonar as nossas casas, a combater como crianças-soldados e a trabalhar como escravas domésticas. Fomos violadas, espancadas e atacadas em nossas próprias comunidades. Vimos, impotentes, os nossos pais, irmãos e amigos serem mortos à nossa frente. Memórias com essas são como murros no estômago e deixam-nos apavoradas. Nenhuma criança deveria ter um início de vida assim”, afirmam na carta, promovida pelo embaixador de boa vontade do Unicef, David Beckham.

Em setembro, os líderes mundiais vão se reunir em busca de um acordo sobre os novos objetivos globais para o desenvolvimento, um plano de ação para os próximos 15 anos.

Um quinto das vítimas de homicídio no mundo é formado por crianças e adolescentes com menos de 20 anos, lembra a agência da ONU.

A carta do Unicef destaca a “epidemia de violência” contra as crianças e inclui testemunhos de sobreviventes do violento conflito no Sudão do Sul, abusos sexuais na Islândia, tráfico de crianças no Paquistão e violência em Portugal.

Em setembro, durante a assembleia-geral das Nações Unidas, em Nova York, David Beckham vai lançar um apelo, juntamente com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e o director executivo do Unicef, Anthony Lake, para que os líderes coloquem as crianças, em especial as mais desfavorecidas, no centro das decisões e investimentos a serem feitos nos próximos 15 anos.

Para o Unicef, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, a nova agenda para o desenvolvimento nos próximos 15 anos que vai ser adotada pela assembleia-geral da ONU em setembro, constituem uma oportunidade histórica para mudar as situações que tantas crianças suportam. Isso ocorrerá, no entanto, apenas se o mundo focar a atenção nas crianças mais desfavorecidas e vulneráveis e colocar os seus direitos à segurança, à educação e à saúde no centro da agenda.

“Não esperem nem mais um minuto. É a nossa vida que está em jogo”, destacam os 18 signatários da carta, cujos nomes foram alterados: Sane (18 anos), da África do Sul, Parwana (20), da Austrália; João (18), do Brasil; Ravid (16), do Camboja; Magu (17), da Espanha; Sabreen (15), de Gaza; Akhrat (16), da Holanda; Tommy (16), da Irlanda; Daldís (19), da Islândia; Ashley (23), da Jamaica; Mohammad (15), da Jordânia; Babagana (12), da Nigéria; Rabia (9), do Paquistão; Alice (18), de Portugal; Jodie (20), do Reino Unido; Laetitia (14), da República Democrática do Congo; Boto (16), do Sudão do Sul, e Zina (10) da Ucrânia.

TRF-5ª Região nega apelação da Fazenda Nacional para executar dívida de R$ 201,37

“Com base na insignificância, a execução fiscal de uma dívida de R$ 201,37 foi extinta pela 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região. A conclusão foi que a União, por meio do Poder Judiciário, gastaria muito mais para dar seguimento à cobrança.

“Inúmeras execuções fiscais de valores antieconômicos prejudicam o bom andamento das execuções de valores realmente expressivos, já que as grandes e pequenas causas fiscais seguem praticamente a mesma linha procedimental”, registrou o desembargador federal convocado Rubens Canuto, relator da apelação da Fazenda Nacional.

Ele aproveitou para criticar a situação em que, “ao invés de carrear recursos para os cofres públicos e inibir a sonegação, os processos de valores insignificantes congestionam a máquina judiciária e prejudicam o andamento das execuções de valores expressivos, tudo em prejuízo do interesse público”.

Na sentença do juízo da 9ª Vara Federal da Subseção de Propriá (SE), foi reconhecida a ausência de uma das condições da ação (interesse de agir) e extinto o processo sem resolução do mérito, conforme o Código do Processo Civil, por se tratar de demanda de execução fiscal com valor inferior a R$ 20 mil.

Com isso, a Fazenda Nacional apelou ao TRF-5, a fim de reformar a sentença. No entanto, constatando nos autos que a dívida fiscal de R$ 201,37 tem inutilidade da execução, o colegiado considerou que o valor empreendido pelo Poder Judiciário para seguir com a demanda seria maior. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-5.”

