Blog do Eliomar

Últimos posts

Maracanaú abre nesta 5ª feira seu X São João

avioes

“Aviões do Forró” entre as atrações desse evento.

Começa nesta quinta-feira o X São João de Maracanaú. O evento contará com atrações musicais e um festival de quadrilhas que reunirá pelo menos 80 grupos juninos no “Quadrilhódromo” da Cidade Junina. A animação terá início ás 19 horas, com abertura oficial a cargo do prefeito Firmo Camurça (PR). Os shows terão início às 22 horas.

Confira a programação

11 de julho: Garota Safada e Luís Marcelo e Gabriel

12 de julho: Solteirões do forró e Lagosta Bronzeada

17 de julho: Aviões do Forró, Forró dos Amigos e Iohannes
18 de julho: Léo Santana, Forró Real e Pé de Ouro

19 de julho: Simone e Simaria (As Coleguinhas), Bonde do Brasil e Forró do Movimento

Festival de Quadrilhas:

10 a 15 de julho: Concurso Cearense Adulto e Infantil de Quadrilhas Juninas
10 e 11 de julho: Quadrilhas Juninas da Terceira Idade

16 a 18 de julho: XXVIII Festival de Quadrilhas Juninas de Maracanaú
19 e 20 de julho: Concurso Nacional de Quadrilhas Juninas.

SERVIÇO

O evento será realizado até 20 de julho, sempre a partir das 19 horas, na Cidade Junina (Avenida I, Jereissati – entre o Instituto Federal do Ceará e o Feira Center Shopping).

Distribuidoras terão mais prazo para pagar dívida por compra de energia

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta quarta-feira (9) o adiamento do prazo para que as distribuidoras paguem parte do valor gasto com a compra de energia no mercado de curto prazo feita em maio. O pagamento deveria acontecer nesta semana, mas os diretores decidiram adiar até o dia 31 de julho a liquidação de parte deste valor.

O pagamento é relativo ao gasto das distribuidoras com a compra de energia no mês de maio, com pagamento previsto para este mês. O valor total a ser pago neste mês será de R$ 1,84 bilhão, mas, desse total, R$ 1,32 bilhão poderá ser pago até o fim do mês. O pagamento dos outros R$518 milhões não será adiado, porque esse valor está coberto pela tarifa de energia cobrada do consumidor.

O total do empréstimo para as distribuidoras para cobrir os gastos extras com termelétricas e com a compra de energia no mercado livre foi de R$11,2 bilhões, valor que já foi gasto até o mês de abril. O Tesouro também fez um aporte adicional de R$4 bilhões, além dos R$9 bilhões já colocados na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

(Agência Brasil)

Dilma diz que nem no pior pesadelo Brasil perderia por 7 a 1

Um dia depois de a seleção brasileira sofrer a maior derrota de sua história, no jogo contra a Alemanha, a presidente Dilma Rousseff disse que “nem no pior pesadelo” poderia imaginar a derrota por 7 a 1. A presidente, no entanto, disse que o Brasil tem uma característica peculiar de saber enfrentar as adversidades.

Em entrevista para a jornalista Christiane Amanpour, do canal americano CNN, a presidente disse estar “profundamente triste” com a derrota, “assim como todos os brasileiros”. Ela assegurou que a capacidade de superar a derrota é “marca de uma grande seleção e de um grande país”.

À emissora americana, a Dilma lembrou que o Brasil foi para o jogo, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, sem dois dos seus principais jogadores, Neymar, craque e artilheiro do time, e Thiago Silva, capitão da equipe.

Em outro encontro no Palácio do Planalto, a presidente voltou a comentar o resultado do jogo. De acordo com o fundador da Amil Assistência Médica Internacional, Edson Bueno, Dilma estava “um pouco abatida”, mas confiante que o país vai superar esse momento.

“Acabamos conversando muito sobre a Copa. Ela está um pouco abatida, mas é uma pessoa forte; ela foi para a guerra, então, é uma pessoa muito forte. Ela falou para mim: temos que ir em frente, temos que motivar o país. Nós discutimos o seguinte: se for [jogar] contra a Argentina [na disputa pelo terceiro lugar, no sábado], o negócio agora é ganhar de uns 4 a 0 porque a gente, pelo menos, fica um pouco melhor”, relatou Bueno.

(Agência Brasil)

Falido Banco Santos devolve R$ 81 milhões para o Tribunal de Justiça de Goiás

“O falido Banco Santos transferiu R$ 81 milhões ao Tribunal de Justiça de Goiás após decisão que o obrigou a devolver recursos públicos goianos que estavam bloqueados. O repasse foi feito na última segunda-feira (7/7), de acordo com a Procuradoria Geral do Estado de Goiás. O valor está ligado a uma aplicação de recursos financeiros feita no banco pelo Fundo Especial de Reaparelhamento e Modernização do Poder Judiciário (Fundesp) entre 2003 e 2004.

