Blog do Eliomar

Últimos posts

Haja choque: Energia terá novo reajuste

A partir desta segunda-feira (1º), o consumidor pagará mais caro pelo consumo de energia elétrica, em uma média nacional de 23%. O reajuste foi aprovado nessa sexta-feira (27) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). No Ceará, o aumento é de 19,5%, mas com cobrança a partir de 22 de abril. Para os consumidores de alta tensão, o reajuste no Ceará é de 44,12%, também a partir do fim de abril.

O reajuste é consequência da desistência do Governo Federal em injetar R$ 9 bilhões do Tesouro Nacional na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), como forma de compensar os prejuízos no setor. A conta foi repassada para o consumidor.

(com agências)

Abstinência do cigarro gera crise em participante do BBB15

Não é todo dia que se pode tirar algo de relevante no BBB, apresentado pela Globo, mas, quando há um fato comportamental, o caso pode ser interessante.

Foi o que ocorreu na madrugada deste sábado (28), quando a participante Mariza Moreira chegou a anunciar para a produção que deixaria o programa pela abstinência do cigarro.

Por lei, nenhum comercial ou programa de televisão pode mostrar o consumo de drogas. E isso vale para o cigarro e para as bebidas alcoólicas. Portanto, não se sabe se a participante controlou a crise por causa dos conselhos dos colegas ou se por algumas baforadas por trás das câmeras, se é que isso tenha ocorrido.

O fato, porém, abre mais um debate dos malefícios do cigarro.

Chuva em Fortaleza é forte por causa do vento

Apesar da chuva de apenas 4 milímetros, desde a madrugada deste sábado (28), o fortalezense tem a impressão de chuva forte por causa da velocidade do vento, que chega a quase 8 km/h. Mesmo assim, a chuva causou pontos de alagamentos na cidade e poderá voltar durante a noite, segundo a previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Para este domingo (1º), a Funceme também prevê chuva em Fortaleza, durante a madrugada e pela manhã.

Sindiagua pede diálogo sobre demandas da Cagece

111 1

Em nota enviada ao Blog, o presidente do Sindiagua, Jadson Sarto, cobra diálogo com o Governo do Estado das necessidades da Cagece. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Embora o Sindiagua considere importante que a Cagece tenha um funcionário de carreira no comando da Companhia, a entidade (que representa os trabalhadores da área do saneamento em todo o Estado) lamenta o fato de não ter sido consultada pelo Governo do Estado para debater o perfil do novo presidente da empresa e as necessidades da estatal.

O Sindiagua entende que mais importante que o nome é o modelo de gestão. Ainda aguardamos um diálogo com o novo Governador do Estado e esperamos do novo presidente da Cagece, Neurisângelo Freitas, uma gestão que seja capaz de ouvir e atender as reivindicações dos trabalhadores.

Importante ressaltar que na gestão do último presidente da Cagece (que também era um funcionário de carreira da empresa), muitas demandas dos empregados não foram atendidas. Demandas estas que se acumulam ao longo de várias gestões.

A valorização dos trabalhadores também é fundamental para atingirmos a tão sonhada universalização do saneamento.

Jadson Sarto

Presidente do Sindiagua

Cartilha apresenta novas regras do seguro-desemprego e do abono salarial

Uma cartilha com informações sobre as novas regras do seguro-desemprego e do abono salarial foi lançada nessa sexta-feira (27) pelo Ministério do Trabalho. A partir de agora, o trabalhador terá que comprovar vínculo com o empregador pelo menos por 18 meses nos 24 meses anteriores à primeira vez em que requerer o seguro-desemprego. Na segunda solicitação do benefício, ele terá de ter trabalhado por 12 meses nos 16 meses anteriores. A partir do terceiro pedido, a carência voltará a ser de seis meses.

As alterações no seguro-desemprego foram anunciadas em dezembro do ano passado e começam a valer para quem for demitido a partir de amanhã (28). Segundo o ministério, o manual tem o intuito de esclarecer de maneira didática e prática as eventuais dúvidas dos trabalhadores e empregadores, por meio de perguntas e respostas

“Quem sofreu desemprego antes de 28 de fevereiro de 2015, será regido pela legislação anterior, segundo a qual é necessário ter recebido salário relativo a cada um dos seis meses anteriores à data da dispensa, tendo direito, nesse caso, ao benefício”, informa a cartilha.

