Blog do Eliomar

Últimos posts

Fortaleza é sede do XIX Congresso Nacional Pietro Ubaldi

Com o tema “Do átomo ao arcanjo, os caminhos da evolução humana”, o XIX Congresso Nacional Pietro Ubaldi terá início a partir das 19 horas desta sexta-feira, no Hotel Blue Tree – Praia de Iracema. Essa será a primeira edição realizada no Nordeste. Segundo Sheila Franco, uma das organizadoras do congresso, o evento, que vai até sábado, é voltado para estudiosos, cientistas, religiosos em geral, escritores e simpatizantes da obra de Ubaldi.

O autor Pietro Ubaldi, explica Sheila, escreveu uma obra espiritualista, com 24 volumes, na qual procurou demonstrar a existência de uma Lei Universal que tudo dirige. “Ele une filosofia, religião e ciência. Metade dessa obra foi escrita na Itália e a outra metade no Brasil”, relata. Já o livro “A Grande Síntese”, escrito entre 1932 e 1935, é tido como uma de suas principais obras, versando sobre uma proposta de compreensão unificada entre todas as formas de conhecimento humano.

Aécio fará ato de campanha em Iguatu

72 1

tassoaecio

Confirmado.

O candidato a presidente da República pelo PSDB, senador Aécio Neves, visitará o Ceará neste sábado. Às 19 horas, ele cumprirá agenda de campanha na cidade de Iguatu (Centro Sul), articulada pelo ex-prefeito e candidato a deputado estadual pelo PMDB, Agenor Neto, e pelo deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB).

O postulante ao Senado pelo PSDB, Tasso Jereissati, participará do ato.

Por que o PCB disputa as eleições?

Membro do PCB nacional e do Ceará, o advogado Malta Araújo – com quem estudamos nos tempos do Grupo Escolar Santo Afonso, no bairro Parquelândia, manda para o Blog nota do seu partido e que diz respeito às eleições deste ano. Eis a nota:

O PCB e as Eleições 2014: Contra o Capital e o Reformismo

O PCB participará das eleições de 2014 com o objetivo principal de contribuir para o debate em torno de uma alternativa socialista, a partir das demandas populares mais sentidas e que se chocam com o capital.

Não temos ilusão de classe. Embora a democracia burguesa, pela experiência histórica, não seja a via capaz de promover a transformação da sociedade brasileira a partir dos interesses dos trabalhadores, entendemos ser importante participar dos processos eleitorais, mesmo que limitados.

Ainda não foi possível, nestas eleições, a constituição de uma chapa unificada das diversas forças de esquerda que se opõem à ordem capitalista. Não teria sentido formar uma coligação às vésperas da eleição, sem que antes se debatesse amplamente um programa comum e sem que tenha sido constituída uma frente permanente de lutas que, no nosso entender, deve ter um caráter anticapitalista e antiimperialista.

A existência de várias chapas no campo da esquerda não significa que tenhamos várias campanhas. Pelo contrário, se não estamos juntos numa coligação, deveremos ter unidade na luta, colocando as diversas chapas a serviço de nosso principal objetivo, qual seja, retomar com força a pauta de junho de 2013 e tornar a luta popular, em suas variadas formas, um amplo movimento de massas.

Para isso, é preciso não aparelhar as lutas e respeitar as forças de esquerda que optarão pelo voto nulo, que consideramos uma forma de expressão política. Caso contrário, o movimento se dividirá em torno de candidaturas e de votar ou não votar.

Para o PCB, as eleições são um momento para colocar nossas denúncias e alternativas, mas as ruas e os locais de trabalho são os espaços principais de luta.

As eleições são manipuladas, como sempre, para a escolha do lado que administrará o capitalismo, num campo político cujas divergências são cada vez mais superficiais. Somos oposição a todos os partidos da ordem.

Mas temos que estar atentos porque, como sempre fazem às vésperas de eleições, o PT e seus aliados “progressistas” mais uma vez se travestirão de esquerda, na lógica de, já no primeiro turno, captar votos “úteis” contra o “fascismo”, como se os principais representantes do capital e da direita brasileira não participassem dos seus governos e de sua nova coligação.

