Blog do Eliomar

Últimos posts

Agora Obama nega seu maior orgulho

Em artigo no O POVO deste sábado (16), o jornalista Bruno Pontes avalia a contraditória postura de Obama com relação ao Iraque. Confira:

De acordo com certo credo pacifista, se baixarmos as armas nossos inimigos baixarão as deles também e a paz será estabelecida. Em 2008, Barack Obama cativou todas as pessoas esclarecidas do mundo ao anunciar repetidas vezes que se fosse eleito retiraria as tropas americanas do Iraque. Naquela época, o presidente Bush trabalhava para manter parte delas lá por tempo indeterminado. Obama dava até prazo: prometia a retirada total dentro de 16 meses a partir de sua posse.

O setor inteligente da sociedade global não tinha dúvida: o candidato democrata fora enviado pelo deus Progresso para fazer o que era certo nos Estados Unidos, no Oriente Médio e, por que não, até no Brasil. Change, change, change… Obama virou presidente e deu início à obra que reabilitaria a imagem da América. Trouxe os soldados de volta, declarou a missão no Iraque encerrada em 2011 e se gabou na campanha pela reeleição em 2012: “Pela primeira vez em nove anos, não há americanos lutando no Iraque. Eu prometi acabar com a guerra e acabei”.

Agora o mundo assiste ao massacre de cristãos e outras minorias por extremistas islâmicos que se apossaram de parte do território iraquiano. Os que não foram executados estão encurralados em montanhas, na iminência da morte ou por fome ou por tiro ou por decapitação. Antes de partir para férias na ilha de Martha’s Vineyard, Obama anunciou que autorizara ataques aéreos contra membros do tal Estado Islâmico.

Nessa mesma coletiva, tratou de contar nova história sobre a saída dos americanos do Iraque, que ao longo dos últimos três anos ele tratou como uma de suas maiores realizações. Um repórter lhe perguntou se, diante do avanço dos terroristas islâmicos e do genocídio, havia mudado de opinião sobre a retirada dos soldados. Obama respondeu que não foi decisão dele.

Na verdade, explicou, o governo iraquiano não queria as tropas lá. É desse homem que depende a sorte de milhares de potenciais vítimas do Estado Islâmico. A esperança é que Barack Obama declame algumas frases pela paz com o queixo para cima e as coisas se resolvam.

Ah, se o meu poste falasse…

56 1

foto postes 140816

Fortaleza está criando uma relação com os postes, além da função de estruturas utilizadas para o fornecimento de energia elétrica. Pessoas, inclusive, chegaram a ser idealizadas como postes. Agora são postes que poderiam receber um tratamento humanizado…

Leitores do Blog, residentes no Parque Manibura e na Aldeota, enviam fotos de postes, ora subutilizados, ora sobrecarregados. Se a situação não fosse de utilidade pública, certamente daria uma boa crônica do dia a dia do homem, por meio dos postes.

O poste subutilizado fica na rua Ieda Pereira, em frente ao número 538 , no Parque Manibura‏. Segundo moradores, há quatro meses não há luz no poste, apesar da conta da Coelce cobrar pelo serviço que não fornece à comunidade.

O outro poste, o sobrecarregado, está localizado na avenida Santos Dumont, esquina com a rua Nunes Valente, na Aldeota. Assim como a maioria dos trabalhadores da área, o coitado do poste está na iminência de a qualquer hora entrar em colapso de tanta fiação.

Com a palavra os postes… digo, as autoridades competentes.

Professor da UnB não acredita que horário eleitoral influencie eleitor este ano

A partir da próxima semana, o eleitor poderá conhecer as propostas dos mais de 26 mil candidatos às eleições de outubro. Começa na terça-feira (19) a propaganda partidária no rádio e na televisão. O horário eleitoral segue até o dia 2 de outubro, três dias antes da votação do primeiro turno.

A propaganda eleitoral para os candidatos que disputam o cargo de presidente será veiculada no rádio às terças, quintas e sábados em dois horários: das 7h25 às 7h50 e das 12h25 às 12h50. Na TV, nos mesmos dias, os horários serão das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55. Às segundas, quartas e sextas, a propaganda será destinada aos demais cargos em disputa.

O horário eleitoral é a principal oportunidade de os candidatos aos cargos de deputado, senador, governador e presidente da República ganharem visibilidade para tentar conquistar o voto do eleitor.

Na avaliação do cientista político e professor da UnB, Leonardo Barreto, os candidatos que estão atrás nas pesquisas de intenção de voto devem tentar a reação na disputa nos primeiros dias de transmissão dos programas eleitorais, quando o ouvinte ou telespectador está mais atento aos programas. Apesar disso, ele não acredita em uma alteração brusca de cenário por conta do horário eleitoral.

