Blog do Eliomar

Últimos posts

Da lenta revitalização que pode beneficiar o Centro

Editorial do O POVO deste sábado (25) sugere a redefinição do Centro, por parte da Prefeitura. Confira:

Depois de várias campanhas bissextas retrocedendo há cerca de 40 anos, a revitalização do Centro da capital cearense, primordialmente no viés da estética, vem sendo alcançada. Pode ser constatada pelo texto “Bairro da Cultura”, do repórter Paulo Renato Abreu (Editoria Vida&Arte, página 1, na edição de quinta-feira passada, dia 23, do O POVO. Na matéria, o autor lista diversos ícones da região, entre os quais os recém-restaurados Cineteatro São Luiz e o Theatro José de Alencar.

Entretanto, é preciso que a Prefeitura de Fortaleza redefina os limites territoriais do Centro. Até por volta de 1980, o berço da Cidade poderia ser traçado entre as avenidas Tristão Gonçalves, Duque de Caxias, Dom Manuel e Presidente Castelo Branco (Leste-Oeste). Contudo, 35 anos depois, até o Mercado São Sebastião, mesmo estando mais próximo do bairro Otávio Bonfim, foi anexado informalmente ao Centro; acrescentando-se o Mercado dos Pinhões, mais perto da Praia de Iracema.

Diversos fatores contribuíram para o esvaziamento da região central como referência de Fortaleza. Em primeiro lugar, a transferência seguidamente dos três poderes estaduais da zona para outros bairros. Em segundo, a desativação da hotelaria de grande porte na região, priorizando-se a orla marítima, quando, até por volta de 1970, estabelecimentos a exemplo do Savanah, do San Pedro, do Palace e do Lord estavam nas preferências dos viajantes. A zona perdeu, inclusive, os estabelecimentos do gênero, de médio e pequeno portes, cujo endereço principal foi o Fortaleza Hotel. Há uma ideia para que o Excelsior seja reaberto como hotel-escola, o que poderá proporcionar novo sentido ao edifício, tal como aconteceu no primeiro surto de turismo da capital cearense, na década de 1970.

Entretanto, mesmo diante de muitas incertezas, o Centro ainda sobrevive por ter o comércio mais movimentado na Cidade, apesar de o setor mercantil também ter se desconcentrado em bairros distantes, primordialmente shopping centers. Alternativas para o Centro existem. Tudo indica que começaram a ser colocadas em prática.

Nova praça remove absurda homenagem ao dia do golpe dos generais

209 4

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (25), pelo jornalista Érico Firmo:

Enquanto praticamente todos os países da América do Sul que atravessaram ditaduras militares há anos julgam e punem os responsáveis por crimes cometidos com o uso da máquina governamental, o Brasil ainda ostenta homenagens ao golpe e ao regime arbitrário. A inauguração da nova Praça da Paz Dom Hélder Câmara, na Praia do Futuro, remove a antiga denominação de praça 31 de Março, absurda homenagem ao dia do golpe dos generais. É ótimo, mas ainda é pouco. Ainda há espaços públicos aos montes que remontam ao brutal regime político que suprimiu liberdades e perpetrou o arbítrio por duas décadas.

Avenidas, ruas, escolas ainda homenageiam os ditadores. O próprio gabinete do governador fica a alguns metros do monumento em homenagem ao primeiro dos presidentes do regime militar. Ficam ambos no complexo arquitetônico do palácio que leva o nome de Abolição, em referência ao pioneirismo libertador do Ceará. Perpetuar essas homenagens é uma ofensa aos que foram vítimas da violência do Estado brasileiro.

A praça que remetia ao golpe passou a se chamar Dom Hélder Câmara por projeto de decreto legislativo, assinado pelos vereadores Evaldo Lima (PCdoB), João Alfredo (Psol) e Walter Cavalcante (PMDB), este último hoje deputado estadual.

Evaldo, líder do prefeito Roberto Cláudio (Pros), apresentou ainda projeto de decreto legislativo para retirar o nome de Costa e Silva de praça no bairro Henrique Jorge. Ele propôs que o local passe a se chamar praça Pássaros Livres. Na justificativa, o vereador aponta que a proposta surgiu em articulação com moradores da área.

