Blog do Eliomar

Últimos posts

Subcomissão dos Resíduos Sólidos propõe prorrogação do prazo para acabar com lixões

Prorrogar por mais dois anos o prazo para que os municípios acabem com os lixões é uma das principais recomendações do relatório final da Subcomissão Temporária de Resíduos Sólidos aprovado nesta terça-feira (9).

Apresentado pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), o relatório inclui projeto de lei propondo nova data para o fim dos lixões nas cidades brasileiras. Entre as recomendações também está requerimento a ser encaminhado à ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, solicitando a lista de municípios que não cumpriram o prazo para a erradicação dos lixões, bem como os motivos por eles alegados.

O prazo inicial para os municípios acabarem com os lixões — uma das metas da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10) — era 2 de agosto deste ano. Mas, segundo avaliação da senadora, é necessário reconhecer que a lei não foi realista ao determinar essa data.

(Agência Senado)

Ministério da Saúde confirma primeiro caso da febre do Nilo no país

arthur_chioro_02

Arthur Chioro é o titular do MS.

O Ministério da Saúde confirmou nesta terça-feira (9) o primeiro caso de febre do Nilo Ocidental no país. O paciente é um trabalhador rural do Piauí, que já recebeu alta hospitalar. Segundo a pasta, o homem, que estava internado no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela, em Teresina, deve passar por reabilitação e fisioterapia.

O caso estava em investigação desde agosto. Na época, o trabalhador rural apresentou encefalite e o caso foi notificado como suspeito. A doença foi confirmada após a realização de dois exames sorológicos com reagente para o vírus do Nilo Ocidental-VNO (IH e ELISA).

De acordo com o ministério, o caso é isolado e ainda não foi identificada a cadeia de transmissão. A pasta informou que a confirmação da doença não representa risco para saúde pública do país. Mais quatro pessoas apresentaram sintomas neurológicos considerados suspeitos, mas exames feitos em laboratório descartaram a possibilidade de elas estarem com a febre do Nilo.

(Agência Brasil)

Oposição apresentará relatório paralelo na CPMI da Petrobras se oficial tiver ‘cara de pizza’

Deputados e senadores da oposição devem apresentar um relatório paralelo ao relatório da CPI mista da Petrobras. Mas, segundo o líder do PSB, deputado Beto Albuquerque (RS), o relatório da CPMI, que deve ser apresentado nesta quarta-feira, será, antes, analisado pelas oposições. O relator é o deputado Marco Maia (PT-RS).

“Antes queremos conhecer a proposta formal que será apresentada na CPMI. Se ela vier com ‘cara de pizza’, o nosso relatório paralelo será apresentado, porque nós não vamos passar recibo e nem seremos sócios de um relatório chapa-branca num assunto que até nos Estados Unidos é grave, na Justiça brasileira é grave, na Polícia Federal é grave e não pode deixar de ser grave aqui: é grave aqui no Congresso Nacional”, reforçou o deputado. Ele não quis adiantar o que o relatório paralelo pode trazer, mas o texto deve ser elaborado até domingo.

Diante disso, o presidente da CPI mista da Petrobras, senador Vital do Rego Filho (PMDB-PB), que participou da reunião, confirmou a apresentação do relatório para esta quarta. A votação, não: “Ao relatório será concedido vista regimental e nós poderemos votar na próxima semana”.

(Agência Câmara Notícias)

CAE rejeita emendas de Plenário ao projeto sobre a guerra fiscal

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) rejeitou, nesta terça-feira (9), 14 emendas de Plenário ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 130/2014 – Complementar, que permite aos estados e ao Distrito Federal a legalização de incentivos fiscais questionados em ações no Supremo Tribunal Federal (STF). A rejeição das emendas foi negociada pelo relator com integrantes do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

Substitutivo apresentado por Luiz Henrique ao projeto original da senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO), aprovado pela CAE em 4 de novembro, permite aos estados e ao DF a celebração de convênios para a remissão (perdão) dos créditos tributários decorrentes de incentivos instituídos em desacordo com a Constituição. Ao mesmo tempo, faculta a recriação desses benefícios.

