Blog do Eliomar

Últimos posts

Cid compara início da campanha ao jogo Brasil x Chile, tenso e com baixaria

91 11

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=ZP_z8TOc7RU[/youtube]

Cid falando via telão para eleitores que não conseguiram entrar no no ginásio.

Para o governador Cid Gomes, a campanha eleitoral deste ano no Ceará vai “tensa e no estilo “do pescoço para baixo é canela”. Essa foi a essência do discurso dele, na manhã deste domingo (29), durante a convenção que homologou Camilo Santana (PT) como candidato da aliança do Pros.

Cid Gomes fez uma comparação da campanha que virá com o jogo recente do Brasil contra o Chile, que foi difícil no começo, mas resultou na vitória de quem merecia ganhar.

Cid, em vários momentos, criticou “o lado de lá”, ao se referir ao candidato a governador pelo PMDB, senador Eunício Oliveira. Disse que o postulante reunia os ricos e muitos que usaram a política para se enriquecer. Ele assegurou que sairá do Governo sem ter aumentado um real seu patrimônio pessoal.

Garantiu que Lula e Dilma vão estar no palanque de Camilo. Cid fez discurso sentado à barda do palanque e bebendo água. Disse que era para atender recomendações médicas. Ele não se esqueceu de agradecer aos demais governamentáveis do Pros, Citou cada um e,  em especial, falou da grande amizade que tem com o seu vice-governador Domingo Filho. O vice ali compareceu com o filho, deputado federal Domingos Neto.

Recusa de prisão domiciliar evitou humilhação de Barbosa

85 8

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (29):

A aprovação por 9×1 do recurso de José Dirceu foi uma derrota arrasadora do presidente do STF, Joaquim Barbosa, ficando comprovado o direito inequívoco do apenado. Já a recusa de prisão domiciliar, por motivo de saúde, a José Genoíno (8×2) está sendo entendida como uma manobra para evitar a humilhação total de Barbosa e a consagração do advogado que o peitou diretamente (embora nesse caso o defensor representasse o senso correto de justiça). Foi sua atitude corajosa que deixou o rei totalmente nu e provocou a reviravolta.

O parecer do procurador geral já havia sido favorável a Genoíno. Seja como for, a justificativa de Barroso não se sustenta, é medrosa e sem grandeza. Basta ver que o juiz Lalau (esse, sim, um corrupto comprovado) teve a prisão domiciliar reconhecida por questão de saúde (para citar só um caso). Ademais, Genoíno não pode pagar pelas mazelas do sistema carcerário brasileiro. É um absurdo.

Domingos Filho estaria fora da chapa majoritária encabeçada por Camilo Santana

222 2

foto camilo convenção

Camilo Santana para governador, Inácio Arruda para vice-governador e Leônidas Cristino para senador. Esta é a chapa que “acordou” neste domingo (29), a ser anunciada logo mais na convenção do Pros, no ginásio da Faculdade Ari de Sá, no Centro.

Segundo o O POVO, a chapa que “dormiu” nesse sábado (28) foi Camilo Santana para governador, Zezinho Albuquerque para vice-governador e Mauro Filho para senador.

Tanto a chapa que “dormiu”, como a chapa que “acordou”, deixaram o vice-governador Domingos Filho sem cargo. Até o momento, o vice-governador não seria candidato nas eleições de outubro. Teria a promessa de concorrer ao TCM. Mais uma promessa.

(Foto: Paulo MOska)

Definições políticas: ou vai ou racha

Da Coluna Alan Neto, no O POVO deste domingo (29):

Águas divididas, quadro definido, a partir de agora jogo da sucessão sobe de temperatura.

Definição do trio, Eunício, Tasso, Roberto Pessoa, que Cid não queria que acontecesse. Sem ter pra onde correr, Eunício resolveu mudar o rumo da prosa, mesmo que provoque a ira do Planalto. Provocará?

Consta que Lula não gostou, prometeu vir ao Ceará subir no palanque de Cid. Liguem os fios.

Coligação PMDB, PSD, PR, mesmo juntando água e óleo, em eleição o que importa é vencer. Os meios que se lixem e explodam.

Tudo que Tasso queria, aconteceu. Montar palanque forte pra Aécio, principal adversário de Dilma. Essa costura fina foi toda dele. Hesitação de Cid deixando pra anunciar candidato no último round, perdeu tempo, sofreu pressões, desmaiou de novo.

