Blog do Eliomar

Últimos posts

Camilo promete levar Raio ao Interior

foto camilo camocim

Uma de suas principais promessas de campanha, na área da segurança pública, o governador Camilo Santana voltou a garantir que levará a equipe Raio para o interior do Ceará, neste sábado (30), em Camocim, durante o Governo Itinerante.

“Nós vamos trazer o batalhão do Raio para o interior e, até meados do ano que vem, serão 60 equipes distribuídas. Estamos criando também o Batalhão de Divisas e montando uma sede fixa do Ciopaer na Região Norte”, afirmou o governador.

Camilo Santana também prometeu empenho “Minha Casa, Minha Vida” e no projeto de um estaleiro para a região.

(Foto: Queiroz Netto)

Lúcio diz que contas públicas estão descontroladas

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=KaMHUYqYTJE[/youtube]

O ex-governador do Ceará, Lúcio Alcântara (PR), diz que ajuste fiscal é necessário, diante do descontrole das contas públicas. Sobre a Reforma Política, o ex-governador afirma que o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, “pelo menos está colocando o projeto para votar”.

Lúcio Alcântara diz que Camilo Santana é melhor que o autoritarismo do antecessor Cid Gomes.

A UFC vai às urnas. Urnas?

Em artigo no O POVO deste sábado (30), o médico, antropólogo e professor universitário Antonio Mourão Cavalcante lamenta a falta de disputa na eleição de reitor da UFC. Confira:

Fiquei pasmo com a informação. E, com certeza, merece uma reflexão: a Universidade Federal do Ceará fará eleição para reitor e vice, no dia 18 de junho próximo. Segundo as normas, deixaram apenas um dia – 20 de maio – para a inscrição de eventuais candidatos. Tudo dentro da lei. Resulta que o referido pleito terá apenas uma chapa: o atual reitor, professor Henry Campos e seu pró-reitor de Graduação, Custódio Almeida. Como vice.

Qual o impacto da informação, caro professor? Sinceramente, estou decepcionado com a minha instituição. Somos dois mil docentes, com 1,5 mil detentores do título de doutorado. São 26.792 alunos matriculados em graduação e seis mil em pós-graduação, sendo 2.940 em mestrado e 2.185 no doutorado. Ora, essa comunidade constitui uma soberba massa crítica. Teria capacidade de bem avaliar a instituição e promover debates fabulosos buscando o aperfeiçoamento das práticas administrativas e políticas. Uma oportunidade ímpar para confrontar as tendências de pensamentos e visões atuais de mundo. Não somos uma universidade?

Por que prevalece o discurso único? Por que o prêt-à-porter? Quem tem medo de se expor e se comprometer? A discussão seria uma oportunidade riquíssima em termos de pedagogia democrática. A universidade elaborando modelos e condutas sociais, refletindo na/para sociedade que a mantém. Lamentavelmente, repetimos as práticas mais usuais do tempo dos “currais” eleitorais. Fomos engolidos pelo marasmo e acomodação. A instituição está ficando caduca? Ou não acreditamos mais em mudanças?

Estamos perdendo uma oportunidade extraordinária de arejar a instituição que um dia mostrou-se promotora do novo no Nordeste. Fica uma tristeza imensa. Um processo vazio, anódino. Onde já se sabe o resultado da partida antes do jogo começar.

Não desejo imputar aos bravos candidatos – Henry e Custódio – o ônus do acontecido. O processo parece ser maior do que eles. É uma espécie de vírus que vai contaminando mortalmente a instituição. Aquela mesma que antes foi tão bela e tão desejada. Desse jeito aí, não me sinto motivado a votar… Não posso referendar um jogo sem graça!

Deputados de seis partidos vão recorrer contra votação de financiamento de campanha

Sessenta e três deputados federais de seis partidos vão recorrer à Justiça contra a votação da Câmara que aprovou a doação de empresas a partidos políticos nas campanhas eleitorais.

A aprovação desse ponto nesta semana, durante a análise da reforma política pelo Plenário, se deu em meio a protestos. PCdoB, PT, Psol e PSB consideravam a discussão sobre financiamento empresarial encerrada. Esses partidos argumentaram que o Plenário já havia rejeitado na sessão anterior uma emenda sobre o tema.

