Blog do Eliomar

Últimos posts

Camilo Santana inicia voo pelo cenário nacional

CAMILO-SANTANA-1

Nesta terça-feira, às 16 horas, o governador Camilo Santana (PT) abrirá sua agenda para receber, no Palácio da Abolição, a reportagem da revista Carta Capital.

Será oportunidade de Camilo falar dos seus primeiros seis meses de gestão, abordar conjuntura política nacional – com análises sobre o Governo Dilma, e, claro, tratar sobre a luta do momento do Estado: o hub da TAM, que é aquele ponto de conexões internacionais de voos também disputado por Natal (RN) e Recife (PE).

TST – Funcionário não pode ser obrigado a comprar roupa da marca para trabalhar

“Funcionários que são obrigados a usar as roupas e acessórios da loja durante o horário de trabalho devem receber os produtos de graça. Caso contrário, o empregador deverá ressarcir o empregado pelos gastos indevidos. O entendimento é da 2ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho ao julgar ação movida por um funcionário contra a marca de roupas TNG. Na decisão, a corte, por unanimidade, considerou que a obrigação do empregador de fornecer o uniforme foi transferida ao empregado.

Em seu pedido, o vendedor alegou que gastava cerca de R$ 350 por mês na loja que o contratou por ser obrigado a trabalhar exclusivamente com roupas da marca. A TNG afirmou que nunca obrigou ninguém a adquirir suas roupas. A loja informou que a única atitude em relação ao assunto era o fornecimento de 50% de desconto para os vendedores que desejassem comprar roupas da marca.

Na reclamação trabalhista ajuizada na 37ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, o juiz determinou que a empresa restituísse R$ 250 por mês trabalhado ao vendedor. A TNG também deveria pagar 30% a mais sobre o valor total da indenização, conforme previsão em norma coletiva.

A empresa moveu recurso contra a decisão por considerar o acréscimo de 30% sobre o valor da restituição “descabido”. Argumentou que o autor não devolveu nenhuma peça de roupa adquirida e que a decisão da corte de primeiro grau promoveria enriquecimento ilícito do empregado. No entanto, os desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (MG) decidiram que a condenação foi razoável.

No recurso ao TST, a empresa alegou violação do artigo 884 da Consolidação das Leis do Trabalho, que trata de enriquecimento sem causa, e insistiu na tese de que não obrigava o uso das roupas da TNG aos funcionários. Para a relatora da ação, ministra Delaíde Miranda, o que se discute no processo não é a imposição do uso das roupas aos empregados, mas a transferência a eles da obrigação que é originalmente da empregadora.”

(Site do Consultor Jurídico)

Gorete Pereira: PR já trabalha Capitão Wagner como candidato a Prefeito de Fortaleza

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=otG7ZzKhRPQ[/youtube]

O Partido da República vai reforçar seu trabalho em Fortaleza de olho nas eleições de 2016. Segundo a vice-presidente estadual da legenda, a deputada federal Gorete Pereira, virá um encontro de mulheres em busca de novas filiações.

Ela confirmou que o deputado estadual Capitão Wagner é o nome que o PR apresentará aos partidos que querem formar a Frente das Oposições na Capital.

Para Gorete Pereira, o Capitão Wagner tem tudo para ser o candidato das oposições, pois seu peso eleitoral garante passagem sua para o segundo turno da disputa de 2016.

Vendas do comércio registram queda de 2% nos primeiros cinco meses deste ano

“As vendas do varejo restrito (que não incluem veículos automotores e materiais de construção) caíram 0,9% em maio em relação a abril, passando a acumular nos primeiros cinco meses de 2015 retração de 2%. Já a receita nominal do setor não apresentou variação de abril para maio, mas cresceu 4,1% de janeiro a maio deste ano e 5,7% no acumulado dos últimos 12 meses.

Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada hoje (14), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o levantamento, a queda no volume de vendas do comério varejista restrito de abril para maio é a quarta consecutiva. Em comparação com maio do ano passado, a retração no volume de vendas do comércio chegou a 4,5%, mas a receita nominal do setor subiu 1,9%.

As vendas do comércio varejista ampliado (que incluem alimentos, combustíveis, veículos automotores e materiais de construção) do país caíram 7% nos cinco primeiros meses de 2015 e 5% nos últimos 12 meses.

Já a receita nominal (que não leva em conta a inflação do período) registrou declínio de 1,1% de janeiro a maio deste ano e aumento de 0,8% nos últimos 12 meses. O comércio varejista ampliado do país fechou maio deste ano, em relação ao mesmo mês de 2014, com quedas de 10,4% para o volume de vendas e de 4,2% na receita nominal de vendas.”

