Blog do Eliomar

Últimos posts

Débitos não autorizados lideram reclamações de clientes bancários

O débito em conta não autorizado continua sendo a principal reclamação de clientes contra as instituições financeiras, registrada no Banco Central (BC). Em junho, essas reclamações chegaram a 299, com redução em relação a maio (382).

No total, o BC recebeu no mês passado 1.748 reclamações de correntistas consideradas procedentes, com redução de 7,76% em relação a maio e 27,35% na comparação com junho de 2013.

Em segundo lugar na lista de principais reclamações está a restrição à portabilidade de crédito consignado, com 160 casos. Em seguida está a cobrança de tarifa por serviço não contratado (141).

No ranking de reclamações com resultado ponderado pelo número de clientes por instituição, Santander lidera a lista, com 316 casos. Em seguida vem HSBC (64), Banrisul (21), Itaú (209) e Banco do Brasil (275). Essa lista é dos bancos com mais de 1 milhão de clientes.

Nos bancos com menos de 1 milhão de correntistas, a liderança em número de reclamações é do BMG (195), seguido por BNP Paribas (22), J. Malucelli (13), PanAmericano (26) e Banco Fibra (8).

A insatisfação com serviços e produtos oferecidos por instituições financeiras pode ser registrada no BC e as reclamações ajudam na fiscalização e regulação do Sistema Financeiro Nacional. Entretanto, o BC recomenda que a reclamação seja registrada, primeiramente, nos locais onde o atendimento foi prestado ou no serviço de atendimento ao consumidor (SAC) da instituição financeira.

Se o problema não for resolvido, o cidadão pode ainda recorrer à ouvidoria da instituição financeira, que terá prazo máximo de 15 dias para apresentar resposta. Os clientes bancários também podem buscar atendimento no Procon e recorrer à Justiça.

(Agência Brasil)

Cearense Jovita Feitosa poderá entrar no Livro dos Heróis da Pátria

281 1

foto jovita feitosa

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou, nesta terça-feira (15), o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 122/2013, que insere o nome de Antonia Alves Feitosa, conhecida como Jovita Alves Feitosa, no Livro dos Heróis da Pátria, mantido no Panteão da Liberdade e da Democracia, em Brasília.

A homenagem foi viabilizada pela deputada Sandra Rosado (PSB-RN) e se justifica pelo fato de Jovita ter sido voluntária nas tropas brasileiras durante a Guerra do Paraguai.

Jovita teve de se disfarçar de homem para se alistar e, ainda que sua identidade tenha sido descoberta, insistiu em ir para o campo de batalha como combatente, e não como auxiliar de enfermagem. No entanto, o então ministro da Guerra, Visconde de Cairu, acabou impedindo sua ida à frente de combate.

Ao comentar o PLC 122/2013, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) disse ter ficado feliz com a inclusão do nome de Jovita no Livro dos Heróis da Pátria. Já a senadora Ana Amélia (PP-RS) destacou homenagem similar já feita à memória de Anna Nery, enfermeira que atuou na Guerra do Paraguai, e de Anita Garibaldi, heroína da Guerra dos Farrapos.

O nome do escritor Machado de Assis também deverá entrar para o Livro dos Heróis da Pátria. Segundo justificou o autor do projeto, o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB-MT), “inquestionavelmente, o nome de Joaquim Maria Machado de Assis é referência ímpar na história da cultura brasileira, considerado por muitos críticos literários a maior expressão das letras nacionais”.

(Agência Senado)

Juros para crédito aumentam em junho, aponta Anefac

As taxas de juros das operações de crédito registraram nova alta em junho, aponta levantamento divulgado nesta terça-feira (15) pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac). Trata-se da décima terceira elevação seguida. A taxa média geral para pessoa física avançou 0,05 ponto percentual, em relação a maio (5,98%), e ficou em 6,03% no último mês. Para pessoa jurídica, houve alta de 0,03 ponto percentual, passando de 3,41% para 3,44% em junho. Essa é a maior taxa média de juros para empresas desde julho de 2012.