Moradores da Parquelândia são “saudados” com obra em horário irregular

foto obra parquelândia

Uma obra na rua Amadeu Furtado, no bairro Parquelândia, entre as ruas Padre Guerra e Dom Manuel de Medeiros, “saudou” neste domingo (29) os moradores da área com barulho em pleno horário das 6h30min.

Além da obra ter iniciado em horário irregular, hoje é domingo. A fiscalização, claro, está dormindo. Afinal, ninguém é de ferro. É disso que se aproveitam os perturbadores do sagrado direito ao sono da população.

TRE/CE aborda eleições deste ano na terça-feira

84 1

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará reunirá na terça-feira (1º), em Fortaleza, juízes e servidores de 78 zonas eleitorais, da capital e interior do Estado, para tratar da organização das Eleições 2014.

A reunião, coordenada pela Presidência do TRE-CE, terá início às 9 horas, no auditório da ESMEC (Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará), que fica na rua Ramiro Maranhão do Vale, nº 70, Água Fria. O evento contará com a participação da Corregedoria Regional Eleitoral, Secretaria de Tecnologia da Informação, Secretaria de Gestão de Pessoas e Ouvidoria Regional Eleitoral. No encontro, serão repassadas aos juízes eleitorais e servidores as informações estratégicas para a realização dos trabalhos eleitorais nos diversos setores da Justiça Eleitoral que dizem respeito aos preparativos do pleito.

Durante a reunião com os juízes e servidores serão abordados os seguintes temas: treinamento de mesários; programas de infraestrutura e logística de Tecnologia de Informação; regras para serviço extraordinário; indicadores da Ouvidoria; propaganda eleitoral; crimes eleitorais e poder de polícia.

(TRE/CE)

Copa 2014 – Fifa recua e vai aguardar Dilma sobre entrega da taça

A Fifa voltou atrás sobre quem vai entregar a taça para o vencedor da Copa do Mundo 2014. A federação tinha anunciado nessa sexta-feira (27) que a presidente Dilma Rousseff faria a entrega, porém, disse agora que vai aguardar a decisão da própria governante.

Deila Fischer, porta-voz da entidade, disse que Dilma foi convidada para participar da premiação, mas ainda não há confirmação. “A tradição é que o presidente da Fifa e o chefe de Estado do país-sede do mundial entreguem o troféu . No entanto, caberá à presidente a decisão se ela irá aceitar o convite feito pela Fifa”, disse em nota.

Alvo de vaias na abertura do Mundial de futebol, no Itaquerão, a presidente do Brasil tem participado bem pouco de eventos referentes à Copa. No dia 12, abertura do evento, ela abriu mão do discurso que faria, na partida entre Brasil e Croácia.

(O POVO Online)

Na marca do pênalti, Brasil vem para Fortaleza

122 2

O Brasil avançou às quartas-de-final da Copa do Mundo, na tarde deste sábado (28), no Mineirão, ao vencer o Chile em cobranças de pênaltis, por 3 a 2. O Brasil desperdiçou duas cobranças, com Willian e Hulk. No tempo normal, empate em um gol, com o zagueiro David Luiz abrindo o placar para o Brasil e Alexis Sánchez empatando para o Chile, ambos no primeiro tempo.

Com o resultado, o Brasil vem para Fortaleza, onde na sexta-feira (4) enfrentará na Arena Castelão o vencedor de Colômbia e Uruguai, que jogam logo mais no Maracanã.

A equação do palanque de oposição

94 1

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (28), pelo jornalista Érico Firmo:

Eunício Oliveira (PMDB) representa o maior partido da base de Dilma Rousseff (PT) a ter candidato próprio a governador no Ceará, mas isso não foi suficiente para atrair para ele a simpatia da maior parte das legendas que apoiam o Governo Federal. Do outro lado estava o Governo do Estado, que sempre costuma ser argumento dos mais convincentes na hora de fechar coligações. Assim, restou a ele se abrigar na oposição. Terá consigo PSDB, PR, DEM. Siglas cujo espaço no Estado não é dos mais significativos, mas que têm bancadas bem consideráveis na Câmara dos Deputados. Ou seja, junto com o PMDB, garantem um tempo de rádio e televisão bem razoável.

