Blog do Eliomar

Últimos posts

Izolda Cela agora governa o Ceará

232 1

unnamed (70)

trasnsis

O governador Camilo Santana (PT) transmitiu, nesta manhã de sexta-feira, o cargo de chefe do executivo estadual para a sua vice, Izolda Cela (Pros). Ele ficará ausente do Ceará por uma semana.

Camilo viajou com a família para os EUA e só retornará no próximo dia 20. A assessoria do Palácio da Abolição informou que ele viajou para temporada de descanso e que pagou tudo do seu próprio bolso.

No ato de transmissão do cargo, Camilo presenteou Izolda com flores. Ela é a primeira mulher a assumir o comando do Governo cearense.

Izolda Cela

Maria Izolda Cela de Arruda Coelho nasceu em Sobral, em 9 de maio de 1960. É casada há quase 29 anos com José Clodoveu de Arruda Coelho Neto, o Veveu, atual prefeito de Sobral.

Tem quatro filhos e é a segunda de uma família de cinco irmãos. A mãe era professora de ensino fundamental, natural de Camocim. O pai, médico, de Santa Quitéria.

É formada em psicologia ( Universidade Federal do Ceará), especializada em Educação Infantil (Universidade Estadual do Ceará) e Gestão Pública (Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA).

É mestranda em Gestão e Avaliação da Educação Pública pela Universidade Federal de Juiz de Fora (MG) e professora do curso de Pedagogia da UVA.

(Fotos – Cláudio Barata)

Presidente do BC – Inflação atingirá pico neste semestre, mas começará cair em 2016

“O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, disse hoje (14) que a inflação deve atingir o pico neste trimestre e começar a cair em 2016. “A inflação acumulada em 12 meses deve atingir o pico neste trimestre e permanecer em níveis elevados até o final do ano, para depois iniciar trajetória de queda”, acrescentou, ao abrir o 10º Seminário Anual sobre Riscos, Estabilidade Financeira e Economia Bancária na capital paulista.

Na estimativa do BC, a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), deve ficar em 9%, este ano. Para 2016, a previsão é que a inflação recue e encerre o ano em 4,8%.

Tobini disse que a previsão é que a inflação volte a convergir para o centro da meta a partir de 2017. “No início do ano, as medianas das expectativas para inflação de 2017 a 2019 se encontravam muito acima do nível de 4,5% ao ano. Atualmente, verifica-se convergência das expectativas para o centro da meta em um intervalo de médio e longo prazo”, acrescentou.

Para evitar que o aumento de preços se estenda para além deste ano, o presidente do Banco Central destacou que a taxa básica de juros (Selic) deve permanecer elevada. “A manutenção do atual patamar da taxa de básica de juros – necessária por períodos suficientemente prologados – é necessária para a convergência da inflação para a meta no final do ano de 2016”, enfatizou. Atualmente, a Selic está em 14,25% ao ano.

Entre as causas da inflação, Tombini citou a valorização do dólar em relação às moedas das economias emergentes e o reajuste dos preços administrados, como energia elétrica. “Como sabemos, os ajustes dos preços relativos, representados pelo fortalecimento do dólar e pelo aumento dos preços administrados têm colocado importantes desafios à condução da política monetária. Esses ajustes de preço fazem com que a inflação se eleve no curto prazo e tenda a permanecer elevada em 2015.”

(Agência Brasil)

Primeiro-ministro japonês pede desculpas pela 2ª Guerra Mundial

“O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, exprimiu hoje (14) “profundo pesar” pelo papel do Japão na 2ª Guerra Mundial, reiterando as desculpas de governos anteriores, mas salientando que as gerações do pós-guerra não devem continuar a fazê-lo. Em um discurso por ocasião do 70º aniversário do fim da 2ª Guerra, o primeiro-ministro lamentou a agressão japonesa no conflito, mas sublinhou também o pacifismo do país nos últimos 70 anos.

“O Japão tem exprimido repetidamente sentimentos de profundo arrependimento e sentidas desculpas pelas suas ações durante a guerra. Temos nos dedicado consistentemente à paz e à prosperidade na região, desde o fim da guerra”, disse Shinzo Abe. “As posições expressas por anteriores governos vão se manter inabaláveis no futuro”, acrescentou.