Das seis linhas de crédito para pessoa física, apenas o financiamento para automóveis teve redução. A taxa passou de 1,8% para 1,78%. O juro do cartão de crédito foi o que apresentou maior alta, passando de 10,52% para 10,7%, alta de 0,18 ponto percentual. O cheque especial (de 8,22% para 8,28%) e o empréstimo pessoal por meio de financeiras (de 7,29% para 7,35%) tiveram suas taxas elevadas em 0,06 ponto percentual. Em seguida, estão os juros do empréstimo pessoal com bancos (de 3,41% para 3,45%) e do comércio (de 4,62% para 4,64%).

Para as pessoas jurídicas, das três linhas pesquisadas, uma teve redução. A taxa média de juros de capital de giro caiu 0,02 ponto percentual, passando de 1,84% para 1,82%. Esse é o menor resultado desde abril de 2013. As operações de crédito com desconto de duplicatas (2,52%) e conta garantida (5,98%), por sua vez, apresentaram queda nas taxas de 0,04 e 0,06 ponto percentual, respectivamente.

(Agência Brasil)

BNB – Agroamigo ajuda a superar pobreza nordestina

71 1

Agricultores familiares expostos por mais tempo ao programa de microcrédito orientado rural do Banco do Nordeste, Agroamigo, têm mais chances de inserção em mercados agropecuários e, consequentemente, de superação da pobreza. É o que aponta estudo coordenado pelo pesquisador Ricardo Abramovay (USP), que avaliou durante cinco anos (de 2006 a 2010) dados que ilustram impactos sociais e econômicos do Programa nas zonas rurais nordestinas.

Realizada em conjunto com Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), a pesquisa considerou indicadores como acesso a bens duráveis, consumo de carne, bancarização, desenvolvimento de poupança e aquisição de meios de transporte. A segunda edição do livro “Cinco anos de Agroamigo – Retrato do público e efeitos do Programa acaba de ser lançada, com atualizações referentes à quantidade de operações e valor desembolsado pelo programa até 2012.

“Quando se comparam os agricultores com mais tempo de exposição ao Programa com os recém-ingressos, os resultados mostram que os primeiros tiveram aumento de estoque de animais em 18%, bem como produção agrícola 28% superior aos que estão iniciando suas atividades com o Agroamigo”, afirma o Abramovay, na apresentação do estudo.

40% possuem poupança
A base de dados considera agricultores familiares mais pobres, enquadrados no Grupo B do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com renda anual bruta não ultrapassava, à época, R$ 6 mil. Dois terços dos cerca de 1,6 mil entrevistados recebiam o Bolsa Família, do Governo Federal.

Felipão iguala desempenho de Zagallo

140 5

foto felipão

Cinco treinadores conseguiram comandar a seleção brasileira em duas Copas. São eles: Vicente Feola (campeão em 1958 e eliminado na primeira fase em 1966), Zagallo (campeão em 1970 e 4º em 1974), Telê Santana (eliminado nas quartas de final em 1982 e em 1986), Carlos Alberto Parreira (campeão em 1994 e eliminado nas quartas de final em 2006) e, mais recente, Luiz Felipe Scolari (campeão em 2002 e 4º em 2014).

Apesar das duas goleadas sofridas, nesse Mundial, nos dois últimos jogos, Felipão deixou o comando da Canarinha, nessa segunda-feira (14), como o treinador com melhor desempenho em duas Copas.

Ao lado de Zagallo, Felipão possui uma conquista e um quarto lugar. Mas, supera Zagallo em uma vitória. Nas duas Copas, Felipão comandou a seleção em 14 jogos, com 10 vitórias, dois empates e duas derrotas, além de 29 gols marcados e 18 sofridos.

Árvore causa apreensão aos moradores do José Bonifácio

foto árvore 140715 queda

Uma árvore está causando apreensão aos moradores do bairro José Bonifácio, na tarde desta terça-feira (15), após praticamente desabar sobre a pista na rua Jaime Benévolo, quase esquina com a avenida Domingos Olímpio.

