Blog do Eliomar

Últimos posts

Copa com 13º salário no bolso

Da Coluna Vertical, no O POVO desta terça-feira (22):

O secretário do Planejamento e Gestão do Estado, Eduardo Diogo, anuncia: o governo estadual vai pagar em junho, antes do início da Copa do Mundo, a metade do 13º salário dos cerca de 136 mil servidores, entre ativos e inativos. O desembolso será da ordem de R$ 320 milhões e contribuirá, segundo o titular da Seplag, para “aquecer ainda mais o mercado nesse período de festa” em que Fortaleza mergulhará, por conta da competição.

“O detalhe desse pagamento é que virá sem desconto do Imposto de Renda, o que só faremos nos 50% restantes, que pagaremos em dezembro próximo”, acentuou Eduardo Diogo. O período do pagamento será divulgado nesses dias.

Pais são principais responsáveis por violações aos direitos da criança

Levantamento feito com dados dos conselhos tutelares de todo o país revela que pais e mães são responsáveis por metade dos casos de violações aos direitos de crianças e adolescentes, como maus-tratos, agressões, abandono e negligência.

Os números retirados do Sistema de Informações para a Infância e Juventude, do governo federal, apontam 229.508 casos registrados desde 2009, sendo que, em 119.002 deles, os autores foram os próprios pais (45.610) e mães (73.392).

O levantamento, baseado em informações de 83% dos conselhos tutelares brasileiros, mostra também que os responsáveis legais foram autores de 4.403 casos, padrastos tiveram autoria em 5.224 casos e madrastas foram responsáveis em 991.

(Agência Brasil)

Pão poderá sofrer novo reajuste

O aumento no preço de um dos dois principais insumos do pão, a energia elétrica, deverá ser o responsável pelo reajuste no preço do pãozinho nosso de cada dia, segundo admite o presidente do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria Ceará, Lauro Martins, durante entrevista à jornalista Neila Fontenele na tarde desta segunda-feira (21), na rádio O POVO/CBN.

Segundo o dirigente, a energia elétrica influencia fortemente no preço do pão, poisé o segundo insumo depois do trigo, que é importado. O dirigente não precisou o período do reajuste, tampouco o índice. Tudo será avaliado em reuniões, pois há possibilidade também de a Federação das Indústrias do Estado vir a questionar o reajuste concedido pela Aneel para a Coelce.

Oficiais de justiça farão ato público pela isonomia salarial

O Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado anuncia a realização, no próximo dia 30, a partir das 10 horas, em frente ao Palácio da Justiça, de ato público.

 O objetivo, segundo a diretoria do Sindojus/CE é cobrará das presidências do Poder Judiciário e, principalmente, da Assembleia Legislativa a aprovação do projeto que assegura isonomia salarial do pessoal do Interior com os que trabalham na Capital.

Há distorções nessa área, de acordo com a entidade.

 

Raimundo Gomes: Inflação só está sob controle no bolso de Dilma

100 3

raimundo gomes

Essa é do deputado federal tucano Raimundo Gomes de Matos, ao ser indagado sobre afirmação da presidente Dilma Rousseff garantindo que a inflação está sob controle:

“Só de for no bolso dela!”

Para Gomes de Matos, a inflação voltou e pode ser constatada, mensalmente, por qualquer cidadão que faça o seu mercantil. Ele lamenta que, ao invés de enfrentar o problema, o governo federal não corte despesas como sustentar 39 ministérios.

FMF 2014 – “Anjinho” é uma das atrações

anjinho

O ator Lucas Mavacini, que fez o papel de “Anjinho” na novela Amor à Vida, da Globo, está entre atrações da 34ª edição da Feira da Moda de Fortaleza, que terá início nesta terça-feira, a partir das 8 horas, no Maraponga Mart Modas.

Ele participará, na programação, da sessão de desfiles da FMF, sempre a partir da 18 horas. O evento prosseguirá até sábado.

