Blog do Eliomar

Últimos posts

Prêmio Nobel de Medicina sai para pesquisador norte-americano e casal norueguês

“O norte-americano John O’Keefe e um casal de noruegueses, May-Britt e Edvard Mosel, vão receber o Prêmio Nobel de Medicina 2014, informou hoje (6) o Comitê Nobel. O prêmio foi concedido pelas descobertas sobre as “células que constituem um sistema no cérebro de determinação da posição”, uma espécie de GPS interno, segundo o júri.

Esse GPS (sistema de posicionamento global) no cérebro permite que nos orientemos em determinado espaço, mostrando a base celular de uma função cognitiva superior, explica o júri do Nobel em comunicado. O sistema permite responder a questões simples, entre elas “como sabemos onde estamos? Como conseguimos encontrar o caminho entre um local e outro? Como guardamos essa informação de modo a poder encontrar rapidamente o caminho outra vez?”.

O norte-americano-britânico John O’Keefe descobriu em 1971 o primeiro componente desse “GPS”. Foi preciso esperar até 2005 para que May-Britt e Edvard Mosen identificassem outro componente-chave do sistema, células nervosas que criam coordenadas para determinar as posições. O prêmio, de 8 milhões de coroas suecas (cerca de 881 mil euros) será dividido em duas partes, metade para O’Keefe e metade para o casal Moser.”

(Agência Lusa)

Câmara dos Deputados retomará atividades nesta 3ª feira

“O plenário da Câmara dos Deputados retoma nesta semana as sessões deliberativas. Estão marcadas sessões ordinárias amanhã (7) e quarta-feira (8), às 14 horas, com ordem do dia às 16 horas. O destaque da pauta de votação é o projeto de lei (PL 7.735/14), do Poder Executivo, que trata da Convenção sobre Diversidade Biológica. O projeto tramita com urgência constitucional e, por isso, tem prioridade de votação.

A proposta prevê uma revisão de toda a legislação que trata de pesquisa científica e exploração do patrimônio genético de plantas e animais nativos e dos conhecimentos indígenas ou tradicionais sobre propriedades e usos de plantas, extratos e outras substâncias. O objetivo é a simplificação do trabalho de pesquisadores, de instituições brasileiras e de empresas com sede no exterior vinculadas a entidades nacionais.”

(Agência Brasil)

Dilma cá e Tasso lá

dilmamarcha  tasso

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (6):

O cenário eleitoral no Ceará traz uma particularidade das mais interessantes, que merece ser estudada pelos especialistas: enquanto dá vitória a Dilma Rousseff (PT), garante a ressurreição política de um tucano de peso nacional, no caso o ex-governador Tasso Jereissati.

Isso mostra que o eleitor gosta de apostar em um quadro político dividido. Ou seja, banca um nome da situação, mas recoloca outro da oposição, que poderá no Congresso, dependendo de mudança eleitoral de segundo turno, atuar como um cobrador de tantos projetos estruturantes ainda nos sonhos do cearense, como a refinaria de petróleo.

Tasso foi uma derrota buscada e arquitetada, na última disputa de senador, pelo PT. Hoje retorna pela bênção das urnas e com o amadurecimento necessário para reforçar o que se busca na política: o equilíbrio de forças contra a velha unanimidade burra. Em Brasília ou no Ceará.

As armas de Eunício e Camilo no segundo turno

Após travarem a terceira disputa mais acirrada do País, Camilo Santana (PT) e Eunício Oliveira (PMDB) terão agora pouco mais de três semanas para reajustar o arsenal contra o outro. Com o petista alcançando 47,8% dos votos e o peemedebista 46,4%, os dois já saem do embate com perspectiva de segundo turno dos mais disputados. Com a corrida entrando no “tudo ou nada”, os frutos colhidos ontem nas urnas e a disputa nacional podem ser decisivos na batalha pelo eleitorado.

Contrariando as pesquisas, o resultado deixa pouca margem para avanços: com diferença de 60 mil votos, apenas 5,7% do eleitorado não votou em nenhum dos dois. Além disso, tanto Eliane Novais (PSB) quanto Ailton Lopes (Psol) negam apoio aos ex-adversários. No aperto, ambos terão de improvisar na busca por novos terrenos.

As armas

Neste sentido, Eunício Oliveira terá ao seu lado aliados que saem poderosos das urnas. Candidato que mais contava com a vitória no 1º turno, o peemedebista compensará a colocação em desvantagem com aliados como Tasso Jereissati (PSDB), eleito senador com ampla maioria

Outra figura chave será um antigo desafeto de Cid Gomes (Pros), o Capitão Wagner (PR). O militar foi, inclusive, alvo de ataques dos irmãos Ferreira Gomes durante o processo eleitoral. Sagrando-se o deputado estadual mais votado da história do Ceará, Wagner será fundamental.

Já Camilo Santana não fica atrás. Seu resultado dá novo “gás” à gestão Cid Gomes (Pros), que vem de vários momentos de desgaste durante a campanha. Além disso, o Pros sai do pleito como o partido mais bem votado – por ampla margem – da eleição. Na Assembleia, a legenda teve mais de 20% dos votos totais, elegendo doze deputados.

Outro ponto será o tempo de televisão de cada candidato. Antes, Camilo tinha mais espaço que Eunício. Agora, ambos terão o mesmo tempo.

Disputa nacional

O segundo turno entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) também deve ser decisivo no Ceará. Articulador da campanha de Camilo, o deputado José Guimarães (PT) sinalizou possível estratégia: “Não tem conversa. É tudo ou nada. O PT nacional, Lula, Dilma, têm que vir”.

Já o coordenador da campanha de Eunício, Gaudêncio Lucena, disse esperar que a neutralidade do PT nacional seja mantida, e descartou a hipótese de Eunício vincular sua imagem à de Aécio. Ele disse que, já amanhã, Eunício vai a Brasília se encontrar com a cúpula do PMDB.

Para o cientista político Valmir Lopes, da Universidade Federal do Ceará, estratégia de Eunício de manter a “estadualização”, brecando presença nacional no Ceará, se mostra agora arriscada. “Investir nesse formato, eu diria que é perder. Os dois precisarão de apoios nacionais”.

(O POVO)

Com apuração de 78,66% das urnas, Dilma e Aécio devem ir ao 2º turno

Com 78,66% das urnas apuradas, a candidata Dilma Rousseff (PT) lidera a disputa pela Presidência da República, com 40,30% dos votos válidos. Aécio Neves (PSDB) aparece com 35,15% e Marina Silva (PSB), com 20,91%.

Os votos brancos somam 3,84% e os nulos, 5,69%. Até o momento, a abstenção registrada é 19,39%. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o resultado parcial não inclui os votos no exterior.

(Agência Brasil)