Blog do Eliomar

Últimos posts

Prédio da Maraponga deve ser demolido

A Defesa Civil de Fortaleza notificou ontem o proprietário do prédio que desabou parcialmente na tarde do último sábado, 1º, na Maraponga. O órgão exige que, até hoje, o locador “tome as providências necessárias para agilizar a demolição da edificação”.

O risco havia sido constatado previamente pelo órgão municipal. No entanto, na época, poucas semanas antes da ocorrência, somente orientou aos moradores e ao proprietário que buscassem a avaliação de um engenheiro.

“Segundo informações do proprietário, o engenheiro contratado para a elaboração de um laudo atestou a segurança estrutural do prédio onde ocorreu o acidente”, alegou a Defesa Civil.

(Com O POVO)

Senado aprova MP que busca evitar fraudes no INSS

 

O Plenário do Senado aprovou nesta segunda-feira (3) a medida provisória que busca coibir fraudes nos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Foram 55 votos favoráveis e 12 contrários à proposição. Aprovada na forma do Projeto de Lei de Conversão (PLV) 11/2019, a MP 871/2019 segue agora para a sanção da Presidência da República.

Além de criar um programa de revisão de benefícios previdenciários, a MP exige cadastro do trabalhador rural e restringe o pagamento de auxílio-reclusão aos casos de cumprimento da pena em regime fechado.

A MP foi votada na Câmara dos Deputados na última quinta-feira (30) e perderia a eficácia já nesta terça-feira (4). Para viabilizar a aprovação da matéria no último dia de sua validade, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, convocou uma sessão deliberativa para esta segunda – quando as sessões normalmente são destinadas a discursos, sem discussão ou votação de projetos.

(Agência Senado)

Câmara Municipal de Fortaleza deverá instalar CPI da Cagece

329 6

O vereador Dr. Eron deu entrada na tarde desta segunda-feira (3) em requerimento para a instalação da CPI da Cagece, que deverá apurar as cobranças abusivas da Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará.

A Cagece tem liderado o ranking de reclamações dos consumidores no Procon-Fortaleza. Em média, os aumentos na conta do consumo de água chegam a mais de 100%.

O requerimento está assinado por 16 vereadores: Bá, Dr. Eron, Evaldo Costa, Idalmir Feitosa, John Monteiro, Jorge Pinheiro, José Freire, Julierme Sena, Larissa Gaspar, Márcio Cruz, Márcio Martins, Marília do Posto, Plácido Filho, Priscila Costa, Sargento Reginauro e Zier Férrer.

(Foto: Arquivo)

Uni7 promove debate sobre Solidão Compartilhada e Suicídio nas Redes Sociais

174 3

Dentro do ciclo que vem promovendo sobre tema polêmico como o suicídio, o Curso de Jornalismo e Publicidade da Uni7 promoverá mais um evento na área. Será nesta quinta-feira, a partir das 7h30min, no auditório do segundo andar da Sede Sul desse Centro Universitário.

Desta vez, o mote é Laços Des Conectados, abordando Solidão Compartilhada e Suicídio nas Redes Sociais com as participações de Hugo Mendonça, promotor de justiça, da psicóloga Priscila Diniz, e do Major Edir Paixão, do Corpo de Bombeiros.

SERVIÇO

*Uni7 – Avenida Maximiano da Fonseca, 1395 – Bairro Luciano Cavalcante.

Balança comercial registra superávit em maio

Depois de dois meses de queda, o superávit da balança comercial voltou a subir em maio. No mês passado, o país exportou US$ 6,422 bilhões a mais do que importou, alta de 5,8% em relação ao resultado positivo de US$ 6,073 bilhões de maio de 2018.

Este foi o terceiro melhor resultado da série histórica para o mês, só perdendo para maio de 2017 (superávit recorde de US$ 7,661 bilhões) e de 2016 (superávit de US$ 6,43 bilhões). Com o resultado de maio, a balança comercial – diferença entre exportações e importações – acumula superávit de US$ 22,806 bilhões nos cinco primeiros meses de 2019, valor 5,9% inferior ao do mesmo período do ano passado.