Iniciativas similares ocorrem em outros estados. Do mesmo partido que Evaldo, o governador maranhense, Flávio Dino, encampou iniciativa de mudar nomes de escolas que homenageavam ícones do regime militar. Há exemplos semelhantes mundo afora. Países vizinhos ao Brasil punem seus ditadores. A França, em 2011, removeu o nome da última rua que homenageava o marechal Philippe Pétain – herói da Primeira Guerra Mundial e colaborador da Alemanha nazista na Segunda Guerra.

O Brasil é um país em que a brutalidade é escamoteada. O sangue corre, mas constrói-se o mito de um pacifismo fajuto. Quando a escravidão já estava no limite do esgotamento até como modelo econômico, foi sustentada por décadas em nome de uma transição gradual que custou a vida e a liberdade de gerações. Para sustentar a monarquia, foi necessária sangrenta opressão a revoltas. Para consolidar a República, muito sangue também correu. O próprio processo de independência, tido como pacífico, envolveu mais combatente que as batalhas pela independência da América espanhola. E, na tentativa de reconstruir a democracia, busca-se apagar o inevitável conflito com o arbítrio da ditadura.

Sindicato afirma que os 17 campi do IFCE estão com atividades suspensas

foto ifce umirim

Os dezessete campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) estão com as atividades suspensas, por parte dos servidores das instituições. O levantamento é do Sindicato dos Servidores do IFCE (SINDSIFCE), que neste sábado (25) realiza reunião no campus Umirim, quando será reforçada a pauta de reivindicações da categoria.

Entre as reivindicações estão a revogação dos cortes de recursos do Governo Federal para a educação, o respeito ao direito à jornada de 30 horas para os servidores técnico-administrativos, contra a precarização e as consequências da expansão acelerada do Instituto, reajuste salarial linear de 27,3%, por mais democracia e participação da comunidade acadêmica e a garantia de recursos para custeio das atividades acadêmicas e para assistência estudantil.

Na segunda-feira (27), a partir das 14 horas, está prevista uma reunião das assistentes sociais, na sede Associação dos Servidores do IFCE (ASSETECE).

Ministério vai usar drones na fiscalização de trabalho escravo

A equipe de auditores fiscais da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio de Janeiro terá um novo equipamento para a fiscalização no estado: a partir de agosto, eles usarão nas operações cinco aparelhos voadores não tripulados, os drones.

O chefe de Planejamento da Seção de Segurança e Saúde no Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio de Janeiro, Raul Vital Brasil, disse que outro drone será doado à Polícia Rodoviária Federal. “A Polícia Rodoviária Federal é a nossa principal parceira nas operações de combate ao trabalho análogo ao de escravo. Como recebemos seis, e eles são parceiros nossos, achamos viável dar um para a Polícia Rodoviária Federal.”

Os seis drones foram comprados com parte dos R$ 3 milhões pagos pela financeira Losango, integrante do grupo financeiro HSBC, em um processo por dano moral coletivo devido à terceirização irregular de empregados. A decisão de repassar uma parcela dos recursos é do Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ), após a assinatura de um termo de ajustamento de conduta.

O uso de valores de multas foi possível depois de decisão da Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público do Trabalho, em janeiro de 2009, destinando os recursos a órgãos e entidades públicas ou privadas que prestam atendimento social ou assistencial. Outra parte da indenização será revertida ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

(Agência Brasil)

Câmara vai analisar nova proposta que prorroga prazo para fim dos lixões

A Câmara dos Deputados vai analisar proposta do Senado (PL 2289/15) que altera a Lei de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10) para prorrogar o prazo para que estados e municípios acabem com os lixões.

De acordo com a legislação em vigor, o prazo para o fim dos lixões terminou em agosto de 2014. Isso significa que, até aquela data, estados, municípios e o Distrito Federal deveriam ter providenciado a gestão e o gerenciamento adequado de resíduos sólidos.

