Blog do Eliomar

Últimos posts

A lamentável era dos absurdos

Em artigo no O POVO deste sábado (2), o jornalista Ítalo Coriolano comenta das atrocidades do mundo. Confira:

Não sei o que anda acontecendo com o mundo, mas está cada dia mais difícil encará-lo diante dos absurdos que se amontoam. Já abro os sites de notícia pela manhã com aquele receio de saber qual será a bomba do dia. E não importa a área – há sempre algo a nos deixar incrédulos. “Mas será que isso é verdade mesmo?”. “Tem certeza de que não é coisa do Sensacionalista? (página com fatos fictícios que ironizam a realidade)”. Quem nunca levantou esses questionamentos?

Uma bomba explodindo no metrô de Bruxelas, Eduardo Cunha com sua milésima manobra para tentar escapar da cassação na Câmara, Donald Trump liderando prévias nos EUA, listão da Odebrecht com codinomes que comprometem de A a Z, garoto agredido porque usava camisa vermelha, PTN prestes a ganhar ministério no governo Dilma, roubo de dinheiro da merenda escolar em São Paulo. Algo que já foge mesmo do campo do bizarro. É da seara do assustador.

Na última quarta, por exemplo, quando você acha que nada de mais louco pode aparecer, um homem ameaçou atear fogo em uma juíza como forma de obrigá-la a dizer que ele era inocente. Evaporou-se a noção do bom senso. A violência adquire formas que comprometem seriamente nosso futuro. O que é instável tende a se desintegrar. A história está repleta de outros eventos lamentáveis, cada um com diferentes alcances. Não foram e nem deverão ser esquecidos. Devem servir de alerta para as novas gerações.

Entretanto, muitos não estão preocupados com isso. Evoluir não parece ser uma meta. O grave quadro clama por reações, não importa como elas se deem. É válida a pregação do bem diariamente pelo religioso incansável que quase faz do Terminal da Parangaba sua morada. É válida a dedicação de voluntários que oferecem alimentos a moradores de rua na Praça do Ferreira. É válida a ação de entidades que buscam recuperar dependentes químicos.

É válida a missão de procuradores em barrar a corrupção que vai do Sertão do Ceará ao Palácio do Planalto. É válida a atitude corajosa dos profissionais da organização Médicos Sem Fronteiras, arriscando suas vidas em pontos de conflitos. É válido conversar com o amigo ou parente que prega a intolerância no Facebook. O importante é não ficar inerte à acelerada degeneração da humanidade.

Escola de Saúde Pública do Ceará tem novo superintendente

406 4

foto moacir tavares

O odontólogo Moacir Tavares Martins Filho assumiu a superintendência da Escola de Saúde Pública do Ceará, com cerimônia oficial de posse marcada para a próxima semana.

Doutor em Saúde Pública, pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Moacir Tavares é graduado em Odontologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e mestrado em Saúde Pública pela Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Primeiro-ministro belga prevê novos ataques terroristas na Europa

O primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel, afirmou, em entrevista ao jornal La Libre Belgique, que haverá novos atentados na Europa, incluindo na Bélgica, destacando que o “risco zero não existe”.

Na entrevista, Charles Michel diz que o alerta de risco de atentado se mantém no nível três, de uma escala de quatro, que considera um nível preocupante.

Reconhece também que a coordenação entre os diferentes serviços de informação deve melhorar, mas considera que uma nova reforma do Estado não resolverá nada na luta contra a ameaça terrorista.

“A prioridade hoje é fazer funcionar as instituições existentes”, disse, defendendo: “Devemos pôr em marcha tudo o que for necessário para melhorar a nossa capacidade de ação no domínio da segurança”.

Os atentados no aeroporto de Zaventem e na estação de metrô de Maelbeek, no passado dia 22 de março, provocaram 32 mortos e 340 feridos.

Os ataques foram reivindicados pelos extremistas do Estado Islâmico e perpetrados por três bombistas suicidas.

(Agência Brasil)

Lula diz que nunca foi às ruas para derrubar governo

316 4

foto lula evento 05 fontenele

“Fui oposição a vida inteira. Perdi três eleições seguidas e vocês nunca viram eu chamar o PT pra ir pra rua, pra derrubar governo, a gente fazer manifestações pra que esse País não desse certo”.

A declaração é do ex-presidente Lula, durante evento na manhã deste sábado (2), na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza. O ex-presidente afirmou que o processo de impeachment está na Constituição, mas “tem que ter base legal, tem que ter crime de responsabilidade”.

“E a companheira Dilma e o seu governo não cometeram nenhum crime de responsabilidade. (…) Foi só a Dilma começar a andar de bicicleta, e eles inventaram de começar a tentar cassar ela (sic) por causa de uma pedalada”, ressaltou Lula, ao assegurar que o processo de impeachment é “golpista”.

