Blog do Eliomar

Últimos posts

Você acha que a imprensa lhe representa?

188 1

Com o título “Você acha que a imprensa lhe representa?”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade para boas reflexões nesta sexta-feira de reta final de campanha. Confira:

Como jornalista, sempre desconfiei desta história de que “imprensa é o 4º poder”. Acho uma observação sem profundidade, afeita ao senso comum, que quer conferir a esta instituição uma importância social a meu ver bem além de suas reais possibilidades. Dia desses, em evento realizado na Estácio/FIC, mediando uma palestra da socióloga Monalisa Soares, ouvi dela uma observação interessante, ao comentar uma resposta do jornalista William Bonner, quando questionado sobre o tom agressivo usado por ele nas recentes entrevistas com presidenciáveis no 1º turno.

Bonner afirmou que era tarefa dele fazer perguntas que incomodassem os entrevistados, sobre coisas que a população tinha o direito de saber. Monalisa lembrou que quando há perguntas feitas pelos próprios eleitores, elas nunca são agressivas. Geralmente o que “o povo quer saber” é quais são as propostas dos candidatos para resolver seus problemas cotidianos: saúde, educação, habitação, segurança etc. Vale indagar: quem deu ao Bonner o direito e a autoridade de se achar representante do povo? Quem disse que as perguntas e a postura do apresentador do Jornal Nacional são as que o povo queria ver e saber?
A leitura ideológica de Bonner se coaduna com uma visão romântica e idealista do jornalismo, apresentando a imprensa como uma ferramenta contínua de fiscalização e investigação sobre os poderes, notadamente o poder público. Quanto a isso, sem problema. Mas daí a se apresentar como uma “entidade” acima das relações sociais, “livre” de quaisquer pressões sociais e “defensora” dos interesses do povo é de um cabotinismo indefensável.

A Rede Globo, assim como qualquer outro veículo de comunicação, ou como qualquer outra empresa, tem seus negócios, interesses e pontos de vista. O próprio Bonner, por sua vez, também pode e deve ter suas preferências políticas. Ambos estão compondo uma complexa engrenagem social onde a economia de mercado é o item mais importante. Querer vender a ideia da “imparcialidade jornalística” nestes tempos modernos é exigir do cidadão uma cegueira e uma inocência que avilta mesmo os menos dotados de inteligência e consciência crítica.

Não vou reforçar aqui também um discurso esquerdista demonizante sobre os interesses comerciais da mídia. Numa sociedade capitalista, querer que empresas jornalísticas não façam negócios e não obtenham lucros é um denuncismo ingênuo e sem cabimento. Como qualquer empreendimento comercial, veículos de comunicação precisam faturar para sobreviver. O que se está questionando é a tentação dos meios de sempre esconderem esta realidade sob o pano da imparcialidade.

O radicalismo do 2º turno presidencial trouxe à tona novamente este problema. É cada vez mais explícito o apoio ou o ataque dos meios de comunicação de massa às duas candidaturas, segundo suas preferências. Retomo o ponto de vista já dito em outros artigos: seria muito mais honesto que os veículos assumissem suas posições, para que o público soubesse de onde vem o discurso e pudesse avaliar a autenticidade e a credibilidade das notícias de forma mais clara.

Os jornalistas, igualmente, não estão “acima do bem e do mal”. E reconhecer esta limitação é um exercício de humildade e respeito com a esfera pública, que já se acostumou, via redes sociais, a explicitar as contradições cada vez maiores de quem se diz isento mas faz propaganda deslavada, contra ou a favor. Caso meios e profissionais de imprensa não aproveitem este momento para fazerem uma profunda autocrítica, a credibilidade e a representatividade social dos mesmos será posta em xeque. Mesmo porque o público acostumou-se não só a ler, mas também a produzir notícias, divulgando ele mesmo as suas próprias verdades.

* Demétrio Andrade
Jornalista e sociólogo.

Diretor do Datafolha diz que debates entre candidatos a presidente deram boa audiência

O diretor do Datafolha, Mauro Paulino, disse ao O POVO que o debate desta noite de sexta-feira na Globo, entre Dilma (PT) e Aécio (PSDB), deverá ser o de maior audiência da história das eleições no País.
“Hoje, 50% dos eleitores dizem estar muito interessados nas eleições”, afirmou. Segundo ele, a audiência dos debates bateu recordes nessa campanha.
Paulino é o entrevistado de domingo no Caderno DOM.