Atualmente, qualquer convênio com esse objetivo requer a adesão dos 27 secretários estaduais de Fazenda. A nova regra, aplicável apenas às convalidações, torna válido o convênio que tiver a assinatura dos representantes de dois terços dos estados e um terço das unidades federadas integrantes de cada uma das cinco regiões do país.

Além de rejeitar as emendas, a CAE acolheu pedido de urgência para que a matéria seja votada logo pelo Plenário do Senado. Se aprovado, o projeto ainda será examinado pela Câmara dos Deputados.

(Agência Senado)

Leilão do Detran oferta 669 lotes motocicletas, carros e sucatas

O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) oferta, em seu último leilão de veículos apreendidos de 2014, 439 motocicletas, 38 lotes de automóveis, 37 sucatas de carros e 152 sucatas de motocicletas. A venda será iniciada na quinta-feira (11), das 10 às 12 horas, no pátio da Montenegro Leilões, e segue até sábado, 13.

Interessados também podem visitar o local a partir desta terça-feira (9), de 8h as 16h45hmin, para conferir o estado dos materiais, que estão apreendidos no local há mais de três meses. No primeiro leilão, estarão sendo ofertados os 152 lotes de sucatas de motocicleta, de marcas, com lance inicial de R$ 40 até R$ 200.

Na sexta-feira (12), estarão disponíveis para lances os 439 lotes de motocicleta, com preços que variam de R$ 300 até R$ 1.800. No sábado, 13, o último dia de leilão, serão ofertados os lotes restantes dos outros dias, além de 37 lotes de sucatas de automóvel, com lance inicial variando de R$ 50,00 (Toyota Corola 2008) a R$ 2.500,00 (CrossFox 2088). Os 38 lotes de automóveis variam de R$ 1.200,00 (GM Astra GLS 1999 – a gás) a R$ 6.2000 (Fiat Doblô NA AMC 2009/2010). Em oferta especial, há um lote de uma MMC Outland 3.0VG 2011/2012, com lance inicial de R$ 15.000,00.

(O POVO Online)

Taxa de desemprego no terceiro trimestre fica estável, mostra IBGE

A taxa de desemprego no país ficou em 6,8% no terceiro trimestre deste ano, mostrando estabilidade em relação ao segundo trimestre de 2014 (6,8%) e ao terceiro trimestre do ano passado (6,9%). Os dados divulgados nesta terça-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad Contínua), a pesquisa de emprego do IBGE que abrange todo o país a cada três meses, enquanto a Pesquisa Mensal de Emprego (PME) investiga as seis principais regiões metropolitanas.

De acordo com o levantamento, o nível de ocupação no período investigado foi 56,8%, também permanecendo estável na comparação com o segundo trimestre deste ano (56,9%) e com o terceiro trimestre de 2013 (57,1%).

Entre os meses de julho e setembro deste ano, a pesquisa apontou 6,7 milhões de desempregados no país, contra 6,8 milhões no segundo trimestre do ano, o que significou queda de 1,4% na população desocupada. A Região Nordeste foi a que apresentou a maior taxa de desemprego (8,6%) e a Região Sul ficou com a menor taxa, 4,2%.

No período apurado, o desemprego de jovens entre 18 e 24 anos de idade foi 15,3%, bem acima da média total de 6,8%. De acordo com o IBGE, o comportamento foi verificado em todas as cinco regiões do país, com destaque para o Sul (10,2%) e o Nordeste (19,1%). Entre as pessoas com idade entre 25 e 39 anos e de 40 a 59 anos, o desemprego foi 6,4% e 3,4%, respectivamente.

(Agência Brasil)

AJE Fortaleza comemora 25 anos de atividades com toques de saudade

democrito

A Associação dos Jovens Empresários de Fortaleza (AJE Fortaleza) vai comemorar na próxima sexta-feira, a partir das 19 horas, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará. O momento contará com homenagens póstumas aos idealizadores Demócrito Dummar e Cleber Aquino e homenagem a todos os ex- coordenadores gerais da entidade.

Fundada em 1989, a AJE Fortaleza foi precursora do movimento jovem empresarial nacional, influenciando a criação de associações semelhantes em todo o País. A organização reúne jovens entre 18 e 35 anos, representantes de todos os setores da economia cearense.

