Blog do Eliomar

Últimos posts

Tasso diz que eleições viraram uma salada de partidos

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=N5qswFys5To&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=2[/youtube]

O candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, disse neste domingo (5) que há uma “salada de partidos” na preferência do eleitorado no Ceará.

“O prato que você quiser você vai encontrar. Pode encontrar Camilo e Tasso, Eunício e Mauro, pode encontrar Geovana e Aécio… está uma salada muito grande”.

Turistas justificam voto debaixo de sol “escaldante”

eleições 2014 votação turistas fortaleza

Um ônibus da Justiça Eleitoral foi disponibilizado neste domingo (5), na avenida Beira Mar, para que turistas pudessem justificar o voto. O problema é que o toldo que deveria aliviar o forte sol de Fortaleza não funcionou. O calor do meio-dia, acima dos 31°C, fez com que muitos turistas procurassem a sombra de postes e árvores nas proximidades.

(Foto: Paulo MOska)

Eunício afirma que “perspectivas são muito positivas”

126 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=mgOiD2uDn5E&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O candidato do PMDB ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, disse no início da tarde deste domingo (5), no Náutico Atlético Cearense, no bairro Meireles, que as perspectivas são “muito positivas”.

Acompanhado do candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, Eunício agradeceu a receptividade do cearense.

No dia da votação, outros “candidatos” também ganham com “assedio” ao eleitorado

mbulan

Em clima de votação, quem tenta faturar neste dia festivo não é só o candidato a cargo majoritário ou proporcional. Vários ambulantes aproveitam a data para ganhar um extra. São muitos vendendo todo tipo de produto: do sanduíche ao milho cozido.

Eleitores como José Marques aprovam esse tipo de assédio, enquanto ambulantes dizem que dá para faturar bem.

(Foto – Paulo MOsKa)

Eleição é momento de comemorar a democracia

Enquanto a votação prossegue em todo o País, uma reflexão que pode ser conferida no Editorial do O POVO deste domingo. Loas ao regime democrático, que resiste no Brasil. Confira:

No dia de hoje 141.824.607 brasileiros terão o direito – e também o dever – de comparecer às urnas para eleger os ocupantes do cargo de presidente, senador, governador de estado, deputado federal e deputado estadual. Esse número representa a parcela de eleitores entre os mais de 200 milhões de brasileiros, de acordo com os dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Para uma geração que nasceu, cresceu e se formou na democracia, o voto pode parecer um gesto ordinário, pois as eleições incorporaram-se solidamente ao calendário de efemérides do país. Porém, nem sempre foi assim. O período ditatorial (1964-1985) sonegou o direito de os brasileiros escolherem seus próprios governantes, entre outros interditos que caracterizam governos autoritários.

Sem a participação popular, o “milagre econômico” dos governos militares serviu a uns poucos, pois a receita era “fazer o bolo crescer para depois dividi-lo”, o que nunca ocorreu. Por fim, uma crise econômica e os movimentos pela democracia puseram abaixo o regime ditatorial, e o Brasil pôde ingressar em uma nova era, sob a égide das liberdades democráticas.

Foi a derrocada da ditadura e a ampla participação dos brasileiros na vida nacional, que levou, por exemplo, à política de estabilização da moeda e, na sequência, aos programas sociais que retiraram da miséria milhões de brasileiros, possibilitando a eles o mínimo necessário para uma vida digna.

Os governantes, confrontados pela pressão dos movimentos sociais, fiscalizados por uma imprensa livre, e submetidos a um poderoso mecanismo de cobrança – o voto – foram obrigados a responder às reivindicações da população, que passou a se expressar das mais diversas formas.

Pode-se até concordar com os críticos, que caracterizam a democracia como imperfeita, dizendo que é preciso mais qualidade na política e dos políticos, porém esse é um regime perfectível, diferente das ditaduras, que só tendem a piorar à medida que o tempo passa. No caso da democracia, a evolução é da essência do próprio regime, pois é na liberdade que se encontram os caminhos para a superação dos problemas.

Temos a comemorar o mais longo período democrático na história do país – que continue assim – e um povo cada vez mais consciente de seus direitos. Portanto, cada cidadão, ao escolher seu candidato, e depositar seu voto na urna, pode se orgulhar do país que está ajudando a construir.

Ex-vereador detido por compra de voto

Mais de 50 pessoas apreendidas na Polícia Federal até agora, a maioria delas por boca de urna. Houve ainda a apreensão de uma pessoa por compra de voto.

As primeiras informações dão conta de que seria um ex-vereador do município de Maranguape. Ele estaria com R$ 900 e santinhos de candidatos.

O ex-vereador deve responder a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), que será encaminhado posteriormente ao Tribunal Regional Eleitoral.

(O POVO Online / Eleições 2014)

17 detidos e dois carros apreendidos por boca de urna em Fortaleza

17 pessoas já foram detidas em flagrante na manhã deste domingo (5) pelo crime de boca de urna em Fortaleza. As apreensões foram feitas pela Polícia Federal. A maioria das irregularidades envolve distribuição de santinhos e adesivos de candidatos em espaços de votação da Capital.