Homem, a serviço da Coelce, leva descarga elétrica em poste da avenida Dom Manuel

homemme

“Um funcionário, a serviço da Companhia de Energia Elétrica do Ceará (Coelce), levou forte descarga elétrica, na manhã desta sexta-feira, quando realiza trabalhos de reparo em um poste situado na esquina da rua Padre Valdevino com avenida Dom Manuel. Durante cerca de duas horas, ele parecia morto, desacordado e ficou pendurado ao poste por cinto de segurança.

Conhecido apenas como Jocélio, 27, ele inteegra os quadros da empresa Loprez, terceirizada da Coelce há mais de quatro anos. Segundo o socorrista do Samu, Ederson José, o eletricista recebeu duas cargas elétricas. “Ele só não morreu porque as descargas não foram contínuas”, informou. Jocélio foi encaminhado ao IJF-Centro e respirava com dificuldade. A Assessoria de Imprensa do IJF informou que ele está com queimaduras em cerca de 90% do corpo.

Os choques elétricos ocorreram após um curto-circuito que ocorreu no poste em que ele havia acabado de subir, no início de seu expediente. O acidente aconteceu porque ele teria subido no poste errado. Segundo o auxiliar Sandoval Cipriano Sousa, que também subiu ao poste com Jocélio, a equipe foi informada pela Coelce de que o poste estava sem energia. “Eu subi primeiro e o Jocélio subiu logo depois com os equipamentos. Ao tentar verfificar o problema, ele recebeu a primeira descarga. Então eu desci para chamar ajuda. Ao tentar subir com mais um colega, ele levou a segunda descarga e o capacete e equipamento caíram. Desci e chamei os bombeiros”.

Segundo comerciantes da área, um estrondo foi ouvindo por volta das 10 horas da manhã, o que já era um sinal do incidente. Corpo de Bombeiros e ambulâncias chegaram ao local, após serem acionados pelo auxiliar. O serviço de retirada de Jocélio demorou cerca de 40 minutos, tempo de espera para a Coelce desligar a rede elétrica do poste. O trânsito na Dom Manuel com Padre Valdevino voltou ao normal.

(O POVO Online)

Uruguaios, assim como os brasileiros, vão às urnas neste domingo

“Os uruguaios vão as urnas no domingo (26) para eleger presidente e vice-presidente e renovar a totalidade do Congresso. A Frente Ampla, no poder desde 2005, é a favorita. Todas as pesquisas de opinião indicam que o candidato Tabaré Vasquez tem entre 43% e 49% das intenções de voto – número insuficiente para conquistar a vitória no primeiro turno e a maioria parlamentar.

Pela legislação uruguaia, os eleitores são obrigados a votar em candidatos do Executivo e do Legislativo do mesmo partido. “Eu votei nos dois governos anteriores, da Frente Ampla, porque acho que fizeram muito pelo país. O desemprego caiu de dois dígitos para um e nossos jovens não têm que sair do Uruguai para buscar trabalho”, disse à Agencia Brasil o comerciante Diego Villega, que apoia Tabaré Vasquez.

No entanto, no primeiro turno, ele votará num partido menor, sem chance de chegar à Presidência. “Não quero dar todo o poder a um só partido, precisamos ter um equilíbrio mais democrático”, Justificou o comerciante.

Villega não e o único que pensa assim o que, segundo analistas políticos, explica os resultados das últimas pesquisas de opinião. Os principais concorrentes de Tabaré Vasquez – que governou o Uruguai de 2005 a 2010 – são filhos de ex-presidentes. Luís Lacalle, do Partido Nacional, conhecido como Blanco, teria entre 32% e 35% das intenções de voto, enquanto que Pedro Bordaberry, do Partido Colorado, entre 12% e 18%.”

(Agência Brasil)

Escola ganhará o nome de “Humberto Teixeira”

O prefeito Roberto Cláudio vai inaugurar, às 17 horas desta sexta-feira, no bairro Jangurussu, o Centro de Educação Infantil Humberto Teixeira. A nova unidade educacional recebe o nome do advogado e compositor cearense por iniciativa do líder do prefeito na Câmara Municipal, Evaldo Lima (PCdoB).