O PMDB, por sua vez, argumentou que eram textos diferentes, já que a primeira análise tratou da doação de empresas a candidatos, e não apenas a partidos.

Deputados do PPS e do Pros se somaram à ação que vai contestar a validade da votação.

(Agência Câmara Notícias)

As prisões na Fifa e a política no Brasil

69 2

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (30), pelo jornalista Érico Firmo:

Quem acompanha o noticiário nas últimas décadas sobre o comando do futebol no mundo não ficou surpreso com as prisões na alta cúpula da Fifa. Na parte que cabe ao Brasil, o País há mais de quatro décadas tem lugar privilegiado nos altos escalões do esporte. Na última quarta-feira, o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, foi preso na Suíça, a pedido da Justiça dos Estados Unidos, em investigação conduzida pelo FBI. Ele é acusado de receber propinas de R$ 2 milhões ao ano de parceiros interessados nos direitos de transmissão da Copa de 2014. Um dia depois, o atual presidente e líder político de Marin, Marco Polo Del Nero deixou a Suíça antes do congresso que definiu, ontem, o novo comando do futebol mundial. Em meio a um dos maiores escândalos da história do esporte, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi reeleito ontem para somar mais quatro anos aos 17 que já acumula à frente de um dos mais lucrativos e apaixonantes negócios do planeta.

As denúncias não são novidade, mas as punições chegaram a escalões nunca antes alcançados, em particular em relação ao comando do esporte no Brasil. Essa gente há muito envolvida em suspeitas controla esse grande mercado de emoções, que movimenta bilhões e envolve paixões avassaladoras. Não é pouca coisa, mas a questão é mais grave ainda.

Durante sete anos – entre 2007, quando o Brasil foi escolhido sede da Copa, e 2014, quando o evento foi realizado – a CBF se tornou uma das instituições mais influentes sobre a política brasileira. À frente da organização do Mundial, coordenou um dos maiores programas de investimentos que o País já conheceu. Durante anos, essa turma foi paparicada e assediada por governantes eleitos, em busca de migalhas, como se a Fifa fosse favorecer as cidades-sede, não o contrário. Hoje, vê-se o tamanho do legado da Copa.

O Brasil entregou muito poder, muita influência e muita ascendência sobre o poder público para esse grupo investigado por envolvimento num dos maiores esquemas de corrupção do planeta. Não se pode falar em surpresa. Nenhuma das acusações é propriamente nova. Essa estrutura precisa ser reformada. E aqueles que, em nome do povo que os elegeu, curvaram-se e reverenciaram essa gente devem agora explicações sobre a conivência.

40 anos: a Uece e seus serviços ao cearense

Em artigo no O POVO deste sábado (30), o reitor da Uece, José Jackson Coelho Sampaio comenta os 40 anos da entidade. Confira:

A Uece faz 40 anos em 2015 e nasceu agregando cursos históricos no Ceará como Enfermagem, Filosofia, Serviço Social, Veterinária e Administração. A sociedade cearense conhece seu pioneirismo em interiorização do ensino superior, formação de professores para a educação básica e inclusão social. Ela oferece ½ de suas vagas em cursos noturnos e acolhe 2/3 de seus alunos entre as famílias com renda mensal inferior a três salários mínimos.

A nossa graduação tem portfólio de 19 mil alunos atuais e 60 mil profissionais formados por meio de seus 79 cursos de graduação, dos quais 60 presenciais: 31 licenciaturas no interior (Limoeiro, Quixadá, Iguatu, Tauá, Crateús, Itapipoca); 14 licenciaturas e 15 bacharelados na capital, entre os quais os históricos e os mais novos, como Medicina e Psicologia. Os demais são 10 licenciaturas por Ensino a Distância (EaD) para 19 polos, seis formações docentes para professor da educação básica e três projetos especiais – pedagogia do campo, intercultural indígena e serviço social do campo.

A Uece é a única universidade cearense autorizada a oferecer ensino técnico de nível médio e o faz desde 1975. A Unidade de Educação Profissional foi criada em 2007 e hoje matricula 545 alunos, tendo formado 11.352 alunos, por meio de quatro cursos, em seus quatro polos: Fortaleza, Jaguaretama, Jaguaribara e Pereiro. Mais ofertará a partir da adesão ao Pronatec, que credenciou 204 projetos de extensão.