Como a norma não foi cumprida, o projeto do Senado estabelece novos prazos para o fim dos lixões, que vão de julho de 2018 a julho de 2021, conforme o tamanho da população.

Capitais de estados e municípios integrantes de região metropolitana, por exemplo, terão até 31 de julho de 2018; um ano mais tarde, os lixões devem ser extintos nos municípios com população superior a 100 mil habitantes e também naqueles cuja mancha urbana da sede municipal esteja situada a menos de 20 quilômetros da fronteira com outros países.

O prazo contará até 31 de julho de 2020 para municípios com população entre 50 mil e 100 mil habitantes; e até 31 de julho de 2021 para municípios com população inferior a 50 mil. A proposta também amplia os prazos para elaboração dos planos estaduais de resíduos sólidos.

(Agência Câmara Notícias)

‘Cabaré das Travestidas’ é atração neste sábado no Cineteatro São Luiz

foto teatro cabaré das travestidas

O papel da arte transformista nas artes cênicas e sua saída dos guetos para palcos de teatro. Esse é o argumento do espetáculo “Cabaré das Travestidas”, que será apresentado na noite desse sábado (25), a partir das 19 horas, no palco do Cineteatro São Luiz, no Centro, diante da programação especial realizada no último final de semana de cada mês, por meio da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult). A entrada custa R$ 10, com meia de R$ 5.

O elenco é composto por Alícia Pieta, Yasmin Shirran, Patríca Dawson, Mulher Barbada, Hayana Raiovak e Karolaynne Carton, com direção de Silvero Pereira, produção de Lukas Nóbrega e som e luz de Fabio Vieira.

Neste domingo (26), a programação segue com o Tributo aos 50 anos do lançamento do primeiro filme colorido dos Beatles, “Help!”, mas os ingressos já estão esgotados.

Defesa critica novo pedido de prisão para executivos da Odebrecht

Os advogados da construtora Odebrecht na Operação Lava Jato criticam o novo pedido de prisão preventiva para os executivos da empresa investigados pela Operação. Eles alegam que o juiz Sérgio Moro confere prazos diferentes para a acusação e a defesa, não disponibiliza as informações sobre o processo, o que gera disparidade na atuação da defesa e da acusação. Um dos advogados, Tércio Lins e Silva, avalia que a nova prisão foi uma forma de impedir que os tribunais superiores examinem o pedido de habeas corpus feito pela defesa.

Lins acredita que não houve presunção da inocência neste caso e afirma que “essa demonstração midiática para dar satisfação ao público não condiz com o processo democrático”. De acordo com o advogado, o sigilo bancário de seus clientes não foi respeitado e que dados particulares foram revelados, como mensagens entre familiares.

O presidente da construtora, Marcelo Odebrecht, está preso desde o mês passado na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, em função das investigações da décima quarta fase da Operação Lava Jato. Nessa sexta-feira (24), Sérgio Moro autorizou a transferência dos executivos para um presídio na região metropolitana de Curitiba.

(Agência Brasil)

Cid Gomes é mais político que Ciro Gomes?

264 2

cirocidd

Apesar de declarações polêmicas, como “achacadores” e “trabalho por amor”, o ex-governador Cid Gomes é conhecido pelo talento na atração de aliados ao projeto político para Fortaleza, para o Ceará e para o Brasil.

Na noite da quinta-feira (23), durante a inauguração na nova Praça da Paz Dom Helder Câmara, na Praia do Futuro, Cid Gomes fez duras críticas à gestão passada de Fortaleza, que era conduzida pelo PT. Ao lado do ex-governador, o atual governador: o petista Camilo Santana.

Mas, em nenhum momento, Cid citou o partido da ex-prefeita Luizianne Lins, apesar da clara insatisfação do público presente com a atual gestão do PT a nível nacional.

É na suavização das palavras que está a diferença entre os irmãos Ferreira Gomes: Cid e Ciro. Ciro vai direto “à ferida”, com nomes, endereços, cargos e partidos políticos. Embora “quase sempre” poupe a presidente Dilma Rousseff, Ciro critica petistas e o jeito do PT governar.