O principal objetivo é contribuir com a formação de novas lideranças no meio empresarial, através de eventos voltados ao desenvolvimento dos associados, e disseminar a cultura empreendedora ao público em geral, estimulando os jovens a ingressar no mercado de trabalho e a permanecer nele com sucesso.

Dilma veta redução da alíquota de contribuição de patrões e domésticos ao INSS

A presidenta Dilma Rousseff vetou integralmente o projeto de lei que prevê a redução da alíquota da contribuição previdenciária paga por patrões e empregados domésticos. A decisão foi publicada na edição desta terça-feira (9) do Diário Oficial da União. Na mensagem encaminhada ao Legislativo, a presidenta diz que o texto foi vetado “por contrariedade ao interesse público”.

O projeto de lei foi aprovado em caráter conclusivo na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara no dia 13 de novembro. Atualmente, a alíquota da contribuição previdenciária paga por patrões é 12% e a do empregado doméstico varia de 8% a 11%. Se a mudança entrasse em vigor, a alíquota seria reduzida para 6%, em ambos os casos.

Segundo a mensagem publicada nesta terça-feira no Diário Oficial, os ministérios da Previdência Social e da Fazenda manifestaram-se pelo veto. Um dos motivos é que a mudança teria impacto negativo de R$ 600 milhões por ano, “não condizente com o momento econômico atual”.

Além disso, segundo o Executivo, “o projeto de lei foi proposto anteriormente à promulgação da Emenda Constitucional nº 72, de 2 de abril de 2013, cuja regulamentação legal, de forma integral e mais adequada, encontra-se em tramitação no Congresso Nacional”.

(Agência Brasil)

Seara da Ciência e um encontro para contemplar os astros

A Seara da Ciência, da Universidade Federal do Ceará, realizará, nesta quarta-feira, o encontro “O Céu da Seara”, o último deste ano, a partir das 18 horas, em seu observatório, no Campus do Pici. Estudantes, curiosos e apaixonados por astronomia estão convidados a contemplar astros e estrelas, gratuitamente. Os participantes, segundo a organização, vão poder ver a Grande Nebulosa de Órion, uma imensa nuvem de poeira interestelar que se forma ao redor da estrela. A observação também vai contemplar as Plêiades, que são chamadas de Sete-Estrelo na região Nordeste porque, a olho nu, é possível distinguir sete estrelas. Com o telescópio, no entanto, é possível visualizar muito mais.

Também poderá ser observado o Aglomerado Espiral, formado por estrelas que não são visíveis sem a utilização de aparelhos. “Nem tudo o que os nossos olhos não conseguem enxergar no céu significa que não existe”, ressalta o organizador da observação e bolsista da Seara da Ciência, Fabrício Batista. Para o encontro serão utilizados três telescópios. Não é necessário fazer inscrição prévia.

A ideia do projeto é despertar a curiosidade pela astronomia e encantar o público com as belezas celestes, difíceis de serem contempladas sem equipamentos, complementa Fabrício Batista.

(Site da UFC)

OAB/CE entrega prêmio de jornalismo e presta homenagem a seis profissionais da área

74 1

landrypedrosa

A Ordem dos Advogados do Brasil, regional do Ceará, fará a entrega nesta terça-feira, às 19 horas, no auditório da Fiec, do II Prêmio de Jornalismo Luís Cruz de Vasconcelos. Na ocasião, seis profissionais serão homenageados por suas atividades na promoção dos direitos humanos e da cidadania no jornalismo cearense. São eles: Souto Paulino, Carlos Célio, Joseoly Moreira, Landry Pedrosa, Mauri Melo e Tom Barros.

A edição deste ano do Prêmio de Jornalismo Luís Cruz de Vasconcelos foi “Morosidade do Judiciário: atentado à cidadania” e teve por objetivo estimular o debate sobre a temática do Direito associado ao viés da Justiça Social. O Prêmio de Jornalismo tem abrangência estadual e contempla cinco categorias: Impresso (Jornal e Revista), Fotografia, Rádio, Televisão e Internet. Neste ano, o prêmio distribuirá um total de R$ 34 mil em prêmios, além de certificados. Os nomes dos vencedores só serão revelados na solenidade.