(Agência Brasil)

Cagece vai suspender abastecimento de água em 10 bairros nesta quarta-feira

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informa, em nota, que realizará, nesta quarta-feira, serviço de substituição de uma válvula na Unidade de Transição Remota (UTR-21) Vila Brasil. Para isso, a companhia vai suspender o abastecimento nos seguintes bairros: Dendê, Itaoca, Itapery, Maraponga, Mondubim, Parangaba, Parque São José, Serrinha, Vila Manoel Sátiro e Vila Pery.

A ordem é melhorar a capacidade operacional do sistema que controla e regula a pressão da água que vai para as residências. O serviço está previsto para ser concluído até às 16 horas de quarta-feira, quando o sistema de abastecimento voltará a funcionar normalmente. Porém, em algumas áreas mais elevadas, o completo equilíbrio do sistema poderá ocorrer até às 8h desta quinta-feira (16).

O porta-voz de quem gosta do coletivo

63 1

Com o título”Em defesa do transporte público”, eis artigo do jornalista Paulo Renato Abreu, que pode ser conferido no O POVO desta terça-feira. Ele fala do preconceito que muitos ainda sofrem por andar de ônibus. Confira:

Sou um adulto fracassado. Foi o que concluiu uma colega de infância quando me viu dia desses no Conjunto Ceará/Aldeota. “Eu te via postando fotos de viagens no Facebook, fazendo matéria com gente importante, aí pensei que você estava bem de vida”, disse. Tentei me defender, alegando que estou bem: trabalho com o que gosto e viajo sempre que posso. Ela riu.

O choque maior veio quando eu disse não ter pretensão de comprar carro tão cedo. “É assim mesmo, quem mais estuda é quem menos ganha dinheiro, né?”, debochou, achando balela tudo o que eu dizia. Em seguida, desconversou, deu sinal e sumiu. Quase me desculpei por curtir ônibus.

Sei dos apertos, da cotovelada, da insegurança e da caixinha de som criminosa. Mas encontro vantagens em andar de ônibus. Como não gosto de dirigir, é um alívio subir no coletivo e não ter de me preocupar com o trânsito ou onde estacionar. Outra vantagem, essa mais subjetiva, é a riqueza de histórias que uma viagem de ônibus oferece. Já escutei muitos dramas e alegrias.

Busão é também espaço da leitura despretensiosa, de ouvir músicas e de olhar a Cidade. Mas pouco importa tudo isso. A regra é clara: sucesso profissional só dialoga com automóvel próprio. E também com engarrafamento, com espaço para cinco pessoas ocupado só por uma, com ausência de preocupação ambiental e com preguiça de olhar a Cidade do coletivo.

Óbvio que a experiência poderia ser mais segura e mais rápida, com mais faixas exclusivas, aumento da frota e maior diversidade de linhas. Ar-condicionado também é outro convite. O valor da passagem deveria dialogar melhor com a qualidade do serviço, assim como a “conversa” das empresas com a categoria poderia ser mais eficiente, evitando a costumeira greve.

Parafraseando Paulo Leminski, afirmo: ainda vão me prender quando descobrirem que faço parte dessa gente que pensa que ônibus é uma parte importante da Cidade. Pois só quando a gente olhar para os coletivos com olhos de cuidado, o negócio vai andar. Só fugir não vai resolver. Afinal, se todo mundo for “bem de vida” e resolver sair sempre de carro, Fortaleza vai ficar impraticável.

*Paulo Renato Abreu

paulorenatoma@gmail.com

Jornalista do O POVO.

TRT do Ceará em greve a partir de quinta-feira

Os servidores da Justiça do Trabalho no Ceará vão entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir de quinta-feira. A ordem é cobrar a sanção presidencial do PLC 28/2015 que recompõe as perdas salariais da categoria. No último dia 30, o Senado aprovou recomposição salarial escalonada, de julho de 2015 até dezembro de 2017. O texto prevê que a reposição – entre 53% e 78,56%, será concedida de acordo com a função exercida por cada servidor. O pagamento será feito em seis parcelas.

Com a paralisação, os jurisdicionados não serão atendidos, uma vez que as Varas Trabalhistas em Fortaleza e no Interior adiarão as audiências. A informação é do presidente do Sindicato dos Servidores da 7ª Região do Trabalho (Sindissétima), Bernadette Rabelo, acrescentando que a categoria está com os salários congelados há mais de 12 anos e sem data-base.