Referindo-se à China, o primeiro-ministro falou do “sofrimento insuportável causado pelo exército japonês”. Em outro momento do discurso, Abe salientou que as gerações futuras de japoneses não devem carregar o fardo de, continuamente, pedir desculpas. “Não devemos permitir que os nossos filhos, os nossos netos e as gerações futuras, que nada têm a ver com a guerra, estejam predestinados a pedir desculpa”, afirmou.

Shinzo Abe também falou sobre o “sofrimento incomensurável” infligido pelas forças japonesas a pessoas inocentes, como “as incontáveis vidas de jovens que se perderam e as muitas mulheres que viram sua honra e sua dignidade gravemente afetadas”.”

(Agência Lusa)

CPI do BNDES pode investigar empréstimo da CSP?

unnamed (68)

Chang Sae-Joo e Cid Gomes.

“O empréstimo de 2,3 bilhões de reais feito pelo BNDES em abril à cearense Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) é um forte candidato a entrar na mira da CPI do BNDES. Ou ao menos deveria ser. As siderúrgicas coreanas Dongkuk e Posco, sócias da Vale nos 16,8 bilhões de reais a serem investidos na CSP, estão enroladas no país asiático.

Um mês antes anúncio do empréstimo do BNDES, agentes federais da Coréia do Sul invadiram, ao melhor estilo Lava-Jato, o escritório da Dongkuk e a casa do presidente da empresa, Chang Sae-Joo. Documentos de contabilidade e registros de negócios nacionais e internacionais da siderúrgica foram apreendidos.

Sae-Joo também é investigado pelo Ministério Público coreano por ter gasto três milhões de dólares da Dongkuk em cassinos de Las Vegas. Coincidentemente também em abril, a Posco, terceira maior siderúrgica do mundo, teve um executivo preso por suspeitas de evasão de divisas e pagamento de propina.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Uma semana alucinante para o Governo Dilma

Da Coluna Política do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta sexta-feira:

Depois de uma semana passada marcada por derrotas graves na Câmara dos Deputados e tendo de ir a público para desmentir boatos sobre renúncia, a presidente Dilma Rousseff (PT) conseguia o que, diante dos padrões dessa gestão, podia ser considerada uma semana até muito boa.

O adiamento da votação de suas contas no Tribunal de Contas da União (TCU) deu à presidente ao menos um respiro momentâneo. Aliviou a faca no pescoço que era colocada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O peemedebista tem pressa, e não à toa. Quer aproveitar o período em que o governo está sob pressão extrema, mas não apenas isso. Como alvo da operação Lava jato, Cunha não tem tempo a perder. Sua situação pode se complicar a qualquer instante. Por esses fatores, correu para limpar a pauta e votar com urgência as contas de ex-presidentes. Tudo para deixar o espaço livre para o julgamento que pode complicar Dilma. Mas o TCU forçou o pé no freio. E Renan Calheiros (PMDB-AL) deixou explícito que tampouco ajudará a apressar o processo.

Mas o presidente do Senado fez muito mais. A operação capitaneada por ele conseguiu desviar a pauta pública da pressão sobre o Palácio do Planalto e sinalizar um apoio político de peso ao Governo Federal. Talvez o mais importante tenha sido o movimento para isolar Cunha, que se enfraqueceu e acusou o golpe.

O tempo e as circunstâncias são alguns dos elementos mais importantes da política, tanto quanto os fatos em si. Essa semana de relativo alívio tinha ainda mais importância pelo momento em que ocorre, às vésperas dos protestos deste domingo, 16.

As manifestações, tudo indicam, terão grandes proporções e estarão espalhadas pelo Brasil todo. Pela primeira vez, o PSDB decidiu perder pudores e apoia formalmente os atos. E, antes envergonhado, o discurso do impeachment é abraçado de forma mais enfática. Será um episódio grave e difícil para Dilma. A resposta será muito importante para que se defina o rumo do governo: a recuperação ou a derrocada.

Os sinais da semana anterior e a expectativa para esta semana apresentavam o grave risco de os acontecimentos servirem para tornar o cenário ainda pior para a presidente. De o governo chegar ainda mais desgastado, mais fragilizado politicamente. E de os protestos ganharem ainda mais combustível. Pelo contrário, a pauta negativa foi, em boa medida, estancada, a base aliada deu indicações de recuperação e o principal opositor perdeu fôlego.

Mas, ontem, os ventos começaram a mudar. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retomou a votação da ação do PSDB que aponta abuso de poder político e econômico na reeleição de Dilma e pede a cassação do mandato. A ação havia sido arquivada pela relatora, mas os tucanos recorreram. Há dois votos pela continuidade da ação e um contra. Faltam quatro ministros se posicionarem. A votação foi suspensa por pedido de vistas. A retomada do caso, após cinco meses, ocorre em momento delicadíssimo para a presidente.