(Site Consultor Jurídico)

Agropacto vai comemorar 20 anos de atividades

amariliomacedo

O presidente  da Federação da Agricultura do Ceará (Faec), Flávio Saboya, que também é o coordenador-geral do Agropacto, o pacto de cooperação da agropecuária cearense, iniciou preparativos da sessão solene que marcará os 20  anos desse organismo.

O Agropacto é o o único grupo envolvendo as áreas privada e pública que ainda se reúne quinzenalmente e debate questões ligadas à agropecuária.

De acordo com Flávio Saboya, haverá  sessão solene do Agropacto no próximo dia 22, no Hotel Praia centro. Na ocasião, homenageando os idealizados do Pacto de Cooperação iniciado no Estado em 1991.

Entre os homenageados, o empresário Amarílio Macedo (Grupo J. Macedo) e o criador do Agropacto, em 1995, o ex-presidente da Faec, Jose Ramos Torres de Melo FIlho.

APA de Baturité comemora 25 anos

A Área de Proteção Ambiental da Serra de Baturité está completando 25 anos. Com 32.690 hectares de superfície, foi criada através do decreto estadual nº 20.956, de 18 de setembro de 1990. Localiza-se no Norte do Estado, na região serrana do Maciço de Baturité, a 104 Km de Fortaleza. O ecossistema é considerado de “serra úmida”.

A gerente da Apa, Patrícia Jacaúna, informa que está havendo comemoração com 25 ações envolvendo os municípios inseridos na APA da Serra de Baturité. A programação começou no dia 2, com distribuição de material educativo em Pacoti, e conta com palestras, oficinas, caminhadas, blitz, trilhas ecológica, Cadastro Ambiental Rural, encontro de ex-gestores da Unidade, apresentações artísticas e culturais e passeio ciclístico.

O secretário do Meio Ambiente do Estado, Artur Bruno, estará nesta quinta-feira conferindo as festividades. Na ocasião, haverá um momento solene, com exposição de fotos da fauna e flora da região, apresentação da história dessa unidade de conservação, encontro dos ex-gestores e um momento cultural.

A programação será encerrado com o passeio ciclístico, cujo percurso entre Pacoti e Guaramiranga. No ato da inscrição, cada participante doará um quilo de alimento não perecível que será destinado a famílias carentes do Maciço de Baturité.

Ex-presidente da Fiec diz que pacote poderá provocar onda de desemprego no País

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=9l4k8tyEdbY[/youtube]

O empresário Roberto Macedo, ex-presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) e conselheiro da Confederação Nacional da Indústria, repudiou, nesta terça-feira, a volta da CPMF. Para ele, o governo federal não fez o dever de casa, que seria cortar seus gastos.

Roberto Macedo afirma que se o pacote de Dilma Rousseff passar como está, virá uma onda de desemprego no País.

Grupo J. Macedo leva oficina de doces para mães da Associação Peter Pan

A J. Macêdo realizará nos dias 23 e 24 deste mês uma oficina de culinária para as mães das crianças atendidas pela Associação Peter Pan. A empresa levará ingredientes como cupcakes assados, confeitos, pasta americana, brigadeiro e doce de leite para que as mães aprendam a decorar doces. Tudo isso sob a orientação de um chef.

Segundo a empresa, a iniciativa poderá ser um pontapé para que as mães se capacitem e trabalhem nessa área, podendo gerar renda para suas famílias. Vale destacar que o chef irá explicar os ingredientes que cada doce possui para que não haja problemas com as crianças que têm problemas na ingestão de determinados produtos

DETALHE – A iniciativa faz parte da programação do Evento Degustar, que acontecerá no próximo dia 29 e terá seus recursos destinados à entidade.

Partidos da base aliada assina manifesto em favor de Dilma Rousseff

dilmamarcha

“PMDB, PCdoB, PP, PSD e PROS assinaram hoje (15), durante café da manhã na Câmara dos Deputados, um manifesto em defesa do mandato da presidenta Dilma Rousseff. O documento será entregue pessoalmente a Dilma na reunião que ocorre nesta manhã no Palácio do Planalto com líderes da base aliada.

Líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ) disse que a presidenta está “100% forte no cargo” e criticou movimentos da oposição que, desde o início do segundo mandato, vêm buscando fundamentos para abertura de um processo de impedimento do governo. Há cinco dias, quatro partidos de oposição lançaram um manifesto virtual a favor da saída de Dilma. “Tenho a percepção de que eleição se disputa até as 17h do dia do pleito, após isso tem que se respeitar o resultado das urnas, pode se fazer oposição e críticas, mas tem que respeitar o mandato.”

