Blog do Eliomar

Últimos posts

Advogada de vítima de estupro quer representar contra delegado na corregedoria

196

A advogada da adolescente que denunciou ter sofrido um estupro coletivo no Rio de Janeiro pretende procurar a corregedoria da Polícia Civil para questionar a conduta do delegado Alessandro Thiers, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).

Eloisa Samy afirma que Thiers conduziu o depoimento da vítima de forma a culpabilizá-la pelo ocorrido. “Ele perguntou à vitima se ela tinha por hábito participar de sexo em grupo. A uma vítima de estupro”, criticou a advogada. “Quero procurar todos os órgãos que possam auxiliar nesse caso. Inclusive a corregedoria de polícia. Quero representar contra o delegado Alessandro Thiers.”

Outra crítica da advogada foi o fato de que os responsáveis pela divulgação do vídeo e das fotos da vítima não tenham sido presos em flagrante. “Isso também que me causa estranheza. O delegado citou o Estatuto da Criança e do Adolescente, que trata da exposição do abuso sexual de menor. Dois dos investigados estavam na delegacia e assumiram que fizeram o compartilhamento do vídeo, e não foram presos em flagrante, não receberam voz de prisão.”

Representante de um dos investigados que prestaram depoimento na sexta-feira (27), o advogado Claudio Lúcio da Silva admitiu que seu cliente filmou o vídeo na internet, mas negou que ele tenha participado de estupro. “O meu cliente filmou e assumiu em juízo, mas não foi ele quem divulgou. Ele ficou surpreso pela repercussão do caso”.

Em uma entrevista coletiva à imprensa, a Polícia Civil afirmou que a Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos receberia a jovem em uma reunião marcada para esta segunda-feira (30). Eloisa rebateu a afirmação e disse que não tem conhecimento da reunião e que a família da adolescente também não foi procurada.

Em resposta à advogada, a Polícia Civil divulgou uma nota em que afirma que a investigação “é conduzida de forma técnica e imparcial” e que convidou a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para designar um representante para acompanhá-la. A nota traz ainda um relato da DRCI sobre o depoimento da adolescente:

(Agência Brasil)

Comarca de Limoeiro do Norte fará mutirão de audiências na próxima terça-feira

“A juíza Sâmea Freitas da Silveira, titular da 3ª Vara da Comarca de Limoeiro do Norte, designou para a próxima terça-feira (31), a partir das 9 horas, a realização de audiências concentradas nas dependências do Fórum local. O objetivo é reavaliar a situação de crianças e adolescentes incluídos em programas de acolhimento institucional.

O trabalho é feito, no máximo, a cada seis meses, para verificar a possibilidade de reintegração familiar ou colocação em família substituta. A medida consta na Portaria nº 5/2016, publicada no Diário da Justiça da quarta-feira (18/05).

De acordo com a portaria, a instituição acolhedora deverá enviar para a Vara, no prazo de dez dias, a relação dos acolhidos com relatório circunstanciado da situação de cada um. O Ministério Público do Ceará e a Defensoria Pública serão intimados para comparecer às sessões, assim como representantes do Conselho Tutelar, Secretaria de Saúde, Assistência Social, Educação e outros profissionais que atuam na área.

Também deverá ser providenciada a intimação prévia dos pais ou parentes dos acolhidos, que com eles mantenham vínculos de afinidade e afetividade, para se fazerem presentes à audiência.

A iniciativa considera o Provimento nº 32/2013 da Corregedoria Nacional de Justiça, que determina aos juízes da Infância e da Juventude a realização das referidas audiências.”

(Site do TJ/CE)

Prefeitura de Fortaleza inscreve até o dia 5 para assistentes de educação infantil

cms-image-000476205

O Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh), órgão municipal, inscreve para a seleção pública com objetivo de contratar assistentes da Educação Infantil substitutos para a rede municipal de ensino de Fortaleza. São oferecidas 350 vagas para o cargo, além da formação de cadastro de reserva. As inscrições podem ser feitas pela internet até as 23h59min do dia 5 de junho no site do Imparh.

Os candidatos aprovados serão convocados e lotados pela Secretaria Municipal da Educação (SME) nos seis distritos da educação da cidade, fornecendo apoio técnico-pedagógico aos professores da rede municipal de ensino. Os interessados na seleção pública devem preencher o formulário de inscrição disponível no site do Imparh. A taxa de inscrição é de R$ 75. Não serão aceitos pagamentos do boleto via depósito bancário, transferência ou depósito com envelope.

