Blog do Eliomar

Últimos posts

Inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos fica em 0,49% em fevereiro

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que calcula a variação dos valores cobrados pela cesta de compras de famílias com renda até 2,5 salários mínimos, registrou inflação de 0,49% em fevereiro, abaixo do 0,61% de janeiro. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o indicador acumula taxas de 1,1% no ano e 4,81% nos últimos 12 meses.

Apesar da queda em relação a fevereiro, o IPC-C1 teve taxa mais alta do que a registrada pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que calcula a inflação para todas as faixas de renda e que, em fevereiro, registrou índices de 0,35% no mês e de 4,38% no acumulado de 12 meses.

De janeiro para fevereiro, o IPC-C1 teve queda nas taxas de quatro das oito classes de despesa pesquisadas: habitação (de 0,19% em janeiro para 0,4% em fevereiro), saúde e cuidados pessoais (de -0,02% para 0,50%), alimentação (de 0,84% para 0,97%) e vestuário (de -0,56% para -0,04%).

Por outro lado, houve queda nas seguintes classes de despesa: transportes (de 1,84% para 0,22%), educação, leitura e recreação (de 2% para -0,24%), despesas diversas (de 0,27% para 0,08%) e comunicação (de 0,01% para -0,05%).

(Agência Brasil)

Sindicalismo cearense está de luto

280 1

Vítima de acidente automobilístico, morreu, nesta quinta-feira, José Fernandes Lima, presidente da Federação dos Metalúrgicos do Nordeste, ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Maracanaú e ex-presidente da Força Sindical no Ceará. O fato se registrou quando Zé Fernandes, como era conhecido, retornava de uma assembleia de trabalhadores no município de Quixeré (Vale Jaguaribano).

No mesmo veiculo, estavam o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Montagem em Geral do Estado do Ceará (Sitramonti-Ce), Evandro Pinheiro, e outros dirigentes sindicais que sofreram alguns ferimentos, mas passam bem.

(Foto – Divulgação)

O mundo é um moinho

165 2

Com o título “O mundo é um moinho”, eis artigo de Plínio Bortolotti, jornalista do O POVO. Para ele, o governo de Jair Bolsonaro começou a “desmoronar mais cedo do que se esperava.” Confira:

O presidente da República, Jair Bolsonaro, foi eleito com quase 58 milhões de votos, ganhando a confiança de mais da metade dos eleitores. Um grande capital político construído sob convocação de “mudar tudo o que está aí”.

Mas, como diz Cartola, o mundo é um moinho, que faz triturar sonhos mesquinhos, reduzindo ilusões (reacionárias) a pó. O castelo de cartas começou a desmoronar mais cedo do que se esperava. Segundo pesquisa CNT/MDA (26/2/2019), Bolsonaro tem a pior marca de início de gestão, avaliada como ótima ou boa por 38,9% dos brasileiros. Quem detinha esse título era Dilma Rousseff, tendo iniciado seu governo (2011), com 49,1% de aprovação. FHC (1995) tinha 57% e Lula (2003), 56,6%. Isso indica que a confiança em Bolsonaro, eleito com 55% dos votos, vem sofrendo rápida erosão.

Mas a gororoba populista eleitoral tinha tudo para dar errado: e está dando. E nem digam que quem faz críticas a Bolsonaro “torce” contra o Brasil. Desculpem, mas essa trupe brancaleônica não precisa de torcida contra; eles mesmo estão se atolando no pântano venenoso que cultivam. (Com as desculpas a Brancaleone que, pelo menos, era um sujeito bem intencionado).

O Carnaval, por tradição, período em que as críticas aos costumes e aos políticos ganha conotações mais duras, porém divertidas, ajudou a revelar o tamanho do abismo que o governo cava com os próprios pés. De Sul a Norte ecoou os refrões “ei, Bolsonaro, vá tomar no c*” e ” “ai, ai, ai, ai, ai,ai, Bolsonaro é o car**”, em blocos e aglomeração de foliões.