“As pessoas querem mudança, mas não querem mudar por mudar. Elas querem ser seduzidas por uma nova história. Não acredito que o tempo de TV vai mudar o cenário que está posto”, disse Barreto.

(Agência Brasil)

Vantagem de tempo no horário eleitoral pode não ser suficiente para candidatos do governo

62 2

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (16), pelo jornalista Érico Firmo:

Se a situação de Eunício Oliveira (PMDB) para o Governo do Ceará é muito boa, a de Tasso Jereissati (PSDB) é obviamente melhor. O peemedebista apareceu com 47%, contra 19% de Camilo Santana (PT) na pesquisa O POVO/Datafolha. Diferença de 28 pontos percentuais. Tasso tem 53%, contra 18% de Mauro Filho (Pros). Distância de 35 percentuais. Outra vantagem para o tucano em relação à situação de Eunício: o Senado se define em um turno só. Não há necessidade de metade mais um dos votos para evitar segundo turno. Quem vencer por um voto de diferença em 5 de outubro leva a vaga. O que, em princípio, só pode favorecer quem está tão na frente.

Eunício tem dois minutos e sete segundos a menos que Camilo no horário eleitoral. A desvantagem de Tasso é menor: um minuto e quatro segundos a menos que Mauro. Não haverá um massacre midiático. A diferença não é grande para o tamanho da desvantagem a reverter.

Porém, vale para Tasso o que vale para Eunício: não se ganha eleição de véspera, muito menos antes do início do horário eleitoral, contra quem está no Governo Federal, no estadual e na Prefeitura de Fortaleza. Escrevi que essa se prenuncia a mais árdua disputa estadual na qual se envolvem os Ferreira Gomes. Falei isso sobre Camilo, mas vale ainda mais, para Mauro Filho.

Por outro lado, a pesquisa O POVO/Datafolha mostra pontos fracos de Tasso. Para projetar a continuidade da campanha, Eunício tem desempenho mais estável, enquanto o tucano tem fragilidades, algumas já históricas para ele.

Policlínica da mulher

91 3

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (16):

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), mandou para licitação a primeira policlínica que ficará sob a responsabilidade da gestão municipal. Será construída num terreno do Hospital da Mulher, no bairro Jóquei Clube.

Segundo RC, o projeto custará cerca de R$ 12 milhões, recursos assegurados pelo Ministério da Saúde. “Vamos implantar uma policlínica em cada regional. Essas policlínicas oferecerão consultas e, principalmente, exames de imagem como ultrassom, tomografia e endoscopia”, explica o prefeito.

O equipamento deve entrar em funcionamento no primeiro semestre de 2015.

Ministério desmente boatos sobre casos de Ebola no Brasil

Com relação aos boatos que estão circulando nas redes sociais e por meio do aplicativo Whatsapp sobre Ebola, o Ministério da Saúde esclarece que não há caso suspeito ou confirmado da doença no Brasil. Vale ressaltar que o risco de transmissão para o país é considerado baixo. De acordo com os dados oficiais divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), os países acometidos pelo surto do vírus Ebola são Guiné, Libéria e Serra Leoa, todos situados na África Ocidental.

O Ministério da Saúde recebe, diariamente, informações da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a situação de circulação de vírus no mundo, inclusive o Ebola, além de quaisquer outras situações que possam se caracterizar como emergência de saúde pública. Como a doença é transmitida pelo contato direto com sangue, secreções, órgãos e outros fluidos corporais de pessoas ou animais infectados, a transmissão para outros continentes é considerada como pouco provável. A OMS não recomenda quaisquer medidas que restrinjam o comércio ou o fluxo de pessoas com os países afetados.

(Agência Saúde)

Ailton Lopes faz caminhada no Dragão do Mar

eleições 2014 psol bandeiraço

O candidato do PSOL ao governo do Ceará, Ailton Lopes, inicia as atividades neste sábado (16) a partir das 9h30min, no Centro, ao participar do lançamento de candidatura na sede do partido.

No período da tarde, a partir das 16 horas, a candidato participa de bandeiraço promovido pela Frente de Esquerda Socialista, na Praia de Iracema, nas proximidades da estátua de Iracema. A agenda deste sábado será encerrada com uma caminhada no Dragão do Mar, a partir das 18 horas.

(Foto: divulgação)

Ana Arraes questiona morte do filho Eduardo Campos, conta amiga da família

63 2

Profundamente abatida e inconformada com a morte inesperada do filho Eduardo Campos na quarta-feira (13) em um acidente de avião no litoral paulista, a ministra do Tribunal de Contas da União (TCU), Ana Arraes, questionou a amigos e parentes por que o filho foi a vítima da tragédia.

“Meu filho tão amado e querido por todos, tão bonito. Por que ele e não eu, que já cumpri minha tarefa?”, disse Ana Arraes, conforme relato feito pela amiga Leda Alves, secretária de Cultura do Recife.

