Blog do Eliomar

Últimos posts

Africanos dominam a São Silvestre; brasileiros pedem investimento

Os brasileiros mais bem colocados na Corrida de São Silvestre – Jenifer Nascimento Silva e Giovani dos Santos – terminaram a prova em oitavo lugar. O pódio foi dominado por atletas africanos e os brasileiros mantiveram o jejum de oito anos. Na tradicional corrida, disputada na manhã desta segunda-feira (31), os primeiros lugares foram da queniana Sandrafelis Tuei e do etíope Belay Tilahun.

Jenifer e Giovani revindicaram mais investimentos para melhorar os resultados do atletismo no país. “O Brasil está precisando de mais apoio. Precisamos nos unir mais, com a própria Confederação Brasileira de Atletismo, para podermos chegar à São Silvestre e ganhar. Os africanos sempre estão treinando em grupo, e isso faz a diferença”, afirmou Giovani.

“O esporte está caindo de rendimento por falta de apoio, [é] um momento difícil no atletismo. A gente fica muito triste, porque esperava sempre ter condições melhores. Falta apoio nas categorias de base”, disse Jenifer. Apesar do bom resultado individual, a atleta lamentou a situação do esporte. “Com o meu resultado, fico muito satisfeita, mas essas outras questões rodeando deixam a gente triste. Não é o que a gente queria”, acrescentou.

Campeão passa mal

O etíope Belay Tilahun, que ficou em primeiro lugar, passou mal, devido ao esforço excessivo. No momento em que entrava na sala em que daria entrevista coletiva, Belay foi levado de maca para uma tenda de atendimento médico e depois encaminhado para a Santa Casa de São Paulo.

A vencedora da prova feminina, Sandrafelis Tuei, revelou que não estava se sentindo bem no início da competição, tendo ficado atrás de outra queniana, Pauline Kamulu, na maior parte da prova. Ao final, na subida da Avenida Brigadeiro Luís Antônio, parte mais emocionante da corrida, Sandrafelis inverteu o resultado. “Quando chegou ao Km 14, senti que a chegada estava próxima, senti que podia um pouco mais e dei uma arrancada”, disse a queniana.

(Agência Brasil)

Supermercados cearenses vão ampliar investimentos em 2019

Um minishopping vai operar no terreno que abrigava, num passado recente, a Churrascaria Parque Recreio (Avenida Rui Barbosa).

Entre as novidades que surgirão ali, uma farmácia de grande rede nacional e uma filial do Super Frangolândia, além de outras lojas de serviço. As escavações, aliás, da área para a construção do prédio, que contará com dois subsolos para estacionamento, já são tocadas pela empresa Flacar.

Falando em novos investimentos emm 2019, o Grupo Pinheiro Supermercado implantará filiais na cidade de Acaraú e outras três em Fortaleza: na Monsenhor Tabosa e nas avenidas Rogaciano Leite e Antonio Sales, informa o diretor comercial Alexandre Pinheiro que, com seu irmão, Honório Pinheiro, passa o Ano Novo nos EUA.

(Foto – Ilustrativa)

O peso quase invisível do quase

Em artigo no O POVO desta segunda-feira (31), a jornalista Luíza Helena Amorim lamenta a banalidade da criminalidade. Confira:

Se a morte, mesmo violenta, transformou-se em algo tão banal, como mostram as ocorrências nos programas policiais, será que a denúncia de uma quase morte causaria alguma reação? Este foi meu pensamento logo após um motorista de ônibus, ultrapassar o semáforo vermelho e, por pouco não colidir na lateral do veículo que meu esposo conduzia. Eu estava no banco da frente e mesmo a tremer-se, consegui, na parada seguinte, fotografar o transporte coletivo para registrar a reclamação. O quase raramente é notícia, pode até ser considerada bobagem para alguns. Principalmente, neste mundo em que vivemos de violência extrema. Pensando bem, até que ele pode ter relevância, caso, alguém filme e vá ser compartilhado nas redes sociais.

