Blog do Eliomar

Últimos posts

Inflação neste ano pode fechar em 9,9%, projetam instituições financeiras

“As Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) esperam que a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), chegue a 9,99%, este ano. Na semana passada a previsão era 9,91%. Esse foi o oitavo ajuste seguido na estimativa. Para 2016, a projeção sobe por 14 semanas consecutivas. De acordo com o boletim Focus, divulgado hoje (9), a estimativa passou de 6,29% para 6,47%, no próximo ano.

A projeção para o próximo ano está chegando perto do teto da meta 6,5%. O centro da meta de inflação é 4,5%. Na última quinta-feira (5), o diretor de Política Econômica do BC, Altamir Lopes, admitiu que a inflação só deve ficar em 4,5% em 2017. Lopes disse que o BC adotará as medidas necessárias para levar a inflação o mais próximo possível da meta, em 2016, e chegar a 4,5%, em 2017. O diretor também disse que não vê a possibilidade de rompimento do limite superior da meta, 6,5%, em 2016.

Anteriormente, o BC esperava chegar ao centro da meta de inflação no próximo ano. Na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), responsável por definir a taxa básica de juros, a Selic, a expectativa mudou para 2017. Na ata da última reunião do Copom, o BC diz que as indefinições e alterações significativas na meta fiscal mudam as expectativas para a inflação e criam uma percepção negativa sobre o ambiente econômico.

Para tentar levar a inflação ao centro da meta em 2016, o Copom elevou a taxa básica de juros, a Selic, por sete vezes consecutivas. Na reunião de setembro e de outubro, o Copom optou por manter a Selic em 14,25% ao ano.

A expectativa das instituições financeiras é que o Copom mantenha a Selic em 14,25% ao ano, na última reunião de 2015, marcada para os dias 24 e 25 deste mês. Para o final de 2016, a expectativa para a Selic passou de 13% para 13,25% ao ano.”

(Agência Brasil)

Comércio quer aliviar queda nas vendas neste período natalinao

honoriopinheirooo

O comércio brasileiro vai fechar o ano com queda de 5% nas vendas. Informa o presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, Honório Pinheiro, da Rede Pinheiro Supermercados.

“Se em 2016 a gente empatar na perda e no ganho, vamos comemorar!”, diz ele.

A expectativa do setor, no entanto, é que as vendas natalinas garantam um papai Noel de saco menos vazio. A ordem é atacar com promoções.

TSE promove campanha para incentivar jovens a fazer o alistamento eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral promove, neste mês, uma campanha de incentivo aos jovens de 16 e 17 anos, para os quais o voto é facultativo, a fazer seu alistamento eleitoral e, assim, exercer o direito de voto nas eleições municipais em outubro de 2016.

A Campanha do Jovem Eleitor terá sua veiculação até 20 de Novembro em todo o país, pelas emissoras de rádio e TV , mídia impressa e online da Campanha Jovem Eleitor, desenvolvida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O objetivo é fortalecer a cidadania e estimular o interesse dos adolescentes pela política.

Ciro anuncia que processará Eunício e diz que peemedebista pode cair na Operação Lava Jato

248 7

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=c5iTO42PV-8[/youtube]

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) anunciou, nesta segunda-feira, que vai entrar na Justiça contra o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira. Na última semana, durante entrevista ao programa “O POVO no Rádio”, apresentado pelo jornalista Luiz Viana na Rádio O POVO/CBN, o peemedebista chegou a comparar Ciro, em resposta a ofensas que estaria recebendo dele via Facebook, a batedor de carteiras por sempre viver de cargo público.

Ciro não só disse que vai entrar na Justiça contra Eunício, como aproveitou para novos ataques ao senador. Para o ex-ministro, a reação de Eunício Oliveira é coisa de quem começa a entrar no desespero.

“Eu não bato, faço críticas e elas todas são sustentadas com provas. Por exemplo: é ou não é verdade que ele e suas empresas, ao longo desses últimos dias, faturou R$ 12 bilhão, com B de bola, da Petrobras? Uma das empresas, chamada Manchester, fez um contrato sem licitação e com superfaturamento de R$ 300 milhões. Se isso for verdade, ele se explique. Se não for verdade, ele me processe”, adiantou.