Mas toda essa acomodação é um tanto complexa. Há relatos contraditórios sobre os acertos em Brasília, que envolveram Aécio Neves (PSDB) e Agripino Maia (DEM). Há quem sustente que o acordo seria para o candidato peemedebista a governador apoiar exclusivamente o tucano para presidente. Ao que tudo indica, se houve tal sinalização, ela não ficou bem clara e dificilmente será cumprida ou levada ferro e fogo.

Por um lado, foi Aécio quem articulou, com dirigentes nacionais aliados seus, para tirar Eunício do isolamento. Porém, a ascensão política do peemedebista ao primeiro escalão de Brasília foi toda atrelada ao grupo do ex-presidente Lula, de quem foi ministro, e da presidente Dilma. O acerto se dá pelos interesses nacionais do PSDB e pelo foco local do PMDB. Na prática, não se deve esperar do peemedebista e dos candidatos a deputado, por exemplo, que quebrem lanças por Aécio.

Outra complicação é relativa aos entendimentos que Eunício vinha mantendo para que Lula e Dilma fiquem longe do palanque no Ceará. Ao se aproximar de Aécio, dá argumento para que ambos subam no palanque do Pros. Não há caminho fácil e o candidato do PMDB deve ter calculado bem perdas e ganhos ao traçar sua rota.

O alerta de Carvalho e a viseira do PT

109 1

Em artigo no O POVO deste sábado (28), o jornalista Luiz Henrique Campos comenta da omissão de assessores em alertar governantes dos erros. Confira:

O pior amigo, seja companheiro de trabalho, ou qualquer pessoa próxima, é aquele se ocupa única e exclusivamente de bajular, escamoteando os erros como se não fosse imprescindível apontá-los quando necessários. Se no cotidiano das relações pessoais isso é importante, imagine-se na esfera da gestão pública, principalmente quando se trata do chefe maior. Não faltam exemplos de gestores públicos que ao término de suas administrações se viram com a popularidade em baixa sem entender os motivos que levaram a isso.

Nesse sentido, o chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, quando vai na contramão da maioria dos defensores da presidente Dilma Rousseff, e alerta sobre a legitimidade das insatisfações contra o governo, presta grande serviço à presidente. Já escrevi sobre o que considero desastre administrativo que foi a gestão Luizianne Lins em Fortaleza. Na ocasião, questionei se não havia ninguém da administração que tivesse coragem de falar sobre o desleixo a que a cidade estava sendo submetida. O resultado podia ser sentido nas ruas com a imagem negativa das pessoas sobre a gestão da petista.

No caso do Governo Dilma, por mais que os petistas e apoiadores da presidente tentem desqualificar os críticos de sua gestão, há sim, uma insatisfação presente em parcela significativa da sociedade. Não uma insatisfação no nível dos protestos violentos, que mais afastam do que congregam as pessoas; da mesma forma, não é uma insatisfação que se traduza nos palavrões desferidos no Maracanã. Mas uma insatisfação que se manifesta de forma silenciosa, que talvez nem venha a ser capturada pela oposição por falta de propostas para atender os anseios dessa parcela de brasileiros. É esse tipo de insatisfeito que não pode ser menosprezado pelos defensores de Dilma.

Negar a percepção de que a atual gestão presidencial enfrenta dificuldades, jogando para a mídia ou para setores conservadores da população a origem da motivação dessas queixas, é menosprezar uma significativa parcela da sociedade que também votou em Lula e Dilma, apostando que poderíamos ter um Brasil melhor. Melhoramos, é verdade, mas os petistas ainda estão devendo muito, e não é negando o direito de pedir o que foi prometido que o país vai avançar.

Chapa Unidos pelo Brasil oficializa apoio a Eduardo Campos

Por aclamação e em clima de festa, quase mil delegados dos partidos que integram a chapa Unidos pelo Brasil (PSB, Rede Sustentabilidade, PPS, PPL, PRP e PHS) formalizaram neste sábado (28), em Brasília, o apoio à candidatura de Eduardo Campos (PSB) à Presidência da República e da vice Marina Silva.

O presidenciável reiterou as críticas ao atual modelo político que, segundo ele, está “esgotado” e tem efeito “paralisante da energia social”. Campos criticou o revezamento de legendas que dominam o cenário político dos últimos anos sem apresentar novas propostas. “Rejeitamos a trilha fácil da acomodação e conformismo. Rejeitamos a inércia e colocamos nossa indignação e sonho. Para continuarmos fiéis à nossa história tivemos que mudar e ter o compromisso de mudar junto com Marina. Escolhemos o caminho mais desafiador.”