O certame será composto por uma única etapa, uma prova objetiva com data prevista de aplicação no dia 19 de junho. A prova terá caráter classificatório e eliminatório e consistirá em 40 questões de múltipla escolha sobre os conhecimentos básicos (português e raciocínio lógico-matemático) e específicos dos candidatos em relação ao conteúdo programático constante do anexo II do Edital 54.2016.

SERVIÇO

*Diretoria de Concursos e Seleções – Dices
Avenida João Pessoa, 5609 – Damas.

*Mais Informações – (85) 3433.2987.

Senadora do PT diz que medidas econômicas de Temer aprofundam recessão e penalizam os pobres

263 1

Gleisi-Hoffman-ministra_beto-barata-ae_02062011-600

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) criticou as primeiras medidas econômicas anunciadas pelo presidente em exercício Michel Temer. Para ela, suspender todas as contratações previstas no programa Minha Casa Minha Vida é um grave erro, pois essa política pública movimenta a economia e gera empregos em todas as cidades do país.

Gleisi avalia que o viés das primeiras ações do governo em exercício indicam claramente uma opção para que os pobres paguem exclusivamente a conta da crise. Ela criticou também a intenção do governo de fazer com que o BNDES devolva R$ 100 bilhões aos cofres da União.

A senadora lembrou o papel de fomento que o banco desempenha na economia nacional, como financiamento de projetos de empresas pequenas, médias e grandes. Ela entende também que a medida, que prevê o acesso a esses recursos antes do balanço anual da instituição e o respectivo pagamento dos dividendos, contraria a Lei de Responsabilidade Fiscal.

– Isto sim é uma pedalada, caracteriza uma operação de crédito, porque é um adiantamento de receitas.

Hoffmann criticou a desvinculação do reajuste do salário mínimo dos benefícios previdenciários. A senadora entende que as regras atuais protegem milhões de famílias da miséria e têm um impacto positivo na microeconomia. A limitação das despesas orçamentárias à variação inflacionária foi outra medida criticada pela senadora.

– Isso até parece bom e equilibrado, mas não é. A Constituição determina que saúde, educação e assistência social são prioridades, e devem ter um percentual mínimo válido também para estados e municípios. Ou seja, essas áreas, as mais importantes para os pobres, na prática serão as grandes prejudicadas.

Ela também considerou uma “irresponsabilidade fiscal” a meta de déficit de R$ 170,5 bilhões nas contas públicas para 2016, voltando a afirmar que servirá para pagar a “conta das negociações políticas envolvendo o impeachment de Dilma”.

(Agência Senado)

Luizianne é pré-candidata em Fortaleza com apoio do PT nacional. Camilo não comparece ao encontro

202 3

foto luizianne e rui 160528

A deputada federal Luizianne Lins foi apontada por unanimidade na tarde deste sábado (28) como pré-candidata em Fortaleza à sucessão ao Palácio do Bispo, com apoio do PT nacional.

“Assim como eu participei da campanha do Elmano em 2012, também pretendo participar da campanha da Luizianne se ela for escolhida candidata”, disse o presidente nacional do partido, Rui Falcão, que participou do encontro no Hotel Praia Centro, na Praia de Iracema.

O governador Camilo Santana (PT) não compareceu ao encontro. Camilo defende a tese de que o partido deveria apoiar a reeleição do prefeito Roberto Cláudio (PDT) que, com os irmãos Ferreira Gomes, lhe ajudou na eleição contra o senador peemedebista Eunício Oliveira. Luizianne não engole os Ferreira Gomes.

EUA detectam primeiro caso de bactéria ultrarresistente a antibióticos

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos divulgou informações sobre o primeiro caso identificado de infecção por uma bactéria resistente a todos os tipos de antibióticos disponíveis para tratamento. Uma mulher da Pensilvânia, com 49 anos, recebeu atendimento médico com uma infecção urinária causada por uma cepa da bactéria Escherichia coli, ou E.coli, eliminada através das fezes. Por isso, é mais conhecida como coliforme fecal.

Segundo o diretor do CDC, Thomas Frieden, a bactéria é resistente até mesmo a antibióticos reservados para “superbactérias” como a Colistina. A substância faz parte de um grupo de antibióticos usados somente nos casos de tratamentos nos quais os medicamentos disponíveis no mercado não são capazes de combater a bactéria.