Evaldo explica que quer lembrar o Centenário de Teixeira, a ser comemorado em 5 de janeiro de 2015. 

 

Aço Cearense faz campanha para reduzir desperdício nas refeições

çço

Os colaboradores da Aço Cearense Industrial abraçaram mesmo a causa da Campanha Vale 10g, lançada pela empresa com o objetivo de reduzir o desperdício de alimentos nas refeições. Neste segundo mês da ação, a redução foi de 56,4%, segundo a assessoria de imprensa da empresa. Superou o percentual do primeiro mês.

Os 405 kg de alimentos gerados com a campanha em setembro foram doados para o projeto Restaurar, instituição localizada em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), que atende a 20 internos em fase de recuperação de dependência química.

Na campanha Vale 10g, cada prato limpo entregue pelo colaborador é revertido em 10 gramas de alimentos não perecíveis a serem doados a entidades carentes. No destaque, a diretora Administrativa da Aço Cearense Industrial, Rosimeire Matos, realizando a entrega na sede do projeto Restaurar.

(Foto – Divulgação)

Empresários cearenses em clima eleitoral

robertosergio

Vice-presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Roberto Sérgio diz que votará em Aécio Neves (PSDB), porque “o Brasil precisa retomar o crescimento econômico”.

julioventura

Já o também empresário Julinho Ventura afirma que votará em Dilma Rousseff (PT), porque o País precisa continuar avançando no social.

VAMOS NÓS – Nesta semana, circulamos no prédio da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), onde também está a sede do Centro Industrial do Ceará (CIC). Saímos convictos de que o empresariado cearense esmagadoramente é… Aécio.

Tribunal de Justiça determina sequestro de verbas de 10 municípios cearenses

“O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Gerardo Brígido, determinou o sequestro de recursos de 10 municípios cearenses para pagamento de precatórios. Ao todo, foram apreendidos R$ 1.661.692,32. Os municípios devedores são Alcântaras (R$ 508.569,72); Aurora (R$ 546.603,60); Baixio (R$ 30.937,86); Baturité (R$ 142.233,20); Granjeiro (R$ 218.392,73); Groaíras (R$ 34.985,56); Ibiapina (R$ 9.625,49); Itatira (R$ 28.774,44); Jaguaretama (R$ 22.877,14) e São Benedito (R$ 136.692,58).

Os sequestros foram determinados em virtude da falta de pagamento de parcelas do regime especial relativa aos anos de 2011, 2012 e 2013, após os prefeitos, depois de pessoalmente intimados, não realizarem os depósitos devidos.

Todos os municípios estão sujeitos ao regime especial de pagamento de precatórios criado pela Emenda Constitucional nº 62/2009, cuja gestão, no estado, cabe ao Tribunal de Justiça no Estado.”

(Site do TJ-CE)

Governo Dilma é avaliado positivamente por 61% dos eleitores cearenses

dilma e cid em aracaju

“Gostou?!”

“O desempenho de Dilma Rousseff (PT) é avaliado positivamente por 61% dos eleitores cearenses, que classificam o governo da petista como “ótimo” ou “bom”. O dado integra nova rodada da pesquisa O POVO/Datafolha, que aponta nota média de 7,7 para a gestão. Segundo o levantamento, 30% dos eleitores consideram o governo como “regular”. Já percentual dos cearenses que consideram a gestão como “péssima” é de 8%.

Durante a campanha eleitoral, o número dos que consideram o governo “ótimo” ou “bom” teve aumento de 6%, saindo de 55 pontos na pesquisa de 11 de agosto até 61% na atual.

O índice de “péssimo” teve seu ápice nos primeiros dias de setembro, quando ficou em 12%. Agora, já reduziu quatro pontos percentuais até os 8%. Movimento semelhante ocorreu com os que avaliavam o governo como regular. Inicialmente com 33 pontos, índice reduziu com a campanha e chegou aos 30%.”