No mês passado, as exportações somaram US$ 21,394 bilhões, com alta de 5,6% em relação a maio de 2018 pelo critério da média diária. As vendas de manufaturados cresceram 29,5% na mesma comparação, com destaque para gasolina (R$ 0 para R$ 123 milhões), óleos combustíveis (197,3%), laminados planos de ferro e de aço (168%) e partes de motores e turbinas para aviação (151,8%).

As exportações de semimanufaturados subiram 15,4% em relação ao mesmo mês do ano passado, com destaque para ferro fundido (92,3%), semimanufaturados de ferro ou de aço (73%) e óleo de soja bruto (68,6%). Apesar do início da safra, as vendas de produtos básicos caíram 3,9%, puxadas pelo recuo nas exportações de minério de cobre (-32,3%), soja em grão (-30,3%) e farelo de soja (21%).

As importações somaram US$ 14,972 bilhões, com alta de 7,8% em relação a maio do ano passado pelo critério da média diária. As compras de combustíveis e de lubrificantes aumentaram 27,5%, influenciadas pela valorização do petróleo no mercado internacional durante boa parte do mês.

As importações de bens de capital (máquinas e equipamentos usados na produção) subiram 16,4%. As compras de bens intermediários aumentaram 6,4%. Apenas a importação de bens de consumo caiu, com recuo de 6,5% na mesma comparação, decorrente principalmente da alta do dólar no último mês.

Depois de o saldo da balança comercial ter encerrado 2018 em US$ 58,959 bilhões, o segundo maior resultado positivo da história, o mercado estima um superávit menor em 2019, motivado principalmente pela recuperação da economia, que reativa o consumo e as importações.

Segundo o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, os analistas de mercado preveem superávit de US$ 50,5 bilhões para este ano. O Ministério da Economia projeta superávit de US$ 50,1 bilhões para o saldo da balança comercial em 2019.

(Agência Brasil)

SiSU – Inscrições para mais de 59 mil vagas em instituições públicas começam nesta terça-feira

256 1

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai ofertar 59.028 vagas em 76 instituições públicas de ensino em todo o país no segundo semestre deste ano. As inscrições começam amanhã (4) e podem ser feitas até sexta-feira (7), na página do programa.

O número de vagas aumentou em relação ao ano passado, quando foram ofertadas, no segundo semestre, 57.271. O número de instituições participantes também cresceu, eram 68. Nesta edição, de acordo com o Ministério da Educação, estão disponíveis 64 cursos a mais para os candidatos.

Os estados com mais vagas são Rio de Janeiro, com 12.937, Minas Gerais, com 8.479, Bahia, com 6.745, e Paraíba, com 5.990.

O resultado da chamada regular será divulgado no dia 10 de junho. As matrículas devem ser realizadas de 12 a 17 de junho. O prazo para aderir à lista de espera é 11 a 17 de junho.

Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio em 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero.

(Agência Brasil)

TRE do Ceará alerta: eleitor com deficiência também deve fazer a biometria

Eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida deverão comparecer a uma unidade da Justiça Eleitoral para realizar o recadastramento biométrico, sob pena de cancelamento da inscrição eleitoral. O alerta é feito pela assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará. Essa obrigatoriedade vale para Fortaleza e municípios submetidos à revisão do eleitorado.

Por ocasião do período de revisão para coleta de dados biométricos, o eleitor com deficiência ou dificuldade de locomoção que torne extremamente oneroso o exercício do voto poderá solicitar a anotação dessa situação no cadastro eleitoral e a emissão de certidão de quitação por tempo indeterminado.

Procuração

Caso não seja possível o comparecimento ao cartório eleitoral, central ou posto de atendimento ao eleitor, o requerimento poderá ser apresentado por representante legal ou procurador devidamente constituído, acompanhado de documentação comprobatória da deficiência ou mobilidade reduzida.

SERVIÇO

Para saber se seu município o cadastramento biométrico é obrigatório confira o site do TRE-CE ou telefone para o 148. Mais informações, procure o Cartório Eleitoral ou posto de atendimento da sua cidade.

(Foto – TRE/CE)

UFC promove seminário internacional sobre bactéria que atua no trato gastrointestinal

O Campus do Porangabuçu, da Universidade Federal do Ceará, vai ser sede, nesta quinta e sexta-feira próximas, do II Simpósio Internacional Latino-Americano de Clostridium difficile: Epidemiologia, Patogênese, Prevenção e Tratamento. O evento ocorrerá no auditório do Núcleo de Pesquisas e Desenvolvimento de Medicamentos e contará com a presença de pesquisadores brasileiros e estrangeiros.