Voltando ao evento na Praia do Futuro, o governador Camilo Santana acompanhava a salva de palmas pelas declarações de Cid Gomes, com um sorriso ao estilo “Mona Lisa”. Do tipo… o PT que não serve para Fortaleza, serve para o Ceará.

E Cid segue à frente na costura dos aliados para a campanha à reeleição de Roberto Cláudio. Enquanto Ciro… já o Ciro… deixa a campanha começar!

Beto Studart diz que ajuste fiscal cai na conta do contribuinte e que governo não reduz despesas próprias

betto

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (25):

O presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Beto Studart, faz uma previsão: a economia brasileira só entrará no prumo depois de dois anos. Ou seja, a partir de 2018, mas deixando “marcas profundas, principalmente no setor industrial”.

Para ele, o cenário do ajuste fiscal não está sendo cumprido pelo próprio governo, que não reduziu suas despesas e transfere a conta para o contribuinte, seguindo absurda tradição dos governos.

Mas, por que a economia deve começar a reagir só em 2018? Beto não detalha, mas especialistas dizem que o ano será de sucessão presidencial, o que cria um ambiente para novas mudanças e expectativas e, também, força quem está no poder a trabalhar por avanços, bem como aguça a oposição.

Porém, antes de 2018, tem pelo meio 2016. Qual será o cenário futuro para a economia e a política? Segredo de urnas.

Esquerda no Brasil está sendo perseguida como os judeus pelos nazistas, diz Lula

335 3

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva disse nessa sexta-feira (24) que a esquerda brasileira está sendo perseguida como os judeus foram perseguidos pelos nazistas e os cristãos pelos romanos, e criticou setores do país que, segundo ele, não aceitaram a vitória nas urnas da presidente da República, Dilma Rousseff.

“Quero dizer para vocês que estou cansado de mentiras e safadezas, estou cansado de agressões à primeira mulher que hoje governa esse país. Estou cansado com o tipo de perseguição e criminalização que tentam fazer à esquerda desse país. Parecem os nazistas criminalizando o povo judeu e romanos criminalizando os cristãos”, disse, em discurso na posse da diretoria do Sindicato dos Bancários do ABC, em Santo André.

“Nunca tinha visto na vida pessoas que se diziam democráticas e não aceitaram uma eleição que elegeu uma mulher presidente da República”, acrescentou.

O ex-presidente lembrou de realizações de seus governos, como o ingresso de milhares de estudantes no ensino superior e a ascensão econômica de milhões de pessoas.

“Eles não suportam que um metalúrgico quase analfabeto tenha colocado mais gente na faculdade do que eles, não suportam que a gente não deixou privatizar o Banco do Brasil e comprou a Nossa Caixa e o Banco Votorantim”, disse Lula.

“Eu, sinceramente ando de saco cheio. Profundamente irritado. Pobre ir de avião começa a incomodar; fazer faculdade começa incomodar; tudo que é conquista social incomoda uma elite perversa”, acrescentou o ex-presidente.

Lula disse ainda estar otimista com o futuro do país e compreender a apreensão de parte da população com o desemprego e com a inflação, mas ressaltou que o cenário já esteve pior.

“A inflação está 9%, com perspectiva de cair. Quando eu peguei esse país, a inflação estava a 12%, o desemprego a 12 %”, declarou.

(Agência Brasil)

Caixa libera R$ 4 bilhões para financiamento imobiliário com recursos do FGTS

Os mutuários que contribuem para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) terão uma opção a mais para o financiamento da casa própria. A Caixa Econômica Federal liberou R$ 4 bilhões para a linha de crédito imobiliário pró-cotista, criada pelo Conselho Curador do FGTS em maio.

A linha financia até 85% de imóveis que custam até R$ 400 mil com prazo máximo de 360 meses (30 anos). As taxas efetivas de juros variam de 7,85% a 8,85% ao ano, dependendo do grau de relacionamento do cliente com a Caixa. Quem é correntista ou tem conta-salário no banco é beneficiado com taxas menores.