“Temer é um constitucionalista, um professor de Direito. Ele sabe que o que estão fazendo é golpe. E sabe que isso vão cobrar é do filho dele, do neto dele, amanhã, porque a coisa mais vergonhosa de chegar ao poder é tentar encurtar o mandato de uma mulher com a seriedade e a qualidade da presidente Dilma Rousseff”, afirmou.

foto lula evento 06 geral

Ao final do evento, Lula seguiu para um almoço com o governador Camilo Santana e, ainda neste sábado, retornará a São Paulo. Segundo os organizadores da manifestação em Fortaleza, cerca de 55 mil pessoas estiveram na Praça do Ferreira. De acordo com a Polícia Militar, o número ficou entre 10 mil a 12 mil pessoas.

(Fotos: Fco Fontenele / O POVO)

As estratégias no jogo do impeachment

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (2), pelo jornalista Érico Firmo:

A manifestação de hoje em Fortaleza é um dos principais atos até agora na estratégia governista para tentar demonstrar que a presidente Dilma Rousseff e o PT não estão isolados. É parte da disputa das ruas, que se reflete em pressão sobre os parlamentares que votarão o impeachment. Em paralelo, outra disputa é travada, em torno do apoio político mais imediato. É o varejo das negociações com partidos e políticos em Brasília. A velha distribuição de cargos em troca de apoio.

Com o rompimento do PMDB, o governo corre em busca de apoios. Isso se dá em duas trincheiras. De um lado, negocia com partidos. De outro, sabe que quem controla as direções das siglas não necessariamente controla os votos dos deputados. Então, negocia também no varejo, deputado a deputado. O resultado é que esses apoios custam muito mais caro.

Ofertas de cargos e benefícios em um governo que pode não estar no poder até o fim do semestre tem poder de sedução consideravelmente menor. A saída do principal aliado foi um sinal e tanto de enfraquecimento do governo. E o PMDB também tem acenado com espaços num eventual futuro governo a quem os apoiar. Nesse sentido, é mais vantajoso estar do lado de um governo que talvez vá começar do que de um que esteja chegando ao fim. Diante da dúvida sobre a continuidade de Dilma, as ofertas seduzem menos. A incerteza faz com que haja necessidade de oferecer maiores ganhos para receber adesões – essa é uma regra do mercado – mesmo o mercado político.

Por outro lado, o PMDB pode – em certo sentido – até ter dado contribuição ao governo. Claro que a perda de aliado de tanto peso, ainda que muito infiel, fragiliza. Porém, acabou abrindo os espaços que o Palácio do Planalto agora usa para tentar seduzir e segurar outros aliados.

A decisão de deixar o governo acabou servindo para aprofundar o racha interno. Os peemedebistas têm se equilibrado há décadas fazendo jogo no qual alguns aliados ficam perto do governo e outros tantos batem. Esse caráter híbrido sempre foi o grande atrativo peemedebista. Era uma forma de relação que atendia aos interesses de praticamente todos.

Sem o pé no governo, peemedebistas ficam sem cargos – em tese, porque a prática até agora é outra. Diante da bola dividida, muitos que faziam jogo duplo têm preferido ficar do lado do poder, ainda que temporário.

A questão é saber se os que resolverem sair não serão suficientes para derrubar o governo. Isso tudo depende das sinalizações políticas. Se o governo transmitir a imagem de que está derrotado e com os dias contados – impressão que cresceu de forma vertiginosa no último mês – não tenham dúvidas de que todos que se seguram em cargos irão pular. Quem fica por fisiologismo não se segura numa administração condenada. Por isso a mobilização de rua, como a que ocorre em Fortaleza, é tão chave para o desejo de Dilma de ficar no Planalto.

Lula diz que Michel Temer tem consciência do ‘golpe’

foto lula evento 04 camilo

Em discurso na Praça do Ferreira, na manhã deste sábado (2), o ex-presidente Lula disse que o vice-presidente Michel Temer (PMDB) tem consciência que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff é uma tentativa de golpe.

Para Lula, no entanto, os peemedebistas irão se frustrar, pois “não vai ter golpe”! “Quanto mais eles acharem que vão ganhar, mais nós vamos fingir que iremos perder”, comentou.

Lula também disse que os “golpistas” estão apoiados pelos ricos que odeiam os ganhos sociais dos mais pobres, promovidos pela política do PT.

ATUALIZAÇÃO (13H01MIN) – Para o ex-presidente Lula, a sua nomeação à frente da Casa Civil poderá ocorrer quinta-feira próxima. “Quinta-feira, eu estarei assumindo a Casa Civil, se a Suprema Corte aprovar, para ajudar a presidente Dilma, andar de mãos dadas com ela e com vocês”.

Termina neste sábado o prazo para filiação partidária

O prazo para a filiação partidária daqueles que pretendem concorrer aos cargos de prefeito, vice-prefeito ou vereador nas eleições de outubro termina neste sábado(2).

Segundo o TSE, ao se filiar a um partido, a pessoa aceita e adota o programa da legenda e passa a integrá-la. A filiação é também, segundo a Constituição Federal, uma das condições de elegibilidade.

Além do tempo mínimo de seis meses para a filiação, a Lei das Eleições estabelece outras regras, como a que prevê que o candidato deve possuir domicílio eleitoral na localidade para a qual vai concorrer, pelo menos um ano antes das eleições.