Moradores informaram ao Blog que já acionaram o Corpo de Bombeiros, que assegurou a retirada da arvora até o fim da tarde.

Eliane Novais quer fortalecimento da segurança hídrica no Estado

eleições 2014 psb 0715 cagece

Um a cada quatro funcionários da Cagece é servidor de carreira. A observação é da candidata do PSB ao Governo do Ceará, Eliane Novais, nesta terça-feira (15), durante panfletagem na sede do órgão, no bairro Vila União. Para a candidata, que já ocupou a diretoria da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), o Estado precisa rever suas prioridades, pois, nos últimos anos, “pouco investiu no fortalecimento da segurança hídrica e na ampliação da cobertura de esgoto”.

Segundo a candidata, que esteve acompanhada do engenheiro da Cagece, Sérgio Novais, e do coordenador geral licenciado do sindicato dos Trabalhadores da Água, Esgoto e Meio Ambiente do Ceará (Sindiágua), Jadson Sarto, esse último candidato à Câmara Federal, a Cagece precisa de concurso público com urgência.

“A qualificação dos servidores deve ser permanente, somente assim prestaremos um bom serviço à população. Precisamos de concurso interno e externo para a empresa”, comentou a candidata do PSB.

Banco do Brics vai garantir investimentos em infraestrutura, destaca Dilma

A presidente Dilma Rousseff disse nesta terça-feira (15) que está otimista com a criação do Novo Banco de Desenvolvimento do Brics e de um fundo de reservas para o bloco, que reúne cinco países – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Ao sair do hotel onde está hospedada em Fortaleza, para participar da sexta reunião de cúpula do bloco, ela ressaltou que a instituição deverá beneficiar os países emergentes e em desenvolvimento.

“O banco vai contribuir com recursos para garantir investimentos em infraestrutura. O Acordo Contingente de Reservas, com montante de US$ 100 bilhões, vai contribuir para que esse processo de volatilidade, enfrentado por diversas economias quando da saída dos Estados Unidos da política de expansão monetária, seja mais contido, mais administrado. [Isso] dá segurança, uma espécie de rede de proteção aos países do Brics e aos demais”, disse a presidente.

A criação do banco e do fundo de reserva deve ser anunciada na tarde de hoje, após reunião dos chefes de Estado do Brics. O banco terá capital inicial de US$ 50 bilhões, sendo US$ 10 bilhões em recursos e US$ 40 bilhões em garantias. Depois da assinatura do acordo para a criação, o banco terá que ser aprovado pelos parlamentos dos cinco países. O fundo terá capital inicial de US$ 100 bilhões, para os países do bloco com dificuldades financeiras.

(Agência Brasil)

Prefeito Roberto Cláudio comemora sucesso do binário Santos Dumont/Dom Luís

rccc

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, deu entrevista, nesta manhã de terça-feira, para o programa Paulo Oliveira, da Rádio Verdes Mares. Em tom de balanço, ele falou sobre as mudanças no trânsito da Capital e se disse satisfeito pelos resultados positivos registrados com a implantação do binário Santos Dumont/Dom Luís.

Segundo disse, serviu para desafogar o fluxo de trânsito na área e se tornou uma medida a ser adotada também em outros pontos da cidade.

Roberto Cláudio não quis falar de eleições, mas, nos bastidores, avaliou que a candidatura de Camilo Santana (PT) para o Governo é uma “opção de renovação”.  O prefeito tem acompanhado a agenda do postulante quando de idas ao Interior.

(Foto – Divulgação)

Copom deve manter taxa básica de juros no patamar de 11% ao ano

“A quinta reunião do ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) tem início na tarde de hoje (15). Amanhã, o comitê – formado pelos diretores e presidente do órgão, anuncia a decisão sobre a taxa básica de juros, a Selic.

A expectativa do mercado financeiro é de manutenção da Selic no atual patamar (11%). A taxa básica passou por um ciclo de nove altas seguidas, até abril, quando foi ajustada para 11% ao ano. Em maio, o Copom decidiu interromper o aperto monetário.

Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, que causa reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo.”

(Agência Brasil)

Prefeito, tire as vassouras do armário!