A oferta de pós-graduação lato sensu ocorre desde 1984. O portfólio de 358 cursos apresenta 57 ativos, com 2.049 matrículas, já tendo formado 14.223 especialistas. Nas décadas 1980/90, a Uece constituiu um dos polos de Especialização da Capes/MEC para a formação de professores de universidades públicas das regiões Norte e Nordeste. Nas décadas 1990/00, amparamos política do Governo do Ceará que identificou grande volume de professores da educação básica sem especialização.

Sobre pós-graduação, extensão e inovação tecnológica ver-se-á em junho.

DaMatta afirma que governantes devem ser responsabilizados pela crise

88 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=lDO9Eo9dyYM[/youtube]

O que qualquer dona de casa sabe, faltou aos políticos. A crítica é do antropólogo Roberto DaMatta, ao falar sobre a crise econômica no Brasil. Para DaMatta, o governo gastou mais que arrecadou e agora é a população que terá que pagar a conta.

“A Dilma quebrou o país”, ressaltou o antropólogo, ao garantir que mantém o otimismo em relação ao Brasil. “Mas governantes devem ser responsabilizados (pela crise)”, observou.

Perto do fim do prazo, poucos estados e municípios entregaram planos de educação

Falta pouco menos de um mês para o fim do prazo a fim de que os estados e municípios tenham os próprios planos de educação sancionados. Para entidades que representam os entes federados, o prazo não será cumprido por todos. Entre os estados, três sancionaram os planos: Maranhão, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Quanto aos municípios, dos quase 5,6 mil, só 151 têm planos sancionados. As informações são do site Planejando a Próxima Década do Ministério da Educação (MEC).

Os planos estaduais e municipais de educação estão previstos no Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado no ano passado pela presidenta Dilma Rousseff. Ele traça metas para serem cumpridas nos próximos dez anos. As metas vão desde a inclusão de crianças e adolescentes na escola até a pós-graduação. Trata ainda da valorização do professor e dos investimentos em educação, que até 2024 deverão ser de, no mínimo, o equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB). Atualmente o investimento na área é 6,6%.

Pela lei, os planos locais têm até o dia 24 de junho para serem sancionados. O prazo é o primeiro estipulado no PNE. Os planos municipais e estaduais devem, de acordo com a realidade local, estabelecer estratégias para o cumprimento de cada uma das metas do PNE. Eles têm liberdade, inclusive, para avançar nas metas caso elas estejam superadas.

(Agência Brasil)

Veja diz que Cid Gomes transformou o Ceará em cemitério de obras

123 4

foto veja 150530 acquario ceará

Obras que deveriam ser entregues à população, entes do início da Copa de 2014, estão paralisadas em Fortaleza, com grande desperdício de dinheiro público. O assunto é um dos destaques da revista Veja, que circula neste fim de semana.

Segundo a revista, o Governo Cid Gomes deixou um “cemitério de obras”, que tem como principal exemplo a construção do Acquario. A Veja também expõe a paralisação dos trabalhos do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e a duplicação do anel viário, que aliviaria o transporte de cargas entre os portos do Mucuripe e de Pecém.

BNTM fecha segundo dia com quase 4 mil reuniões de negócios

O segundo dia da 24ª Brazilian National Tourism Mart (BNTM), que está sendo realizada no Centro de Eventos do Ceará, terminou com 3.912 reuniões entre 226 investidores (buyers) e 116 fornecedores (suppliers). O número superou a expectativa da organização do evento, já que 3.662 reuniões estavam pré-agendadas. O resultado mostra a força da feira, que deve gerar negócios na ordem de R$ 200 milhões. O balanço completo será divulgado na segunda-feira (1º).

O evento reuniu cerca de 1,1 mil pessoas do trade. Do total de fornecedores, 35% são do Ceará. Em segundo lugar, aparecem os estados de Pernambuco e Bahia, com 16,3% cada. A programação do evento segue durante o fim de semana, quando serão realizados pós-tours com os investidores estrangeiros pelas praias de Aquiraz, Cumbuco e Canoa Quebrada.