(Agência Brasil)

Manifestantes levam ‘jararaca’ gigante à Praça do Ferreira

foto lula evento 03 cobra

Enquanto o ex-presidente Lula não chega à Praça do Ferreira, na manhã deste sábado (2), para o ato #BrasilContraOGolpe, manifestantes fazem a festa. Uma “jararaca” gigante anima a militância, em referência à declaração de Lula que “a jararaca está viva”.

“Se quiseram matar a jararaca, não fizeram direito, pois não bateram na cabeça, bateram no rabo, porque a jararaca está viva”, disse Lula, no início de março, após a condução coercitiva para depoimento na Lava Jato.

Lula chega a Fortaleza

229 2

foto lula evento 02

O ex-presidente Lula acabou de desembarcar em Fortaleza, no antigo terminal do Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Ele foi recebido por cerca de 40 militantes e por um forte aparato de segurança. Entre os políticos presentes está o deputado federal José Guimarães, líder do governo na Câmara dos Deputados.

Neste momento, Lula segue para a Praça do Ferreira.

PDT inaugura nova sede em Fortaleza

735 1

foto pdt nova sede

Com as presenças do ministro André Figueiredo, do prefeito Roberto Cláudio e do ex-governador do Ceará, Cid Gomes, o PDT inaugura na manhã deste sábado (2), a partir das 11 horas, no bairro Dionísio Torres, a nova sede estadual do partido.

A expectativa é que o ex-ministro e pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, também compareça ao evento.

Onde está João Paulo?

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (2):

Afinal de contas, cadê o corpo do frentista João Paulo Sousa Rodrigues, 20, que desapareceu, há quatro meses, de um posto de combustível no bairro Parque Santa Rosa, em Fortaleza?

Na última terça-feira (29), a Justiça ouviu seis testemunhas de defesa. Quatro PMs aparecem como suspeitos do sumiço da vítima. Eles inclusive estão presos depois de uma investigação feita pela Controladoria Geral de Disciplina (CGD).

Na segunda-feira (4), haverá nova audiência, às 13h30min, no Fórum Clóvis Beviláqua, quando serão ouvidas mais quatro testemunhas. Foram flagrados em vídeo com o frentista, os policiais Francisco Vanderlei Alves da Silva, Antônio Ferreira Barbosa Júnior, Elidson Barbosa Valentim e Haroldo Cardoso da Silva. A família, até hoje, procura o corpo de João Paulo.

Interesses internos no PT não conseguem unir toda a ‘companheirada’ em evento de Lula

foto josé airton e lula

O líder da bancada do Ceará na Câmara Federal e deputado no terceiro mandato, José Airton Cirilo (PT-CE), já é uma ausência confirmada no evento #BrasilContraOGolpe, na manhã deste sábado (2), na Praça do Ferreira, que dará apoio ao ex-presidente Lula, que passou a ser “objeto de maior desejo” da Lava Jato.

Apesar de alegar “compromissos inadiáveis” anteriormente agendados, José Airton não esconde o “constrangimento” que passou nas duas últimas manifestações de apoio a Lula, Dilma e à democracia.

Segundo o único parlamentar a votar contra a instalação da comissão de impeachment, os “companheiros” não lhe deram voz nas manifestações, sequer o registro da presença, como ocorreu com os outros políticos que igualmente participaram dos atos.

VAMOS NÓS – Se o PT sequer consegue unir os seus, como pretende unir o povo brasileiro?

Fortaleza volta a amanhecer com chuva, mas calor não diminui

256 1

foto funceme 160402

As chuvas voltam a cair em todo o Estado, neste sábado (2), segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Em Fortaleza, a chuva ocorre desde a noite dessa sexta-feira (1º) e deverá seguir por todo o dia, de acordo ainda com a Funceme.

Apesar da trégua do sol forte dos últimos meses, o calor em Fortaleza não dá trégua. Na previsão da Funceme para estes próximos três dias, a máxima não ficará abaixo dos 30 °C, chegando a 32 °C na segunda-feira (4).

Cid Gomes – Temer diz que pedido de impeachment é baseado em ‘notícias velhas sem sustentação’

199 1

O vice-presidente Michel Temer respondeu de forma enérgica ao pedido de impeachment protocolado contra ele na Câmara dos Deputados pelo ex-governador do Ceará Cid Gomes. Segundo ele, o pedido é baseado em “notícias velhas sem sustentação, citações equivocadas e interpretações de pessoas mal-informadas”.

Por meio de nota à imprensa, Temer defendeu a Operação Lava Jato, que, segundo ele, presta “grandes e relevantes serviços” ao Brasil e acusou Cid Gomes de ter sido “escalado para atingir reputação alheia de forma vil e rasteira”.

Nessa sexta-feira (1º), o ex-governador protocolou denúncia pela prática de “crime de responsabilidade” de Temer, que também é presidente nacional do PMDB. No documento, o autor do pedido menciona delações e depoimentos das investigações da Lava Jato em que Michel Temer é citado.

(Agência Brasil)