A cartilha também traz informações sobre as mudanças na concessão do abono salarial. Segundo a publicação, “para o calendário que se inicia este ano, como o ano-base é 2014, as regras que valerão serão as que estavam em vigor anteriormente”. As novas regras “serão exigidas para o calendário de pagamento que tem início em julho de 2016 e que tem como ano-base o ano de 2015”. Antes, quem trabalhava somente um mês e recebia até dois salários mínimos tinha acesso ao abono salarial. Agora, o prazo será de no mínimo seis meses ininterruptos.

(Agência Brasil)

Acquario do Ceará – Líder do Governo afirma que projeto deve gerar lucro em apenas um ano

133 7

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (28):

Em resposta a críticas do deputado estadual Heitor Férrer (PDT), apontando a construção do Acquario como inversão de prioridades, o líder do Governo na Assembleia, Evandro Leitão (PDT), mandou a seguinte nota:

“Um dos grandes desafios do Governo do Ceará é gerar mais oportunidades de trabalho para os cearenses, de forma a garantir melhor distribuição de renda e melhor qualidade de vida. O projeto do Acquario está inserido nesse contexto. Segundo estudos do IPECE, haverá significativos impactos positivos para a economia do Estado, com o aumento do número de empregos, massa salarial e arrecadação tributária. Esses impactos, garante o estudo, chegarão a 1,4 vezes o valor investido no empreendimento em apenas um ano de funcionamento, gerando em projeções R$ 687 milhões de reais no Produto Interno Bruto.”

Diretor da Petrobras pede licença para tratamento de saúde

O diretor Corporativo e de Serviços da Petrobras, José Eduardo de Barros Dutra, pediu licença para tratamento de saúde. Aprovada pelo Conselho de Administração da estatal, por um período de até 90 dias, a licença pode ser prorrogada se houver novo pedido. A empresa não informou o tratamento a que Dutra será submetido.

De acordo com a companhia, a aprovação é necessária, porque o estatuto social da Petrobras prevê que, somente com a autorização do Conselho, um diretor pode se afastar do exercício do cargo, sem licença, por período superior a 30 dias.

Durante a licença de Eduardo Dutra, o gerente executivo de Recursos Humanos, Antônio Sérgio Oliveira Santana, ocupará interinamente o cargo, acumulando as duas funções.

Conforme a empresa, Antônio Sérgio Oliveira é formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal da Bahia, com especialização em Engenharia de Petróleo na Petrobras e MBA em Gestão Empresarial Avançada na Coppe – Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ele trabalha há 38 anos na Petrobras, onde ocupou diversas posições gerenciais.

José Eduardo Dutra foi presidente da Petrobras de 2003 a 2005. Entre 2007 e 2009, ele presidiu a Petrobras Distribuidora.

(Agência Brasil)

Shopping Parangaba ganhará uma filial da Ler Livraria

459 1

O Shopping Parangaba vai contar com um novo espaço de cultura: a Ler Livraria. A filial ocupará mais de 200 m2 e ficará localizada no Piso L1, com previsão de inauguração ainda para este semestre. Em parceria com grandes editoras, a Ler Livraria oferece um completo acervo de livros com os sucessos da literatura nacional e estrangeira.

O superintendente do shopping, Leonardo Franco, considera que a filial vai fortalecer as opções de cultura no estabelecimento.

Deputados cearenses e maranhenses fiscalizarão cancelamento de refinarias

114 3

O presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), oficializou nesta sexta-feira (27) a relação dos deputados que fiscalizarão os argumentos da Petrobras para o cancelamento das refinarias Premium I (Maranhão) e Premium II (Ceará). Segundo o que irá apurar a Comissão Externa, formada por parlamentares cearenses e maranhenses, a única fonte que determinou o cancelamento dos projetos foi a própria Petrobras.

Apesar do cancelamento do projeto das duas refinarias, o empréstimo de R$ 325 milhões para o Ceará continua autorizado.

“Precisamos apurar devidamente a contradição entre essa medida provisória que coloca recursos federais no projeto da refinaria, também citada como confirmada na mensagem que a presidente Dilma enviou ao Congresso Nacional no início deste governo, e as notícias de suposto cancelamento da refinaria. A Comissão Externa será fundamental para essa apuração”, afirmou o deputado Chico Lopes (PCdoB-CE), que integra a comissão.

Na reforma política, PSB lutará pelo fim da reeleição

O senador João Capiberibe (PSB-AP) disse nesta sexta-feira (27) que os seis senadores do seu partido lutarão pelo fim da reeleição nos cargos do Executivo e pelo fim do financiamento empresarial das campanhas. Na terça-feira, no colégio de lideres, ele pedirá prioridade para a votação da PEC 32/2014, da senadora Lídice da Mata (PSB-BA). A proposta exclui do ordenamento jurídico a possibilidade de reeleição para governadores, prefeitos e presidente da República.