Conheço um rapaz que foi machucado a faca dentro do ônibus, durante um assalto, pois, não conseguia retirar o telefone celular do bolso da bermuda com a velocidade que o larápio gostaria. Poderia ter morrido, contudo, foi mais um quase. Foram vários cortes superficiais nos braços, nas pernas e no peito. O golpe mais profundo foi no braço. A vítima chegou ao terminal de ônibus pingando sangue e nada de atendimento. Quem se importa? Foi apenas mais um assalto. Quem se chocaria, com isso, diante de tantas notícias de latrocínios, de mendigos queimados vivos, de animais brutalmente assassinados?

Nos pequenos fatos do cotidiano, muitos seres humanos vão perdendo a capacidade de sentir empatia. Alguns repetem clichês para justificar fatalidades, “fulano estava no lugar errado, na hora errada”. A questão é o quase que pode ser evitado seguindo as normas, como não dirigir bêbado ou não avançar um semáforo vermelho.

Talvez eu devesse relevar, não ter recebido nem um retorno da minha reclamação. Graças a Deus não aconteceu nada mais sério. E ver tudo como um mero susto ou risco que ao pôr o pé de fora de casa, todos os dias, podemos correr. O cruzamento continuará sem equipamento de fiscalização eletrônica, permitindo infrações como a do motorista do ônibus. Pedestres, ciclistas e motoristas continuarão a contar com a sorte de que os outros sujeitos respeitem às leis de trânsito e vejam que o quase pode sim, ser muito sério e significar uma dor para sempre.

Luíza Helena Amorim

Jornalista e escritora

Após renúncia de diretores de Imprensa, papa Francisco nomeia interino

O papa Francisco aceitou hoje (31) a renúncia do diretor do Gabinete de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, e de sua adjunta, Paloma García Ovejero. Foi nomeado interinamente Alessandro Gisotti, de 44 anos, que ocupava a Coordenação Social do Departamento de Mídia e Comunicação.

Gisotti é jornalista, graduado em Ciências Políticas na Universidade La Sapienza, em Roma. Ele acompanhou as atividades dos últimos três papas João Paulo II, Bento XVI e agora Francisco. Desde 2017 é coordenador de Mídias Sociais do Departamento de Comunicação da Santa Sé.

Em declaração, Gisotti agradeceu a confiança do papa Francisco ao nomeá-lo. “Vou tentar cumprir a missão confiada ao melhor da minha capacidade, com aquele espírito de serviço à Igreja e ao papa que tive o privilégio de aprender ao lado de padre Federico Lombardi por quase 20 anos.”

O prefeito da Congregação para a Comunicação, Paolo Ruffini, elogiou a atuação de Burke e Paloma García, agradeceu o trabalho desempenhado por ambos com profissionalismo. Segundo Ruffini, o novo diretor desempenhará também com profissionalismo a nova função.

Em sua conta do Tweeter, Burke disse que a renúncia refere-se ao momento que o Vaticano enfrenta. “Neste momento de transição nas comunicações do Vaticano, pensamos que é melhor que o Santo Padre esteja completamente livre para reunir uma nova equipe.”

Paloma García também tuitou: “Termina um período. Obrigada, Santo Padre, por estes dois anos e meio.”

(Agência Brasil)

Associação dos Engenheiros Agrônomos sob nova direção

Flávio com Camilo Santana.

No apagar das luzes deste 2018, Flávio Barreto foi reconduzido para a Associação dos Engenheiros Agrônomos do Ceará, tendo Assis Bezerra como secretário-geral da entidade.

A meta dele é ousada: aumentar o número de associados. Hoje são só 120, de cerca de oito mil engenheiros agrônomos registrados junto ao Crea do Estado.

(Foto – Divulgação)

Último ato – Temer nomeia Marun como conselheiro da Itaipu Binacional

154 2

O presidente Michel Temer exonerou do cargo o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, e o nomeou como conselheiro da Itaipu Binacional, com mandato até 16 de maio de 2020. A exoneração e a nomeação foram publicadas na edição de hoje (31) do Diário Oficial da União.

Eleito deputado federal pelo MDB de Mato Grosso do Sul, Marun assumiu a Secretaria de Governo em dezembro do ano passado. Ele não disputou cargo nas eleições de outubro.