Para Ciro Gomes, o desespero de Eunício ocorre porque a Operação Lava Jato, depois das investigações sobre as empreiteiras, deverá mergulhar na fase das prestadoras de serviços à Petrobras, o que, segundo Ciro, é uma “roubalheira completa”.

Ciro Gomes deu essas declarações antes de seguir para Brasília, onde, na condição de diretor da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) responsável pela Ferrovia Transnordestina, tratará do projeto junto a organismos federais.

Morre ex-coordenador da Defesa Civil de Fortaleza

352 1

alisiooo

Será sepultado às 15 horas desta segunda-feira, no Cemitério Jardim do Éden, o ex-coordenador da Defesa Civil de Fortaleza (Gestão Luizianne Lins ), Alísio Santiago. Ele esteve à frente do órgão por oito anos, período em que conseguiu zerar mortes por cheias e desabamentos na periferia da Capital em períodos de inverno.

O velório ocorre na Funerária Nordeste, na rua Periguary, 340, no bairro Antônio Bezerra.

Alísio Santiago foi vítima de infarto, na noite desse domingo. Chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu. Ele estava como assessor de Acrísio Sena, que responde pela Assessoria de Mobilização dos Movimentos Sociais do Governo Camilo Santana (PT).

(Foto – Facebook)

Prefeituras recebem primeiro repasse do FPM de novembro. Cota virá menor 19%

“O primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de novembro será cerca de 19% menor, estima a Confederação Nacional de Municípios (CNM). Seguindo o calendário, a verba de R$ 3.055.039.776,67 entra nas contas das prefeituras amanhã, dia 10. O montante considera o porcentual destinado ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), pois sem a retenção constitucional o valor chega a R$ 3.818.799.720,84. De acordo com o levantamento da Confederação, no mesmo período do ano passado, o Fundo foi de R$ 4,737 bilhões.

Ao comparar as cifras, em termos reais, esse decêndio será 19,34% menor. Ainda, conforme dados da CNM, do início do ano até agora, a FPM foi inferior ao do ano passado em oitos meses em termos reais. Apenas em março, abril e julho o Fundo foi positivo. Ao somar todas as transferências de 2015, o acumulado é de R$ 71,134 bilhões – redução de 3,80% em termos reais, em comparação com ano anterior. No mesmo período de 2014, o acumulado era de R$ 73,944 bilhões.”

(Com Agências)

Prefeito entregará 1ª escola bilíngue de Fortaleza

2406cd0201

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), vai entregar, às 9 horas desta segunda-feira, a Escola Municipal Francisco Suderland Bastos Mota. Trata-se, segundo ele, da primeira unidade de educação integral bilíngue de Fortaleza, com ensino via Língua Brasileira de Sinais (Libras).

A Escola Municipal Francisco Suderland Bastos Mota foi adaptada para receber alunos surdos e ouvintes. A equipe profissional que atuará na unidade também é composta de surdos, incluindo o diretor, e ouvintes. Todos são capacitados para o ensino em Libras e Língua Portuguesa.

A unidade atenderá alunos do Infantil IV ao 5° ano e funcionará em tempo integral, cumprindo o currículo de disciplinas da educação básica no turno da manhã e desenvolvendo outras atividades pedagógicas à tarde. A unidade escolar conta com cinco salas de aula, laboratório de informática, biblioteca, sala de dança, quadra esportiva, refeitório e piscina semiolímpica. As matrículas da primeira escola bilíngue de Fortaleza continuam abertas.

Presidente da CNBB vem participar da festa do centenário da Arquidiocese de Fortaleza

cndnd

Da Coluna Vertical, do O POVO desta segunda-feira:

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, dom Sérgio da Rocha, é um dos convidados principais das cerimônias que marcarão o centenário da Arquidiocese de Fortaleza.

Os atos ocorrerão no próximo dia 13, no Condomínio Espiritual Uirapuru, tendo à frente o arcebispo, dom José Antônio, ao lado de outros ex-arcebispos como dom Cláudio Hummes e todos os demais bispos das dioceses do Ceará. O Núncio Apostólico do Brasil, dom Agnelo Giovani d’Aniello, confirmou presença.

A presença do presidente da CNBB tem um significado também emocional: ele foi bispo-auxiliar de dom José Antônio.

Espera-se que, nesse evento, haja uma homilia voltada para animar os fieis diante do cenário da crise econômica e da crise hídrica que bateu à porta do Nordeste.