Até agora, maioria dos detidos integra coligação de Camilo Santana (PT) ao governo. Uma mulher, por exemplo, foi detida distribuindo santinhos do candidato em uma praça do Jangurussu.

Além disso, a Polícia Federal apreendeu dois veículos, uma caminhonete Pajero e um veículo de pequeno porte, que carregavam grande quantidade de material de campanha de candidatos.

Os detidos estão sendo levados para a superintendência da Polícia Federal em Fortaleza. Advogados das coligações de Eunício Oliveira (PMDB) e Camilo Santana estão de plantão no local.

(O POVO Online / Eleições 2014)

Comando da greve dos bancários orienta pelo fim do movimento

“Após receber nova proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), o Comando Nacional dos Bancários divulgou orientação à categoria para que encerre a greve. A paralisação começou no último dia 30. Ao todo, 10.355 agências e centros administrativos nos 26 estados e no Distrito Federal aderiram ao movimento.

Por meio de nota, o comando informou que, na nona rodada de negociação da Campanha 2014, a Fenaban aumentou o índice de reajuste de 7,35% para 8,5% (aumento real de 2,02%) nos salários e demais verbas salariais; de 8% para 9% (2,49% acima da inflação) nos pisos; e de 12,2% no vale-refeição.

Ainda segundo o comunicado, os bancos também vão incluir na Convenção Coletiva o compromisso de que o monitoramento de resultados ocorra com equilíbrio, respeito e de forma positiva para prevenir conflitos nas relações de trabalho. “Trata-se de mais um passo no combate às metas abusivas, que tem provocado adoecimento e afastamento de bancários”, avaliou o comando.

Outra mudança citada pela categoria é que a cobrança de metas passará a ser proibida não somente por mensagem de celular, mas também por qualquer outro tipo de aparelho ou plataforma digital.”

(Agência Brasil)

Aílton Lopes já votou. Com direito a discurso

tonn

O candidato a governador pela Frente de Esquerda Socialista, Ailton Lopes (PSOL), já votou. Foi por volta das 9 horas desta manhã, no Instituto Federal do Ceará (IFCE), no bairro Benfica. Com ele, a militância e apoiadores da Frente, além da candidata ao Senado da chapa, Raquel Dias, e o candidato a vice-governador, Benedito Oliveira.

Ailçton quase discursou na ocasião:”Pautamos um outro modelo de desenvolvimento econômico para o estado do Ceará, que dialogue com a realidade de estar inserido no semiárido nordestino, numa região de extrema escassez, e que respeite a natureza, os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras, povos originários, comunidades tradicionais, indígenas, quilombolas, negros e negras, mulheres, juventudes, crianças e adolescentes, pessoas com deficiências, idosos, LGBTs, entendendo que estes e estas sofrem diversas opressões e é necessário que o Estado esteja dirigido para atender com um conjunto de políticas sociais. Nesse sentido, ele não pode ser apropriado pelos interesses de empreiteiras ou de outras grandes empresas que normalmente financiam as campanhas para obter benesses”.

(Foto – Divulgação)

Em Quixadá e Ipu, a votação ocorre sem problemas

O clima é de tranquilidade no Interior cearense. Em cidades como Quixadá e Ipu, segundo alguns correspondentes, o quadro não registra problemas maiores. A fiscalização por pate da Polícia Militar nesses municípios é rígida.

Em Ipu, alguns eleitores que usavam mesma camisa de um candidato a governador formando grupos em manifestação, foram orientados a não fazer aglomeração.

Mudança em seções eleitorais gera problemas em Fortaleza

Cerca de 200 mil eleitores fortalezenses estão enfrentando problema nesta manhã de votação. Houve mudança em algumas seções. No Ceará, são 123 zonas eleitorais, das quais 13 na Capital.

O TRE reforçou suas equipes para informar sobre mudanças. Alguns eleitores da Escola de Ensino Fundamental e Médio Santo Afonso, na Parquelândia, passaram por esse problema.

Na maioria dos locais de votação, o clima é de tranquilidade na Capital, mas no entorno é muita sujeira. São os santinhos dos candidatos tentando comover o eleitorado indeciso.

DETALHE – O fone 148, do TRE, está constantemente ocupado.

Antes da votação, o momento da oração

missa

O eleitor cearense, como muitos brasileiros, aproveitou o começo deste domingo do voto para cumprir uma outra obrigação: ir à missa. Pois é, teve gente que disse que ali pediria pelo Brasil e por um pleito de tranquilidade.

A dona de casa Nadir Batista, moradora do São Gerardo, por exemplo, disse que o Brasil precisa de paz e de novos dirigentes que possam enfrentar a onda da violência.

O professor Domingos Pontes, morador da Parquelândia, que foi à missa na Igreja de Santo Afonso, afirmou estar certo de que os próximos dirigentes terão o papel fundamental de enfrentar as desigualdades que continuam, apesar de ver avanços nos últimos 10 anos.