Secult promove Dia Nacional do Chorinho

O dia 23 de abril marca o nascimento de Alfredo da Rocha Vianna Filho, o Pixinguinha, é também o Dia Nacional do Choro. Para comemorar a data de uma forma bem cearense, destacando a efervescente cena chorona em nosso Estado, a Secult preparou uma programação especial para quarta-feira (23), unindo música, debate e fotografia e arregimentando alguns dos grandes chorões, de diferentes gerações, em atividade na nossa cena musical. Incluindo homenagens especiais a grandes nomes do choro, como o bandolinista cearense Macaúba.

A programação, com entrada franca, tem início no Teatro Carlos Câmara (rua Senador Pompeu, 454, Centro), a partir das 15 horas, com o debate “Chorinho e sua história no Ceará”, contando com o jornalista e radialista Nelson Augusto; com o pesquisador Miguel Ângelo de Azevedo, o Nirez; e com Paulo Madeira.

Às 17 horas será exibido um documentário sobre o bandolinista Macaúba, um dos maiores nomes da cena chorona cearense. Às 17h30min acontece a abertura de uma exposição fotográfica em homenagem a Macaúba, que permanecerá no saguão do Teatro Carlos Câmara. A partir das 18h acontecem as homenagens a espaços importantes para o chorinho na capital cearense: o Bar do Arlindo, a casa cultural Kukukaya e o programa “Brasileirinho”.

(Secult)

Presidente do PT de Fortaleza aposta em renovação nas casas legislativas

65 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=r3TUtzHT3Us[/youtube]

O Partido dos Trabalhadores reforça seus nomes para a disputa por vagas na Assembleia Legislativa e no Congresso. O presidente do partido em Fortaleza, Elmano de Freitas, aposta em renovação nas casas legislativas, principalmente depois das manifestações populares que cobraram mais ética na política.

Elmano de Freitas anuncia que é candidato a deputado estadual e que a ex-prefeita Luizianne Lins, se não entrar na disputa por cargo majoritário, postulará mesmo vaga à Câmara dos Deputados.

Ivens Dias Branco entre homenageados com Troféu Otacílio Correia

foto 130818 ivens dias branco

O empresário Ivens Dias Branco, controlador do Grupo M. Dias Branco, é um dos homenageados da festa dos 72 anos de fundação do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Ceará.

O evento ocorreráa na próxima sexta-feira, às 20 horas, no Buffet Athénée.

Ivens Dias Branco receberá o Troféu Otacílio Correia, ao lado de outros dois homenageados. São eles: Arcelino Lima, vice-presidente da AMC, e o governador Cid Gomes.

Curador paulista cobra cachês de evento ocorrido há 5 meses em Fortaleza

87 9

O curador paulista e jornalista Kil Abreu apela para o Blog para honrar cachês acordados no Festival de Teatro de Fortaleza, que ocorreu em novembro do ano passado. Confira:

Caro Eliomar,

Peguei seu endereço eletrônico no seu Blog. Meu nome é Kil Abreu. Sou jornalista, crítico e curador de teatro, moro em São Paulo. Em meados do ano passado fui convidado pela Secretaria de Cultura de Fortaleza para prestar serviço de curadoria ao Festival de Teatro de Fortaleza (IX Edição), que se realizaria – como de fato aconteceu – em novembro de 2013. A tarefa a mim confiada foi selecionar espetáculos teatrais de fora do Ceará para compor a programação do Festival, que se articulou em torno do tema “O Teatro e a Cidade”.

Como se pode verificar, malgrado as estruturas e condições ruins de produção oferecidas aos artistas convidados, o Festival se realizou a contento, com apresentações nos teatros, nas ruas e em espaços não convencionais, como se noticiou amplamente naquele momento. Além dos espetáculos foram realizadas ações de formação envolvendo grupos de fora de Fortaleza, bem como grupos cearenses, oferecidas aos artistas locais e à população em geral. Todas estas atividades ensaiaram um bom momento de aproximação do teatro com a cidade e os seus cidadãos e poderiam significar uma boa sinalização da Prefeitura na direção de uma arte pública e cidadã.