“Essa é uma das vantagens de receber o evento. Os convidados podem ver in loco algumas das nossas atrações”, destaca o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho.

A BNTM é um evento organizado pela Fundação Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI-NE), com a liderança do Governo do Ceará, que reúne cultura, gastronomia, artesanato, ecologia e as belezas naturais dos nove estados do Nordeste, com foco principal nos negócios em turismo. É realizado anualmente em uma das capitais da região. Em 2016, quem receberá o evento será São Luiz (MA).

(Setur/CE)

Estímulo a crédito deverá impedir que setor imobiliário entre em colapso

O remanejamento de R$ 22,5 bilhões para o crédito imobiliário, anunciado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é essencial para impedir que o setor entre em colapso em um momento de alta de juros e de restrições nos financiamentos habitacionais, segundo a avaliação de economistas e empresários do setor.

O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), José Carlos Martins, disse que as medidas de estímulo mostram que o governo resolveu interferir para impedir que o setor imobiliário se retraia ainda mais depois de um primeiro trimestre de contração na economia. “O reforço no crédito imobiliário demonstra que o governo resolveu olhar para o setor. Até agora, não tínhamos sinal nenhum de ações do governo”.

Para recuperar a construção civil, no entanto, o governo diz que medidas adicionais são necessárias. “Imaginamos que isso seja só o começo de medidas que ponham o setor novamente nos trilhos. Além do setor imobiliário, é necessário estimular a construção pesada, o que deve vir com o anúncio das parcerias público-privadas, das novas concessões de infraestrutura e da terceira fase do PAC [Programa de Aceleração do Crescimento]”, acrescentou o empresário.

O economista-chefe da Gradual Investimentos, André Perfeito, aprovou o remanejamento do compulsório – parcela que os bancos são obrigados a manter retida no Banco Central – para o crédito imobiliário. Apesar de a medida beneficiar um segmento da economia, ele considera o estímulo válido para impedir o agravamento da crise no mercado de imóveis.

“Na verdade, o governo favoreceu o crédito direcionado [destinado a setores específicos da economia] contra o crédito livre [para qualquer tomador de empréstimo]. Mesmo assim, a medida é importante para evitar que um setor importante da economia como o mercado imobiliário sofra ainda mais com a elevação da taxa Selic [juros básicos da economia] e estimule os investimentos”, disse.

(Agência Brasil)

Bilhete Único chega aos 904 mil cadastros

68 1

A Prefeitura de Fortaleza anunciou o cadastro do usuário do Bilhete Único de número 904.158 nessa sexta-feira (29). Lançado há dois anos, o Bilhete Único permite ao usuário utilizar quantos ônibus forem necessários por até 2 horas.

O Bilhete Único também é responsável por 59% dos passes no sistema Bicicletar, que nesta semana alcançou a marca de 200 mil viagens. Segundo levantamento realizado pela Prefeitura, cerca de duas mil viagens são realizadas por dia, sendo 75% de deslocamento, não de passeio.

Segurança Pública – Lúcio diz que Camilo já fez mais que Cid em 8 anos

72 2

luciozlcatanraa

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (30):

O presidente regional do PR, ex-governador Lúcio Alcântara, é só elogios aos primeiros meses da gestão do governador Camilo Santana (PT). Em conversa com esta Vertical, ele avaliou que a atual gestão fez, no plano da segurança, em poucos meses, o que a administração cidista não conseguiu em oito anos.

“Ele está indo bem. Reconheço a capacidade do diálogo e o desejo dele de conversar com toda a sociedade, bem diferente do antecessor que era autoritário, megalomaníaco e se julgava o monopólio da virtude”, alfinetou o ex-governador Cid Gomes.

Lúcio observou que fazer oposição não é só criticar, mas ajudar um governo a cumprir suas boas tarefas. Indagado se tanto elogio poderia resultar em aproximação política em 2016, foi claro: “Temos com ele encontros cordiais, sou amigo do pai dele (Eudoro Santana), mas nosso esforço é o PR continuar unido com as forças que apoiaram o Eunício Oliveira para o Governo”.

