Blog do Eliomar

Últimos posts

Fortaleza aguarda operação tapa-buracos, retirada do lixo e capinação

219 2

Com o fim da quadra chuvosa, o fortalezense, principalmente, espera que a Prefeitura cumpra a promessa e bote logo nas ruas a Operação Tapa-Buracos.

Além disso, há expectativas também de que reforce uma outra medida: a retirada do lixo, que continua decorando os canteiras da cidade, com a turma da agência de fiscalização – a Agefis, agindo, de forma mais dura, contra tantos sujismundos. Pelo lixo espalhado, dá para perceber não ser só doméstico.

Além disso, um outro apelo à gestão municipal: capinação.

Os canteiros de Fortaleza também estão com o mato predominando e, claro, contribuindo para enfeiar a cidade, por demais castigada durante o inverno.

(Fotos – Paulo MOska)

MPF denuncia Romero Jucá e Sergio Machado por esquema de corrupção na Transpetro

293 1

O ex-senador Romero Jucá (MDB) e Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, subsidiária da Petrobras, foram denunciados pelo Ministério Público Federal, Os dois estariam envolvidos num esquema de corrupção no órgão, informa o Portal G1 nesta terça-feira.

De acordo com o MPF, pagamentos ilícitos para Romero Jucá, em 2010, foram de pelo menos R$ 1 milhão.

Segundo a denúncia do MPF, a corrupção que gerou os pagamentos ilícitos ao ex-senador ocorreu em quatro contratos e sete aditivos celebrados entre a Galvão Engenharia e a Transpetro.

“Com o aprofundamento das investigações, desvelou-se a existência de um gigantesco esquema criminoso voltado para a prática de crimes contra a Petrobras”, afirmam os procuradores.

Diversos envolvidos no esquema, de acordo com a denúncia, se especializaram em quatro núcleos de atuação, sendo que cada um dava suporte à atuação dos demais. Os núcleos são: político, econômico, administrativo e financeiro.

(Foto – Arquivo)

Servidores estaduais da saúde cobram reajuste salarial

Um grupo de servidores estaduais da área da Saúde faz protesto, nesta manhã de terça-feira, no entorno do Palácio da Abolição. Cobra reajuste salarial, lembrando que data-base da categoria é 1º de janeiro.

Quem puxa o ato é o Fórum Unificado das Associações dos Servidores Públicos do Estado do Ceará (Fuaspec) e o Sindsaúde, o sindicato dos servidores da saúde.

A concentração do grupo ocorre no cruzamento da avenida Barão de Studart com Tenente Benévolo.

(Foto – Divulgação)

Produção industrial cresce 0,3% de março para abril

A produção industrial brasileira teve alta de 0,3% na passagem de março para abril deste ano. O crescimento veio depois de uma queda de 1,4% na passagem de fevereiro para março. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada hoje (4).

De acordo com a pesquisa, em abril, no entanto, houve quedas nos outros quatro tipos de comparação: -3,9% na comparação com abril de 2018, -0,1% na média móvel trimestral, -2,7% no acumulado do ano e de -1,1% no acumulado de 12 meses.

Na passagem de março para abril, houve alta em três das quatro grandes categorias econômicas, com destaque para os bens de consumo duráveis (3,4%). Também tiveram crescimento os bens de capital, isto é, as máquinas e equipamentos (2,9%), e os bens de consumo semi e não duráveis (2,6%).

Por outro lado, os bens intermediários, isto é, os insumos industrializados usados no setor produtivo, caíram 1,4% de março para abril.

Entre as 26 atividades industriais pesquisadas, 20 tiveram alta na produção, com destaque para veículos automotores, reboques e carrocerias (7,1%), máquinas e equipamentos (8,3%), outros produtos químicos (5,2%) e produtos alimentícios (1,5%), todos revertendo as quedas registradas em março.

Das seis atividades em queda, o destaque foi para as indústrias extrativas, que recuaram 9,7%, registrando o quarto resultado negativo do setor e acumulando perda de 25,7% no período.

(Agência Brasil)

Plano Mansueto abre brecha para governadores enquadrarem Legislativo e Judiciário em corte de gastos

O cearense Mansueto Almeida é o secretário do Tesouro Nacional.

O “Plano Mansueto”, programa de socorro financeiro aos estados, aterrissou na Casa Civil. A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta terça-feira, adiantando que o texto da equipe econômica prevê que, para acessar financiamentos, os governadores escolham três medidas de ajuste fiscal de um cardápio com sete opções.