(O POVO)

Parceria resultará na Central de Medidas de Penas Alternativas

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:
A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado vai implantar, mês que vem, em parceria com o Fórum Clóvis Beviláqua, uma Central de Medidas Cautelares Alternativas à Prisão Provisória. Segundo a titular da pasta, Mariana Lobo, o objetivo é oferecer penas alternativas ao preso que cometeu crime de menor potencial ofensivo (furto, porte de arma, etc). Esse  equipamento funcionará na antiga sede da Perícia Forense (Pefoce), no Centro.
”Em vez de aguardar o julgamento preso, o réu primário cumprirá uma medida cautelar”, explica a secretária. Ela admite casos em que o apenado poderá usar tornozeleira eletrônica.
Enfim, a ordem é amenizar um quadro onde a Policia Civil, principalmente, virou carcereiro e pouco investiga.

Presidente da CNBB condena ataques mútuos entre candidatos à Presidência da República

134 1

raimundod

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cardeal Raymundo Damasceno, também arcebispo de Aparecida (SP), condenou ontem os ataques mútuos entre os candidatos à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) durante a campanha eleitoral. Para o religioso, os eleitores “ficam defraudados” quando os candidatos partem para ataques pessoas em detrimento da discussão de propostas.

“É lamentável, porque eu sempre disse aos candidatos que o importante não é o resultado nas urnas, mas a contribuição que dariam para aperfeiçoar nossa democracia, ajudar o cidadão a se tornar mais participante e discutir propostas para o país. Mas muitas vezes a campanha descamba para outro rumo”, disse o cardeal em entrevista à imprensa na sede da CNBB, em Brasília.

(Com Agências)

Campanha pelo “Não Vote” vai à Praça do Ferreira

183 1

rosadafonseca

Nesta sexta-feira, a partir das 16 horas, na Praça do Ferreira, o Movimento Crítica Radical fará o ato “Não Vote!”. Hora de pedir ao eleitorado que anule seu voto como forma de protestar contra o modelo político e, em especial, contra o sistema Capitalista.

Segundo Jorge Paiva, membro do grupo, neste ano a campanha pelo não voto teve uma qualidade diferente pela abrangência da abstenção no pleito e pelos votos de protesto. Já a ex-vereadora Rosa da Fonseca, também do Crítica Radical, afirma que os votos brancos e nulos são considerados protestos parciais, pois as pessoas ainda estão participando do processo eleitoral. Por isso, a movimentação do grupo é pelo não voto, o não comparecimento ao processo eleitoral.

Eleitores que não comparecem às urnas, seja por opção, seja por impossibilidades outras, precisam justificar a ausência, segundo a Justiça Eleitoral. 

Time do Macaé é recepcionado por grupo de torcedores do….Ceará

148 1

Cena curiosa no Aeroporto Internacional Pinto Martins, nessa noite de quinta-feira: o time do Macaé (RJ) desembarcou para jogo do “mata-mata” contra o Fortaleza e foi recepcionado por um grupo de torcedores do Ceará.

A equipe do Macaé enfrentará o “Leão do Pici” neste sábado, na Arena Castelão. Quem vencer, ascenderá para a Série B, do Brasileirão. Na primeira partida, em Macaé, deu empate sem gols.

 

Termina nesta sexta-feira o horário eleitoral gratuito

“A dois dias do segundo turno das eleições, termina nesta sexta-feira (24) a propaganda eleitoral gratuita veiculada no rádio e na televisão. Também é a data limite para a divulgação paga de propaganda eleitoral na imprensa escrita e para a realização de debates. Nesse último caso, a transmissão não deve ultrapassar a meia-noite. É nesta sexta-feira o último dia para que os presidentes das mesas comuniquem à Justiça Eleitoral que não receberam o material destinado à votação de domingo (26).

Carro de alto-falante ou amplificadores de som para divulgação de propaganda está permitido até sábado (25), véspera da votação, entre as 8h e as 22h. A distribuição de material gráfico, a realização de caminhadas, passeatas e carreatas, além da divulgação de jingles ou mensagens dos candidatos podem ser feitas também até as 22h.

No segundo turno das eleições, neste domingo (26), cerca de 143 milhões de eleitores estão aptos a votar para presidente da República e governadores de 13 estados e do Distrito Federal. Apesar do horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a votação será feita das 8h às 17h, obedecendo o horário local.”