E avisou: “O PR tem no Capitão Wagner seu candidato a prefeito de Fortaleza”.

1,3 mil agentes penitenciários estão sem identificação funcional

foto sindasp valdemiro

Uma falha na confecção de carteiras funcionais compromete a segurança de 1,3 mil agentes penitenciários no Ceará. A denúncia é do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE), que afirma que, sem a identificação legal, os agentes não têm como se proteger fora das penitenciárias, pois ficam impossibilitados de portar suas armas fora do serviço, mesmo após a conquista do porte estadual e nacional.

“Classifico como inaceitável a forma como a Coordenadoria do Sistema Penal está tratando os nossos agentes, comprometendo a segurança desses trabalhadores”, lamentou Valdemiro Barbosa, presidente do Sindasp/CE, ao informar que a confecção do documento foi acordada ainda na gestão do Governo Cid Gomes, quando o sindicato sugeriu que as carteiras funcionais fossem confeccionadas em papel moeda, com marcas d’água, dificultando a falsificação.

Assaltantes explodem agência bancária em Miraíma

Uma quadrilha de assaltantes fortemente armada explodiu no fim da noite dessa sexta-feira (29) uma agência bancária no município de Miraíma, no Norte do Ceará, a 190 quilômetros de Fortaleza.

Segundo a Polícia, o grupo estava em dois veículos Siena, ambos de cor prata, além de outro veículo preto e em duas motos. Antes da explosão, os assaltantes efetuaram vários disparos contra a unidade policial que fica na praça central da cidade. Não há registro da quantia levada pelos assaltantes.

A Polícia montou um cerco na região, mas, até o momento, ninguém foi preso ou identificado. O último ataque de assaltantes contra uma agência bancária na cidade ocorreu em março de 2011.

Fiesp estima que PIB deve recuar ainda mais até o fim do ano

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) informou, por meio de nota, não ter sido surpreendida com o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre, divulgado nessa sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A entidade estimou que a economia do país deverá recuar ainda mais no segundo trimestre. Para a federação, o PIB deve fechar o ano com uma redução de 2% e a indústria, de 5%.

“Os dados do IBGE confirmam o que nós já sabíamos. O primeiro trimestre foi ruim, mas o mais grave é que a situação não para de piorar. Os indicadores do segundo trimestre, tanto do IBGE quanto da Fiesp, mostram um agravamento da retração”, disse, em nota, o presidente da Fiesp e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Paulo Skaf.

“Nesse cenário de forte retração, o governo ainda defende o aumento da arrecadação sobre a indústria, ampliando em 150% a alíquota de contribuição previdenciária sobre o faturamento. A necessidade do ajuste fiscal é inquestionável, mas o governo tem que fazê-lo a partir do corte dos seus gastos, e não do aumento dos impostos para a sociedade”, destaca ainda a nota.

(Agência Brasil)

Sisu 2015 – Inscrições serão abertas no próximo dia 8

“As inscrições para a segunda edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) serão abertas no dia 8 de junho e seguem até o dia 10 de junho, exclusivamente pela internet. Para se inscrever no Sisu o candidato deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 e não ter zerado a redação. O cronograma do Sisu está publicado na edição desta sexta-feria, 29, do Diário Oficial da União.

Por meio do Sisu, os estudantes participantes do Enem concorrem a vagas de ensino superior em instituições públicas. No endereço da página do Sisu, o estudante poderá se inscrever para até duas opções de vaga, especificando a ordem de preferência.

Durante o período de inscrição é possível mudar as opções. O candidato também precisa definir se deseja concorrer às vagas de ampla concorrência, às vagas reservadas à lei federal de cotas ou às vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições.

O resultado será divulgado no dia 15 de junho em uma única chamada e a matrícula deverá ser feita na instituição de ensino nos dias 19, 22 e 23 de junho. É de responsabilidade do estudante se informar sobre os procedimentos e documentos necessários.

Quem não conseguiu uma vaga na chamada regular pode participar da lista de espera se inscrevendo na página do Sisu, na internet, entre os dias 15 e 26 de junho. O candidato só poderá manifestar interesse em participar da lista de espera para o curso que escolheu como sua primeira opção, no momento da inscrição.”

(Agência Brasil)