Bird estima que alterações climáticas poderão levar milhões para a pobreza

175 1

Mais 100 milhões de pessoas estarão vivendo na pobreza extrema até 2030 se não for tomada qualquer ação para limitar o impacto do aquecimento global, indicou um novo relatório do Banco Mundial (Bird).

“Sem desenvolvimento ‘climático inteligente’, as alterações climáticas podem empurrar mais de 100 milhões de pessoas para níveis de pobreza extrema em 2030”, de acordo com o documento, publicado a menos de um mês da conferência de Paris sobre o clima COP21.

O impacto será particularmente forte no Continente Africano, onde as alterações climáticas podem levar a um aumento dos preços dos alimentos na ordem dos 12% em 2030.

Este será “um golpe muito duro para uma região onde o consumo alimentar dos agregados familiares mais pobres representa mais de 60% das despesas”, diz o Bird.

(Agência Brasil)

Sindicalistas participam no Cariri do ciclo de debates da Lei Orçamentária Anual e do Plano Plurianual do Estado

A Comissão de Orçamento, Finanças e Tributação da Assembleia Legislativa realiza na manhã desta segunda-feira (9), a partir das 9 horas, no Centro de Eventos do Cariri, no município do Crato, o segundo seminário para discutir a proposta de Lei Orçamentária Anual (LOA) 2016 e do Plano Plurianual (PPA) 2016-2019.

Coordenadores do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (Fuaspec) confirmaram presença no seminário, quando questionarão o possível congelamento salarial em 2016, após serem informados em reuniões com representantes do Governo da dificuldade de se programar o futuro, diante do atual cenário de crise.

O primeiro debate ocorreu em Sobral, na última terça-feira (3). O próximo será nesta terça-feira (10), em Quixeramobim. O encerramento será na quarta-feira (11), na Assembleia Legislativa.

Valim diz que transposição do São Francisco virou questão de ‘vida ou morte’ para municípios nordestinos

foto vitor valim deputado federal

Integrante da Comissão Externa da Câmara dos Deputados que acompanha as obras da transposição do rio São Francisco, o deputado federal Vitor Valim (PMDB-CE) diz que há muito as obras passaram a representar uma questão de “vida ou morte” para 12 milhões de pessoas de 390 municípios de quatro estados brasileiros. Valim observou que o Nordeste enfrenta pior seca dos últimos 50 anos, quando 46 milhões de nordestinos sofrem com as consequências da falta d’água, enquanto a economia na Região já acarreta um prejuízo de mais de R$ 4 bilhões.

O parlamentar, que prefere o termo “integração das águas” ao “transposição das águas”, participou na última semana do fórum de debates com prefeitos e vereadores das cidades que serão beneficiadas pelo projeto. O encontro contou com a presença de representantes do Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério das Cidades, Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Ceará (SEMA), Secretaria das Cidades do Ceará, Companhia de Água e Esgoto do Ceará (CAGECE), Caixa Econômica Federal, Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) e União dos Vereadores do Ceará (UVC).

Vitor Valim chamou a atenção para que municípios providenciem o sistema de esgotamento sanitário, pois poderão colocar todo o projeto em risco, no caso de poluição das águas.

Movimentos fazem manifesto contra o ajuste fiscal e Eduardo Cunha

Cerca de 600 pessoas, segundo a Polícia Militar, compareceram na tarde deste domingo (8) ao ato de lançamento da Frente Povo Sem Medo, contra o ajuste fiscal e pela destituição de Eduardo Cunha da presidência da Câmara dos Deputados, na Avenida Paulista, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Representantes de 27 movimentos sociais fizeram discursos em cima de um trio elétrico, antes de iniciar uma marcha rumo ao Parque Ibirapuera, por volta das 15h40. Várias viaturas e motocicletas da PM estavam de prontidão nas proximidades, mas o ato seguiu pacífico.

“Somos contra o ajuste fiscal porque ele está cortando os direitos trabalhistas, está cortando os programas sociais e está fazendo o trabalhador pagar a conta pela crise [econômica brasileira]”, defendeu um dos organizadores, Guilherme Boulos. O líder social também justificou que o ato também defende a saída de Cunha por causa das medidas “antipopulares e conservadoras” tomadas pelo parlamentar.