Na tentativa de se defender, a resposta do presidente foi a pior possível. Ele postou, na terça-feira, um vídeo escatológico, supostamente filmado durante o Carnaval, com um homem enfiando o dedo no rabesquefe (consultar Dicionário do Nordeste, de Fred Navarro) e, em seguida, um segundo rapaz, aparentemente, urina sobre os cabelos do primeiro. A cena, que ficaria restrita a poucas pessoas, se Bolsonaro não a postasse em seu perfil, como “prova” da suposta degenerescência carnavalesca, tornou-se viral, voltando-se contra o presidente.

A conta do presidente no Twitter tem quase 3,5 milhões de seguidores; muitos deles crianças. Grande exemplo.

*Plínio Bortolotti

Jornalista do O POVO.

Salmito Filho comandará a Universidade do Parlamento

A Universidade do Parlamento (Unipace), da Assembleia Legislativa, ganhará um novo diretor. Segundo informou a jornalista Leda Maria, em sua coluna no O POVO, o deputado Salmito Filho (PDT).

No legislativo, a informação foi bem recebida.

Salmito, além da experiência parlamentar acumulada, é sociólogo e tem ótimo trânsito na academia.

(Foto – Facebook)

Supremo decidirá se Justiça Eleitoral pode julgar crimes da Lava Jato

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai decidir, no dia 13 de março, sobre a competência da Justiça Eleitoral para conduzir inquéritos contra investigados na Operação Lava Jato. Na ocasião, a Corte vai definir se a competência para julgar crimes comuns conexos a crimes eleitorais é da Justiça Eleitoral ou Federal.

De acordo com procuradores da força-tarefa do Ministério Púbico Federal (MPF), o julgamento poderá ter efeito nas investigações e nos processos que estão em andamento nos desdobramentos da operação, que ocorrem em São Paulo e no Rio de Janeiro, além do Paraná. A punição prevista para crimes eleitorais é mais branda em relação aos crimes comuns.

Para a Lava Jato, um eventual resultado negativo para o MPF poderá “acabar com as investigações”. Segundo o procurador Deltan Dallagnol, o julgamento afetará o futuro dos processos da operação.

O plenário da Corte vai se manifestar sobre a questão diante do impasse que o assunto tem provocado nas duas turmas do tribunal.

(Com Agências)

Capitão Wagner: “É hora de Bolsonaro separar questões familiares da gestão”

700 4

Apoiador da campanha que ajudou a eleger Jair Bolsonaro presidente, o deputado federal Capitão Wagner, dirigente estadual do PROS, reafirma que votará contra a proposta da Reforma da Previdência. Isso, se não sofrer mudanças que avalia como fundamentais e em respeito aos direitos dos trabalhadores.

Em conversa com o Blog, nesta quinta-feira, o Capitão Wagner não escondeu também certo incômodo com tanta falação do presidente e de seus filhos, o que gera, a cada semana, confusão para o próprio governo.

Para Capitão Wagner, está na hora de Jair Bolsonaro separar as questões familiares da gestão.

Reforma da Previdência – Bolsonaro pede “sacrifício” aos militares

141 1

O presidente Jair Bolsonaro pediu hoje (7) o “sacrifício” dos militares para que apoiem a proposta de reforma da Previdência. O projeto de lei específico para o regime das Forças Armadas deve ser enviado ainda este mês ao Congresso para tramitar junto com a reforma do sistema previdenciário geral.

“Peço também o sacrifício porque entraremos, sim, na nova Previdência, que atingirá os militares. Mas não deixaremos de lado e não esqueceremos as especificidades do cargo de vocês. Temos um ministério firmado por pessoas comprometidas com o futuro do Brasil, que nos ajudam a conduzir essa grande nação”, disse.

O presidente participou hoje (7) da cerimônia comemorativa dos 211 anos do Corpo de Fuzileiros Navais, na Fortaleza de São José, na Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro.

O governo quer aumentar o tempo de contribuição dos militares de 30 para 35 anos, assim como aumentar a alíquota única dos militares de 7,5% para 10,5%. A nova alíquota deve ser cobrada também no pagamento das pensões para dependentes de militares, benefício atualmente financiado exclusivamente pelo governo federal.