Uma delas cria a figura da “unidade de tesouraria”, que centralizaria as contas de todos os Poderes, impondo restrições de gastos para além dos governos locais. A independência orçamentária tem preservado o Judiciário de cortes.

Essa proposta, finalizada pelo time de Paulo Guedes, foi remetida à Casa Civil para uma última análise antes da remessa ao Congresso. O “Plano Mansueto” vai tramitar como projeto de lei complementar.

Ainda segundo a Painel, a “unidade de tesouraria” é uma forma de incluir legislativos e judiciários locais no esforço de contenção de gastos num cenário que combina estados endividados e perdas na arrecadação.

Grupo de Mulheres puxado pela vice do PT de Fortaleza quer filiação de Larissa Gaspar

162 1

Um grupo de mulheres filiadas ao Partido dos Trabalhadores de Fortaleza lançou, nessa noite de segunda-feira, o movimento “Queremos Larissa”. O objetivo é abrir as portas da legenda para a filiação da vereadora Larissa Gaspar, que ficou sem partido depois que o PPL fundiu-se ao PCdoB.

Larissa já foi do PT e, recentemente, em sua página no Facebook, o presidente do partido na Capital, o ex-vereador Deodato Ramalho, criticou possível ingresso dela, observando que a vereadora integra a base de apoio politico do prefeito Roberto Cláudio (PDT).

A postura de Deodato provocou reações como essa desse grupo puxado pela vice-presidente municipal, Ilana Ferro. Há cobrança por instância partidária no caso e não posição individual.

Larissa Gaspar, sobre o assunto, ainda não se manifestou. Mas ela já revelou para este Blog que estava também flertando com o PSB.

(Foto – Divulgação)

A cearense Pardal Sorvetes vai investir R$ 3,5 milhões em energia solar

A Pardal Sorvetes vai investir R$ 3,5 mi em energia solar. Isso ocorrerá até o fim do segundo semestre. Segundo a diretoria do grupo, toda a fábrica da marca, que funciona no Eusébio (Região Metropolitana de Fortaleza), passará a funcionar com energia solar, reduzindo a emissão de CO2 em cerca de 117 toneladas por ano e tornando a produção dos milhares de sorvetes, picolés e sundaes muito mais sustentável.

Esse investimento promete ser o maior em energia solar do Brasil no segmento de sorvetes e picolés. O projeto deve ser concluído em um período de quatro meses, com início das obras previsto para o mês de julho. Com a reforma, a instalação terá 6.023,50 m² e terá cerca de 2.619 módulos fotovoltaicos garantindo uma potência instalada de 864,27 kWp.

“Após a mudança para funcionamento à base de energia solar, a Pardal será uma geradora de energia. No futuro, isso proporcionará a possibilidade de a empresa investir ainda mais em tecnologia, maquinários, contratação de funcionários e expansão para novos mercados, visto que nossa redução de custos deve ser de pelo menos 75% em energia”, explica o gerente de Marketing da Pardal Sorvetes, Erikson Nascimento.

(Foto – Divulgação)

Projeto que muda regras da CNH deve chegar ao Congresso nesta terça-feira

O projeto de lei que altera a validade da Carteira Nacional de Habilitação de cinco para 10 anos e aumenta o limite da pontuação por multas para perda do documento, dos atuais 20 para 40 pontos deve ser enviado ao Congresso Nacional, nesta terça-feira, pelo governo de Bolsonaro . A informação é da Veja Online.

Segundo o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, o presidente Bolsonaro conversou com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e decidiu enviar o texto por projeto de lei. O presidente da Casa considerou que seria necessário mais tempo para discutir a proposta.

Bolsonaro fala nas alterações na CNH desde que assumiu como presidente e anunciou em sua conta no Twitter nesta segunda-feira que o texto seria enviado ao longo da semana semana.

(Foto – Arquivo)

Tasso critica “falta de aptidão” do atual governo e diz que uma gestão ruim pode levar à crise institucional

497 1

O senador Tasso Jereissati (PSDB) afirmou, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo desta terça-feira, não ver saída para a sucessão de crises no atual sistema político, o qual considera “torto e falido”. Para ele, é crise após crise. “Não tem clima mais para impeachment, e essas questões de um mau governo ou de um desgoverno levam à crise institucional”, disse.

Tasso, que passou a ser um dos conselheiros do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), aposta no parlamentarismo como alternativa, mas avaliou ser inoportuna uma discussão mais aprofundada do tema neste momento, “porque seria considerado golpe, ilegítimo e irracional”.