Com faixas e cartazes de movimentos sociais, com participação, principalmente, de ativistas do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a marcha seguiu o carro do trio elétrico, provocando morosidade nas ruas próximas da avenida Paulista.

Em Brasília, cerca de 100 manifestantes ocupou parte do gramado em frente ao Congresso Nacional. Eles também reivindicam a saída de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara dos Deputados e protestam contra o ajuste fiscal do governo.

O grupo é o mesmo que há alguns dias entrou em confronto com outros manifestantes do Movimento Brasil Livre, que está acampado no mesmo gramado pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Para evitar novos confrontos, a Polícia Militar formou um cordão de isolamento entre as duas manifestações e escoltou a descida dos ativistas que compõem a Frente Povo Sem Medo.

Apesar de alguns relatos de provocações de ambas as partes, o protesto aconteceu sem confrontos entre os dois grupos.

(Agência Brasil)

Ala do PSOL aponta Roseno como pré-candidato em Fortaleza e Cecília Feitoza como presidente estadual

309 5

foto psol roseno e cecília

Em nota enviada ao Blog, a corrente interna do PSOL, denominada Insurgência, que possui entre seus integrantes o vereador João Alfredo, o deputado Renato Roseno e a bióloga Cecília Feitoza, apresenta sua versão para o racha do partido no Ceará. Confira:

Após a realização de mais de 44 plenárias pré-congressuais, com a participação de quase 800 filiados/as de todas as regiões, foram eleitos (as) 168 delegados (as) para participar do mais importante fórum de discussão partidária do estado. Todas as plenárias foram fiscalizadas e, dada a lisura do processo, as atas delas foram enviadas pela Executiva Estadual para a Comissão Organizadora Nacional, seguindo o regimento nacional do V Congresso do PSOL. Os fatos relatados abaixo, contudo, resultaram na divisão do congresso.

A Comissão Organizadora (CO) nacional resolveu, em 21/10, invalidar sete plenárias: Pereiro, Cascavel, Alcântaras, Beberibe, Jijoca, Caucaia e Jaguaruana. A Executiva Estadual, em 28/10/2015, aprovou resolução em defesa do credenciamento de todos/as os/as delegados/as. No dia 29/10, a CO recusou essa decisão. Por defendermos a ampla participação da militância do partido e dada a legitimidade das etapas prévias, não concordamos com essa invalidação. Nessas plenárias, estiveram presentes delegados e delegadas identificados com diferentes teses, os/as quais fiscalizaram o processo e participaram do debate político.

Na última quarta-feira, 4/11, fomos surpreendidos com um segundo julgamento da Comissão Organizadora, que resolveu validar casuisticamente a plenária de Alcântaras. Fez isso com base num recurso fundamentado em uma cópia de ata grosseiramente adulterada. O que havia fundamentado a invalidação da plenária de Alcântaras na reunião da Comissão Organizadora Nacional de 29/10 era o fato da plenária ter iniciado a votação às 11h30, portanto antes dos 30 minutos regimentais entre o fim do credenciamento e o início da votação. Contudo, a ata usada para esse segundo julgamento da Comissão Organizadora Nacional, onde registrava-se 11h30, passou-se a ler 11h36.

Diante disso, a presidência do PSOL Ceará solicitou a análise de um perito grafotécnico, que atestou cabalmente a fraude em relatório bem fundamentado. Não aceitamos fraude nem transigimos com crimes. Não aceitamos nos render a quem não aceita o resultado das urnas e frauda. Essas práticas nunca foram vistas no PSOL do Ceará e não aceitaremos naturalizá-las.

O presidente nacional do PSOL, Luiz Araújo, esteve no Ceará e nos propôs o inaceitável: que seguíssemos o segundo julgamento da Comissão Organizadora Nacional (que revalidou a plenária de Alcântaras), que foi indiscutivelmente baseado numa fraude.

Assim, houve uma divisão do Congresso. Nós que não aceitamos fraudes propusemos a instalação do Congresso com o credenciamento de todos/as aqueles/as que foram legitimamente eleitos (inclusive dos sete municípios acima mencionados). Não houve acordo. Instalamos o Congresso com mais de 50% de delegados e delegadas eleitos no Ceará.