De acordo com a Caixa, o banco destinou em 2015 R$ 1,35 bilhão a clientes que procuraram a linha pró-cotista. Para ter direito a essa modalidade de crédito, o mutuário não pode ser proprietário de imóvel no município onde reside ou trabalha, nem nos municípios vizinhos ou integrantes da mesma região metropolitana.

O cliente precisa ainda ter contribuído ao FGTS por pelo menos 36 meses, consecutivos ou não. Caso o cliente não tenha contrato de trabalho ativo, deve ter saldo em conta vinculada do FGTS correspondente a, no mínimo, 10% do valor do imóvel.

A Caixa é o segundo banco oficial a reforçar o orçamento das linhas pró-cotista nos últimos dias. Nessa quinta-feira (23), o Banco do Brasil liberou R$ 1 bilhão para a modalidade de crédito. O banco financiará até 90% do valor dos imóveis, também na faixa de até R$ 400 mil, com juros de 9% ao ano.

(Agência Brasil)

Associação dos Oficiais da PM e CB cobra do governador a prometida revisão salarial

253 3

PLAUTO (1)

Do presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros (ASSOF), Plauto Roberto de Lima, recebemos nota em que ele cobra do governador Camilo Santana (PT) promessas feitas à categoria no plano da revisão salarial. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

No início deste ano, foram frequentes as promessas sobre a revisão salarial dos militares estaduais e, em poucos meses, tivemos a aprovação da tão sonhada Nova Lei das Promoções. Contudo, essa empolgação se reduz diariamente pelo atual silêncio em relação à questão remuneratória posterior ao advento dessa mesma lei. São crescentes as lamentações nos corredores dos quartéis.

Entre todos os postos de oficiais, a defasagem salarial em relação aos ocupantes dos mesmos postos nas organizações militares de outros Estados, é gritante. Tanto que os oficiais cearenses possuem a pior remuneração do Brasil e a remuneração do último posto do oficialato está bem abaixo do que ganha um delegado da Polícia Civil no início de carreira e é metade da remuneração do delegado de classe especial no próprio Ceará.

Essa demanda, há muito, consome esses profissionais. Mesmo depois de um suspiro de esperança, voltaram a imperar a descrença e a desmotivação, o que repercute até mesmo nos oficiais ainda em formação, resultando em desistências freqüentes e agravando ainda mais as perspectivas dos quadros já defasados do oficialato cearense.

Sem mais,

Plauto Roberto de Lima,

Presidente da ASSOF/CE.

Câmara arquiva proposta de fiscalização de cadastro do Programa Bolsa Família

173 1

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle rejeitou proposta (PFC 127/13) dos deputados Vanderlei Macris (PSDB-SP) e Carlos Sampaio (PSDB-SP) que previa a fiscalização do Programa Bolsa Família em relação à duplicidade de cadastros e à antecipação de pagamentos dos benefícios. Com a rejeição, a proposta foi arquivada.

Os parlamentares autores da proposta apontaram que o objeto de sua preocupação foram os episódios de saques desorganizados de benefícios financeiros do Bolsa Família e boatos acerca do fim do programa, fatos ocorridos entre 17 e 19 de maio de 2013.

O relator na comissão, deputado Toninho Wandscheer (PT-PR), defendeu o arquivamento da proposição. Segundo ele, as investigações da Polícia Federal e do Poder Judiciário não identificaram a origem da boataria nem que existiu uma ação intencional voltada a produzir pânico ou tumulto.

“Diante dessas conclusões da autoridade policial, e da manifestação do Ministério Público pelo arquivamento do processo, proponho a rejeição da proposta”, informou o parlamentar.

(Agência Câmara Notícias)

STJ pede informações a juiz sobre prisão de executivos

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Francisco Falcão, pediu ao juiz Sérgio Moro informações sobre o andamento das investigações da Operação Lava Jato. A manifestação foi solicitada para instruir o julgamento do pedido de liberdade impetrado nessa quinta-feira (23) pelos presidentes da Odebrecht, Marcelo Bahia, e da Andrade Gutierrez, Otávio de Azevedo. De acordo com o despacho do ministro, Moro terá cinco dias para prestar as informações. Em seguida, o habeas corpus será encaminhado ao Ministério Público para parecer.