Pior ainda para o Planalto foi a nova fase da operação Lava Jato. Mais grave para o governo que a prisão de um ex-vereador do PT é a informação das ramificações do esquema dentro do Ministério do Planejamento. Em fraudes que teriam ocorrido, principalmente, durante o governo Dilma. Se a Petrobras é uma sociedade de economia mista, integrante da administração indireta e com relativa autonomia gerencial e orçamentária, o Planejamento está no coração do governo. Os novos desdobramentos da operação mostram um esquema que não estava isolado. Pode ser mais capilarizado no governo do que se pensava. Isso complica em muito a situação do PT. E, claro, a de Dilma.

Alô, Chicleteiros! Bell Marques gravará primeiro DVD solo em Fortaleza

belll 

Está confirmado. Bell Marques, ex-vocalista do “Chiclete com Banana”, gravará seu primeiro DVD solo durante o Réveillon do Marina Park Hotel, em Fortaleza.

Tudo ficou acertado ontem, em Salvador (BA), durante reunião do gerente do hotel, Eliseu Barros, com o artista. Os dois fecharam toda uma megaestrutura para o evento.

DETALHE – O Réveillon do Marina Park terá como tema “Splendour – Paraíso das Ilhas”, em clima bem havaiano.

Secretário de Estado norte-americano faz visita histórica a Havana nesta sexta-feira

“O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, chega hoje (14) a Cuba, tornando-se o primeiro chefe da diplomacia norte-americana a visitar a ilha caribenha em 70 anos, desde 1945. Em Havana, Kerry vai presidir a cerimônia de hasteamento da bandeira da Embaixada dos Estados Unidos, depois de mais de cinco décadas de corte de relações. Ele terá encontro com o representante cubano, Bruno Rodriguez, e com dissidentes.

A abertura da representação diplomática norte-americana em Havana e a visita de Kerry simbolizam um processo histórico de reaproximação, iniciado em dezembro de 2014.

Após várias rodadas de negociações, os líderes norte-americano e cubano, Barack Obama e Raúl Castro, respectivamente, anunciaram, em 1º de julho deste ano, o restabelecimento das relações diplomáticas entre Washington e Havana, suspensas desde 1961, e a abertura de embaixadas nas capitais dos dois países.

Fidel diz que Estados Unidos devem “muitos milhões de dólares” a Cuba
Na cerimônia estarão também os três fuzileiros norte-americanos que baixaram a Bandeira dos Estados Unidos em Havana em 1961. Na véspera da visita de menos de 24 horas a Cuba, John Kerry afirmou que discutirá com Bruno Rodriguez um plano que permita a verdadeira e plena normalização das relações entre os países.”

(Agência Lusa)

Jair Bolsonaro é recebido com festa em Fortaleza

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=LVQZPbhuXOI[/youtube]

Já está em Fortaleza o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que será uma das atrações do protesto contra o Governo Dilma Rousseff, neste domingo, na Praça Portugal, a partir as 14 horas.

Ele desembarcou no começo da madrugada desta sexta-feira e foi recebido festivamente por um grupo de jovens e membros da Advogacia Geral da União (AGU). O grupo da AGU agradeceu o apoio de Bolsonaro à PEC 433, que lhes garante isonomia salarial com ministros do Supremo. Foi aprovada em primeiro turno na Câmara.

Alguns parlamentares cearenses, como André Figueiredo (PDT) e Adail Carneiro (PHS), também ganharam aplausos dos membros da AGU.

Na agenda

Nesta sexta-feira, Jair Bolsonaro vai até Quixadá participará de um debate sobre a proposta de reforma do Estatuto do Desarmamento, em debate na Câmara. O convite ao parlamentar foi feito pelo deputado cearense Cabo Sabino (PR), integrante da comissão especial que debate a reforma.

No fim da tarde desta sexta-feira, ele estará falando para a diretoria do Centro Industrial do Ceará, (CIC), no prédio-sede da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), sobre “Ética na Política”.

Camilo passará o governo para Izolda, a primeira mulher a assumir o Executivo ceasrense

foto camilo e izolda

O petista Camilo Santana transmitirá o cargo de governador para a sua vice, Izolda Cela, às 9 horas desta sexta-feira, no Palácio da Abolição. Depois disso, ele embarca com sua mulher, Onélia, e os filhos Pedro e Luiza, para curta temporada nos Estados Unidos. O retorno do governador está previsto para o dai 20.