Um ponto relativo aos militares entrou na proposta de emenda à Constituição enviada no dia 20 de fevereiro ao Congresso. O governo quer que militares temporários – que ficam até oito anos nas Forças Armadas e não prosseguem na carreira militar – contribuam para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com o governo, os temporários correspondem atualmente a 60% do contingente militar.

Amazônia

O presidente destacou ainda a intensa atuação das Forças Armadas na região amazônica. “Estive na Amazônia, fui recebido por 200 pessoas para conversar sobre essa área mais rica e tão deixada de lado, que é a nossa querida Amazônia brasileira. Vou conversar com o ministro da Defesa para ter uma retaguarda jurídica para que vocês possam bem exercer o seu trabalho, em especial nas missões extraordinárias”, disse.

O Corpo de Fuzileiros Navais é uma força integrante da Marinha do Brasil e atua na segurança de instalações e em ações sociais em todo o território nacional.

(Agência Brasil)

Tragédia em Milagres – Três meses do caso e nada de inquérito concluído

Três meses depois, ainda não há previsão para o término do inquérito sobre a morte de seis reféns durante uma tentativa de assalto a bancos em Milagres, na madrugada de 7 de dezembro de 2018. Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o caso segue em investigação. O prazo inicial para conclusão era de 30 dias, conforme anunciou o titular da SSPDS, André Costa, dias após a tragédia no Cariri.

Em depoimento à Polícia, sobreviventes afirmaram que os disparos que mataram as vítimas foram efetuados por policiais militares. “Em nenhum momento houve uma abordagem policial com cautela, haja vista que os militares foram logo atirando”, chegou a dizer uma das testemunhas, conforme apurou O POVO.

Um outro sobrevivente chegou a declarar em depoimento que um dos PMs disse a ele que só não o matou “porque Deus não deixou”. “O refém revelou ainda ao delegado que ‘diversos tiros foram dados em sua direção e do filho'”, publicou O POVO em 22 de dezembro.

Doze PMs que participaram da operação chegaram a ser afastados, mas oito deles já voltaram ao serviço após as investigações concluírem que eles não tiveram envolvimento nas mortes.

Nas seção de estatísticas de vítimas de assassinatos, o site da SSPDS coloca as mortes dos reféns da tragédia de Milagres como latrocínio. O óbito dos oito assaltantes não consta nessa lista, já que são mortos em decorrência de intervenção policial.

(O POVO/Foto – Reprodução)

Quem é o advogado público?

Com o título “Quem é o advogado público?”, eis artigo de José Moaceny Félix Rodrigues Filho, advogado público federal Ele lembra que esta quinta-feira, 7 de março, é a data comemorativa da categoria. Confira:

Na data de hoje, 7 de março, comemoramos o Dia Nacional do Advogado Público, instituído pela lei 12.636/12. Mas afinal, quem é o advogado público?

Em simples e abreviadas palavras, é aquele profissional que exerce o labor jurídico no setor público, ou seja, patrocinando o interesse da própria sociedade, ao defender, por exemplo, uma política pública questionada em juízo ou mesmo quando recupera ativos financeiros para o Estado, combatendo condutas como a da sonegação fiscal, dentre outros exemplos.

As procuradorias públicas, nas três esferas federativas, União, Estados e Municípios, contam com a abnegação desses laboriosos profissionais do direito, que exercem seu mister com denodo e responsabilidade, cumprindo o que reza o texto magno da nossa Constituição da República, que a “A Advocacia Pública é indispensável à administração da justiça.”

Para citar um exemplo, de atuação eficaz, ocorrido ano passado, no âmbito da Advocacia-Geral da União, que é a Advocacia Pública Federal, foi exatamente a defesa, na justiça, da constitucionalidade do regime especial de regularização cambial e tributária (Lei Federal nº 13.254/16), conhecido como repatriação. Somente com essa medida, permitiu-se o ingresso de R$ 46,8 bilhões nos cofres públicos, ou seja, uma atuação que contribuiu para o equilíbrio das finanças do Estado.

O combate à corrupção também é um forte vetor da moderna atuação da advocacia pública, que conta com setores específicos de ajuizamento de ações de improbidade administrativa e de recuperação de ativos para o Estado, decorrentes de desvio de condutas e da malversação de verba pública.