Organizado pelos Programas de Pós-Graduação em Ciências Morfofuncionais e em Farmacologia da UFC, o simpósio tem o objetivo de promover a prevenção, o diagnóstico e o tratamento da doença induzida pelo C. difficile, bactéria que atua no trato gastrointestinal e pode causar doenças como diarreia e colite pseudomembranosa.

Participarão do encontro pesquisadores de instituições como UFC, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade de São Paulo (USP). Também estão na lista de palestrantes profissionais de países como Estados Unidos, França, Chile e Costa Rica.

SERVIÇO

*A atividade é destinada a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores e profissionais da área. As inscrições são realizadas no site do evento (http://www.pcmf.ufc.br/ilacds2019/).

*Campus do Porangabuçu – Rua Coronel Nunes de Melo, 1000, Rodolfo Teófilo.

(Foto – Arquivo)

Enem 2019 – Quem teve nome social recusado, pode entrar com recurso até sexta-feira

Os estudantes que tiveram a solicitação do uso do nome social negado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem, até sexta-feira (7), interpor recurso. Eles devem enviar novos documentos para a análise, pela Página do Participante do Enem. O resultado do recurso será divulgado, também pela internet, no mesmo endereço, a partir do dia 10 de junho.

O atendimento pelo nome social é ofertado para participantes travestis ou transexuais que desejam ser identificados, na aplicação da prova, em consonância com a identidade de gênero.

O prazo para solicitar esse atendimento terminou no dia 24 de maio. Os candidatos tiveram que enviar documentos fotografia atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem o uso de óculos escuros e artigos de chapelaria; e cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficial com foto, válido.

Os documentos somente seriam aceitos caso estivessem nos formatos PDF, PNG ou JPG, com o tamanho máximo de 2MB.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, ao todo, nesta edição, foram feitos 2.068 pedidos de uso de nome social. O resultado da primeira análise está disponível desde o dia 31, também na Página do Participante.

(Agência Brasil)

Partido Cidadania quer disputar a prefeitura de 20 municípios cearenses

133 1

O Partido Cidadania (ex-PPS) já está estruturado em 70 cidades cearenses, informa o seu presidente estadual, Alexandre Pereira.

“Nossa meta é disputar com candidato próprio em pelo menos 20 municípios”, diz ele, satisfeito com o aumento de filiações dos últimos meses.

O Cidadania, hoje, só detém a Prefeitura de Cascavel, com Tiago Pereira, que assumiu em eleição suplementar. Alexandre, no entanto, está otimista.

Em Fortaleza, a legenda apoiará o nome que o prefeito Roberto Cláudio indicar.

DETALHE – Ele é secretário do Turismo de Fortaleza.

(Foto – Fiec)

Fundos Constitucionais aumentaram liberações em 15% no primeiro quadrimestre

Empreendedores e produtores das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste acessaram mais de R$ 10,5 bilhões no primeiro quadrimestre deste ano, via Fundos Constitucionais de Financiamento que atendem a esses territórios. O número representa um crescimento de 15,92% no volume de recursos captados no mesmo período em 2018. Os valores são administrados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e concedidos por meio do Banco da Amazônia, do Banco do Nordeste (BNB) e do Banco do Brasil, respectivamente.

A maior parte dos recursos, segundo a assessoria de comunicação da pasta, foi contratada no Nordeste, responsável pela captação de R$ 7,1 bilhões via Fundo Constitucional de Financiamento da região (FNE), entre janeiro e abril deste ano. O Rio Grande do Norte foi um dos destaques nesse período, ao aumentar o volume de financiamentos em 162%, alcançando um total de R$ 1,8 bilhão. Por sua vez, a Bahia aparece como o estado com o maior total de contratos, que somam mais de R$ 2,1 bilhões.

Os financiamentos para setores empresariais no Nordeste apresentaram aumento de 37,4%, alcançando mais de R$ 5,6 bilhões no período analisado. E os contratos que atenderam empreendimentos de pequeno e pequeno-médio porte foram os principais destaques, com avanços de 75,9% e 54% em seus volumes captados, respectivamente.