A ministra do TCU chegou à casa da família do filho, na noite dessa sexta-feira (15), para participar de uma missa em intenção do candidato à Presidência da República pelo PSB.

(Agência Brasil)

Tasso lidera com 53%; Mauro tem 18%

102 7

eleições 2014 pesquisa 0816 datafolha

O ex-senador Tasso Jereissati (PSDB) termina a primeira fase da sua campanha para retornar ao Senado com mais da metade das intenções de voto no Ceará, segundo a pesquisa O POVO/Datafolha, feita em parceria com o jornal Folha de S.Paulo. O tucano tem 53% das intenções de voto, contra 18% de Mauro Filho (Pros), seu adversário mais próximo. A pesquisa mostra o retrato da campanha às vésperas do início do horário eleitoral de televisão e rádio, que começa na terça-feira (19).

As duas mulheres nesta disputa estão tecnicamente empatadas. Candidata pelo PSTU, Raquel Dias alcançou 5%, enquanto Geovana Cartaxo (PSB) aparece com 3% das intenções de voto. Eleitores que dizem votar em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos somam 9%. Os que dizem não saber em quem votar somam 10%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

O Datafolha ouviu 1.108 eleitores em 41 municípios do Ceará. A pesquisa foi realizada entre segunda-feira e quarta-feira desta semana. Tasso tem maior vantagem entre os eleitores com menor renda. Fica entre 55% e 56% nas faixas com até cinco salários mínimos mensais por família. Entre cinco a 10 salários mínimos, tem sua menor diferença em relação ao segundo colocado: 36% a 30% de Mauro, no limite da variação da margem de erro de três pontos para mais ou para menos. É o melhor desempenho do candidato do Pros entre todos os setores.

O resultado de Tasso também é melhor entre quem tem menos escolaridade e piora na medida em que avança o nível educacional. Tem 57% no segmento com ensino médio e vai a 46% entre os que têm nível superior. Mauro faz o movimento oposto e sai de 17% entre os que têm nível fundamental para 21 entre os que têm nível universitário.

Tasso tem ainda os percentuais mais baixos entre os mais velhos (51% junto aos que têm60 anos ou mais) e, principalmente, os mais jovens – 40% na faixa com 16 a 24 anos. Nesse último segmento, Mauro Filho tem seu melhor resultado entre as faixas de idade: 25%.

A pesquisa está registrada com os números os números CE-00013/2014 e BR-00356/2014.

(O POVO)

Proposta proíbe aparelhos sonoros em transporte coletivo

Passageiros de transporte coletivo – público ou particular – poderão ser proibidos de ligar aparelhos sonoros dentro dos veículos. Em análise na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei 7496/14 determina que, para ouvir música ou outros programas durante o trajeto, o usuário use fones de ouvido.

Alguns municípios já contam com legislação para coibir o uso de equipamentos sonoros no transporte coletivo. Na opinião do autor, deputado Heuler Cruvinel (PSD-GO), devido “à proporção do problema, é necessário unificar a medida em todo território nacional”.

Pelo texto, quem desrespeitar a regra ficará sujeito a ter o aparelho desligado e, caso se recuse, a se retirar do veículo. Em último caso, é prevista intervenção policial.

Às empresas caberá a obrigação de afixar, em local visível e com boa legibilidade, o número da nova lei e a proibição nela contida. O aviso deverá incluir o telefone do órgão municipal responsável pelo transporte. Caso descumpra essa determinação, a empresa poderá ser punida com multa no valor de um salário mínimo.

De acordo com Cruvinel, o estresse causado pelo excesso de ruídos é um risco silencioso que, aos poucos, agrava a saúde dos passageiros. Além comprometer a audição, o deputado argumenta que o barulho excessivo pode provocar taquicardia, hipertensão arterial, distúrbios digestivos, fadiga e alterações das funções intestinal e cardiovascular. “Para piorar, muitas vezes a poluição sonora gera conflitos entre passageiros e rodoviários, levando a agressões físicas e verbais”, acrescenta.

(Agência Câmara Notícias)

Marina diz ao PSB que aceita consulta sobre candidatura

Candidata a vice-presidente pelo PSB, Marina Silva disse nesta sexta-feira (15), a dirigentes e integrantes do partido, que não iria se opor à intenção da legenda de fazer uma consulta interna sobre a possibilidade de que ela seja a cabeça da chapa no lugar de Eduardo Campos, morto na quarta-feira (13), em um acidente aéreo em Santos (SP).

Marina foi questionada sobre o assunto durante um encontro com a cúpula do PSB nesta sexta-feira, do qual participaram o atual presidente nacional da sigla, Roberto Amaral, e o secretário executivo, Carlos Siqueira.