Não bastassem as inúmeras ações e medidas, em todas as áreas do serviço público, saneamento, transporte, setor energético, saúde, educação, previdência, enfim, os advogados públicos sempre estão vigilantes, promovendo a segurança jurídica das ações estatais e das políticas públicas, em benefício, portanto, da própria sociedade.

Em apertada síntese, rendemos nossas sinceras homenagens aos advogados públicos, pelo transcurso do seu dia, desejando sempre reconhecimento constante e valorização permanente, pela sua relevante atividade.

*José Moaceny Félix Rodrigues Filho,

Advogado Público Federal no Ceará.

Junta Comercial do Ceará promove capacitação sobre registro digital de empresa

A Junta Comercial do Ceará vai inicia, na próxima segunda-feira, 11, a implementação de serviços exclusivamente digitais, tornando o registro de empresas no estado 100% digital. A informação é da presidente da autarquia, Carolina Monteiro.

Os processos de abertura, alteração e extinção de empresas, bem como a autenticação de livros, conforme as datas estabelecidas, passam a tramitar somente pelo meio virtual, facilitando para todo o cidadão do estado que deseja registrar seu negócio e tornando os procedimentos mais seguros sob aspecto jurídico.

Nesta quinta-feira, a Jucec está realizando capacitação para empresários e profissionais interessados em conhecer o sistema. O Registro Digital promete redução de custos com mobilidade e maior seguranças sob o aspecto jurídico, dificultando a realização de fraudes.

(Foto – Divulgação)

Juan Guaidó pede à Europa que intensifique sanções contra Maduro

159 1

O autoproclamado presidente venezuelano, Juan Guaidó, apelou hoje (7) à Europa a intensificar as sanções econômicas contra o regime de Nicolás Maduro, após a expulsão do embaixador da Alemanha no país.

“Os países europeus devem reforçar as sanções econômicas contra o regime. A comunidade internacional deve evitar que o dinheiro venezuelano seja utilizado para matar opositores do regime e povos indígenas”, defendeu em entrevista à revista alemã Der Spiegel.

Nessa quarta-feira (6), a Venezuela declarou “persona non grata” o embaixador da Alemanha em Caracas, Daniel Martín Kriener, a quem acusa de “recorrentes atos de ingerência” em assuntos internos, e deu ao diplomata 48 horas para sair do país.

À Der Spiegel, Guaidó reiterou que “condena veementemente” a decisão e pediu ao embaixador para ficar na Venezuela.

“A Venezuela vive sob uma ditadura e esta abordagem é uma ameaça para a Alemanha. Não é legítimo declarar um embaixador como indesejável”, considerou Guaidó, que agradeceu à Alemanha “a ajuda humanitária que prestou”.

Daniel Martín Kriener foi um dos embaixadores europeus que receberam, segunda-feira (4), no Aeroporto Internacional Simón Bolívar de Maiquetía, o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, que regressava de viagem a vários países da região.

“O regime não está apenas ameaçando verbalmente o embaixador, a sua integridade física também está ameaçada”, disse Guaidó.

(Agência Brasil com RTP)

Força de Intervenção Penitenciária ficará mais 45 dias no Ceará

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou por 45 dias o período de atuação dos agentes da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária no Ceará. Segundo a portaria ministerial nº 194, publicada no Diário Oficial da União de hoje (7), o novo prazo está em vigor desde 27 de fevereiro, quando expirou o primeiro período de atuação, estabelecido pela Portaria nº 66.

Tanto o envio dos agentes do grupo especial subordinado ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça, quanto a ampliação do prazo de atuação da equipe foram solicitados pelo governo estadual. O efetivo atua sob a supervisão dos órgãos de administração penitenciária e de segurança pública do Ceará, exercendo atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos.

O número de agentes da força federal que estão atuando no estado não foi confirmado. Em janeiro, em meio à série de ataques criminosos a ônibus, veículos particulares, estações de abastecimento de energia elétrica e outras instalações de todo o Ceará, o ministério deslocou 70 profissionais para o estado. Poucos dias depois, o próprio governador Camilo Santana (PT) defendeu a permanência não só dos agentes penitenciários, mas também do efetivo da Força Nacional de Segurança Pública por, no mínimo, mais 30 dias.