Repudiamos esse tipo de conduta e lamentamos que essas práticas tenham chegado aqui. Em meio a um enorme descrédito da política, ao ascenso conservador, aos ataques de Eduardo Cunha ao PSOL, à necessidade de resistir ao ajuste fiscal que retira direitos, é péssimo que tenhamos que viver essa divisão. Mas, reiteramos, em nome da coerência e da responsabilidade, não se pode transigir com fraudes de qualquer tipo.

Tendo em vista a coerência que tem nos guiado na construção do PSOL ao longo dos dez anos de vida, defendemos a construção democrática de um partido coerente, ecossocialista, libertário e que continue expressando os valores que queremos que guiem a construção de outra sociedade. Seguiremos nas instâncias partidárias e judiciais para garantir a lisura e legitimidade de nossa construção. Continuaremos nas ruas, nas lutas em todas as expressões, pois o PSOL é necessário para estar na luta e não para seguir o caminho de descrédito e falência que já acometeu outros partidos. É tempo de resistência!

Ásperos tempos

141 1

Em artigo no O POVO deste domingo (8), o economista Cláudio Ferreira Lima avalia os aspectos da crise no Brasil. Confira:

A corrupção acha-se bem presente na propaganda antimonarquia dos republicanos, no discurso tenentista contra a República Velha e na acusação do “mar de lama” ao segundo governo Vargas; na preparação do golpe de 1964 e na derrocada, em 1985, da ditadura; no impeachment de Collor e, a partir de 2005, nas denúncias da oposição (ver Carvalho, José Murilo. Passado, presente e futuro da corrupção brasileira. In: Corrupção: Ensaios e críticas. BH: Editora UFMG, 2008, p. 237).

Feita essa retrospectiva histórica, três aspectos da crise atual merecem atenção.

O primeiro é que os governos do PT e de seus aliados realizaram um bem-sucedido esforço de combate à pobreza, promovendo ao mercado de consumo de massa mais de 30 milhões de pessoas. Mas tais avanços resultaram de programas sociais, da política de valorização do salário mínimo e de menor superávit primário, que desagradaram a importantes centros de poder e de formação de opinião no País.

Esses mesmos governos projetaram de forma mais afirmativa o Brasil no cenário internacional. Porém, o modo de exploração do pré-sal e a entrada do País no Brics e, em especial, o estreitamento de relações com a China contrariaram grandes interesses no sistema ocidental.

Mas o Brasil avançou muito. Só que, como nos governos passados, por conta de financiamento de campanha e construção de maioria parlamentar, abriram o flanco a escândalos de corrupção.

Surge e é julgada a Ação Penal nº 470 (2005-2006), movida pelo Ministério Público no Supremo Tribunal Federal, que expulsou da vida pública lideranças de proa do PT. E o cerco continua, principalmente com a Operação Lava Jato (há outras, como a Zelotes), deflagrada pela Polícia Federal (2014), que atinge a Petrobras. Esse é o segundo aspecto.

Pois bem: é inevitável que, com as empresas investigadas sem operar, sem acesso ao crédito nem às licitações, desorganize-se a cadeia de petróleo e gás. Segundo o estudo do Ministério da Fazenda, sob o título “Impacto da redução dos investimentos do setor de óleo e gás no PIB”, a FGV estima que o impacto negativo do plano de negócios da Petrobras seria de US$ 30 bilhões ou 1,7% do PIB, números nada desprezíveis, que contaminam parte expressiva da economia nacional.

O terceiro é o ódio fratricida crescente que campeia nos quatro cantos do País, fonte de conflito que poderá prolongar a crise e o desassossego social por muitos anos.

A corrupção é abominável sob todo ponto de vista e, se prospera numa democracia, tal se deve muito à negligência e à impunidade, cujo antídoto mais eficaz reside na cidadania ativa e em mais democracia, sem rancor nem intolerância. Tem de ser combatida sem tréguas, desde que, nos limites da Constituição, sem a desestruturação da economia nem o comprometimento da governabilidade. O Brasil não pode nem vai voltar atrás.

Papa Francisco considera “ato deplorável” o roubo de documentos do Vaticano

foto papa francisco missa galo

O papa Francisco classificou neste domingo (8) como “ato deplorável” o roubo de documentos internos do Vaticano e assegurou que nada o impedirá de continuar as reformas que quer realizar. “Quero dizer que o roubo desses documentos é um delito. É um equívoco e um ato deplorável que não ajuda”, afirmou o papa ao falar do desaparecimento e da divulgação de documentos do Vaticano que foram publicados em dois livros.