Izolda Cela será a primeira mulher a assumir o executivo do Ceará. Segundo assessores, ela aproveitará o período para reforçar ações do Ceará Pacífico. Trata-se de um conjunto de projetos que envolvem várias secretarias, tendo como foco reduzir a violência e problemas sociais.

Lúcio Brasileiro tem seus 60 anos de colunismo social registrados na Câmara dos Deputados

luciobrasileiro

Beto Studart (Fiec), Luciana Dummar (O POVO) e Lúcio Brasileiro.

O deputado federal Danilo Forte (PMDB) destacou, nessa quinta-feira, da tribuna da Câmara, os 60 anos de atividades ininterruptas na imprensa do jornalista e colunista social do O Povo, Lúcio Brasileiro.

“Eu gostaria de aqui parabenizar, porque é uma data importante para o Ceará, hoje, a pessoa do Francisco Newton Quezado Cavalcante, nosso querido e amado jornalista Lúcio Brasileiro, que hoje faz 60 anos de jornalismo”, disse.

Lúcio Brasileiro iniciou a carreira aos 16 anos, em 1955, no dia 13 de agosto na redação do jornal Gazeta de Notícias. Posteriormente trabalhou para o Correio do Ceará, antes de chegar ao jornal O Povo. O jornalista foi apresentador ainda de programas nas rádios Uirapuru, Verdes Mares, Clube, Iracema e Calipso FM. Na TV foi colunista da TV Uirapuru, TV Educativa e TV Jangadeiro.

O tempo de colunismo na imprensa fez Lúcio Brasileiro entrar para o Guiness (livro dos recordes) como o jornalista de maior tempo com coluna diária. Paralelo ao seu trabalho como jornalista, Lúcio Brasileiro lançou cinco livros: “Até Agora”, “Assim falava Paco”, “Pela Sociedade”, “Longe de dizer adeus” e “Quinhentos contos de réis”.

(Foto – Paulo MOsKa)

Olhar 2018 – Eunício Oliveira receberá mais um título de cidadania no Ceará

187 1

eleições 2014 2t pmdb eunício opovo

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, receberá, às 16 horas desta sexta-feira, mais um título de cidadania no Estado. Dessa vez, será o seu 103º e virá da Câmara Municipal de Caridade.

No ato, o senador ainda será homenageado em reconhecimento ao trabalho que realiza no Senado Federal, principalmente no que diz respeito às renegociações das dívidas dos agricultores.

A sessão solene de entrega do título de cidadão a Eunício contará com a participação de prefeitos e vice-prefeitos, vereadores e lideranças de vários municípios da região.

DETALHE – Eunício já está como pré-candidato a governador em 2018.

Gilmar Mendes fala em “sindicadto dos ladrões”

gilmarmendes

O próximo round político do Governo Dilma Rousseff ocorrerá nesses dias, no Tribunal Superior Eleitoral, onde contas de sua campanha pró-reeleição serão julgadas.

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, já afirmou, em seu voto, que é preciso esclarecer se as doações feitas para a campanha de Dilma Rousseff “serviram para lavagem da propina paga com recursos desviados da Petrobras”. O ministro chegou a citar que ouviu uma vez que “ladrões de sindicato transformaram o país em um sindicato de ladrões” e completou dizendo: “não podemos permitir que um país se transforme em um sindicato de ladrões”.

O ministro apresentou um voto, muitas vezes em tom emotivo, cobrando coragem do tribunal para discutir os processos sobre cassação e afirmou que é preciso esclarecer se houve corrupção e lavagem de dinheiro na Justiça Eleitoral, se referindo às doações. “Os fatos são de gravidade tamanha que fingir que inexistem é um desrespeito à comunidade jurídica”, disse.

(Folhapress)

Alerta! Estado do Ceará está no limite do gasto com pessoal

“O Ceará e mais 11 estados do Brasil alcançaram ou ultrapassaram o limite de alerta, de 43,74% da receita corrente líquida, com despesas de pessoal. A situação é mais crítica para oito entes da União, que ultrapassaram o teto permitido por lei ou o limite prudencial.