Desta vez, virão com um discurso oportunista de mudanças, como lhes recomendam as pesquisas, os marqueteiros, a matemática eleitoral. Um governo que, em doze anos, não fez qualquer mudança que sequer parecesse progressista, se maquiará novamente levantando agora as bandeiras do plebiscito da constituinte e da participação popular, como se o “novo” velho governo eleito por uma coligação que vai da centro-esquerda à direita, refém do PMDB e da burguesia, pudesse vir a fazer agora qualquer arremedo de reforma a favor dos interesses populares. O pântano não tem caminho de volta.

É preciso combater este golpe. É parte da construção de um dos principais inimigos dos trabalhadores: o reformismo que, falando em nome dos trabalhadores, os ilude e apassiva, coopta entidades de massa e promete, como o seu aliado Delfim Neto, que é preciso primeiro crescer o bolo, para depois dividi-lo. E passa a ilusão de que todas as classes podem ganhar com o desenvolvimento “humano” do capitalismo.

Nesta eleição, o PCB, como sempre, estará ao lado dos que lutam, dos que defendem os direitos da classe trabalhadora e manterá firme a bandeira do socialismo.

Comissão Política Nacional do PCB.

PPS e Rede da Sustentabilidade lançam o Movimento Fortaleza de Marina”

70 1

#Marina Silva lança o Rede Pró Partido

Com o apoio do presidente estadual do PPS, Alexandre Pereira, Nicolle Barbosa e Dimas Costa (Rede da Sustentabilidade), um grupo de militantes já se organiza para abrir em Fortaleza um comitê suprapartidário de apoio à candidatura de Marina Silva à presidência da República.

O comitê vai concretizar o “Movimento Fortaleza de Marina”, que tem o objetivo de convocar a população a aderir à campanha da candidata, oferecendo casa e outros espaços como comitê. A ordem é criar um batalhão de militantes pró-Marina.

Não se sabe se esse grupo abrirá uma brecha para a candidatura de Eliane Novais, aquela que acabou sendo a escolhida para disputar o Governo numa escanteada de Nicolle Barbosa.

Consumidor brasileiro teme que inflação beire os 7,2% nos próximos 12 meses

“O consumidor brasileiro acredita que a inflação ficará em 7,2% nos próximos 12 meses, segundo pesquisa feita neste mês pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado do Indicador de Expectativa de Inflação dos Consumidores de agosto, divulgado hoje (22), mostra estabilidade em relação a julho, quando o índice também ficou em 7,2%.

Como em junho, a expectativa havia sido 7,4%, a média trimestral ficou em 7,3%. Segundo FGV, apesar do preço dos itens que mais afetam a formação das expectativas, como a alimentação, ter reduzido a inflação, há incerteza com relação aos aumentos programados de itens administrados para o próximo ano.

A pesquisa é feita com 2.100 consumidores de sete capitais brasileiras (Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Brasília e Recife). Eles respondem à pergunta: na sua opinião, de quanto será a inflação brasileira nos próximos 12 meses?”

(Agência Brasil)

Avenidas Carapinima e da Universidade com faixas exclusivas de ônibus a partir de 2ª feira

65 2

viaaa

As avenidas Carapinima e da Universidade estarão operando, a partir desta segunda-feira, com faixas exclusivas de ônibus. A ordem, segundo a Prefeitura de Fortaleza, é melhorar a ligação entre os bairros Benfica e o Centro da cidade. A medida integra o Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito (Paitt) e promete garantir a prioridade do transporte coletivo, otimizando os deslocamentos de cerca de 300 mil passageiros, além de reduzir em até 40% o tempo de viagem dos usuários. Os serviços de sinalização, que tiveram início no dia 18 deste mês, estão sendo realizados no período noturno para não prejudicar a fluidez do tráfego. Essas faixas totalizarão 4,4 km e estarão situadas no lado direito da via.

Na Avenida da Universidade, por onde costumam circular diariamente 42 linhas de ônibus, a faixa exclusiva será desde a Rua Pe. Cícero até a Avenida Domingos Olímpio. No trecho entre a Rua Paulino Nogueira e Juvenal Galeno, serão destinadas duas faixas para os ônibus, em função do maior número de veículos e desejos de paradas. Já a Avenida Carapinima compreenderá uma faixa por sentido, entre a Rua Pe. Francisco Pinto e a Avenida Duque de Caxias, beneficiando as 37 linhas que passam pelo local. A exceção será o trecho entre a Rua Juvenal Galeno e Av. 13 de Maio, onde também serão destinadas duas faixas para os ônibus.