Reformulação

Por ocasião da primeira manifestação do governo cearense sobre a necessidade de prorrogação do prazo de permanência dos agentes penitenciários no estado, o Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou que estava estudando reformular a Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária.

Em nota, a pasta explicou que a proposta é que, em vez de ceder agentes penitenciários ao Depen episodicamente, para atender à necessidade de outras unidades da Federação, os governos estaduais passem a ceder os profissionais por um prazo mais amplo, predeterminado.

A ideia é que, enquanto estiverem cedidos, os profissionais fiquem diretamente subordinados ao ministério, que se encarregará de treiná-los e equipá-los como a um grupo federal, aos moldes da Força Nacional de Segurança Pública. Assim, o ministério poderá mobilizar os agentes penitenciários a qualquer momento, para auxiliar em caso de grave crise no sistema prisional dos estados.

(Agência Brasil)

Acrísio Sena: MP de Bolsonaro representa intervenção nos sindicatos

Do Facebook do deputado estadual Acrísio Sena (PT):

A MP 873, de 1o de março de 2019, publicada no Diário Oficial da União, em edição extra, propositadamente na véspera do Carnaval, altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e representa uma afronta à Constituição Federal, no seu inciso IV, artigo 8o, que assegura a livre organização dos sindicatos e o seu direito de fixar contribuições à sua categoria profissional.

O que se pretende é, na verdade, enfraquecer os sindicatos a partir do asfixiamento de suas finanças.

Como a pauta econômica de Bolsonaro e Paulo Guedes é recheada de medidas impopulares e ataques aos direitos trabalhistas, sobretudo a Reforma da Previdência, querem calar a voz das entidades e impedi-las de ir às ruas.

SERVIÇO

*Veja o que diz a MP 873 aqui.

(Foto – ALCE)

Bolsonaro, por que não te calas?

229 2

Da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta quinta-feira:

Líderes de partidos de centro e centro-direita do Congresso oscilaram entre a incredulidade e o deboche diante do vídeo obsceno e escatológico postado no perfil de Jair Bolsonaro, no Twitter, na terça (5). O presidente foi, primeiro, alvo de chacota. Depois, de cobrança.

No fim desta quarta (6), o saldo era amplamente negativo. Integrantes da cúpula do Parlamento avaliam que Bolsonaro está, aos poucos, ele mesmo, minando a credibilidade que tem para liderar mudanças estruturais.

A decisão do presidente de publicar o filme na rede que centraliza os anúncios de sua gestão foi alvo de debate. Deputados questionavam se a mensagem tinha mesmo sido escrita por Bolsonaro. Aliados de Carlos, o 02, trataram de dizer que ele estava longe do pai, em Florianópolis.

Dois ex-secretários de Comunicação da Presidência veem Bolsonaro replicando a estratégia eleitoral. “Na campanha, certos embates são permitidos, mas agora é diferente”, diz Márcio Freitas, que atuou na gestão Temer.

“Por mais que seja uma tática para manter inflado o grupo que o apoia, ele entrou numa seara complicada, a do debate abaixo da linha da cintura. E este é um cargo que se exerce sabendo que todos os dias você está fazendo história”, conclui Freitas.

Para Thomas Traumann, que integrou o governo Dilma, Bolsonaro quer a base em “estado de campanha permanente”. “Mas o momento não é o melhor. Há a reforma da Previdência, e esse discurso só reforça antipatias. Não há comunicação de governo. Há a do presidente.”

Aliados de Bolsonaro dizem que ele reconheceu que a postagem “não foi oportuna”. Esse grupo torce para que o episódio reforce o cuidado no manejo das redes.

(Foto – Agência Brasil)

Chove em mais de 80 municípios do Ceará

Choveu em 86 municípios cearense até as 9h30min desta quinta-feira, segundo boletim divulgado pela Funceme. Fortaleza registra pancadas de chuva, que exigem principalmente dos motoristas muita cautela no trânsito. Há pontos de alagamentos.