Marcelo Odebrecht e Azevedo estão presos desde o mês passado na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, em função das investigações da décima quarta fase da Operação Lava Jato. Mais cedo, Moro autorizou a transferência dos executivos para um presídio na região metropolitana de Curitiba.

A defesa de Odebrecht sustenta que a prisão preventiva do executivo não se justifica porque ele não foi acusado por nenhum dos delatores, não ameaçou testemunhas, nem ocultou provas. Os defensores de Azevedo alegam que a prisão é ilegal, porque as possíveis irregularidades devem ser atribuídas às empresas, e não às pessoas físicas.

(Agência Brasil)

Dólar comercial aproxima-se de R$ 3,35 e fecha no maior nível em 12 anos

Em mais um dia de instabilidade no mercado financeiro, a moeda norte-americana voltou a subir e fechou no maior nível em 12 anos. O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (24) vendido a R$ 3,347, com alta de R$ 0,051 (1,65%). A cotação está no maior nível desde 31 de março de 2003, quando o dólar fechou em R$ 3,355.

No meio da manhã, o dólar chegou a operar em leve queda, mas reverteu a trajetória e passou a subir fortemente nas horas seguintes. Na máxima do dia, por volta das 15h40, chegou a ser vendido a R$ 3,354. A moeda acumula alta de 7,66% em julho e de 25,89% em 2015.

Desde que a equipe econômica anunciou a redução para 0,15% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) da meta de superávit primário (economia para pagar os juros da dívida pública), o dólar passou a subir. Segundo economistas ouvidos pela Agência Brasil, a possibilidade de o país perder o grau de investimento das agências de classificação de risco tem pressionado o câmbio.

Fatores internacionais também têm feito o dólar subir em todo o mundo. Nesta semana, os Estados Unidos informaram que o volume de pedidos semanais de auxílio-desemprego atingiu o nível mais baixo desde 1973. A recuperação da economia norte-americana abre espaço para que o Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos) aumente, ainda este ano, os juros da maior economia do planeta. Juros mais altos nos Estados Unidos atraem capitais para países desenvolvidos, afetando economias emergentes, como a do Brasil.

(Agência Brasil)

STJ abre concurso público para cadastro de reserva em cargos de nível médio e superior

“O Superior Tribunal de Justiça abriu concurso público para provimento de vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de níveis médio e superior. A seleção será organizada pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe).

O salário é de R$ 8.803,97 para analista judiciário (com curso superior completo) e de R$ 5.365,92 para técnico judiciário (formação no ensino médio). As inscrições podem ser feitas no período entre 10h do dia 30 de julho e 23h59 do dia 19 de agosto no site do Cespe. As inscrições custam R$ 100 para analista judiciário e R$ 70 para técnico judiciário.

Para os cargos de nível superior, as vagas são para as áreas administrativa (qualquer curso superior) e de apoio especializado em análise de sistemas de informação, arquitetura, arquivologia, comunicação social, contadoria, engenharia civil, engenharia elétrica, fisioterapia, pediatria, pedagogia, serviço social e suporte em tecnologia da informação. Para os cargos de nível médio, as vagas são para as áreas administrativa e de apoio especializado em saúde bucal e tecnologia da informação.”

(Site do STJ)

Aeroporto de Fortaleza – Concessão deixa pessoal da Infraero em clima de ar comprimido

aeroproto

O clima entre o pessoal da Infraero de Fortaleza, pós-anúncio de que o Aeroporto Internacional Pinto Martins entrou na lista das concessões, é de nervos à flor da pele.

E, principalmente, de medo de transferências.

Em aeroportos que entraram na rota da privatização – que o governo petista chama de concessão, vários funcionários da Infraero desses terminais foram recolados para outros aeroportos.

Em Fortaleza, há gente de vários Estados.

(Foto – Cláudio Barata)