O deputado ainda afirmou que a tramitação, no Congresso, das últimas medidas anunciadas pelo Planalto, incluindo a possibilidade de recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), não será simples. Ele classificou as propostas de “tema espinhoso”, mas disse que o Legislativo não pode abrir mão de discutir uma solução para a situação econômica do país. “As medidas são no intuito de reorganizar as finanças públicas e fazer com que o país volte a crescer. A economia, neste momento, estagnou-se e é preciso esse movimento para que retome sua trajetória de crescimento.”

Democracia

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, que é fundador e presidente nacional do PSD, também defendeu os anúncios. “Neste momento, o governo fez o que tinha que fazer: cortar o máximo possível e criar receitas que nos permitam o equilíbrio e superávit em 2016”, afirmou. Kassab destacou que um momento de dificuldade não pode tirar a legitimidade dos votos que elegeram Dilma. “Não podemos macular o fortalecimento e a imagem da nossa democracia com ações que não estejam compatíveis com a legalidade, com o funcionamento das instituições que é hoje o grande patrimônio que a sociedade tem.”

O presidente do PT, Rui Falcão, que também participou do café da manhã, comparou o documento a um ato de defesa da democracia, mas garantiu que não é um movimento para impedir a ação da oposição no Congresso. “[A oposição] tem direito de fazer o que quiser, mas aqui vamos nos manifestar também para mostrar para sociedade brasileira que não é por que alguém acha que o governo não vai bem que tem o direito de retirar o mandato à força.”

Oposição

Há cinco dias, quatro partidos de oposição – PSDB, PPS, DEM e Solidariedade – lançaram um movimento para pedir o impeachment de Dilma. Por meio de um site, o grupo reúne assinaturas para a petição virtual em defesa do afastamento da petista do Planalto. A oposição usou, como base do discurso, um pedido de abertura de processo contra Dilma apresentado pelo jurista Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT.

O manifesto a favor da saída de Dilma reuniu, até hoje, 884 mil assinaturas, segundo liderança da oposição na Câmara. O abaixo-assinado foi aberto para “dar força” aos requerimentos que já foram apresentados na Casa. Atualmente, 12 pedidos estão em análise na Mesa Diretora da Câmara. Não há número mínimo de assinaturas ou prazo de adesão.

Edição: Talita Cavalcante

Tasso diz que ‘Pacto em Ação’ é evolução do papel do Legislativo

foto salmito 150914 tasso pacto em ação

A Câmara Municipal de Fortaleza realiza na tarde desta terça-feira (15), a partir das 16 horas, no Sindicato dos Empregados no Comércio de Fortaleza, conhecido como Sindicato dos Comerciários, localizado na avenida Tristão Gonçalves, 803, o sexto encontro do Pacto em Ação com o debate sobre a “Readequação do Centro de Economia Popular (feiras e ambulantes)”, com mediação do ex-senador e jornalista Cid Carvalho e presidência da sessão do vereador Benigno Júnior.

Nessa segunda-feira (14), em visita ao presidente do Legislativo Municipal, Salmito Filho, o senador Tasso Jereissati (PSDB) disse que o projeto da Câmara de Vereadores é uma evolução do papel do Legislativo. Tasso destacou o fato da Câmara Municipal pensar a cidade de Fortaleza a médio e longo prazos.

O senador também comentou da possibilidade da ida da Câmara Municipal para o Centro e se mostrou preocupado com os custos da restauração de um equipamento histórico. Samito Filho informou ao senador que a restauração ficará a cargo da Prefeitura, já com a aprovação do prefeito Roberto Cláudio, por meio do programa de restauração de dez prédios históricos do Centro, e que o Governo do Ceará fará obras estruturantes no Hotel Lord, localizado na Praça José de Alencar, um dos locais sugeridos para a nova sede do Legislativo de Fortaleza.

Também estiveram presentes à visita o presidente do PSDB do Ceará, Luiz Pontes, o deputado estadual Carlos Matos e o coordenador do PSDB Sindical, Raimundo Nonato Gomes.