Passageiros poderão fazer queixas ou sugestões por meio de aplicativo de celular

72 1

“O governo federal vai lançar neste mês um aplicativo de celular para ouvir o que os passageiros acham dos aeroportos nacionais. Vão poder dar a opinião sobre limpeza, tempo de espera e outras encrencas nos terminais.

As reclamações terão que ser respondidas pelos operadores aeroportuários. O projeto começará por Brasília, Rio e São Paulo durante a operação fim de ano.

A Secretaria de Aviação Civil vai controlar tudo. É bom Moreira Franco preparar os ouvidos.

(Coluna Radar, da Veja Online)

VAMOS NÓS – Quando vier para o aeroporto de Fortaleza, com certeza, acabará entupido de reclamações. A começar pela obra de ampliação do terminal, que está paradinha da silva.

Setor de confecções feminina e masculina quer redução da alíquota do ICMS

confeccc

Marcos Vinícius, Roberto Macedo (ex-Fiec) e Aloísio Ramalho Filho.

O Estado de Goiás zerou o ICMS do ramo de confecções.

No Ceará, o SindiRoupas, que vende para homens, e o SindiConfecções, que atende o público feminino, não sonham tão alto assim, mas querem também redução da alíquota desse imposto.

Reivindicação nesse sentido já foi encaminhada pelo presidente do SindiRoupas, Aloísio Ramalho Filho, e pelo presidente do SindiConfecções, Marcos Vinícius, ao governador eleito Camilo Santana (PT).

O segmento, que hoje paga 8% de ICMS sobre o que compram fora e 3% sobre o que compram dentro do Estado, quer redução desses percentuais para a metade. Pelo menos.

(Foto – Paulo MOsKa)

Inadimplência registra queda em novembro na comparação com mês de outubro

“A inadimplência do consumidor caiu 1,2% em novembro ante outubro, segundo levantamento divulgado hoje (9) pela empresa de consultoria Serasa Experian. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve crescimento de 10,9%. No acumulado de janeiro a novembro deste ano ante o mesmo período de 2013, o índice fechou com elevação de 5,6%.

Segundo os economistas da Serasa, a alta da inadimplência em novembro deste ano, em relação ao mesmo mês do ano passado, decorre das maiores dificuldades do consumidor em pagar as suas contas em dia, tendo em vista os aumentos sucessivos das taxas de juros ao longo desse período e o enfraquecimento gradual do mercado de trabalho, com queda do nível de emprego em alguns setores, especialmente o industrial.

Por outro lado, o recuo da inadimplência em novembro, em relação ao mês de outubro, é explicado pela menor quantidade de dias úteis, 20 e 23, respectivamente, causando impacto principalmente no número de cheques devolvidos, pela segunda vez, por insuficiência de fundos.”

(Agência Brasil)

Vereadores assinam requerimento contra dispensa de licitação para concurso público

76 1

foto salmito

Oportunidades iguais, regras claras, transparência e segurança institucional para o Legislativo Municipal. Esses são os principais argumentos apresentados pelo vereador Salmito Filho (Pros), na manhã desta terça-feira (9), durante pronunciamento no plenário, contra a dispensa de licitação para a realização de concurso público para o quadro de servidores da Câmara Municipal de Fortaleza.

Ao defender uma licitação nacional, Salmito Filho ressaltou que a empresa que irá selecionar servidores públicos não pode evitar a sua própria seleção com outras empresas. “Por que a pressa (para a dispensa de licitação)? Quais são as intenções?”, cobrou o vereador do Pros, eleito na última semana presidente do Legislativo Municipal, para o biênio 2015/2016.

“É assim que a população de Fortaleza vai respeitar a nossa conduta. Não somente na intenção, mas na prática”, comentou Salmito, ao ser o primeiro a assinar um requerimento contra a dispensa de licitação e para uma licitação nacional. “O chefe e o patrão desta Casa é a população de Fortaleza”, completou.

Em apartes, os demais vereadores apoiaram a iniciativa de Salmito. Adail Júnior (Pros) informou que quatro dos seis integrantes da atual Mesa Diretora haviam se pronunciado contrário à dispensa de licitação. Toinha Rocha (Psol) lembrou que os vereadores, o Ministério Público, a população e a imprensa não permitiriam a dispensa de licitação. John Monteiro (PTdoB) ressaltou que a Câmara Municipal e a política nacional já enfrenta desgastes.

