Blog do Eliomar

Últimos posts

Eleitora de Fortaleza quer saber sobre emprego para trabalhador mais velho

180 1

Aécio diz que problema é que o Brasil parou de crescer. Mais de um milhão de empregos na indústria deixaram de existir, nos últimos 4 anos. Dilma discorda que Brasil não está gerando empregos e sugere que economista cearense observe cursos de qualificação profissionais. Aponta que taxa de desemprego é baixa. Aécio alerta que país tem que voltar a crescer ou futuro será incerto.

Eleitor carioca quer saber sobre segurança pública

Aécio diz que segurança pública é a maior preocupação de seu plano de governo. Fala sobre reforço das fronteiras e das casas de recuperação para dependentes químicos, além da reformulação do código penal. Dilma ressalta que há plano de fronteiras, que apreendeu armas, drogas e veículos, além de prender pessoas. Aécio insiste que fronteiras estão sem proteção.

Eleitora carioca quer saber sobre esgotos a céu aberto

Dilma diz que espera acelerar a questão do tratamento de esgotos. Lembra que Constituição passou saneamento para Estados e municípios, mas governo federal tem obrigação de proporcionar repasses. Garante que houve avanços nos últimos quatro anos. Aécio assegura que não irá terceirizar responsabilidades. Lembra que 52% dos domicílios brasileiros não possuem esgotamentos necessários. Vai tratar questão diretamente. Dilma afirma que Aécio não fará o que promete porque não é atribuição da União, seria crime de improbidade administrativa.

Dilma diz que Aécio não tem interesse na reforma política

Aécio Neves defende o fim da reeleição e mandato de 5 anos para todos os cargos. Dilma lembra que reeleição foi criada no governo tucano e defende o fim das doações empresariais. Aécio aponta que PT recebeu R$ 80 milhões em doações empresariais. Lembra que coordenador financeiro da campanha do PT pediu para aumentar teto de gasto. Dilma alega que financiamento empresarial é diferente de financiamento pessoal, quando o cidadão é o doador.

Aécio diz que repasses para pessoas com deficiência estão atrasados

Aécio denuncia que Fundo Nacional de Assistência se encontra atrasado há três meses e que foi executado apenas 11%, até final de outubro. Dilma assegura que governo tem priorizado atendimento a pessoas com deficiência. Diz que centro é o Bolsa Família, mas há programas complementares. “Meu governo não atrasa programas sociais”, assegura. Aécio insiste que repasses estão atrasados. Dilma assegura que governo fez maior programa para pessoas com deficiências.

Eleitor diz que valor do aluguel triplicou nos últimos 5 anos

eleições 2014 2t debate globo eleitoresilma ressalta o Minha Casa Minha Vida e promete mais três milhões de unidades, caso eleita, além de ampliar a faixa de renda. Aécio lamenta que aluguel é um drama vivido por brasileiros. Assegura que programas serão ampliados. Na tréplica, Dilma se engana e chama eleitor de “candidato”. “Um dia você pode ser um candidato, né querido?”, corrige Dilma.

Dilma diz que não acredita que PSDB possa subsidiar programas sociais

eleições 2014 2t debate globo dilma

Dilma ressalta que programa do PSDB aponta que bancos públicos serão redefinidos. Aécio reclama que PT faz “terrorismo eleitoral”, como no programa Minha Casa Minha Vida, quando pessoas na lista de espera são avisadas que perderão o benefício se votarem no PSDB. Dilma insiste que tucanos quebraram bancos públicos e que “agora querem que acreditemos que subsídios serão mantidos”. Aécio assegura que bancos públicos serão fortalecidos e aponta que atualmente um terço dos cargos no Banco do Brasil é ocupado por petistas.

Começa debate da Globo; Revista Veja é o centro

eleições 2014 2t debate globo início

Começou há pouco o debate da Globo entre os candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).

Aécio cobra de Dilma a denúncia da Veja, sobre acusação que ela e Lula sabiam da corrupção na Petrobras. Diz que revista faz denúncia sem provas. Aécio rebate e afirma que denúncia veio da delação premiada. Dilma insiste em armação.

Marco Feliciano está engajado na campanha de Aécio

marco-feliciano (1)

Marco Feliciano está totalmente engajado na campanha de Aécio Neves no segundo turno. Envia por WhatsApp, quase que diariamente, mensagens contra Dilma Rousseff. Duas delas, aliás, eram boatos.