Após o Banco Central ter decretado a intervenção e a liquidação extrajudicial da instituição, os valores foram bloqueados — em setembro de 2005. O estado procurou então a Justiça de São Paulo, e a Câmara Reservada à Falência e Recuperação avaliou em março que “os bens públicos de uso comum do povo e os de uso especial são inalienáveis”.

Embora o artigo 645 do Código Civil permita a transferência do domínio da coisa emprestada ao mutuário (no caso, o Banco Santos), o desembargador relator Lino Machado entendeu que a destinação especial do dinheiro aplicado pelo estado de Goiás em Certificados de Depósitos Bancários (CDBs) proibia a perda da sua propriedade.

O desembargador apontou que a massa falida não poderia usar recursos públicos para pagamento de credores privados, pois os valores depositados não perderam a característica de bem público. O valor do investimento era de R$ 71 milhões, mas chegou a R$ 120 milhões com correção monetária. Segundo a PGE de Goiás, todo o prejuízo foi reparado, pois R$ 39 milhões já haviam sido transferidos anteriormente.”

(Consulto Jurídico)

VAMOS NÓS – E por aqui, o falido Banco Santos já devolveu tudo o que foi aplicado, de forma questionável pela Prefeitura de Fortaleza, na época da gestão do falecido Juraci Magalhães? A última informação é que Mário Mamede, então presidente do Instituto de Previdência do Município (IPM), órgão envolvido na operação, conseguiu recuperar alguma coisa.

Bolsa Família – Prazo para acompanhamento de saúde termina nesta 6ª feira

79 1

bolsa familia

“Famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família com crianças até 7 anos de idade ou gestantes, que não foram atendidas em Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou em casa pela equipe da Saúde da Família, neste primeiro semestre, devem procurar as unidades de saúde do município até esta sexta-feira (11). Das 14,1 milhões de famílias que participam do programa, 11,5 milhões têm o perfil de acompanhamento da condicionalidade de saúde.

Nesse processo são verificados o calendário de vacinação das crianças, o peso e a altura para a avaliação nutricional e o acompanhamento do pré-natal das gestantes. As famílias devem levar o cartão do Bolsa Família ou o cartão de saúde. De acordo com a assessora do Departamento de Condicionalidades do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Juliana Agatte, a condicionalidade responsabiliza o poder público a ofertar o serviço de saúde para as famílias, em especial aquelas em situação de pobreza e em vulnerabilidade e risco social.

A gestão do acompanhamento das condicionalidades na área da saúde é de responsabilidade do Ministério da Saúde e realizada pelas equipes de saúde dos municípios e dos estados, com o apoio do MDS. O resultado do acompanhamento é registrado no Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde uma vez por semestre. As condicionalidades — de saúde e educação — são os compromissos assumidos tanto pelas famílias beneficiárias do Bolsa Família quanto pelo poder público para ampliar o acesso dessas famílias a seus direitos sociais básicos.”

(Site do MDS)

TSE divulga lista completa dos candidatos registrados nesta 5ª feira

“A apenas um dia da divulgação da lista de candidatos registrados pela Justiça Eleitoral a pedido dos partidos que definiram nomes para disputar as eleições de outubro, três estados continuam com números em branco no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), conhecido como Divulga 2014, no qual as informações sobre o pleito estão sendo concentradas. Goiás não tem sequer o número de governadores que devem participar da corrida eleitoral. No caso de São Paulo e do Paraná, apenas alguns dos dados enviados pelos tribunais regionais eleitorais (TREs) foram alimentados.

Depois que o TSE divulgar esse primeiro edital, os candidatos que foram aprovados em convenções mas que os dos partidos não pediram registro precisam procurar o TSE até o dia 12. A lista completa deve ser divulgada na próxima segunda-feira (14) e a previsão de assessores da Justiça Eleitoral é que todas as informações estejam disponibilizadas no sistema até o dia 20 deste mês.

Os pedidos de registro de candidatura à Presidência da República que são encaminhados ao TSE somaram 11 chapas. O prazo legal para esses requerimentos venceu no último sábado (5). Os registros de governador e vice, senador e suplentes, deputado federal, deputado estadual e distritais foram apresentados nos TREs.