Na quinta-feira, a partir das 14 horas, os servidores da Justiça do Trabalho farão mobilização unificada com os servidores do Judiciário Federal e do Tribunal Regional Eleitoral, na Praça Murilo Borges. A ação conjunta será coordenada pelo Sindissétima (Sindicato dos Servidores da 7ª Região do Trabalho), Sintrajufe-CE e SINJE (Sindicato dos Servidores da Justiça Eleitoral do Ceará).

Vitor Valim se diz “feliz” de ser lembrado para disputar a Prefeitura de Fortaleza

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=gXg2jtInaaE[/youtube]

O deputado federal Vitor Vali (PMDB) disse, nesta terça-feira, estar muito feliz por estar sendo lembrado como opção do seu partido para a disputa pela Prefeitura de Fortaleza, em 2016.

“Tive quase 60 mil votos na cidade de Fortaleza, cidade que nasceu, cidade onde cresceu e por duas vezes representei no legislativo, mas vamos deixar isso para discussão no momento certo, que são as convenções partidárias”, disse o parlamentar.

Mesmo evitando se definir como pré-candidato a prefeito, Vitor Valim não poupou críticas à administração do prefeito Roberto Cláudio (Pros).

Operação Lava Jato – Laudo da PF rastreia R$ 126 mil para “empresas de lavagem”

“O primeiro laudo da Polícia Federal de aprofundamento de dados sobre cartel, sobrepreço e desvios em contratos da Petrobras aponta que, entre 2009 e 2015, um total de 126 milhões de reais foi parar em contas de “empresas operadoras de lavagem de dinheiro”. O valor é parte dos 16% de sobrepreço identificados em um único contrato das obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, iniciadas em 2007, em favor de um consórcio liderado pela Construtora Camargo Corrêa (Consórcio CNCC).

“Os exames periciais demonstraram que, garantida a vantagem advinda do sobrepreço, estabeleceu-se um modus operandi sofisticado, planejado para dissimular o relacionamento do Consórcio CNCC com empresas operadoras de lavagem de capitais”, registra o laudo 1342/2015, da Polícia Federal, anexado na semana passada aos autos da Operação Lava Jato.

Contratado em 2009 para a construção das Unidades de Coqueamento Retardado (UCR-21 e UCR-22) da Refinaria Abreu e Lima, o consórcio CNCC recebeu da Petrobras, no período entre 2010 e 2015, o valor líquido de 4,57 bilhões de reais. Desse montante, foram identificados 648,5 milhões de reais de sobrepreço no material periciado.

“O CNCC utilizou-se de [empresas] integrantes/associadas e terceirizadas/fornecedoras para, fraudulentamente, destinar a empresas operadoras de lavagem de dinheiro uma parte dos recursos oriundos do superfaturamento do contrato”, registram os peritos criminais federais João José de Castro Vallim, André Fernandes Britto e Adilson Carvalho Silva.

O documento, de 209 páginas, é o primeiro de uma série de perícias técnicas da Polícia Federal que apontam um porcentual de desvios na Petrobras de até 20% do valor dos contratos. O porcentual é superior aos 3% apontados até aqui nas investigações da Lava Jato, que inclui apenas a propina destinada aos agentes públicos e a políticos. “Assim, o que se buscou foi seguir uma linha a partir da análise da licitação da obra até a canalização de recursos para possíveis pagamentos ilícitos”, diz a PF.”

* Da Veja Online, leia mais aqui.

TJ vai reajustar custas judiciais e Ministério Público quer sua parte desse bolo financeiro

Uma mensagem oriunda do Tribunal de Justiça do Estado quer aumentar as custas judiciais, ou seja, taxas que o cidadão paga durante o processo. A mensagem tramita em regime de urgência, já que a Assembleia Legislativa entrará de recesso até sexta-feira.

Atualmente, o TJ morde 88% das custas judiciais, que vão para o Fermoju (Fundo de Reaparelhamento e Modernização do Judiciário), e a Defensoria Pública come 12%, gerido pelo Fundo de Apoio e Aparelhamento da Defensoria do Estado (Faadec).

Dentro desse contexto, entrou mais um ente público querendo sua parte nesse fundo: o Ministério Público Estadual. A luta está sendo encampada pela Associação Cearense do Ministério Público. O presidente da entidade, promotor Lucas Azevedo, conversou com o Blog sobre essa questão.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=XAdBsSXEIYY[/youtube]

 

 

Domingos Neto – Saída do Pros depende da Reforma Política

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=DzZPdhHlsqs[/youtube]

O deputado federal Domingos Neto (Pros) deu detalhes, nesta madrugada de terça-feira, sobre resultados do encontro que o partido, sob comando de Ciro e Cid Gomes realizou no Hotel Romanos, em Messejana.