Carlos Eduardo Xavier Marun nasceu em Porto Alegre, mas construiu a carreira política em Mato Grosso do Sul. É advogado e engenheiro civil e já atuou nas secretarias de Habitação municipal e estadual.

(Agência Brasil)

Ex-deputado tucano articula para ocupar espaços na Era Bolsonaro

125 3

Mesmo tendo perdido a reeleição, o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) deve ser aproveitado em algum cargo na Era Bolsonaro. Ele, nos últimos dias deste 2018, esteve em Brasília articulando junto a setores do futuro governo.

Por enquanto, Gomes de Matos evita falar no assunto, mas ele marcou posição firme em defesa de estatais como o Dnocs e projetos prioritários para o Nordeste como a Ferrovia Transnordestina.

(Foto – Agência Câmara)

Que tal falarmos de cidadania e voluntarismo neste último dia de 2018?

Com o título “Cidadania e voluntarismo”, eis artigo de Rui Martinho Rodrigues, historiador. Um tema dos mais interessantes e que merece reflexões neste último dia do ano. Confira: 

Eric Hobsbawm apresentou uma periodização da História, identificando um era dos impérios, das revoluções e outras mais. Hoje temos a Era das Manifestações. Desde 2013 mais de oitenta países viveram grandes manifestações. Não são arrebanhadas por vaqueiros da boiada cidadã, profissionais de reivindicações a serviços de partidos, diferentes dos rebanhos que dominaram as ruas no século XX. Motivações difusas, falta de liderança, presença de postulações contraditórias equivalem a uma certidão de autenticidade e espontaneidade. Mais democráticas e menos poderosas, é o que elas são. Ainda assim, destituíram governos e impuseram políticas em muitos países.

Na Grécia, as manifestações do novo tipo afastaram um governo por recusar a dureza de um ajuste fiscal. O sucessor, que fora crítico do “ajuste perverso”, teve que adotar medidas de austeridade ainda mais duras do que pretendia o antecessor. Na Argentina, as manifestações à moda antiga, desde do tempo de Peron (1895 – 1974) impõem decisões aos governos, levando o país ao suicídio econômico.

O voluntarismo é imune ao pensamento lógico. Abriga interesses corporativistas e paixões políticas. Tem as limitações do saber que é obstáculo epistemológico, no dizer de Gaston Bachelard (1884 – 1962). A crise do distributivismo fiscal evidenciou os limites do voluntarismo. Mas a imunização cognitiva é indiferente ao óbvio. O Estado provedor é oneroso para os países desenvolvidos, com alta produtividade e com a maioria da população próspera financiando um Estado rico, capaz de arcar com mais custos. Ainda assim a crise fiscal chegou na velha Europa.

Nós temos uma minoria próspera e uma maioria carente. A assistência aos carentes é muito mais pesada no Brasil. Temos produtividade baixa e estagnada. Pensamos em colher, não em plantar. Nosso investimento produtivo é baixo. As despesas públicas crescem automaticamente por lei. A imunização cognitiva fixou a ideia do Estado provedor. A reserva do possível é esquecida.

Rui Martinho Rodrigues

rui.martinho@terra.com.br

Historiador.

Camilo anuncia a convocação de 220 agentes penitenciários

232 1

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, em sua página no Facebook, que vai convocar por etapas os cerca de 650 agentes penitenciários aprovados no último concurso público realizado pelo Estado.

Inicialmente, vão ser convocados 220 aprovados em março próximo, com demais grupos sendo chamados após uma avaliação de demandas a ser feita pelo titular da recém-criada Secretaria de Administração Penitenciária.

Camilo disse que esse grupo será lotado na Região Metropolitana de Fortaleza e no Interior.

Já a convocação dos demais grupos virá ao longo de 2019 e que haverá, da parte de Luis Mauro, futuro titular dessa secretaria, uma análise e um planejamento nesse sentido.