(Agência Brasil) 

Eleições 2014 – Presidenciáveis camuflam bens milionários para o TSE

54 3

Da Coluna Esplanada, de Leandro Mazzini, no O POVO Online:

Não é crime eleitoral – o imóvel pode ser declarado pelo valor de compra de anos atrás – mas o valor dos bens dos três principais candidatos a presidente da República é muito maior que o declarado ao TSE. Uma prova de que dão uma banana para a Receita Federal, que pretendem comandar, e camuflam dos eleitores o belo patrimônio que possuem. Para citar apenas três exemplos, Aécio Neves, Eduardo Campos e Dilma Rousseff subvalorizaram em milhões de reais três imóveis que têm.

Beira da praia..
Campos declarou por R$ 60 mil um apartamento no belo condomínio Candeias II à beira da praia em Jaboatão. Um apartamento simples está anunciado lá a R$ 700 mil.

Solar das Rousseff
Em Belo Horizonte, a presidente Dilma tem um apartamento no conhecido Ed. Solar. O declarou por R$ 118.611 , mas no mercado um pequeno ali sai por mais de R$ 300 mil.

Lá de cima
Quase à beira da praia, no Leblon, Aécio registrou uma cobertura na famosa Av. Epitácio Pessoa a.. R$ 109.550. Piada, só se for o metro quadrado.

Safra 2014 – Nova estimativa indica produção 2,3% superior ao alcançado ano passado

“A sexta estimativa da safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deste ano deverá ser de 192,5 milhões de toneladas, com crescimento de 2,3% em relação a safra do ano passado de 188,2 milhões de toneladas. Os dados fazem parte do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de junho, divulgado hoje (9), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o IBGE houve um pequeno crescimento de 0,1% nas estimativas de junho, comparativamente a maio.

Os números divulgados indicam que houve crescimento de 6,6% na estimativa da área a ser colhida em 2014, que chegará a 56,3 milhões de hectares, contra os 52,9 milhões da área colhida no ano passado e 0,2% em relação a maio. Os destaques nas estimativas divulgadas ficou por conta de três produtos: arroz, milho e soja, que somados, representaram 91% da produção nacional e responderam por 85,1% da área a ser colhida.”

(Agência Brasil)

Chitão do Massapê terá “Aviões do Forró”

224 7

antonijose

A cidade de Massapê (Zona Norte) abrirá, nesta quinta-feira à noite, seu tradicional chitão. Segundo o prefeito Antonio José Albuquerque (Pros), será “um dos mais animados do Estado”.

O Chitão vai se estender até domingo com festival de quadrilhas juninas, barracas com bebidas e comidas típicas e atrações musicais como a banda “Aviões do Forró”.

Fortaleza precisa de um plano de urbanização à altura do seu tamanho

Com o título “Fim de festa”, eis artigo do professor José Borzacchiello, que pode ser conferido no O POVO desta quarta-feira. Ele fala sobre Fortaleza pós-Copa. Ou seja, com o fim da maquiagem e inicio da campanha eleitoral, os problemas urbanos retornarão à cena com maior visibilidade. 

Os jogos da Copa do Mundo em Fortaleza projetaram a cidade e o Ceará e permitiram a construção de olhares, depoimentos e imagens positivas do modo cearense de ser e de fazer. Esse saldo positivo deve ser tratado com muito cuidado. Nem tudo é o que parece. Com o fim da Copa e início da campanha eleitoral, a maquiagem que transfigurou a cidade no período da competição se desmancha e os problemas urbanos retornam à cena com maior visibilidade. O que fica, certamente, é a certeza que o cearense continua simpático e hospitaleiro, tendo recebido muitos elogios de brasileiros de vários estados e povos de várias nacionalidades. Aos poucos, os vestígios da festa desaparecerão. No palanque ela será sempre lembrada com imagens lindas. Não faltarão aquelas da Fan Fest, do aterrinho e as que consagraram Fortaleza como o epicentro do nacionalismo com a capela do hino nacional que empolgou os jogadores na Copa das Confederações e acabou se repetindo na Copa, em todos os estádios onde nossa seleção jogou. Também estará no palanque a cobrança pelas obras que não foram realizadas e as incompletas do plano de mobilidade urbana. Questionarão também, a inadequação de políticas de remoção da população das áreas atingidas pelas obras.