Entretanto, passados cinco meses (o Festival aconteceu de 23 a 30 de novembro), os grupos de teatro convidados, bem como os críticos que escreveram sobre os trabalhos e o curador permanecem sem receber os cachês acordados. E, pior: depois de reiteradas tentativas de esclarecimentos junto à Secultfor, o que resta é um constrangedor e inexplicável, antiético silêncio. A única resposta remete ao fato de que o processo de pagamento foi enviado à Secretaria de Finanças do Município, que por sua vez não responde e também não explica o atraso, a sistemática dos pagamentos, nem projeta datas para quitar a dívida.

Venho agora publicizar esta situação porque creio que ela ultrapassou todos os limites da falta de respeito com os artistas que se dispuseram a ir ao Ceará de boa fé; mas, não só: a atitude de “lavar as mãos”, adotada pela Secretaria de Cultura do município é preocupante porque anuncia, justo no órgão responsável pelo fomento da arte e do acesso cidadão, uma política despreparada e amadora, que não cumpre os acordos com a sociedade.

Devo dizer que os grupos que estão agora à mercê de um calote da Prefeitura de Fortaleza são companhias muitas delas com visibilidade e carreira internacional e todas, sem exceção, têm lugar de destaque no cenário teatral contemporâneo brasileiro.

Sem ter mais para onde avançar na tentativa de diálogo e esclarecimento junto à Prefeitura de Fortaleza e à Secultfor, nos dirigimos agora à Imprensa cearense e aos órgãos de Justiça competentes, na esperança de que possam corrigir (no caso da justiça) ainda que pontualmente, a má gestão da Cultura; e possam informar sobre o ocorrido (no caso da Imprensa), para que se dê visibilidade sobre como se está gerindo as atividades culturais na cidade. Creio que se trata não só do reclamo por pagamentos atrasados como também um serviço de utilidade público relacionado ao direito à informação que os cidadãos têm.

Procurador-geral de Justiça espera concluir concurso público em maio

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=OavLQAYrDxw[/youtube]

O procurador-geral de Justiça do Estado, Ricardo Machado, espera concluir em maio o concurso público que quer contratar mais servidores para o órgão.

Ele diz que houve muito entrave burocrático durante o certame e adianta que há uma lei na Assembleia Legislativa tramitando e que visa a correção de distorções na área.

Segurança pública, Justiça e sistema penal

Em artigo no O POVO desta segunda-feira (21), o agente penitenciário Edmar Santos avalia o papel do sistema penitenciário. Confira:

Os sistemas de controle da violência social deveriam trazer o infrator devidamente investigado e preso; devidamente processado e julgado; e em sendo condenado, eficientemente tratado e recuperado para o regresso à sociedade. Então, a que se deve esse fenômeno do aumento da violência? Desde sua gênese a prisão é tida com um mal necessário. Segundo identifica Foucault, “conhecem-se todos os inconvenientes da prisão, e sabe-se que é perigosa quando não inútil. E, entretanto, não vemos o que por em seu lugar. Ela é a detestável solução, de que não podemos abrir mão”. Essa espécie de conformismo social gerou o que podemos chamar de uma forçosa amnésia coletiva, visando esquecer-se da prisão e das pessoas sobre sua custódia.

Dostoiévski nos alerta que “não há dúvida de que o delinquente, ao rebelar-se contra a sociedade, a odeia e quase sempre considera a si mesmo inocente e a ela culpada”. Porque quando o individuou for preso mal (segurança pública), punido mal (Justiça), trabalhado e recuperado mal (presídios), tem ainda mais degenerado o seu sentido de pessoa, cidadão de direitos e deveres.