146 4

Com o título “Fortaleza limpa”, eis artigo da professora e jornalista Adísia Sá. Ela cobra uma cidade menos suja. Ou seja, que o prefeito Roberto Cláudio volte ao banho de limpeza que deu na cidade logo no começo de sua gestão. Confira: 

No começo da administração Roberto Cláudio, Fortaleza tomou um banho de fazer inveja a qualquer outra cidade. Infelizmente, a situação está mudando gradativamente, isto é, a sujeira vem ganhando terreno, inclusive no Centro. Digo isto porque dou expediente na Associação Cearense de Imprensa (Rua Floriano Peixoto), pelo menos duas vezes por semana e percebo o lixo se acumulando nas esquinas, nas portas de lojas e edifícios. Quando realizamos na ACI algum evento à noite, a situação é muito mais grave e chocante: camburões e sacos de lixo – com insuportável fedentina – tomam conta das calçadas.

Os caminhões de limpeza não são mais vistos, pelo contrário, parece que tomaram “chá de sumiço”. Eu me pergunto: quem saiu e quem entrou no setor, mudando o cenário, até então limpo e cuidado?

O desleixo não se restringe ao centro da Cidade, nos bairros o quadro é o mesmo, falo, pelo menos, quanto ao meu bairro, Papicu, outrora limpo que fazia gosto e agora o quadro mudou: lixo acumulado, inclusive nas pracinhas, como a Francisco Matos, em frente ao meu prédio. E tem mais: os “cupistas” também diminuíram em número, hoje não tem nem mais a metade de antes, eu, inclusive, abandonei a caminhada e fico observando, da janela, os poucos que restaram. O reitor da Universidade Federal do Ceará, professor Jesualdo Farias, que frequentava o local, tomou chá de sumiço, procurando outros ares, fugindo do abandono da pracinha.

Eu bem que gostaria de ouvir “cupistas” de outros locais, para saber se são conservados ou jogados ao léu, como a “Francisco Matos.”

Houve um período em que foi criado o clube da “Francisco Matos”, com algumas pessoas atentas à pracinha, pressionando, inclusive, o chamado “sub-prefeito” da área. Por falar em “sub-prefeito”, eu também gostaria de saber se essa figura ainda existe, para ir ao seu encontro e pedir “salve a Francisco Matos.” Seria oportuno um encontro com “cupistas” de outras pracinhas, para saber como são cuidadas e se há algum grupo responsável por sua conservação.

Infelizmente nós, cearenses, não somos dados a esse tipo de comportamento: vivemos mais para nossos dias, do que com os dos outros. Somente quando algo muito grave nos atinge coletivamente, corremos atrás de nossos direitos, inclusive, usando os espaços preciosos da Imprensa. Mas, todo tempo é tempo, quem sabe chegou a hora de tomarmos as rédeas de nosso cotidiano e coletivamente defendermos o que nosso ou que está sob nossa guarda, no momento.

* Adísia Sá

adisiasa@gmail.com
Jornalista do O POVO.

Cid Gomes acompanha reunião do Brics

203 3

cidleilma

O governador Cid Gomes (Pros) está participando, durante toda esta terça-feira, da VI Reunião de Cúpula do Brics, no Centro de Eventos. O encontro congrega os presidentes do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

A presidente Dilma Rousseff atua como cicerone da reunião que, entre algumas decisões, tratará sobre a criação do Banco do Brics.

(Foto – Ana Aranha)

Senador Pimentel é contra saída de atletas adolescentes para outros países

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Ua8qKUIqS8s&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O senador José Pimentel (PT) afirma: está na hora de se repensar os rumos do futebol brasileiro, principalmente da saída de adolescentes para o Exterior. Apesar do fracasso da seleção brasileira na Copa, o senador cearense diz que o evento foi positivo para o Brasil, com relação aos investimentos públicos.

José Pimentel lembrou que a média de atraso nos voos durante a Copa foi de 8 minutos, enquanto na Europa a média é de 12 minutos.