Depois de três mandatos como governador do Ceará e 12 anos de experiência no Senado, Tasso demonstrou preocupação com a onda dos colegas de consultar as redes sociais antes de votar. “A população nem sempre está com a razão e isso começa com o julgamento de Jesus Cristo e Barrabás.”

Confira alguns trechos da entrevista concedida à jornalista Naira Trinade:

O sr. tem participado de discussões sobre o parlamentarismo. Isso vai ser analisado pelo Congresso?

Há uma preocupação em relação às crises políticas, desencontros e até antagonismos entre os Poderes. Sem estabilidade, o País não cresce. Pode passar a reforma da Previdência, (mas), se não houver um clima de estabilidade e confiança, vamos continuar com os mesmos problemas. A economia está mal. Todo governo procura estabilidade e a oposição tenta desestabilizar. Mas, aqui, o próprio governo cria crises para desestabilizar e cria um clima que não é propício ao investimento, que é fundamental.

E sobre o parlamentarismo?

Algumas pessoas, inclusive eu, defenderam – não para agora porque seria considerado golpe, ilegítimo e irracional, mas para o futuro –, começar uma discussão sobre parlamentarismo. A minha ideia, e do próprio senador José Serra (PSDB-SP), autor da proposta, é que o sistema político que estamos vivendo ficou torto e falido, não serve mais. É crise após crise. Não tem clima mais para impeachment, e essas questões de um mau governo ou de um desgoverno levam à crise institucional. No parlamentarismo, o Congresso vai ter mais compromisso na hora de votar ou deixar de votar em função de que seu mandato vai estar em jogo também.

E o sr. tem esperança no governo do presidente Jair Bolsonaro?

A área econômica está no rumo certo. Mas pode se tornar um governo extremamente ineficiente em função de outras áreas. É um governo liberal na economia, mas conservador nos costumes e comportamento social. Sou menos pessimista porque acho que a economia está indo na direção correta. Existe uma possibilidade grande de essas reformas serem aprovadas no Congresso. Há uma consciência de que elas são necessárias, apesar dos desacertos do governo, e as reformas vão andar por si só. Ele (Bolsonaro) se complica muito se mantiver essa visão retrógrada em relação à liberdade das pessoas e suas opções de vida e manifestação de opiniões.

*Confira a íntegra aqui.

(Foto – Agência Senado)

Lava Jato – Caso Cid Gomes vai para a Justiça Eleitoral

413 1

A Justiça Federal do Ceará se declarou incompetente para julgar acusações feitas por Wesley Batista, ex-diretor da JBS, contra o senador Cid Gomes (PDT) no âmbito da Lava Jato. Apontando proximidade das acusações atingindo o parlamentar e ex-governador com a prática de “caixa dois”, o juiz responsável pela ação determinou no último dia 17 de maio que o caso fosse enviado para a Justiça Eleitoral do Ceará. A decisão, tomada a pedido da defesa do pedetista e juntada no processo na última sexta-feira, é o mais importante desdobramento da Operação no Ceará desde o início das investigações, há mais de cinco anos.

Wesley Batista disse em delação ter negociado a liberação de créditos milionários da Cascavel Couros, empresa do grupo com sede no Ceará, em troca de doações para campanhas do grupo político de Cid entre 2010 e 2014. Na acusação, o Ministério Público Federal (MPF) se manifestou contra a mudança de foro do caso, destacando que a denúncia partiu não só de crimes eleitorais, mas também de delitos comuns como os de associação criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção passiva e ativa. A tese do MPF, no entanto, não foi acatada pelo José Flávio Fonseca de Oliveira, juiz substituto da 12ª Vara Federal do Ceará.

“A própria forma que teriam sido repassados esses valores, que envolveria a utilização de doações oficiais em campanhas eleitorais e não somente através de notas frias, permite concluir que, realmente e a princípio, pode-se ter a configuração de “caixa 2″ e crime eleitoral”, diz o juiz, que destaca ainda diferenças entre o caso de Cid e outros incluídos na Lava Jato, como o contra o ex-presidente Michel Temer (MDB): “Naquele caso há forte indício de utilização dos recursos não para questões eleitorais, mas para incorporação ao patrimônio próprio ou alheio do ex-presidente e dos coautores. Neste caso há razão forte para não divisar (enxergar) essa mesma direção”, afirma.

*Da Coluna Política, do O POVO, assinada pelo jornalista Carlos Mazza, aqui.