De acordo com Capiberibe, a possibilidade de reeleição trouxe muitas distorções para a democracia porque alianças são feitas considerando o tempo de TV e rádio da campanha eleitoral seguinte. Além disso, há o comprometimento das contas públicas durante vários anos.

— A reeleição foi um dos erros que cometemos, e trouxe muitas distorções na democracia. Ela mudou completamente a forma de governar no país.

Quando não havia essa possibilidade, afirmou, as políticas públicas eram formatadas e executadas para um prazo mais curto, e buscando-se o equilíbrio, porque era necessário prestar contas quatro anos depois. De acordo com o senador, antes da possibilidade de reeleição, governava-se para mostrar serviço e melhoria da qualidade de vida das pessoas, e não visando à perpetuação no poder.

(Agência Senado)

Inadimplência das empresas cresce 5,1% em janeiro

A inadimplência das empresas cresceu 5,1% em janeiro em comparação ao mesmo mês de 2014, segundo balanço da Serasa Experian. Em relação a dezembro do ano passado, o número de empresas com dívidas em atraso aumentou 13,5%.

Segundo a Serasa, a queda no ritmo da atividade econômica e o aumento das taxas de juros têm impactado o caixa das empresas. Além disso, os empreendedores têm enfrentado problemas com os aumentos de custos e com as altas nos preços dos combustíveis e da energia.

Os títulos protestados foram os principais responsáveis pelo crescimento da inadimplência, com aumento de 37% em janeiro na comparação com dezembro. Em relação a janeiro de 2014, foi registrado crescimento de 9,1%.

Com aumento de 8,2% sobre dezembro, as dívidas não bancárias também tiveram forte influência na alta no índice de inadimplência. Enquadram-se nesse grupo despesas com cartão de crédito, fornecedores e contas de água, luz e telefone. Na comparação entre janeiro deste ano e de 2014, a elevação das dívidas em atraso nessa modalidade chegou a 10,5%.

O valor médio dos títulos protestados aumentou 15,9% em janeiro em relação ao mesmo mês de 2014, passando de R$ 1.963,25 para R$ 2.275,70. Também na comparação com o mesmo período, o valor médio dos cheques sem fundos subiu de R$ 2.180,97 para R$ 2.366,14, variação de 8,5%, enquanto o valor das dívidas não bancárias aumentou 5%, de R$ 880,66 para R$ 924,61.

(Agência Brasil)

Cabo Sabino e um café da manhã com a imprensa

cabosabino

Em seu primeiro mandato, o deputado federal Cabo Sabino (PR) vai reunir a imprensa, em clima de café da manhã, para apresentar suas propostas e sua linha de atuação parlamentar.

O encontro ocorrerá a partir das 8 horas do próximo dia 6, no gabinete de trabalho do deputado, em Fortaleza, na Avenida do Imperador, 1612 – Altos, Centro.

Cabo Sabino integra grupo de policiais militares eleitos em vários Estados e que quer defender interesses da categoria e maior investimento em segurança pública.

Chapa da Adepol inova com Comissão de Defesa das Prerrogativas dos Delegados

60 1

A chapa “Adepol de Todos”, encabeçada pelo atual presidente Milton Castelo, com os vices Pedro Viana e Jeovania Cavalcante, traz como novidade para a eleição do dia 17 de março a criação da Comissão de Defesa das Prerrogativas dos Delegados, que terá à frente os delegados César Wagner, Everardo Lima e Paulo Cid.

A chapa para a Associação dos Delegados da Polícia Civil do Ceará (Adepol), é constituída por delegados de todas as classes.

Brasil tem o menor saldo na geração de emprego para janeiro em seis anos

O número de trabalhadores admitidos em janeiro foi menor do que o total de demissões, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), divulgados hoje (27). Ao todo, foram registradas, no primeiro mês do ano, 1.600.94 admissões contra 1681.868 desligamentos no país.

O saldo negativo – de 81.774 postos de trabalho – foi o menor resultado desde 2009, quando o país iniciou o ano com déficit de 101,7 mil postos formais de trabalho.

Para o ministro do Trabalho, Manoel Dias, o dado negativo deve-se a fatores sazonais. “Os setores que tradicionalmente fazem demissões nesse período, por questões como o fim do período de férias, foram os que mais perderam vagas”, disse o ministro em nota divulgada pelo MTE.