(Agência Brasil)

Camilo Santana é o candidato da aliança costurada por Cid Gomes

528 43

camilo santana

O deputado estadual Camilo Santana (PT) é o candidato oficial do Palácio da Abolição para as eleições deste ano. O nome foi confirmado por dirigentes da aliança, na manhã deste sábado (28).

Com a indicação do petista na cabeça da chapa, o deputado federal José Guimarães poderá perder a vaga para o Senado.

A influência de Santana na Região do Cariri foi um dos fatores que contribuiu para a indicação.

Esquece isto e vai torcer

Em comentário enviado ao Blog, o colunista de Política e editor adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Érico Firmo, avalia a atual situação da candidatura do Pros. Confira:

A indefinição do candidato do governador Cid Gomes (Pros) é o assunto mais enfadonho, desinteressante e desnecessariamente arrastado dos últimos meses. Aliás, como essa gente é atrapalhada para decidir as coisas. Mas a questão é que importa muito pouco, quase nada quem vai ser o escolhido. O fato de ainda não haver um nome tem relação com o fato de que não há uma grande alternativa, uma sumidade, um perfil proeminente.

As diferenças são de nuances, ênfase maior na trajetória de um em determinado caminho em relação ao de outro. Afora essas questões pontuais, qualquer um é tão bom ou ruim quanto o outro. Há diferenças de apoio político, mas, salvo ligeiras defecções, a maioria dos aliados seguirá com quem for indicado. Pois o motivo do apoio é o mesmo: está perto de onde o governo estiver. Sempre. Então, o motivo que levará um ou outro a vencer são, também, os mesmos.

Ou seja, toda essa conversa de candidato do Pros tem pouquíssima importância. Esquece isso e vai assistir ao jogo.

Governo isenta de PIS/CONFINS mais 174 substâncias em medicamentos

O Governo Federal ampliou a lista de substâncias usadas na fabricação de medicamentos que ficam livres da cobrança dos tributos PIS/Pasep e COFINS. O decreto publicado no Diário Oficial da União dessa sexta-feira (27) inclui 174 substâncias na chamada “lista positiva”, que passa a contar com mais de mil itens sujeitos ao regime especial. Com a edição do novo Decreto, 75,4% dos medicamentos comercializados no país ficam isentos do PIS/CONFINS.

Com a publicação da nova lista, a Secretaria-Executiva da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (SCMED/ANVISA) realizará a atualização dos preços dos produtos daquelas empresas que já são optantes do regime especial de utilização do crédito presumido. Além disso, a Câmara de Regulação será responsável pelo monitoramento dos preços dos remédios e por garantir que as reduções tributárias sejam integralmente refletidas nos preços fixados como teto para os produtos.

As empresas produtoras de medicamentos que atendem aos critérios estabelecidos no Decreto nº 3.803/2001 que ainda não optaram pela adesão ao regime especial poderão protocolizar Requerimento de Habilitação para Concessão de Crédito Presumido no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

(Agência Saúde)

Morre Luiz Cruz

204 4

foto luiz cruz

O fundador da Biblioteca Circulante de Fortaleza, Luiz Cruz, morreu esta semana. Ele também ficou conhecido por visitar pacientes no IJF, pois acreditava que atenção e bom humor ajudavam na recuperação.

Nossos pêsames à família.

(com informações do Gente de Mídia)

Deputado promete revelar “cartilha” do Palácio da Abolição

178 7

foto danilo forte deputado

Milhares de cearenses estão sujeitos a privações de políticas públicas, por causa de perseguições do Palácio da Abolição a prefeituras que não se submetem à “cartilha” do Governo Cid Gomes. É o que promete revelar o deputado federal Danilo Forte (PMDB), neste domingo (29), no ginásio Aécio de Borba, durante a convenção estadual do PMDB, que deverá homologar a candidatura Eunício Oliveira ao Governo do Estado.

O discurso do deputado peemedebista também defenderá medidas contra a corrupção eleitoral, além de sugerir PMDB independente, diante da entrega de cargos no Governo Federal. O abandono do Dnocs e da Sudene, além da antiga promessas de uma refinaria no Ceará, também serão abordados por Danilo Forte, em uma crítica à presidente Dilma Rousseff.