Nietzsche diria, “é inútil, não se esquece quando se quer esquecer”. E segue admirando-se: “que coisa estranha nossa maneira de punir. Não purifica o criminoso, não é uma expiação: pelo contrário, suja mais que o próprio crime.” Seguindo a lógica da advertência filosófica, ao retornar, o criminoso, ainda mais “sujo”, nos relembra através da reincidência criminosa que não é possível esquecê-los. Por essa atitude social de esquecimento, os governos se acreditam legitimados a adotarem as prisões como mero mecanismo de controle da pobreza, ou como leciona Loïc Wacquant em A prisão da miséria.

Para Nietzsche “devemos mudar nossa maneira de ver para chegar finalmente, talvez demasiado tarde, a mudar nossa maneira de sentir”. O sistema penitenciário deve ser visto não como mero acessório da justiça, ou apêndice da segurança pública, mas sentido como um ente que influencia na problemática social, proporcional ao que lhe é investido pelo poder público e participado pela da sociedade civil. Talvez assim, conseguiremos parar com esse ciclo de erros que potencializam o crime e proliferam criminoso.

Candidatura de Izola Cela começa a ganhar corpo no Pros

85 2

izoldacela

Há parlamentares do Pros considerando viável o nome da ex-secretária estadual da Educação, Izolda Cela, para o Governo do Estado. O deputado federal Antonio Balhmann aprovou. O deputado estadual Sérgio Aguiar vibrou.

No Pros, ainda trabalham para sair candidato com apoio de Cid Gomes o vice-governador Domingos Filho, o presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque, e o ex-ministro Leônidas Cristino.

Os “Tiradentes” deste Brasil da contemporaneidade

Com o título “Tiradentes – momento para reflexões”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira. Vale a pena conferir:

O País comemora hoje o Dia de Tiradentes, considerado Patrono Cívico do Brasil, em meio a circunstâncias que nos fazem refletir sobre os momentos pelos quais estamos passando. Líder da Inconfidência Mineira, movimento que pretendia libertar o Estado de Minas Gerais do domínio colonizador de Portugal, Joaquim José da Silva Xavier iniciou sua luta que o tornou herói nacional a partir do questionamento sobre os altos impostos cobrados pela metrópole.

O destino desse questionamento pontual, todavia, levou o movimento liderado por ele a assumir proporções maiores, no sentido mesmo de libertar o Brasil de Portugal. O objetivo idealizado não se concretizou, e traído, Tiradentes foi preso e enforcado no dia 21 de abril de 1792 no Rio de Janeiro. Mesmo sendo derrotado em seu intento, o legado deve ser exaltado, no sentido de a partir da Inconfidência Mineira ter sido despertada nos brasileiros a perspectiva de nação.

É importante que isso seja destacado sempre como feito a ser reverenciado, principalmente quando estamos diante de situações que a cada dia nos vulnerabilizam como nação. Infelizmente, o Brasil enfrenta onda de pessimismo que chega a preocupar. Não só em relação aos problemas com os quais temos que conviver cotidianamente, mas também quanto a dúvidas sobre a capacidade dos poderes constituídos apresentarem soluções para essas mazelas.

Ao mesmo tempo, vimos ano passado os protestos que chamaram a atenção para o descontentamento quanto a forma como os problemas surgem sem que apareçam respostas para essas demandas. Assim, parece que se começa a despertar contra o que já havíamos nos acostumado, como por exemplo, um sistema de saúde deficiente, educação de baixa qualidade, e a violência e o caos na mobilidade urbana que tomaram conta das cidades. Tudo isso exige soluções imediatas diante das demandas da sociedade que crescem exponencialmente. No dia em que comemoramos a data dedicada ao Patrono Cívico do Brasil, seria bom que pensássemos o que estamos, de fato, querendo para o futuro de nosso país.

Cid Gomes completará 51 anos

77 1

Cid-Gomes2

O governador Cid Gomes (Pros) só voltará ao Ceará no próximo fim de semana. No domingo, aliás, ele completará 51 anos.

Como disse estar se tratando numa clínica – não revelou local, deverá gostar de receber, como presente, votos de saúde, muita saúde.