A resistência aos antibióticos é considerada um problema de saúde pública pela Organização Mundial de Saúde (OMS) quando causa milhares de mortes em diferentes regiões do mundo.

A presença de superbactérias em ambientes hospitalares pode colocar em risco procedimentos simples em hospitais, de acordo com a OMS. Uma pequena cirurgia pode colocar o paciente em risco de vida, caso haja contaminação.

Algumas companhias farmacêuticas pesquisam novos medicamentos contra cepas resistentes que têm surgido, mas ainda não há estudos definitivos. O aparecimento de bactérias superresistentes está relacionado, segundo especialistas, ao uso indiscriminado de antibióticos.

Em maio do ano passado, a OMS definiu um plano de ação para combater a resistência aos antimicrobianos, o que incluiu antifúngicos e antibióticos.

(Agência Brasil)

Duas sugestões de mudanças para o Brasil

Em artigo no O POVO deste sábado (28), o juiz Michel Pinheiro sugere eliminar a carga tributária dos combustíveis e a produção de cimento por parte do Exército. Confira:

Venho a este espaço apresentar duas ideias de mudanças para tornar melhor a vida dos brasileiros: a primeira consiste em eliminar toda a carga tributária que incidem sobre os combustíveis, transferindo-a para as bebidas alcoólicas; a segunda é criar uma divisão do Exército Brasileiro para o fim de produzir cimento destinado à construção e reforma permanente das estradas brasileiras, ficando os militares também com o encargo de manutenção das referidas vias.

O Exército investe muito em cursos de engenharia de excelência, o que tem garantido ótima qualidade nas obras. Cabe lembrar que rodovias feitas com cimento duram muito mais do que as confeccionadas com asfalto.

Justifico a primeira com dois argumentos fortes: o Brasil tem consumo de 14 bilhões de litros de cerveja por ano (dados que não incluem outras centenas de bebidas alcoólicas), sendo o terceiro consumidor mundial, perdendo somente para os EUA e para a China. Somando todas as bebidas alcoólicas, teríamos mais arrecadação tributária em produto que faz mal à saúde, desonerando os preços dos alimentos e serviços se os combustíveis não forem tributados.

É absurdo desmedido cobrar um dólar por um litro de gasolina, levando o País aos primeiros lugares do planeta no preço do derivado do petróleo. Justifico a segunda pela necessidade de retirar das empreiteiras o encargo de construir e manter rodovias, considerando que em vários escândalos financeiros envolvendo políticos elas atuam com propinas vultosas, comprando a consciência das pessoas e financiando campanhas eleitorais.

Não é raro encontrar provas de superfaturamento em obras que seriam menos onerosas ao povo se fossem realizadas pelo Exército.

II Fórum Estadual de Gestão Pública em Resíduos Sólidos está com inscrições gratuitas

271 1

fdr

A Fundação Demócrito Rocha realizará, no dia 2 de junho, o II Fórum Estadual de Gestão Pública em Resíduos Sólidos com o tema: “Cuidando do futuro sustentável no seu município”.

O evento ocorrerá das 8 horas às 18 horas, no Hotel Gran Marquise, na Beira Mar.

SERVIÇO

*As inscrições podem ser feitas pelo site fdr.com.br/residuossolidos, gratuitamente.

Moro diz que prisão não basta para combater corrupção

161 1

sergio-moro17

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela investigação da Operação Lava Jato, disse neste sábado (28) que a prisão de investigados não basta para combater a corrupção no país. De acordo com o juiz, também é necessário recuperar os valores desviados pelos criminosos, por meio de acordos de cooperação internacional ou de delação premiada. Moro participou nesta manhã de uma conferência sobre combate à corrupção em João Pessoa.

Moro destacou a importância dos acordos de cooperação internacional, principalmente com a Suíça, para repatriar ao Brasil recursos desviados da Petrobras para contas secretas no exterior. O juiz citou o caso de Pedro Barusco, ex-gerente da estatal e um dos delatores do esquema de corrupção, que tinha cerca de U$S 100 milhões depositados fora do país e devolveu a quantia após assinar um acordo de delação.

Segundo o magistrado, somente a pena de prisão não é suficiente para combater os desvios na Petrobras. “Hoje em dia, isso não é suficiente, também é necessário a recuperação do produto do crime. Não basta a punição, a sanção corporal, a pena privativa de liberdade. É necessário fazer com que o crime não compense financeiramente. Isso significa a necessidade de retirar do criminoso o produto de sua atividade.”