(Foto – Facebook)

Tasso ganha novo “bônus” na disputa pelo Senado

234 2

Da Coluna Política, no O POVO desta segunda-feira (31), pelo jornalista Carlos Mazza:

O ministro Edson Fachin, relator de processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), homologou no último sábado delação premiada de Jorge Luz, lobista ligado ao MDB, que atinge o senador Renan Calheiros (MDB-AL). Ruim para o alagoano, que tem agora a primeira delação diretamente contra ele no Supremo, a novidade pode ser motivo de felicidade para outro senador, o cearense Tasso Jereissati (PSDB).

Atualmente, Tasso disputa a presidência do Senado em confronto com Calheiros, e já começa a contar inclusive com setores ligados ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O movimento, que tenta quebrar hegemonia de anos do MDB no Senado, conta ainda com articuladores do PPS, PSDB, Rede e até do PDT do recém-eleito Cid Gomes (PDT). Como setores do PSL já rejeitavam o nome de Calheiros, a delação acaba prejudicando ainda mais o emedebista.

Na delação, Luz inclui planilha que identifica US$ 418 mil dos R$ 11,5 milhões em propinas que diz ter intermediado para políticos emedebistas. Segundo a delação, além de Renan, teria sido beneficiado também, entre vários outros, o deputado federal cearense Aníbal Gomes (DEM). Não reeleito em 2018, Aníbal assumirá mandato em 2019 caso se confirme indicação do deputado federal Mauro Filho (PDT) para a Secretaria de Planejamento do Ceará.

A defesa de Aníbal rebate: “Os delatores, como vem ficando provado pela própria Lava Jato, estão fazendo delações envolvendo políticos tão somente para obter benefícios, sobretudo o benefício da liberdade. A revogação da prisão decretada pelo juiz. Fica muito fácil imputar qualquer pessoa pela prática de crime sem uma prova (…) até hoje, não há uma prova sequer que vincule o deputado ao senador Renan ou que demonstre que tenha praticado algo ilícito”.

Até a semana passada, aliados de Tasso na disputa contabilizavam cálculo “realista” de 21 a 23 votos para o tucano na disputa. Dentro do total de 81 parlamentares na Casa, o número ainda é baixo, especialmente contra um veterano do Congresso como Renan Calheiros. Ainda assim, o apoio já é bastante para dar base sólida para a entrada do cearense como um projeto viável na disputa.

Vale lembrar que, até as vésperas do 1º turno deste ano, os resultados previstos nas urnas de todo o Brasil acabaram em uma reviravolta de última hora. Além disso, impera no Congresso o discurso de mudança, muito fruto do resultado eleitoral de outubro. Batendo de frente contra o “velho” Renan, Tasso tem uma vantagem natural na disputa, que só se fortalece com a nova delação premiada.

Pesa bastante contra Tasso, no entanto, recente apoio declarado pelo senador José Serra (PSDB-SP) à eleição de Calheiros. Vindo de dentro do próprio ninho tucano, a sinalização mostra verdadeiro “vespeiro” em que se transformou o PSDB após as derrotas eleitorais deste ano. E também como a linha de autocrítica proposta pelo senador cearense tem sido recebida por setores mais tradicionais da sigla.

Jair Bolsonaro convida Mauro Benevides, a quem trata de “Meu tenente”, para sua posse

O ex-senador Mauro Benevides, que já presidiu o Congresso Nacional, está entre convidados vips do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Ele, aliás, trata o ex-parlamentar cearense na intimidade de “Meu tenente”.

Além de Mauro, outros cearenses como o presidente nacional da Abih, Manuel Cardoso Linhares, o deputado federal eleito Capitão Wagnr (PROS) e o presidente estadual do PSL, Heitor Freire, com suas esposas, prestigiarão atos da posse e, em especial, o baile a ser oferecido aos convidados por Bolsonaro.

(Foto – Agência Câmara)

Bolsonaro prepara discurso da posse, diz irmão

Na véspera da posse, o presidente eleito Jair Bolsonaro prepara seu discurso para amanhã. Ele deve falar em dois momentos distintos – primeiro, no Congresso Nacional, durante a solenidade de posse, e depois, no parlatório no Palácio do Planalto. No parlatório, tradicionalmente é um pronunciamento mais curto.

A informação é do irmão de Bolsonaro, Renato, que está hospedado na residência oficial da Granja do Torto, em Brasília, com parentes desde ontem (30).