(Foto – Agência Senado)

Editorial do O POVO – “Monsenhor Tabosa: o desafio de voltar à tona”

Com o título “Monsenhor Tabosa: o desafio de voltar à tona”, eis o Editorial do O POVO desta terça-feira. Hora de fortalecer um dos principais corredores turísticos da cidade. Confira:

A adequação da avenida Monsenhor Tabosa às novas demandas econômicas e culturais de Fortaleza é uma das boas novidades que circularam estes dias para quem tem guardadas na memória as lembranças de um dos polos comerciais de confecções e produtos de couro e artesanatos dos mais conhecidos, além fronteira do Estado. Vir à capital cearense sem incluir uma passagem pelas lojas daquele corredor da moda tornava incompleto o tour dos visitantes.

Uma fama que começou nos anos de 1970, acompanhando os altos e baixos da economia brasileira, até receber uma rasteira na crise iniciada em 2014, com os equívocos econômicos do governo de então e seu agravamento por um Congresso Nacional irresponsável, empenhado em paralisar a administração federal com pautas bombas transformadas em petardos para paralisá-lo e servirem de pretexto para um impeachment de consistência jurídica duvidosa que, desde então, cindiu o País.

Claro, não foi só a avenida Monsenhor Tabosa a sofrer os reflexos da crise, mas a economia brasileira…

*Confira a íntegra do Editorial do POVO aqui.

Agnaldo Timóteo tem piora no quadro infeccioso

O cantor Agnaldo Timóteo, 82 anos, internado desde o dia 21 do mês passado, no Hospital Geral Roberto Santos, em Salvador, apresentou piora no quadro infeccioso. De acordo com o boletim médico divulgado nessa segunda-feira, o artista “apresenta quadro de desorientação flutuante compatível com delirium, confusão mental comum em idosos hospitalizados. O paciente verbaliza, mas teve discreta piora do quadro infeccioso”.

No sábado (1°), o estado clínico do cantor apresentou melhora expressiva. “Agnaldo Timóteo está respirando normalmente, verbaliza e está conversando com seus familiares”, informou o boletim médico naquela data.

A nota dizia ainda que a infecção urinária havia sido controlada e que o intestino demonstrava sinais de recuperação. “[Aguinaldo Timóteo] foi avaliado, cuidadosamente, pela equipe de nutrologia e foi liberada a ingestão de líquidos como água de coco e chás. Já consegue sentar sem apoio”.

Neste domingo (2), o boletim médico informou que Agnaldo Timóteo “não tinha tolerado a progressão da dieta via oral”.

Timóteo passou mal em Barreiras, interior da Bahia, no dia 20 de maio, com quadro de vômito, glicemia baixa e pressão alta. No dia seguinte, foi transferido para o Hospital Geral Roberto Santos, onde foi diagnosticado um princípio de acidente vascular cerebral (AVC) e um quadro de infecção urinária.

(Agência Brasil)

Comércio de Fortaleza está animado para festas juninas e Dia dos Namorados

O comércio de Fortaleza espera boas vendas neste mês de junho, por conta não só das festas tradicionais da época, mas também por apostar no Dia dos Namorados.

A aposta é do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Assis Cavalcante, lembrando que o segmento já fecha uma série de promoções em matéria de roupas, perfumes, joias, relógios, eletroeletrônicos, floricultura e até motéis. “Teremos descontos e parcelamentos maiores. Estamos confiante e nos preparando”, diz.

Ele destaca que outros ramos do comércio devem experimentar boas vendas, como as padarias. Assis lembra outro dado: a greve dos caminhoneiros, ano passado, chegou a entrar em junho e prejudicou vendas. Agora, sem esse problema, o clima é de soltar rojões. E esperar pelo menos incremento de 10% no geral.

*Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta terça-feira.

(Foto – Arquivo)

Célio Studart assume presidência do PV de Fortaleza de olho na Prefeitura

O deputado federal Célio Studart, que foi o segundo mais votado no Ceará, com 208.852 votos, está assumindo a presidência do Partido Verde em Fortaleza. Ele era o presidente estadual da legenda, que retorna par as mãos do ambientalista Marcelo Silva.

O parlamentar, em nota, informa que foi levado ao comando partidário por unanimidade. Vai cumprir mandato de dois anos e, assim, trabalhar principalmente sua imagem na Capital, pois já está como pré-candidato à sucessão do prefeito Roberto Cláudio (PDT).

Célio Studart é militante da luta pelos pets.

(Foto – O POVO

Produção de petróleo e gás cresce no País

A produção de petróleo e de gás no país cresceu, em abril, pela segunda vez consecutiva, em comparação com março e com o mesmo mês de 2018. Os dados foram publicados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Somadas, totalizaram 3,314 de milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d).