No Norte do País, registrou-se um acréscimo de 63,3% no montante contratado por empreendedores e produtores por meio do Fundo Constitucional de Financiamento da região (FNO). Se nos primeiros quatro meses de 2018 foram utilizados R$ 732,7 milhões, neste ano já foram contratados cerca de R$ 1,2 bilhão – com destaque para as movimentações no segmento empresarial, que cresceram 176%.

As atividades de médio (225%) e pequeno porte (119,1%) apresentaram as maiores variações positivas no período da análise. Amazonas (174,9%), Pará (100,6%) e Roraima (92,3%) foram as unidades federativas que registraram o maior aumento de captação de recursos do FNO.

Já o volume de recursos captados no âmbito do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) alcançou R$ 2,2 bilhões entre janeiro e abril deste ano. O valor apresenta ligeira variação negativa de 12,2% na comparação com o mesmo período em 2018, quando foram contratados R$ 2,5 bilhões. Isso porque a solicitação de crédito pelo setor rural registrou redução de 29,4%. Por outro lado, no entanto, os financiamentos empresariais saltaram 77,4%. As atividades de grande porte, por exemplo, captaram 85,2% mais dinheiro que no ano passado. O Distrito Federal foi o principal destaque da região, com elevação de 84,3% no total de financiamentos contratados.

Para o ministro Gustavo Canuto, os Fundos Constitucionais são instrumentos fundamentais para a redução das desigualdades regionais e o desenvolvimento do Norte, Nordeste e Centro-Oeste – territórios considerados prioritários pela Constituição Federal de 1998. “Essas três regiões, historicamente, tiveram um déficit de investimentos e os Fundos atuam para dar condições de igualdade para os desiguais. E os números provam que eles são uma ferramenta muito importante para apoiar o desenvolvimento produtivo e econômico”, destacou o ministro.

Governo do Ceará promove encontros regionais para elaboração do PPA 2020-2023

O Governo do Ceará vai promover, ao longo deste mês de junho, uma série de encontros regionais para elaboração do Plano Plurianual (PPA 2020-2023). Os trabalhos serão coordenados pela Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag). Técnicos do Governo irão a todas as macrorregiões de planejamento do Estado para ouvir os segmentos da sociedade, num amplo processo de participação popular.

A série de encontros tem início nesta primeira semana de junho e prosseguirá, com toda a programação, até o final do mês. Ao todo serão 14 encontros regionais, com a participação de representantes do Poder Público, dos colegiados territoriais e dos conselhos de direitos e de políticas públicas, bem como representantes da sociedade civil e dos setores produtivo e acadêmico.

Calendário de eventos

Na elaboração do PPA 2020-2023 vão ser observadas como premissas a gestão pública para resultados, a participação cidadã, a promoção do desenvolvimento territorial, a intersetorialidade e a sustentabilidade.

A partir do PPA são elaborados outros instrumentos de planejamento como a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA).

Pelo fim da ditadura do asfalto

173 1

Como título “Logística: somos reféns do asfalto”, eis artigo de Ernesto Antunes, consultor do Sebrae. Ele defende o fim da ditadura do asfalto. Confira:

Como atuamos na área de Logística de Transportes, verificamos que a greve dos caminhoneiros que completa um ano, deixou um recado claro: O País é refém do modal rodoviário. Sobre quatro rodas se transportam 65% da riqueza nacional. Se os motoristas cruzam os braços, o Brasil para. O governo passado pagou para ver. A paralisação pôs o pé no freio no crescimento econômico e fez o Produto Interno Bruto desabar, a ponto de encerrar 2018 com avanço de minguado 1,1%, nada para um País com tantas demandas sociais.

Analisando friamente esse imbróglio, temos uma certeza: Mesmo que a equipe econômica encabeçada por Paulo Guedes encontre uma saída para a crise com a categoria, a resposta será temporária. O Brasil paga a fatura de opções erradas feitas no passado, que tornaram o País refém do modal rodoviário. À medida que a industrialização nacional avançava, o asfalto foi ganhando a preferência tanto nos transportes de passageiros quanto no de cargas. Outros modais de transportes seguram o caminho inverso.