De acordo com dados do Caged, o comércio varejista teve redução de 97.887 postos de trabalho (queda de 1,25%) na comparação com o levantamento de janeiro do ano passado. Já o comércio atacadista ficou estável, com saldo de 87 postos de trabalho.

As regiões Sudeste (-69.911 postos), Nordeste (-32.011 postos) e Norte (- 10.748 postos) tiveram mais demissões do que admissões em janeiro. Já as regiões Sul (+29.688 postos) e Cento-Oeste (+1.208 postos) contrataram mais trabalhadores com carteira assinada do que demitiram.

(Agência Brasil)

Que tal um Centro de Eventos no lugar do Acquario do Ceará?

94 2

Do ex-diretor-geral do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE)(, Marcos Holanda, recebemos o seguinte artigo, com o título “Um aquário de gente”. Mais um ingrediente para o debate em torno do polêmico Acquario do Ceará. Confira:

O projeto do aquário, no formato que possui hoje, não se justifica do ponto de vista econômico e dificilmente vai ser viabilizado. O seu propósito, no entanto, alavancar o turismo e recuperar a área degradada da Praia de Iracema, continua super valido e importante. Como preservá-lo?

Aqui vai uma sugestão: implantar no local um centro de eventos de médio porte, único do Brasil integrado ao mar e com um potencial de beleza arquitetônica singular. Um centro de eventos (congressos, conferencias, seminários), diferente de um centro de feiras, demanda um espaço de uso menor, compatível com a área existente.

A taxa de uso do atual centro de feiras tem sugerido que nossa vantagem comparativa está na área de eventos e não de feiras. O que faz mais sentido em Fortaleza? Um congresso de energias alternativas ou uma feira de implementos agrícolas?

Um centro de eventos de médio porte seria mais barato e viável para uma PPP (Parceria Público-Privada). Seria autossustentável em termos de custo de manutenção e teria uma bela sinergia com o Centro Dragão do Mar (trabalho no Centro e lazer no Dragão).

Creio que a combinação cidade-local-projeto arquitetônico arrojado com o Dragão do Mar, tornaria o centro uma referencia no Brasil.

Com a palavra os arquitetos e urbanistas.

* Marcos Holanda,

Economista.

Escolas públicas do semiárido vão ganhar cisternas

foto ministra tereza campello

“Uma parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e a Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA) vai permitir a construção de 5 mil cisternas nas escolas públicas para captação e armazenagem de água da chuva, que podem ser usados nos períodos de estiagem.

Ao todo, o MDS está investindo, até o final de 2015, R$ 69 milhões nesta ação, que permite o abastecimento de água própria para consumo em mais de 50% das escolas públicas sem ligação à rede de abastecimento da área rural da região.

“Com a condicionalidade de educação do Programa Bolsa Família, as crianças já estão onde elas deveriam estar: na escola. Agora, a construção destas cisternas vai garantir ainda mais segurança alimentar aos alunos”, afirma a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.”

(Site do MDS)

Banco Central – Superávit de Estados e Municípios é o maior desde 2001

“O resultado primário dos governos regionais (estaduais e municipais) para janeiro foi o melhor já registrado desde o início da série histórica do Banco Central (BC), em 2001. Os governos dos estados e municípios economizaram, no mês passado, R$ 10,544 bilhões para pagamento dos juros da dívida. O saldo ajudou a sustentar o superávit primário de R$ 21,063 bilhões para o setor público consolidado, que inclui o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) e empresas estatais, exceto Eletrobras e Petrobras.

Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, o cenário de começo de governos nos estados, com consequente reavaliação das contas, pode ter contribuído para o número favorável. Ele destacou ainda o fator sazonal. “No início de ano há aumento de receitas, tendo em vista o IPVA [Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores], o IPTU [Imposto Predial e Territorial Urbano]. Mas o resultado, mesmo com sazonalidade, foi muito bom considerando o de janeiro do ano passado [que teve superávit de R$ 7,2 bilhões]”, comentou.

Do superávit dos governos regionais, R$ 9,2 bilhões correspondem à economia dos estados e R$ 1,3 bilhão à dos municípios. O Governo Central respondeu por R$ 10 bilhões do resultado positivo de janeiro. O governo federal registrou economia de R$ 15,867 bilhões, mas no BC e Previdência as despesas superaram as receitas e houve déficit primário de R$ 141 milhões e R$ 5,652 bilhões, respectivamente. As empresas estatais registraram superávit primário de R$ 444 milhões em janeiro de 2015.”

(Agência Brasil)