O juiz também ressaltou que a cooperação internacional nas investigações da Lava Jato é fundamental para a corroborar os depoimentos de delação premiada, que não podem ser usados unicamente como acusação no processo penal contra os investigados.

“Se os países não cooperam, simplesmente não se tem a prova do crime, e não se tem a possibilidade de recuperar esses ativos. É certo que parte do caminho do dinheiro foi descoberto através da colaboração de alguns desses indivíduos, que resolveram colaborar com a Justiça, mas, como se sabe, mesmo quando se tem essa colaboração, é sempre necessária ter a prova dessa colaboração, e essa prova às vezes é baseada nessa prova documental dos registros bancários”, explicou.

De acordo com levantamento da Procuradoria-Geral da República (PGR), foram repatriados para o Brasil até o momento R$ 2,9 bilhões por meio de acordos de colaboração no âmbito da Lava Jato.

(Agência Brasil)

Passeio de barco no Cocó é atração nos fins de semana

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=RdvHH3ryP5Y[/youtube]

Após quatro anos sem navegação, o rio Cocó volta ter passeios de barcos entre as pontes das avenidas Sebastião de Abreu e Engenheiro Santana Júnior, no bairro Edson Queiroz. Apesar do tempo estimado de 20 minutos, o passeio serve para mostrar a riqueza do mangue do rio, que possui 42,7 quilômetros de extensão, ao nascer na Serra da Aratanha, em Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza, e desaguar no mar do Caça e Pesca, na Praia do Futuro.

O passeio custa R$ 10, mas alunos de escolas públicas não pagam, desde que agendem previamente o passeio, por meio do telefone 3234 3574.

(Vídeo – Jornalista Demitri Túlio)

Zika – OMS nega pedido de cientistas para adiar Olimpíada do Rio

A Organização Mundial da Saúde (OMS) rebateu neste sábado (28) as declarações de um grupo de cientistas e afirmou que não há motivos para adiar ou cancelar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, previstos para agosto, devido ao surto do vírus Zika. Na avaliação da OMS, eventual mudança no calendário da competição não alteraria significativamente a propagação do vírus. O Brasil é um dos 60 países que registraram a presença do Zika em seu território.

“Com base na avaliação atual do vírus Zika circulando em quase 60 países globalmente e em 39 nas Américas, não há nenhuma justificativa de saúde pública para adiar ou cancelar os Jogos. A OMS continuará monitorando a situação e atualizando as recomendações, se necessário”, afirmou a entidade, em comunicado.

A manifestação da OMS foi provocada por uma carta aberta na qual pesquisadores de pelo menos 15 países pediram à organização e ao Comitê Olímpico Internacional (COI) o adiamento do evento esportivo em nome “da saúde pública” devido à presença do vírus Zika na cidade.

Em nota, a OMS também ressaltou que está fazendo recomendações ao governo brasileiro e ao Comitê Olímpico sobre formas de reduzir o risco de atletas e turistas de contraírem o vírus durante os Jogos, como o combate ao mosquito Aedes aegypti,que além do Zika, transmite a febre chikungunya, febre amarela e a dengue.

(Agência Brasil)

PPS deverá fazer três vereadores em Fortaleza, estima presidente estadual do partido

163 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=YWl_l46rVqM[/youtube]

O PPS deverá contar com 65 candidatos à Câmara Municipal de Fortaleza, nas eleições de outubro próximo. Para o presidente do partido no Ceará, Alexandre Pereira, o PPS deverá eleger três vereadores.

Sobre a sucessão ao Palácio do Bispo, o dirigente acredita na reeleição do prefeito Roberto Cláudio, pré-candidato pelo PDT.

Segundo Alexandre Pereira, a divulgação da gestão tem melhorado a imagem do prefeito, diante das obras de mobilidade urbana, reformulação das praças e inaugurações de postos de saúde.

Para os machos

Em artigo no O POVO deste sábado (28), o jornalista Marcos Sampaio aborda a questão da ‘mulher objeto’. Confira:

Próximo de me despedir da alfabetização, minha professora reuniu os alunos para organizar nossa festa de Doutor do ABC. O primeiro passo seria escolher um par para o baile e o procedimento adotado seria o seguinte: ela perguntaria aos meninos com que menina eles gostariam de dançar e ela diria se aceitava. Não abri mão do direito de escolher aquela que foi meu primeiro sex symbol, principalmente depois de perceber que, por opção ou constrangimento, todas as meninas aceitavam de pronto o garoto que as estava escolhendo.