Juscelino Kubitschek, na segunda metade do século passado, acelerou o processo. Deu enorme impulso à indústria automobilística e deixou em segundo ou terceiro plano o transporte de cabotagem e de ferrovias. Os militares que assumiram o poder em 1964, também contribuíram para reduzir a malha ferroviária. Resultado: subverteu-se a lógica. Caminhões que deveriam responder por distâncias de até 400 quilômetros, deixando para o trem trechos mais longos, terminam imperando sem concorrência nos 8,5 milhões de quilômetros quadrados do território nacional.

Conhecidos diagnósticos, impõe-se solução duradoura; libertar-se da ditadura do asfalto. Mas ninguém é ingênuo de imaginar que a resposta resultará de uma simples canetada do presidente, pois o lobby nos meios políticos ainda é muito grande para atender toda a cadeia produtiva desse modal. Esse tipo de atitude tem tornado o nosso País ineficiente quando o assunto é a logística de transportes, principalmente pelo custo elevado, não cumprimento dos prazos de entrega e pela própria ineficiência dos portos, quando se trata de exportação.

*Ernesto Antunes,

Consultor do Sebrae/CE e Federação das Indústrias do Ceará (Fiec).

(Foto – Divulgação)

Instituto de Cultura e Arte da UFC fará ocupação artística no Teatro São José

Grupo Casa Caiada está na programação.

Diversos grupos artísticos do Curso de Música da Universidade Federal do Ceará promoverão uma série de apresentações e concertos didáticos na Semana de Ocupação do Instituto de Cultura e Arte (ICA). A programação, de 7 a 9 próximos, ocupará espaços no Teatro São José (Centro) e será aberta ao público, com sessões gratuitas e ingressos vendidos a preços populares, informa a assessoria de imprensa da UFC.

Na sexta-feira (7), às 14 horas, haverá recital Alma lírica, do Núcleo de Experimentações Operísticas (NEOU), sob a direção da professora Maria Juliana Linhares, com canções de câmara, peças de oratórios, poemas sinfônicos e árias de ópera de diferentes períodos da história da música ocidental. Na sequência, às 15 horas, é a vez do concerto didático da Banda Sinfônica da UFC-Fortaleza, sob a regência do professor Filipe Ximenes, com um repertório de peças representativas da música popular brasileira e do regionalismo nordestino.

No sábado (8), às 17 horas, Latinidades e danças populares: contrastes e aproximações entre fronteiras é o concerto didático proposto pelo Grupo de Violoncelos da UFC, coordenado pela professora Dora Utermohl de Queiroz. Formado por oito violoncelistas, o grupo partilha com o público uma seleção de obras de compositores europeus e latino-americanos. A entrada é franca para o recital Alma lírica e os concertos didáticos.

Com sessões nos dias 7, 8 e 9 de junho, às 19 horas, o Grupo de Música Percussiva Acadêmicos da Casa Caiada estreia a temporada de Que caboclo são vocês?. O quarto espetáculo cênico-musical do Casa Caiada é inspirado em sons e ritmos de manifestações da cultura popular, como o caboclinho, o bumba-meu-boi e a capoeira. Criado em 2008, o grupo é atualmente dirigido pela professora Catherine Furtado e promove a formação artística e docente dos estudantes de Música através de práticas coletivas de percussão.

Os ingressos do espetáculo do grupo Casa Caiada custam R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro São José.

SERVIÇO

*Programação completa aqui.

*Teatro São José – Rua Rufino de Alencar, 299, Centro de Fortaleza.

(Foto – Divulgação)

 

Assembleia Legislativa debate crescimento do turismo de eventos em Fortaleza

A Assembleia Legislativa realizou, nesta tarde de segunda-feira, uma audiência pública que tratou sobre o crescimento do turismo de eventos em Fortaleza. O encontro ocorreu no Complexo das Comissões Técnicas por iniciativa do deputado Sérgio Aguiar (PDT). A audiência pública discutiu principalmente a “Pesquisa do Impacto do Turismo de Eventos na Economia do Ceará”.