Confira as 10 maiores chuvas

Caucaia (Posto: Caucaia) : 80.6 mm

Amontada (Posto: Icarai De Amontada) : 77.0 mm

Caucaia (Posto: Sitios Novos) : 75.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Croata) : 74.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Sede) : 72.0 mm

Paracuru (Posto: Paracuru) : 69.4 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Santo Amaro) : 58.2 mm

Maracanaú (Posto: Maracanau) : 55.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Sao Goncalo Do Amarante) : 49.0 mm

Pentecoste (Posto: Casa De Pedra) : 45.0 mm

(Foto – Leitor do Blog)

Sucessão em Fortaleza – Carlos Matos, prefeiturável tucano, posa com o Papa

O ex-deputado estadual Carlos Matos está mesmo como um dos pré-candidatos do PSDB à Prefeitura de Fortaleza em 2020. Reafirmou, nesta quinta-feira, em entrevista ao O POVO, o deputado federal neotucano Roberto Pessoa.

Segundo Pessoa, o ex-parlamentar tem condições de disputar, porque, além de preparado tecnicamente, conta com bom trânsito na política, conhece os problemas não só de Fortaleza, mas do Estado como um todo, e detém a simpatia de movimentos da Igreja Catolíca.

Aliás, Carlos Matos foi o único político brasileiro escolhido para participar do encontro “Por uma nova geração de católicos latino-americanos na política”, promovido pela Academia de Líderes Católicos e pela Comissão Pontifícia para a América Latina, em Roma.

O curso teve início no dia 24 de fevereiro e foi concluído na ultima segunda-feira (4), com a palestra do Papa Francisco.

(Foto – Facebook)

Tasso e Chico Buarque enviam mensagem e Lula se emociona

1002 11

O ex-presidente Lula recebeu várias mensagens de solidariedade na prisão, após a mote do seu neto, Arthur.

Uma das que mais o emocionou foi a do senador tucano Tasso Jereissati (PSDB), informa a colunista Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo desta quinta-feira. Tradicional adversário do PT, Tasso manifestou solidariedade pelo momento trágico.

O senador José Serra (PSDB-SP) também enviou uma mensagem. Ele já tinha se manifestado pelo Twitter.

A colunista informa que  “além de Tasso, o senador José Serra (PSDB/SP), o cantor e compositor Chico Buarque e a namorada dele, Carol Proner, também escreveram uma carta para Lula.

(Foto – Agência Senado)

Reforma da Previdência – Fortaleza terá ato contra a proposta de Bolsonaro, avisa José Guimarães

306 2

Os movimentos sociais, as centrais sindicais e partidos de esquerda vão puxar no próximo dia 22, em Fortaleza, o primeiro ato contra a proposta da reforma da Previdência do governo Bolsonaro. A informação é do deputado federal José Nobre Guimarães, adiantando que esse protesto faz parte de uma estrategia nacional da oposição, que vai se repetir nas Capitais e em grandes cidades do País.

“No Ceará, fecharemos todos os detalhes, na semana que vem, período em que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara será instalada. Faremos protestos não só em Fortaleza, mas em algumas cidades do Interior”, adianta Guimarães.

O PT indicou Guimarães e Gleisi Hoffmann como membros da CCJ, por onde a reforma, intitulada Nova Previdência, iniciará sua tramitação.

O petista garante que a matéria, oriunda do Planalto, é nociva ao trabalhador, mas não explica o porquê de a Era PT no governo não ter feito esse dever de casa.

(Foto – Agência Câmara)

Um coronel à frente da Câmara Brasil-Portugal no Ceará

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta quinta-feira:

Um coronel deve assumir a Câmara Brasil-Portugal. Trata-se do coronel Wandocyr Romero, que encabeça chapa para eleição na instituição. O pleito está marcado para o dia 26 de março.

Desde novembro vem sendo discutida a formação de uma chapa única para a continuidade dos trabalhos da atual gestão, presidida por Armando Abreu. Os números de associados da Câmara Brasil-Portugal continuam aumentando e há ideias de uma integração maior com o Centro Internacional de Negócios da Fiec e outras instituições.