O Enem, o decoreba e a comunicação que trumbica mais do que comunica

70 1

Com o título “Precisamos reaprender a pensar”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele questiona o decoreba nas escolas, em algumas matérias, e destaca o papel importante do Enem, que promove o pensar por meio de questões interpretativas. Com direito a um paralelo no jornalismo. Confira:

Em meio às provas de final de ano, me vi estudando português com meu moleque. A sintaxe da nossa língua é de uma complicação digna de nota, com todo respeito aos fanáticos estudiosos da “última flor do lácio”. Estávamos tentando desvendar o profundo mistério de compreender o que seria uma “oração coordenada sindética adversativa” quando, num arroubo de coragem, ele perguntou: “Pai, isso vai me servir para quê, mesmo?”. Respondi em fração de segundo: “Pra nada, filho, absolutamente nada”.

O episódio me trouxe uma série de reflexões. A primeira delas diz respeito à quantidade de conteúdo que é repassado aos nossos meninos e meninas sem qualquer amparo no mundo real. Não faço aqui – que fique registrado – uma crítica às matérias que eram taxadas, em minha época de estudante, como “decoreba”. Até porque acho que boa parte do nosso aprendizado, formal e informal, depende o exercício da memória. O que me chama a atenção são quilos e quilos de páginas assimiladas –decorativas ou não – sem qualquer serventia prática.

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), neste sentido, representa uma evolução significativa. As provas cada vez mais apresentam questões interpretativas, forçando o aluno a aplicar o conhecimento adquirido para analisar situações reais. Isso é o futuro. Mais que reproduzir uma doutrina, é necessário pensar sobre ela, vê-la como um instrumento de interferência na realidade, usá-la para resolver nossos inúmeros problemas do cotidiano, ou mesmo desenvolver a capacidade de questionar sua pertinência.

É uma atitude conservadora pedir a um estudante para decorar a tabuada, posto que qualquer celular possui calculadora, ou que saiba de cabeça o nome da capital de um país, já que tudo está na internet. Mas é preciso que o aluno perceba a qualidade da informação, se ela tem lógica e validade. Em outras palavras, mais importante que decorar que 9 mais 9 é 18 é saber porque é este o resultado. E saber que a capital da França jamais poderia ser Buenos Aires, por ter noções gerais de geografia e da distribuição dos continentes.

A grosso modo, é possível fazer um paralelo com o jornalismo praticado atualmente. O acesso à informação nunca foi tão facilitado. Milhões de referências ao alcance dos dedos. Mas é impressionante como o contexto é cada vez mais desprezado. Há muito tempo os meios de comunicação se especializaram em repassar dados de forma imediata e sem a mínima dose de aprofundamento. Mas hoje isso chegou a proporções inimagináveis.
Tente entender, por exemplo, a votação sobre o superávit primário no Congresso. Algumas informações chegam. Você sabe que é um tema polêmico, que existe crise e que o governo ganhou. Mas o que diabo é superávit primário? Por que tanta confusão por parte da oposição? O que isso tem a ver com a vida comum de nós, cidadãos? Duvido que você, caro leitor, consiga responder a estas perguntas com propriedade.

Em outros termos, se não sabemos responder sobre a essência, teremos formadas opiniões restritas à superficialidade, à ideia vaga, ao senso comum. Uma aparência de saber, que distorce a realidade, limita questionamentos e propaga a ignorância. Aposto que boa parte da violência verborrágica das redes sociais seria pacificada se as pessoas se dessem ao trabalho de se perguntar quando em vez: “mas o que é isso, mesmo?”, “qual é o sentido desta discussão?”.

A avalanche de informações no ensino formal e nos meios de comunicação brutaliza mais que humaniza. Confunde mais que esclarece. É um fetiche de saber. Enquanto não percebermos isso e mudarmos tais concepções, continuaremos emprenhando “verdades” pelos ouvidos e reproduzindo sintaxes vazias.

* Demétrio Andrade
Jornalista e sociólogo.

PIB do Ceará – Setor agropecuário cresceu em plena seca

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=9DNJLbpNelA&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

Mesmo com três anos de estiagem, a agricultura ajudou a puxar os resultados da economia do Ceará, que cresceu 5,60% no terceiro trimestre de 2014. É o que dizem os dados divulgados pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece). O setor agropecuário apresentou o melhor desempenho neste último balanço, com aumento de 51,2 % no acumulando do ano.