“Ele está preparando seu discurso. Nós não interferimos. É um ambiente familiar”, afirmou Renato hoje (31), ao deixar a área de segurança da residência para cumprimentar populares que se aglomeram desde cedo no local.

Renato, que veio de Miracatu (SP), afirmou que todos os familiares estão na casa, inclusive, a mãe de Bolsonaro, Olinda, de 91 anos. A família do presidente eleito é de Eldorado e da região do Vale da Ribeira.

“Toda minha família está lá. Está normal. É um ambiente familiar como na casa de vocês. Não falamos nada de política”, afirmou.

A família deve passar a virada do ano no local. Bolsonaro não tem compromissos oficiais e deve aproveitar o dia de hoje para descansar e se preparar para as cerimônias de amanhã (1º) que começam por volta das 14h e só devem terminar depois das 21h.

(Agência Brasil)

Fortaleza terá segundo maior Réveillon do País

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

O Réveillon do Aterro da Praia de Iracema será aberto, nesta segunda-feira, a partir das 18 horas, seguindo uma tradição: sem discursos e com muita, muita música tocada por bandas locais. Mas o prefeito Roberto Cláudio (PDT) ali vai estar recebendo alguns convidados em área reservada por patrocinadores da festa como a Ambev.

A imprensa de todo o País também acompanhará o evento que se constitui hoje como o segundo maior do gênero do País, perdendo apenas em presença de público para o Rio de Janeiro.

Nesta edição, no entanto, com maior peso em matéria de atrações nacionais. Claro que depois de toda a animação, com saldo para a economia local e turbinada no turismo, nada como uma boa prestação de contas. O contribuinte, feliz, agradecerá.

(Foto – Arquivo)

Sobral vive a polêmica do reajuste do IPTU

Veveu Arruda, ex-prefeito, na defesa de Ivo.

Com o título “Demagogia em defesa de privilégios”, eis comentário que o ex-prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda (PT), manda para o Blog e que diz respeito à cobrança do IPTU neste município da Região Norte do Ceará. Ele defende a medida tomada pelo atual prefeito, Ivo Gomes (PDT). Confira:

Caro jornalista Eliomar de Lima,

Sou absolutamente a favor da decisão do Prefeito Ivo em relação ao aumento do IPTU de Sobral.

Trata-se de uma correção do valor dos imóveis no cadastro da Prefeitura. Não é aumento de alíquota, mas uma aproximação do valor venal dos imóveis no cadastro ao preço real de venda , que ficará ainda abaixo do valor venal de mercado. Com incidência parcelada em 4 anos. E há benefícios como isenção para os imóveis com valor até 60 mil reais.

No mais, não há no mundo todo, como se assegurar a realização de políticas públicas eficientes e seus necessários investimentos, que sirvam para todos, especialmente, para os que mais precisam, empobrecidos por esse sistema de produção de tantas desigualdades, sem a devida tributação.

Quando fui prefeito fiz o mesmo duas vezes por ser justo e necessário. E, ainda assim, naquela época, toda a arrecadação anual de IPTU não pagava um único mês da folha de pagamento de todos os servidores.

Mais uma: apenas sobre 20% dos imóveis de Sobral haverá cobrança de IPTU.

A demagogia que move alguns que lutam contra essa necessária medida administrativa, nasceu na velha cultura política que colocava analfabetos para serem diretores de escolas municipais …. e que não se importavam se os meninos e meninas da rede municipal estivessem condenados aos analfabetismo.

Hoje, Sobral, entre outras conquistas, tem o melhor IDEB do Brasil( índice de desenvolvimento do ensino básico), entre os 5.574 municípios brasileiros. Isso mostra a qualidade da aprendizagem nas escolas da rede pública da Sobral de hoje.

A velha demagogia quer preservar privilégios de uns poucos, em prejuízo das políticas públicas que servem para a grande maioria da população. E, para tanto, demagogicamente, faz o discurso da defesa de todos, enganando a muitos.

O mais gozado é que se apresentam como os novos atores de uma nova política… rsrs

*Clodoveu Arruda

Ex-Prefeito de Sobral.