Desde a morte de Campos, Marina está reclusa em seu apartamento em São Paulo e se recusa a falar sobre a corrida eleitoral após o acidente. A ex-ministra, no entanto, teria dito que não poderia se opor a uma decisão do partido.

O PSB vai consultar as suas lideranças e parlamentares nos próximos dias e espera tomar uma decisão na quarta-feira (20), quando haverá uma reunião da Executiva da sigla.

Pressão

Opção por Marina Silva está sendo apontada como “vontade” de Campos. Para Sérgio Novais, presidente do PSB no Ceará, a ex-ministra pode ter como vice a ex-mulher de Eduardo, Renata Campos.

(Agência Estado com O POVO Online)

Processos que tratam de corrupção poderão ter prioridade de tramitação

Os processos penais que tratam de crimes relacionados com corrupção poderão ter prioridade de tramitação. É o que prevê o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 49/2013, que está pronto para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Do deputado Fábio Trad (PMDB-MS), o projeto altera o Código Penal para dar prioridade aos processos que tratam dos crimes de peculato, concussão, corrupção passiva, corrupção ativa, tráfico de influência, impedimento, perturbação ou fraude de concorrência, crimes de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores e crimes de responsabilidade.

O autor argumenta que o projeto é uma forma de oferecer ao povo brasileiro a oportunidade de ter uma resposta rápida para os delitos que “agridem frontalmente os interesses da nação”.

(Agência Senado)

Investigado por venda ilegal de ingressos da Copa é libertado

O franco-argelino Mohamadou Lamine Fofana, apontado pela polícia do Rio como um dos integrantes da quadrilha que vendia ilegalmente ingressos para jogos da Copa do Mundo, deixou nesta sexta-feira (15) o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, zona oeste da capital, onde estava preso desde o dia 1º de julho.  Nessa quinta-feira (14), Marcelo Pavão da Costa Carvalho, outro suspeito de integrar o esquema, também deixou a unidade prisional.

A libertação de Fofana e de outros nove suspeitos de participar do esquema foi determinada na quarta-feira (13) pelo ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF). Os outros oito membros da quadrilha devem ser liberados ainda hoje. O cumprimento da decisão foi informado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária.

O primeiro a deixar o complexo penitenciário foi o diretor da empresa Match, o inglês Raymond Whelan, beneficiado por um habeas corpus concedido pelo STF no último dia 5. O empresário tinha autorização da Federação Internacional de Futebol (Fifa) para comercializar os ingressos da Copa. Ele é suspeito de chefiar o esquema de venda ilegal de ingressos e também estava preso desde o mês passado.

O combate ao esquema da venda ilegal de ingressos foi deflagrado no dia 1º de julho, quando 12 pessoas foram presas no Rio e em São Paulo. O delegado Fábio Barucke, responsável pelas investigações, disse que os envolvidos já atuaram em pelo menos quatro copas e poderiam movimentar cerca de R$ 200 milhões em cada uma.

(Agência Brasil)

PT quer “rachar” PSB, diz O Globo

60 8

Setores regionais do PSB podem passar a apoiar a candidatura Dilma Rousseff, em detrimento a uma possível candidatura Marina Silva. É o que afirma o jornal O Globo, nesta sexta-feira (15), que aponta o assédio do ex-presidente Lula e da própria candidata à reeleição Dilma, junto ao presidente em exercício do PSB, Roberto Amaral.

Segundo o vice-presidente do PT, Alberto Cantalice, os contatos de Lula e Dilma seriam apenas condolências pela morte de Eduardo Campos.

STF nega pedido de cotas para negros em concursos do Legislativo e Judiciário

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou nesta sexta-feira (15) o pedido do Instituto de Advocacia Racial e Ambiental (Iara) para que seja obrigatória a reserva de 20% das vagas para pardos e negros em concursos públicos do Legislativo e Judiciário.  Segundo a ministra, a concessão do mandado de segurança significaria interferência do STF no Legislativo.

A Lei nº 12.990/2014 foi publicada no dia 9 de junho e criou a reserva de 20% nas vagas em concursos públicos para pardos e negros em órgãos da administração federal, como autarquias, fundações, e empresas públicas. Ao recorrer ao STF, o instituto alegou que não foi feita justiça social, pelo fato de o Judiciário e o Legislativo não terem sido contemplados pela lei.

Na decisão, a ministra entendeu que cabe ao Poder Legislativo decidir em quais setores a reserva será aplicada. “Tampouco a impetração poderia ser admitida sob o argumento de violação a direito previsto no Estatuto da Igualdade Racial (Lei nº 12.288/2010), pois, como realçado na manifestação do procurador-geral da República, a lei não reserva 20% das vagas em concurso público aos negros, mas apenas a implementação de medidas visando à promoção da igualdade nas contratações do setor público, com a transferência do juízo de sua adequação aos órgãos competentes˜, disse Cármen Lúcia.

(Agência Brasil)