O presidente da Federação da Agricultura do Estado, Flávio Saboya, comemorou o resultado e avaliou os porquês desse desempenho, uma espécie de paradoxo em tempos de seca.

Flávio Saboya fez essa avaliação antes de embarcar, nesta madrugada de terça-feira, para a Bahia e Pernambuco onde, na condição de presidente eleito do Conselho Deliberativo do Sebrae, com posse dia 1º de janeiro, conhecerá experiências exitosas do Sebrae desses Estados.

Justiça mantém condenação de envolvidos na morte da juíza Patrícia Acioli

“A 3ª Câmara Criminal do Tribunal do Júri do Rio manteve a condenação de cinco dos 11 policiais militares envolvidos no homicídio da juíza Patrícia Acioli. A defesa de Sérgio Costa, Jovanis Falcão, Jefferson de Araújo, Júnior Cesar de Medeiros e Carlos Adílio Maciel havia recorrido da decisão que os condenou por homicídio qualificado e formação de quadrilha.

A tese sustentada pelo Ministério Público (MP) do Estado do Rio de Janeiro durante o julgamento no júri foi de que havia provas suficientes que apontavam que os condenados concorreram para o crime. Os jurados acolheram a tese. As defesas recorreram alegando o contrário, mas os desembargadores mantiveram a condenação e o patamar das penas fixadas no primeiro grau.

O texto do acórdão, publicado no dia 4 deste mês, diz que há provas revelando a participação de todos no homicídio de Patrícia Acioli que, em virtude de sua atuação como magistrada, estava criando entraves a práticas criminosas.

Em outubro de 2011, o MP ofereceu denúncia contra os acusados e, em abril de 2012, foram condenados os primeiros réus. O promotor de Justiça na 3ª Vara Criminal de Niterói, Leandro Navega, em atuação conjunta com o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), obteve a condenação de todos os 11 envolvidos no homicídio da juíza. Os outros seis também recorreram da sentença e aguardam julgamento do recurso. Sérgio foi condenado a 21 anos de reclusão; Jovanis, a 25 anos e seis meses; Jefferson, a 26 anos; Júnior Cesar, a 22 anos e seis meses; e Adílio, a 19 anos e seis meses.”

(Agência Brasil)

Sindifort entra com representação contra fundação prevista na reforma administrativa

Nascelia-Silva

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Fortaleza (Sindifort) entrou com representação junto ao Ministério Público Federal e a Promotoria de Justiça e Defesa da Saúde Pública do Estado contra um dos projetos que integra o conjunto da reforma administrativa do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros). A matéria tramita na Câmara Municipal desde a última semana.

De acordo com a diretoria do Sindifort, que tem à frente Narcélia Silva, o questionamento envolve a criação da Fundação de Apoio à Gestão Integrada em Saúde em Fortaleza.

A entidade avalia que esse projeto é ilegal e inconstitucional porque, pela Constituição Federal, em seu artigo 196, o Estado tem a obrigação de prestar diretamente o serviço público de saúde, enquanto essa fundação abre para terceirizações na área.

Trabalhadores de topics protestam contra processo de exploração

71 1

Nesta terça-feira, a partir das 14 horas, haverá audiência pública sobre as condições de trabalho nas topics de Fortaleza. O encontro ocorrerá na sede da Federação dos Trabalhadores, Empregados e Empregadas no Comércio e Serviços do Estado do Ceará (Fetrace). A iniciativa é do vereador Ronivaldo Maia (PT) e do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Complementar de Fortaleza (Sintraafor)e o objetivo é mostrar ao Poder Público a situação de usuários e operadores do sistema.

A direção do SIintraafor denuncia processo de exploração e diz que os trabalhadores são obrigados a realizar a dupla função (trocador e motorista), colocando em risco a vida e a integridade das pessoas, além de sofrerem desgaste físico e psicológico.

O Sintraafor vai desencadear uma campanha com objetivo de colher assinaturas para apresentar à Câmara Municipal um projeto de iniciativa popular que regulamente a circulação de transporte público regular, complementar e alternativo, com motorista e cobrador.