(Foto – Reprodução de Youtube)

Antonio Henrique promete maior proximidade da Câmara Municipal com a população

102 1

A proximidade com a população é ressaltada como prioridade “número 1” do vereador Antônio Henrique (PDT), eleito presidente da Câmara Municipal e que toma posse amanhã no plenário da Casa. “Pretendo fazer uma gestão voltada para o interesse da população e que a população se sinta verdadeiramente representada pela Câmara Municipal”, resume ele em entrevista ao O POVO.

Entre as ações prioritárias da nova Mesa Diretora, ele destaca projetos voltados para o diálogo entre vereadores e cidadãos. Entre eles a continuidade do “Câmara nos Bairros”, realizado em parceria com a Prefeitura. “São os vereadores perto do povo, falando com o povo e ouvindo o povo. É uma questão mais de ouvir”, explica o vereador.

Outra proposta, é um espaço para debate com relação à questão do combate ao uso indevido de drogas. “Eu quero que a Câmara esteja mais perto nessa pauta, discutindo isso com os pais, alunos e a população de forma geral”, afirma. Segundo o vereador, o projeto, contudo, “ainda está só na minha mente, não está escrito em papel, ainda não conversei com a Mesa”, afirma.

No plenário da Casa, o pedetista antecipa que a principal discussão que deve acontecer no início do mandato da nova Mesa Diretora é sobre o novo Plano Diretor de Fortaleza. “Nós vamos receber da Prefeitura esse plano. (O objetivo é) Dar condições para que essa discussão possa sair realmente alinhada com os anseios da população. Discutir com a academia, com as associações de bairro, com a classe empresarial”, detalha.

A matéria do Executivo deve ser tratada em comissão especial sobre o assunto. Antônio Henrique afirma que, além dessa, outra comissão técnica deve ser criada para a revisão do regimento interno da Casa. “Ele tem alguns artigos que precisam ser melhor especificados, detalhados, porque, às vezes, você pega um artigo em uma parte do regimento e ele não está muito claro. Aí, em outra parte, tem outro artigo (que entra em conflito). Então assim, existe uma certa dúvida no que proceder”, aponta o vereador.

Antônio Henrique foi eleito para presidir a Câmara Municipal com o apoio de 42 dos 43 parlamentares no início de dezembro. Apenas Márcio Martins (Pros) se absteve. Além de Antônio Henrique, a Mesa Diretora eleita conta com Adail Júnior (PDT) como vice-presidente, Raimundo Filho (PRTB) na 2° vice-presidência e Gardel Rolim (PPL) como 3º vice-presidente. Idalmir Feitosa (PR) continua na 1º secretaria, enquanto a 2º e 3º secretarias serão assumidas por Zier Férrer (PDT) e Lucimar Martins, a Bá (PTC). Como vogais, ou suplentes estão Márcio Cruz (PSD), Casimiro Neto (MDB) e John Monteiro (PDT).

O ex-secretário da Regional 3 irá substituir o vereador Salmito Filho (PDT), que deixa a Câmara Municipal para assumir o mandato de deputado estadual. Segundo Antônio Henrique, o novo mandato será uma continuidade do que já vinha fazendo o correligionário. “Eu não pretendo fazer nenhuma mudança para mudar o que foi construído, eu pretendo continuar e avançando naquilo que eu acho que é necessário”, garante. Ele acrescenta ainda que “avalia a administração do presidente Salmito como um das melhores administrações que a Câmara já teve nos últimos anos”.

Sobre um dos projetos de Salmito, o de levar a sede da Câmara Municipal para o Centro, o presidente eleito afirmou que discutir os motivos para a não efetivação da transferência e que “se for necessário nós vamos voltar à discussão, mas só se for viável. Não sendo viável, não tendo recurso para fazer essa mudança, acredito que nós deveremos continuar onde estamos, dando uma melhor estrutura no prédio existente”.