Será permitido o tráfego de ônibus, vans e táxi nas faixas exclusivas. Veículos particulares poderão circular desde que respeitem as regras de circulação, só devendo adentrar a faixa para realizar conversões à direita ou acesso ao lote, numa distância limite entre 100 e 300 metros em virtude da característica das vias.

Em Guaraciaba do Norte, prefeito reduz o salário dele, do vice e da equipe em 15%

O prefeito de Guaraciaba do Norte, Regivaldo Cavalcante (Pros), adotou uma medida que chega não só por boa vontade, digamos assim, mas por força do momento de aperto financeiro: ele reduziu, em 15%, o seu salário, o salário do vice-prefeito e o salário de todo o seu secretariado. 

A medida integra uma série de ações para  enxugar a máquina administrativa e, também, a folha de pessoal. A assessoria de Regivaldo diz que, com a redução em 15% desses salários, os cofres municipais economizarão R$ 11 mil por mês. Não houve ainda a divulgação dos valores desses vencimentos.

Isso tudo ocorre porque a Prefeitura de Guaraciaba do Norte sentiu, como demais administrações municipais de todo o País, queda significativa do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). A assessoria de Guaraciaba do Norte também não divulgou valores do repasse.

Ibope – Nova pesquisa sobre presidenciáveis já está indo para o forno

cdii

O peso da comoção pela morte de Eduardo Campos.

“O Ibope acaba de registrar uma pesquisa presidencial que tem tudo para incendiar mais ainda a corrida eleitoral. Será a primeira pesquisa feita após eventos importantes da campanha. As entrevistas serão realizadas no final de semana e a divulgação está prevista para a noite de segunda-feira ou manhã de terça-feira, em O Estado de S. Paulo, que encomendou o levantamento.

A pesquisa captará a emoção do enterro de Eduardo Campos, a polêmica entrevista de Dilma Rousseff ao Jornal Nacional, o lançamento oficial da candidatura de Marina Silva e os primeiros programas eleitorais na TV. E certamente balizará o debate entre os presidenciáveis, marcado para terça-feira, na Band.

Nesta semana, alguns institutos têm feito pesquisas por encomendas de bancos, todas elas não registradas e, portanto, sem permissão para serem divulgadas. Todas as que vazaram para as campanhas de Dilma e de Aécio Neves, no entanto, deixaram as cúpulas de ambas muito, muito preocupadas.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

O PT multicolorido nesta campanha eleitoral

Da Coluna Política, no O POVO desta sexta-feira (22), pelo jornalista Érico Firmo:

Nenhum partido é tão identificado com uma cor quanto o PT e o vermelho. Mas, nestas eleições, candidatos do partido ao governo de vários estados optam por outras cores. No Ceará, o laranja que marcou as várias campanhas do grupo dos Ferreira Gomes é apontado como fator que deixa a campanha de Camilo Santana com mais cara de Pros que de PT. Mas está longe de ser fator isolado.

Mesmo petistas de quatro costados optam por outras cores. O azul – que sempre caracterizou candidatos tucanos – é a cor das campanhas de Fernando Pimentel em Minas Gerais, Agnelo Queiroz no Distrito Federal, Rui Costa na Bahia e Delcídio Amaral no Mato Grosso do Sul. Mas nenhuma ousa tanto quanto Gleisi Hoffmann, no Paraná. Em sua campanha predomina um tom de roxo, mas a marca tem uma mistura de cores.

O vermelho está quase sempre presente, mas como detalhe. Nunca em destaque. No Acre, Tião Viana usa o vermelho mesclado ao verde e amarelo.

Não, a cor da propaganda de um candidato não é algo tão importante. Não influenciará os rumos de um governo e passará despercebido para a maioria dos eleitores. Porém, em partidos como o PT, o vermelho é peça crucial na identificação com eleitores que, em não poucos casos, construíram uma história com a legenda.