O parlamentar informou que não há nada definido ainda sobnre sair ou não do Pros e ingressar em outra legenda como o PDT.

Segundo Domingos Neto, a decisão do grupo do Pros deixar ou não o partido passará pela Reforma Política e pela garantia de uma janela para novas filiações.

Juristas cearenses na luta contra PEC que exclui procurador estadual do direito de advogar

unnamed (41) 

Alcimor Rocha também conversou com o vice, Michel Temer.

Em nome da Associação Nacional dos Procuradores de Estado, o jurista Walmir Pontes Filho, conversou nessa segunda-feira, em Brasília, com o vice-presidente Michel Temer, também articulador político do Planalto.

Tendo ao lado do advogado Alcimor Rocha, o jurista Walmir Pontes Filho tratou de uma proposta de emenda à Constituição Federal, que visa a proibir os procuradores de exercer a advocacia privada (a única vedação, já existente, é que eles não advoguem contra a Fazenda Pública que os remunera).

“Essa emenda há de ser rejeitadas. Afinal, essa PEC fere autonomia administrativa dos Estados (e dos Municípios), que organizam, eles próprios, os seus serviços. Foi isto que fomos sustentar em Brasília, ou seja, a higidez do pacto federativo”, explicou para o Blog o jurista Walmir Pontes Filho. A emenda tramita no Congresso.

(Foto – Divulgação)

ACI 90 Anos – Grupo O POVO ganha selo comemorativo

90-anos-aci-490x284

O Jornal O POVO ganhará, nesta terça-feira, às 19h30min, o Selo Alusivo aos 90 anos da Associação Cerense de Imprensa (ACI). O ato ocorrerá na sede da entidade, com festão sob comando da jornalista Adísia Sá.

Além do O POVO, serão agraciados com o selo o Grupo Cidade de Comunicação, o Sistema Jangadeiro de Comunicação, o Sistema Verdes Mares de Comunicação, o jornal O Estado, o Sindicato dos Gráficos, o Sindicato dos Radialistas e o Sindicato dos Jornalistas, além do Curso de Comunicação Social da UFC.

Operação Lava Jato – PF cumpre nova fase em seis Estados e no Distrito Fedral

“A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) cumprem hoje (14) 53 mandados de busca e apreensão, na Operação Politeia. Os mandados são referentes a seis processos instaurados no Supremo Tribunal Federal (STF) a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato e estão sendo cumpridos em seis unidades da Federação: Bahia, Pernambuco, Alagoas, Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal.

Eles foram expedidos pelos ministros do STF Teori Zawascki, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski. A PF informou que as buscas ocorrem na residência de investigados, em seus endereços funcionais, sedes de empresas, em escritórios de advocacia e órgãos públicos.

O objetivo é evitar que provas importantes sejam destruídas pelos investigados. Eles respondem a crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, fraude a licitação, organização criminosa, entre outros.

O nome da operação, Politeia, vem do livro A República, de Platão, que faz referência a uma cidade perfeita, onde a ética prevalece sobre a corrupção.”

(Agência Brasil)

“Escândalo dos banheiros” completa quatro anos

95 1

banheiros irregulares

Com o título “Um escândalo há quatro anos”, eis tópico da Coluna Política do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta treça-feira. Ele relembra o caso dos banheiros. Confira:

Há quatro anos, O POVO publicava reportagem do jornalista Bruno Cabral que começava a trazer à luz um dos mais desavergonhados casos de corrupção da história recente do Estado: o escândalo dos banheiros. As vítimas primeiras eram populações pobres, que nem banheiro têm em casa. Além de tudo, uma crueldade.

O então presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Teodorico Menezes, está afastado da Corte, por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde responde a processo. Dirigentes de entidades que receberam dinheiro público para construir banheiros e nunca realizaram as obras tinham ligações pessoais, profissionais ou políticas com ele.

Outro que responde no STJ é o filho de Teodorico, o ex-deputado estadual Téo Menezes, cuja campanha em 2010 recebeu doações de alguns dos dirigentes cujas entidades receberam verba e não executaram o trabalho previsto. O afastamento do então parlamentar da Assembleia Legislativa foi pedido, mas não foi acatado. No ano passado, não foi reeleito.

Secretário das Cidades que assinou os convênios nunca concretizados, Jurandir Santiago era presidente do Banco do Nordeste (BNB) quando o escândalo foi descoberto. Deixou o BNB meses após O POVO revelar o escândalo, depois que o Ministério Público encontrou indícios de que, conforme O POVO revelou também com exclusividade, teria recebido dinheiro que deveria ter ido para a construção de banheiros em Ipu.