Tenho orgulho das fotos ao lado da menina mais linda da minha sala, mas olho com certo horror esse processo onde cabia a ela só o papel de dizer sim ou não. Tamanha aberração só é aceita, uma vez que, historicamente, o machismo é ensinado para as crianças desde o berço, incentivado durante a juventude e formalizado na vida adulta. E as consequências são drásticas.

Lembrei-me dessa história quando soube que um homem abordou uma mulher dentro de uma boate de Fortaleza, forçando-a a lhe dar um beijo. Casos como esse se tornaram tão corriqueiros que há quem pense que se trata de algo normal. Desrespeitos que partem da ideia da mulher como um objeto à disposição do homem acontecem em todas as casas de shows, transportes coletivos, calçadas, bares e espaços públicos do mundo. Há até quem defenda atitudes como essa apostando numa certa molecagem sem muitas implicações. Não é o caso. Sem o devido consentimento, qualquer abordagem, venha de quem vier, é criminosa.

Infelizmente, agressões e abusos como esses já se tornaram tão corriqueiros nos nossos dias que, em muitos casos, ganham nome de frescura e são deixados pra lá até por quem sofre com eles. A desinformação é tamanha que mulheres são agredidas sem saber que são agredidas. Por isso, toda iniciativa que promova informação, denúncia e punição de casos como esses deve ser incentivada. Só assim, quem sabe, um dia os machos percebam que toda mulher tem direito de escolher quem elas querem ou não beijar.

Alô, solteironas! Festa do Pau da Bandeira de Barbalha começa neste sábado

foto barbalha foto

A tradicional Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha começa neste sábado, nesse município da Região do Cariri. É a primeira edição da festa após o reconhecimento nacional do Pau da Bandeira de Barbalha, com registro como patrimônio imaterial brasileiro, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“O reconhecimento nacional da Festa de Santo Antônio de Barbalha pelo Iphan é muito importante para a cultura cearense e reforça a dimensão dessa expressão da cultura tradicional popular, em que dezenas de grupos, artistas e mestres participam ativamente, em uma das mais marcantes manifestações do Cariri, do Ceará e do Brasil”, ressalta o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba.

A abertura da programação acontece com a festa “Noite das Solteironas”, neste sábado (28), e prosseguirá com o carregamento e o hasteamento do Pau da Bandeira, neste domingo (29). As festividades continuam com atividades todos os dias, até 13 de junho, com expectativa de que mais de 300 mil pessoas se reúnam em Barbalha.

A tradição do Pau da Bandeira começou em 1928. Trata-se do tronco de uma árvore previamente escolhida, simbolizando a promessa e a devoção ao santo casamenteiro. Os carregadores formam uma espécie de irmandade e centenas de homens se revezam para levar o pau sobre os ombros por cerca de seis quilômetros até a frente da Igreja Matriz de Barbalha, onde é hasteado com a bandeira de Santo Antônio, numa demonstração de força e fé.

Sinditaxi promete liminar contra Uber

O Sindicato dos Taxistas (Sinditaxi) promete entrar na Justiça na segunda-feira (30), com uma liminar pedindo a suspensão da atuação da Uber em Fortaleza.

Vicente de Paula, presidente do Sinditaxi, argumenta que o serviço prestado pela Uber é feito na ilegalidade. “Vamos mostrar para a Justiça o serviço feito pela Uber credenciando carros particulares para transporte de passageiros, que é ilegal”, afirma Vicente de Paula, complementando que o pedido de suspensão vai ser feito até que a Prefeitura tome algum posicionamento oficial a respeito da atuação da Uber na Capital.

O presidente do Sinditaxi diz ainda que a Uber é um transporte privado baseado na Lei de Mobilidade Urbana, mas ressalta que é necessário o poder municipal regulamentar o serviço para que ele seja considerado legal.

(O POVO)

Esclarecimentos necessários

Editorial do O POVO deste sábado (28) ressalta suspeições das reais motivações do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Confira:

A semana chega ao fim com os brasileiros perplexos com mais uma saraivada de gravações de diálogos privados entre figurões do mundo político, em torno do destino da República, visto sempre segundo o prisma de interesses nada republicanos. Um dos mais graves deles levanta suspeições sobre as motivações reais do impeachment, uma iniciativa que está mexendo com os referenciais básicos do Estado Social Democrático de Direito: as fontes de sua legitimidade.