Nossos candidatos a governador e a propaganda no rádio

sommaa

Na propaganda eleitoral dos candidatos a governador do Ceará, nesta manhã de sexta-feira no rádio, quem abriu a atração foi Camilo Santana (PT/Pros). Dessa vez, o programa destacou a atuação do petista como secretário do Desenvolvimento Agrário e secretário das Cidades. Lembrou ações dele fazendo “a maior regularização fundiária do País”, implantando o Garantia-Safra e, como titular das Cidades, investindo na recuperação do rio Maranguapinho e em vários projetos do Minha Casa, Minha Vida. Izolda Cela (Pros) falou sobre qualidades de Camilo e Cid Gomes e Ciro Gomes voltaram a dar depoimento ressaltando a experiência e competência do petista como gestor.

Aílton Lopes (PSOL) não apresentou propostas. Reiterou que sempre esteve na luta em defesa de uma sociedade mais justa e ao lado dos trabalhadores e dos segmentos que sofrem preconceito ou que continuam na exclusão.

Eunício Oliveira, postulante do PMDB ao Governo, reforçou o discurso de mudança. Prometeu criar um projeto de apoio ao trabalhador, construção de mais dois hospitais regionais e ressaltou a importância do Vale do Cariri. Expôs que Eunício, por onde tem circulado no Estado, é recebido com festa.

Eliane Novais, candidata ao Governo pelo PSB, destacou no rádio que Marina Silva agora candidata a presidente por seu partido, vai tocar os projetos do falecido Eduardo Campos. Criticou o “autoritarismo” da gestão estadual, prometeu administração aberta. Prometeu combate à corrupção e dar espaço ao povo em suas decisões.

Prefeito Roberto Cláudio busca um senhor empréstimo junto ao BID

Da Coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (22):

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), cumpre agenda em Brasília. Entre compromissos, audiência no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), onde acertou detalhes de um empréstimo de US$ 500 milhões junto a essa Instituição.

Os recursos serão aplicados na implantação de uma rede de policlínicas – com uma em cada Regional. O senhor empréstimo que ainda servirá para expansão da rede de Cucas – hoje só dois operam, e programas na área de juventude.

Aliás, sobre eleições, o prefeito anda falando pouco, mas garantindo estar convicto da vitória do seu candidato a governador Camilo Santana (PT). Camilo ainda não é conhecido pela maioria do povo cearense, mas conforme RC, ao longo da campanha, divulgará suas propostas e cativará o eleitorado.

Luiza Erundina assume coordenação-geral da campanha de Marina Silva

A deputada Luiza Erundina (SP) foi designada pelo presidente nacional do PSB como coordenadora-geral da campanha da coligação Unidos Pelo Brasil, que tem Marina Silva como candidata à Presidência e Beto Albuquerque como vice. A notícia foi divulgada na noite dessa quinta-feira (21) em nota oficial no site do PSB.

Luiza Erundina substitui Carlos Siqueira, que abandonou a coordenação-geral da campanha de Marina Silva pouco após a nomeação da ex-senadora como candidata à Presidência no lugar de Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo no litoral de Santos no último dia 13.

Nascida em Uiraúna (PB), Erundina é professora e está em seu quarto mandato como deputada federal por São Paulo, todos pelo PSB, partido ao qual é filiada desde 1997. Antes de entrar no PSB, ela passou 17 anos no PT (1980-1997). Como petista foi vereadora e prefeita de São Paulo e deputada estadual. Ela esteve no ato de filiação de Marina Silva ao PSB.

(Agência Brasil)

Luizianne anuncia acordo e programas de TV vão ao ar a partir de sábado

58 1

Após tensionamentos entre Luizianne Lins (PT) e coordenação da campanha de Camilo Santana (PT), programas de televisão da ex-prefeita passarão a ir ao ar a partir do sábado (23). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da petista, que teria recebido a confirmação pelo presidente do PT no Ceará, Diassis Diniz. Nos últimos dias, nem Luizianne nem aliados dela vêm tendo seus programas divulgados no tempo da coligação em rádio e TV.

Nesta quinta-feira (21), Luizianne conversou por telefone com Diassis, recebendo garantias de que o problema já está resolvido. A partir desta sexta-feira (22), já devem ir ao ar programas dos petistas Elmano de Freitas e Antônio Carlos. No sábado, será a vez de Luizianne e de Eudes Xavier.