No dia do debate da Record, enviou mensagem para diversos amigos dizendo que obtivera a informação que Dilma choraria no terceiro bloco do programa – o que, obviamente, não aconteceu. Na segunda-feira, depois da divulgação do primeiro Datafolha que mostrava Dilma à frente de Aécio Neves, nova insinuação sem provas. Disse que a pesquisa estava errada e, na verdade, o tucano era o primeiro colocado.

(Coluna Radar, da Veja Online)

Coligação pró-Aécio divulga nota cobrando apuração de denúncias veiculadas na Revista Veja

A Coligação Muda Brasil e os partidos Solidariedade (SD), Partido Popular Socialista (PPS) e Partido Socialista Brasileiro (PSB), apoiadores de Aécio Neves, candidato tucano à presidência da República, manda nota para o Blog cobrando  apuração de denúncias veiculadas nesta sexta-feira pela Revista Veja. Confira:

NOTA

As declarações prestadas pelo doleiro Alberto Yousseff para a Polícia Federal e para a Procuradoria da República, reveladas pela Revista Veja, são extremamente graves e exigem das autoridades e das instituições públicas ações efetivas para uma rápida e eficaz investigação dos fatos.

Não só a normalidade das eleições é colocada sob suspeita quando se aponta a possibilidade de uma campanha eleitoral ser irrigada com milhões de reais de origem ilícita, mas, também, e principalmente, a legitimidade dos Poderes constituídos e da democracia brasileira.

Diante desta realidade, no dia de hoje (24/10), o PSDB está apresentando junto à Procuradoria Geral da República representação para que as investigações dos fatos narrados pelo investigado e delator Alberto Yousseff sejam aprofundadas, para se apurar a prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, lavagem de dinheiro, prevaricação e formação de quadrilha ou bando (associação criminosa), dentre outros.

Na representação também se pede, diante da excepcionalidade dos fatos, por sua gravidade e consequências ao país, que as investigações se realizem com prioridade, para que as respostas aos cidadãos brasileiros se deem no menor prazo possível.

Neste momento em que os procederes da Presidente da República, Dilma Rousseff, e do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva são colocados em dúvida, é preciso que as instituições públicas, notadamente a Polícia Federal, o Ministério Público e o Congresso Nacional, cumpram seus papéis institucionais para resgatar, no menor prazo possível, a confiança do povo brasileiro.

* Carlos Sampaio

Coordenador Jurídico da Coligação Muda Brasil.

Dólar fecha em queda antes das eleições do segundo turno

“Um dia depois de atingir o maior valor em nove anos, o dólar comercial caiu 2,26% e fechou a última sessão antes do segundo turno das eleições presidenciais vendido a R$ 2,457. A queda, de quase R$ 0,06, foi o maior recuo diário em 11 meses. Mesmo com a queda de hoje (24), a cotação encerrou a semana com alta de 1,01%. O dólar acumula valorização de 0,37% no mês e de 4,22% no ano.

Fatores internos, como a corrida eleitoral, e externos têm pressionado o câmbio nas últimas semanas. Em setembro, o Banco Central dos Estados Unidos reduziu mais um pouco os estímulos à economia do país. A decisão valorizou a moeda norte-americana e fez com que o dólar iniciasse uma escalada.

De acordo com analistas, o pessimismo no mercado financeiro internacional aumentou depois que o Fundo Monetário Internacional (FMI) diminuiu a previsão de crescimento da economia global para este ano. Em relação ao Brasil, o órgão revisou, de 1,3% para 0,3%, a estimativa para o Produto Interno Bruto em 2014.

A sessão foi de alta no mercado de ações depois de perdas sucessivas. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou a sexta-feira com alta de 2,42%. Com o desempenho, o índice voltou a registrar ganhos no ano, com alta acumulada de 0,8%.”

(Agência Brasil)

 

Projeto Cidade Jardim adota o Outubro Rosa

cidade jardim

As primeiras unidades já foram entregues.

O canteiro avançado do Condomínio Cidade Jardim, em construção no Conjunto José Walter e que faz parte do projeto “Minha Casa, Minha Vida”, vai aderir à campanha Outubro Rosa nesta segunda-feira. A partir das 7 horas, operários ouvirão uma palestra com o tema “Câncer de Mama – Prevenção”, a cargo da médica Maria Cezarina Barreto Neta, do Instituto de Prevenção do Câncer (IPC).

Além da palestra, está marcado um café da manhã para as funcionárias da obra e sorteio de brindes. O evento é promovido pela Fujita Engenharia e acontece em alusão ao Outubro Rosa. O canteiro atualmente tem 100 colaboradoras. Como parte das ações, a Fujita está liberando suas colaboradoras para que elas possam fazer seus exames de prevenção, no horário de trabalho.