De acordo com a ANP, em abril, a produção de petróleo foi de 2,604 milhões de barris por dia (bbl/d), com um aumento de 1,7% em relação a março e de 0,3% se comparada com o mesmo mês do ano anterior. A produção de gás natural chegou 113 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d), um incremento de 1,3% em relação ao mês anterior e de 3,8% se comparada ao mesmo mês no ano passado.

A Petrobras anunciou a chegada da plataforma de petróleo, P-67, ancorada na Baía de Guanabara, destinada ao Sistema de Produção do Campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos.

Produção do Pré-Sal

A produção do pré-sal cresceu, em abril, 2,3% em relação ao mês anterior e 10,9% na comparação com o mesmo mês de 2018. É a segunda vez consecutiva que a produção do pré-sal cresce mais de 10% em relação ao mesmo período de 2018. Em março, o aumento foi de 11%.

Em abril, a produção, oriunda de 94 poços, foi de 1,572 milhão de barris de petróleo por dia (bbl/d) e de 64,9 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia (m³/d). O total foi de 1,980 milhão de barris de óleo equivalente por dia (boe/d).

Gás Natural

O aproveitamento do gás natural em abril manteve-se estável em relação a março, correspondendo a 94,7% do total produzido. Foram disponibilizados ao mercado 55,3 milhões de metros cúbicos por dia (m³/dia). A queima de gás aumentou 2,8% se comparada com o mês anterior, e 76,5% se comparada ao mesmo mês de 2018.

Bacia de Santos

O campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o que mais produziu petróleo e gás, com uma média de 873 mil de barris de petróleo por dia (bbl/d) e de 37,2 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia (m³/dia).

Os campos marítimos produziram 96,0% do petróleo e 83,1% do gás natural. Os campos operados pela Petrobras produziram 94,6% do petróleo e do gás natural. A produção nacional ocorreu em 7.186 poços, sendo 671 marítimos e 6.515 terrestres.

Os dados de produção de abril estão disponíveis na página do Boletim Mensal da Produção de Petróleo e gás Natural.

(Agência Brasil)

Etufor vai vistoriar cerca de 50 mil carros que operam no transporte por aplicativos

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) deu início ontem, 3, às vistorias de veículos que atuam por aplicativos na Capital. A expectativa é que sejam analisados cerca de 50 mil carros e condutores – número baseado em dados fornecidos pelas plataformas. Esperam-se motoristas de pelo menos dez aplicativos: Uber, 99 Pop, Cabify, Uni4, Servos, Moobi, Urban, TáxiTuber, Canário Brasil e Bella Driver.

Até o fim do mês, em torno de 4 mil carros passam por vistoria do órgão público. Esta primeira etapa é destinada aos veículos com placa de final “0”. A previsão é que cada mês subsequente seja destinado a um fim de placa diferente: final “1” em julho, final “2” em agosto e assim até o final “9” em março de 2020.

Os condutores devem estar munidos de CNH e documentação do veículo, procurar um posto de atendimento da Etufor para agendar a vistoria e emitir o Documento de Arrecadação Municipal (DAM) no valor de R$ 101,78.

Em seguida, serão observados os itens básicos de conforto e segurança do veículo, tais como estado de conservação dos pneus, sistema elétrico, carroceria entre outros. Outro item a ser considerado é a identidade visual do carro que deve obedecer ao Decreto nº 14.415, de 3 de maio, que determina o tamanho máximo de adesivo (14cm x 14cm) fixado no vidro traseiro no lado direito superior, sinalizando a marca do aplicativo ou a frase “Este veículo trabalha por Aplicativos”.

Posteriormente, será emitido o selo de vistoria e o respectivo laudo, comprovando a aprovação do veículo.

Caso o veículo não atenda aos itens necessários e seja reprovado, o motorista pode realizar as adequações e agendar nova vistoria.

(O POVO)

Quiterianópolis festeja 32 anos de emancipação

A cidade de Quiterianópolis (Região dos Inhamuns) está completando 32 anos de emancipação política. A festa, aberta nessa noite de segunda-feira, com Missa de Ação de Graças e shows na Praça da Matriz, vai prosseguir ao lado da semana.

Deputado federal Júnior Mano, Dr. Barreto e Audic Mota.

O deputado estadual Audic Mota (PSB), que é votado nesse município, participou do ato, ao lado do prefeito Dr. Barreto. Teve direito a discursar e renovar promessa de que, na Assembleia Legislativa, buscará encaminhar pleitos do interesse da cidade.

(Fotos – Divulgação)