(O POVO – Repórter Luana Barros/Foto – CMFor)

Aeroporto de Aracati recebe certificação operacional da Anac

235 1

O Aeroporto de Aracati, situado no Litoral Leste cearense, já está apto a receber voos comerciais. A certificação que autoriza esse tipo de operação foi assinada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) na última sexta-feira (28), informa o gerente de aeroportos do Departamento Estadual de Rodovias (DER), coronel Paulo Edson. A a portaria será publicada até esta segunda-feira, 31, no Diário Oficial da União.

O documento é emitido após o operador aeroportuário prover os requisitos de infraestrutura e segurança exigidos pela ANAC para operação de voos no local. “No conjunto da certificação está a operação de voos por instrumentos – IFR, o que garante a operação de pouso e decolagem de aeronaves em condições de tempo e visibilidade desfavoráveis. Era o que faltava para o Aeroporto de Aracati começar a receber voos domésticos comerciais”, destaca Paulo Edson.

Azul

A empresa Azul informou que, a partir de fevereiro de 2019, iniciará a operação com três frequências semanais, saindo do Recife para Aracati, com escala em Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Com a operação comercial, o Aeroporto de Aracati vai proporcionar uma nova dinâmica ao turismo do Litoral Leste do Estado, dando apoio aos empreendimentos turísticos que se instalam na região, especialmente nos municípios de Beberibe, Icapuí, Fortim e Aracati.

Fac-símile do D.O.U.

(Foto – DER)

Mega da Virada pega hoje R$ 280 milhões; Apostas se encerram mais cedo

O segundo maior prêmio da história das loterias no Brasil paga nesta segunda-feira (31) a quantia de R$ 280 milhões, segundo estimativa da Caixa Econômica Federal. É a Mega da Virada, que será sorteada a partir das 20 horas (horário de Brasília), nos estúdios da Rede Globo.

Os apostadores, no entanto, devem ficar atentos ao horário de encerramento da Mega da Virada, que será às 16 horas (15 horas no Ceará). O menor preço da aposta é de R$ 3,50.

O maior prêmio das loterias foi a Mega da Virada do ano passado, que pagou R$ 306 milhões, divididos entre 17 apostas.

Responsáveis pela posse de Bolsonaro dizem que “a festa está pronta e será segura”

Sob um forte esquema de segurança, a equipe responsável pela cerimônia de posse de do presidente eleito, Jair Bolsonaro, realizou hoje (30), na Esplanada dos Ministérios, o último ensaio para a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Após o ensaio, o atual ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sérgio Etchegoyen, disse que os preparativos para a cerimônia estão prontos e que não houve grandes alterações em relação ao previsto no primeiro ensaio.

“A festa está pronta, será segura e certamente vamos ter um dia primeiro para coroar o processo democrático que se iniciou lá atrás no primeiro turno [das eleições] no dia 7 de outubro”, disse o ministro durante coletiva com jornalistas.

Questionado se já havia uma decisão sobre a utilização do desfile em carro aberto no tradicional Rolls-Royce, Etchegoyen disse não haver decisão sobre o uso do automóvel e que dependerá da vontade do presidente eleito.

No primeiro ensaio, realizado no último domingo (23), o dublê que interpretou Bolsonaro fez o trajeto da Catedral Metropolitana até o Congresso em carro aberto. No ensaio deste domingo, o desfile foi realizado em carro fechado.

“A decisão do carro aberto ou fechado será decidida pelo presidente da República em conversa com o general [Augusto] Heleno [futuro comandante do GSI], já no dia da posse e conforme as circunstâncias indicarem”, afirmou. “A nossa responsabilidade, a minha e a do general Heleno, é garantir que a vontade de 58 milhões de brasileiros se concretize e para isso é preciso dar segurança”.

Etchegoyen voltou a afirmar que são esperadas para a posse entre 250 a 500 mil pessoas. O ministro disse também que não há confirmação sobre a realização de uma cerimônia ecumênica na Catedral de Brasília.

“Somos um país grande, com significado no mundo, uma democracia importante que vai comemorar a posse de um presidente eleito. A nossa responsabilidade é apenas garantir que a festa esteja segura”, repetiu. “Toda posse é um período de esperança, independente de quem esteja assumindo, a posse é sempre um momento de esperança. Essa festa tem que ser garantida com as melhores condições de segurança”.

(Agência Brasil)