O Ceará é um referencial com praias paradisíacas de águas cristalinas, comidas típicas e uma divertida vida noturna. Tudo chama a atenção do mundo. Há cinco anos o setor de turismo cearense era responsável por 5% de toda a riqueza produzida no Estado. Segundo o Ipece, daqui a 15 anos serão 25%.

Pesquisas

Em 2002, só em Fortaleza, foram realizados 102 eventos de turismo. Segundo a Secretaria Estadual do Turismo foram deixados R$ 49 milhões. Em 2015 foram realizados 560 eventos e os participantes deixaram R$ 368 milhões somente no turismo de eventos. Segundo Sérgio Aguiar, esses dados são “prova de que Fortaleza cresceu no setor de eventos turísticos”. Ele diz que este crescimento não foi por acaso e lembra que em 2012 o Governo do Estado do Ceará inaugurou o Centro de Eventos do Ceará.

As atividades turísticas no Ceará registraram de 2006 a 2017 um aumento de mais de 60% de demanda turística, segundo a Setur-Ceará. Sérgio Aguiar, que é vice-presidente da Comissão de Indústria, Comércio, Turismo e Serviço, disse que “o turismo se firma como um setor de crescente importância na economia estadual, contribuindo diretamente para a geração de emprego, renda”.

Na mais recente pesquisa, sob a responsabilidade, principalmente, Fecomércio, Unifor e Visite Ceará (Fortaleza Convention & Visitors Bureau), houve a constatação de que 94% dos turistas de eventos são brasileiros, enquanto 6% vêm de outros países. A pesquisa ainda descobriu que 60% dos turistas que visitam Fortaleza têm nível superior. E destes 18% têm especialização, 7% têm mestrado e 5% doutorado. Já 35% dos brasileiros que por aqui circulam vêm do Sudeste, com destaque para São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Outros 27 por cento vêm do Nordeste, principalmente da Bahia e de Pernambuco.

(Foto – Divulgação)

Neymar é intimado a depor; assessoria jurídica da CBF tenta adiar

O atacante Neymar foi intimado, nesta manhã de segunda-feira, a depor na próxima sexta-feira. O jogador, que se encontra no CT da Seleção Brasileira, em Teresópolis, é investigado por supostos crimes virtuais cometidos no último domingo, quando ele publicou um vídeo com conversas e fotos íntimas da mulher que o acusa de estupro. A intimação foi entregue por policiais da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática, informa o portal da Veja Online.

A assessoria jurídica da CBF, contratada para ajudar na defesa do jogador, está tentando adiar o depoimento para a próxima semana. O motivo é que Neymar estará em Porto Alegre na sexta-feira, concentrado para o amistoso da seleção brasileira contra Honduras, marcado para o próximo domingo.

No último sábado, uma mulher registrou um boletim de ocorrência, em São Paulo, acusando Neymar de estupro. O crime, segundo ela, foi cometido em Paris, para onde viajou a convite do próprio jogador, no mês passado. No B.O., ela afirmou que o atacante estava aparentemente embriagado e, após conversarem e trocarem carícias no hotel, o jogador se tornou agressivo e “mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima”.

(Foto – Reprodução do Instgram)

Inflação pelo IPC-S cai para 0,22% em maio

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) foi de 0,22% em maio. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), a taxa é 0,41 ponto percentual menor que a registrada em abril (0,63%).

A queda foi provocada principalmente pelos alimentos, que caíram de uma inflação de 0,63% para uma deflação (queda de preços) de 0,37%, ou seja, uma queda de 1 ponto percentual.

Outros seis grupos de despesa tiveram redução na taxa, entre eles transportes (-0,5 ponto percentual, ao cair de 0,99% em abril para 0,49% em maio), vestuário (-0,62 ponto percentual, ao cair de 0,89% para 0,27%) e educação, leitura e recreação (-0,4 ponto percentual, ao passar de 0,5% para 0,1%).

Também tiveram diminuição saúde e cuidados pessoais (-0,22 ponto percentual, ao recuar de 0,84% para 0,62%), despesas diversas (-0,38 ponto percentual, ao passar de 0,61% para 0,23%) e comunicação (-0,3 ponto percentual, ao cair de 0,07% para -0,23%).

O único grupo de despesas com alta na taxa de abril para maio foi habitação. Avançou de 0,37% para 0,54%.

(Agência Brasil)