Movimento Crítica Radical protesta contra Brics

Um grupo do Movimento Crítica Radical está realizando ato de protesto nas proximidades do Centro de Eventos, em Fortaleza. Com faixas e palavras de ordem, o protesto tem como alvo a VI Reunião de Cúpula do Brics.

“O fracasso do Brics é o fracasso do Capitalismo”, diz Rosa da Fonseca, ex-vereadora, que integra o grupo de manifestantes.

A reunião do Brics ocorre desde segunda-feira e, nesta terça-feira, conta com a presença dos dirigentes dos cinco países que integram essa organização, no caso Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

 

PT e o destino dos Ferreira Gomes

Da Coluna Política, no O POVO desta terça-feira (15), pelo jornalista Érico Firmo:

A revista Veja divulgou e diversos veículos de comunicação repercutem desde o fim de semana a possibilidade de Cid Gomes e seu grupo político deixarem o Pros e se filiarem, vejam só, ao PT. O movimento seria uma forma de a presidente Dilma Rousseff, caso reeleita, formar seu próprio grupo e ficar mais independente em relação ao ex-presidente Lula. A narrativa explora a recorrente ideia, nem sempre consistente, de crise na relação entra a presidente e o antecessor. Mas há outro enfoque que merece ser observado, a partir do núcleo cearense.

Em outros momentos, já se cogitou a filiação dos Ferreira Gomes ao PT. Ainda em 2008, Ivo Gomes disse que se sentiria muito bem no partido. Em 2011, a possibilidade foi especulada em uma das várias crises entre a família e o então presidente do PSB, Eduardo Campos. No ano passado, antes de optarem pelo Pros, a opção petista foi de novo cogitada. E nunca deu em nada. Mas há ingredientes novos.

Em menos de um ano, a relação entre o grupo cearense e a direção nacional do Pros já sofreu vários desgastes. Também pudera. Eles já entraram no partido discordando da principal – e praticamente única – bandeira, que é a redução de impostos. E desde o início sinalizaram intenção de mexer no programa, na estrutura. Não podia dar certo e não está dando. Houve divergências graves em relação a votações no Congresso Nacional e também quanto a intenção de dirigentes nacionais de apoiar Eunício Oliveira (PMDB). Então, é bastante provável que, pouco depois das próximas eleições, os Ferreira Gomes realmente mudem de partido.

A escolha do petista Camilo Santana como candidato à sucessão no Estado onde o Pros é mais forte no País foi sinalização de que o grupo não prioriza o fortalecimento da sigla. Ciro Gomes já tinha a clara meta de, em caso de sucesso eleitoral, se voltar para as articulações nacionais e na reformulação da legenda. Mas houve turbulências no meio do caminho. Fica a interrogação sobre quão longe estarão os irmãos dispostos a ir num partido sem expressão, complicado e bem menos promissor do que pareciam PSB e mesmo PPS. No caso de Ciro não ser bem-sucedido na mudança que pretende empreender, a porta da rua será a serventia da casa.

O destino, então, poderá ser o PT? A opção por Camilo pode ser indício de que sim, mas não o único. A própria escolha do candidato foi resultado da circunstância principal: a trajetória política de Cid se tornou indissociável, nos últimos oito anos, do projeto petista federal. Sobretudo ao embarcar numa legenda pouco mais que inexpressiva, quando ai mesmo que ficou dependente do aliado federal.

Porém, a entrada no PT não será sem resistência – que já começou, só diante das primeiras notas publicadas. Haverá oposição em vários grupos, inclusive nos mais ligados ao governador, que fatalmente perderão o controle da sigla. Por outro lado, independentemente das garantias que recebam na filiação, os Ferreira Gomes jamais controlarão o PT sem hegemonia junto à militância, o que nunca foi especialidade do grupo. A possibilidade é menos absurda do que parece, mas também não é nada simples.

Receita paga nesta terça-feira segundo lote de restituição do IR 2014

A Receita Federal paga nesta terça-feira (15) o crédito referente ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. Serão contemplados 1.060.473 contribuintes, somando R$ 1,6 bilhão.