Pelo conjunto das revelações já vindas a público, o processo do impeachment adviria não do flagrante de um crime de responsabilidade da titular do Poder Executivo, mas de uma articulação artificial para provocá-lo, com vistas a servir de cortina de fumaça para a obtenção de objetivos de contenção da Operação Lava Jato, de modo a livrar implicados ainda não levados a julgamento. Isso sem falar das movimentações mais profundas de segmentos corporativos interessados na mudança do modelo econômico para atender demandas próprias, ainda que legítimas.

Para o bem da paz pública, é imperioso que os esclarecimentos sejam feitos de forma clara e peremptória por todas as instituições – após investigação exaustiva -, já que, infelizmente, se tornou normal neste País dar crédito a qualquer gravação de conversas sigilosas, sem se atentar para a comprovação prévia de seu conteúdo e os propósitos reais que as movem.

Nestes momentos de transição política, é importante ancorar-se na legitimidade da soberania popular e nos lastros seguros da Constituição.

Relativizá-los é ingressar no mar revolto do casuísmo e do voluntarismo, abrindo brechas nas comportas da legalidade.

Ainda que alguns possam exercer a prerrogativa legítima, como cidadãos, de postular reformas profundas na economia e no Estado, e até se articular para tanto, buscando convalidação junto a segmentos de grande poder de fogo, isso não anula a exigência de tramitação pelos condutos da legitimação. Se algum segmento se arrogar o direito de passar por cima dessa exigência, a isonomia será exigida por quem discordar, e aí o Estado Social Democrático de Direito iria pelos ares. É isso que é preciso evitar a todo custo.

Morre o empresário Raimundo Ferreira, da Gráfica Encaixe

foto raimundo ferreira encaixe

Morreu neste sábado (28), em São Paulo, o empresário Raimundo Ferreira, da Gráfica Encaixe, após ser submetido a uma cirurgia, há seis dias, para a retirada de um tumor maligno.

O velório ocorre a partir das 14 horas deste domingo (29), no cemitério Jardim Metropolitano, no Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Nossos pêsames aos familiares.

O alcance das gravações

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (28), pelo jornalista Érico Firmo:

As gravações realizadas pelo ex-senador cearense Sergio Machado abrem novo capítulo na crise política no Brasil. É o escândalo do pós-Dilma Rousseff (PT). Atinge os pilares sobre os quais está firmado o governo Michel Temer (PMDB). Complicam toda a cúpula política, de Dilma a Temer, do Executivo, Legislativo e Judiciário. Para quem se perdeu ao longo da semana, uma síntese dos principais enrolados nas gravações:

Ninguém se enrola tanto quanto Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney. O primeiro a cair e mais atingido foi Romero Jucá. O mais desbocado, tentou negar o óbvio. “Tem que ser um boi de piranha, pegar um cara, e a gente passar e resolver, chegar do outro lado da margem”, disse, sobre as punições na Lava Jato.

Calheiros orienta a defesa de Delcídio do Amaral, inclusive para deixar o processo parado no Conselho de Ética. “Então, o Conselho de Ética tem que requerer diligências requisição de peças e enquanto isso não chegar fica lá parado…”.

Sarney chega a citar participação direta da presidente afastada em negociação com empreiteira para uma campanha. E afirma: “A Odebrecht (…) vão abrir, vão contar tudo. Vão livrar a cara do Lula. E vão pegar a Dilma”.

Sobre o PSDB, Machado diz que Aécio “é o cara mais vulnerável do mundo”. Calheiros confirma.

As conversas atingem vários ministros de Temer: Mas, sobretudo, atingem as motivações para o impeachment e a ascensão do presidente em exercício. Jucá afirmou: “Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria”. Machado completa: “Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel (Temer)”. A seguir, ele acrescenta: “É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional”. “Com o Supremo, com tudo”, diz Jucá. Machado completa: “Com tudo, aí parava tudo”. “É. Delimitava onde está, pronto”, afirma Jucá.

O STF sai mal nos diálogos. São constantes as referências a acordos e pressões sobre ministros. Fica clara a intenção dos ministros de afastar Dilma. “Conversei ontem com alguns ministros do Supremo. Os caras dizem ‘Ó, só tem condições de (inaudível) sem ela (Dilma)’”, diz Machado.