(Foto – Paulo MOska)

Dilma já votou

ddd

“A presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, votou por volta das 8h45 de hoje (5) na Escola Estadual Santos Dumont, na Vila Assunção, zona sul de Porto Alegre. Ela estava acompanhada do candidato à reeleição ao governo estadual Tarso Genro, que vota no mesmo local, e do candidato ao Senado, Olívio Dutra. Ela cumprimentou os mesários e fez o V da vitória.

Mais cedo, Dilma tomou café da manhã com aliados políticos em um hotel no centro da capital gaúcha. Ela disse que não considera a hipótese de ganhar no primeiro turno e sempre trabalhou com a possibilidade de disputar o segundo turno. Dilma preferiu não indicar quem prefere enfrentar no segundo turno, porque isso seria “desrespeitoso”.

Dilma embarca ainda nesta manhã para Brasília, onde acompanha a apuração dos votos.”

(Agência Brasil)

Procurador eleitoral lamenta tanta briga judicial em busca do poder a qualquer custo

romuloconcrado

Eis uma reflexão do procurador regional eleitoral, Rômulo Conrado, sobre estas eleições. Ele lamenta a peleja no âmbito judicial, onde candidatos demonstram a intenção de alcançar o poder a qualquer custo.Confira:

As eleições de 2014 representam a primeira oportunidade na qual se verifica a aplicação da Lei da Ficha Limpa para as eleições gerais. A norma é uma exigência da sociedade, posto que não se pode admitir que políticos com máculas venham a participar do pleito. Sua efetividade depende de compromisso das instituições com essa cláusula de moralidade.

Temos assistido a uma forte disputa judicial entre os candidatos com maior representatividade, os quais têm aderido a uma linha de menor exposição de propostas, partindo para ataques pessoais, dificultando que o eleitor possa formar convicção sobre seu voto.

Tramitam perante a Procuradoria Regional Eleitoral vários procedimentos investigativos apurando situações de abuso de poder político, econômico e condutas vedadas aos agentes públicos, demonstrando a intenção de alcançar o poder a qualquer custo, com franco prejuízo ao equilíbrio da disputa.

(Reflexão no O POVO deste domingo)

Eleição para governador deve ser definida em 13 Estados logo no primeiro turno. Ceará é dúvida

camileuni

Camilo Santana (PT) X Eunício Oliveira (PMDB)

A eleição para governador deverá ser decidida logo no primeiro turno em 13 Estados, segundo preveem as mais recentes pesquisas de intenção de voto divulgadas entre a última quinta-feira (2) e este sábado (4), véspera da eleição. No maior colégio eleitoral do país, São Paulo, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) deve conseguir a reeleição. O mesmo deve ocorrer no Paraná, onde o governador Beto Richa (PSDB) tem mais de 50% dos votos válidos.

Em Minas Gerais, o ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Fernando Pimentel (PT) pode pôr fim a 12 anos do governo do PSDB no Estado.

Segundo as pesquisas, os candidatos que têm mais de 50% das intenções de voto são Renan Filho (PMDB), em Alagoas; Eduardo Braga (PMDB), no Amazonas; Paulo Hartung (PMDB), no Espírito Santo; Flavio Dino (PC do B), no Maranhão; Pedro Taques (PDT), no Mato Grosso; Paulo Câmara (PSB), em Pernambuco; Wellington Dias (PT), no Piauí; Raimundo Colombo (PSD), em Santa Catarina; Jackson Barreto (PMDB), em Sergipe; e Marcelo Miranda (PMDB), no Tocantins.

Em outros três Estados – Acre, Ceará e Rio Grande do Norte–o primeiro colocado nas pesquisas está com metade dos votos válidos, o que torna difícil prever se a disputa será decidida neste domingo (5) ou irá para o segundo turno.

(Portal Uol)

Eleições 2014 – Mais de 142 milhões de eleitores vão às urnas neste domingo

Um total de 142.822.046 deve ir às urnas neste domingo em clima de eleições gerais. Houve, segundo a Justiça Eleitoral, um crescimento de 5,2% em relação aos 135.804.234 eleitores inscritos em 2010. O número é considerado recorde. Além da Presidência, estão em jogo nas eleições deste ano os cargos de 27 governadores das unidades federativas, 27 cadeiras do Senado, 513 vagas de deputado federal e mais de mil cadeiras de deputado estadual. No Ceará, são mais de 6 milhões de eleitores indo às urnas.

São quase 25 mil candidatos no país, incluindo os postulantes aos cargos de vice-presidente, vice-governador e à suplência de senador. A maior parte – quase 17 mil – disputa uma vaga de deputado estadual.

A presidente Dilma Rousseff (PT) busca a reeleição e lidera as pesquisas de intenção de voto.  O senador mineiro Aécio Neves, candidato do PSDB, aparece pela primeira vez numericamente à frente de Marina Silva (PSB), mas, considerando a margem de erro, Aécio e Marina estão tecnicamente empatados, segundo os últimos levantamentos do Ibope e do Datafolha. Se o tucano não for ao segundo turno, o PSDB terá seu pior resultado em disputas presidenciais desde 1989.

(Portal Uol)