Conforme a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) – mecanismo de controle das contas públicas dos entes da União – os estados que chegam ao teto permitido ou ao limite prudencial ficam impedidos de conceder aumento de salários e pagar horas extras, gastos que aumentam suas despesas. No caso do teto, os repasses federais e as operações de crédito também ficam suspensas. Na situação do Ceará e dos outros 11 estados, apesar do primeiro limite ter sido alcançado, o de alerta, ainda não há restrição perante a lei.

Para controle de gastos, a cada quadrimestre, os entes apresentam resultados de suas contas ao Tesouro Nacional e Rio Grande do Sul, Pernambuco e Sergipe ficaram no limite prudencial de endividamento com relação a despesas de pessoal. Nesse caso, eles têm o prazo de oito meses para voltar ao patamar permitido pela LRF, que é de até 43,74%, referente ao limite de alerta, eliminando o gasto de pessoal.

Durante esse período de ajuste ainda há regras a seguir. Nos primeiros quatro meses, após verificado o excesso, é preciso eliminar pelo menos um terço do excedente no próximo quadrimestre. O restante, nos quatro meses seguintes. Neste mês, haverá nova prestação de contas com a Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Em situação pior ainda estão cinco estados que ultrapassaram o limite de gastos com pessoal. Assim, Alagoas, Mato Grosso, Paraíba, Santa Catarina e Tocantins já não podem receber repasses federais e fazer operações de créditos. O governador do estado também pode ter de pagar multa de 30% do salário que receber no ano.”

Despesas-com-pessoal (1)

(O POVO)

Lojas e metrô não abrem neste feriado de Nossa Senhora da Assunção

Neste sábado, dia da padroeiro de Fortaleza – Nossa Senhora da Assun~~ao, as lojas que abrirem vão estar sujeitas a fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego, além do pagamento de multa. A não abertura das lojas neste sábado integra acordo da Convenção Coletiva de Trabalho 2015 entre o sindicato patronal e o dos trabalhadores.
O Sindlojas, no entanto, informou que tentou negociar a abertura dos comércios neste feriado, mas, após 15 dias de espera, recebeu um ofício inviabilizando o funcionamento.

A coordenadora do Sindicato dos Comerciários, Elenice Pereira, disse ao O POVO Online que a lei não permite a negociação individual dos feriados. “O funcionamento dos feriados é discutido na Convenção Coletiva anual, em que cada sindicato apresenta seus interesses. Nós não podemos descumprir a lei, a questão deste feriado já estava agendada”, explica.

Apesar de as lojas estarem proibidas de funcionar, as farmácias poderão abrir normalmente, conforme Elenice. ”O sindicato patronal sabe muito bem que esse feriado já estava decidido. Eles mandam esses ofícios para confundir a cabeça do trabalhador”, diz ela. Tânia Damasceno, gerente executiva do Sindlojas, lembra que o sábado é um dos melhores dias para as vendas, por isso houve a tentativa de abertura dos comércios. “Tentamos abrir essa exceção em virtude das poucas vendas registradas. Nós não esperávamos que [esse ano] ia ser tão ruim, está difícil para todo mundo. Infelizmente, mesmo com a proposta de abono salarial, recebemos não como reposta”, diz.

Metrô de Fortaleza

A Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor) informou, via comunicado, que não haverá operação do Metrô de Fortaleza durante o feriado deste sábado, 15. A operação normal deve ser retomada na próxima segunda-feira, 17.

STF decide que contas presidenciais devem ser analisadas pelo Congresso

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nessa quinta-feira (13) que as contas do governo devem ser analisadas pelo Congresso Nacional. Segundo o ministro, a apreciação das contas não pode ocorrer separadamente, na Câmara dos Deputados ou no Senado Federal.

No entanto, na mesma decisão, Barroso negou pedido de liminar feito pela presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), para anular a sessão da Câmara que, no dia 6 deste mês, aprovou as contas dos ex-presidentes Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva

O ministro entendeu que a prática de votar as contas separadamente na Câmara e no Senado ocorre desde a promulgação da Constituição de 1988. Por este motivo, Barroso manteve a validade da votação realizada no início do mês, mas determinou que as próximas análises ocorram em sessão do Congresso.

No mandado de segurança impetrado no Supremo, a senadora argumentou que, de acordo com o Artigo 49 da Constituição Federal, a análise de contas presidenciais é prerrogativa do plenário do Congresso Nacional (sessão conjunta da Câmara e do Senado), e não das duas Casas em separado.

No Supremo, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), contestou as afirmações da senadora e disse que seguiu o Regimento Comum do Congresso Nacional.

(Agência Brasil)