Serão depositados também valores de seis lotes residuais (declarações que estavam retidas na malha fina) de exercícios entre 2013 e 2008. Com isso, o valor total a ser liberado chegará a R$ 1,8 bilhão e abrangerá 1.122.154 contribuintes.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate no prazo, deverá requerê-la pela internet, por meio do Formulário Eletrônico Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no Portal e-CAC.

(Agência Brasil)

Campanha eleitoral começa agora, diz Figueiredo

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=OL2XHBlEDFk&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal André Figueiredo, candidato à reeleição pelo PDT, diz que o fim da Copa marca o verdadeiro início do período eleitoral no país. Figueiredo acredita que a presidente Dilma não sofrerá desgaste com o fracasso da seleção brasileira na competição. “Só se ela colocar o Felipão como coordenador de campanha”, brincou.

Abono salarial 2014/2015 começa a ser pago nesta terça-feira

O Ministério do Trabalho e Emprego começa a pagar a partir desta terça-feira (15) o abono salarial do exercício 2014/2015. A estimativa é que cerca de 23 milhões de trabalhadores tenham direito ao benefício e o montante a ser pago será cerca de R$ 17 bilhões.

De acordo com a pasta, no atual exercício, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) antecipou o pagamento, que anteriormente era feito em agosto. Outra mudança no calendário é que os trabalhadores que recebem o benefício em conta-corrente vão ter o depósito em suas contas de acordo com o mês de aniversário, a partir do dia 15 de julho.

(Agência Brasil)

Acabou o que era doce

118 2

Em artigo no O POVO desta terça-feira (15), a procuradora Sheila Pitombeira comenta da ressaca do brasileiro, após a Copa, diante das “mazelas nacionais patrocinadas pela corrupção”. Confira:

No entendimento popular o dito “acabou-se o que era doce” significa um basta, o encerramento de uma situação confortável, às vezes ilusória, que não terá mais continuidade.

Chico Buarque em sua modinha, A Banda, bem retrata o adágio. A composição fala da passagem de uma banda de rua cujos acordes e alegria mostram o cotidiano de todos que a ouvem e, naquele instante, conseguem vislumbrar que seus sonhos podem ser realizados e que as adversidades podem ser enfrentadas com galhardia. Todavia, tão logo se dá a passagem da banda tudo retorna à pasmaceira de antes, mas é um retorno sofrido porque a volta à apatia anterior leva consigo a dor de ter visto que poderia ser diferente sem saber explicar porque não foi possível nem se ainda o será.

Vivemos algo assim nesses últimos 40 dias, período imediatamente anterior ao início dos jogos da Copa do Mundo até sua conclusão domingo passado. Mas acabou o que era doce. Nos momentos iniciais questionamos, reclamamos e protestamos contra as obras superfaturadas construídas para atender ao Mundial, o descaso das autoridades com nossas questões mais prementes, educação, saúde e segurança, posto que não existem políticas públicas orientadoras ao enfrentamento dessas questões sociais. Sem falar na preservação do meio ambiente, que para nossos gestores é palavrão indizível. Essa era nossa realidade anterior à passagem do Mundial.

No decurso do campeonato observamos, sobretudo na convivência com visitantes de primeiro mundo que, não obstante nossas mazelas crônicas e nossos gestores desapegados aos legítimos interesses da Nação, somos dotados de um DNA especial, com um jeito muito peculiar de não permitir que a gravidade dos assuntos institucionais descuidados nos impeça de vicejar a alegria nas horas festivas. Essa convivência nesse curto período, por vários rincões do País, nos fez “ver, ouvir e dar passagem”, como diz melodia. A ressaca que agora bate à porta, com “tudo voltando ao lugar’, se instala não apenas pelo escore da derrota que nos tirou do páreo para a disputa do primeiro lugar. Mas porque, de repente, ficou claro que esse escore retrata e reflete todas essas mazelas nacionais patrocinadas pela corrupção que grassa incontrolável pelo País, além da teimosia de achar que as leis são para alguns e para outros não.

Daí, como os jogos aconteceram em doze cidades-sedes, em “cada canto uma dor”.