(O POVO Online)

Senador rebate boatos sobre mudanças na língua portuguesa

Recentes boatos de que o Senado estaria a ponto de aprovar mudanças na ortografia da língua portuguesa não procedem, explica o presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), Cyro Miranda (PSDB-GO). O rumor que se espalhou nas redes sociais nos últimos dias, segundo o qual estaria em análise uma reforma ortográfica que extinguiria o ss, ç, ch, h inicial, entre outras modificações, não corresponde à realidade.

Na verdade, explica Cyro Miranda, a Comissão de Educação está examinando a data em que passará a ter validade o acordo de unificação ortográfica firmado pelo Brasil em 1990. O acordo entraria em vigor no Brasil em 1º de janeiro de 2013, mas o início da vigência foi adiado para janeiro de 2016, por decreto da presidente Dilma Rousseff.

A unificação em questão terá que ser feita em entendimento com os países de língua portuguesa e, mesmo que quisesse, o Brasil não poderia tomar nenhuma decisão unilateral sobre o tema.

(Agência Senado)

Candidato do PV quer fim do acordo nuclear do Brasil com Alemanha

“O candidato à Presidência pelo PV, Eduardo Jorge, participou nesta quinta-feira (21), na capital paulista, de um debate promovido pelo Greenpeace sobre a ampliação do uso da energia solar no Brasil. O candidato reafirmou seu compromisso em ampliar o uso desse tipo de energia, considerada mais limpa, no país. Outra proposta defendida foi a ruptura do acordo nuclear que o Brasil tem com a Alemanha.

“Tem a chance, de cinco em cinco anos, de se romper o contrato com a Alemanha. O contrato vence em novembro de 2015. Para propor a ruptura, tem que fazer com um ano de antecedência”, disse. Eduardo Jorge quer reunir um grupo de entidades para propor à presidenta Dilma Rousseff que não renove o contrato. “Queremos uma energia mais segura e limpa”, declarou.

Em contrapartida à ruptura do contrato, disse o candidato, o país criaria um novo acordo de longo prazo com a Alemanha, uma parceria para incentivar a pesquisa, produção e incentivo à energia solar no mundo. “A proposta é trocar um contrato inseguro e sujo como o da energia nuclear para a pesquisa em energia solar”, disse ele.

O candidato é contrário ao uso da energia nuclear no país. “É uma energia altamente perigosa, numa região altamente delicada do Rio de Janeiro. Se nós não queremos isso, a chance é agora, em novembro de 2014. Se não, o contrato é automaticamente renovado”, explicou.”

(Agência Brasil)

Dieese: mercado de trabalho segue aquecido, apesar de baixo crescimento do PIB

O coordenador de Atendimento Técnico e Sindical do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Airton dos Santos, disse nesta quinta-feira (21) que, apesar do cenário de baixo crescimento econômico, o mercado de trabalho continua aquecido.

“Está acontecendo um descolamento do crescimento do PIB [Produto Interno Bruto, a soma das riquezas produzidas no país] e do emprego. Há um crescimento baixo, enquanto o mercado de trabalho continua aquecido”, apontou o coordenador na apresentação do estudo Sistema de Acompanhamento de Salários (SAS-Dieese).

Santos advertiu, no entanto, que esse quadro de baixo crescimento não pode perdurar, sob pena de começarem a ocorrer demissões. Segundo ele, há um cenário macroeconômico que desestimula, principalmente, as atividades voltadas para a exportação, como a questão cambial e os juros, mas acredita na tendência de um ajuste em favor de um maior equilíbrio na produção industrial.

O estudo traz um balanço das negociações salariais analisadas pelo Dieese. Em 93,2% de um total de 340 acordos coletivos de trabalho assinados no primeiro semestre ocorreram reajustes acima da variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Em 153 dos acordos assinados entre janeiro e junho deste ano, ou 45% do total, os ganhos reais oscilaram entre 1,01% e 2%. Em 66 acordos, os ganhos estão na faixa de 2,01% e 3%.

Segundo o Dieese, as atividades econômicas, impulsionadas pela Copa do Mundo, e a preocupação dos empresários em manter os investimentos feitos na qualificação da mão de obra foram os principais elementos que ajudaram trabalhadores em todo o país a atingir, no primeiro semestre, os melhores percentuais de reajuste salarial em acordos coletivos dos últimos dois anos.

Apenas 2,6% tiveram correções salariais em taxas abaixo da inflação e 4,1% só conseguiram repor as perdas da inflação.

(Agência Brasil)