O secretário das Cidades na época em que o escândalo dos banheiros estourou era Camilo Santana (PT). Não chegou a liberar recursos, mas autorizou a última prorrogação de prazo para os convênios. Meses antes de O POVO divulgar o caso, chegou a instaurar procedimento para investigar as irregularidades. Hoje, é governador do Ceará.

Mais triste de tudo é que o programa de construção de banheiros até hoje não tenha sido retomado. Mudanças foram anunciadas para evitar desvios. Mas não se tem notícia de que um banheiro sequer tenha sido construído. Enquanto isso, as famílias aguardam.

 

Arcebispo de Fortaleza prega mais valores familiares

foto dom josé antonio

Da Coluna Vertical, do O POVO desta terça-feira:

O arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio de Aparecido Tosi, presidiu ontem a primeira missa da Igreja de Fátima, dentro de uma tradição que se repete a cada dia 13 em homenagem a Nossa Senhora. Mas o que chamou a atenção mesmo foi sua homilia.

O arcebispo fez questão de rezar pelos governantes. Pediu para que reflitam sobre as leis que estão aprovando sem levar em conta o que Deus ensina e sem levar em conta que a família foi constituída por Deus como homem e mulher. Também fez pregação contra o aborto e defendeu a vida acima de tudo e de todos os interesses.

Resumindo: apregoou contra o aborto e contra o casamento gay, hoje difundidos em vários países e que vem ocupando espaços no Brasil. Claro que dom José não vai na contramão da Igreja. Mas esses temas não estão, no momento, na agenda do papa.

Tasso Jereissati destaca no Senado os 90 anos da Associação Cearense de Imprensa

tassoojereissati

O senador Tasso Jereissati (PSDB) apresentou, nessa segunda-feira (13), no plenário do Senado Federal, voto de congratulações à Associação Cearense de Imprensa (ACI). A entidade está completando 90 anos de existência nesta terça-feira (14).

Em seu requerimento, Tasso destacou a ACI como “uma das mais respeitadas e reconhecidas entidades de comunicação em todo o Brasil”. Ele destacou que “a ACI fez história na comunicação social e na imprensa do Ceará, e se esforça, desde sua criação, em mediar diálogos de classe, contribuindo para o entendimento entre veículos e profissionais”.

A entidade congrega, há nove décadas, jornalistas, gráficos, radialistas, publicitários, escritores e outros profissionais do setor de comunicação, atuando “sempre na defesa dos direitos da liberdade de expressão”, destacou Jereissati.

 

PSTU e CSP/Conlutas apelam aos deputados no aeroporto contra mudança na cláusula de barreira

92 1

unnamed (40)

Grupo fez um paredão no embarque do Pinto Martins.

Cerca de 50 militantes do PSTU e da CSP-Conlutas realizaram um corpo a corpo junto a parlamentares federais cearenses que embarcaram, nesta madrugada de terça-feira, para Brasília. O grupo protesta contra possível mudança na cláusula de barreira, um dos itens da Reforma Política.

No primeiro turno, o item foi aprovado exigindo que um partido, para ter acesso à programa gratuito no rádio e na tevê, contasse com pelo menos quatro deputados federais. Neste segundo turno de votação, apareceu emenda exigindo agora nove deputados federais. O secretário -geral do PSTU, Gearado Magela, considera essa media um golpe contra pequenos partidos e, em especial, contra legendas ideológicas.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=6jp8Cw6EB8E[/youtube]

Entre os parlamentares que foram abordados pelo grupo do PSTU/CSP-Conlutas, estava o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB). O parlamentar não parou para conversar com os manifestantes. Gomes de Matos disse que é hora de o País dar um basta a tantos partidos.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=j9VXOtP5Z1I[/youtube]

É, mas nessa tese de acabar com o festival de partidos políticos no Brasil não tem gente só da oposição ao Governo Dilma. O deputado federal José Airton (PT), que passou na rota de Brasília, não parou para conversar com o grupo.

José Airton, em conversa com o Blog, defendeu a necessidade de cláusula de barreira como forma de reduzir a salada política que existe no País.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=KKLyOvNE2UE[/youtube]

A manifestação realizada pelo PSTU-CSP Conlutas no aeroporto de Fortaleza se repetiu em outros aeroportos. O partido promete, ao lado de outras pequenas legendas, fazer pressão no Congresso Nacional nesta semana de votações do segundo turno da Reforma Política.

(Foto – Paulo MOska)