O inquérito sobre o caso já levou à detenção, no fim de semana passado, do sacerdote espanhol Lúcio Ángel Vellejo Balda e da italiana Francesca Chaouqui.

Após a celebração da missa de domingo, o papa dirigiu-se aos fiéis presentes na Praça de São Pedro afirmando que sabe que muitos deles estão indignados com as notícias que têm circulado nos últimos dias sobre os documentos da Santa Sé que “foram subtraídos e publicados”.

Nas primeiras palavras sobre o escândalo, o papa indicou que foi ele que pediu para se fazer o estudo sobre as finanças do Vaticano e que sabia, tal como os colaboradores mais próximos, da existência dos referidos documentos. “Tomaram-se medidas que já estão dando frutos”, assegurou.

“Quero dizer que este triste fato não me afasta do trabalho e das reformas que estamos a realizar, com os meus colaboradores, e com o apoio de todos vocês”, acrescentou dirigindo-se aos fiéis.

O papa disse ainda que “a Igreja renova-se através da oração e com a santidade cotidiana de cada batizado” e pediu aos fiéis que rezem por ele e pela Igreja e seguindo em frente com “confiança e esperança”.

(Agência Brasil)

Em meio a ‘racha’, PSOL realiza congresso estadual, elege presidente e aponta pré-candidata em Fortaleza

307 8

Com as presenças do presidente nacional do partido, Luiz Araújo, e do secretário-geral Edilson Silva, além de lideranças no Ceará, o PSOL encerrou neste domingo (8) o V Congresso Estadual, na Escola São Rafael, no bairro Farias Brito, com a participação de cerca de 750 filiados. Apesar da eleição Alexandre Uchôa para a presidência no Ceará e da indicação da artesã Adelita Monteiro como pré-candidata à Prefeitura de Fortaleza, o partido saiu “rachado”, diante da presença de representantes do município de Alcântaras, que teve a plenária invalidada pela Comissão Organizadora Nacional do PSOL, no último dia 21, assim como as plenárias de Pereiro, Cascavel, Beberibe, Jijoca, Caucaia e Jaguaruana.

O “racha” ocorreu dois dias antes do início do congresso estadual, depois que a Comissão Organizadora, em um segundo julgamento, decidiu validar a plenária de Alcântaras. Segundo a corrente interna do partido que não aceitou a última decisão, denominada Insurgência, Alcântaras teria adulterado o horário do início da votação para cumprimento dos 30 minutos regimentais entre o fim do credenciamento e o início da votação.

A então presidência estadual do partido teria constatado a fraude, após a análise de um perito grafotécnico. Segundo ainda o lado denunciante, o presidente nacional do partido, Luiz Araújo, teria tentado convencer o grupo dissidente a aceitar o resultado do segundo julgamento.

Em nota enviada ao Blog, a corrente Insurgência garante que acionará as instâncias partidárias e judiciais para garantir a lisura e legitimidade do PSOL.

O Congresso também elegeu delegados para representar o Ceará no V Congresso Nacional do PSOL, previsto para os dias 5, 6 e 7 de dezembro, em Luziânia (GO).

VAMOS NÓS – Lamentamos essa divisão no PSOL, um partido pequeno, mas de ideologia forte. No entanto, não pretendemos “esquentar” ou expor ainda mais as indiferenças de seus filiados. Torcemos para que o diálogo ocorra dentro do partido.

Camilo e RC devem explicar ao contribuinte criação de secretaria para acomodação política

200 3

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (8):

Dois jovens políticos, o governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio estão gastando tempo e energia com velharias. De quebra, a conta está indo para o contribuinte.

Os dois mais importantes chefes de Executivo do Ceará gastaram horas articulando uma sinecura local para o deputado federal Adail Carneiro (PHS). Não passa de um arranjo político visando abrir vaga na Câmara Federal para o suplente Paulo Henrique Lustosa (PP), outro jovem político que não deveria se embrenhar nesse tipo de coisa.

Em tempo: Adail é um homem rico, com grandes contratos públicos, que não precisa do salário de um cargo de confiança. Poderia simplesmente deixar o mandato a favor do suplente, ficar cuidando de seus negócios e viver às suas próprias expensas.