(Agência Brasil)

MP ajuíza ação contra três vereadores de Sobral por improbidade administrativa

“O Ministério Público do Estado do Ceará ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) em desfavor dos vereadores da Câmara Municipal de Sobral, Valfredo Linhares Ribeiro, José Crisóstomo Barroso Ibiapina e José Itamar Ribeiro da Silva, além do assessor parlamentar William Ramos Tavares. Eles são acusados de improbidade administrativa. A ação foi protocolada pelo promotor de Justiça Francisco Roberto Caldas, do Núcleo de Tutela Coletiva de Sobral.

A ACP decorre de um inquérito civil público instaurado em maio deste ano para apurar denúncias feitas pelo ex-vereador Francisco Ismerino Vasconcelos Mendes. De acordo com as investigações, os referidos parlamentares e o assessor estariam envolvidos com a simulação de cursos de capacitação para vereadores e servidores da Câmara fora dos limites do Município para que houvesse o pagamento de diárias.

O MPCE constatou que o esquema, existente na atual gestão, seria comandado por José Crisóstomo Barroso Ibiapina, mais conhecido como “Zezão”. As investigações mostraram ainda que, quando os cursos ocorriam, eram realizados pelo próprio parlamentar, que é o proprietário das empresas realizadoras dos eventos. Ele recebia diárias do Poder Legislativo para essas atividades, mesmo sendo o realizador dos cursos/seminários e o recebedor dos valores arrecadados para a prestação dos serviços. Pelos motivos expostos, o MPCE pede ainda que os três vereadores e o assessor sejam afastados dos respectivos cargos por um período de 180 dias.”

(Site do MP-CE)

Youssef avisa que ficará calado e pede que depoimento à CPMI seja cancelado

O escritório de advocacia que representa o doleiro Alberto Youssef enviou ofício nessa quinta-feira (23) ao presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), pedindo o cancelamento da reunião do colegiado agendada para ouvir o depoimento de Youssef na próxima quarta-feira (29).

Os advogados que assinam o pedido alegam que seu cliente já decidiu que usará o direito de permanecer calado caso tenha de depor na CPMI. Eles informam que Youssef tem, além do direito constitucional de não se incriminar, a obrigação do silêncio, pois está colaborando voluntariamente com as investigações da Justiça por meio de delação premiada.

De acordo com os advogados, essa lei dá a Youssef o direito de ter seu nome, qualificação e imagem preservados e de não ser fotografado nem filmado. Segundo os advogados, em depoimento à CPMI, esses direitos “poderiam ser vilipendiados, a exemplo do que ocorreu com o senhor Paulo Roberto Costa”.

Depoimento mantido

Nenhuma decisão sobre esse ofício foi divulgada pelo senador Vital do Rêgo ou pela CPMI e o depoimento continua agendado para a próxima quarta-feira, a partir das 14h30min.

(Agência Câmara Notícias)

Procurador Eleitoral diz que sistema político brasileiro tem viés corrupto

O procurador-geral Eleitoral, Rodrigo Janot, afirmou nessa quinta-feira (23) que o atual sistema político brasileiro tem viés corrupto e precisa ser reformado. As declarações foram feitas durante sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Janot elogiou a decisão homologando acordo entre as coligações dos candidatos à Presidência da República Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). Por meio desse acordo, as equipes jurídicas comprometeram-se a não fazer ataques pessoais no horário eleitoral no rádio e TV. Em troca, os ministros arquivaram todas as representações protocoladas.

Conforme o procurador, com a decisão, o TSE deu o primeiro passo para reformar o sistema político-eleitoral brasileiro. “Em conversas com segmentos da sociedade brasileira, parece existir, a essa altura, consenso sobre a necessidade de reforma. É um sistema político arcaico, vencido e com viés corrupto”, salientou.

Presidente do TSE, o ministro Dias Toffoli reafirmou que a medida foi possível porque os candidatos e as coligações entenderam a necessidade de mudar o tom da campanha no horário eleitoral. “Agradeci a eles pelo ato, que realmente é histórico para a Justiça Eleitoral e para disputa. Os ataques estavam indo para um nível que não era o melhor para o estado democrático de direito“, comentou.

Semana passada, o plenário do tribunal decidiu que as campanhas políticas deveriam ser “programáticas e propositivas” e não baseadas em ataques entre candidatos.

(Agência Brasil)