Passada a Copa, espera-se que os candidatos contemplem, em suas plataformas políticas, uma ampla e séria discussão sobre a cidade e o urbano no Ceará. É urgente que se pense em Fortaleza e sua região metropolitana, considerando sua forte concentração demográfica, seu potencial econômico e as múltiplas atividades ai desenvolvidas. Desde o Planefor, a região metropolitana de Fortaleza tem sido esquecida. Esta apresenta um nível de complexidade a ser esmiuçado pelos pesquisadores, políticos e planejadores. Fortaleza firma-se fortemente no cenário metropolitano, ampliando seu raio de influência direta e incorporando novas funções. Seu crescimento acelerado interfere sobremaneira no território à sua volta, provocando a expansão da malha viária, de infra-estrutura, de equipamentos e serviços, nem sempre concebidos e executados a partir de um plano de gestão.

Fortaleza é muito importante no cenário urbano brasileiro, entretanto, não possui uma urbanização à altura de seu tamanho demográfico e de seu peso funcional. Quando comparada com outras praças de porte idêntico, sua importância comercial e de polo de prestação de serviços se destaca. Não se pode negligenciar seu território metropolitano que contém quinze cidades e uma multiplicidade de atividades como distrito e corredor industrial, complexo porto/industrial, aterro sanitário, reservatórios e estações de tratamento de água para abastecimento de Fortaleza, potencial paisagístico e importantes polos turísticos ligados ao mar, às serras e ao sertão. Isso e muito mais vem à tona quando se discute sucessão política no Ceará. É fim de uma festa e começo de outra.

* José Borzacchiello

borza@secrel.com.br

Geógrafo e professor da UFC.

Aumento do FPM – Danilo Forte cobra pressão dos prefeitos

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=FHyncdP_WJc&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

A Comissão Especial do Congresso que trata sobre a emenda constitucional que aumenta em 2% o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) continua em banho-maria. Segundo o deputado federal Danilo Forte (PMDB), relator da matéria, porque o governo federal não tem interesse.

A emenda deve ser votada na Comissão Especial do FPM terça-feira próxima, segundo prevê Danilo Forte, a partir de um trabalho de pressão dos prefeitos. A ordem é garantir quorum para a votação do parecer do peemedebista.

Reunião da CPI da Petrobras é transferida para a próxima semana

O presidente da CPI da Petrobras, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), adiou para a próxima terça-feira (15) as reuniões da comissão previstas para esta quarta-feira (9), destinadas a ouvir o presidente do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), José Maria Rangel, que denunciou falhas de segurança em plataformas de exploração de óleo e gás da estatal, e o gerente-geral de Implementação de Empreendimentos da Petrobras, Glauco Colepicolo Legati, para tratar da construção da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco.

Segundo o comunicado do presidente da CPI, o adiamento se deu pela dificuldade de deslocamento enfrentada pelos membros do colegiado, devido à realização dos jogos da Copa do Mundo de Futebol, e à não previsão de sessões deliberativas nesta semana no Senado e na Câmara.

(Agência Senado)

Ministro diz que transposição terá celeridade neste período de pouca chuva

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=QhAZc_lcZwY[/youtube]

O ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, afirmou, nesta quarta-feira, que o projeto da transposição das águas do rio São Francisco deve ganhar maior celeridade neste restante do ano. Isso, porque acabou a greve dos operários no lote do empreendimento que cruza a Região do Cariri cearense, houve aumento do número de trabalhadores para 11.500 e a chuva, que pouco ocorre neste período do ano, embora “seja sempre bem-vinda”, não vai atrapalhar o andamento das obras.

A ordem agora, de acordo com o ministro, é acelerar o cronograma do projeto, dentro da meta estipulada pelo governo federal de concluir a transposição até fim de 2015.

Francisco Teixeira, indagado sobre a perspectiva de que a seca possa perdurar no Nordeste, afirmou que o quadro causa preocupação. ‘Tenho 30 anos trabalhando na área hídrica e nunca vi uma seca perdurar três anos como estamos vendo”, acentuou o ministro, observando que o governo federal trabalha para garantir o abastecimento de água e, como ação preventiva, financia adutoras,

Sobre o nível dos reservatórios do Nordeste, Francisco Teixeira reconheceu que a situação é de preocupação e que já há vários municípios “racionalizando” o uso da água. Ele observou que em 2012 o nível de acumulo nos açudes era de 62%. Ano passado, caiu para 42% e, neste ano, atingiu percentual variando entre 30 e 32 por cento. “É preciso uma gestão eficaz das reservas”, disse o ministro.

Instrutores de autoescolas entram no sétimo dia de greve

Os instrutores de autoescolas de Fortaleza completam, nesta quarta-feira, o sétimo dia de greve. A categoria reivindica o reajuste salarial de 35%, o que compensaria perdas dos últimos quatro anos.

Também o cumprimento de cláusulas previstas na Convenção Coletiva de Trabalho como Auxilio Funeral, Plano de Saúde e a assinatura da carteira de trabalho como instrutor teórico.